O Rastro da Alma

O Rastro da Alma Alexandre Apolca




Resenhas - O Rastro da Alma


17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Lari 17/04/2021

Gostei muito
O que você faria se acordasse em uma caçamba de lixo e não conseguisse lembrar nem o seu nome?
E se não bastasse isso, você acordasse em 2040?
Na cidade de São Paulo, uma cidade destruída? Desumana? Uma São Paulo que neva? Com toque de recolher? Com a proibição da gravidez? Com policiais cruéis? ...
Pois bem, foi isso que aconteceu com a Clarice (esse não é o nome dela mas foi o primeiro que lhe veio em mente), ela logo conhece o Elvis um cara bem misterioso que lhe ajuda muito, e que lhe apresenta esse novo mundo, mas junto com Elvis ela também conhece o Kurt ( gato sinistro, confesso que fiquei com medo).
Clarice embarcará em uma aventura para descobrir quem ela realmente é, e descobrirá que tudo que ela acredita é uma mentira. A trajetória dela não será fácil, muito pelo contrário, é dolorosa, triste...
Conseguirá ela descobrir quem é?
Ela realmente é 2040 ou veio do passado?
O que aconteceu com ela?

O autor tem uma escrita simples e fluída, que me envolveu na história. Mas é um livro forte, pois contém diversos gatinhos emocionais: estupro, depressão e muito mais.
Enfim, não posso falar muito para não dar spoiler, mas posso dizer que saí da minha zona de conforto com esse livro e gostei bastante, recomendo ele para quem gosta do gênero.
Não recomendo ele para quem é sensível, pois mesmo sabendo que o livro era pesado(pois o autor me avisou) em alguns momentos me senti mal.
comentários(0)comente



Gabi 17/01/2021

Bom
Esse livro me surpreendeu bastante porem também me tirou um pouco da minha zona de conforto. Devo dizer que ele tem muitos gatilhos então só leia se puder lidar com eles . Como nossa protagonista acordar em uma caçamba da lixo em pleno 2040 e ainda por cima sem memória, nos não temos muita informação da sua história e não sabemos em qual personagem confiar. Então realmete vamos descobrindo tudo aos poucos com a protagonista. Ela sofreu dms tanto no passado como no presente. Amantes de livros assim , com certeza gostaram
comentários(0)comente



Cintya Plem 17/07/2020

O Rastro da Alma
Eu que sou tão acostumada com histórias diferentes fui pega de surpresa por essa trama densa e impactante que trás temáticas bem pesadas, mas que se desenvolve rapidamente o que torna a leitura dinâmica e me jogou a todo segundo em um novo acontecimento, confesso que me fez sofrer muito com a personagem principal que passa por tantas crueldades, isso deixa a experiência única e visceral!

Vamos acompanhar Clarice que acorda no ano de 2040 sem lembrar de nada sobre seu passado, ela encontra ajuda em Elvis um cara cheio de mistérios, mas bem intensionado que com o passar dos meses vai nos mostrando como o mundo se transformou: Destruição, guerras, doenças, toque de recolher, proibição de gravidez, o avanço da tecnologia...

As passagens são rápidas e me senti muitas vezes angustiada e delirando junto de Clarice com os flash de seu passado, ela tentava descobrir quem era, de que época veio e com isso a trama a sua volta se modifica completamente, ela vai do céu ao inferno em pequenos parágrafos.

O autor brinca sabiamente com o desconhecido, onde cria um mundo futurístico e aproveita para trazer uma história distópica com personagens cruéis e fortes, Clarice sofreu tanto nessa trama que senti o estômago embrulhado várias vezes, esse é um livro pesado! Por isso o final deixa o gostinho doce e amargo, pois me fez confiar no improvável, não foi como eu gostaria, mas foi de algum maneira melhor e isso foi legal!
comentários(0)comente



Cecília Kruschewsky 11/06/2020

Livro surreal, com cenas reais e dolorosas
O RASTRO DA ALMA

"Clarice" acorda dentro de uma caçamba de lixo, no ano de 2040, em uma São Paulo totalmente diferente, que NEVA (e isso nem é o mais estranho)... Ela não se lembra de nada, nem mesmo do próprio nome.

Após ser encontrada por Elvis, vagando pelas ruas, ela acaba se apaixonando pelo garoto e o amor deles é interrompido por uma das tragédias presentes no livro.

"Clarisse" enfrenta diversas dificuldades, situações terríveis e traumáticas, e mesmo assim, insiste em descobrir tudo sobre a sua vida. Por meio de vestígios, como: flashes, livros, pessoas que alegam conhecê-la e tudo mais.

O livro conta com cenas muito pesadas, surreais e reais ao mesmo tempo, cenários perturbadores e um gato chamado Kurt (que me dá calafrios).

"Clarice" é uma menina ingênua, que acaba sofrendo muito. É um livro para quem tem estômago forte e a mente bem preparada.

No mais, é uma leitura bem fluida, foge completamente da minha zona de conforto, e mesmo assim, eu gostei bastante.
comentários(0)comente



literaria.books 09/06/2020

Uma garota acorda dentro de uma caçamba de lixo e não se lembra de nada,nem mesmo do seu próprio nome.
Enquanto tenta voltar para seja lá onde quer que ela tenha vindo,ela conhece Elvis e sua fiel companhia,um gato muito estranho chamado Kurt.
Ela passa à utilizar o nome "Clarisse" como seu,já que foi o primeiro nome que veio à sua mente quando Elvis perguntou como ela se chamava.
.
Em meio às suas andanças,ela acaba reencontrando pessoas que fizeram parte do seu passado e que podem mudar drasticamente o seu futuro.
E com o tempo,ela vai perceber que tudo o que descobriu sobre sua vida é uma mentira.
.
.
"Confie no improvável"
.
.
Este é um livro muito forte e que tem cenas de embrulhar o estômago. Fiquei enojada diversas vezes durante a leitura. Então já aviso,se você é muito sensível,este livro não é para você. Ele contém muitos gatilhos.
É um livro bem curto e capaz de ser lido em apenas um dia.
Uma história muito bem construída e com muitas reviravoltas.
Se você gosta de livros com um conteúdo pesado,tenho certeza de que irá adorar ele!
comentários(0)comente



1leitoravoraz 05/01/2020

É um livro que te desafia ao longo da leitura
🌟 Esse é aquele tipo de livro que explode sua mente... A nossa história começa com “Clarice”, uma jovem que acorda dentro de uma caçamba de lixo sem nenhuma lembrança de quem ela realmente é e de onde veio. Ela não consegue recordar nenhum detalhe de sua vida, possui apenas a estranha sensação de que não pertence ao ano de 2040. Totalmente sem rumo, acaba passando por diversas situações complicadas.
.
🌟 A jovem acaba conhecendo Elvis, que a tira da sarjeta e a leva para seu apartamento. E assim, vai vivendo ao lado dele tentando descobrir quem ela realmente é, isso acaba tornando-se uma obsessão que vai a consumindo ao longo do livro. “Clarice” percebe que o mundo é muito diferente do que ela acha que lembra. Guerras eclodiram por várias partes do mundo, o que acabou resultando em uma redução drástica em grande parte da população mundial, a suástica nazista está presente em vários lugares e as pessoas não têm tanta liberdade para ir e vir e se expressar como antes.
.
🌟 Em determinado momento do livro ela acaba conhecendo um homem que se diz ser seu marido, mas ela tem uma estranha sensação de que não pertence ao lugar nem ao tempo em que se encontra. E continua tentando descobrir um pouco mais sobre si mesma e dessa forma acaba mais uma vez sofrendo coisas que não devia. Não podemos deixar de falar dos terríveis eventos sucessivos que ocorrem com a nossa querida “Clarisse”, que sofre estupros espancamentos e tortura psicológica e física. Não posso falar muito pois não quero estragar o impacto que a história causa ao longo de sua leitura.
.
🌟 É um livro com um enredo forte que aborda assuntos complexos e que em alguns momentos estampa sadismo. Não recomendo para pessoas sensíveis, mas para o restante... peço humildemente que embarque nessa atmosfera misteriosa que “O rastro da alma” aborda em suas linhas.
.
Minha classificação: 🌟🌟🌟🌟🌟

site: https://www.instagram.com/universodasprateleiras/
comentários(0)comente



@injoyce_ 12/08/2019

O Rastro da Alma
Clarisse acorda em uma caçamba de lixo, sem saber onde está. É perseguida pelos guardas da noite, até alguém a resgatar e contar a moça que está com aminesia, que está em um mundo distópico e futurístico.
O livro é bastante pesado. Imaginei vários filmes de terror lendo o livro e o final me deixou mais desnorteada que a própria protagonista, pois fica em aberto e já estou imaginando muitas coisas e para mim, o livro está incompleto.
Recomendo para quem tem estômago forte e se está esperando um livro com final feliz, você não encontrará nesse.
Detalhe: o escritor deve ser muito fã de Stephen King, pois ele joga muitas referências dos livros do autor e tem até o gato de o cemitério como espelho haha. Eu adorei o gato do mal, real.
comentários(0)comente



@cine.literario 30/04/2019

Boa noite leitores & leitoras!!!
Hoje é dia de resenha

"Clarice" acorda dentro de uma caçamba, no ano de 2040, sem saber sequer o próprio nome. Com aparência de ter por volta de uns 18 anos, acredita ter vindo do passado.
A história se passa em uma São Paulo totalmente arruinada e sob condições de extrema opressão.
Sem rumo e sem direção, acaba se deparando com Elvis, disposto a ajudá-la a descobrir sua real identidade.
Com pequenos intervalos vai descobrindo alguns mistérios que podem ter ligação com quem fora no passado.
O difícil para Clarice é se adaptar ao presente caótico. E é aí que tudo começa...

A história é narrada em terceira pessoa, o autor faz o uso de uma narrativa bem clara e detalhada.
O livro contém uma temática bem pesada com uma forte carga de drogas, sexo, violência, assassinato. Inclusive, o autor deixou isso bem claro, porém a curiosidade de ler o livro foi bem maior. Até porque, o que é exposto para o leitor nada mais é que a própria realidade. A injustiça dos homens é devastadora.
Mas não pensem que é só por aí, o autor também nos traz uma linda história de romance, á qual eu estava na torcida.
Sem contar que a trama vem acompanhada com uma dose de humor negro (o que me agradou bastante).

"Confie no improvável"
Nada é o que parece. Confesso que por várias vezes me senti confusa junto com a protagonista (risos). O final me surpreendeu bastante.
Gostaria de parabenizar o autor pois o enredo é bastante envolvente, repleto de mistérios (do jeitinho que eu gosto), e por mostrar através dessa obra incrível e diferenciada o quão boa é nossa literatura.

Super Indico, mas somente para aqueles que não são sensíveis á esse tipo de conteúdo.
Tenho certeza que assim como eu, irão curtir demais! ?

Para maiores informações/compra: - Mercado Livre
- www.amazon.com.br

Ou diretamente com o autor: @apolca

Beijinhos
comentários(0)comente



Ley 04/03/2019

Extremamente pesado
Esse é um livro do qual você entra ileso e é impossível terminar sem sofrer com ele. É uma ficção nacional que me fez devorá-lo em pouquíssimo tempo. Alexandre Apolca escreve de forma rápida e desenvolve os fatos incrivelmente bem, o que facilita para que o leitor se sinta confortável ao ler.

Clarice, uma jovem de aproximadamente 20 anos, acorda em uma caçamba de lixo em 2040. Ela não se lembra de absolutamente nada e por isso vaga pelas ruas de São Paulo tentando entender o que aconteceu. Acontece que ela se depara com Elvis por puro acaso ou não, que a acolhe em sua casa de forma protetora sem pedir explicações sobre sua condição.


"Flocos de neve caíam sobre São Paulo. Era noite em que ratos morriam de hipotermia, rios se congelavam e aviões não decolavam. Em um beco escuro, no centro da cidade, dentro de uma caçamba de lixo, uma jovem garota tremia dos pés à cabeça."


Ela passa muito tempo sendo acolhida por Elvis e toma um choque ao perceber que o mundo não é como pensava. A população diminuiu drasticamente, há guerras por todos os lugares, toque de recolher, e a suástica do nazismo presente em alguns pontos da cidade. O caos reina em São Paulo e Clarice é apenas uma garota com amnésia naquela imensidão de problemas.

Mesmo com o mundo em caos, Clarice se sente sortuda por ter Elvis consigo e ao longo do tempo ela passa cada vez mais tempo pensando em seu protetor. Durante o início, dá a entender que irá surgir algum romance entre os dois. Mas você tem que ter em mente que esse é um livro cheio de surpresas. Até as 50 primeiras páginas, se tem um a impressão de que tudo está resolvido, quando a vida de Clarice dá uma terrível guinada.


"Viva enquanto está viva, porque depois de morta só verá os outros viverem. Daqui não se leva nada, nem o próprio corpo."


A partir daí, o autor explora muito os resultados de um mundo destruído em um humano, Clarice sofre como nunca e cheguei a pensar que não aguentaria mais ler algumas páginas. Esse é um livro extremamente forte, com conteúdos pesadíssimos. Também há muito mistério envolvido, ao longo do enredo, desenvolvi diversas teorias, tentando achar algumas explicações para entender algumas cenas. O livro trás um grande ensinamento, que é as consequências de um governo cheio de escolhas ruins. O Rastro da Alma é um livro essencial para quem adora uma boa ficção e reviravoltas mirabolantes.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Mundo da Vavah 23/02/2019

Oi pessoal
Na #ResenhadaVavah de hoje vamos falar de cenas fortes e uma história surpreendente. O livro "O rastro da alma" de @apolca. .
Em uma São Paulo completamente diferente de outrora, Clarice desperta num caminhão de lixo, no ano de 2040, sem memória e sem rumo.
.
Ao caminhar pela cidade sem destino algum, em meio ao escuro, a violência e ao frio, ela conhece Elvis, um rapaz que prontamente a ajuda, lhe dando um lugar para dormir e comida para se alimentar.
.
Passado algum tempo, a violência de São Paulo arranca a vida da única pessoa que Clarice podia contar. .
Desnorteada, sai sem destino. De repente alguns flashs começam a aparecer, mas nada que lhe dê um norte correto do seu passado. A fome, a violência, os abusos passam a ser constantes, mas sua força em desvendar seu passado é maior do que qualquer obstáculo.
.
Clarice segue em uma busca intensa de respostas, de verdades e de sua própria história. As descobertas são surpreendentes e chocantes. Mas não pense que é aquele tipo de livro que surpreende que você esta acostumado.
Situações constrangedoras e realmente tocantes. Um livro de intensa reflexão sobre o que talvez possa ser a realidade de muita gente. .
Como disse anteriormente, uma leitura para os fortes.
comentários(0)comente



Na Literatura Selvagem 15/12/2018

mais uma leitura do autor parceiro Alexandre Apolca...
Recebi em parceria com o autor Alexandre Apolca seu segundo livro, intitulado O rastro da Alma, que conta a história de "Clarice", uma garota que desperta numa caçamba de lixo numa São Paulo caótica de 2040, desmemoriada, e que se vê perseguida por desconhecidos até ser salva por um rapaz.
Sem saber nada de sua vida, [o nome 'Clarice' ela pegou emprestado], a garota acaba confiando em Elvis, que realmente parece disposto a ajudá-la a recuperar o seu passado. Entre meses de convivência e um elo amoroso se formando entre os dois, Clarice sofre uma terrível perda e logo pontas de seu passado começam a surgir, mas nada parece fazer sentido, e assim ela descobre que sua vida pode ficar ainda pior do que já está...

O romance noir é estreia do autor no gênero, e possui uma linha narrativa repleta e acontecimentos violentos e brutais. Estupros, mortes, perseguições e afins permeiam o universo de O rastro da alma e podem causar desconforto em leitores mais sensíveis. O enredo é frenético e detalhista, conduzindo o leitor por uma teia de acontecimentos que - no devido tempo narrativo - se conectam, por mais absurdos que possam parecer em vários momentos.

saiba o final da resenha no link abaixo...

site: http://naliteraturaselvagem.blogspot.com/2018/09/o-rastro-da-alma-alexandre-apolca.html
comentários(0)comente



Lay @livrossdalay 13/12/2018

Título: O Rastro da Alma
Autor: Alexandre Apolca
Editora: Nova Paris
Pag: 184
Nota: 4,5? "Confie no Improvável"

Era noite na maior metrópole da América e nevava em São Paulo, então ela desperta, confusa, não conhecia a si mesma e se encontrava em uma caçamba de lixo, e o mais esquisito está no ano de 2040. "Clarice" como chamará é uma jovem que aparenta ter dezoito anos, sem memória não lembrava de onde vinha, onde estava , e pra onde iria, assustada, perdida e com medo é avistada por três homens que a perseguia e de imediato ela saiu em disparada correndo muito até despista-los, se escondeu e quietinha ouviu passos bem trás dela e de repente sentira mãos em sua cintura que a puxaram, daí conheceu Elvis Macedo, um jovem que ajudará ela a tentar lembrar do seu passado, e em idas e vindas Clarice começa a ter flashes do passado, porém nada para ela fazia sentido. Elvis e Clarice passam por um momento de terror onde Elvis é assassinado, e após acontecimento Clarice volta às ruas como mendiga suja de sangue dia após dia sem tomar banho se abriga em uma biblioteca abandonada, passa fome, frio é violentada físicamente, psicologicamente, e o passar do tempo reencontra pessoas do seu passado.

Essa história me deixou bem pensativa como uma jovem viera sofrer tanto assim, era violentada em seu ambiente familiar, ela se depara com a realidade da cidade de São Paulo no ano de 2040, ruas vazias, violências, drogas, torturas etc..
Um livro que me prendeu, uma leitura fluida e muito boa por sinal, esperava mais do desfecho da história achei que faltou algo, mas enfim no geral o livro em si é muito bom. A reflexão que a leitura me passou foi que sempre é tempo para RECOMEÇAR.
comentários(0)comente



Taize @viagemliteral 13/11/2018

??"Ela se sentia violentada psicologicamente, estuprada moralmente, invadida."
??"Confie no improvável!"


Ela desperta desnorteada num caminhão de lixo, não sabe como foi parar ali, tampouco seu nome. Era o ano de 2040 e nevava numa São Paulo completamente vazia, pouco lembrava o clima pulsante que um dia a cidade tivera. Perdida, ela começa a andar tentando encontrar um rumo, uma direção. Ao tentar fugir dos desconhecidos nos becos escuros da grande cidade, ela encontra abruptamente com Elvis, um rapaz de bom coração que tenta ajudá-la a recuperar as lembranças que sua mente insistia em esconder, e se apresenta com o primeiro nome que lhe vem a mente: Clarice!

Ela começou a ter alguns flashes do seu passado, porém, nada que lhe levasse a alguma pista concreta.

Quando Elvis fora assassinado, Clarice voltou às ruas, sem rumo, sem comida, sem ajuda.. completamente só ela tenta sobreviver a fome, as violências físicas e psicológicas, ao abandono...
Certo dia ela encontra com um senhor que a reconhece, diz que ela se chama Amanda, que é sua esposa que desapareceu há algum tempo e ele vinha a procurando incansálvemente desde então.

Mas o inimaginável está por vir, pois ela começa a encontrar com pessoas que fizeram parte do seu misterioso passado. Nesse mergulho em águas barrentas, ela começa a destilar seu passado e traçar seu futuro!


?? Esse foi um livro bastante forte, como me disse o próprio autor, porém, além de forte é também maravilhoso. A obra apresenta um toque distópico e também uma realidade já encontrada em nosso dia a dia. A protagonista se depara com a violência física e psicológica, incluindo estupro no âmbito familiar e nas ruas de São Paulo, a fome, drogas, perdas e ganhos ( mais perdas do que ganhos). Uma leitura fluída, a escrita do autor é maravilhosa, e a história de Clarice (ou Amanda) é indescritível! Vocês precisam ler para perceber que RECOMEÇAR É PRECISO SEMPRE!
comentários(0)comente



17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2