Protegido Pelo Porto

Protegido Pelo Porto Nora Roberts




Resenhas - Protegido Pelo Porto


30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


MI 02/06/2012

Philip Quin
Uau!!!!! O Phillip me surpreendeu! Por baixo de todo refinamento e aparente gosto por frivolidades dele eu não imaginei que houvesse tanta sensililidade e fogo kkkkkkkkkkkkkk. Aliás, no princípio o Phillip quase não me chamou atenção. No entanto, que estilo tem esse Quin! Aqui neste útimo livro da trilogia temos desvendados alguns mistérios que ficaram sem solução nos volumes anteriores e temos a intrigante participação da Sibill, uma cientista antropóloga, socióloga e Psicóloga. Que teve toda sua ciência e conhecimento por terra diante do cerco que o Phillip lhe fez. A Sibill achava que podia combatê-lo com suas teses e teorias kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ela não tava nenhum pouco preparada pra resistir a um homem que no passado havia sido ladrão de bens materiais, e que no presnte é um perfeito salteador de corações! a Nora, fechou a estória de maneira belíssima e exemplar. Deu até saudade dos Quin no término do livro. Eu já tava totalmente familiarizada com o vocabulário peculiar (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk)deles e com as típicas reações masculinas. Ai que inveja da Anna, da Grace e da Sibill!!!!!
Su 07/09/2014minha estante
amei!! kkkkk muito boa sua resenha!! kkkkk


MI 07/09/2014minha estante
Obg Su Dias! A Nora é esplêndida! Gostei muito dessa série e atualmente tô lendo outra dela pela qual fico babando a cada livro. Bjão ;)




Vânia 03/08/2012

Família Quinn #3
"Phillip Quinn fez de tudo para sua vida parecer perfeita. Com uma carreira bem sucedida e um apartamento com vista para o mar, em Baltimore, sua vida nas ruas ficara definitivamente para trás. Entretanto, bastou olhar para Seth, e Phillip recordou do menino que ele próprio fora no passado.

Phillip pretendia cumprir a promessa que fizera ao pai em seu leito de morte, razão pela qual considerava Seth como uma obrigação. Jamais imaginara que pudesse vir a amar o menino. Em pouco tempo, sua promessa ao pai deixou de ser apenas uma obrigação. E o futuro de Seth como membro da família Quinn parecia assegurado... até que uma estranha chega à cidade. Ela alegou estar fazendo uma pesquisa na pequena St. Christopher para seu novo livro, mas o verdadeiro motivo de suas observações são os Quinn... e ela traz um segredo que pode separar a família... para sempre."

Resumo bem explicativo para o que deveria ser o final da trilogia da gratidão.
Até aqui os três irmãos Quinn estavam fazendo das tripas coração para provar que o pai não havia cometido suicídio - como a seguradora de seguros alegava e, com isso, não pagava a eles o que tinham de direito; que o pai não havia traído a mãe - como os fofoqueiros de plantão estavam espalhando pela cidade; que eram uma família de bem e respeitável para tomarem conta de um garoto de dez anos de idade - tiveram que remodelar toda sua vidinha perfeita.

Nos dois primeiros livros, enquanto eles lidavam com toda a papelada e burocracia, houve tempo para os romances rápidos e decisivos nas vidas de Cameron e Ethan. Agora chegou a vez de Phillip.
O organizado, almofadinha e bem sucedido Phillip Quinn nem mesmo morava mais em Chesapeake, mas na cidade de Baltimore, em Inner Harbor. Ele gostava mais da vida na cidade grande. Mas não se furtara, assim como cada um deles, a abrir mão de alguns confortos para cumprir sua palavra dada ao pai.
Ele só não contava com o aparecimento de Sybill. Uma famosa escritora que aparentemente viera à cidade para um pesquisa de campo; quando, na verdade, ela viera certificar-se sobre Seth.

Como dito nas resenhas sobre cada livro, cada filho adotado tivera sua parcela de tristezas em vidas anteriores. Todos eles sofreram algum tipo de abuso e muito cedo aprenderam que tinham que se defender se quisessem continuar vivos. Cada um teve seu tempo de adaptação até sentirem que na casa do casal Quinn estavam sãos e salvos.

Não temos noção do quanto isso ocorre por aí. Família desestruturadas, abusando de crianças, vivendo sob a lei da violência. Isso só vem à baila quando algo de pior ocorre, geralmente uma tragédia, e só então paramos e dizemos "que horror!", esquecendo do assunto no minuto seguinte.
Esta foi mais uma história de ficção, mas como muitas, poderia ter acontecido. Muitas crianças são salvas das mãos de pais violentos e displicentes, e mais ainda poderiam ser salvas se nossas leis sobre adoção fossem mais flexíveis e rápidas...

Sobre a história, posso dizer que minha experiência lendo Nora Roberts não poderia ter sido mais feliz. Já me recomendaram outras trilogias - que serão lidas em seu devido tempo. No momento pretendo ler o quarto volume da "trilogia" (coisa de louco isso...) e fechar com chave de ouro sabendo como tudo ficará para Seth alguns anos depois, já sendo um legítimo Quinn.

História cativante, romance envolvente. Um ótimo livro para se ter como companhia.
comentários(0)comente



neli 08/04/2012

D+
Esse é o terceiro livro dessa trilogia, que considero maravilhosa. E, para mim, o melhor de todos. Nele são amarradas, todas as pontas soltas, dos livros anteriores. Perfeito.

Quem poderia imaginar que um adolescente ladrão, que se prostituía e se drogava, ia se transformar em um homem lindo, fino, charmoso, ótimo administrador dos negócios da família? Mas graças ao amor dos pais adotivos, Phil mudou e por causa desse amor, Phil, que está ajudando os irmãos a criar Seth, a pedido do seu pai. Ele vai ter que enfrentar seus medos, ao se envolver com Sybil, que vem a Cheasepech, ver o motivo que seu sobrinho está sendo criado pelos três irmãos.

Juntos terão de enfrentar Gloria, mãe biológica e irmã de Sybil, e conseguir, finalmente, reconhecer que querem ficar juntos.

A-D-O-R-E-I

Super recomendado.
comentários(0)comente



Márcia 09/10/2009

Superou minhas espectativas
Comecei o livro de má vontade [ porque queria ler um outro logo ], mas nas primeiras páginas comecei a me interessar pela história de Phillip. Tudo nesse livro me surpreendeu. Até mesmo o próprio Phillip.
Em Movido Pela Maré, dos 3 irmãos, dele foi de quem menos gostei. Mas nesse livro ele subiu no pódio para a posição nº 2. Adoro mesmo é o Ethan. Odiei Sybil. Desde o início. Achei-a insuportável. Mesmo depois de revelar a verdade para os Quinn, ela - para mim - continuou chata. Ignorei-a o livro todo.
Halley 29/03/2011minha estante
Ethan também é o meu favorito (suspiro).....




FotoseLivros 23/01/2011

Eu me encantei verdadeiramente com a Trilogia da Gratidão
Phillip (Phil) foi o último do quinn a chegar, para ser criado por Ray e Stella, ele quase morreu aos 13 anos e precisava sair do mundo da delinquência ou logo, logo seria morto ou preso para sempre, mas seus 'pais' o salvaram, o transformaram em um homem do bem, dócil, carinhoso...foi o único dos 3 filhos a se formar na universidade (é publicitário) é muito inteligente, perspicaz e claro como todos os Quinn muito bonito... em "Protegido pelo Porto" ele encontra a mulher de sua vida, Sybill Griffin, um psicóloga e autora famosa que vai a St. Chris para fazer pesquisas para um novo livro e algo mais... mas guarda segredos que pode afastá-la de Phil ou ainda pode ajudar os Quinn a assumir a guarda definitiva de Seth. E Phillip ajuda Sybill... mais do que ela estava disposta a deixar...

Lindo, comovente... estes irmãos Quinn se tornaram mais algumas de minhas paixões literárias

Vou repetir o que sempre digo... me encanto com as histórias de Nora Roberts...ela é maravilhosa ao descrever o amor... familiar...entre um homem e uma mulher...de forma tão encantadora.
comentários(0)comente



LUZINHA 30/08/2010

Sempre gosto muito dos livros da Nora, na verdade, eu praticamente devoro os livros dela. Este pra mim foi o mais fraco da Trilogia da Gratidão. Achei mais superficial que os outros dois. Porém,independente disso, gostei muito. O livro é muito bom. Agora, com a trilogia terminada, posso dizer que o meu favorito dos três Quinn, é o Ethan. Pronta para ler sobre o Seth. Contagem regressiva para "Resgatado pelo amor"!
comentários(0)comente



Zana 26/11/2015

Terceiro livro da Trilogia da Gratidão: Phillip.
A abençoada e saudável confusão que é a família Quinn continua em “Protegido pelo Porto”. O outrora clã masculino conta agora com a adição de Ana e Grece esposas de CAM e Ethan, respectivamente. Todavia, a participação das mulheres neste episódio é mais am passam, elemento menos enriquecedor para trama atual. A autora apresentou uma história bem mais rápida do que os episódios anteriores, talvez porque o enredo não contivesse profundidade para tanto estiramento e a Nora já estivesse de saco cheio, ou ‘supostamente’ estaria encerrando a trilogia, sei lá! Mas vejam só que surpreendente (ironia mode on)!!! Não é que o comercial mundo literário nos apresenta o fenômeno de uma trilogia de 4? Justificado pelo atendimento de inúmeros fãs leitores da trilogia apresentou a seguir “Resgatado pelo Amor”, onde retrata a história do então adulto Seth Quinn. Agora um tetracorde da Gratidão, pode ser? Ai, ai, lá se vai a leitora contrária a continuações em busca do novo livro...

Voltando a vaca fria... Os três homens que se uniram num momento de necessidade em prol de atender ao legado deixado por Ray Quinn continuam morando juntos e mais unidos do que nunca, pois o que antes era tão somente um dever de gratidão passou a ser também uma questão de amor, todos eles aprenderam a amar o garoto Seth DeLauter. A obtenção da custódia definitiva de Seth se faz mais imperativa porque a mãe do menino, Glorifica DeLauter, mulher que acusou ao catedrático Raymond Quinn de abuso sexual e fazia uso de chantagem está de volta. Aparece em cena também Sybill Griffin, mulher que alegou estar fazendo pesquisas na pequena cidade para seu novo livro, mas o verdadeiro objetivo de suas observações era os Quinn. A mulher reservada e distante deixa Phillip imediatamente atraído e intrigado. Agora é chegada a vez de Phillip, o único solteiro adulto restante a sucumbir ao amor, mas antes terá que entender e aceitar os segredos que ela traz consigo.

Mesmo com o conhecimento do porquê da frieza e conduta da personagem Sybill, confesso não ter sido fácil gostar da personagem. Num comparativo com a Ana e a Grace ela saiu perdendo fácil, fácil, pois era muito maçante. Mas nada que Phillip não tenha resolvido depois de lhe proporcionar um ardente ‘chega mais’ rsrs. O mistério da paternidade do menino, enfim se resolve. A Navios Quinn está prosperando. E pedindo licença para uma pequena inconfidência (Não, não vou colocar como spoiler, se não quiser aconselho a pular dinamicamente o final da frase), a Grace fica grávida! ( :D ) A meu ver dos três livros da até aqui ainda trilogia da Gratidão ‘Protegido pelo Porto’ foi o mais fraquinho, isso porque transmitiu a sensação de alinhavo e portou menos carisma, mas nada que fizesse diminuir a média de três estrelas que a saga vem mantendo. Leia. Até “Resgatado pelo Amor”!

Érica | @aquelacomlivros 26/11/2015minha estante
Trilogia de 4? O.o
Eu quero muito ler essa trilogia, visto que, para uma pessoa que detesta continuações, se manteve nas 3 estrelas até agora! Rsrs
Vai ler o próximo?


Zana 26/11/2015minha estante
Quem já saiu na chuva Érica só resta agora se molhar rsrs


Érica | @aquelacomlivros 26/11/2015minha estante
Verdade! Hahaha




Lilica 04/09/2010

E-MO-CIO-NAN-TE!
Protegido Pelo Porto, é o terceiro e seria o desfecho da Trilogia. A história de Phillip e Sybill é surpreendente! Nora se superou na delicadeza e emoção! Pela primeira vez em toda a minha história de leitura de Nora, um livro me fez ir as lágrimas. A seqüência de Sybill e Seth na festa de aniversário do jovem Quinn e a seqüência em que ela se despede dele no deck da casa dos Quinn é de cortar o coração. E-MO-CIO-NAN-TE! De tirar o fôlego, de cortar o coração. Nora foi cruel! Apaixonadamente cruel. Sem dúvida o melhor livro da Trilogia. Disparado! Favorito!
comentários(0)comente



Larissa Guedes de Souza 27/06/2014

Protegido pelo Porto - Nora Roberts: o final perfeito para a melhor trilogia da Nora
Veja essa e outra resenhas no http://bibliomaniacas.blogspot.com.br/

O último livro da Trilogia da Gratidão (que virou uma série, quando a autora decidiu ceder aos apelos dos fãs e escreve um livro sobre Seth) é sobre o último Quinn resgatado, Phillip.

Phillip é o Quinn que eu sempre achei mais perfeito desde o primeiro livro – bem estilo príncipe encantado. E claro que é neste livro que todas as pontas soltas da série são amarradas, descobrimos a verdadeira origem de Seth e porquê Ray Quinn insistiu que seus filhos prometessem em cuidar do garoto e, principalmente, porquê ele é tão parecido fisicamente com o Ray. Como eu comentei na resenha do Movido pela Maré, apesar do livro ser focado em um dos Quinn, os outros irmãos não são esquecidos, continuamos acompanhando o desenrolar de suas histórias. Então, nesse livro, além da autora nos deixar a par do andamento dos relacionamentos de Cam e Anna, e de Ethan e Grace, ela foca no romance de Phillip, que agora é o último Quinn solteiro.

Sempre fico em dúvida sobre qual o meu livro preferido da trilogia original, se este, ou se o Arrebatado pelo Mar. Porque o primeiro tem a introdução da história, o desenvolvimento da relação de Seth com os Quinn e o meu casal favorito, Cam e Anna (sem sombras de dúvidas!). Mas no Protegido pelo Porto é onde temos o desfecho de todas as histórias. Agora Seth já é um Quinn, não é mais o menino que eles fizeram a promessa de criar. Agora todos os homens estão “completos e satisfeitos”, eles “se encontraram” naquilo que realmente querem fazer com sua vida, e na vida amorosa. Mas é nesse último aspecto que o livro peca um pouco na minha opinião – na escolha do par de Phillip.

Como eu disse no começo, Phill é o meu Quinn preferido. Apesar do seu passado conturbado e traumático, depois que Ray e Stella o adotaram ele foi se transformando em um grande homem. E hoje ele é aquele príncipe encantado de que tanto falamos: ele é lindo, sexy, educado, romântico, sofisticado e é ótimo no seu trabalho. Enfim, ele é perfeito! E eu desejava para ele a mulher perfeita, mas quando somos apresentadas a Sybil fiquei totalmente decepcionada. O romance deles é a parte mais chata do livro, porque sinceramente a Sybil é insuportável (#prontofalei). Ela é super chatinha, fresca e, apesar de ser um livro, eu vi química entre os dois, não vi sair nenhuma faísca. Mas enfim, né? Foi ela que a Nora escolheu, é ela que o Phill ama, é ela que fica. Dá pra superar. A Sybil tem seus bons momentos.

Tirando a Sybil, o livro é perfeito! Tudo se resolve. E de maneira maravilhosa! E você fica com o gostinho de quero mais. Não é à toa que as fãs tanto pediram, tanto insistiram, que tempos depois a Nora Roberts transformou a trilogia em série e fez o Resgatado pelo Amor, o livro do Seth.

Veja essa e outra resenhas no http://bibliomaniacas.blogspot.com.br/

site: http://bibliomaniacas.blogspot.com.br/2014/06/protegido-pelo-porto-nora-roberts.html
comentários(0)comente



Cris 07/04/2016

Terceiro livro da Trilogia da Gratidão: Phillip.
A abençoada e saudável confusão que é a família Quinn continua em Protegido pelo Porto. O outrora clã masculino conta agora com a adição de Ana e Grece esposas de CAM e Ethan, respectivamente. Todavia, a participação das mulheres neste episódio é mais am passam, elemento menos enriquecedor para trama atual. A autora apresentou uma história bem mais rápida do que os episódios anteriores, talvez porque o enredo não contivesse profundidade para tanto estiramento e a Nora já estivesse de saco cheio, ou supostamente estaria encerrando a trilogia, sei lá! Mas vejam só que surpreendente (ironia mode on)!!! Não é que o comercial mundo literário nos apresenta o fenômeno de uma trilogia de 4? Justificado pelo atendimento de inúmeros fãs leitores da trilogia apresentou a seguir Resgatado pelo Amor, onde retrata a história do então adulto Seth Quinn. Agora um tetracorde da Gratidão, pode ser? Ai, ai, lá se vai a leitora contrária a continuações em busca do novo livro...

Voltando a vaca fria... Os três homens que se uniram num momento de necessidade em prol de atender ao legado deixado por Ray Quinn continuam morando juntos e mais unidos do que nunca, pois o que antes era tão somente um dever de gratidão passou a ser também uma questão de amor, todos eles aprenderam a amar o garoto Seth DeLauter. A obtenção da custódia definitiva de Seth se faz mais imperativa porque a mãe do menino, Glorifica DeLauter, mulher que acusou ao catedrático Raymond Quinn de abuso sexual e fazia uso de chantagem está de volta. Aparece em cena também Sybill Griffin, mulher que alegou estar fazendo pesquisas na pequena cidade para seu novo livro, mas o verdadeiro objetivo de suas observações era os Quinn. A mulher reservada e distante deixa Phillip imediatamente atraído e intrigado. Agora é chegada a vez de Phillip, o único solteiro adulto restante a sucumbir ao amor, mas antes terá que entender e aceitar os segredos que ela traz consigo.

Mesmo com o conhecimento do porquê da frieza e conduta da personagem Sybill, confesso não ter sido fácil gostar da personagem. Num comparativo com a Ana e a Grace ela saiu perdendo fácil, fácil, pois era muito maçante. Mas nada que Phillip não tenha resolvido depois de lhe proporcionar um ardente chega mais rsrs. O mistério da paternidade do menino, enfim se resolve. A Navios Quinn está prosperando. E pedindo licença para uma pequena inconfidência (Não, não vou colocar como spoiler, se não quiser aconselho a pular dinamicamente o final da frase), a Grace fica grávida! ( :D ) A meu ver dos três livros da até aqui ainda trilogia da Gratidão Protegido pelo Porto foi o mais fraquinho, isso porque transmitiu a sensação de alinhavo e portou menos carisma, mas nada que fizesse diminuir a média de três estrelas que a saga vem mantendo. Leia. Até Resgatado pelo Amor!
comentários(0)comente



Nathy 13/09/2016

Protegido pelo Porto – Nora Roberts – #Resenha
Finalmente o penúltimo livro da Trilogia da Gratidão. Sim, teoricamente deveria ser o último, mas a autora agraciou seus fãs com mais um livro sobre esses irmãos. Mesmo gostando muito da autora e de seus livros, esse não é um dos meus favoritos. Sempre me pareceu que a história dele foi contada porque não seria justo somente os outros dois irmãos terem seu final feliz. Ela colocou um plot muito legal na história, mas não sei se conseguiu trabalhar tão bem assim. Afinal de contas alguns segredos são tão fortes que precisa de tempo para lidar com cada um deles. Ainda assim gostei demais dessa trilogia. Acredito que tenha sido uma das primeiras que li da autora e que me fez amar os livros dela.

Como disse acima o livro dessa vez tem o foco na vida de Phillip Quinn. Um homem que agora tem a vida perfeita, mas que a vê sendo abalada com a chegada de Seth em suas vidas. De repente tudo aquilo na qual passou anos acreditando deixou de ser verdade. Enquanto, tenta desvendar o mistério que envolve a vida de Seth tem a sua própria invadida por mais uma pessoa. Sybill chega à vida dos Quinns com um único motivo em mente e até que saiba até que saiba toda a verdade por trás dos Quinns não irá embora. Está disposta a ir até as últimas consequências para chegar à verdade. Somente não esperava sentir uma atração tão forte por Phillip.

A narrativa continua padrão dessa trilogia. Sendo em terceira pessoa com o foco mudando entre Phillip e Sybill. O que acabou sendo perfeito porque tem muito mais na história do que o leitor imagina e se fosse à visão de apenas um deles acabaria por estragar tudo. Em alguns momentos tem a visão também dos outros irmãos e de suas mulheres. Mas, gostaria de ter visto um pouco mais dos pensamentos do próprio Seth, poque a história foi bem trabalhada no geral. No entanto, no que se refere aos sentimentos dos outros personagens ficou um pouco em aberto.

Phillip Quinn morreu quando tinha treze anos.

Dos três irmãos ele é o mais sofisticado e também senti como o mais frio. Geralmente gosto quando os personagens são misteriosos e guardam os sentimentos para si. Mas, com o Phillip senti que sentia mais um desejo por ela do que realmente amor. Ao contrário dos seus sentimentos por Seth. Ele faria tudo para proteger o menino, inclusive terminar uma relação que tinha começado muito bem. Assim como pelos seus outros irmãos. Ainda assim não consegui sentir um amor grande por ele ou um frio na barriga por suas atitudes. Não é um dos melhores mocinhos escritos, mas ainda assim muito capaz de conquistar corações.

Continue lendo a resenha no link abaixo:

site: http://www.oblogdamari.com/2015/02/protegido-pelo-porto-nora-roberts-resenha.html
comentários(0)comente



Moonlight Books 27/02/2019

Resenha completa no blog Moonlight Books

A história me encantou mais uma vez. Há muita delicadeza e sensibilidade nesta trama, personagens fortes e uma história divertida e ainda assim comovente. Poderia ter encerrado a saga aqui com primor, mas ainda vamos ter um quarto livro sobre Seth já um adulto e estou ansiosa para conferir. Amando cada livro. Recomendo.

site: http://www.moonlightbooks.net/2019/02/resenha-protegido-pelo-porto.html
comentários(0)comente



Halley 30/03/2011

Triologia da gratidão- Protegido pelo porto
Eu so fico pensando....ninguem pode ter a pele tão perfeita quanto as personagens desta triologia!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Monica 22/11/2011

Fim da trilogia
O livro do Phillip amarra as pontas soltas dos livros anteriores e fecha muito bem a trilogia, mostrando o porquê do Raymond ter trazido o Seth para ser criado por eles. A história é muito linda e emocionante.
comentários(0)comente



30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2