A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos

A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos Nedram Solrac




Resenhas -


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Tecocesar 05/09/2019

Uma saga realista.
A imagem de cavaleiros, mágicos e jornadas continentais me aparece na mente sempre que vejo um título com "saga".
Bem, neste livro os personagens não são lá cavaleiros, mas possuem seus próprios códigos de conduta; não são mágicos, mas um deles possue um dom; e a viajem fantástica se resume de Fortaleza à Horizonte ( uma cidade vizinha).
Mesmo assim, o livro conta a história de uma saga, que realmente é fantástica.
Sabe o seriado "24h" com o personagem Jack Bauer, que conta a história de como ele vai salvar o mundo hora por hora? Pois é, o livro traz essa perspectiva, mas com dois amigos que faltam uma reunião importante do trabalho e que decidem naquele dia encontrar os amores de suas vidas.
Praias, amores antigos, amigos novos, e muita bebida fazem parte dessa história.
Um livro que vale muito a pena!
comentários(0)comente



Cecília @febredelivro 18/07/2018

A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos [ Resenha Literária ]
Oii gente, hoje vim indicar uma obra no qual nos mostra a sensatez da escrita de um autor, com sua obra encantadora, misturando uma trama policial incrível. A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos, escrita por Nedram Solrac e publicado pela Editora Semeando Livros.

Este livro nos levará à uma grande jornada de mistérios de uma amizade inseparável entre dois amigos. Nas vinte e quatro horas de duração dessa história, nossos protagonistas nos levará a uma aventura em tanto, tomados por suspense, mistérios, personagens interessantes e vários goles tomados em noites em claro.

'' - Cara, em certas ocasiões, o elemento brincadeira não é desculpa para determinadas condutas, porque, mesmo como brincadeira, elas ainda são inadequadas. ''

Com dois personagens cativantes e realmente uma dupla inacreditável, que foram capazes de deixar essa história com mais emoção com dias extraordinários vividos pelos personagens, uma trama com um plano de fundo, advocacia e suspense.

A sensatez de escrever uma obra repleta de bom humor e um desenrolar inacreditável, com experiencias vividas por nossos personagens, narrado de forma excelente pelo autor Nedram Solrac.

Gostei da aventura proposta nesse livro, uma obra que indico muito para todos aqueles que gostam de aventura, suspense, mistério e principalmente apreciam uma amizade radical e inseparável.

site: Blog Febre de Livro ( http://febredelivro.blogspot.com.br/ )
comentários(0)comente



Aione 17/05/2018

A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos é o romance de Nedram Solrac que, com muito bom humor, subverte o gênero épico. O livro foi publicado pela editora Juruá e proporciona uma leitura repleta de aventuras e digressões.

Quando em uma manhã de sábado dois amigos decidem não comparecer a uma importante reunião no escritório onde trabalham para partirem em uma aventura, dá-se início uma narrativa composta por inúmeros episódios vivenciados pelos personagens.

As primeiras páginas de A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos já entregam algumas informações relevantes sobre a obra. Em primeiro lugar, o narrador da saga, embora não participe das ações narradas, se faz presente a todo momento na leitura, fazendo questão de se identificar como tal e demonstrando sua implicação na história relatada — afinal, sem ele para contar os fatos ao leitor, não haveria o que ser lido. Depois, a situação do protagonista logo na primeira cena, que inicia o livro acordando na manhã do dia seguinte ao período narrado, já antecipa que algo grandioso será contado e cria no leitor a expectativa para receber a história.

A narrativa é repleta de humor do começo ao fim, seja pelos comentários do próprio narrador seja pelos diálogos travados entre os personagens. Ainda, a ironia da obra é intensificada quando toda ideia de “saga” e do papel de “herói” do protagonista se revelam nada mais como um dia — bastante atribulado, é verdade — composto por situações comuns a dois amigos em pleno século XXI. Ainda, embora eles estejam vivendo em meio aos anos 2000, são inúmeras as referências das décadas de 1980 e 1990, o que complementa o livro em termos de informação e dá a ele um ar bastante agradável pelas menções.

Aliás, ser informativo é uma característica importante de A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos. Tanto o narrador quanto o protagonista são figuras notadamente dotadas de um grau de erudição. São muitos os comentários e digressões que demonstram pontos de vista sobre áreas diversas de conhecimento, reforçando esse caráter na leitura. Contudo, ao mesmo tempo em que isso confere um aspecto positivo ao livro, também ajuda a torná-lo mais lento e cansativo em algumas passagens. Iniciei a leitura esperando que uma grande aventura fosse narrada e acabei encontrando mais episódios recheados por diálogos do que acontecimentos em si. Depois de um tempo, passei a sentir dificuldade em me fixar à narrativa e senti até mesmo certo desinteresse na história. Ao final, me agradou perceber com o autor foi capaz de sutilmente ligar os episódios e demonstrar como os diálogos revelavam pistas para isso; mas, ainda assim, acredito que a história poderia ter um melhor desempenho se fosse mais enxugada em digressões e diálogos e mais voltada às ações.

Em linhas gerais, A Fantástica Saga dos Pequineses Desaparecidos foi uma leitura bastante peculiar e que me agradou especialmente por sua construção. Embora da segunda metade em diante eu tenha feito uma leitura mais lenta e menos voraz, a primeira metade certamente foi capaz de despertar meu interesse pela obra como um todo.
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3