O Arroz de Palma

O Arroz de Palma Francisco Azevedo




Resenhas - O Arroz de Palma


91 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Renan 05/04/2021

História boa que remoça a pessoa, diretamente atravessado por Nuno e completamente nocauteado por Antônio! Família é prato difícil de se preparar!
comentários(0)comente



Diogo Matos 03/04/2021

A história de uma família
A obra retrada a história de uma família portuguesa desde os seus primórdios.

A história é contada por Antônio, um homem de 88 anos, e primeiro brasileiro nascido na família. Muito próximo de sua tia Palma, irmã de seu pai, ela sempre o surpreende com relatos de sua família, e principalmente todo sentimento e tradição que envolve o arroz do título.

O livro mostra os costumes e tradições de uma típica família portuguesa.
Uma história bastante tocante, principalmente a aqueles oriundos de família portuguesa, como é o caso daquele que vos escreve.
comentários(0)comente



Debora.Henrique 01/04/2021

Um presente incrível
Um dos melhores romances que já li! Uma história completa, que trás a família toda para o palco. Abrangendo 4 gerações, conta uma história de família, e acerta bem na frase mais compartilhada da obra ?família e prato difícil de preparar?!

Objeto de presentes e/ou indicações entre os amigos todos que o leram após mim, igualmente se apaixonaram no livro!
comentários(0)comente



welingtoncarvalho 23/03/2021

"Família"...
Acredito que o grande mérito do livro é chamar a nossa atenção para o dia a dia de uma família e de como pequenas coisas, que tantas vezes nos passam desapercebidas, são importantes. Francisco Azevedo é, sobretudo, um poeta, e a prosa de O Arroz de Palma também é carregada de poesia, de lirismo. A narrativa em primeira pessoa mistura realidade e fantasia, pensamento e ação. Quem não está acostumado, pode se cansar em algum momento, mas creio que vale a pena insistir. O estranhamento tende a se dissipar, à medida que a história avança e há passagens de muita beleza.

PS: Estou entrando pouco no Skoob, mas estou lendo muito, recebendo todo mês um livro do Clube do Letra Espírita...Amo! Obrigado e abraço a todos.
comentários(0)comente



Ju 14/03/2021

Esse livro me fez lembrar e sentir saudades dos momentos com meus avós, quando sentavam pra me contar histórias de vida e tretas de família. A história é bem bonitinha, boa pra ler sem pressa.
comentários(0)comente



Aline Mari 08/03/2021

Família é prato difícil de se preparar
Um romance de memórias do personagem Antônio, um idoso de 88 anos que, enquanto prepara o tão aguardado almoço que irá reunir toda sua família, vai relembrando fatos que nortearam sua história desde o casamento de seus pais em Viana do Castelo há 100 anos atrás, onde foi dado início à toda a narrativa em torno do famoso arroz de sua tia Palma. Escrito em uma linguagem poética, o narrador vai delineando os desafios que permeiam a convivência familiar, com suas qualidades e defeitos, cada uma com suas peculiaridades.
Para mim, este livro foi uma grande surpresa e um deleite para a alma. Recomendo fortemente a leitura!
comentários(0)comente



Débora 20/02/2021

Não fluiu pra mim, não sei se pode se dizer que é o meu momento ou a preguiça do estilo de escrita do autor. Valeu a experiência.
Debora.Henrique 02/04/2021minha estante
O momento influência muito em nossa experiência com o livro! Eu sou uma apaixonada dele! Já o reli 3 vezes!


Débora 02/04/2021minha estante
Isso é verdade!! Pode ser uma questão de momento




Helyanny 11/02/2021

Poesia pura...
Lindo, profundo, reflexivo...
Cada palavra bem colocada, bem organizada. Tudo simples e luxuoso ao mesmo tempo!
E pensar que eu, anos atrás, o havia abandonado... acho que agora era a hora certa de lê-lo!
Lição de vida! Me marcou muito! ?
comentários(0)comente



Isabella 06/02/2021

“Família é afinidade, é ‘à Moda da Casa’. E cada um gosta de preparar a família a seu jeito.”
A premissa de “O Arroz de Palma” chamou minha atenção e acreditei que poderia ser conquistada por sua narrativa. Uma história familiar contada por um integrante mais velho, misturando passado e presente? Comecei com as expectativas lá em cima, mas terminei decepcionada.

Antonio é um homem de 88 anos que está preparando um almoço importante para o reencontro de sua família, algo que não acontece há décadas. Durante essa manhã atribulada, o protagonista começa a narrar todos os acontecimentos que o trouxeram até ali.

As primeiras páginas foram cativantes através do casamento entre José Custódio e Maria Romana, além da relação de gato e rato de José com sua irmã, Palma. Depois da cerimônia, o jovem casal recebe da cunhada como presente o arroz que foi jogado para o alto durante a saída da Igreja e se torna presença constante em todas as fases de suas vidas.

Por parte da leitura eu fiquei envolvida, mas o foco ser em Antonio (primogênito de Custódio e Romana) me atrapalhou bastante. Eu simplesmente achei o protagonista chato, presunçoso e insípido. Já que ele é o narrador, sobrou pouco espaço para que os outros personagens pudessem brilhar, personagens esses que, talvez, poderiam ter tido uma atração maior para mim – de todos, Palma e Nuno foram aqueles que mais me chamaram a atenção.

O livro é bom, a escrita é poética – apesar de achar um pouco lenta – e sensível. A família retratada aqui é real, com erros e acertos que podem fazer com que o leitor se perceba através de suas próprias experiências. Pensei em abandonar em alguns momentos, mas decidi insistir para ver o que aconteceria nessa reunião familiar. Apesar de não ter amado como esperava, recomendo a leitura.
comentários(0)comente



Mi Garcia 03/02/2021

Família é um prato difícil de preparar
Que livro! Quantos ensinamentos num livro só...
Dá vontade de ler com um caderninho do lado para anotar todos os ensinamentos. Antônio nos narra uma história que pode ser da nossa família. Em muitas páginas encontrei as minhas histórias misturadas com a da família de Antônio.
E a Tia Palma, que mulher incrível, com uma sabedoria emocional que nos inspira.
Amei.
comentários(0)comente



Sheila.Kamoda 23/01/2021

Grata surpresa a descoberta desse delicioso livro. Uma história de uma família portuguesa que vem para o Brasil. Parece que são nossos parentes, tamanha a facilidade com que o autor escreve sobre eles.
comentários(0)comente



Flavia 21/01/2021

"Família é prato difícil de se preparar..."
Um dos livros mais lindos que li na vida, cheio de lindas metáforas para falar de família, lembrando que nenhuma delas é perfeita, longe disso, mas que cada pequeno momento as faz tão únicas e especiais, "que quando acabam, nunca mais se repetem".
comentários(0)comente



Eliege 16/01/2021

Família
O bom é saber que onde quer que esteja ou como é, todas tem a essência de que Família que é prato difícil de se preparar!
comentários(0)comente



Luiza.Andrade 13/01/2021

Família somos todos
Receita de família não se copia, se inventa. Não existe receita perfeita, existe receita adaptada, umas mais apimentadas, outras mais agridoces, tudo depende da pitada de cada membro familiar. Enfim, família é um prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.
Um excelente relato de lembranças familiares, com todos seus sabores E temperos.
comentários(0)comente



mainapereira 28/12/2020

Família somos todos
A cada página que você conhece melhor a história da família de Antônio, você também identifica personagens, tradições, problemas e sentimentos semelhantes da sua própria família. Afinal: família somos todos.

Um livro de tamanha sensibilidade e intimidade, que revela a vida como ela é, em sua essência.

Como o autor mesmo diz: ?família é prato difícil de preparar?, mas que ?quando se acaba, nunca mais se repete?.

Um livro que merece ser lido com calma e coração aberto para sentir cada palavra.
comentários(0)comente



91 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7