Doces Dias Ácidos

Doces Dias Ácidos Taty Ferreira




Resenhas -


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Paula.Mota 18/08/2020

Doces dias ácidos é um livro escrito por  Taty nos apresenta uma jovem arquiteta que namora á cinco anos, e que acabou de se formar e está sem pespectiva de vida. Ela se ver perdida assim como muitos jovens no dia de hoje, quando ela simplesmente se forma na faculdade e não consegue nenhum serviço na sua área. E com isso ela acaba tendo uma crise existencial. As coisas andavam difíceis tanto na vida profissional, quanto da pessoal, e é até que acontece um evento inesperado na sua vida e o namoro chega ao fim. É aí que a mesma começa a perceber que seu relacionamento não era tão perfeito quanto imaginava, nem o namoro e nem a sua vida.

Após perceber o quão perdida está ela começa a planejar uma mudança em sua vida da qual nem ela sabe onde a levará, porem sabe que é necessária. E então pega um voo para Washington, EUA, e acaba vendo que  nessa nova etapa será necessário arriscar mais para ver onde a vida a levará.  Ela vai em busca de um recomeço, e faz de tudo para se encontrar.

E ai como será a vida dela depois de tudo? Será que conseguiu se encontrar e recomeçar?
A medida que ela vai vivendo novas experiências, percebe como o mundo é vasto e quantas pessoas diferentes podem fazer parte de sua vida, basta permitir e se entregar.


OPINIÃO

Esse é um livro que possui uma linguagem direta, simples e de um ótimo entendimento. Ele é narrado em primeira pessoa, sob o ponto de vista da personagem principal, e a mesma não tem nome no livro. Com isso podemos nos imaginar vivendo essa história e até mesmo criar um nome para ela.O livro nos faz pensar muito e acabamos desvendando e aproveitando para entender melhor um pouco sobre a vida dela. A história nos mostra que independente daquilo que aconteça em nossas vidas,  sempre temos novas chances e devemos aproveitar e recomeçar. E algo de bom pode surgir quando menos esperamos se estivermos dispostos a aceitá-lo.
É um livro muito bonito, a capa e o título te deixam muito curioso para saber quais foram esses dias ácidos e o que aconteceu para o livro ter esse título. Eu gostei muito da história e super indico.Uma história envolvente que me fez não querer parar de ler. No final ficou aquela sensação de que continuaria lendo essa texto pra sempre.
comentários(0)comente



Tatiane.Pivovar 28/06/2020

Romance
Muito bom prova de que o amor verdadeiro existe sim.
E que em meio a dificuldades precisamos se reinventar
comentários(0)comente



thaamuniz 12/05/2020

Me senti cativada e envolvida com a história da personagem. É o primeiro livro que leio da Taty e me surpreendi com a leveza da escrita dela. Apesar da personagem não ter um nome, isso não me incomodou.
A leitura flui tranquilamente e eu me sentia uma amiga da personagem, bem íntima, onde me era me compartilhado tudo; desde seus sentimentos mais tristes e profundos, até mesmo os momentos de alegria.
Acredito que depois de tudo que a personagem passou, ela pode enfim se reencontrar e viver mais leve, menos culpada e feliz.
comentários(0)comente



Haline.Scotti 19/04/2020

Essa poderia ser a minha história, a sua, de uma amiga ou mesmo de uma desconhecida... Tantas vidas conseguem se encaixar na trajetória da personagem, em parte pela falta de um nome específico para caracterizá-la e em parte pelo caminho de auto-conhecimento trilhado da melhor maneira: vivendo! Um caminho permeado por tristezas, alegrias, tentativas de deixar o passado no lugar em que ele deve ficar e viver o presente. Basicamente nos mostrando que são nossas escolhas que nos definem e apontam o nosso destino.

Taty Ferreira, como Acidez Feminina, sempre falou sobre faces e elementos dos relacionamentos humanos e não poderia ser diferente neste livro. Mas a escrita me surpreendeu, positivamente, pela leveza e envolvimento.
comentários(0)comente



Beatriz.Miranda 05/04/2020

Leitura leve
É um livro tranquilo de se ler, a história é mais carregada de sentimentos no início, e isso diminui ao longo do livro.
A leitura flui e os personagens são legais, mas achei um pouco "superficial" em alguns pontos, ficaram pontas soltas que não tiveram explicação.
Acrescenta, como toda história, pontos de vista ao nosso e mostra situações que nos faz pensar e se colocar no lugar do outro.
comentários(0)comente



Rosinha88 26/02/2020

Eu gosto da escrita da Tati Ferreira, mas o fato da principal não ter um nome no livro me incomodou muito! Principalmente porque ela escreveu tão bem esse livro, a narrativa é perfeita, pode ser uma continuação tranquilamente, o romance é até não tão óbvio, mas ainda sim, a principal precisava de um nome.
comentários(0)comente



Ludy @emalgumlugarnoslivros 02/04/2018

Aprendendo a lidar com a acidez da vida para se preparar para o lado doce.
Doces dias ácidos - Taty Ferreira.
224 páginas/Editora Planeta do Brasil.


"E hoje estou escrevendo para você porque meu sofrimento precisa ter ponto-final, e nada me parece melhor para isso que palavras escritas, já que elas foram nossa primeira paixão em comum."

Doces dias ácidos nos traz uma personagem real, ela pode ser você, pode ser qualquer jovem que se depara com o mundo real e paralisa, ela pode ser eu; talvez seja por isso que ela não tem um nome.
Mas ela é tão real...

A personagem é recém-formada e está lidando com as dificuldades em se estabelecer no mundo, em encontrar um caminho, uma estabilidade, um equilíbrio.
Nesse meio tempo ela encontra um amor; e por mais que a relação seja um ponto de apoio, ela acaba se encolhendo perante a vida e se vê com problemas emocionais.
Até que tudo chega ao fim e ela precisa se reencontrar para encontrar seu próprio caminho.

Aos poucos ela vai se arriscando, se jogando no mundo, enfrentando seus medos e descobrindo novos horizontes.
Vai aprendendo a lidar com os fins e recomeços, com amizades e amores que vêm e vão.

Me identifiquei com a personagem; ela está em uma fase de transição, está em um momento de crise e não há contos de fadas, nada é resolvido com facilidade.
Essa história nos mostra como a realidade é dura, cruel e ácida. Sem enfeites. Sem mágica.
A personagem erra, tem altos e baixos, sofre, se decepciona, mas também encontra o lado bom, sereno e doce da vida.

Taty tem uma escrita muito prazerosa, seu texto é muito envolvente e ela aborda essa realidade com propriedade; senti como se fosse um diário e ela estivesse nos relatando sua história.
Cada capítulo é dividido por uma citação muito bonita e que tem a ver com o momento que a personagem está passando.

Os pontos negativos desse livro foram os capítulos extensos e a ausência de uma pausa de capítulo, o que me atrapalhou na hora de fazer uma parada.
E são poucos diálogos.
O fato da personagem não ter nome foi estranho no início, mas consegui lidar bem com isso.

Um romance real, mas com um texto leve.
Vale a pena conferir.

"... a única certeza que poderia ter é que sempre haverá incerteza"

#resenhaemalgumlugar 📚

site: @emalgumlugarnoslivros
comentários(0)comente



evelyn 16/03/2018

Doces Dias Ácidos: Um Romance Sobre A Vida Real
Lembram da Taty Ferreira, do Acidez Feminina? Pois ela escreve livros, e dos bons! Doces Dias Ácidos apareceu num momento muito oportuno da minha vida, como se fosse um guia para entender meus sentimentos, os das pessoas ao meu redor, e me mostrar os próximos passos que, bizarramente, seguiram grandes coincidências em minha vida, e acabou sendo como um guia, um manual para aprender a reunir forças, aprender a buscar meu caminho para o amadurecimento – e até mesmo aprender coisas sobre as etapas de viagens, haha, que usarei para futuras experiências!

Mas essa é a intenção da escrita de Taty: a autora quer que você, que está perdida em alguma fase da vida, se encontre na personagem, veja que é possível seguir em frente, ter opções e oportunidades na vida, quando tudo parece empacado. O livro acaba sendo aquela luzinha no fim do túnel mostrando que ainda há muito por vir, que há esperança, que só precisamos criar a coragem para dar os primeiros passos. Porém, a história de nossa protagonista – assim como nossas próprias histórias – nos mostra que nem tudo é um conto de fadas perfeito. A personagem passa por situações muito complicadas no começo, e decide encontrar seu novo caminho viajando… Mas, ao contrário do que vemos em muitos outros livros e filmes, a viagem não é uma cura mágica para todas as mágoas: pelo contrário, como o próprio nome do livro sugere, a trajetória da protagonista é cheia de altos e baixos, do começo ao fim, afirmando uma das frases que mais gosto na vida, do Caio Fernando Abreu: A vida é feita de escolhas. Quando você dá um passo à frente, inevitavelmente alguma coisa fica para trás.

“…pleno e amável. Embora eu ainda não soubesse, esses dois adjetivos descreveriam exatamente como seriam meus dias dali em diante”.

O caminho dela – que não tem nome, pois ela sou eu, é você, é aquela amiga, é alguém que conhecemos e por quem torcemos -, cheio de escolhas, só nos reforça que tudo na vida tem seu gosto doce e seu gosto amargo – há sempre dois lados da moeda, e tudo tem consequências. Diante de suas perdas, de ter alguns sonhos quebrados e a oportunidade de realizar outros novos sonhos, diante das dificuldades de entender e lidar com as pessoas e sentimentos em sua vida, a protagonista cresce – conhece novos lugares, novas pessoas, novas situações, novos amores… Nem todas essas coisas são boas, mas a ajudam a crescer e a conhecer a pessoa mais importante de sua vida: ela mesma.

Doces Dias Ácidos vai além de nos proporcionar um romance sobre superação e felicidade: Taty nos mostra com sua escrita que pode ser nosso diário, ou o relato de uma amiga querida, a importância das escolhas. Escolher viver, escolher seguir em frente, escolher acreditar mesmo que pareça impossível. Escolher coisas novas, escolher tentar, escolher seu próprio destino. Escolher não ter medo do diferente, de se tornar alguém diferente. De aprender a ser alguém melhor. De nos deixar transformar no melhor que podemos ser, e não temer as incertezas. Não há solução que dure para sempre, as incertezas e os desafios sempre farão parte de nossas vidas. E é isso que a torna tão emocionante, e o que faz valer a pena viver!

“Vi (…) o quanto minha sina é traçada mais pelas minhas escolhas que por um destino já determinado”.

Obrigada, Taty, por nos entender. Nos escrever. Nos dar um abraço em forma de páginas, um conselho com palavras que escrevem uma história bela e, acima de tudo, real. É sério, sem exageros: tá se sentindo desmotivada, frustrada, perdida? Dê uma chance ao doce e ao amargo. Dê uma chance a Doces Dias Ácidos.

site: https://www.novonerd.com.br/doces-dias-acidos-um-romance-sobre-a-vida-real/
comentários(0)comente



Amiga Leitora 30/11/2017

PODERIA SER VOCÊ!
Neste livro a Taty nos apresenta uma jovem arquiteta que namora á 5 anos, até que acontece um evento inesperado na sua vida e o namoro chega ao fim. É aí que a mesma começa a perceber que seu relacionamento não era tão perfeito quanto imaginava, nem o namoro e nem a sua vida.

Após perceber o quão perdida está ela começa a planejar uma mudança em sua vida da qual nem ela sabe onde a levará, porem sabe que é necessária. E então pega um voo para Washington, EUA, e acaba vendo que nessa nova etapa será necessário arriscar mais para ver onde a vida a levará.

A nossa personagem passa por muitos perrengues, mas acontecem muitas coisas boas também, como por exemplo conhecer o Christopher, um australiano lindo que mostra um amor maduro, tranquilo e calmo, onde ela percebe que é esse tipo de amor que sempre procurou. Mas como eu disse antes nem tudo são flores e chega o momento de regressar ao Brasil, por conta de uma oferta irrecusável. Então será que ela conseguirá se arriscar novamente e deixar para trás o que tinha conquistado com tanto sacrifício? Só lendo o livro para saber!

Gostei muito de 'Doces Dias Ácidos', o livro nos mostra que nossas escolhas sempre nos levam a lugares diferente, seja o ter que dizer um "sim" ou até mesmo um "não".
Outra coisa que achei interessante é que a protagonista, que por sinal narra a estória em primeira pessoa, não tem nome e em nenhum momento o livro menciona o nome dela, o que nos faz sentir que a estória poderia acontecer conosco e quais seriam as nossas escolhas.

Termino dizendo que 'Doces Dias Ácidos' foi uma leitura que me fez ri bastante em alguns momentos e eu queria muito um Christopher na minha vida (rsrsrs), ele é demais. Aviso, porém, que o começo é meio devagar, mas depois a estória flui muito bem, então persistam pois eu recomendo muito o livro!

* ESCRITO POR VIVIANE LUNA DO BLOG AMIGA DA LEITORA

site: http://www.amigadaleitora.com/2017/11/resenha-doces-dias-acidos-um-romance.html
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9