O Homem de Giz

O Homem de Giz C.J. Tudor




Resenhas - O Homem de Giz


376 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Mileenasamp 19/09/2019

Livro muito bom, li muito rapidamente por ter me prendido bastante. Meu primeiro livro de suspense. Infelizmente, terminei o livro com algumas duvidas/misterios em aberto. Entretanto, a escrita da autora e a estrategia de terminar os capítulos na hora certa, te obrigando a ler o proximo imediatamente, sao notaveis.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luana 17/09/2019

Um bom suspense
Em 1986, Eddie e os amigos passam a maior parte dos dias andando de bicicleta pela pacata vizinhança em busca de aventuras. Os desenhos a giz são seu código secreto : homenzinhos rabiscados no asfalto; mensagens que só eles entendem.

Mas um desenho misterioso leva o grupo de crianças até um corpo desmembrado e espalhado em um bosque. Depois disso, nada é mais como antes.

Em 2016, Eddie se esforça para superar o passado, até que um dia ele e os amigos de infância recebem um mesmo aviso : o desenho de um homem de giz enforcado. Quando um dos amigos aparece morto, Eddie tem certeza de que precisa descobrir o que de fato aconteceu trinta anos atrás.

Uma das coisas que achei interessante dessa história é que ela é alternada entre o passado e o presente, isso faz com que o leitura fique mais interessante. Além disso, tem várias reflexões que nos fazem pensar sobre nossas ações.

Amei a escrita da autora, ela consegue lhe prender do início ao fim e a trama tem várias reviravoltas no decorrer dos capítulos.

Não é um suspense de tirar o fôlego em comparação aos que já li, mas vale a pena dar uma chance a esse livro.
comentários(0)comente



Mari @_maripicasso 16/09/2019

Achei o livro muito bom, a estória me prendeu do início ao fim, desconfiei de muita gente, e somente no final que consegui "desvendar" quem teria matado a garota. Tudo no livro prendeu a atenção, todos os mistérios do livros foram desvendados nos últimos capítulos, o que fez com que eu quisesse devorar até às últimas linhas. Valeu muito a leitura, e já quero ler o outro livro que a autora lançou.
comentários(0)comente



Raquel S. Oliveira 16/09/2019

O Homem de Giz - C. J. Tudor
Não sei dizer se foi por influência de pessoas que eu confio no gosto literário ou se criei expectativa sozinha, mas sei que de alguma maneira eu esperava um pouco mais. Até a metade do livro meio que arrastei a leitura, talvez por simplesmente querer saber como aquilo terminava. A partir de certo ponto ficou mais interessante e mais coisas aconteciam, mais mortes eram contadas e mais pedaços do passado eram descobertos, mas mesmo assim o final deixou a desejar, muitas perguntas continuavam no ar, muitos mistérios continuaram não resolvidos e quando se achava que iriam ser solucionados, eram terminadas em suposições mas nunca na solução em si. Talvez no futuro eu leia novamente e quem sabe eu mude minhas opiniões.
comentários(0)comente



Naislan 14/09/2019

O homem de giz
O livro me prendeu de uma forma única. Até chegar no final. Adorei a história e o final me deixou um tanto decepcionada. É perceptível a sua inspiração em King,mas o final não tem muita semelhança com o autor. Esperava muito mais. Enfim. Parece novela global, como um meio incrível e um final previsível.
comentários(0)comente



Joyce Pedro 13/09/2019

O HOMEM DE GIZ.
Em 1986, Eddie e seus amigos encontraram um corpo desmembrado no bosque em que costumavam brincar, mudando suas vidas para sempre. Em 2016, a morte de um dos amigos de Eddie acompanhada do recebimento de bilhetes com homens de giz desenhados, remetendo aos acontecimentos de 30 anos atrás, faz com que ele se pergunte sobre o que de fato aconteceu em sua pré-adolescência. Acompanhamos um grupo de cinco crianças, o principal, Eddie, e seus amigos. Tipicamente um grupo Stranger Things ou IT: a coisa.
Quando comecei a ler, não sabia que era um livro policial, o que foi uma grande e boa surpresa. Nós acompanhamos a história se desenrolar sendo seguida em 1986 e em 2016, com um narrador-personagem totalmente NÃO confiável e a própria autora parece deixar isso bem claro durante o livro todo, desde o começo ao (principalmente) final. Apesar de eu já ter adivinhado o "assassino" no meio do livro e não ter achado empolgante ou algo parecido, continuei rendida ao livro até a última página. O livro deixa algumas coisas em aberto, se olharmos com um olhar superficial, todavia quando vamos ligando os fatos chegamos a uma conclusão. Acredito que "nem todas as coisas precisam de uma resposta, Eddie."

Queria fazer um grande elogio à autora, C.J. TUDOR, por ser seu primeiro livro e pelo trabalho excelente. Espero que ela não perca o fio da meada e continue assim.
Gabriel.Silva 13/09/2019minha estante
caralho
as suas reviews só não são mais gostosas que você!
review foda continue assimSKAPOzk!!!




Patricia 11/09/2019

Final fraco
O livro tem um início muito bom, mas o final, achei previsível e sem emoção. Algumas perguntas ficaram em aberto, e determinados personagens poderiam ter sido melhor aproveitados.
Rodrigo 17/09/2019minha estante
Também achei a mesma coisa!




Re 11/09/2019

O Homem de Giz
Boa história. O terror mora dentro de cada personagem.
comentários(0)comente



Jaine Jehniffer 09/09/2019

Decepcionante
O homem de Giz é o romance de estreia de C. J. Tudor e traz alguns personagens relativamente bem construídos (mas não todos), com uma ideia original: o mistério dos desenhos de giz. Entretanto, o enredo é o mesmo de It - a coisa e Stranger Things, portanto, não se trata de uma história nova. Apesar do início ser fluido e o mistério ser instigante, a partir de determinado momento a narrativa se torna cansativa e volta a ficar levemente interessante apenas no final.

Os capítulos do livro são intercalados entre passado e presente, o que para alguns leitores pode ser uma forma gostosa de se ler. Já para outros, é uma maneira levemente irritante, já que quando um capítulo começa a de fato se desenvolver, somos catapultados para o capítulo seguinte em que se passa outros acontecimentos.

Uma temática desenvolvida com requinte por C. J. Tudor é o fervor religioso carregado de hipocrisia. Essa crítica veio através de um personagem particularmente desagradável, que aproveita de sua posição para praticar atos repugnantes e se esconder atrás da máscara de bondade que seu status religioso sugere.

Assim como em diversas outras obras, como Precisamos falar sobre kevin e O caçador de pipas, durante a leitura de O homem de giz, somos induzidos a refletir sobre as consequências que pequenos atos podem acarretar no futuro. É o famoso e famigerado efeito borboleta, que nos cerca e por vezes por pude.

Em sumo esse é um livro publicado pela Intrínseca que sofre do mesmo mal de algumas das publicações da Darkside Books, em que somos seduzidos por um trabalho gráfico incrível e nos decepcionamos com a história. Entretanto, para os leitores que não são muito adeptos a histórias de terror e mistério, mas que almejam percorrer por este território, talvez O homem de giz seja um bom começo, já que o mistério é leve e só sentimos o espectro do terror.

site: https://www.paginasetakes.com.br/l/o-homem-de-giz-c-j-tudor/
comentários(0)comente



Marie 08/09/2019

melhor livro que li até agora
não sei como poderia começar essa resenha, é tanta coisa! mas esse livro é perfeito.
comentários(0)comente



Gabi do NCL 05/09/2019

O Homem de Giz - C. J. Tudor
Olá pessoinhas...
O resenião de hoje é de um livro que me surpreendeu e muito no final, fiquei tipo de boca aberta!! E além disso é um gênero que eu amo: TERROR.
Gente, eu nunca li um livro de terror antes e vocês.? E assim, amei!
O escritor conta esta historia em dois tempos - o presente e o passado - dividos entre os capitulos; Uma história narrada pelo ator principal, Eddie. Na verdade não é bem de terror, é uma mistura entre suspense, mistérios, casos de detetive.

Sem muita enrolação... Vamos lá:

Em 1986, Eddie e seus amigos eram crianças e sempre brincavam juntos, andando de bike e indo no parquinho. Por influência de um professor eles conheceram a brincadeira de desenhar com giz, e fizeram vários código de homens de giz desenhados no chão; cada código significando alguma coisa, ir ao parque, preciso falar com você urgente, vamos andar de bike... Entre outro. E só eles do grupo sabiam dos códigos!
Certo dia, todos eles recebem um código para encontrar no parquinho urgente e lá tem varias pistas que os levam a um assassinato.
Isso mesmo crianças encontraram o corpo de uma jovem. O tempo passou e ninguém soube quem era o assassino.
Então em 2016, Eddie já está com seus 40 anos, solteiro, levando uma vida simples em sua velha residência. É quando o passado vem a torna, com a morte de um dos amigos e um bilhete: um homem de giz desenhado.
Eddie tem certeza que o passado não vai embora, que precisa descobrir o porque ele esta revolta depois de anos e o mais importante quem era o assassino.

De quem é o corpo que eles acharam no parquinho.? Quem é o assassino.? E por que o homem de giz.?

Ficaram curiosos né... Bora ler, tenho certeza de que não vão se arrepender!

Quem já leu, deixem nos comentários o que acharam ?
Beijinhos, beijinhos
Até o próximo #reseniao
^^
comentários(0)comente



Gozalo 05/09/2019

5 estrelas
Estava em uma ressaca literária e esse TRILER me fez voltar a ler. Os personagens e a história são muito bem construídos, o final não entendi muito bem. O final não desvaloriza o livro, mas devia ser melhor explicado
comentários(0)comente



Kath 01/09/2019

Bom
Bem, O Homem de Giz foi a escolha do Clube do Livro de Agosto, tinha visto esse livro outras vezes, mas por alguma razão nunca havia realmente me interessado em lê-lo de modo que, de alguma forma, foi uma surpresa boa. Não digo que é um livro fantástico, mas a história cumpre o papel de nos entreter e fazer as pulguinhas saltarem atrás da orelha.

A trama é narrada por Eddie Adams que alterna sua narrativa entre a infância e a vida adulta. É assim que somos apresentados à Elisa, a bela menina que sofre um acidente tenebroso num carrossel e ao senhor Halloran um homem albino e misterioso. Assim como conhecemos os quatro amigos de Eddie, Gav, Hoppo, Mikey e Nicky. Cada um à sua forma tem um papel na trama sombria do homem de giz. Quando um corpo é encontrado no bosque e uma série de pistas com homens de giz é espalhada para os quatro amigos, um complexo quebra-cabeças começa a ser montado e segredos do passado envolvendo as crianças e seus pais começam a ser desenterrados.

Eddie é cleptomaníaco, Mikey é mentiroso, Nicky tem problemas com o pai, o pastor da cidade, e por causa disso se mutila. Gav é o "ostentador" dos cinco e Hoppo o que tem mais problemas financeiros. Os cinco ficam ligados pelo corpo sem cabeça e desmembrado no bosque e quando cada um recebe uma carta com um homem desenhado a giz juntamente com um giz descobrem que a história não acabou. Quando Mikey acaba morto do mesmo jeito que seu irmão mais velho na adolescência, Eddie tem certeza que o assassino está por perto rastreando cada um dos seus passos e precisa descobrir a verdade antes que seja a próxima vítima.

Gostei do livro. Como falei, não chega a ser incrível, mas é muito bom, a trama é envolvente e apesar de alguns recursos meio forçados (como querer fazer a gente acreditar que o senhor Halloram é o homem de giz) as respostas não ficam exatamente na cara. Inclusive, a revelação do último capítulo me deixou bem surpresa. Uma das meninas do clube disse que o começo da história parece muito com IT, mas como eu nunca li esse livro não posso fazer comparações. Acho que vale a leitura.
comentários(0)comente



376 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |