Príncipe Lestat e Os Reinos de Atlântida

Príncipe Lestat e Os Reinos de Atlântida Anne Rice




Resenhas - Príncipe Lestat e Os Reinos de Atlântida


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Raul Oliveira 18/05/2020

Uma volta ao passado
Fui um dos fiéis leitores das Crônicas Vampirescas na minha adolescência e juventude e, revisitar as aventuras do príncipe vampiro trouxe bons momentos de recordações. Embora o livro traga muitas lembranças boas e um apêndice completo para relembrar personagens e fatos de toda a saga, o tempo e a idade o deixaram um pouco menos emocionante.
Vale a pena lê-lo como um bom passa tempo, mas nada mais que isso.
Silas.Pedro 18/05/2020minha estante
Assisti os filmes sobre as obras de Anne Rice, mas ainda não nada dela. Sim, por sinal, vão lançar uma série sobre as Crônicas Vampirescas, ficou sabendo? Ah fiquei curioso para saber como é a história desse livro?


Raul Oliveira 07/07/2020minha estante
Silas. É uma série que envolve um universo imenso de bruxas, vampiros e outros seres. Se quiser ter uma boa idéia assista entrevista com um vampiro, tem na Netflix e o livro é - como sempre, muito melhor - mas é uma adaptação muito boa do início da saga...




Vivi 28/02/2020

Surpreendente
Toda vez que leio uma sinopse ou uma premissa de um dos livros das Crônicas Vampirescas, eu fico com medo de a história ser ruim e estragar a série. Mas basta começar a ler o livro para não conseguir parar mais. Anne Rice consegue dar vida aos plots mais surpreendentes, dar sentido às ideias mais mirabolantes, e eu sempre me arrependo de ter duvidado dela. Amei Lestat, amei Louis, amei Amel e amei como todos eles pareceram maravilhosos em mais um livro dessa saga.
comentários(0)comente



Ellie 05/10/2019

Um desabafo com revelações do enredo
Primeiro de tudo, amo a escrita da Anne Rice, acho lindo que ela deixa espaço pra cada personagem se desenvolver e a descrição do amor dos personagens um pelo outro é o que me mantém lendo As Crônicas Vampirescas, mas esse livro foi viajado. Ela deve ter ficado arrependida do fim que deu pro Amel e quis se diferenciar. Grande parte do livro eu fiquei "é serio que eu to lendo isso mesmo??" Acho que a pegada alienígena não foi uma boa escolha. O livro não é ruim, achei gostosinho de ler, mas parece que não é a mesma história, foi quase um spin off meio louco. Uma coisa que eu gostei bastante foi a justificativa do Memnoch, porque eu tinha comprado a história dele anteriormente. Acredito que a Anne Rice não vai escrever mais nada do mundo atual, se escrever provavelmente vai ser algum prólogo, tive a impressão que ela saturou a história.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Cris Paiva 22/08/2018

De novo, a Anne Rice deu uma boa viajada na história do Lestat.
Eu acho que ela se arrependeu do que fez com o Amel no livro anterior e resolveu consertar a burrada nesse, e acabou inventado uma história bem louca para explicar a origem do Amel, e misturou extraterrestres e a Atlântida. Ficou bem louco e meio chato.
Para mim, a leitura só valeu a pena mesmo por causa do Lestat, todo o resto da história dos tais Atlantes foi dispensável. Povinho chato, credo!
Sandra (@lidosnaestante) 11/12/2019minha estante
Ainda falta eu ler esse =)

Pena que pelo que vc falou é meio viajado kkk mas eu amo o Lestat... saudades dele *.*




Luiza 15/04/2018

Príncipe Lestat e Os Reinos de Atlântida
Príncipe Lestat e os Reinos de Atlântida é o décimo segundo livro das Crônicas Vampirescas, e, antes que qualquer coisa seja dita, é importante ler os livros anteriores, pois apenas assim é que se consegue conhecer quem é Lestat, e também entender o caminho que ele percorreu até este momento de sua história. A leitura deste livro sem o conhecimento de seus antecessores, no mínimo, empobreceria a história toda de uma maneira irreparável.

Para aqueles que não estão familiarizados, Lestat de Lioncourt foi consagrado Príncipe dos Vampiros depois que tomou de Maharet o Cerne criador dos vampiros, uma entidade antiquíssima chamada Amel.

Essa nova (e recente) realidade da sociedade vampírica começou de uma maneira conturbada, com velhos rancores sendo inflamados e reinflamados pelos acontecimentos dos livros anteriores, e, para piorar, uma nova espécie de seres imortais é descoberta pelos membros da corte, uma espécie tão poderosa e antiga quanto os vampiros e que são capazes de andar sob a luz do sol.

E é essa nova espécie, os replimoides, que amplia ainda mais a mitologia criada por Anne Rice. É por meio deles que Anne nos desvenda a origem do espírito Amel, sua verdadeira natureza e sobre sua vida antes de ele invadir o corpo de Akasha e dar origem aos vampiros, dez mil anos atrás, na lendária Atalantaya, a nossa lendária Atlântida.

Junto com essa nova espécie, há um novo perigo: o que acontecerá aos vampiros se Amel for retirado do corpo de Lestat? Como a espécie vampírica sobreviveria sem que seu Príncipe e o Cerne estivessem juntos?

Como fã das Crônicas desde sempre, só posso dizer que a simples ideia de não ter Lestat por perto me fez chorar de desespero.

A narrativa de Anne, neste livro, ficou entre as peripécias do Príncipe Moleque, e as costumeiras divagações sobre assuntos espirituais/metafísicos. Particularmente, eu não gosto dessas últimas, acho que ela acaba se perdendo um pouco, a não ser, é claro, quando ela acerta na dosagem desses elementos. E, meus amigos, em Príncipe Lestat e os Reinos de Atlântida ela acertou em cada vírgula.

A narrativa é bem cadenciada e a progressão da história é apaixonante. Alias, ainda não encontrei uma pessoa que não se apaixonasse por Lestat. (A essa altura, vocês já devem ter reparado que sou muito suspeita para falar sobre essa série, certo?). Eu amo a Anne Rice e amo a maneira que ela tem de construir seu universo e de expandi-lo sem prejudicar o que já foi feito.

site: http://www.lerparadivertir.com/2018/04/principe-lestat-e-os-reinos-de.html?showComment=1523483009499#c4937610636466217682
comentários(0)comente



6 encontrados | exibindo 1 a 6