Os Cinco do Ciclo

Os Cinco do Ciclo Elias Flamel




Resenhas - Os Cinco do Ciclo


87 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Minha leitura terapia 16/04/2019

Os cinco do Ciclo - Elias Flamel
"Não encerrem o meu ciclo, meus deuses. Tenho muito que fazer pela minha família e pelo meu povo e até mesmo por vocês. Meu filho não deve herdar um fardo tão pesado."

SINOPSE

Os cinco do ciclo conta a trajetória de Yosef, líder da vila de Keltoi. Um líder justo, bom para seu povo e que serve bem ao governo de Numitor, pagando sempre em dia seus impostos. Ao se ver diante de uma ameaça, vai a capital buscar por ajuda para preservar sua vila, mas não encontra exatamente o que esperava.

RESENHA

No início da leitura eu já simpatizei com os personagens principais, a família de Yosef.

Todos bem diferentes um do outro, por muitas vezes suas diferenças criavam muitos conflitos entre eles, mas por outro lado a qualidade de cada um somadas os tornavam uma família forte, que governava bem seu povo.

Os personagens secundários também são cativantes e passam parte do livro contando a Yosef seus feitos. Os cinco do ciclo é um livro para quem gosta de descrição de detalhadas e muitas histórias contadas pelos personagens.

A trama narra bem detalhadamente os conflitos do líder de Keltoi, você se sente vagando pela mente do personagem principal. Yosef começa a sentir o peso de sua liderança, a tentativa de equilibrar suas prioridades entre o governo do povo e sua família, a responsabilidade de tomar decisões e até mesmo os conflitos que passa a ter em sua fé nos deuses.

Yosef, é um personagem que começa cheio de fé e esperança, tem amor por seu povo e se dedica a cada morador e também a sua família, é devoto aos seus deuses e amante dos livros. Chega a ser inocente em relação as intenções de seus governantes, mesmo diante dos alertas que recebe. Mas ao se ver envolvido numa trama política começa a despertar para realidade e passamos a acompanhar um homem de tantas cores se tornar obscuro.

Tenho que dizer que me chamou muito á atenção as atitudes dos governantes, sempre governando a favor de seus próprios interesses, explorando e manipulando o povo...será que qualquer semelhança é mera coincidência?!

O livro também trata sobre intolerância religiosa, já que a Vila de Keltoi corre o risco de ser atacada por fanáticos religiosos que querem exterminar povos que creem em outros deuses, um assunto também muito atual em nossa sociedade. Uma das cenas que me emocionou foi o encontro de Yosef com uma família devota ao deus único que o recebeu em sua casa. Durante esse encontro há respeito entre eles mesmo tendo crenças diferentes, não precisaram denegrir a religião do outro parar afirma a sua, pelo contrário, puderam compartilhar delas. Que bom seria se vivêssemos numa sociedade tolerante, não é mesmo?

Os cinco do ciclo me fez refletir sobre muitas coisas, família, política, religião, empatia e tolerância.

Para descobrir mais sobre essa trama, leia!

Até onde esse líder é capaz de ir para preservar seu povo e sua cultura? O que será da vila de Keltoi?

Dica: Ao final da leitura, volte e leia o prólogo novamente!

Com amor

site: https://www.instagram.com/minhaleituraterapia/?hl=pt-br
comentários(0)comente



Livros arte do saber 16/04/2019

Yosef é líder de Keltoi, uma pequena vila bastante afastada do império de Numitor e de todo o resto do mundo, Yosef vive para sua vila e para sua família, possuindo três filhos, sendo eles: Hitalo um jovem considerado responsável, Yohan o que gosta da farra e Julian ainda um bebê, os dois mais velho ajudam o pai no campo de centeio, uma vez que Keltoi é uma vila de agricultores. Yosef é um líder sábio e que busca sempre a paz, sendo apaixonado por livros e por seu povo.

A trama se desenrola após a colheita do centeio, e Yosef tem que viajar para Numitor para a entrega dos tributos que são cobrados pelo império e que estão ficando cada vez maiores, algo que preocupa o líder de Keltoi, pois está sobrando cada vez menos para o seu povo sobreviver.

Mas nessa viagem Yosef faz uma descoberta que causa grande impacto em sua vida, em que o imperador de Numitor deseja que todos os povoados em seu domínio acreditem em apenas um único Deus, e as demais religiões sejam esquecidas e enterradas, com medo do que essa ideia do imperador possa causar a seu povo, sua cultura e a sua crença, ele vai em busca de ajuda para que isso não ocorra, buscando a ajuda de um velho amigo, embarcando em uma longa jornada que lhe trará grandes descobertas e aventuras.



Os Cinco do Ciclo é um livro com uma temática um tanto que diferente sobre e religião e cultura que acabou sendo muito bem explorado e explicado, além de possuir como personagens central um homem de mais idade o que foge um pouco dos livros que costumo ler, mas que foi muito bem escrito e desenvolvido, possuindo um ar poético em suas páginas o que me fez adorar a leitura.

Os personagens são bem construídos, todos com uma grande força e iniciativa, com foco principalmente em Yosef que faz tudo por seu povo.

Confesso que o início do livro achei um pouco lento, onde demorou para a leitura começar a fluir, principalmente por ler devagar para não me perder, nas muitas informações e personagens, mas depois disso a história me conquistou e devorei o livro.

Quanto ao final acabou sendo um tanto que surpreendente e que me deixou desejando por mais páginas.




site: @livrosartedo_saber
comentários(0)comente



Kelly @leitora_assidua_ 03/04/2019

Yosef, é um líder diferente dos que estamos acostumados a ver. Ao contrário da maioria das fantasias, não encontramos aqui um personagem jovem, mas sim, um homem mais velho, pai de família, entrando na velhice.
Logo, temos um líder mais maduro, com uma visão de mundo diferente do habitual e que presa muito a família.

Como servos do império, o povo de Keltoi paga anualmente um tributo ao reino e é em uma dessas viagens que Yosef descobre que o mundo está mudando.

Keltoi, vilarejo em que ele vive, serve aos Cinco deuses do Ciclo. Deuses esses, que me chamaram bastante atenção(espero ver mais sobre eles em um próximo livro), e é apartir daí que todo o desenrolar da história se desenvolve.

Yosef dá ao seu povo uma escolha. Mas será a mais sensata?

No decorrer das páginas, vemos o desenvolver de um ser, antes inocente do mundo a fora, da vida no império e da crueldade do mundo em geral.

Vemos como ele chegou ali, e como um livro roubado fez diferença em sua vida.

Uma leitura lenta e um tanto reflexiva, o autor me fez refletir certas coisas e sentir por alguns personagens, fora a vontade de ler uma continuação o mais rápido possível kkk.
comentários(0)comente



@mundodos_sonhos10 01/04/2019

Resenha Mundo dos Sonhos
??Resenha??

Olá sonhadores, hoje venho trazer para vocês a resenha do livro ?Os Cinco do Ciclo? escrito pelo nosso parceiro @elias. Há muito estou para fazer essa resenha, mas, devido ao tempo escasso não havia conseguido. E também porque, estava processando toda a história e principalmente o seu final.

Os Cinco do Ciclo é um livro único e isso se justifica pela escrita peculiar do escritor. Detalhista, o Elias, por meio de uma narrativa carregada de minúcias conta a história de um líder que desejava nada além do que a proteção de seu povo e suas crenças.

Yosef é líder do pequeno vilarejo de Keltoi que vive basicamente da agricultura. O centeio plantado em suas terras é o resumo de tudo aquilo que eles possuem. O povo de Keltoi cultuam cinco deuses dos quais suas maiores forças são tiradas das árvores sagradas. Um povo esforçado, de bom coração e fiéis aos seus deuses.Todos os personagens são bem construídos e marcantes.

A mudança está no ar e todos a enxergam, menos Yosef. Seu filho mais velho Hitalo vem tentando fazer ele enxergar. Cego para as mudanças, ele precisa ir a Numitor (cidade principal de todo o império) para pagar os impostos cobrados. Ao chegar lá, não houve como escapar. A mudança estava em todos os cantos e todas as pessoas carregavam um pouco dela. O Deus único está ganhando força e o número de pessoas aderindo a esse nova religião só vai aumentando a cada dia. Junto com o nascimento da nova religião surgiu também o fanatismo. Fanáticos rebeldes do Deus único começaram a atacar vilas pagãs por todos os continentes. Desesperado com a situação e com a possível ?morte? de suas divindades, Yosef decide pedir ajuda ajuda ao império.

Gostei muito do livro e foi uma experiência e tanto a sua leitura. O final me desestabilizou completamente. O Elias conseguiu despertar muita curiosidade em mim e mal posso esperar para poder ler a continuação. Qual será o fim de Keltoi? O que acontecerá com os Cinco do Ciclo?

Espero que tenham gostado da resenha. Me diz aí, vocês já leram? O que acharam?
comentários(0)comente



Patricia @petalas.literarias 26/03/2019

Os Cinco do Ciclo
Elias escreve de maneira única, através de uma narrativa rica em detalhes, descrevendo extensivamente os cenários e situações vividos por Yosef, sua vila e seu povo. Me senti imersa em Keltoi durante a leitura!

O livro traz temas bem diferenciados como filosofia, problemas sociais, fé e religião/crenças. Uma boa dica pra quem gosta do assunto!

Cada personagem é especial de sua forma, tanto que ficou difícil escolher meu favorito.
Cada um possui algo que me fez admira-los: a ousadia de Hitalo, a bondade de Yohan, o amor que Yosef tem pelo seu povo, a atitude e amor incondicional de Morgiana...
Os personagens possuem personalidades bem distintas entre si, sendo todas as suas atitudes cruciais ao desfecho do livro.

Alguns pontos da narrativa são cansativos, por vezes até descritivos demais, mas ao terminar a leitura concluí que estes trechos foram essenciais para o desenrolar dos fatos e na construção do universo e dos personagens.

Há alguns pontos específicos da leitura que me cativaram bastante, como as histórias contadas pelo marinheiro Hodar, os momentos partilhados por Yosef e Morgiana e é claro, o amor de Yosef pelos livros.

Foi uma leitura gratificante, que me surpreendeu muito no final!

site: https://www.instagram.com/p/Bu37spagy4E/
comentários(0)comente



Gilderlânia 26/03/2019

Os Cinco do Ciclo
De início já me identifiquei com o Yosef, amante dos livros. Gostei de como o autor construiu o personagem com uma idade avançada (maduro), uma coisa que não é bem comum, então gostei desse diferencial no personagem e estou admirando a sua coragem também. Está trazendo várias sensações boas ao ler cada atitude dele. Tem a sua esposa Morgiana que também é uma mulher forte e de opnião.
Então o livro traz a estória de Yosef, casado, marido carinhoso, três filhos, Hitalo, Yohan e Julian. É o líder de um vilarejo chamado Keltoi, que pertence ao império de Numitor, onde eles precisam pagar tributos a esse império com o centeio que eles produzem. Líder bondoso, procura ao longo de seus ciclos cuidar do seu povo com amor, logo, é muito respeitado. Todos do vilarejo tem a cultura de venerar cinco deuses, e em cada ciclo, o império exige esse tributo do centeio.
A problemática dessa estória é quando surge uma conversa de um único deus e que todos precisam obedecer e seguir a mesma religião.
Já é possível observar que o livro vai abordando preconceitos, intolerância religiosa o que é tão parecido com a nossa situação.
Aproveitem e leiam.

site: https://www.instagram.com/p/BuuaRvIF0MsLD9IaEU7amzH9W1I09Nc4Xy_6nY0/
comentários(0)comente



Gabi (@literageek_) 22/03/2019

No livro conhecemos Yosef, o líder de um pequeno vilarejo chamado Keltoi. Yosef como um bom líder faz de tudo para que as pessoas do vilarejo estejam bem. O vilarejo é produtor de centeio, a principal fonte de renda para a população. Em todo ciclo Yosef viaja com a colheita de centeio para vender para o império, Numitor, porém nessa ultima viajem ele descobre que o império quer acabar com todas as religiões existentes e implantar apenas uma, a do Deus Único e descobre também que rebeldes estão matando e incendiando cidades e vilarejos no qual as pessoas negam esquecer suas crenças e aceitar a nova religião.

Yosef, para proteger seu povo desses ataques e também para não deixar o seus deuses serem esquecidos ele busca meios para que o seu povo fique protegidos dos rebeldes. E a parti daí conhecemos culturas diferentes, a história de Yosef e a história de Numitor.

A escrita de Elias é muito leve e fluente, porém existe algo de diferente que não sei se outras pessoas notaram. Mesmo a escrita sendo leve e fluente eu senti a essência daquela escrita culta e bem trabalhada que a gente geralmente encontra em clássicos da literatura. E eu achei isso incrível.
Logo logo, será lançada o 2 livro e eu estou ansiosa pra saber a continuação dessa história.
comentários(0)comente



@blogmistoquente 17/03/2019

@blogmistoquente
Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Recentemente recebi um convite muito bacana pra conhecer uma nova leitura. Já deixo registrado que de cara a capa e a sinopse me chamaram muito a atenção e aceitei sem muitas delongas. Porém, alguns empecilhos aconteceram e me fizeram atrasar a leitura de Os Cinco do Ciclo (leia-se evento 7 de setembro, torci meu pé, evento dia das crianças, evento aniversário do boymagia, e início de um processo de mudança), mas cá estou eu sobrevivente, para contar como foi a minha experiência com este livro.

No primeiro momento somos apresentados a Yosef, um senhor de idade (não tão avançada), de personalidade justa, forte e sensível, pai de dois filhos, e líder de uma pequena comunidade chamada Keltoi. Nela, conhecemos o ciclo de colheita de centeio, onde Yosef lidera com muito amor e dedicação, separando uma parte da produção que deverá ser paga a Numitor, um império maior hierarquicamente.

Confesso que a leitura foi um tanto quanto arrastada até metade do livro, talvez pelo fato de eu não ter muito tempo disponível, ou mesmo pela história ainda estar sendo apresentada e desenvolvida. Contudo, valeu a pena insistir.

A coisa começa a ficar interessante no momento que se descobre que Numitor exige, além do imposto em cada colheita, que todos os cidadãos passem a acreditar em um único deus, ao invés dos cinco que todos conhecem da crença milenar a que convivem desde sempre, o que de fato acaba gerando uma guerra e a intolerância as pessoas que não sedem a crença de um único deus.

Elias sem sombra de dúvidas criou personagens muito bem construídos e cenários muito bem escritos e detalhados, somados a uma narrativa em primeira pessoa, sob o olhar do inesperado herói de "idade avançada" em capítulos curtos (coisa que aprecio bastante!).

A mensagem que o livro passa, sem sombra de dúvidas, é de que devemos ter fé e perseverança seja qual for seu propósito, e que o quão importante a família é pra si, mesmo com todos os conflitos e divergências.

site: https://www.blogmistoquente.com
comentários(0)comente



Carol 15/03/2019

Os Cinco do Ciclo
Yosef de Keltoi. Presenteado na infância, por uma de suas mães, com um tesouro de muitas páginas. Cresceu com pouco, encontrou o seu amor e ao lado dela teve que instigar uma revolução entre trabalhadores do campo. Sua vitória não foi perfeita, pois falhou contra os deuses que tanto venerava. Assim, o líder de uma vila pequena, e quase oculta entre os quatro cantos do mundo, vive o começo da sua velhice.
.
Diferente de muitas histórias, aqui nos deparamos com um senhor de meia idade, pai de três filhos, líder de Keltoi que tem os cinco ciclos dos deuses. Não é um livro de batalhas e ação a cada página, aqui, as lutas são contra a religião, que fica ameaçada com o surgimento de um único deus.
.
A escrita de Elias é bem detalhista, as cenas são ricas em detalhes e os personagens tem a profundidade necessária, o que pode deixar a leitura maçante em alguns momentos, isso não me desagradou em nem um momento, mas para alguns pode ser cansativo. Em suma, a história me cativou e deixou com um ar de quero mais assim que li a última página, estou ansiosa para a próxima obra deste autor.

site: http://www.instagram.com/paginasaoceu
comentários(0)comente



Marie 12/03/2019

?
??????????? ???????????

??? Neste livro vamos conhecer a história de Yosef. Homem trabalhador, sábio e amante dos livros. Líder de um pequeno vilarejo chamando Keltoi. Junto de sua mulher Morgiana, e seus filhos; Julian, Yohan e Hitalo vivem uma vida tranquila e feliz. ???????????

??????????? ???????????

? Yosef já é um senhor de idade, e isto me deixou muito intrigada, pois estou acostumada a ler livros com personagens jovens (sendo os protagonistas). Mas não pense que isso é uma crítica, é mais um elogio do que uma crítica.

???????????

??? Os habitantes de Keltoi adoram a Deuses. Para ser mais exata, são cinco. Eles identificam o tempo por ciclos. Ciclos para eles é como se fosse (ano dia ou mês, 10/04/2001, 20/06/2018. Nós dizemos assim) mas eles falam ciclos.

Por isso o nome do livro "os cinco (cinco que são os deuses) do ciclo".

??????????? ???????????

??? De ciclos em ciclos, Yosef precisa pagar tributos para o Império de Numitor. Ele paga com centeio ( O centeio é uma espécie de planta com flor pertencente à família Poaceae.) Cada ciclo que se passa, o Império fica mais exigente ( E é nesse momento que eu começo a associar o Império do livro, com o Brasil. Nós também pagamos para o "Império" e cada vez mais a situação fica difícil.)

??????????? ???????????

??? Agora tudo está pronto, o centeio está colhido e bem embalado. Yosef está preparado para embarcar mais uma vez em alto mar. O que deveria ser mais uma viagem para levar o centeio ao império, se torna um de seus piores pesadelos. O mesmo descobre que a religião do Deus único será a religião oficial do império. O que existir, além disso, será considerado paganismo. ???????????

??????????? ???????????

? É aqui que o mundo de Yosef começa a desmoronar, por tantos ciclos ele adora a deuses. E agora o que vai acontecer ? Percebemos claramente a intolerância religiosa aqui. Assunto super atual em nossa sociedade. ???????????

???????????

??? Mesmo com todo o desespero de descobrir se os boatos do Deus único é verdadeiro, Yosef tenta manter a calma e serenidade para não apavorar seu povo e família. Ele decide voltar para Numitor e descobrir se tudo que estão dizendo é verdade e pedir ajuda, para proteger o seu vilarejo. ???????????

??????????? ???????????

? Durante sua viagem, ele ficará frente a frente com "fanáticos" (como ele diz) do seguidores do Deus único. Viverá aventuras e terá de enfrentar obstáculos para conseguir o que quer. Acho que ninguém disse a Yosef que recorrer ao senado nem sempre é o melhor caminho.

??????????? ???????????

??? Te convido a ler este livro, e conhecer mais sobre Keltoi, Yosef e Numitor. E descobrir o que aconteceu... até hoje eu tô impactada com o final, misericórdia.

Também te convido a não julgar nenhuma outra religião. Esse livro só forçou mais ainda o meu pensamento. Eu acredito em Deus, não acredito nos outros deuses e tals, mas se tem outras pessoas que acreditam neles, tudo bem. Deus deixou o livro árbitro para cada um fazer a sua escolha... ???????????

??????????? ???????????

? No todo, gostei muito da história. Dos quotes principalmente (gente, cada frase de matar) a escrita do @elias  é encantadora. Não tenho nada a reclamar  sobre isso, muito bem escrito  ???

Esse livro foi um desafio para mim, já que minha linda pessoa só ler mais romance. Mas, estou muito feliz em ter concluído meu objetivo. E sim, Elias, eu gostei do seu livro. Continue assim que você irá chegar longe. Desejo todo o sucesso do mundo. E eu quero continuação dessa história porque a coisa terminou de um jeito que Jesus, Maria, José eu tô curiosa...
comentários(0)comente



Nós Literários 10/03/2019

os cinco do ciclo
Resenha do Nós

?E-boo k: Os cinco do ciclo

?Escritor: @eliasflamel5 ?Publicação: Independente .
.

Neste livro encontraremos o nosso personagem protagonista o "Yosef de Keltoi" um homem cheio de vontade de viver, mas também repleto de responsabilidades, pois o mesmo além de ser responsável por cuidar de sua família, lhe cabia a responsabilidade de cuidar de um povoado inteiro, com muita sabedoria e firmeza. E para ele isso não era fácil e exigia dele muita sabedoria e paciência.
.
O Yosef é um personagem admirável, apaixonante e totalmente singular a outros personagens que já conheci, ele adora ler e tem amor aos livros, fora que ele é um homem que não se limita, pelo contrário vai a luta para tentar salvar seu povo e sua cultura. No meio do livro me emocionei bastante por ver seu desenvolvimento e crescimento. Algo admirável!

Outra personagem que deve ser lembrada e que merece toda nossa atenção é sua esposa Morgiana sua companheira de luta, uma mulher forte e ao mesmo tempo sábia. .
O Elias tem uma escrita fácil de ser compreendida, e neste livro ele criou um universo bem desenvolvido e repleto de detalhes, a cada página encontramos uma supresa apaixonante. Os personagens principais foram bem construídos e os filhos do personagem principal foram bem colocados e detalhados, no qual enriquece ainda mais a nossa leitura e a história. A Morgiana me cativou bastante pelo seu modo de ser e de lutar.
O livro mesmo me deixando confusa no início, o mesmo também me instigou a dá continuidade e posso dizer o final me supreendeu bastante. Me chocou um pouco, é verdade. Mas devido a toda sua construção, o mesmo era esperado.
.
Se você gosta de Fantasia, com certeza vai gostar desta história e da escrita do Elias. Então é isso amores espero que tenham gostado. Gostaria de agradecer ao escritor pela oportunidade de conhecer sua escrita e o seu livro.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Grazi @livrolatrass 23/02/2019

Os cinco do ciclo
"Descobri que, apesar de muitos ciclos e muitas eras, a morte é sempre quem o inicia e quem o encerra. Pensei que ela fosse sádica e cruel. Vejo que me enganei, pois a minha cabeça é deitada com gentileza em seu colo e sua mão direita me acaricia. É o ultimo carinho? Não seja apressada. Apesar dessa longa vida, meu coração pouco aprendeu e continua teimoso. Ele ainda pulsa. A mão esquerda se abre, como se fosse revelar... um presente? Recebi tantos deles e também serei presenteado por você? O que de você eu posso ganhar?
Cada mão tapa um dos meus olhos e começo a revistar a minha vida. "

Yosef é o líder de um pequeno povoado, Keltoi, terra de pessoas humildes e onde boa parte da renda vem através do cultivo da terra. Como representante máximo do lugar, tem a responsabilidade de manter a paz e a segurança de todos. Mesmo que isso, às vezes, custe a paz dentro a própria casa.

Por ser parte de um reino maior, o povo de Keltoi é tributado pelo império por meio de suas produções. No entanto o império exerce seu poderio muito além da cobrança de tarifas. Em meio a miséria das ruas da capital, o preconceito e a hostilidade que são expelidos dos políticos, o governo age sobre diversas áreas da vida social do povo, forçando, amedrontando e obrigando às suas vontades. Em meio a essa realidade e beirando o extermínio de sua cultura e povo, Yosef se lança em uma perigosa e incansável jornada para salvar suas crenças e aqueles que ama.

Livro de autoria nacional e posso dizer que adorei! Com uma temática ousada, a escrita detalhada e o vocabulário rebuscado deixam a história envolvente, ao passo que pode demandar uma certa paciência por parte do leitor devido a profunda descrição, seja durante os diálogos ou nas conversas consigo mesmo que o protagonista tem. Com certeza recomendo para os amantes da alta fantasia.
comentários(0)comente



Su 21/02/2019

Os Cinco do Ciclo
#ResenhasDaSu ?
- Os Cinco do Ciclo, Elias Flamel.

Oiê, gente!
Como que vocês estão?
Hoje é dia de falar sobre esse livro nacional incrível que o autor @eliasflamel5 me enviou no início do ano.
.
.
?? No livro pude conhecer a estória de Yosef. Um homem dedicado, marido e líder protetor, devoto dos deuses 'Cinco do Ciclo'.
Yosef é o líder de Keltoi, uma pequena vila que serve ao império, Numitor.
.
.
Obediente, e um fiel servidor do império; quando mais um ciclo de colheita chega ao fim, Yosef precisa ir até Numitor fazer a entrega do seu centeio, e pagar seus impostos. Enquanto está lá, ouve boatos de que estão surgindo mudanças em todo o império. Mudanças essas que podem definir para sempre os ciclos futuros do seu povo, e da sua cultura.
.
.
Yosef sendo o líder que é, se encontra com o dever de prezar pelo bem e proteção da sua família, seu povo e sua cultura e então viaja em uma jornada que pensa que poderá definir todo o futuro. Mas será que ele conseguirá evitar essas mudanças? Ou apenas terá que aprender a lidar com elas?
.
.
?? O livro é todo narrado em primeira pessoa, e é contado todo pela perspectiva de Yosef; e com isso deu para sentir todos os medos, anseios e todas as emoções que o personagem principal sentiu. Os capítulos do livro são longos, e muito bem detalhados. Eu que não estou tão acostumada com esse tipo de livro, acabei demorando bem mais do que pretendia lendo ele. Mas com certeza, consegui imaginar tudo da forma que o autor escreveu.
.
.
Posso dizer que acabei saindo da minha zona de conforto ao lê-lo, e ainda acrescento que foi uma boa experiência e gostei muito de ter conhecido a estória de Yosef. E claro, o autor foi incrível também. Soube trabalhar muito bem com os detalhes, criou personagens fortes e cheios de personalidade.
.
.
Então, se você gosta de livros de fantasia com uma quantidade enorme de detalhes, esse livro é super indicado pra você. E caso você leia, que Os cinco do ciclo estejam com você nessa jornada literária!
comentários(0)comente



Lari @larireads 21/02/2019

#ResenhaLariReads IG @larireads
Neste livro iremos acompanhar a história de Yosef, líder da aldeia de Keltoi. Yosef é um homem simples, que faz de tudo por seus cidadões e pelo bem de sua colheita de centeio, assim como tenta manter tudo dentro de sua família em ordem. Porém, em uma de suas viagens para pagar os tributos abusivos ao reino de Numitor, Yosef escuta algo que põe seu lar e suas crenças em perigo, o que poderia estar ameaçando a todos?

"Os cinco do ciclo" foi um livro de difícil leitura, o que não quer dizer que ele foi ruim. A história é bem cheia de detalhes, com descrições que nos permitem imaginar muito bem o reino onde os personagens vivem e cada peculiaridade dele. Tudo é bem explicado, como as crenças e os costumes, e achei isso incrível. Foi muito legal acompanhar a colheita, as festividades e as viagens que Yosef fez. Ele é um personagem inspirador, porque está sempre pensando no próximo e no bem do coletivo. Porém, quando se trata de sua família, isso acaba sendo um fator que atrapalha. Gostei muito de todos os personagens, até dos que aparecem pouco, como os outros moradores de Keltoi. Morgiana, esposa de Yosef, é uma personagem maravilhosa, apesar de ter aparecido pouco também. Outro personagem que ganhou meu coração foi o marinheiro Hodar, as histórias dele foram as melhores partes do livro para mim!

Bom, sobre a trama, este não é um livro de ação. Não há muitos momentos de brigas, como eu imaginei que teria, mas há muitos momentos filosóficos e que retratam temas importantes e críticas sociais. É um livro que demanda bastante do leitor, a leitura é um pouco arrastada mas vale a pena. Talvez não seja o tipo de livro para todo mundo, mas aqueles que gostam de descrições e discussões profundas irão gostar muito dele. Por fim, o final, claro. Fiquei sem palavras para os acontecimentos, não esperava que chegaria naquilo e foi muito doloroso para mim, ao mesmo tempo que gostei demais. O último capítulo me deixou a esperança de que terá um próximo e que muita coisa irá acontecer!

comentários(0)comente



87 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6