A Sutil Arte de Ligar o F*da-se

A Sutil Arte de Ligar o F*da-se Mark Manson


Compartilhe


Resenhas -


306 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Gih Medeiros 21/02/2019

Que livrão da poh@
Eu já li muito e dos mais variados gêneros e nem sempre um livro que aparentemente me diz algo que no fundo eu já sei, consegue me surpreender. Não é o caso desse livro que com certeza vai ficar na lista de favoritos do ano!
comentários(0)comente



Isabel 20/02/2019

Me perdi nos meus próprios pensamentos e tive que ler a mesma parte várias vezes
Eu demorei 21 dias para ler este livro (só sei disso pq fiz históricos aqui).

Não é que o livro seja ruim, é que foi minha primeira experiência com um ebook e pra melhorar, um ebook de autoajuda.

A escrita é muito simples e de fácil entendimento. As minhas partes favoritas foram as que ele contava suas próprias experiências e histórias de outras pessoas, nas partes mais "didáticas" eu me perdia nos meus próprios pensamentos ou talvez em algo externo.

Acho que autoajuda não é muito a minha praia mas tirei lições muito boas deste livro. Para melhor entendimento acho que vou precisar ler outra vez.
comentários(0)comente



Priih 18/02/2019

Provoca reflexões muito interessantes
[...] Mark Manson é um autor direto, que dá sua opinião sem meandros. Confesso que durante parte da leitura não simpatizei com ele (vamos combinar, ele é um cara cheio de privilégios), mas não posso negar que as reflexões que ele me propôs foram valiosas. Começando pelo título do livro: ao sugerir que a gente ligue mais o foda-se para as coisas, o autor não quer dizer que a gente não deva ligar pra nada nem ninguém. O que ele quer dizer é que precisamos PRIORIZAR aquilo que verdadeiramente é importante, para que possamos deixar de lado o que não é. Desse modo, paramos de nos estressar com situações que fogem ao nosso controle, que são triviais, que não valem o nosso sono. Esse conceito já foi suficiente pra me fazer pensar e refletir sobre o modo como lido com diversas coisas na vida, então nesse ponto já estava considerando a leitura útil.

Posteriormente, o autor também discorre sobre como a busca constante pela felicidade é um erro. Em sua opinião, as pessoas fogem tanto das decepções e dores que não se permitem crescer; elas acreditam que seus problemas são únicos, que elas são especiais (no sucesso ou no fracasso) e que ninguém compreende as dificuldades que elas passam – quando, na verdade, a maioria de nós compartilha de problemas muito semelhantes (em maior ou menor grau) e ninguém é tão especial assim. Para Mark Manson, a partir do momento que aceitamos que a dor e a desilusão fazem parte do processo de crescimento, temos coragem para tomar atitudes, resolver problemas e, aí sim, encontrar a felicidade.

[...] Eu não concordei com todas as teorias de Mark Manson sobre a vida e nem sempre achei o autor a pessoa mais carismática do mundo. Contudo, não posso negar que A Sutil Arte de Ligar o F*da-se me fez pensar. Ao terminar a leitura, cheguei à conclusão de que ela me fez bem por abrir a minha mente e me mostrar como pode ser saudável ligar o botão do “foda-se” pro que não é importante. 🙂 Vale a pena dar uma chance.

Resenha completa no blog! o/

site: https://infinitasvidas.wordpress.com/2019/01/27/resenha-a-sutil-arte-de-ligar-o-fda-se-mark-manson/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana 17/02/2019

Tapa na cara!
Leiam, foi um dos livros mais "pé no chão" que li! Leitura fácil, fluída, que te dá uns tapas na cara e que mostra que vc não é especial.
. "Pense neste livro como um guia para o sofrimento, que ensina a sofrer da melhor forma, com mais significado, mais compaixão e mais humildade." .
"A tecnologia resolveu antigos problemas econômicos mas nos trouxe novos problemas psicológicos. A internet não disponibilizou apenas informação para todos - ela fez o mesmo com a insegurança, a incerteza e a vergonha."
comentários(0)comente



Viik 17/02/2019

Inspirador
Esse é o primeiro livro de "auto ajuda" que leio e confesso que gostei bastante, principalmente porque o autor não se importor com nada e nem mediu as palavras para se expressar, gosto de pessoas assim. E o modo como usou experiências da sua vida me emocionaram.
comentários(0)comente



Nicinha 12/02/2019

“Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço.”
Essas declarações são a grande base dessa obra inusitada. Surpreendentemente, Mark me mostrou um livro de “auto ajuda” totalmente fora dos padrões clichês existenciais que já tive a experiência de ter lido. Normalmente fujo desse estilo literário, porque, na verdade, eles nunca me ajudaram efetivamente. Me sinto melhor lendo uma boa ficção, sendo a observadora da vida de personagens intrigantes, do que realizando uma leitura maçante sobre como precisamos pensar positivo e lutar por nossos sonhos, tentar ser alguém melhor na vida, e por aí vai…
O que me levou a mudar de opinião, e ler essa obra, foi somente o título “A sutil arte de ligar o f*da-se”. Qual a proposta que um livro com um título tão inusitado traria? A curiosidade que tive me levou a embarcar numa nova aventura e sair da minha zona de conforto.
Mark me mostrou, de uma forma descontraída, com uma linguagem fluida, temas como o valor do sofrimento e a importância das escolhas, apresenstando, no desenvolvimento, relatos de vida e experiências, tanto próprias quanto alheias. Dessa forma, promovendo uma contextualização com os assuntos por ele abordados.
Aqui e acolá fui pega de surpresa por uns choques de realidade bem merecidos: eu não sou o centro do mundo; não há nada de especial em mim; não preciso me sacrificar só para ser reconhecida ou amada; não preciso ter medo de demonstrar os meus defeitos; não estou certa em tudo, no máximo menos errada em momentos da vida; fracassar é importante e não um pecado; e “não” é uma palavra necessária no vocabulário.
comentários(0)comente



Alisson 12/02/2019

Ótimo conteúdo
O livro é muito mais do que a ideia do título diz. Não se deixe levar pelos capítulos iniciais, o autor traz reflexões interessantes e modos de pensar de forma realista. Você deve ser sincero com você mesmo, sobre seus objetivos de vida e o que realmente deseja da vida. Leve a vida como você acha que deve levar, e não como a mídia prega ou os "bem sucedidos" acham que deve ser. Encare as consequências das suas escolhas.
comentários(0)comente



Nuna Pacheco 10/02/2019

Você não é especial....
Como eu amei esse livro. Cada capítulo me cativava ainda mais. A forma que o autor narra, é além de engraçado e faz com que se reflita sobre nosso "vitimismo" de achar que tudo tem que acontecer/resolver da nossa maneira. O final, foi a melhor parte!
Leiam e se divirtam!
comentários(0)comente



rodolfoae 08/02/2019

Um tapa na cara!
Mark Manson surje com ideias contrárias aos livros de desenvolvimento pessoal tradicionais.
Muitos conceitos vieram como um tapa na cara pra mim.
Num misto de sarcasmos, palavrões e conversa séria, o autor expõe tudo de forma simples e fluida.
Tirei muito proveito do livro.
comentários(0)comente



Sara.Bandeira 08/02/2019

Bom, mas não tanto assim.
Sim, ainda não sei se gostei dessa obra. Ignorei o título na hora da compra, não gosto de apelações literárias. Li as primeiras páginas e pensei: que livro fraquinho. Insisti. Dei uma nova chance ao autor. Até que gostei de algumas coisas que ele disse, mas ele não se tornou por isso um autor muito melhor. Muitos palavrões e uma psicologia reversa são os métodos que ele usa pra nos convencer do que já sabemos que devemos fazer e não fazemos. Talvez seja a obra perfeita para algumas pessoas que entendem bem e gostam do tipo de linguagem do autor. Mas a mim não impressionou tanto. Apenas bom.
Renato 08/02/2019minha estante
Concordo com cada palavra,complementando eu diria ate que o livro é repetitivo a ponto ficar entediante kkk apesar dele falar algumas coisas interessantes em uns pontos




Pry Salomão 08/02/2019

Um livro de Auto Ajuda com Mais do Mesmo
Acabei iniciando essa leitura porque esse livro foi um dos top sellers de 2018, porém acabou sendo uma leitura completamente massante, tediosa e sem nada de especial. No meu ponto de vista o autor tinha tudo para que o livro fosse de fato excepcional, porém acaba se tornando repetitivo e de fato um tédio. Li o livro inteiro, porém como não me prendia demorei muitos meses pra finalizar sua leitura. Pode ser pelo fato de ser um gênero que não me atrai muito, porém é um livro bem fraco, considerando toda a ideia que gira em torno dele.
comentários(0)comente



Rodrigo Freire. 07/02/2019

A Sútil Arte de ligar o foda-se
Sempre digo, que pra pensar fora da caixinha, tem que praticar o hábito de conhecimento todos os dias, e com esse livro tiro um aprendizado, não existe padrões pra seguir uma vida, rótulos e clichês, viva a vida sem pensar no que os outros pensa, olha sua vida de um jeito diferente, sai da sua zona de conforto todos os dias, se arrisque mais, viva mais!

@Markmanson, Obrigado pelo livro!
comentários(0)comente



Kelly.Luciano 06/02/2019

Confesso que tenho um pouco de dificuldade com narrativas desse tipo... Mas esse cara é sensacional, todos... todos mesmo deviam ler esse livro, alguns mais do que outros
comentários(0)comente



Diane 05/02/2019

F*dástico!
Sabe aquele livro que parece um tapa na cara, um acorda pra vida? Esse é um exemplo disso. Com uma escrita bem despojada e bem humorada, Mark Manson mostra que não devemos levar a vida tão a sério, e não permitir que detalhes pequenos nos impeça de viver a vida intensamente. É ligar o f*da-se pras coisas insignificantes, deixar de se preocupar com a vida alheia, é deixar a vida te levar. Achei fantástico!
comentários(0)comente



306 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |