Mais Que Amigos

Mais Que Amigos Lauren Layne




Resenhas - Mais que Amigos


62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Tícia 19/04/2018

Mas, gente...
Adorei!
Justo eu, que não posso ver um livro com cara de mais ou menos pra desandar numa implicância horrorosa sem ao menos ler.

Porque eu realmente não esperava muita coisa dessa história, afinal, esse negócio de amigos que se apaixonam já foi tão medonhamente desenvolvido por aí que lá estava eu golfando pessimismo.
Ainda bem que existe a boa e velha quebração de cara.

Imagina um livro muito fofo, bem humorado, com personagens reais; Ben não é um mocinho com auto-estima tão etérea que a sociedade não está preparada e nem Parker é uma mocinha cuja benevolência só existe no mundo das ideias. Nem é uma pamonha, do tipo que a gente torce pra se foder.
Sim, eu torço.

E a autora manda bem. Tem o tipo de escrita que adoro, enxuta, rápida, sem aquele monte de reflexão introspectiva dos personagens a cada duas linhas. Porque essa porra de blábláblá interno só serve pra fazer eu me jogar num bacanal gastronômico pra fugir do tédio. Adivinha a pança de quem se agiganta?

A história:
Tudo começa quando Parker leva um pé na bunda do namorado almofadinha.
Emputecida, ferida e concluindo que os caras são tudo uns bosta, ela decide que o negócio é arreganhar e ser como Ben, seu amigo e roommate: passar o rodo geral.
O fato é que ele não gosta muito da ideia porque sabe que uma versão feminina de si mesmo não combinada com Parker, mas mesmo assim, tenta ajudar.
Com o tempo, ela conclui que foda sem sentido não rola e desvia sua atenção pra Ben: gostoso, disponível e seguro, por que não mandar ver com ele?
E as coisas vão por aí.
E depois não vão mais.

Adorei o livro porque ele foi bem realista. Achei tão fofo como a ficha dos dois foi caindo devagar, como começaram a se ver com outros olhos gradualmente, sem aquele negócio de “te comi, te amo pra sempre”.
Clichê? Óbvio, mas também tem suas peculiaridades. E isso faz toda a diferença.

Sobre a capa... 100% Bem e Parker. Não fisicamente, mas a vibe do casal. Adorei também.

Super recomendado.

;)

Curte nozes lá na página, tem um mnte de coisa diferente:
https://www.facebook.com/livrosfalacaoeetc/
julianateixeira 20/04/2018minha estante
Também gostei muito do livro.


Tícia 20/04/2018minha estante
Lindo, né, Juliana. *-*


Caroline 02/05/2018minha estante
Li por sua indicação e ameiiiii
Até ouvi The pretenders no Spotify hahahaha


Tícia 02/05/2018minha estante
Que bom, Caroline. Esse livro é muito fofo. *-*


Lud 04/05/2018minha estante
Li! Achei fofo... mas ficou só nisso mesmo e como acho que a autora não foi pretensiosa em fazer mais que isso, me dei por satisfeita!


Kátrin 07/05/2018minha estante
Li por indicação sua e não me arrependi! Livro fofo e divertido! Ultimamente tenho vindo nas suas resenhas ver o que ler, pq quando você fala bem, eu nunca me arrependo da leitura hahaha


Tícia 27/05/2018minha estante
Nossa, Lud, só vi o comentário agora. Putz,
Pois é, achei muito fofinho. A mulé desenvolveu bem o clichê, então nóis gosta.


Tícia 27/05/2018minha estante
Que bom que minha gosto dá liga com o seu Katrin. Vou fuçar sua estante. kkkkk




Rafa 12/04/2018

Ben e Parker FoReVeR
Mais que amigos era um dos lançamentos mais aguardados por minha pessoa de 2018, e não decepcionou. Já começo elogiando a diagramação fluída, a capa fofíssima e tudo haver com a história e esses tons de cores que deixaram o livro lindo, amei Editora Paralela.

Ben e Parker são amigos, não, são melhores amigos, desde a faculdade. E provando para todos que torcem o nariz e afirmam que homens e mulheres não podem ser apenas amigos, mantém uma amizade invejável e ainda moram juntos.

Eles nunca tiveram um envolvimento, tentativa, nada, além da amizade, sempre foi só isso. É lindo ver como eles se apoiam e cuidam um do outro. Mas, existem certas brigas que são nitidamente de casais, do tipo de organizar a casa e regrinhas que deixam tudo mais engraçado.

Parker namora há um bom tempo Lance, e parece que tudo se encaminha para casamento e final feliz. Já Ben continua sua vida de solteiro, cada dia com uma garota. Tudo vai mudar quando Lance der um fora em Parker, abruptamente, e ela decide sair a caça, ser como Ben. E ele é claro que será seu professor da solteirisse.

É a partir daí que as coisas vão mudar entre os dois, limites vão ser quebrados e eles irão se conectar de outra maneira.

O livro, narrado em capítulos alternados entre os dois personagens, fluí muito rápido, é um livro clichê mas que me trouxe boas risadas, um sorriso bobo e um quentinho no coração. O livro também é um New Adult, pois tem um pouco de sensualidade.

Acho que os melhores romances começam com a amizade, aquela coisa de um conhecer coisinhas do outro, que ninguém mais vê ou sabe. Com Ben e Parker é exatamente assim, e gradativamente, eles vão se apaixonando e se descobrindo apaixonados, mas o maior receio deles é perder essa amizade bonita que completa a vida de ambos. Pois a partir do momento que escolherem algo, infelizmente uma coisa irá mudar, ficar para trás.

Ao ler a dedicatória da autora, soube que ela tinha pleno conhecimento do que estava contando pra nós, e fechei o livro cheia de suspiros! Recomendo demais a leitura.

Fica a pergunta: Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Como romântica que sou: SIM!
Izabela Bahiense 13/04/2018minha estante
Adorei!!! Já me deixou com mais vontade de ler esse livro! ?


Carol 14/04/2018minha estante
Já comprei esperando chegar!!


Carol 27/04/2018minha estante
Lendo e adorando!!


Izabela Bahiense 24/05/2018minha estante
Adorei!!! Pena que é fininho! Alguém indica livros nesse estilo?


Rafa 24/05/2018minha estante
Oi Izabela, que bom que gostou... :) Desse mesmo estilo, que já li e amei, tem Sinceramente Carter, Se nada der certo até os 30 você se casa comigo e O acordo...todos favoritos ?




Kennia Santos | @LendoDePijamas 17/04/2018

Fique comigo em seus momentos mais tristes, e jamais te abandonarei. (I'll Stand By You)
Título: Mais Que Amigos
Autora: Lauren Layne
Classificação: 4,5/5

Parker Blanton e Ben Olsen são melhores amigos desde e a faculdade, e dividem um apartamento em um bairro popular de Portland. Parker é responsável, tem um emprego promissor e namora Lance, um cara inteligente e dedicado há 5 anos. Já Ben é um mulherengo que todos os fins de semana traz uma mulher diferente pra casa, nunca falta na academia e tem um trabalho estável.

Os dois provaram para o mundo que homem e mulher podem sim ser apenas amigos, pois moram juntos há anos e nunca tiveram nenhum envolvimento além da amizade. Ao longo dos anos se ajudaram em momentos muito difíceis -como quando a mãe dela foi diagnosticada com uma grave doença- e comemoraram juntos os mais diversos acontecimentos da vida adulta: a graduação, o primeiro emprego e a independência financeira.

O jogo vira quando, de repente, Lance termina o namoro com Parker, e ao invés de ficar pra baixo o tempo todo, ela se pergunta: porque não curtir as vantagens da vida de solteira? Ela resolve pedir dicas a Ben, que junto com sua amiga Laurel, vão acompanhá-la nessa nova fase da sua vida. Como todo bom amigo, Ben não mede esforços para ajudar Parker, afinal ninguém melhor que ele para ajudar a garota o lema do "não se apegar".

Parker tenta diversas vezes, mas encontra algumas dificuldades para seguir com o seu novo estilo de vida.

"Química é como todo o resto na vida. Quanto mais você procura, mais difícil fica encontrar." (p.69)

Sua mãe diz que a outra pessoa precisa ser alguém que a faça sorrir e se sentir confortável, e ela não consegue pensar em ninguém até que... é claro. Sua chance sempre esteve debaixo do seu nariz e ela só enxergou agora.

"Abraçada por ele, me sinto no lugar certo." (p.169)

Algumas (DIVERSAS) coisas acontecem, e ela se vê envolvida em algo completamente diferente do que costumava ter, algo que envolve muito desejo, risadas, sexo, prazer e satisfação. Quando as coisas parecem estar prestes a se desenrolar, Lance aparece alegando ter cometido um erro e pedindo uma nova chance.

Depois de tanta bagunça, Parker pensou que tudo que ela queria era voltar para um lugar onde sempre se sentiu segura. Então porque ao ver Lance, ela não consegue se sentir satisfeita e feliz?

"Quando encostei em você... eu desmoronei." (p.212)

Em "Mais Que Amigos", Lauren Layne apresenta aos leitores uma história incrível com uma amizade de DAR INVEJA. Sério gente, Ben e Parker construíram um vínculo tão sensacional, tão verdadeiro, que eu até agora estou tentando imaginar como seria ter alguém assim e não consigo, é muito surreal.

Mesmo com diferenças, problemas pessoais, os dois sabem exatamente o que fazer, o que falar e os limites um do outro. Parker com sua mania de lavar roupa, Ben com sua mania de SUJAR roupa.. as brigas domésticas por coisas bobas tão frequentes que passam a ser comuns e sempre terminam com risadas..

Eu AMEI a escrita descontraída da Lauren, amei a forma como ela redigiu a história e caracterizou os personagens e suas particularidades. Apesar de ser um livro clichê, foi um livro que me marcou, e o final me emocionou e me satisfez de forma única. É uma leitura rápida (li numa noite) e você se apega à história e aos personagens, sente a emoção deles, compreende seus questionamentos e torce MUITO para as coisas darem certo. Recomendadíssimo ;)
comentários(0)comente



Caroline 01/05/2018

Que agradável surpresa !
Que livro mais fofinho , mais gostoso , mais ahhhhh ...
Ben s2
comentários(0)comente



Pâm 23/05/2018

Fofinho
Me prendeu bastante, gostei da escrita da autora, é simples e envolvente, descontraída.
Gostei da história, apesar de achar que eles demoram muito pra notar o que sentem, tirando isso, foi boa.
Bem clichê tb, mas amo um clichê então. Super indico.
Rafaela.Teixeira 24/05/2018minha estante
Oi boa noite. Vc leu em português??


Pâm 25/05/2018minha estante
Sim


Rafaela.Teixeira 25/05/2018minha estante
Vc baixou? Onde encontrou?


Pâm 25/05/2018minha estante
Na verdade me enviaram, mas tem no Telegram


Rafaela.Teixeira 27/05/2018minha estante
Obrigado. Vou dar uma procurada


Gabriela.Ferracini 29/05/2018minha estante
E essa capa É maravilhosa né??




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carol Santos 09/05/2018

É clichê, mas funciona de tal maneira que você acaba querendo mais haha
Uma leitura que não esperava muito coisa, e apesar de ser um romance com elementos bem conhecidos, me surpreendi e gostei bastante da história. Curto — menos de 250 páginas — e fluido, coloca Lauren Layne no mercado brasileiro em alta. Quero conhecer outras obras dela.

Ben e Parker são melhores amigos desde que se conheceram na faculdade. Passando vários momentos importantes juntos — e até mesmo morando no mesmo teto — para eles a amizade entre homem e mulher é possível. As pessoas sempre os perguntam se já namoraram ou se aconteceu algo mais e eles sempre negam, até porque Parker tem um namoro sério de 2 anos e Ben quer ser solteirão invicto por um bom tempo. Tudo muda quando o relacionamento de Parker acaba e ela agora quer curtir a vida ao "estilo Ben". No entanto, ela percebe que sexo sem compromisso com estranhos não é algo que funcione e acaba propondo ao seu melhor amigo uma alternativa. O que eles não imaginavam, é que essa escolha poderia por em risco a amizade para sempre. E um fator surpresa aparece depois. Será capaz do companheirismo sobreviver ou se transformará em amor? Tudo está perdido?

Confesso que comprei o livro pela capa e sinopse. Sabia que seria um clichê — até porque pelo número de páginas não teria como trabalhar detalhadamente — porém o conjunto foi agradável e surpreendente, como relatado anteriormente. Surpreendente no sentido que o óbvio te prende, te faz torcer pelo casal, ficar angustiado quando via que as palavras não ditas modificavam o desenvolvimento e torcer por aquele final feliz. É o sentimento de querer entrar no enredo e ser amiga dos personagens.

Acho que a construção de modo lento e ao mesmo tempo dinâmico foi o diferencial. As coisas não ocorrem de maneira abrupta mas, não existe um longa explicação dos atos. Temos uma passagem de tempo considerável — o que te dá a noção do quanto aquela ideia e decisão foi elaborada — e que também traz a desenvoltura dos acontecimentos. Conseguimos ter a noção de como tudo iniciou, se estruturou e fulminou no resultado final.

"E se minha mãe estiver certa? E se o cara certo para aplacar meu desejo sexual for alguém que me faz rir? Alguém com quem consigo conversar. E se o cara certo estiver bem na minha cara?!" pág. 70

Tive minhas dúvidas no caminho se realmente teria o final que desejava. A autora tem uma escrita que prende o leitor ao que ela está passando e põe um clímax enorme se haverá resolução ou não. Temos dramas bem pontuais deixando para o resto vários períodos fofos, de risadas, de amizade mesmo. Aliás este último me deixou contente porque veremos inúmeras partes de afeição. Mais que romance eles primeiramente eram amigos e apesar de todos os percalços, sempre serão amigos. É um destaque bacana de se levantar!

Ben e Parker são protagonistas excelentes. Se completam de uma maneira única e são cativantes. Dificilmente você não gostará deles — talvez de algumas atitudes hehe — que no amplo funcionou. Entrar na cabeça deles pela narrativa que é intercalada por dois pontos de vistas fez com que isso acontecesse. Saber mais sobre seus conflitos internos, sobre as explicações de certas escolhas nos aproxima.

Sobre o conteúdo adulto, ele é dosado e em cenas ideais. Quando comprei a obra não sabia que teria erótico, então quando vi o aviso na parte de trás tive receios. Entretanto, podem se arriscar sem medo porque não é demasiado e quem ler perceberá que são inseridas quando necessárias. Aliás, várias delas são deixadas de formas subentendidas.

De uma forma geral, vale a pena a leitura. Por ser rápida, funciona como alternativa após um exemplar "mais denso", naquele chá da tarde ou em qualquer momento rs. Fãs do gênero irão com certeza amar! Aliás para aqueles que querem ler algo leve, recomendado!

"Ben e eu em uma relação de desapego? Pois é. O apego decidiu dar as caras. E estou totalmente à mercê dele." pág. 130

Na parte física, a capa é a padrão de romances — não tem como fugir — e até tem a ver com as características físicas da dupla. Temos um destaque para o rosa pink, dando aquela destacada e que com certeza chama atenção numa livraria — eu fui uma das rendidas. No conteúdo interno a diagramação é simples, espaçada e sem nenhum erro ortográfico ou de revisão aparente. Como dito, a narrativa é feita pelos dois pontos de vista em primeira pessoa.

Após ler fui procurar saber quem era Lauren Layne e vi que ela possui diversas história e por este volume fazer "parte de uma série" — não é uma série, tem continuações independentes — acredito que apareça mais dela por ai. Ficarei no aguardo e está anotadíssima na agenda para ficar sabendo dos lançamentos. Adorei mesmo! Espero que tenham gostado!

site: https://diariasleituras.blogspot.com.br/2018/05/resenha-mais-que-amigos-lauren-layne-love-unexpectedly-paralela.html
comentários(0)comente



Pedro 17/06/2018

É possível haver amizade entre amigos sem desenvolver um sentimento maior? Parker Blanton e Ben Olsen mostraram que sim, mas resolveram arriscar tudo e fortalecer essa amizade...

A Parker tem 22 anos. É uma jovem linda, estilosa, estudiosa e feliz. Alegre por vários motivos, inclusive por viver um relacionamento amoroso e ter um amigo incrível chamado Ben. Os dois se conheceram nas férias de verão antes de entrar na faculdade. Desde então, a amizade só foi crescendo cada vez mais. Hoje, até moram juntos, como amigos, claro.

Confira a RESENHA COMPLETA + FOTOS no link abaixo! (Blog do Pedro Gabriel)

site: http://www.blogpedrogabriel.com/2018/06/resenha-mais-que-amigos-de-lauren-layne.html
comentários(0)comente



julianateixeira 20/04/2018

Vem conhecer essa delícia de história que é o "Mais que amigos".
Conhecemos a Parker uma moça inteligente, linda mas que não é feliz no seu namoro.
Ben é o típico mulherengo, cada dia fica com uma mulher diferente.
Ben e Parker são melhores amigos há anos, e também moram juntos. Eles tem um ótimo relacionamento e se respeitam muito (apesar do Ben usar a toalha de banho dela! Haha) .
O namorado de Parker que é um cara que só pensa em seus estudos e sua carreira e acaba deixando-a de lado quase sempre, Parker já muito insatisfeita com o rumo que seu relacionamento está tomando, decide agir.
Entre diversas coisas que acontecem, Parker toma a decisão de que tem que seguir a filosofia de vida de seu colega de apartamento, e resolve que só terá relacionamentos rápidos, sem vínculos profundos. Claro que não dá certo... Hehe , então ela e seu amigo tem a brilhante ideia de se relacionarem sexualmente. OMG!
Sem envolvimento emocional (AH Tá!)
Será que eles vão conseguir?
Não vou dar muitos spoilers, mas quero deixar claro que a história é maravilhosa!
É um romance bem gostoso, sobre duas pessoas que se conhecem muito bem, e que sentem um carinho muito grande um pelo outro, uma amizade linda de se ler, e a autora descreve tudo com perfeição, fazendo com que nos encantemos cada vez mais pela história.
Amei cada página!
Só tenho a agradecer a editora Paralela por ter me apresentado á um livro tão gostoso, e já quero a continuação !!
Livro 5 estrelas.⭐⭐⭐⭐⭐
Editora Paralela
comentários(0)comente



Camila Marcondes 12/06/2018

Maravilhoso!
Ben e Parker são melhores amigos desde a faculdade, há seis anos. Eles são inseparáveis, conversam sobre tudo e tem um relacionamento incrível entre eles.

Parker namora com Lance a cinco anos, e depois de um término, Parker fica determinada a uma coisa: transar. Ela está na seca a dois meses, então pede ajuda para seu melhor amigo mulherengo.

Um dia Parker vai visitar sua mãe, e ela faz um comentário que muda totalmente os pensamentos de Parker, criando uma nova ideia na cabeça dela: nada melhor do que sair da seca com o seu melhor amigo. Já que ela não gosta de sexo casual, e não quer fazer nada com qualquer um.

/////

O tipo de livro que quando você vê não dá nada pra ele. Eu li porque não tinha nada para ler e já estava um pouquinho curiosa, mas fui sem muita expectativa. Meu, que livro maravilhoso!

Parker e Ben tem um relacionamento tão legal entre eles. Eles são sinceros, divertidos. Ben é muito legal, e Parker também. Eles juntos são muito bons e você consegue ver a química entre eles.

Amei esse livro, muito bom. Escrita ótima, a autora soube levar a história perfeitamente e não estragou o casal depois que eles começaram a se envolver.

A história não foi nem muito rápida, nem muito devagar. Foi tudo acontecendo direitinho. Recomendo muito!!!

Já é um dos meus favoritos, leiam
Thuany 13/06/2018minha estante
É só romance ou tem hot tbm? To com saudade de ler livros só romance sabe..


Camila Marcondes 13/06/2018minha estante
É totalmente um romance. Ele tem a parte hot, mas não é nada bem hot mesmo.


Camila Marcondes 13/06/2018minha estante
Acho que você vai gostar desse, é muito bom mesmo


Camila Marcondes 13/06/2018minha estante
Mas tem um que também é muito maravilhoso é o Sem amor - Katy Regenery


Camila Marcondes 13/06/2018minha estante
Mas tem um que também é muito maravilhoso e um romance incrível é o "Sem amor - Katy Regnery" pode ler esses dois sem medo, você vai amar




Evellim | @viajandonasentrelinhas 14/06/2018

Aquele livro clichê que você deve ler.
Será que uma amizade pode ser abalada quando sentimentos inesperados surgem?

Parker e Ben são melhores amigos, se conheceram na faculdade e desde então criaram uma amizade linda de dar inveja em muitos. Com 24 anos eles dividem um apê e possuem uma vida promissora tanto no amor, quando em suas carreiras. Parker tem um namorado lindo, encantador e inteligente, porém que está um pouco distante nos últimos meses, já Ben não se apega, apenas pega, ele nunca namorou teve apenas alguns casos, visto pelos amigos como "O pegador", aquele cara que nunca se apaixona e que provavelmente ficará solteiro pelo resto da vida.

A amizade entre eles é tão intensa que formam aquele típico casal perfeito, e seria quase impossível não ter algo à mais rolando ali, pelo menos é isso que todos pensam, mas, para Ben e Parks um relacionamento entre eles nunca daria certo já que não foram feitos um para o outro, ou pelo menos é isso que pensam. Talvez seja realmente possivel criar um vínculo de amizade com alguém do sexo oposto sem se apaixonar ou se envolver, certo? É nisso que eles acreditaram fielmente até o dia em que tudo foi colocado à prova.

Sem namorado e com o coração em pedaços Parker precisa desesperadamente se reerguer, e ninguém melhor que seu melhor amigo para ajuda-la a chutar a bola para frente, né?

A Lauren tem uma escrita viciante e trouxe para nós uma estória envolvente e irresistível, apesar de estar na cara que esse livro é puro clichê, ainda assim me envolvi completamente na trama, amei os personagens, e com certeza queria um amigo como o Ben, ele é divertido, carinhoso, cara de pau, aquele amigo que você pode contar sempre com ele, que vai te ouvir e te julgar se for preciso simplesmente amei o Benjamin. Não sei como a Parks e o Ben não perceberam toda aquela energia entre eles, como sempre tivemos algumas reviravoltas e também momentos onde suspiramos e percebemos que estamos rindo feito bobas de "cenas" fofas? (cara como eu viajo nesses livros?), recomendo esse livro para todos que querem ler uma comédia romantica fofa e apaixonante.
comentários(0)comente



Renata @riodelivros 31/05/2018

Ben e Parker são melhores amigos já faz seis anos, dividem um apartamento desde a faculdade e a vida deles vai muito bem, obrigada!

Até que Parker leva um pé na bunda do namorado do dia para noite... Ela desiste de relacionamentos e decide quer sexo sem compromisso, e quem melhor para ajudá-la nessa caçado que o melhor amigo que está cada dia com uma conquista diferente?

Acontece que para Parker sexo tem que ter a ver com intimidade e como ter intimidade com um desconhecido?
Eu amei a história, li de uma vez só. O livro crumpre o papel que lhe é proposto. Não temos grandes desenvolvimento de história ou de personagens. É aquele livro fofo, que dá um quentinho no coração e um sorriso bobo no rosto.

Por trás do clichê tem um breve desenrolar das famílias de ambos os protagonistas, e eu gostei muito pois trás um pouco mais de profundidade para uma trama clichê.
comentários(0)comente



Ana 05/06/2018

Um livro ok
?Quero seguir em frente mais do que qualquer um, pode acreditar. Virar a página de verdade. Não posso ser uma daquelas mulheres que aos quarenta e cinco anos ainda carrega a bagagem emocional dos vinte e poucos. Mas tipo, não existe um manual de instruções pra coisa.? - p. 147

Parker e Ben são amigos de longa data e sempre se vangloriam de conseguirem manter uma amizade entre homem e mulher - já que existe aquilo de que homem e mulher não conseguem ser só amigos. Eles moram juntos, e são muito muito unidos, todo mundo acha estranho eles não terem um caso, mas eles lidam bem com isso. Parker namora com Lance e Ben é um mulherengo nato, bem Barney Stinson.

Só que alguma coisa acontece e Parker se vê solteira, ficando perdida já que ela estava namorando Lance há CINCO anos. Isso mexe muito com seus sentimentos, e com os de Ben. E aí as coisas ficam meio complicadas.

Não existe profundidade dos personagens principais. Na finalização, a autora tentou se redimir nessa parte pra mim, principalmente com Ben, mas de uma forma rasa. Parker (tive meus momentos de raiva com ela, imaturidade, não sei) e Ben são personagens legais de acompanhar, mas pra mim faltou algo além do acordo que eles fazem, faltou alguma coisa no desenvolvimento além da questão romântica.

O livro é narrado na primeira pessoa, intercalando os dois pontos de vista dos dois e eu li em um dia. Os capítulos não são longos e nem o livro em si, o que explica um pouco da superficialidade que eu encontrei na leitura. É uma história que daria um filme de comédia (não sei pq deram essa classificação, mas ok rs) romântica de Sessão da Tarde, é uma história muito clichê, mas sem nada além disso.

Se você quer um livro rapidinho, sem muitas expectativas de enredo, essa é uma escolha muito boa!

Resenha disponível:
http://instagram.com/p/BjajmRonI8S
comentários(0)comente



Tami 04/06/2018

... Eu esqueço que sou Parker e que ele é Ben, e me lembro apenas de que somos um homem e uma mulher, e de que nascemos para isso.
Mais Que Amigos foi uma leitura que me divertiu imensamente, eu literalmente dava risada durante a história e terminei o livro me sentindo super leve!

Lauren Layne pegou o clichê "homens e mulheres não podem ser amigos" e desenvolveu uma história super delicinha, daquelas que deixam um sorriso bobo no nosso rosto. Mas seu grande acerto mesmo são Ben e Parker, que são dois personagens mega carismáticos, eles são aquele tipo de personagem que a gente gostaria de ter como amigo, sabe?

O que me agradou bastante nessa história foi o fato da autora ter trabalhado a maioria dos clichês de um jeitinho todo especial, o que faz com que a gente não tenha aquela sensação de já ter lido algo parecido antes. O desenvolvimento da amizade de Ben e Parker e a transição do relacionamento deles é o grande trunfo de Lauren, é impossível não torcer para esses dois. Eu só não favoritei o livro porque o clichê dos mal-entendidos está presente e desse eu estou meio cansada; não tem como desenvolver este clichê em questão de uma outra maneira, afinal, um mal-entendido é um mal-entendido, mas é apenas uma ressalva e isso não atrapalhou em nada a minha experiência que, como vocês já puderam perceber, foi ótima.

Parker e Ben são opostos completos; enquanto ele é desorganizado, ela é super metódica. Enquanto ele deixa as coisas acontecerem naturalmente, ela precisa de hora para tudo. São estes e outros extremos que os tornam especiais, eles se completam de uma maneira única e divertida. As cenas deles disputando o banheiro e os diálogos sobre o que pode e não pode ser feito são hilárias! Tenho que mencionar também a participação da boneca Polly, eu dei muita risada!

A química que os protagonistas já possuíam foi uma grande vantagem já que, quando eles começam a se envolver, certos níveis de intimidades já haviam sido ultrapassados há muito tempo, dando um frescor para as cenas sensuaisnque são super bem escritas e envolventes, mas não tão quentes a ponto de merecerem o selo da pimentinha.

Os personagens secundários não são muito relevantes e destaco apenas a mãe de Parker com sua mente aberta e seus conselhos prafrentex, e Eryn, uma das funcionárias da empresa em que Parker trabalha que merecia mais espaço com seu sincerômetro, que era super promissor.

A edição da Paralela está ótima. Eu não curto muito essas capas estilo catálogo de revista, mas tenho que dar o braço a torcer e admito que, neste caso, ela caiu como uma luva. A imagem desses modelos, que possuem certas características dos personagens, transmite bem a atmosfera da história. O livro é narrado em primeira pessoa com o POV se alternando entre os personagens, bem do jeitinho que eu gosto. A diagramação é simples, a fonte possui um tamanho confortável e as folhas são amareladas. Achei alguns errinhos, mas não é nada que atrapalhe a leitura. Só devo fazer uma ressalva em relação a idade de Parker já que ela possui 24 anos, e não os 22 apontados pela sinopse.

Devo parabenizar a editora por estar apostando cada vez mais em livros do gênero; leituras fáceis e despretensiosas sim, mas quem disse que precisamos apenas de leituras substanciais e pesadas? Que essa fase da Paralela nunca passe, pode mandar mais porque está pouco! Mais Que Amigos propõe risadas e suspiros, sendo assim, se é isso que você está buscando no momento, se joga!

site: http://www.meuepilogo.com/2018/06/resenha-mais-que-amigos-lauren-layne.html
comentários(0)comente



Mari 02/06/2018

Desde que esse livro saiu, eu estava de olho nele. A capa foi o que mais me chamou a atenção e por mais que seja um tema bem batido, me despertou a curiosidade. Aliás, faz pouco tempo que eu fiz a resenha de um livro com a temática parecida por aqui (Sinceramente, Carter), mas não fiquei com medo de não gostar. Eu só queria ler, ler e ler... Até que eu li!

Ben e Parker são amigos. Amigos de verdade. Nem amigos coloridos e muito menos colegas. Os dois moram juntos e são melhores amigos desde o começo da faculdade. Eles sabem tudo sobre o outro e já brigaram com o mundo inteiro para defender que pode existir amizade entre homem e mulher, sim!

Parker namora há cinco anos e Ben gosta de curtir a vida de solteiro. Os dois gostam de como as coisas estão indo em suas vidas e parece que não existe uma maneira de melhorar...

Até que Parker precisa enfrentar o término de seu namoro. Nesse momento, ela decide que pode viver a vida do mesmo jeito de seu amigo: curtindo as noites. Por isso, em uma missão de ter noites de álcool e ficadas casuais, ela está determinada a esquecer o ex e seguir em frente.

Porém, aos poucos percebe que não consegue ter qualquer tipo de relação sem uma ligação emocional com a pessoa. Aos poucos, uma ideia vai se formando em sua cabeça e que parece cada vez mais certa. Se ela e Ben são tão amigos e que sabem separar as coisas, eles deveriam passar a noite juntos e depois voltar com a amizade normal. Mas será que essa é a melhor ideia para eles?

Que livro!

site: http://galaxiadosdesejos.blogspot.com/2018/06/mais-que-amigos-lauren-layne-love.html
comentários(0)comente



62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5