Os Arteiros Mágicos

Os Arteiros Mágicos Neil Patrick Harris




Resenhas - Os Arteiros Mágicos


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Jully @juliannevituri 15/03/2018

Respeitável público, leia essa resenha repleta de mágica!
HISTÓRIA

Carter perdeu seus pais e agora vive com um tio rabugento que ensinou truques de mágica para ele, na intenção de que Carter o ajudasse a roubar pessoas. Mas Carter não aceita isso, e cansado, resolve fugir.

Ele vai parar numa cidade onde está rolando uma atração de circo, e acaba conhecendo mais cinco crianças, cada uma delas tem uma habilidade mágica. Mas a cidade está correndo perigo, e junto, eles tentarão salvá-la.

O QUE ACHEI

Os Arteiros Mágicos é um livro middle grade (middle grade são livros que não são nem infantil, nem YA, fica ali no meio), mas eu recomendo para todas idades, seja você uma criança, adolescente, adulto ou idoso. Se você gosta de se divertir, está aqui minha recomendação.

O começo da história foi uma vibe total de Desventuras em Série, portanto já me prendeu de cara. Mas em vez de ser uma infinita tragédia, ele é super divertido! E a escrita de Neil Patrick Harris é sensacional, muito fluida e cativante.

A amizade entre os personagens vai se construindo, e é lindo de ver.
Sem contar que o livro é repleto de ilustrações lindíssimas. E que ele é um livro bem interativo, o narrador sempre para pra conversar com a gente, e também dá várias aulinhas de truques de mágica, eu até tentei algumas, HAHAHA.

Mas também tem outra forma de interação: Enigmas.
Isso mesmo, logo no começo você já percebe que precisa desvendar um enigma, que eu inclusive passei um bom tempo, sendo que era SUPER fácil e que tava na minha cara o tempo todo, HAHAHAHA. E no final, temos mais dois enigmas, o último eu ainda não fiz, mas estou bem curiosa.

Enfim, amei essa leitura, e durante todo o tempo me senti dentro de um show de mágica mesmo!

Os Arteiros Mágicos é uma série, e eu já quero os próximos livros.
.
.
Para mais resenhas e conteúdos literários, me siga no instagram: @juliannevituri

site: https://www.instagram.com/juliannevituri/
comentários(0)comente



Nati Amend @livrosdanati 01/05/2018

Uma ótima leitura para quem aprecia o lado mágico da vida.
“Mágica pode significar muitas coisas diferentes para pessoas diferentes. Para algumas, é tirar um coelho da cartola. Para outras, mágica é um dia fresco de outono ou um abraço carinhoso de um ente querido."

Desde o início, deixei clara a minha empolgação com esse livro do Neil Patrick Harris (um dos meus atores preferidos), mas deixa eu contar para vocês porque esta leitura superou as minhas expectativas!

Bem, tudo começa com uma perseguição na linha do trem. Nosso protagonista Carter Locke, um menino magricela e de olhar sincero, está tentando escapar da realidade dolorida que é a sua vida.

Depois que seus pais simplesmente desapareceram, Carter virou órfão e acabou tendo que morar com seu tio Velhaco, um homem rude, miserável e que o obriga a fazer mágica enquanto este rouba o público. Mas o sonho de Carter é aprender novos truques de mágica para apenas entreter as pessoas.

"Confie em mim quando digo que transformar uma cara feia num sorriso pode ser o truque de mágica mais gratificante de todos."

Após sua fuga, ele acaba parando em uma pequena cidade, em que o circo B. B. Bosso está instalado. E é neste cenário que irá conhecer Sr. Vernon, e seus mais novos amigos, Leila, Theo e Ridley.

Essa leitura me sensibilizou de muitas formas. Tanto a escrita suave de Neil, quanto seus personagens inocentes, tornaram a estória muito agradável. Mas o que mais me tocou foi a sutileza com que certos temas foram abordados.

De uma forma delicada e, ao mesmo tempo, real, o autor destaca questões como desigualdade social, adoção, discriminação e estruturas familiares, sem perder o humor.

Uma aventura doce e mágica! Para os pais e adolescentes que sempre me pedem dicas de leituras de classificação livre, acredito que esse livro seja uma ótima recomendação.

site: https://www.instagram.com/p/Bh7ZmSYg6Lq/?taken-by=livrosdanati
Flavio Lima 02/05/2018minha estante
Ela é muito mágica ela. :D




Nath Correia @bibliotecadanath 08/05/2018

Os arteiros mágicos l @nph l @plataforma21_ l 239 páginas l 5’
Carter não acredita em mágica de verdade. Após o desaparecimento dos seus pais, o garoto passa a viver com o seu tio Velhaco, um homem inescrupuloso, que o obriga a fazer mágica para distrair o público enquanto realiza pequenos furtos. Cansado de sua triste situação, Carter decide fugir e acaba chegando na cidadezinha de Mineral Wells onde o circo do B. B. Bosso está instalado. É nessa cidade que Carter irá conhecer o Sr. Vernon e seus novos amigos, Leila, Theo e Ridley e juntos eles tentarão impedir que Bosso e sua trupe de ladrões continuem aterrorizando os moradores da cidade.

Já inicio essa resenha dizendo que todas as expectativas que eu tinha para ler o livro escrito pelo meu amado Neil Patrick Harris foram mais do que superadas! “Os arteiros mágicos” foi uma surpresa maravilhosa que ao mesmo tempo que fala sobre mágica – tanto a real que está presente nas pequenas coisas como na amizade, no amor e no companheiro quanto a irreal presente em truques que parecem impossíveis e desafiam a lógica (mesmo para a imaginação mais fértil) – também aborda temas difíceis e sensíveis como adoção, abandono, discriminação e desigualdade social.

Com uma escrita leve, envolvente e divertida, o autor apresenta personagens cativantes, dotados de uma inocência típica da infância e com uma representatividade de encher os olhos. Impossível não se deixar cativar por Carter e sua teimosia em não acreditar em mágica, por Theo e seu amor pela música, por Leila e seu encanto por cadeados e fechaduras, por Ridley e sua inteligência e pelos gêmeos Olly e Izzy e seus shows de talentos.

A criatividade tão característica do autor está presente em cada página ao apresentar uma história cheia de enigmas e mistérios que o leitor precisa desvendar, pequenas aulas sobre truques de mágica que me fizeram ficar treinando enquanto lia e ilustrações fofinhas que só aumentaram meu interesse durante a leitura. A mensagem que ficou foi que sempre existe um lugar para nós, basta não desistir e continuar procurando pois ele pode estar onde menos esperamos... Recomendo muito a leitura e garanto que você não se arrependerá pois ela será LEGEN - WAIT FOR IT - DARY!

Instagram: @bibliotecadanath
comentários(0)comente



Gabe | @gabereader 26/05/2018

De volta para a infância!
“Mágica pode significar muitas coisas diferentes para pessoas diferentes. Para algumas, é tirar um coelho da cartola [...] Para outras, mágica é um dia fresco de outono ou um abraço carinhoso de um ente querido."

Em resumo temos aqui a história de um garoto órfão, o Carter, que vive com seu tio após o desaparecimento dos seus pais. Seu tio faz truques de mágica mas não os usa honestamente, usa para arrancar dinheiro das pessoas. Algo que incomoda o Carter. Ambos se envolvem numa confusão, levando o garoto a fugir pra outra cidade. E é em Mineral Wells, que Carter vai encontrar: um circo, um grupo de vilões e uma turma de amigos que juntos vão se envolver em altas aventuras e perigos!

"A magia dos verdadeiros amigos é que, mesmo de distantes estão, eles não podem ser separados do que habita no coração."

Apesar de ser um infanto juvenil, este livro é para qualquer idade! Neil Patrick Harris simplesmente nos transporta para dentro da historia de maneira fantástica com uma escrita divertida e carregada de emoção! Longe dos clichês, o autor nos faz sentir o gostinho da infância novamente. Por vezes senti aquela sensação do que foi ser criança, das brincadeiras e aventuras. O livro traz ainda grande representatividade, uma de nossas arteiras é adotada por um casal de homens, outra é cadeirante e nem por isso foi retratada como alguém incapaz, e ainda um personagem negro em destaque, ou seja, fugindo dos estereótipos.

Os arteiros mágicos é mais que uma história de magia e aventura, é um livro sobre amizade, sobre pertencer a um lugar e ser amado sendo você mesmo com toda a sua sinceridade! Recomendadíssimo!

Ps.: O livro é interativo, ao longo da história narrador conversa com o leitor, ensina truques de mágica e solta pistas por todas as páginas pra que no final montemos uma mensagem secreta!
comentários(0)comente



Amanda Campelo | @booksdaamanda 19/06/2018

Resenha para o Blog Anne & Cia
Os pais de Carter desapareceram e ele teve que viver com o seu tio Velhaco, o qual Carter não gosta nadinha, pois apesar de os dois viverem e gostarem muito de mágica, o seu tio apenas trapaceia as pessoas para assim diante de uma oportunidade roubar os espectadores, o contrário de Carter que ama mágica fazendo o lembrar-se dos ensinamentos de seu pai.

Então Carter resolve que é hora de fugir de seu tio e embarca em um trem indo parar em uma cidade chamada Mineral Wells, onde o grande circo do Bosso está instalado. E é nesta cidade onde a mágica acontecerá, apesar de Carter não acreditar que mágica existe de verdade. É lá que Carter irá conhecer outras crianças que também fazem ilusionismo e tentar deter os planos do malvado Bosso de enganar as pessoas em seu circo.

O autor do livro é bem conhecido, ele atuou em uma série bastante famosa chamada How I Met Your Mother, apesar de eu nunca ter assistido a série ou ser fã do autor, eu me interessei em ler essa história, pois gosto bastante de ler livros infanto juvenil e com certeza esse não me decepcionou.

A história trouxe diversão contada de uma forma próxima ao leitor. É narrada em terceira pessoa, os capítulos não são muito longos e tem lindas ilustrações. Os personagens são cativantes e o autor traz diversidade na história. Além disso, tem alguns ensinamentos de truques de mágica deixando a história interativa. Queria que tivesse sido explorado mais sobre como Carter perdeu seus pais, mas foi lindo ver como a história terminou e mal posso esperar pelo próximo volume e saber como os arteiros mágicos lidarão com uma nova aventura.

Recomendo se você gosta de livros desse gênero, para presentear ou ler para uma criança.
comentários(0)comente



50livros 14/08/2018

Livro bom para voltar a ser criança
Seria possível uma pessoa descoordenada, que não curte muito mágica gostar desse livro? Sim, pode porque foi o meu caso.

O enredo é bem fofinho, bem construído, cheio de questões atuais que são tratadas de forma bem leve. Temas como relacionamentos homossexuais, abandono, roubo, expectativas familiares e preconceito a pessoas com deficiência física são falados sim nesse livro voltado para o público infantil e isso foi feito de maneira sutil, mas convincente.

Os personagens são muito bem construídos, diferentes entre si, mas que mesmo assim vivem em perfeita harmonia. O antagonista de toda a história também é bem feito, inteligente e com dois lados a serem apresentados. Nenhum indivíduo nesse livro é raso, mas não são complexos, perfeitos para ao que se propõe.

Confesso que o livro começou meio lento, meio esquisito, mas acho que a continuidade, a forma como ele foi se mostrando e até se modificando encontrou o caminho certo para a diversão. Todo o livro é permeado por brincadeiras, enigmas, truques e desafios, criando um clima bem divertido na leitura, coisa que não se vê todos os dias. Muitas crianças tem dificuldade de ler por conta de livros mal escritos e com histórias enfadonhas, mas esse aqui consegue ter todos os temperos na medida certa, o que é um trunfo por si só.

Mas se você gostou tanto, por que ele não teve nota máxima no quesito "desenvolvimento e escrita"? Porque acho que esse não é um livro que vá agradar todo mundo. Nessa leitura coletiva, vi muita gente decepcionada porque não encontrou grandes reviravoltas e mistérios truncados. Acho que vale lembrar que é um livro para crianças. A meu ver, livros infantis não existem para serem obras primas literárias, mas sim o primeiro degrau na vida de leitor daquele sujeito. É só o primeiro passo e acho que essa obra se sai muito bem. Creio que uma criança vá curtir muito a leitura e vá se interessar por ler a partir dele.

"Os Arteiros Mágicos" foi uma leitura linda, calma e muito divertida, mas lembre-se: leia com olhos de sua criança interior, ela vai curtir muito essa leitura. ;-)

site: www.50livros.com/single-post/2018/05/29/RESENHA-de-Os-Arteiros-Mágicos-de-Neil-Patrick-Harris---TBRMAIO2018
comentários(0)comente



Bruno 01/09/2018

Resenha @leitor_noturno
Os Arteiros Mágicos
.
Autor: @nph
Editora: @plataforma21_
Estilo: Fantasia Infanto-juvenil
Resumo: Carter é uma criança que vivia com seu tio trambiqueiro, acostumado a assistir às suas trapaças aprendeu muitas coisas sobre como enganar pessoas com truques de ilusionismo, quando foge do tio pilantra ele precisa se virar sozinho para sobreviver. Nessa luta pela própria vida, ainda na fase infantil, ele vai encontrar muitos perigos, principalmente quando a gangue de B.B. Bosso e seus palhaços começa a roubar a cidade inteira. Mas mesmo ele, acostumado a ser sozinho no mundo, encontra outros 5 garotos, que também têm seus truques, vê a importância de ter amigos e o quanto eles podem ajudar. Juntos vão descobrir o valor da amizade, da luta, da magia e principalmente da vida. Um livro escrito pelo multipremiado ator de How I Met Your Mother, Neil Patrick Harris, apresenta uma interação com o leitor jamais vista antes, falando diretamente com quem lê, ensinando mágicas e trazendo vários enigmas para serem resolvidos. O início de uma série cheia de novidades para a literatura, leve, rápido de ler e muito contagiante. Venha descobrir sobre essa história, você não pode deixar de conhecer os Arteiros Mágicos.
Capa: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Edição: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ (sim 6 estrelas)
Personagens: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Ação: ⭐️⭐️⭐️
Ambientação: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Aventuras: ⭐️⭐️⭐️⭐️
Fantasia: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Descrição: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Lutas ⭐️⭐️⭐️
Vilões: ⭐️⭐️⭐️
Interação com o Leitor: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ (6 também)
Nível como Infanto-juvenil: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Nível como Trilogia: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Nível como Primeiro Volume: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Conclusão do Volume: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Tradução: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Fluidez da Leitura: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Final: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️

site: https://www.instagram.com/leitor_noturno/
comentários(0)comente



Douglas MCT 12/09/2018

A literatura é um outro nome para mágica
Repleto de personagens carismáticos, um narrador divertido e uma história envolvente, o ator que eternizou Barney em How I Met Your Mother (e mais recentemente o Conde Olaf em Desventuras em Série), usou de sua paixão por mágica para produzir um dos melhores livros infanto-juvenis dos últimos anos.

Carter é mais habilidoso do que imagina, mas ele não acredita em mágica de verdade. Quando os pais do garoto desaparecem, seu tio Velhaco o obriga a viver de trapaças nas ruas, até que o protagonista resolve escapar. Ao fugir, porém, ele jamais esperava encontrar amigos e magia numa cidadezinha pacata da Nova Inglaterra. Mas, como num passe de mágica, tudo muda assim que o ambicioso B. B. Bosso e sua trupe de palhaços ladrões chega tocando o terror no lugar. Com trabalho em equipe e muita magia, Carter e os arteiros farão de tudo para livrar a cidade das garras do vilão.

Guilherme Miranda conseguiu traduzir muito bem o espírito da trama e fazer um encaixe certeiro de palavras e truques entre frases e expressões, ao mesmo tempo mantendo a essência do original, sem perder nossa ginga. Dessa maneira, fica fácil se identificar com pelo menos alguns dos personagens. Carter começa a história arisco, desconfiando de tudo e de todos, se abrindo bem gradualmente, mas carregando aquele potencial perfil protagonista desde o início – mesmo frágil e esboçando certo vitimismo, o menino consegue ser independente e esperto o bastante para sua pouca idade, o que o torna um sobrevivente, assim como um gatuno de primeira com as mãos ágeis, ainda que ele não use suas habilidades para furtar ninguém. Leila, por outro lado, é alegre e espivetada, sendo uma verdadeira escapista; enquanto que o sofisticado Theo guarda segredos envolvendo música e sua aptidão para levitação de objetos; por fim, a cadeirante Ridley assume o papel da nervosinha do grupo, mas de grande coração, e com um cérebro maior ainda. No mais, os gêmeos Olly e Izzy parecem ter ingressado o elenco jovem meio que gratuitamente, mesmo com suas funções convenientes lá para o fim do livro. Entre os grandes personagens, temos B. B. Bosso (ao melhor estilo vilão Disney, no sentido positivo da comparação) – que justamente ao espelhar uma versão ainda mais perigosa do tio Velhaco, representa uma grande ameaça não só para Mineral Wells, mas também para Carter; e Dante Vernon, que carrega toda aquela aura de Dumbledore, repleto de sabedoria e respeito, que acolhe os arteiros assim com os leitores e traz algo praticamente inédito pra esse tipo de literatura: o sábio mágico é gay e tem um marido (chamado de o Outro Sr. Vernon, um cozinheiro do grande hotel local, cenário importante da trama), tratado no enredo de maneira natural, sem panfletagem ou qualquer outra problemática, numa sacada bem-vinda do autor, que soube aplicar diversidade ao longo das 260 páginas (personagens negros que não caem no estereótipo de "pobre e nervosinho", pelo contrário; uma cadeirante que não é vítima de nada etc.).

A história fornece muito um clima de desenho animado, principalmente nas soluções de sequências de ação, o que ornou legal dentro da proposta, que vem belamente embalada pelas lindíssimas ilustrações de Lissy Marlin (que além da capa, enfeita várias páginas com um cartum incrível e que colabora bastante para o enredo, sem tornar a publicação exatamente num "livro ilustrado"), além de alguns momentos entre os capítulos que ensinam o leitor a fazer mágica, no traço fofo de Kyle Hilton (mas que de maneira alguma interfere no andamento da leitura).

Provavelmente escrito por Alec Azam (assumido como co-autor aqui, mas nós sabemos como funciona um nome de grife como o de Neil Patrick, não é?), o livro é ótimo em tudo o que se propõe, a começar pela temática, já que do projeto gráfico a intervenções narrativas, tudo na obra é envolvida em belos e bem sacados truques, que expandem a experiência de leitura além da própria história, que desmonta os tropos clássicos da Jornada do Herói (sem renegá-la) para articular um mosaico muito inventivo e delicioso, com uma história que conversa completamente com seu público-alvo (o infanto-juvenil) e ao mesmo tempo pode certamente atingir o coração dos mais velhos, sem erro. Atenção ainda a outras brincadeiras que mantém a magia no ar, indo do Sumário maravilhoso a introdução, com esse narrador que é tão fantástico quanto os personagens que apresenta. Neil Patrick Harris certamente concebeu aqui um clássico que vai ressoar gerações adiante, com uma narrativa refrescante e necessária para os novos tempos.

Com um acabamento caprichadíssimo, daquelas publicações que ficarão lindas na sua estante, estão planejados outros três livros para a série e fica a torcida para que a Plataforma 21 traga um por ano. Eu, pelo menos, estarei na fila para comprar. Os Arteiros Mágicos vai sim além de qualquer truque e prova que a mágica também pode ser encontrada numa inesquecível leitura.
comentários(0)comente



Dai @parasempreumlivro 15/11/2018

Carter sempre fez truques, começou aprendendo com seu pai ainda muito pequeno, e quando seus pais deixaram de vir para casa e ele teve que morar com um tio, o único parente vivo, continuou aprendendo, mas aí o propósito não era mais diversão. E sim, sobrevivência. Mas mágica? Ele nunca acreditou. Mágica não existe, para ele, tudo tem uma explicação e não há nada que não possa ser aprendido.

” Mágica pode significar muitas coisas diferentes para pessoas diferentes. Para algumas, é tirar um coelho da cartola ou serrar alguém ao meio e depois (com um pouco de sorte) encaixá-la de volta. Para outras, mágica é um dia fresco de outono ou abraço carinhoso de um ente querido. Para mim, a mágica pode estar numa história, num jogo, numa charada ou numa surpresa que me tire o fôlego.”

Tio Velhaco não tem casa e vive de abrigo em abrigo, além disso é um homem muito desonesto. Ele usa dos truques que conhece para roubar as pessoas e assim se dar bem. Apesar de miserável, é com o dinheiro dos outros que ele tem o que comer e onde dormir. No entanto, Carter não quer essa vida. Ele não quer ter que roubar para poder viver. E quando as coisas chegam no seu limite, ele pula no primeiro trem que encontra no caminho, e segue sem rumo.

Quando o trem chega ao seu destino, ele observa um bando bem esquisito de palhaços carregando sacos bem pesados em sua direção. Rapidamente ele se esconde e percebe que esses palhaços estão vindo de um circo. Com a barriga roncando, ele tenta a sorte, mas tudo o que encontra são jogos invencíveis, shows ridículos, e muitos truquesinhos bobos. E para comer? restos encontrados no lixo.

Após comer seus restos e tentar sair do circo, ele é impedido por seguranças. Eles o levam até o dono do circo, Bosso, um homem que de longe se percebe que é mal caráter. Quando Carter vê que está encrencado, ele se faz de bobo e recebe uma proposta nada agradável de se juntar ao grupo de Bosso. Ao sair de lá ele dá de cara com um homem bastante peculiar chamado Senhor Vernon, quem vai mudar a vida de Carter para sempre.

Neil Patrick Harris é um ator bastante conhecido, aclamado em Desventuras em série e amante número 1 de mágica, praticando ele mesmo alguns truques. Como autor, Os Arteiros Mágicos é sua primeira obra. Um livro para jovens e crianças, mas que encanta todas as idades. Cheio de truques e aventuras, nessa história vamos embarcar em uma jornada de aprendizagem junto com nosso protagonista Carter.

” – Bobagem. Você é um rapaz com uma grande inteligência, um bom senso ainda maior e um código de conduta honroso. Não importa onde moramos ou o que possuímos, essas são as coisas mais importantes.”

Carter perdeu os pais muito cedo, e sem opção de escolha teve que ir morar com um tio. Um tio que usa de suas habilidades como “mágico” para enganar as pessoas, e com o que rouba ter o que comer e onde dormir. Porém, Carter não aprova as atitudes do tio e quando é obrigado a fazer o mesmo, ele decide fugir, com uma mala cheia de tranqueiras rumo a qualquer lugar bem longe dali.

De início as coisas não serão nada fáceis para nosso jovem protagonista. Mas ele irá conhecer um homem, que lembrará muito o seu pai, e ensinará a ele que talvez mágica exista sim, mas pode não ser feita apenas de truques, como ele pensa que é, mas sim de acontecimentos e emoções. E junto com um grupo de amigos para lá de divertidos, Carter embarcará em uma aventura para desvendar os mistérios do circo B.B. BOSSO.

Eu gosto muito de livros voltados para o público infantil, porque é certo encontrar nessas leituras uma história sem nenhum tipo de malícia, e com ensinamentos incríveis para crianças, de respeito, amizade, honestidade; e que para nós adultos serve como um ótimo lembrete de como é bom ser criança. E, com certeza, em Os Arteiros Mágicos não poderia ser diferente. Neil Patrick Harris usa e abusa dessas características, juntamente com uma aventura repleta de mágica.

Além de toda a diversão que Carter e seu novos amigos encontram, o livro também é interativo. Ele te ensina truques de mágica e também esconde alguns segredos na leitura que é muito gostoso de desvendar. E também é repleto de imagens ilustrativas, em preto e branco, mas que nos deixam conhecer um pouquinho dos personagens, tornando a experiência de leitura ainda mais completa.

Vale lembrar que este é o primeiro livro de uma série, que a princípio será composta de quatro livros. No entanto, o livro tem um final, e entende-se que os próximos serão novas aventuras com Carter e sua turminha de arteiros mágicos. E eu não vejo a hora de conferir, pois este livro, para o primeiro de um autor, ficou incrível e todas as interações dele para conosco leitores funcionaram muito bem.



site: http://resenhandosonhos.com/os-arteiros-magicos-neil-patrick-harris/
comentários(0)comente



douglaseralldo 03/01/2019

ABRACADABRA! 10 CONSIDERAÇÕES SOBRE OS ARTEIROS MÁGICOS, DE NEIL PATRICK HARRIS
1 - Divertido e vibrante, Os Arteiros Mágicos é um livro com múltiplas possibilidades que para além da narrativa, possibilita a seus jovens leitores variadas formas de interatividade e também tutorias bacanas para você iniciar sua jornada pela mágica;

2 - Enquanto narrativa, a obra se alicerça nos principais elementos das narrativas infanto-juvenis, trazendo seu protagonista órfão que ao escapar da tirania do parente que lhe cuida e com ele vaga pelas ruas, acaba parando numa cidadezinha em que encontrará novos sentimentos e fará descobertas incríveis sobre si mesmo e seu talento para as artes mágicas;

3 - Carter é este garoto, um jovem explorado por seu tio Velhaco e que vive pelas ruas assistindo aos trambiques e roubos do parente. Todavia, a despeito da companhia, Carter possui valores morais bastante sólidos, tanto que entra em conflito com o tio, de quem foge e acaba indo parar numa cidadezinha chamada Mineral Wells;

+:http://www.listasliterarias.com/2018/12/abracadabra-10-consideracoes-sobre-os.html

site: http://www.listasliterarias.com/2018/12/abracadabra-10-consideracoes-sobre-os.html
comentários(0)comente



Book.Obsession 29/04/2019

Após o desaparecimento de seus pais, o jovem Carter, passa a morar com seu tio Velhaco. Desde novinho, ele aprendeu mágica e suas habilidades foram aumentando de acordo com a prática. Mas por causa da ganância e falta de recursos de seu tio, ele era obrigado a ser cúmplice de seus delitos e deixou de acreditar no poder da mágica.

“Mágica pode significar muitas coisas diferentes para pessoas diferentes. Para algumas, é tirar um coelho da cartola ou serrar alguém ao meio e depois (com um pouco de sorte) encaixá-la de volta. Para outras, mágica é um dia fresco de outono ou abraço carinhoso de um ente querido. Para mim, a mágica pode estar numa história, num jogo, numa charada ou numa surpresa que me tire o fôlego.”

Cansado das trapaças do tio Velhaco, Carter resolve fugir embarcando no trem que estava passando na central. O destino é a cidade de Mineral Wells, completamente desconhecida para Carter. Sozinho e sem recursos, apenas com sua bolsa e poucos pertences, ele passa andando pela cidade para não chamar atenção e se depara com vários palhaços carregando bugigangas em direção do circo do B.B. Bosso que atrai várias pessoas.

“O saco de dinheiro começou a se mover, parecendo dançar em sincronia com a música do violino. O público começou a aplaudir de novo. Carter ficou olhando para o saco de dinheiro se movendo. Parecia a manobra de Vernon daquela manhã, fazendo a carta de baralho dançar no ar. Mas como faziam aquilo? Não era mágica; devia ser algum tipo de truque.”

Por ser um menino cheio de habilidades e desacreditado com a alegria que a mágica pode trazer as pessoas, ele se depara com um senhor muito simpático que nota suas aptidões e pede para que tome cuidado, pois o pessoal do B.B. Bosso pode trazer perigo para ele e explorá-lo caso não fique longe.

Com fome e nenhum dinheiro, ele decide catar algumas sobras de alimentos do lixo e a oportunidade de Bosso fisga-lo estaria próxima se ele não inventasse uma desculpa e saísse de perto deles. Por mais que Carter não tenha como se manter, nunca passou por sua cabeça roubar ou trapacear como seu tio Velhaco.

Assim que decide aceitar o convite para encontrar o Senhor Vernon em sua loja de mágica, Carter se depara com uma turminha onde enfrentarão várias aventuras e tudo isso mudará para sempre a forma desse menino ver a vida, a mágica, em uma surpresa atrás da outra.

“Carter estava aprendendo que existia, sim, mágica de verdade. Você só precisa saber onde procurar.”

resenha completa no blog.

site: https://www.bookobsessionblog.com/2019/04/resenha-os-arteiros-magicos-neil.html
comentários(0)comente



Dani @oslivrosdadani 13/06/2019

Super gostosinho de ler.
Com o desaparecimento dos seus pais Carter vai morar com seu tio. Velhaco é um mágico que usa suas habilidades para a trapaça.
O sobrinho é tão habilidoso quanto, mas não acredita em magia de verdade. Ele é muito rápido e talentoso com as mãos. Capaz de fazer coisas sumirem e aparecerem novamente em um piscar de olhos.
Mas bem diferente do tio, o garoto não concorda em usar esse seu talento para enganar as pessoas. Por isso na primeiro oportunidade que encontra Carter decide fugir.
O que ele jamais esperava encontrar  seria uma  pacata cidade recheada de magia e de novos amigos.

...Mágica pode significar muitas coisas diferentes para pessoas diferentes. Para algumas, é tirar um coelho da cartola ou serrar alguém ao meio e depois (com um pouco de sorte) encaixá-lo de volta. Para outras, mágica é um dia fresco de outono ou um abraço carinhoso de um ente querido. Para mim, a mágica pode estar numa história, num jogo, numa charada ou numa surpresa que me tire o fôlego...

O  cenário de calmaria de Mineral Wells está preste a ser alterado com a chegada de B.B. Bosso e sua trupe de ladrões, que objetivam tocar o terror naquele lugar.
Será que Carter e os outros arteiros estão pronto para desmascarar o Circo, impedir um grande roubo ? E o mais importante, será que irá descobrir que mágica realmente existe?

Neil Patrick Harris (ator que ficou consagrado como Barney em How I met your mother) nos apresenta personagens super carismáticos , muito bem construídos e altamente representativos.  Além de Carter, temos Leila uma garota super alegre que foi adotada por dois homens. Theo um violonista negro que utiliza seu dom da música a favor da  magia. E Riley uma cadeirante super inteligente, que no início da narrativa se mostra reticente a tudo relacionado ao Carte, mas que ao decorrer da história nos mostra seu grande coração.
Uma história divertida e harmoniosa, com ilustrações belíssimas e sem contar que ainda há interações com o leitor ao decorrer da narrativa. Mesmo sendo classificado como juvenil, eu a indico para todos aqueles que buscam uma
Leitura rápida e encantadora.
comentários(0)comente



Dani 17/06/2019

Os Arteiros Mágicos
Livro infantojuvenil / juvenil
Além de toda história do garoto Carter Locke, com a perca da família e suas aventuras mundo a fora, o livro é cheio de segredos e códigos que te fazem ir atrás para decifrar... Tem também ilustração e descrições para você aprender pequenos truques de mágica...
comentários(0)comente



13 encontrados | exibindo 1 a 13