Tipos Incomuns (Algumas Histórias)

Tipos Incomuns (Algumas Histórias) Tom Hanks




Resenhas - Tipos Incomuns


34 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Kezices 02/08/2020

Gostei bastante! São vários contos, os quais compartilham uma máquina de escrever como um elemento narrativo em comum (não necessariamente central). Há toques de humor, momentos comoventes e de simplicidade que nos aproxima das personagens, algumas das quais aparecem em mais de um conto.

É palpável também nas páginas a paixão do autor em contar histórias, algo que já faz brilhantemente como ator, diretor e produtor, e agora faz como escritor. No livro, verdades e o extraordinário podem estar contidos em atividades rotineiras, em interações familiares simples à primeira vista, em mudanças de casa e afins... Os "Tipos Incomuns" podem estar ao nosso lado, podem ser nós mesmos e isso só torna os contos ainda mais deliciosos.

Gostei do ritmo da escrita e da forma como as narrativas e os diálogos são construídos. Curiosa para ler mais coisas de Tom Hanks!!!
comentários(0)comente



Bed of books - @bedofbooks 24/07/2020

Resenha @bedofbooks
"Tipos Incomuns - Algumas Histórias", de Tom Hanks, é um livro leve, de leitura fácil, por vezes divertido, outras vezes comovente. Os tipos incomuns retratados nas histórias são pessoas como eu e você: simples, normais, até ordinárias. Mas cada história traz algo de extraordinário, de inacreditável, o que nos leva a pensar que todos nós, humanos, somos iguais nas nossas diferenças, todos semelhantes mas com um toque de incomparabilidade.
comentários(0)comente



Carol 22/07/2020

Eu comecei sem expectativa nenhuma, mas me surpreendi bastante. São histórias do cotidiano, de diferentes pessoas, em diferentes lugares. Umas histórias foram boas, já outras me deixaram apaixonada e foram bem ?uau?. Enfim, amei a escrita, algumas situações e personagens. Muito bom!
comentários(0)comente



Cinthia 24/06/2020

Tipos incomuns (Tom Hanks)
O livro fala de histórias de pessoas e suas vidas cotidianas como se fosse um livro de contos.Em todos as histórias tem uma máquina de escrever no meio , confesso que só gostei da primeira história.
comentários(0)comente



Michelle 26/05/2020

Tipos Incomuns
Uma coleção de dezessete contos, mostrando que Tom Hanks, duas vezes vencedor do Oscar, é um escritor tão talentoso quanto ator.
Uma coleção de dezessete contos maravilhosos, mostrando que o bicampeão Tom Hanks, vencedor do Oscar, é um escritor tão talentoso quanto ator. São surpreendentes, inteligentes, emocionantes e, para os milhões e milhões de fãs de Tom Hanks, um item indispensável!
comentários(0)comente



Anna 23/05/2020

O bom e velho Hanks
Já gostamos de Tom Hanks nos filmes, é um cara bacana e muito talentoso, não há dúvida, mas será que escreve bem assim? Tantos outros artistas tentaram e nenhum foi substancialmente bom. Contudo eu tentei com Tipos Incomuns (Algumas Histórias) porque sou fã de Hanks e não poderia ficar mais que satisfeita com seu livro. Contos simples, ricos em detalhes e envoltos na magia das máquinas de escrever, que ele usa de artifício com enredo ou detalhe de seu conto. É muito bom, é um livro gostoso de se ler e vale a pena perder tempo nele.
comentários(0)comente



Renato 21/05/2020

Ótimo para tempos incomuns.
Tom Hanks criou uma série de contos tocantes e que nos envolvem em cada uma das estórias. Todas ganham um requinte excelente que comovem em assuntos diversos, como família, ganância, desventuras e até um pouco de ficção científica.
Esses contos são banhados de referências e inspirações cinematográficas, que ajudam o leitor a imaginar cada conto e suas situações mais diferentes. Voto por uma adapatação para as telonas ou streaming, inclusive!
São estórias capazes de nos tirar do chão, levar a outra dimensão e nos comover. Emoções e sensações que remetem, muitas vezes, a memórias profundas. Emoções e sensações que são dignas de serem vividas ou revisitadas neste momento tão delicado [de pandemia] em que estamos. É um livro muito atual, necessário a quem precisa enxergar laços familiares e de amizade ocultados pelo tempo. Recomendo muito!
comentários(0)comente



Tiago 16/05/2020

Tom Hanks cativa como sempre
São histórias do cotidiano, algumas divertidas e bem-humoradas. Outras com toques melancólicos. A escrita leve flui muito bem. E em todas existe uma máquina de escrever, seja de menor ou maior importância na narrativa. Pena que os contos acabavam quando começavam a ficar empolgantes. Mas no geral gostei das histórias. De destaque deixo três contos que mais marcaram minha experiência com o livro.

Véspera de Natal de 1953: Um veterano de guerra passa o Natal com sua família relembrando suas histórias passadas (em poucas páginas você fica interessado na história. É melancólica, mas sem cair no trágico)

Uma viagem a cidade luz: Um ator desconhecido é contratado para estrelar um grande filme de Hollywood e vê sua vida virar de cabeça para baixo (é um conto engraçadíssimo. Conhecemos por cima como funciona a agenda turbulenta de um ator)

Procure o Costas: Imigrante búlgaro chega em Nova York para uma nova vida depois do seu passado turbulento (Meu preferido do livro. Consegue te prender e com gostinho de quero mais)
Klaus 16/05/2020minha estante
Nossa, não sabia que ele escrevia... Eu sei que ele é um grande amante de máquinas de escrever (vi o documentário na Philos Tv), achei interessantíssimo! Já vou colocar esse livro na lista.


Tiago 16/05/2020minha estante
Fiquei sabendo através desse livro, sobre essa paixão. Deve gostar bastante para escrever um livro em torno do tema kk.

Como se chama o documentário?

É um ótimo livro, recomendo


Klaus 16/05/2020minha estante
California Typewriter: um Culto às Máquinas de Escrever 
Na Philos.Tv
Kkkkkk não dá pra apagar comentário, é isso msm?


Klaus 16/05/2020minha estante
Agora sim, tô pegando o jeito aqui no skoob ainda O.o


Tiago 16/05/2020minha estante
Kkkk normal. Aos poucos se acostuma

vou pesquisar, obrigado ;)


Klaus 16/05/2020minha estante
Depois diga o que achou! Bjs ;)




Leonardo.Heffer 26/02/2020

Sensível
O que falar sobre o primeiro livro de ficção de Tom Hanks? O premiados ator/diretor/roteirista/produtor e N outras coisas, aviso colecionador de máquinas de escrever transporta sua sensibilidade já conhecida nas telonas para as páginas deste livro, lançado em 2017.

Com 17 contos, Hanks explora histórias ficcionais bem como lembranças de sua vida e as coloca sob novas óticas, novas perspectivas. Eh mto fácil se apaixonar por contos como "véspera de natal de 1953"; se abismar com o excesso de trabalho dos atores em "uma viagem à cidade luz"; se emocionar com o final de "quem é quem"; sentir um calor no coração em "estas são reflexões do meu coração" (de onde desconfio ter fundamento na sua primeira máquina de escrever); e se assustar com o final de "o passado é importante para nós".

Mas da mesma forma que os contos acima me pegaram, os outros se tornaram para mim nada além de textos sem conexão com minha alma, minha sensibilidade.

Claro que isso é comum em livros de contos e nem todos eles se conectam da mesma forma ou no mesmo nível para cada leitor, por isso acredito que é recomendável que vc veja com seus próprios olhos está obra.

Infelizmente pra mim, os contos que não se conectaram comigo foram em maior número, mas não me impediram de perceber a sensibilidade de Hanks transformar uma situação cotidiana em uma crônica, no mínimo, interessante.

Se o ator/autor ainda investir na carreira, terei o prazer de ler seus futuros trabalhos. Espero que prossiga.
comentários(0)comente



paulla.costa.779 18/02/2020

São várias histórias narradas sobre o cotidado. Com um toque de humor nas histórias.
comentários(0)comente



Danilo Quirino 04/02/2020

Uma surpresa agradável
Eu digo que nunca pensei que leria tantos contos de tão boa qualidade, ao comprar Tipos Incomuns, foi um misto de impulso pelo preço baixo com uma vontade de ver se o Tom Hanks era mesmo um autor. Deixei na estante e resolvi ler agora, e se tornou um dos meus livros favoritos de contos.
A escrita é envolvente, os personagens de cada conto são criveis e você mergulha profundamente na história deles.
Além, de em certos contos, rever os mesmos e ver novas histórias, o que nos faz ainda mais próximos das histórias contatas com maestria.
comentários(0)comente



Milla Carvalho 04/03/2019

"Eu acho que NY é muito melhor na TV e nos filmes, quando um táxi está a apenas um assovio de distância e os super-heróis salvam o dia."
Seu livro de contos e crônicas é uma boa pedida para momentos de pausas nas leituras. Hanks trouxe algumas histórias divertidas e sarcásticas e outras doces e sensíveis. Além disso, sempre há uma máquina de escrever como elemento-chave em suas narrativas, promovendo o duplo significado do título de sua obra.

Sobre os contos, alguns deles são sensacionais, como: o relacionamento de dois amigos tão "nada a ver", uma véspera de Natal em família, uma moça e sua máquina de escrever, a vida de um imigrante e seus medos... muitas histórias tão banais, que nas mãos de Hanks, elas cresceram e brilharam.

Contudo vale um adendo: algumas histórias possuem um alto teor de cultura americana. Aquele nacionalismo exacerbado que estamos tão acostumados a ver nos filmes e séries, que as vezes chega a ser pedante. Não atrapalha, mas arrasta o ritmo em alguns pontos.

Uma boa leitura!

#leitura2019 #wilsooooonnnn
comentários(0)comente



Saga Literária 14/09/2018

Imperdível
Opinião: Tom Hanks apresenta em Tipos Incomuns (Algumas Histórias), personagens leves e cativantes. Não há nenhum conto em que você, por mais breve que seja, não se afeiçoe pelos personagens que Hanks criou. A liga entre todas as histórias, certamente, são as máquinas de escrever, que ora têm grande importância, ora são apenas "lembradas", mas sempre estão lá para o leitor.

A escrita de Tom Hanks é surpreendentemente leve, fluída e não cansa jamais. Em seu primeiro livro, Hanks nos traz situações que em sua maioria poderiam ser vividas por nós mesmos e algumas delas são extremamente parecidas com situações do nosso passado, o meu principalmente. Quem não se lembra das gostosas vésperas dos natais passados? Ou quem nunca teve um namorico com uma amiga de seu grupo?

Em outras situações, por exemplo a de Sue Glieber, podemos associar o sofrimento de seu inicio de carreira com qualquer uma de sucesso, seja estrondoso ou não. Afinal de contas, todo começo é muito difícil para qualquer um que queira algo bom e reconfortante em seu futuro. Então, por uma analogia, todos somos Sue Glieber em seu começo de carreira passando fome e humilhações, mas acreditando em si mesma até obter, finalmente, seu reconhecimento.

Acredito que todos os contos de Tipos Incomuns irão despertar lembranças em todos seus leitores, tamanha destreza de Hanks em transformar o comum em algo muito atrativo, divertido e emocional.

Não se deixe levar pela leveza das histórias e achar que não existe divertimento e a tal da "moral da história", pois ela existe em praticamente todas elas. Tom Hanks não criou uma obra para mudar conceitos ou qualquer coisa do gênero, ele criou Tipos Incomuns para a nossa diversão e só. Mas isso não quer dizer que as críticas sociais não estejam lá, elas estão sim, sutis, não escancaradas, mas estão lá.

Outra coisa que pode chamar a atenção dos leitores é uma certa similaridade das histórias que Tom conta com as que ele já interpretou. Obviamente, que não são obrigatoriamente experiências de ator que ele "jogou" no papel para seus leitores, mas acredito que algumas delas irão chamar a atenção de quem já acompanha a carreira dele de ator, assim com eu acompanho.

Espero, sinceramente, que Tipos Incomuns (Algumas Histórias) de Tom Hanks e publicado pela Editora Arqueiro, seja, sim, um estrondoso recorde de vendas, pois histórias comuns, divertidas, leves e prazerosas são necessárias no nosso dia a dia de leitores. Acredito também que, como vocês já sabem, esse livro é realmente IMPERDÍVEL!

site: http://www.sagaliteraria.com.br/2018/01/resenha-414-tipos-incomuns-algumas.html
comentários(0)comente



Dri - @oasisliterario 06/04/2018

Tom Hanks conseguiu realizar uma boa estréia como escritor.
Em "Tipos Incomuns (Algumas Histórias)", Tom Hanks discorre sobre a vida humana através de 17 contos. Ora melancólico, ora humorístico, Tom Hanks apresenta um ponto em comum entre todos os contos: uma máquina de escrever. "Tipos Incomuns" mostra aos fãs que, além de ser um famoso ator, produtor e roteirista, Tom Hanks também cativa através da escrita.
No decorrer de 17 contos, Tom Hanks apresenta temas importantes no nosso cotidiano como a imigração, por exemplo, e temas mais banais como o namoro entre amigos de longa data. Sua escrita apresenta um ritmo fluido, tornando a leitura, em sua maioria, bem agradável e rápida.
O livro possui muitos contos ótimos e alguns medianos, mas me agradou ao longo de histórias humoradas, apresentando a narração do que poderia ser apenas mais um dia comum, na vida de uma pessoa aparentemente comum.
Contando sobre um natal em família, um dia de um militar após o desembarque na Normandia (conhecido como Dia D), o cotidiano de um ator em ascensão em Paris e outras histórias, o livro consegue cativar o leitor por meio de linguagem clara, simples e direta.
O único ponto que tirou um pouco do brilho do livro foi a narrativa sempre linear e sem grandes surpresas. Justamente por narrar, com algumas exceções, histórias cotidianas banais, o livro é morno e não causa grande comoção.
A primeira coisa que me chamou a atenção no livro, de fato havia sido o nome de autoria que "Tipos Incomuns" carrega na capa. Na minha opinião, mesmo que alguns contos sejam um pouco maçantes, Tom Hanks conseguiu realizar uma boa estréia como escritor.
comentários(0)comente



Michelly | @oventodoleste 30/03/2018

Tipos Incomuns (Algumas Histórias)
Um livro para demonstrar mais uma vez a versatilidade e o talento de Tom Hanks. O ator, diretor e roteirista nós já conhecemos há muito tempo, também já publicou alguns textos pelo New York Times, mas pela primeira vez ele entra no mundo da ficção para trazer contos incríveis e que superam as expectativas.

"Tipos incomuns" traz dezesete contos curtinhos e com situações comuns a todos. Nenhum grande mistério, nada com grandes proporções. Apenas histórias que seriam capazes de representar a vida de qualquer pessoa, como: uma noite de natal, um fim de semana com a mãe e a compra de uma nova casa. São histórias simples e objetivas, que não necessitam que sequência, o leitor pode acompanha-las da ordem que preferir. Também traz como um de seus pontos fortes o humor, que está sempre presente em cada personagem.

O primeiro conto traz a história de um homem que entra em um relacionamento abusivo ao começar a namorar sua melhor amiga. Uma mulher independente, inteligente, com um excelente emprego e doida por uma vida saudável. Ela resolver mudar completamente a vida de seu novo namorado e faz com que a rotina leve e preguiçosa que ele levava vire de cabeça para baixo. Tom Hanks apresenta a história de forma a conquistar o leitor e convidá-lo a acompanhar um episódio aleatório na vida de um homem solteiro.

Outra história que chama a atenção, foi a sorte de um ator desconhecido que teve a oportunidade de atuar em uma grande franquia. A rotina de divulgação do filme e o final inusitado surpreende e contagia o leitor.

Já as máquinas de escrever que há muito foram deixadas de lado por grande parte do mundo, ganham um pequeno espaço e um conto dedicado totalmente a elas. Com pequenos detalhes, mas que não passam despercebidos.

Resenha completa no blog

site: http://www.dezoitoprimaveras.com.br/2018/01/tipos-incomuns-tom-hanks.html
comentários(0)comente



34 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3