O Jogo do Amor/"Ódio!"

O Jogo do Amor/"Ódio!" Sally Thorne




Resenhas - O Jogo do Amor e Ódio


175 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Joyce Adrielle 08/07/2020

Odeio, mas amo.
Dizem por aí que o contrário do amor não é o ódio e sim a indiferença.

Ao sentir ódio por alguém, significa que você pensa na pessoa o suficiente para sentir algo.

A leitura é ótima. Bem clichê comédia romântica, vale a pena se você quer uma leitura leve com um final previsível.

Só acho que faltou um epílogo ou um "algum tempo depois". O final ficou aberto como se fosse ter uma continuação.
comentários(0)comente



dudaatayde 01/06/2020

O bom e velho enemies to lovers
Adorei, é um livro clichê, para se ler quando precisa relaxar, mas não deixa de ser ótimo. Gostei demais da Lucy e do Josh e desconfiava dos sentimentos de ambos desde o início do livro, o que só se confirmou no final. Tem a leitura fluida, me vi lendo muito rápido, no meu caso foi tranquilo, um livro para se ler em um dia. A dinâmica entre eles, os pequenos jogos, e a tensão sexual que só aumenta nas cenas em que estão discutindo. Tudo o que eu gosto em um romance clichê, me deixou com o coração quentinho no final. Por mais que tenha personagens para odiar (como um dos CEOS da editora e o pai do Josh cof cof), mas em compensação, vamos amar muito os protagonistas, Josh com sua mania de organização e limpeza (me vi refletida nele) e Lucy com seu gentileza e ambição. Sally Throne acertou em cheio nesse livro!
comentários(0)comente



egotisthic 14/06/2020

Esse livro me acalmou demais, me ajudou a desligar um pouquinho.
Amei o clichê e os personagens, nessa casa amamos e passamos pano para Joshua Templeman.
Tirei uma estrela pelas frases meio gordofobicas da pp :/
comentários(0)comente



Day 06/05/2020

morri de ódio e de amores
Esse livro é bem intenso, os personagens se odiavam tanto que eu não sabia como eles iam chegar a conclusão de que na verdade se amavam. Confesso que eu mesma fiquei com ódio dos dois. Mas quando chegou a parte do amor eu fiquei bem apaixonada também. Me diverti muito lendo, adorei.
comentários(0)comente



Bea 11/07/2020

Moranguinho e Dr.Josh
Um livro com uma temática clichê de amor e ódio mas que consegue ser divertida e apaixonante. Um livro leve e bom pra ler rápido ou no meio de livros muito intensos. Minha crítica maior foi o fim de repente que deixa certar informações apenas subentendidas.
comentários(0)comente



Isa Falcone 02/07/2020

Joshua Templeman, eu te amo.
Eu amei esse livro. É clichê, mas ao mesmo tempo não é.
O que me irritou foi o fato dela interpretar errado os sinais dele. E o fato dela ser incapaz de acreditar no significado das ações dele. O cara estava apaixonado e ela não conseguia ver isso. Ai que ódio!
comentários(0)comente



Luana 28/06/2020

Clichê de duas pessoas que se odeiam. Possui leitura leve. Bom para quem tá de ressaca literária.
comentários(0)comente



marsthanthat 04/06/2020

Amei
No começo eu achei que não iria gostar por ser muito parecido com uma fanfic clichê mas a história me envolveu bastante e não consegui parar de ler até chegar ao fim.
comentários(0)comente



Lekatopia 03/12/2017

O jogo mais divertido do ano
Vamos começar de trás para frente. Eu adorei. Depois de alguns chick lits desapontadores, Sally Thorne e sua estréia, O Jogo do Amor/Ódio, me lembraram porque eu ainda amo esse gênero: é leve, é engraçado, é fofo e não tem medo de ser ridículo (ridículo pode ser bom, crianças). Obrigada, Sally, sua linda.

A sinopse é bem auto descritiva: Lucy e Josh trabalham juntos em uma editora e se odeiam, o que eles não têm vergonha de demonstrar com uma série de comportamentos inapropriados capaz de envergonhar qualquer RH. Lucy é excêntrica, gentil e tem consideração demais pelos sentimentos alheios (leia-se: todo mundo passa por cima dela). Josh é metódico, arrogante e tem consideração de menos pelos sentimentos alheios (leia-se: é um babaca odiado por 95% do escritório). Eles são igualmente eficientes, mas opostos, forçados a trabalhar um na frente de outro para os dois CEOs de uma editora. O anúncio de uma promoção acirra a guerra entre os dois, mas alguns acontecimentos inesperados podem revelar que as aparências enganam e fazê-los questionar se, de fato, eles se odeiam tanto assim.

Pausa para eu dizer que não tem nada que eu goste mais do que diálogos rápidos e sarcásticos entre dois nêmeses que a gente torce para ver juntos. Culpo Orgulho e Preconceito por essa preferência cultivada ao longo dos meus anos de leitura e posso dizer que, nesta frente, O Jogo do Amor/Ódio não decepciona.

É uma leitura leve e rápida, apesar das 400 páginas, além de muito divertida. Eu ri alto e dei sorrisos involuntários por diversas vezes. Perfeito para você levar para praia nas férias e se distrair.

Ainda assim, há alguns pontos que para mim separam essa leitura de algo muito bom e altamente recomendado para fãs do gênero (o que ela é) de algo quase impecável (o que faltou um pouco para ser): pouco desenvolvimento das personagens secundárias, lapso temporal curto para tudo o que acontece (as coisas me pareceram intensas demais para ter ocorrido em duas ou três semanas) e uma mudança de comportamento muito radical de uma das personagens – acho que não tinha problema admitir que simplesmente estamos falando de alguém que não é tão legal assim (afinal, essas pessoas também se apaixonam) ao invés de dar camadas de fofura cobertas em açúcar para a personagem. Para um romance de estréia, porém, Sally Thorne demonstra muito potencial e o próximo livro dela, com publicação prevista para 2018, já está na minha lista de desejos.

Mais que recomendado!

site: http://lekatopia.blogspot.com.br/2017/12/o-jogo-do-amorodio.html
*Rô Bernas 05/02/2018minha estante
Acabei de ler esse livro...amo chick-lit, justamente por ser leve e divertido. Asim como você, amo diálogos sarcásticos, exatamente por isso esperava um pouco mais de embate entre os personagens principais...achei muito rápido rsss
Mas no geral, gostei muito do livro. :)




mari 16/02/2020

Esse se tornou um dos meus livros favoritos de 2020, eu não sei explicar o quanto isso me lembra um pouco a escola, em que nós mulheres ouvíamos "ele te trata assim pq gosta de você" como se te tratar mal fosse algum tipo de forma de amor reprimido.

Eu amo a forma como o personagem principal simplesmente não percebe que tudo que ele faz na realidade não parece demonstrar que ele gosta dela e que ele simplesmente não sabe lidar com seres humanos.
comentários(0)comente



Lavi 10/04/2020

Um pouquinho irritante.
O jogo do amor/ódio é um enemies to lovers em sua essência. E este tipo de romance sempre me atrai. Gostei muito do começo do livro. Achava a dinâmica dos personagens hilária e amava as brigas e os joguinhos. Porém, no decorrer das suas infinitas 400 páginas, que honestamente não precisava de tantas, a estória começou a ficar irritante pra mim.

A mocinha se mostrava completamente afim do personagem masculino e ele passou o livro todinho fazendo doce. Constantemente matando as investidas da mocinha e era muito chato, pois tudo era repetitivo demais. Fiquei com vergonha alheia da personagem. Ele tinha seus motivos, mas sinceramente... Parecia que ele nem queria ficar com ela. E o fato de o livro ser narrado pelo ponto de vista da personagem dificultava um pouco saber dos sentimentos do mocinho.

Porém, o romance é fofo no fim das contas. E vale a pena conferir.
comentários(0)comente



Jaque 04/07/2020

Old que eu amo enemies to lovers né
É aquele clichê romântico bem fofo e engraçadinho. Ótimo para quem está de ressaca literária e quer algo mais rápido e fácil.

E talvez eu esteja completamente apaixonada por mais um personagem literário.
comentários(0)comente



Lais.Lima 16/06/2020

Romance pra ler em um dia!!
Eu literalmente só parei de ler quando terminei! Que romance gostoso!

Os personagens tem uma Química que MEU DEUS (!!!!), muito apaixonante.

Você sente a relação deles evoluíndo, a tensão sexual entre eles muito alta e a amizade que eles vão criando também é muito boa.

Não tem um defeito, terminei ele já querendo reler de tanto q amei!!
Nycolly 21/06/2020minha estante
Eu também!!!


Nycolly 21/06/2020minha estante
Faço das suas palavras as minhas


Lais.Lima 24/06/2020minha estante
Apaixonante demais, né!? Queria mais livros da autora pq ela tem muito potencial! Até hj só me arrependo de ter lido rápido demais :c


Nycolly 24/06/2020minha estante
EU TAMBEMMM




FerNan_books 07/04/2020

Para dar umas boas risadas!
Adoro esse tipo de livro com romance leve e engraçado. Faz a gente se desligar das preocupações para dar umas boas risadas!
Para quem gosta daqueles casais que brigam como gato e rato, mas no fundo é porque se amam, esse é O livro!
Leitura rapida e fluida! Muito bom!
comentários(0)comente



175 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |