Uma Paixão Para Flora

Uma Paixão Para Flora Diane Bergher




Resenhas - Uma Paixão Para Flora


16 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Rebeca.Silva 04/05/2021

LIVRO MUITOOO FOFINHO
Esse é o segundo livro da série e até agora foi o que mais gostei. A Flora é uma menina desinibida e inocente ao extremo kkkkkkk
O livro é muito divertido porque ela foi para o casamento sem saber nadaaa do que acontece entre 4 paredes, e pra piorar a situação o marido trata ela como uma bonequinha de porcelana e morre de medo de machucá-la, já que ele nunca tirou a virgindade de ninguém. E, diga-se de passagem, o Yuri é uma delícia de homem, misericórdia; Russo, Alto, Forte, Empresário, Mafioso e Extremamenteeee apaixonado, tudo oq eu queria kkkkk
A única coisa que me incomoda e ao mesmo tempo amo, é que parece que estou lendo Bridgertons, literalmente, até um jornalista fofoqueiro que ninguém sabe quem é, tem.
Enfim... já comecei "Uma noite para Helena", depois volto pra contar...
comentários(0)comente



Bruna.Amaral 23/05/2021

Gosto muito da autora e de sua escrita, esse livro estava muito bom, mas confesso que a partir de um determinado momento se tornou cansativo.
comentários(0)comente



AlechandraClio 17/04/2021

A bailarina e o soldadinho de chumbo.
É impressionante as descobertas que as histórias da Diane nós proporciona.
Ter uma protagonista forte, lutadora por seus sonhos e anceios são a marca registrada da autora. E é claro que na história de Flora, não seria diferente.
Flora além de aparentar ser "fútil e mimada", está muito além do que as pessoas a julgam.
Com um grande coração e muita humilde, ela têm um espírito alegre, curioso e apaixonante.
O que mais me chamou a atenção nela foram sua curiosidade, determinação e ousadia. Ela sonhava em ser livre das amarras impostas por sua família super protetora.
E usou o casamento como porta a ser aberta e explorada, com o aval de seu esposo.
Yuri é um imigrante russo que fez fortuna no Brasil. Um homem com fama de pertencer a máfia.
Volkov é marcado por um passado cheio de tragédia e fatalidades. Que se acha inferior e sem merecimento a um sentimento tão grande como o amor.
Apaixonei por esse casal e todos os altos e baixos que enfrentaram para serem felizes.
Recomendo a leitura.
comentários(0)comente



Andrea 28/08/2018

O livro até começa bem....mas depois fica cansativo, Flora era para ser engraçada, mas é tão repetitiva que beira ao insuportável, Yuri para um mafioso é quase uma flor e voltamos as mesmas falhas do primeiro... a ambientação, roupas, modo de falar, costumes, etc não são em absoluto condizentes com a época....esse foi terrível!
comentários(0)comente



Lari / @palavrasdalari 27/01/2020

Uma paixão para nós
Rio de janeiro, início do século 20.

A família Gusmão de Albuquerque acabou de casar Felipe e a afilhada de sua mãe, Peny.
Entretanto, um escândalo iria abalar as estruturas da família, já que Flora acaba caindo nas graças de um certo russo e com isso, dando a entender à sociedade que ela havia se entregado aos prazeres da carne sem antes haver matrimônio.

E diante desse fato, eis a notícia: Flora e Yuri vão ter que casar.


Se para ela, o casamento era uma importante fase na vida, até porque estava na idade, para ele, casar-se com ela seria importante para manter-se altivo socialmente, uma maneira de ser visto pela alta sociedade carioca.


E quando entram em jogo a inocência de flora, os prazeres da carne de Yuri e um casamento supostamente sem amor, seria capaz de surgir um sentimento novo?


com uma dose grande de humor, Uma paixão para flora é um romance mais leve, se comparado ao primeiro livro da série Belle Époque, o que nos deixa embasbacados ao ver a Diane tratar do tema do matrimônio de forma tão leve e bem humorada, sobretudo quando se trata do sexo antes do casamento. ( Se é que ocorreu né??)

Ao mesmo tempo, vemos uma espécie de Bon vivant russo, que ao se casar com Flora desejando alçar uma boa posição social no rio de janeiro, acaba esbarrando com uma paixão avassaladora pela "gatinha" flora.

Em uma luta entre gatos e lobos ( flora é uma gatinha, como assim Yuri a denomina, e ele, por seu sobrenome Volkov é o lobo da relação, com sua selvageria iminente e evidente, bem, em alguns aspectos ?), não é o mais rápido que ganha, mas sim, o amor.


Eu levei um tempo grande entre Um amor para Penélope e Uma paixão para Flora, mas a Diane faz a gente relembrar ainda que sutilmente o enredo do primeiro livro, o que e ótimo hahaha ??


Enfim, Uma paixão para flora tem tudo aquilo que uma louca por romances de época adora: Romance, claro. Bom humor, e ainda se passa no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro. Fora que existe um certo fofoqueiro que circula pelas rodinhas sociais, o que é misterioso e isso nos prende, de certa forma.

É uma história sobre encontros inesperados, descobertas, e mudanças. Sobretudo porque o amor é capaz de realizar essa três coisas. ??
comentários(0)comente



Joana.Maris 17/04/2021

Muito bom!
O mais diferente das estórias de Diane, aqui conheceremos a estória da divertida e espirituosa Flora que irá se apaixonar instantaneamente por um mafioso que arranca suspiros.

Garantia de boas gargalhadas e um coração quentinho.
comentários(0)comente



Luciana 06/05/2021

Kóchetchka e o Mafioso
Para muitas que dizem que mafioso não se apaixona , só tenho a dizer que estão redondamente enganados. Yuri é um russo que tenta a todo custo manter uma boa fama , só não contava em esbarrar com flora , sua gatinha manhosa que tomou seu coração. Com seu jeito meigo , extrovertido se apaixonou perdidamente pelo russo.
comentários(0)comente



Adriana Costa 05/01/2018

diversão garantida com esse casal
Essa Flora é inacreditável e com sua curiosidade sobre tudo, faz com que várias vezes ela fique em situações bem comprometedoras e bastantes divertidas. E claro seu lindo marido russo que nos faz suspirar..aiaiia, Yuri Volkov um atraente e bem sucedido em seus negócios , que infelizmente pelo seu passado, esse casal vai passar por umas e poucas situações perigosas. Mas ainda sim com essas experiências e descobertas fazem com que o amor se fortaleça ainda mais.
Entre nessa paixão pela curiosa e destemida Flora com seu Russo encantador.
comentários(0)comente



Camila | Book Obsession 26/04/2018

Flora conheceu Yuri e logo se rendeu aos seus encantos, mas para evitar um escândalo ainda maior na sociedade carioca, aceitou noivar e agora em seu livro acompanharemos a vida desse casal.

Para Yuri Volkov, o casamento nada mais era que uma oportunidade para se firmar entre os grandes nomes da sociedade, visto que suas atividades como empresário e sua fortuna chamava atenção e causava discussão entre a nata da sociedade. Mas agora casados e tendo Flora com seu sobrenome, sua credibilidade aumenta a cada dia.

“— Odeio acordar cedo! – E odiava mesmo. Sou o tipo de pessoa que cultivaria com prazer hábitos noturnos, mas infelizmente não podia, pois havia nascido mulher. E como mamãe sempre me diz, damas honradas e comportadas devem cultivar hábitos diurnos. Às damas só o tédio!”

Flora é uma jovem inexperiente e até ingênua sobre a vida de casados, seus questionamentos e dúvidas deixa Yuri de cabelo em pé que se diverte com sua esposa.

Vivendo sempre para o trabalho, Yuri esconde um passado ligado à máfia russa e foi através dela que conseguiu abrir caminhos para manter o crescimento de sua fortuna. Mas há tempos seu desejo de se desligar das atividades da máfia crescia, porém sabia que não seria fácil, mas o que esse russo determinado não contava, era que seu casamento iria despertar sentimentos que jamais imaginou sentir.

“Ela ri daquela forma sapeca dela e meu coração parece parar por uma fração de segundos. Havia me apaixonado pela minha esposa e isso era tão estranho, mas ao mesmo tempo tão bom.”

Flora com seu jeito alegre, amante de boas aventuras, sorriso fácil e despretensioso, a cada dia se mostra mais apaixonada por seu russo. Sua facilidade em conversar e sua paixão além de lhe colocar em várias situações hilárias, que pouco a pouco Yuri se rende aos encantos de sua gatinha manhosa.

A cada dia ao lado de Flora, Yuri descobre que prefere passar cada vez mais em companhia ao invés do trabalho. Mas todo esse amor estaria correndo perigo, já que um velho conhecido de Yuri estava em terras brasileiras para lhe cobrar um alto preço por suas ações. Ele passa a temer pela integridade de Flora e sabe que mesmo entre a cruz e a espada, deverá contar para sua esposa tudo sobre o seu passado, inclusive como vieram a ficar juntos, mesmo sabendo que a decepcionará e quebrará seu puro coração.

“Daria tudo para tê-la de volta sã e salva. Daria minha fortuna, daria minha liberdade, daria minha vida se fosse necessário.”

Será que Flora conseguirá lidar com tantas revelações?

Uma paixão para Flora é o segundo livro da série Belle Époque e vem com uma escrita bem gostosa e traz elementos bem diferentes quando o assunto é romance de época. A autora mostra mais uma vez o quanto seu trabalho de pesquisa foi fundamental para a composição dos personagens, assim como cenários e costumes já adotados na época.

A história é ambientada no Rio de Janeiro e já temos a famosa Confeitaria Colombo, além dos alguns pontos turísticos da Cidade Maravilhosa. Outra característica que chama atenção são os costumes que já eram utilizados como piercings, depilação e eu nem vazia ideia disso, foi bem legal acompanhar e conhecer mais dessa época.
A narrativa é alternada por Yuri e Flora. O casal tem uma química absurda e são apaixonantes em todas as cenas que protagonizam. Flora é o tipo de personagem que nos encanta com sua personalidade ingênua e sua vontade de viver a vida e desbravar seus caminhos, além de aprontar as verdadeiras maluquices, colocando Yuri em grandes apuros, ou seja, a risada é garantida com essa personagem.

Os personagens secundários dão consistência a trama e podemos matar as saudades de Penélope e Felipe, casal protagonista do primeiro livro, assim como iniciamos novas histórias para os próximos livros com Lenita e Judite.

Uma paixão para Flora é o romance ideal para quem deseja se divertir com a leitura e se apaixonar por um casal que tinha tudo para dar errado por suas posições na sociedade, mas que juntos são extremamente fofos, tornando-se um dos meus queridinhos até o momento.




site: http://www.bookobsessionblog.com/2018/04/resenha-uma-paixao-para-flora-diane.html
comentários(0)comente



Aisha Andris @AishandoBooks 25/09/2018

Divertidíssimo
Este livro é tão leve e delicioso de ler quanto o primeiro. Flora é uma figura. Eu ri horrores por causa do seu jeito curioso e inocente. Toda sua inexperiência nos "assuntos da alcova" renderam cenas divertidíssimas, assim como o que aconteceu depois que descobriu como se fazem os bebês. Já o Senhor Yuri me decepcionou um pouco no começo, bem no começo mesmo (no seu primeiro capítulo de ponto de vista, pra ser sincera), mas logo percebi que não demoraria a cair de amores pela nossa linda mocinha. A hesitação dele em consumar o casamento também rendeu ótimas cenas e, particularmente, me conquistou, mostrando que, antes mesmo de perceber que estava apaixonado pela Flora, já era um marido extremamente preocupado e carinhoso.
Depois que os dois se entendem, as coisas só melhoram. Gostei bastante de certo elemento trabalhado nessa história e que deu mais pano pra manga no conto que se segue a esse livro na sequência de leitura.
Lenita, Judite, Sean e Dimitri também tiveram participações memoráveis. Personagens maravilhosos e que adorei ver em seus próprios contos. E não posso me esquecer de mencionar o senhor Lafayete Boaventura, que teve uma participação mais ativa nesta história do que na anterior. Este mistério todo em cima da sua identidade me deixou morrendo de curiosidade. No entanto, só em Um Duque para Irene descobrimos de fato quem ele é.
Enfim, amei demais o livro. Só ganha 5 estrelas porque não posso dar mais.

site: https://aishando.home.blog/
comentários(0)comente



Lu silva 20/12/2018

Muito bom
Adorei a históra , muito divertida,eu amei de verdade
comentários(0)comente



Amanda 14/04/2019

O russo mafioso e a dama inocente
Bem, o segundo livro da coleção "Belle epoque" nos narra a história iniciada no anterior da caçula mimada Flora Gusmão de Albuquerque e do russo com fama de mafioso Yuri Volkov. Confesso que não achei tao maravilhoso quanto o livro de Lady Penelope e Felipe, mas foi muito bom, principalmente as confusões para entender as intimidades de um casamento haahhahaha.
Yuri Volkov entrou na Strelka (máfia russa) quando era um menino. Ele perdeu a família para a fome, frio e miséria e prometeu ao pai que sairia daquela situação. Após entrar na máfia e ser treinado como homem de negócios, ele foi nomeado chefe do contrabando de bebidas na América do Sul com sede no RJ. Anos depois, ele já não quer mais nada com a máfia, na verdade já enviou um comunicado a alta cúpula que não irá seguir e que irá procurar um substituto a altura para eles.
Agora resta a ele se envolver mais na sociedade carioca a fim de divulgar seu império de diversão (que inclui parques, cassinos, cinematografos, etc) e o casamento é a melhor forma disso acontecer. Enquanto procura uma noiva, uma mulher chama sua atenção no cassino e quando descobre que ela é a inocente caçula dos Gusmão de Albuquerque, sua vítima perfeita foi escolhida, resta apenas conquistar aquela menina.
Flora Gusmão de Albuquerque é a caçula mimada, inocente e curiosa em excesso da famosa família de banqueiros. Em um passeio ao cinematógrafo, ela esbarra em Yuri Volkov, dono do estabelecimento e se encanta de cara. Seus irmãos são contra, mas ela se aproveita da distração de Felipe com Penelope e se encontra furtivamente com seu amor russo em bailes da sociedade. Como seus irmãos não aceitam o namoro, Yuri propõe uma fuga e ela aceita, quando são encontrados, todos assumem que eles "provaram da sobremesa antes do jantar", portanto um casamento é logo arrumado.
O que ninguém sabe é que eles não se envolveram intimamente, inclusive Flora não faz a mínima ideia do que fazer no quarto, ela acha que deve dormir apenas hahahahahha e Yuri com medo de machuca-la com seu tamanho, não consuma o casamento logo de cara. Isso força Flora a buscar explicações externas e após deixar muitas pessoas constrangidas e de ler um livro super indecente pra época (ele leu - ou tentou ler - o Kama Sutra hahahahahahahahahahahahah), Yuri finalmente se deixa envolver e seduz sua esposa. De inocente, Flora vira uma assanhada e está sempre com Yuri na coleira, ameaçando se mudar para o quarto florido.
O livro é bem divertido, impossível não gargalhar com a inocência de Flora e sua tentativas de entender as intimidades e as piadinhas que todos jogam a ela. Yuri é um amor, impossível não cair aos pés desse russo que parece ser frio e calculista, mas na verdade é um poço de amor e confiança. Confesso que a Flora me irritou em vários momentos, pois é muito mimada e chatinha, principalmente quando não fazem suas vontades. Mas o livro é bom e certamente lerei os próximos!
comentários(0)comente



Bianckinha 20/04/2019

O que é essa Flora!!!
Diane como sempre vc se supera a cada livro Jesus como amei ler e reler esse livro flora eh um escândalo de pessoa kkkkkkkkk
comentários(0)comente



Rosas.Literarias 14/03/2021

Emocionante
Como sempre a Diane arrasa da literatura de época. Foi assim com a Penélope e também com a Flora. Uma mocinha de vida e também cheia curiosidades. Sua persistência em conhecer mais sobre a arte do amor e de como agradar e surpreender seu amado marido. Um livro cheio de romance com pegadas quentes e sem contar com os momentos leves cheios de um humor fascinante! Um livro com o texto tão gostoso, como era de se esperar, da autora, Diane Berger! Parabéns pela linda história.
comentários(0)comente



Milena Cecília 05/05/2021

Romance, humor e muita reflexão
Quando lemos um romance de Diane Bergher sempre nos deparamos com situações que nos obrigam a refletir. Nesse livro vemos a protagonista Flora no conhecimento da sexualidade.
Em uma época em que as mulheres eram criadas para casar, era de se esperar que tivessem um mínimo de instrução sobre a vida matrimonial porém isso infelizmente não acontecia.
A autora mostra através de um romance que nos rende muitos suspiros e também muitas risadas como a mulher era lançada ao desconhecido, tendo somente suposições de como deveria ser a vida de casada. Algo para refletir e também para comemorar os avanços da sociedade.
Aconselho totalmente a leitura, não somente deste livro mas de toda a série Belle Époque da autora que nos presenteou com personagens incríveis e mulheres fortes com muita representatividade.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR