Gêmeos: amando quem eu odeio

Gêmeos: amando quem eu odeio Danielle Viegas Martins




Resenhas - Gêmeos: amando quem eu odeio


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Mary 28/07/2018

Um novelão
Um novelão mesmo. Meu primeiro livro de romance com uma protagonista negra. Tem algo de errado aí ou sou eu que to sempre focada nos casais padrão? A modelo na capa foi o que me chamou atenção para ler, fiquei bem feliz.
Enfim... uma pena que essa foi a unica novidade pois a leitura foi um pouco dificil de concluir pelo excesso de clichês e até em alguns pontos excesso de puritanismo dos personagens tornou um pouco entediante.
Mas no geral um boa história. Leve e positiva.
O amor vencendo qualquer barreira.
Se eu recomendo? Sim. É uma história de amor leve e bem novelesca, nada além disso.
comentários(0)comente



Amanda Caldeira 30/09/2019

Que novelão!
Que eu adorei o livro não deve ser novidade pra ninguém visto que estou sempre elogiando o trabalho da autora. Com um conteúdo eclético e forte, Danielle Martins mais uma vez no deixa uma novela mexicana louca, mas tão cativante que não conseguimos desgrudar da tela do Kindle.
Natália Patrício sofreu muito em seus poucos anos de vida. Aos oito anos saiu com seus pais e os vou serem assassinados na sua frente. Com isso se mudou para Gramado a fim de morar com seu avô que era motorista de uma família tradicional por lá, os Mallmann. Chegando lá todos a acolheram como parte da família e foram muito gentis com ela, principalmente Henrique Mallmann que mais tarde se tornaria seu amor de adolescência.
Ela cresceu como filha postiça de Andreia, como irmã de Rafaela e Gustavo e confundia os sentimentos de amor fraternal de Henrique com algo mais profundo. Mas o que Natália tinha certeza é que Heitor Mallmann, irmão gêmeo de Henrique, não gostava dela nem um pouco. Assim quando estava prestes a completar 18 anos e recebe um cartão de "H" dizendo que a amava e que mantinha isso em segredo, ela achou que todos os seus sonhos com Henrique se realizariam. O que ela não esperava, era beber champagne além da conta e ao chegar ao escritório dar de cara com Heitor.
Heitor Mallmann começou a sentir amor pela jovem Natália quando ela estava com cerca de 15 anos, mas desprezível por ser 13 anos mais velho, apenas ignorou e passou a evitar a menina. Quando ela estava prestes a completar 18 anos, após uma grosseria que estava levando-a querer sair de casa, ele resolveu se declarar e depois quando ela aparece jurando que o ama, todos os seus sonhos parecem se realizar.
Eles ficam juntos, mas quando pela manhã Natália entende que ficou com Heitor e não Henrique, surta e diz coisas que o magoam muito. Quando ela vai embora após o casamento de Henrique com a cobra da Monique, ele resolve portege-la apenas de longe e deixar seu coração seguir. Os anos passam e Natália agora mora em SP e tem grandes amigos que a apoiam na faculdade de física e a acompanham em tudo.
Um dia ela encontra Heitor em sua casa e como estava passando mal, ele fica pra vigia-la. Naquele dia eles se entendem e ele declara todo o amor que nunca saiu do seu peito. A partir dai a vida deles da uma guinada, apesar do amor, crimes vem ocorrendo ao redor deles e Natália sempre é a vitima.
Esse livro é loucura total. Acontece umas coisas que até eu que já li uns livros de fantasia pura custei a entender o que eu lia, só uma ideia, até um acidente de avião temos aqui (e com sobreviventes e coincidências inacreditáveis). Mas sinceramente?? Eu adoro um novelão mexicano de primeira e esse aqui com todo seu drama e sofrência da mocinha é um digno e eu fiquei encantada, essa seria aquela novela que eu sentaria todos os dias pra assistir (e ficaria triste quando não pudesse). Se vale a pena?? Claro, só leia e se encante com os personagens!
comentários(0)comente



Cris Tina 07/08/2018

Faltou foco
A minha principal crítica sobre esse livro é a falta de foco da autora. Ela se perdeu na estória onde o romance ficou em segundo plano e o mocinho virou coadjuvante, são tantos personagens secundários que vc se perde na história de cada um.
Faltou objetividade no desenrolar do enredo e estória se perde pelo excesso de acontecimentos. Acho que ela poderia ter mantido o livro mais simples e trabalhado mais no relacionamento do casal. No fim ficou parecendo um dramalhão
*As vezes - é +
comentários(0)comente



Vivi 03/07/2018

Boa história!
O livro desta nova autora tem uma boa história, bons personagens, porém tem alguns problemas de escrita com erros que não sei se são de diagramação ou de revisão. Estes não diminuem o valor da obra.
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4