Klone e Eu

Klone e Eu Danielle Steel




Resenhas - Klone e Eu


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Taah 17/05/2017

Uma colher de chá para Klone e Eu - Leia sem preconceito
Vi um monte de gente criticando o livro, mas ninguém considerou a data que ele foi escrito ou seu contesto. Em outras palavras é um livro futurista e até cômico. Ele sai um pouco da linha do drama dos livros dela, mas isso não o torna ruim, é até atual sua linguagem pois a data da primeira publicação foi em 1948 e estamos em 2017 agora.
comentários(0)comente



Suliany 03/01/2017

Diferente
Eu nunca li a Danielle Steel, sempre achei que eram romances melosos e coisa tal, por isso nunca me arrisquei.
A história de é de Stephanie, recém separada, em uma viagem conhece Peter, se envolvem e começam um relacionamento. Até que um dia, ela conhece Paulo, clone de Peter, e acaba ficando envolvida com os dois

A historinha é boa, sem pretensões, fácil de ler. Nada high-tech, coisa bem pra humana.
comentários(0)comente



fabi 17/10/2015

klone e eu
Nossa pior livro que já li.-.
comentários(0)comente



Mary 30/03/2015

A AUTORA ERROU FEIO!
Eu não sei o que aconteceu com a autora, simplesmente o livro é ridículo, uma piada de mal gosto. Essa não é a Danielle Steel, ela escreve divinamente bem, mas como todo autor ela teve um lapso ao escrever Klone e eu e fez uma bela de uma babaquice, espero que na próxima a editora possa dar um conselho melhor.
Resumindo a porcaria é o seguinte: Existe o Mocinho e a Mocinha, e eu Clone robô. O clone robô está ali para substituir o mocinho de verdade, e a coisa descamba numa bizarrice sem limite, quando o robô diz que está apaixonado e que pode sentir o coração (que fica na nuca), eu tive dúvidas da sanidade mental da autora, mas calma, eu a conheço de livros atrás e a perdoô por tamanha mancada.
comentários(0)comente



Micaela 25/03/2015

Ao contrário de várias resenhas que vi aqui pelo Skoob, eu gostei bastante deste livro.
É o primeiro que leio da autora e antes de começar a leitura ouvi comentários de que se tratava de uma autora cujos livros eram bastante lamechas, sentimentais... Eu não achei isso deste livro.

Acho que as opiniões variam de pessoa para pessoa e conforme o que cada um está habituado a ler. O ideal seria todos lerem e tirarem as suas próprias conclusões e não se seguirem tanto pelos comentários na internet e/ou de amigos. Se eu o tivesse feito, ia perder a oportunidade de ler este livro que me fez passar umas boas horas, embora concorde que há algumas partes um pouco ridículas (saltos sensuais duplos, triplos e quádruplos)...

Concluindo, ri bastante ao longo da história, nunca tinha lido algo do género. Recomendo a leitura.
comentários(0)comente



Albertini 09/09/2014

Stephanie e Peter e Paul Klone
KLONE E EU é a história de Stephanie, uma mulher de 41 anos cujo marido termina o casamento de uma hora para outra. Depois de um ano se recuperando, ela viaja para Paris e lá encontra Peter Baker, também novaiorquino — e tudo que ela sempre quis num homem. Eles vivem uma intensa paixão e, após breve separação, o romance floresce.

No entanto, apaixonado, Peter revela a Stephanie que é dono de uma empresa que faz pesquisas tecnológicas ultra-secretas. E em uma viagem de negócios para a Califórnia, sua invenção bate à porta de Stephanie: é Paul Klone, uma réplica exata de Peter. Mas as semelhanças são apenas físicas. E ela descobre que prefere as qualidades da cópia às do original, enfrentando um terrível dilema: casar-se com uma cópia ou ficar com Peter, um homem interessante mas nem de longe tão excitante.
comentários(0)comente



Cyntia 09/10/2012

Não diria que superou todas as minhas expectativas, pois como o próprio título já sugere, eu já imaginava que fosse algo bem high-tech. Mas a leitura é tão agradável e cativante que terminei em dois dias e gostei muito! O final não é nada decepcionante e o livro faz você se interessar por outros da autora. Recomendadíssimo.
comentários(0)comente



Alessandra 03/04/2012

Sinopse - Klone e Eu - Danielle Steel
Mais um sucesso de Danielle Steel que chega ao topo das listas de mais vendidos no mundo. KLONE E EU é a história de Stephanie, uma mulher de 41 anos cujo marido termina o casamento de uma hora para outra. Depois de um ano se recuperando, ela viaja para Paris e lá encontra Peter Baker, também novaiorquino — e tudo que ela sempre quis num homem. Eles vivem uma intensa paixão e, após breve separação, o romance floresce.

No entanto, apaixonado, Peter revela a Stephanie que é dono de uma empresa que faz pesquisas tecnológicas ultra-secretas. E em uma viagem de negócios para a Califórnia, sua invenção bate à porta de Stephanie: é Paul Klone, uma réplica exata de Peter. Mas as semelhanças são apenas físicas. E ela descobre que prefere as qualidades da cópia às do original, enfrentando um terrível dilema: casar-se com uma cópia ou ficar com Peter, um homem interessante mas nem de longe tão excitante.

Definido pela autora como uma história de amor high tech, KLONE E EU é o seu 43º romance no Brasil. A autora faz uso de um avanço específico da tecnologia como base para a construção de mais um best-seller.
comentários(0)comente



Celia 31/01/2012

Klone e Eu
Essa resenha tem um único objetivo: levar você a não perder tempo lendo esse livro. Sem graça, fora da realidade, com protagonistas risíveis.
comentários(0)comente



Drik Ramiro 05/01/2012

Desprovido de funcionalidade
Pois é... me decepcionei com este livro. Danielle é conhecida pela lições profundas de vida plantadas nas entrelinhas dos seus romances, mas este não tem entrelinhas que dirá romance, aliás é desprovido de funcionalidade mesmo quando aborda o tema tecnologia. Detestei e perde tempo, mas como detesto deixar livros para trás fui até o fim e achei péssimo. Não é um daqueles romances faturista capaz de te fazer amar uma máquina... como se apaixonar pelo impossivel ou amor bandido. É ruim..
comentários(0)comente



Te 07/02/2011

Neste livro se ousa com a tecnologia, e com facilidade de se aceitar aquilo que nós faz bem, sem importar no começo o quanto isto mostra a nossa vulnerabilidade, e a nossa carência.
comentários(0)comente



Alba 07/07/2010

Resenha feita por mim, no Psychobooks!
Olha, só a sinopse já é uma piada. Só a sinopse já devia afastar os desavisados de tamanho absurdo. Mas alguns teimosos – leia-se eu! – acabam comprando, e pior, lendo essa obra-prima (#not) até o final.

Stephanie é a mocinha mais sem-graça de todas as mocinhas de livro, e sim, estou contabilizando Bella Swan!. Já com 41 anos, mãe de dois filhos e abandonada pelo marido, ela encontra Roger e se entrega a um romance com ele. Tudo parece ir muito bem, até que nosso herói tem que viajar e deixa em seu lugar um Klone para satisfazer os desejos mais secretos de sua namorada.

Paul Klone (esse é o nome do robô) bate à porta de Stephanie vestindo roupas futuristas, vou colocar aqui o trecho em que a autora descreve as roupas do Klone:


“...Usava uma calça comprida e apertada de cetim verde fluorescente, que chocava de tão reveladora; uma camisa preta de filó transparente que cintilava; e um par de botas de cowboy de cetim preto (...) além de fivelas feitas de imitações de diamantes...”



Aí você acha que o mico do livro chegou ao seu limite. Não, caros leitores, Danielle Steel vai mais além. Já que é pra barbarizar, ela faz o impossível! Paul Klone além de se vestir de forma esdrúxula, também se comporta da mesma forma, ou seja, uma sequência de cenas em que a sensação de vergonha pelos personagens se seguem numa cadeia aparentemente infinita. Triste!



Gostou? Quer ler mais? Acesse o blog:

http://psychobooks.blogspot.com/2010/04/sessao-nao-recomendo-danielle-steel.html
Hester 23/07/2016minha estante
Céus! Nao sou fan da autora, mas neste ela conseguiu viajar legal. Talvez estivesse sobre o efeito de algo nao aconselhável. Sabemos que os autores, pelo contrato, tem que fazer obras, mas nao precisam nos humilhar deste jeito.




Psychobooks 25/04/2010

Sessão Não Recomendo
Olha, só a sinopse já é uma piada. Só a sinopse já devia afastar os desavisados de tamanho absurdo. Mas alguns teimosos – leia-se eu! – acabam comprando, e pior, lendo essa obra-prima (#not) até o final.


Stephanie é a mocinha mais sem-graça de todas as mocinhas de livro, e sim, estou contabilizando Bella Swan!. Já com 41 anos, mãe de dois filhos e abandonada pelo marido, ela encontra Roger e se entrega a um romance com ele. Tudo parece ir muito bem, até que nosso herói tem que viajar e deixa em seu lugar um Klone para satisfazer os desejos mais secretos de sua namorada.


Paul Klone (esse é o nome do robô) bate à porta de Stephanie vestindo roupas futuristas, vou colocar aqui o trecho em que a autora descreve as roupas do Klone:


“...Usava uma calça comprida e apertada de cetim verde fluorescente, que chocava de tão reveladora; uma camisa preta de filó transparente que cintilava; e um par de botas de cowboy de cetim preto (...) além de fivelas feitas de imitações de diamantes...”


Aí você acha que o mico do livro chegou ao seu limite. Não, caros leitores, Danielle Steel vai mais além. Já que é pra barbarizar, ela faz o impossível! Paul Klone além de se vestir de forma esdrúxula, também se comporta da mesma forma, ou seja, uma sequência de cenas em que a sensação de vergonha pelos personagens se seguem numa cadeia aparentemente infinita. Triste!

Gostou? Quer ler mais? Acesse o blog:
http://psychobooks.blogspot.com/2010/04/sessao-nao-recomendo-danielle-steel.html
comentários(0)comente



Maria Carolina 17/07/2009

Horrivel...
Um dos livros da Danielle Steel q eu não gostei..
A historia é sem nexo....

Não recomendo para Leiutra!
comentários(0)comente

Bel Mantovani 29/01/2010minha estante
Com certeza o pior da Danielle. UMA DROGA!




Pati 17/07/2009

mais ou menos
é até que legalzinho, mas muito óbvio e forçado, a história não tem grandes surpresas
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2