The Disasters

The Disasters M.K. England




Resenhas - The Disasters


1 encontrados | exibindo 1 a 1


LauraaMachado 15/06/2019

Ação do começo ao fim!
Não posso dizer que não tinha altas expectativas para esse livro, já que fiquei interessada nele depois de ver a autora Mackenzi Lee, uma das minhas favoritas, recomendando até com uma frase sua na capa. Esperava que fosse diversificado, queer, divertido, cheio de ação no espaço e uma boa mistura de momentos tensos e comentários engraçados. E tem absolutamente tudo isso, ainda mais um ship lindo que merecia mais espaço. Se é isso que você está esperando, pode ler sem medo. Tenho minhas críticas, mas nenhuma consegue me fazer olhar para o livro com menos carinho.

Antes de mais nada, tenho que falar que a diversidade do livro é seu ponto alto. Não tem nenhum personagem branco e simples aqui - e, é claro, não faz a menor falta. Pelo contrário, M. K. England provou que não existe motivo para todos os outros autores do mundo não terem também "elencos" diversificados. Tudo bem que depende também da ambientação do livro, mas eu não esperava menos de um que se passa no futuro. De todos, Nax, o protagonista narrador, é meu favorito, mas confesso que a escolha não é muito fácil. Todos são incríveis!

Além disso, a criação do universo dela (literalmente, né) foi maravilhosa! Super consegui imaginar os outros planetas, muitas vezes me senti em uma nave espacial, e isso é bem esquisito e necessário em um livro como esse!

A última coisa que eu vou enaltecer é o ritmo do enredo, cheio de ação do começo ao fim, que nem te deixa respirar direito. Poderia também enaltecer meu ship incrível, mas acho que a autora deixou a desejar aqui, já que ele teve pouquíssimo espaço.

E é aí que está o verdadeiro problema do livro, o que me fez diminuir minha nota. Amo livros de ação, é sempre legal quando você lê cada página mega curioso e animado para o que vai acontecer. Mas a autora correu em lugares que não precisava. O livro tem menos de 400 páginas, mas devia ter mais. Ela devia ter passado pelo menos um pouco mais de tempo fortalecendo as conexões interpessoais. Uma ou duas cenas entre Nax e cada personagem não foi o suficiente. E meu ship definitivamente precisava de mais tempo e espaço no livro.

Também acho que ela cortou a história rápido demais. Precisava de mais umas trinta páginas, no mínimo, para estabelecer o final. Não sei por que autores acham que, depois do grande problema resolvido, só precisam de uma cena rápida e pronto. Parece que a história não está fechada, nem um pouco, aliás. Claro que eu aceitaria um livro sequência, mas ainda queria que esse tivesse sido fechado com mais calma e com mais detalhes. Foi um pouco corrido demais.

Outra coisa que me fez tirar nota foi a narrativa nas horas mais emotivas. A escrita da autora não deixou a desejar nas outras partes, mas ela não pareceu muito confortável na hora de descrever momentos mais íntimos e cheios de sentimentos. Isso aconteceu só umas três vezes rápidas no livro, então não chegou a atrapalhar mesmo, mas acho que poderia ter sido melhor.

Minha última crítica é minúscula, tá? O livro chama The Disasters e tenho que admitir que os personagens são incríveis demais para encaixar nessa definição. Esperava mais desastres mesmo, pessoas mais inadequadas, que errassem mais, mas só o Nax se encaixa de verdade nessa definição (não que isso signifique que ele não é incrível).

Agora esqueça-se das minhas críticas, porque a única coisa que importa é que esse livro é super divertido e merece ser lido! Você não vai se arrepender! E essa tripulação espacial definitivamente merecia pelo menos uma duologia!
comentários(0)comente



1 encontrados | exibindo 1 a 1