A Verdade Vencerá

A Verdade Vencerá Lula




Resenhas - A verdade vencerá


24 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Sara.Lupion 01/09/2020

Sempre necessário!
Independente da situação em que o país se encontra, quem está no poder ou quais dilemas marcam o período, esse livro sempre será necessário!
Não se trata apenas de uma biografia do ex-presidente Lula, mas durante a entrevista e contextualização do cenário político, conseguimos aprender muito sobre a história do nosso país.
Recomendo à todos que queiram ficar por dentro do que acontece no nosso Brasil!
comentários(0)comente



Anna.Alves 06/08/2020

Tão atual...
Em determinadas passagens pensei estar lendo sobre situações de hoje. Que privilégio poder ter sido testemunha do mundo na era Lula. Livro muito necessário para entender tudo sobre o golpe de 2016!
comentários(0)comente



Maick 03/07/2020

Uma bela história de vida
O livro é recomendado a todos que tem interesse em conhecer mais sobre a história de vida de Lula e como foi sua jornada até se tornar presidente do Brasil. Os temas são abordado através de perguntas que o Lula respondeu detalhadamente e sem fugir de nenhum tema. Fala da seu começo, sua vida sindical, construção do PT, sua vitória como presidente e seus projetos que trouxeram melhorias e direitos básicos a milhões de brasileiros, e como não tinha como deixar de fora: fala sobre golpe construído pra tirar a presidenta Dilma e logo mais, tirar ele da disputa eleitoral de 2018, através de provas frágeis que numa situação onde a constituição é respeitada, não seria o suficientes para condenar alguém. A questão é que o Lulinha paz e amor fez muito pelo Brasil, e se por um lado transforma ele numa pessoa amada por muitos, também faz ser odiado por outros.
comentários(0)comente



Beth 25/06/2020

Personificação da resiliência
"Hoje alguns que bateram panela [em protesto contra a Presidenta Dilma] estão pensando em bater a cabeça, com vergonha de dizer que foram bater panela"
Certíssimo!
comentários(0)comente



felipe.cesar 16/06/2020

Lula guerreiro
Trata-se de entrevistas feitas por jornalistas ao ex Presidente Lula expondo fatos e opiniões que mais tarde mostraram o verdadeiro motivo do cárcere isso justo a qual foi submetido o Presidente para depois ser libertado! É um livro sobre a história do Brasil!
comentários(0)comente



Ingrid Bays 21/05/2020

A escrita não permite que essa história seja silenciada. Seguimos. A luta segue.
comentários(0)comente



Nathália 21/04/2020

Bom
Gosto da figura do Lula, mas me incomodei um pouco com alguns momentos em que sua fala aponta certa arrogância.
Não foi um livro que me surpreendeu. Acredito que devamos ser lúcidos ao avaliar obras que venham falar sobre personagens reais tão polêmicos.
comentários(0)comente



Mateus 28/02/2020

Jamais poderão aprisionar nossos sonhos
Meu segundo pai. Ladrão do carai roubou meu coração.
comentários(0)comente



gabi loves chaos walking 22/02/2020

Lula livre
uma ótima análise do cenário de uma das maiores perseguições políticas do Brasil, a visão de especialistas no assunto assim como o ponto de vista do lula na entrevista, mostra a fragilidade da democracia e a história do maior presidente do Brasil
comentários(0)comente



Ane Elyse Fernandes 16/01/2020

Digam o que quiser: foi e é o melhor presidente que já tivemos.
"(...) Lula serviu, isso sim, para porteiro capaz de abrir as portas de uma casa que poderia (e talvez ainda possa) algum dia deixar de ser de poucos para ser de todos. Este o seu grande pecado: monstrar que outro mundo é e deve ser possível".

Em um contexto político tão dividido em que vivemos, acirrado desde a ascensão do golpichemnt da ex-presidenta Dilma Rousseff, ler tal livro é simplesmente uma tarefa árdua, difícil, mas incrivelmente necessária, pois nos mostra, a partir dos relatos e palavras do próprio ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, suas interpretações, opiniões e divergências com os fatos que se desenrolaram desde o fatídico ano de 2015.

Há quem possa pensar que sou uma PTista, mas a verdade é que não sou. Contudo, como fazem os autores desse livro (e os cidadãos conscientes deste país), consigo reconhecer os vastos avanços obtidos durante os seus dois mandatos (2003 a 2010). Obviamente, até mesmo pela visão política que cunhou ao longo de sua trajetória, Lula cometeu vários equívocos a partir da sua defesa da conciliação. Infelizmente, como ele mesmo diz, não propõe nada revolucionário, pois reconhece que, dentro dos jogos políticos e de poder, quis fazer aquilo que era possível. Buscou o diálogo entre os conflitos de classe, enxergou os cidadãos miseráveis como aqueles que ansiavam o ter (através do incentivo ao consumo) e de fato, por mais que não enxergue assim, acabou cooptando parte das lideranças dos movimentos sociais (o que afetou diretamente na capacidade de mobilização política e de base dos mesmos nos momentos tensos).

O presente livro é extremamente importante no período em que vivemos, pois demonstra o quão emblemático foi o transcurso da acusação, condenação e prisão (injusta e equivocada) do ex-presidente em 2018. Não resta dúvidas sobre o alinhamento entre os altos escalões da direita e extrema-direita brasileira, junto às mídias tradicionais e a Justiça, para que determinasse - sem qualquer lisura no processo em questão - a transformação da emblemática figura de Lula em sinônimo de ladrão, corrupto e bandido.

A Vaza Jato, desde então, vem corroborando ainda mais com as evidências já apontadas nesse livro, sobre a postura política do ex-juiz Sérgio Moro, bem como, como as alianças para desacreditar e enfraquecer Lula, para as eleições de 2018, estavam corretas. Infelizmente, tais notícias não surtiram quaisquer efeitos efetivos no cenário político atual, mas foram cruciais para dar maior visibilidade à cooptação do Judiciário aos interesses político-partidários dos setores conservadores e autoritários deste país.

Hoje, temos Lula Livre, mas um país extremamente dividido, com sua soberania ameaçada, retomando um projeto de país excludente e segregador, que baseia-se no complexo de vira-lata e de lambe-botas dos EUA sob a figura do ridículo e desnecessário Jair Bolsonaro. O que vemos, desde 2016, é o desmantelamento de políticas públicas e ações sociais que, conseguiram transformar a vida de milhões e milhões de pessoas, através da garantia ao acesso à educação, saúde, habitação e a geração de empregos.

Acredito que tal leitura seja imprescindível para quem quer conhecer, minimamente, como refletia e se posicionava - para além das manchetes de jornais e reportagens sensacionalistas - o ex-presidente Lula nos momentos prévios à expectativa de uma eminente prisão. Vale muito a pena tal leitura, independente dos pré-julgamentos sobre quem ele é, sua importância ou até mesmo, sua inocência/culpa.
André Lisboa 16/01/2020minha estante
Um livro bastante sintomático do situação política atual. Adorei a resenha :D


André Lisboa 16/01/2020minha estante
Um livro bastante sintomático da situação política atual. Adorei a resenha :D




Gu Henri 28/10/2019

Não leria este livro se o curso da história se mantivesse o do progresso, mas a exigência que a atualidade requer me colocou como uma certa obrigação ler esta entrevista. E, longe de eu ser petista, de não ter muitas críticas ao PT e ao próprio Lula, mas fato inegável é o tamanho que essa personalidade é! Não há como dizer que não! É fato! E não por menos, já que um presidente preso recebe mais visita do que o próprio presidente em exercício. Soa constrangedor uma pessoa como Lula, com sua idade, com sua história, com acusações caluniosas e infundadas, e pelos lutos sofridos recentemente, tenha que além de tudo provar que merece estar livre, pois o processo não se sustenta por si só, e mais que claro está que tudo foi orquestrado para dar continuidade ao golpe de estado.

Com toda certeza, para quem diz que o Lula é analfabeto, burro, idiota, e o que quiserem acusar, não devem ter a capacidade que esse cara tem! Porque se uma pessoa analfabeta e burra pensar como ele pensa, como ele age politicamente, o mundo seria outro!
Apesar de o conteúdo ser mais pela exigência, ainda mais quando se privava de Lula poder dar entrevistas estando preso, o livro foi lançado como uma ótima estratégia, já que foi disponibilizado gratuitamente, e é a transcrição de uma entrevista bem interessante e ponderada.
priscila.bassipenteado 28/10/2019minha estante
Tem parte do áudio da entrevista no Anticast, é incrível haha


Gu Henri 28/10/2019minha estante
Eu ouvi a entrevista bem antes de ler o livro. Por isso li o livro. Muito bom mesmo. O cara tem uma retórica e um jeito de conquistar as pessoas. Isso é inegável, o carisma é gigante. O Caetano Veloso certa vez falou que o Lula era grosseiro e analfabeto, e a mãe do Caetano, fez questão de ligar pro Lula pra pedir desculpas pelo filho...


priscila.bassipenteado 29/10/2019minha estante
Nossa sim, ele imitando os cubanos, é demais


Gu Henri 29/10/2019minha estante
Sim... Rs praticamente eu vi todas as entrevistas que ele deu.


Vital 30/10/2019minha estante
Tem gente especialista em Cuba comentando. Sempre a mesma ladainha. Quem não tem argumentos...


Marc 31/10/2019minha estante
"Com toda certeza, para quem diz que o Lula é analfabeto, burro, idiota, e o que quiserem acusar, não devem ter a capacidade que esse cara tem!"
Parabéns pelo argumento, hein! Ao contrário de vc, não vou escrever um livro cheio de erros de concordância, talkei?




Iuan Lima 28/04/2019

Lula por Lula!
A grandeza do maior estadista e líder político brasileiro é sem igual. A penas leiam!
comentários(0)comente



Guaranádoamazonasémassa 22/04/2019

Por falta de uma boa e tranquila oportunidade não fiz a resenha desse livro assim que terminei. Mas como acordei comigo que faria um resenha para ccada livro lido, torno aqui para pagar promessa. A boitempo é uma editora de viés ideólogico voltado para a esquerda. Partindo dessa premissa, a Faculdade Mackenzie achou justa censurar exposição dos livros da Boitempo em seu espaço. https://www.revistaforum.com.br/reitoria-da-universidade-mackenzie-censura-boitempo-e-contracorrente/
Deixo aqui essa nota.
Já li, em outro oportunidade, um livro sobre Lula com aspectos biográficos. Nesse livro esses aspectos biográficos foram, umas duas vezes retomado. O livro, em seu final, contém uma linha cronológica da vida de Lula. Com o livro, aliás, também vem um acervo de fotos de Ricardo Stuckert: Lula com o povo, Lula com Dilma, Lula, Lula, Lula. Enfim. A verdade vencerá é um livro feito com base em entrevista feita Ivana Jinkings, Gilberto Maringoni, Juca Kfouri e Maria Inês Nassif. Não pude me ater a quais dos entrevistadores se destacaram com perguntas mais interessantes para a leitura tendo em vista que me ative as perguntas e as respostas. Não foquei em quem perguntava. E me agradei do que li, sempre gosto de ler sobre os bastidores da política, do que os políticos falam quando não estão em cima de um palco. O capítulo de autoria do Eric Napomuceno é muito dispensável, pura puxação de saco desnecessária. Mas gostei do de Rafael Valim, que esclareçe com excelência a questão jurídica do caso que levou Lula a prisão e pontua com clareza as principais falhas nesse processo que faz vista grossa para a constituição. O prefácio foi feito pelo cientista político Luis Felipe Miguel, que junto com Rafael Valim deu ao livro uma elevada no nível, tornando ele menos raso. Já seguia o Luis Felipe Miguel e acomapnhava os textos dele no facebook. Foi uma surpresa descobrir que ele tinha escrito o prefácio - que por sinal achei excelente também - do A verdade vencerá. Apesar de tudo, eu lamento a verdade não ser clara como água, apesar da opinião de especialistas de um lado, de especialista dos outros, estudantes, trabalhadores, pessoas sem tanto envolvimento com a política ou conhecimento político ficam sem saber a verdadeira verdade. Às vezes me sinto meio cão perdido pois não consigo ter cconvicções sem provas cabais. Me cabe apenas ler, estudar mais, para tentar aos poucos me esclarecer. Lula se diz inocente, mas todo criminoso se diz. Há especialistas de todos os lados dizendo um monte de coisas diferentes e torna uma pena o que tão fazendo com a verdade, contorcendo e distorcendo ela o tempo inteiro em busca dos próprios interesses e egoísmos, num rivanchismo barato que desorienta a massa. Espero que a verdade vença mesmo e faça acender uma luz no fim do túnel.
comentários(0)comente



Fred 16/01/2019

Resenha - Lula - A verdade vencerá
Para a esquerda, Lula e o PT pecaram por fazer pouco no governo federal. Para a direita, o PT foi longe demais. Na compreensão de Lula, o que o PT fez a partir de 2003 foi uma "verdadeira revolução", alcançando coisas (educação, saúde, moradia) que, em outros países, só se conseguiu com a luta armada. Fundado essencialmente pela classe trabalhadora em 1980, o Partido dos Trabalhadores nasce como um verdadeiro representante dos operários, que não se viam representados nos partidos tradicionais. O Brasil vivia os últimos momentos da ditadura militar e as greves do ABC foram importantes para mostrar o descontentamento popular da sociedade com o regime. A entrevista com Lula ajuda a compreendermos melhor as limitações do PT que permitiram o golpe de 2016 e a sua prisão. Através de suas respostas, fica claro o raciocínio do PT e de Lula em relação a estas e outras questões. Como o próprio pontua, "o PT não nasceu para ser um partido revolucionário, nasceu para ser um partido democrático e levar a democracia até as últimas consequências". Nesta declaração fica clara a posição de fiador de um projeto de conciliação de classes que o ex-presidente teve por muito tempo. Também fica nítida as contradições do petismo e sua incapacidade de ir além de um partido que negocia com a classe dominante.
Não farei aqui uma análise sobre a política implementada em seu governo, acho que este não é o lugar de pontuar isso, entretanto, é um bom livro para entender o que é o PT, o lulismo e a política brasileira nas últimas quatro décadas. Por vezes há perguntas em demasia sobre alguns temas, como o golpe e a relação com Dilma, assim como outras indagações que não trazem informações novas (muitas feitas pelo grande jornalista Juca Kfouri). Ainda assim, é um documento histórico para compreender os limites da governabilidade em um país marcado pela desigualdade e a relação histórica de entrega dos seus bens naturais e empresas públicas aos grandes grupos empresariais. Nas últimas páginas do livro, Lula explica a sua preparação para a iminente prisão política que acabaria sofrendo, reafirmando sua convicção na justiça brasileira e na sua absolvição perante a história. Um livro que nasce já histórico pelo personagem que é tema central da história contemporânea brasileira.
comentários(0)comente



Mateus Araújo 30/12/2018

Histórico
2018 foi um ano bem atípico para mim, assim como imagino que tenha sido para tantas pessoas. Posso elencar facilmente as eleições como um dos motivos para isso. Com a ascensão ou só a grande identificação de pessoas com os ideais de extrema direita, me vi encurralado – como uma pessoa que acumula muitas ‘minorias’ nas costas – a entender o contexto político ao meu redor. E esse livro foi essencial para buscar esse conhecimento, mesmo que lido posteriormente a tantos acontecimentos chave deste ano.

Antes de comentar sobre o livro é importante salientar algumas coisas: 1) sim, eu me identifico com o posicionamento de esquerda, principalmente devido ao histórico de lutas sociais para garantias e asseguramento de direitos humanos para toda a nossa diversidade; 2) vivo em um antro que as pessoas sempre falaram bem sobre os governos do PT, essencialmente do Lula, mas nunca fui de me interessar por política – até esse ano -, então não sabia falar com propriedade o que eu achava dele ou de seu governo. Acredito que ao juntar esses dois pontos e o contexto do ano deu-se minha motivação para ler “A verdade vencerá”.

Encontrei o livro sendo vendido no térreo do Centro em que estudo na Universidade. Na época as eleições já tinham sido finalizadas, já tinha me recomposto, estava todo mundo naquela ‘vibe’ de buscar se unir e formar uma resistência, no sentido de ficar atentos com os passos do novo eleito. Quando vi o livro, folheei, encarei as diversas fotos que estão inclusas nas páginas, pensei que seria uma oportunidade inicial de conhecer um pouco mais sobre o Lula, até mesmo para embasar minha resistência.

“A verdade vencerá” me passou ser um ótimo registro histórico da atuação do ex-presidente como o metalúrgico de décadas atrás até o condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro agora em 2018. Como uma grande entrevista com Lula, o que mais me chamou atenção ao ler o livro é perceber como o mesmo parece entender muito bem do que está falando, como conseguiu transpassar sua forma operante no Sindicato para atuar também como Presidente da República por oito anos.

E não só isso, mas por estar por trás do governo Dilma também. A visão que ele tinha de como o Brasil poderia ter se encaminhado no governo dela, mas que ainda assim não se meteu porque não era seu papel. Enfim, acho que é incontestável sua importância no desenvolvimento socioeconômico atual do Brasil e, devido a isso, é compreensível que exista esse fanatismo por sua imagem, por mais que seja problemático.

Assim como acredito, e gostaria que fosse senso comum, que houve uma perseguição clara para que a prisão de Lula acontecesse, ainda mais antes das eleições. No livro tudo isso é comentado não apenas por Lula como também por escritores/pensadores/jornalistas que escreveram capítulos que abriram e fecharam a entrevista. O livro é histórico, abrange temas contundentes para entender não só os governos do PT, como também o contexto que nos levou para o que vivemos atualmente. É um livro que preciso reler mais para frente, quando pretendo ter uma cabeça mais madura quanto a nossa política. Inclusive, acredito que é possível aprender muita coisa com ele, independentemente de seu interesse ou conhecimento por política.
comentários(0)comente



24 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2