A Lady de Lyon

A Lady de Lyon Julie Garwood




Resenhas - A Lady de Lyon


87 encontrados | exibindo 61 a 76
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Talita 24/08/2019

DOIS LEÕES, UM DESTINO....
"- Diga que você me ama - ele ordenou.
- Meu Lyon, eu o amo e continuarei amando para sempre.
- Um homem não pode pedir mais do que isso."

Vou começar dizendo que amei o fato de conhecer uma nova cultura além dos limites da Inglaterra. Para quem pensou se tratar da França, parabéns, você errou. Neste livro conheci os Dakotas, e que incrível eles são.
Christina é o tipo de mulher exótica, com seus longos cabelos loiros, e com um olhar azul da cor do mar, sua postura é inglesa, mas seu coração é de uma guerreira Dakota. Ela tem uma missão a cumprir na Inglaterra, mas meio que um certo marquês está a impedindo de concluir.
Lyon pensava que já tinha amado alguém, mas foi traído da pior maneira possível, e isso foi o que fez com que ele criasse certa reclusão na sociedade, e totalmente recluso com as mulheres, isso até conhecer Christina, uma mulher com muitos segredos, mas que o cativa desde o inicio.
Devo dizer que os personagens são criados de forma a gostarmos muito de cada nuance deles, cada briga ou discussão é acompanhada de muitos beijos, cada toque é acompanhado de muitas declarações de amor.... da parte de Lyon, é claro.
Gostei muito da história, e do enredo, a pequena e única falha é simplesmente a contradição de Christina em alguns casos, algo que ela faz que é contraditório com o que ela acabou de falar, mas fora isso o livro traz cenas incríveis, românticas, hot, engraçadas, originais e encantadoras.
PS: A linda cena em que ela é vista pelo marido comendo folhas do arbusto é simplesmente hilária, mas aí é outra história.
comentários(0)comente



Nath 18/08/2019

Caixinha de surpresas
Tenho que confessar, que nas primeiras páginas pensei em abandonar o livro, talvez você se sinta tentado a isso também. O ponto é que o livro começa retratando a espiritualidade dos indígenas, o que é legal, mas ao mesmo tempo é insano kk.
Logo depois, você se depara com a história da vida de Cristina, a nossa mocinha guerreira. Ela é incrível, e o amor entre ela e o mocinho Lyon, é a primeira vista.
A autora conseguiu conciliar, em um mesmo universo, ditadura, índios e sociedade inglesa, de um jeito meio louco, mas divertido.
O final é incrível; os mistérios desse livro junto aos momentos de romance, farão cada leitor se apaixonar.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



B. A Silva 12/08/2019

A Leoa e o Leão estão finalmente juntos
"Ela era a leoa dos dakotas. Lyon simplesmente teria que se casar com ela. Era seu destino."
Esse livro vai contar a história de Christina e Lyon duas pessoas ligadas pelo destino, destinadas a se encontrarem, mas os dois tem segredos que assombram seu passado, e terão que confiar um no outro para que os obstáculos a vir sejam vencidos.
Eu gostei muito dessa leitura, o casal é inspirador e envolvente, shippei desde o começo e adorei o final que teve, recomendo muito essa leitura.
comentários(0)comente



Jayy.Cardoso 03/02/2019

Maravilhoso!
Nossa, amei a história. A escrita da Julie Garwood é gostosa de ler.
Só achei que os detalhes de alguns acontecimentos foram poucos. E estava torcendo para que Christiana e Lyon fossem à Aldeia.
No geral, o romance foi lindo. E as partes hot? Que safado esse Marquês, não? E dona Christina não fica atrás! Hahaha
comentários(0)comente



Clube do Farol 13/12/2018

A Lady de Lyon. Clube do Farol
Resenhado por: Mile Dantas


Olá, faroleiros!

Trago a resenha de um livro maravilhoso para indicar a vocês hoje! Sabe aquele livro que te encanta pela capa? Foi isso que aconteceu comigo com A Lady de Lyon, da Julie Garwood. Estava eu andando na livraria e eis que meus olhos encontram esta bela edição com a foto de uma linda mulher (que muito me lembra a Daenerys Targaryen, de Game Of Thrones, hehehe), na capa. Tratei logo de dar uma olhada na sinopse e fiquei instigada a ler só por ela. Claro que não resisti e tive que comprar. Mais feliz ainda fiquei quando li e descobri que era uma super história. Óbvio que não resisti e tive que trazer aqui para contar a vocês.


A Princesa Christina chega à sociedade Londrina causando furor entre as pessoas. Dona de uma beleza estonteante, ela chama a atenção de qualquer um. Mas ela é envolta em um mistério: ninguém sabe nada sobre seu passado e como ela viveu tanto tempo escondida de todos. Ela está vivendo na casa de sua tia Patrícia, irmã da sua falecida mãe. Seu pai, um rei de terras distantes destronado, está desaparecido. A única lembrança de que eles existiram é um antigo diário deixado por sua mãe antes de morrer. Ninguém desconfia da sua real intenção naquele lugar.

?? Também estou ansioso para conhecer a Princesa Christina, Diana. Ninguém ainda foi capaz de descobrir qualquer informação sobre o seu passado. Trata de um mistério a ser resolvido, não é mesmo??

O marquês Lyon Wood é um rico viúvo atormentado por acontecimentos do passado que o marcaram de tal forma que ele não vislumbra a possibilidade de ser feliz novamente. Nem mesmo a companhia de seu amigo Rhone ou sua irmã Diana conseguem fazê-lo esquecer completamente de seu infortúnio. Até que em uma festa ele ouve falar da tal princesa e sua curiosidade é aguçada pelo mistério que ninguém consegue decifrar: como a Princesa Christina sobreviveu todo esse tempo?



?? Que homem arrogante você é ? disse Christina. ? Estou tão assustada que posso desmaiar se você não me soltar agora mesmo.?

?Lyon riu, deixando que ela soubesse que não acreditava em sua mentira. Ele se inclinou até que seus lábios estivessem quase tocando os dela.?

?? Você não me disse que eu era atraente demais para resistir, Christina??

O que Lyon Wood não esperava era ser arrebatado pela beleza e pelos encantos da jovem. Decidido em conquistá-la, ele vai à caça da sua presa, porque é isso que um leão faz e Christina tenta como pode, não ceder ao seu charme. Tudo isso porque a princesa guarda um segredo que não pode ser revelado e seu destino depende disso.

Nesse enredo ainda temos a história paralela de Diana e Rhone. A irmã de Lyon é apaixonada pelo amigo dele, só que ela não é levada a sério pelo irmão que a vê como uma menina ainda. E Lyon também não confia no amigo, pois os dois são boêmios e caçadores de mulheres. Já farrearam muito juntos para ele saber muito bem o destino de uma jovem nas mãos dele. Porém Rhone nutre um sentimento genuíno por Diana e terá que provar ser digno do amor da jovem para Lyon.

Pensa num livro com um jogo de sedução magnífico entre os personagens?! Estou encantada com esta leitura, pessoal. Christina é uma jovem que não foi criada na sociedade londrina e agora convivendo nela tenta esconder seus modos diferentes a todo custo. Por isso quando ela está a sós com o Lyon precisa reprimir o desejo que a consome, pois o homem é um poço de atração masculina e ela quer se afundar nesse poço cada vez mais.

E que cenas hot são essas! Confissões ardentes ao pé do ouvido, sussurros arrepiantes e toques que levam o casal ao êxtase do desejo.

?? Você sabe que é uma feiticeira? ? ele perguntou quando se afastou ? Você tem alguma ideia do que quero fazer com você, Christina? ? Ele deslizou os dedos delicadamente dentro do decote dela, tocando de leve aquela pele tenra dela. Ele sussurrou desejos eróticos e proibidos em seu ouvido: ? Não aguento esperar muito mais, meu amor. Quero você debaixo de mim. Nua. Implorando. Céus, quero estar dentro de você... Você me quer tanto assim também, não é, Christina??


Esse modo diferente da princesa, que ela tenta reprimir, é o que tanto atrai Lyon. Ela é corajosa, segura, destemida, ousada, tudo o que uma garota londrina não é. E quando Christina cede a seu sentimento e não nega mais ao Marquês o que ele tanto deseja, o passado de ambos vem para atormentá-los. Cabe a eles superar juntos e lutar contra todos que aparecem para impedir a sua união. No decorrer da leitura vemos que não se trata apenas de um homem e uma mulher em busca de seu final feliz. Envolve intriga, vingança e histórias do passado. Não se foge do destino que está predestinado.

?... mas quando ela atrevidamente sussurrou em seu ouvido o quanto queria que ele a tocasse, Lyon decidiu se render ao seu pedido antes de fazer-lhe mais perguntas. Sua boca nunca parecera tão maravilhosa para Christina. O medo de sua rejeição quando ele ficasse sabendo de todos os seus segredos a fez sentir-se desesperada...?

Do início ao fim fiquei vidrada na leitura. A construção de diálogos bem trabalhados, com um jogo de sedução prendem nossa atenção. Logo já estamos apaixonadas pelos personagens e torcendo por eles. Como eu disse anteriormente, estou maravilhada com esta leitura. Que história! A Lady de Lyon é um livro de época, com cenas hot para lá de calientes. Indico para todos que curtem o gênero e digo com convicção que foi um dos melhores que já li neste estilo. Ele ganhou um lugar especial na minha estante e no meu coração.
comentários(0)comente



Amanda Caldeira 30/11/2018

Uma Lady diferente
Surpreendente é um ótimo termo para simplificar esse livro. Confesso que eu esperava um romance diferente, avassalador e com uma história um pouco arrastada, mas no final gostei do resultado.
Christina ou Princesa Christina teve uma vida complicada desde pequena... Sua mãe fugiu de seu pai que era um Barão (semelhante a um rei de um pequeno reino), após testemunhar alguns atos de perversidade dele. Chegando nas Américas, perseguida pelo ex, ela acaba se encontrando com Alegria, uma índia que havia sido sequestrada e tentava voltar para sua tribo Dakota. Infelizmente, Jéssica morreu, deixando um diário para Christina contando sobre sua vida e a menina sendo criada pela forte Alegria e seu guerreiro Lobo Negro.
Lyon ou marquês de Lyonwood é um homem embrutecido, trabalhou por anos no departamento de guerra e teve isso reconhecido por um dos títulos de maior importância do reino. No passado perdeu uma esposa e o filho no parto e descobriu no mesmo dia que ela o traia com seu irmão, portanto, a criança não era sua. Ele viveu desregrada e sem pretensões de ter uma família, até que cruzou com uma mulher maravilhosa.
A química entre o casal é visível desde o começo. Achei bem natural como eles se envolveram e como acabaram se unindo na vingança de Christina, só achei meio chato esse negócio de ela nunca falar pra ele de onde vinha, mas ok. A história fluiu bem e eu realmente gostei dos personagens e seus personalidades.
O livro não tem o mesmo ritmo mais "comum" em romances como encontramos em outros livros da autora como "Um amor para Lady Johanna" e "Esplendor da Honra", ele parece mais aqueles romances de banca (adoro!). O livro é muito fofo, chega um ponto que você simplesmente não consegue parar de ler e eu só senti falta de um pouco da família Dakota no final: será que ela voltou?! O que eles acharam do Lyon?! Mas enfim, vale a pena e Lady Lyon em uma mulher peculiar e forte, coisa boa de ver em personagens de romances históricos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carol M 30/06/2018

A lady de Lyon
Bastou ler um livro de Julie Garwood para me apaixonar, foi em Um amor para lady Johanna, que na minha opinião é um dos livros de época mais bem desenvolvidos que já li. Então investi em mais uma leitura da autora, A lady de Lyon é o primeiro volume da série Crown's Spies, por tanto, o segundo volume provavelmente não contará com os mesmos personagens. Levando isso tudo em consideração eu fui com muita sede ao pote, pois uma história que tem inicio meio e fim no mesmo volume me deixa muito empolgada!

A história começa em uma tribo indígena, o que eu achei muito interessante e exótico, porém isso só ocorre num primeiro momento. Logo nossa protagonista se encaixa no velho clichê da sociedade britânica da época.

Os personagens principais têm um desenvolvimento pessoal bem interessante dentro da narrativa, e além disso, o desenrolar do relacionamento (que é o foco do livro) foi bem linear e clean.

Quando digo clean, significa que apesar deles terem muitos problemas e conflitos, não estão sempre ligados a eles ou ao romance, o que deu espaço para os coadjuvantes crescerem na história.

Christina nossa selvagem civilizada é uma mulher de fibra, forte, perspicaz e inteligente, mas tudo isso não exclui de maneira nenhuma sua vulnerabilidade, inocência e seu romantismo (mesmo que exótico). Com sua personalidade forte e franqueza ela conquista o coração do irreverente Marquês de Lyonwood, um sujeito arrogante e de coração fechado.

Assim como em Um amor para lady Johanna, em A lady de Lyon temos aquele clima de romance bem hot, que eu particularmente AMO! A autora é daquelas que sabe escrever e climatizar o momento para que nós leitores fiquemos presos a cada segundo.

Ah se eu amei tanto, porque dei 4,5? Porque eu achei que a narrativa podia ser mais explorada em diversos aspectos, incluindo os coadjuvantes que eu adorei.

E você, já leu algum livro de Julie Garwood, ou ficou animado para ler? Deixe aqui nos comentários a resposta e vamos conversa!

Até a próxima!

Para mais resenhas, acesse o link abaixo.

site: http://www.blogcontracapa.com.br
comentários(0)comente



cris.leal.12 09/06/2018

Engraçado e sexy...
Logo no início da história ficamos sabendo que Christina, a bebezinha de pele branca, cachos dourados e olhos azuis, apesar de ser filha de nobres ingleses, foi criada pelos Dakotas, povo indígena das Grandes Planícies da América do Norte, depois que sua mãe morreu. Toda a saga que levou Jessica, a mãe de Christina, para tão longe da Inglaterra e do marido, e fez com que sua filha fosse parar nos braços da amorosa índia Alegria, é contada aos poucos, no início de cada capítulo da história, através da reprodução de partes do seu diário.

Rodeada de muito afeto e proteção, Christina cresceu entre os índios e ao completar dezessete anos, apresentava força e habilidades necessárias para sobreviver no mundo dos brancos. Assim sendo, Alegria cumpre a promessa que fez à Jessica, e envia a moça de volta à Inglaterra..

Christina Bennett causou furor na sociedade londrina. A sua beleza e o segredo do seu misterioso passado muito contribuíram para isso. A fila de pretendentes era grande, mas Christina estava mesmo era empenhada em resolver as questões familiares ligadas a uma tia avarenta, ao pai mentiroso e manipulador e a herança de seu avô materno. A ideia era achar solução para tudo e voltar logo para sua tribo. Esse era o plano, até ela conhecer Lyon, o marquês de Lyonwood: um viúvo que também evitava novos relacionamentos. Os planos de ambos, no entanto, foram por água abaixo, pois a atração mútua foi intensa e arrebatadora.

Com uma bagagem cultural tão diferente, Christina tentou o seu melhor para se encaixar na sociedade, mas era difícil para Lyon entender que ela podia usar uma faca melhor do que muitos homens, e que preferia andar descalça, dormir no chão e comer folhas dos arbustos do jardim. Essas situações inusitadas deixavam o Marquês de Lyonwood divertidamente confuso e isso é, com certeza, o melhor do livro.

Para mim, o único ponto negativo do enredo é chegar ao final da história sem notícias dos Dakotas. Teria sido bem legal se Christina tivesse voltado à tribo para apresentar a todos o seu amado marido.

site: https://www.newsdacris.com.br/2018/06/resenha-lady-de-lyon-de-julie-garwood.html
comentários(0)comente



Leilane 28/05/2018

“A LADY DE LYON” NOS SURPREENDE E CONQUISTA AO MESMO TEMPO
Christina Bennett é a sensação da temporada, como seu pai era monarca, ela é chamada de princesa. Ela guarda muitos segredos de seu passado por trás de sua aparência estonteante e bons modos, mas Lyon, o Marquês de Lyonwood, está pronto para descobrir todos.

“A Lady de Lyon” é o primeiro livro da série “Crown’s Spies”, e diferente dos livros anteriores da autora lançados pela Universo dos Livros, somos apresentados com uma personagem com um passado bem diferente, tanto que logo que você pega o livro e começa a ler sobre membros de uma tribo indígena norte-americana, dá a sensação momentânea que “acho que colocaram um capítulo errado aqui”, mas logo as descrições fascinantes da tribo passam a fazer sentido.

Christina é uma mulher forte, destemida e está pronta para desfazer as injustiças cometidas por seu pai. Ao conhecer Lyon, ela sabe que pode se apaixonar, mas sabe que tem sua missão e mantém o desejo de voltar para o lugar que chama de lar, por isso tenta evitar o sentimento, ao passo que Lyon fica arrebatado pela essa mulher única e confiante, e mesmo com as traições que sofreu no passado, está disposto a dar um a nova chance a si mesmo.

Julie Garwood conseguiu elaborar uma história mais incomum por conta do background da Cristina e deixou a história bem rica e o casal mais interessante. A simbiose do casal resulta em cenas bem divertidas e intensas, o que torna a leitura bem prazerosa, por isso recomendo a todos que estão buscando um romance de época um pouco inusitado.

site: http://lerimaginar.com.br/2018/02/a-lady-de-lyon-nos-surpreende-e-conquista-ao-mesmo-tempo/
comentários(0)comente



Elaine 24/05/2018

Perfeito!!!
Um dos melhores livros de epoca que ja li.
Amei!?
comentários(0)comente



Gramatura Alta 22/04/2018

A LADY DE LYON é o primeiro livro da série Crown’s Spies, da autora Julie Garwood. Este é o terceiro livro que leio da autora e, mais uma vez, estou aqui cativada pelos personagens e pela escrita.

Christina Bennett é uma beldade que está causando uma grande comoção na sociedade Londrina. Isso acontece, pois Christina é dona de uma beleza sem igual e, apesar de seus modos impecáveis, todos querem saber por onde ela andou e o que aconteceu nesses anos em que ela esteve desaparecida.

Christina não teve uma criação normal aos olhos da sociedade. Jessica - sua mãe - estava fugindo do marido após descobrir o verdadeiro caráter do homem com quem casou. No meio dessa fuga, ela conhece Alegria, uma indígena, e em um ato de desespero, pede à mulher que cuide de sua filha se algo ruim acontecesse com ela. Christina cresceu com uma família amorosa, mas nada convencional, e agora, de volta à sociedade, ela terá que ser forte para guardar seus segredos de todos, inclusive de Lyon, o homem que faz seu coração bater mais forte.

Lyon é um homem sombrio, dono de um caráter irredutível, e por isso é temido por muitos. Lyon não acredita no amor, todavia, pela primeira vez em muitos anos, uma mulher consegue chamar a sua atenção genuína, e essa mulher é Christina, que logo de cara, deixa Lyon confuso com as coisas sem sentido que ela fala, mas que, no entanto, o encantam na mesma proporção.

A partir desse primeiro encontro, surge então uma luta de vontades. Lyon promete descobrir todos os segredos de Christina, mas logo percebe que quanto mais perto dela ele fica, mais interessado está na pessoa que ela mostra ser. E Christina sabe que precisa resistir à paixão que sente por Lyon, para manter seus segredos a salvo, mas, talvez, ela não seja forte o suficiente para resistir aos sentimentos que ele desperta nela.

A LADY DE LYON é um livro incrível, com personagens cativantes e um enredo de tirar o fôlego. O prólogo foi algo que me deixou um pouco confusa. Todavia, logo me vi presa a história e nos personagens.

Christina é uma mocinha bem fora dos padrões, ela cresceu em uma cultura diferente da Londrina e em diversos momentos perde as rédeas de suas ações e deixa transparecer suas verdadeiras origens. Ela é uma moça encantadora, que sonha com o dia em que poderá voltar para sua verdadeira família, ela é teimosa e uma péssima mentirosa no que se diz respeito a Lyon, o que, claro, foi um grande responsável pela fonte do meu divertimento.

Lyon foi um personagem que eu gostei bastante, apesar de não concordar com algumas de suas escolhas. Ele já foi casado uma vez e colheu os frutos de uma difícil traição, por isso desistiu totalmente da ideia de amor e, apesar dos sentimentos que sente por Christina, tem medo de se envolver demais e acabar com o coração partido pela segunda vez.

O romance entre o casal foi algo que não me convenceu muito, não, sinto que eles se envolveram rápido, senti falta de algo nessa relação, no entanto, com o passar das páginas, fui me conformando e vendo que o sentimento que ambos tinham era algo realmente bonito.

Os personagens secundários foram muito bem trabalhados, em especial Rhone, que é o melhor amigo de Lyon. Eu adorei a interação entre esses personagens, a amizade que um tem com o outro é algo realmente bonito e verdadeiro. Outro personagem que se destacou bastante, para mim, foi a Diana, irmã do Lyon. Ela também é uma personagem bem fora do padrão, com uma mania interessante de falar compulsivamente, e eu queria muito que tivesse um livro sobre ela.

A narrativa é feita em terceira pessoa, pelo ponto de vista dos personagens. Eu encontrei dois erros na diagramação, um deles está na contracapa e o outro foi durante a leitura, onde havia um parágrafo narrado em primeira pessoa, ao invés de terceira. A cada novo capítulo, temos alguns pequenos detalhes bem bonitos, assim como também tem um trecho do diário de Jessica, que me deixou muito angustiada para saber o que realmente aconteceu, onde eu cogitei a possiblidade de ler tudo de uma vez, ao invés de ir acompanhado junto com o livro.

A LADY DE LYON é uma leitura rápida, com personagens cativantes e muito divertidos. É um livro que fala sobre amor, amizade, família e, acima de tudo, confiança.

site: http://www.gettub.com.br/2018/04/a-lady-de-lyon.html
comentários(0)comente



87 encontrados | exibindo 61 a 76
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6