Estúpida, eu?

Estúpida, eu? Camila Coutinho
Camila Coutinho




Resenhas -


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Luana 03/06/2020

A leitura é como uma conversa entre amigas dividindo alguns aprendizados!
Eu comprei o livro da Camila logo quando lançou, acompanhei o GE por muito tempo e achei legal conhecer mais da historia dessa mulher incrível, o livro não só contou mais da autora como ensinou muito sobre empreendedorismo.

O livro conta como surgiu a ideia do blog e conta a trajetória até o status atual de referencia em moda e Lifestyle.

"Assumir o status de blogueira ou influencer traz um monte de rótulos, e alguns não são muito legais. Sem dúvida, o que mais me irrita é ouvir que o nosso trabalho é fácil: "É só tirar umas fotinhos e postar no Instagram, bom demais!" Aham, vai vendo..."
A forma como o livro é organizado é muito bacana, com relatos, partes em um formato de tutorial, com opiniões da Camila e muitas fotos, novas e antigas.

Como no ultimo livro que resenhei, Estupida, Eu? tem uma linguagem muito fácil, bem parecida com um bate papo entre amigas, não tem enrolações no assunto e você termina o livro com aquele gostinho de quero mais.

O livro como já mostrei no Insta, tem muito a nos ensinar, para os criadores de conteúdo das mais diversas áreas a Camila ensina desde coragem para começar algo novo, Networking e estrategias.


site: https://www.resenhandocomluana.com/2020/05/resenha-estupida-eu.html
comentários(0)comente



@mlorranereis 02/06/2020

Sou fã da Camila há anos, gostei muito de poder ter lido seu livro e conhecer um pouco mais do lado pessoal dela. Uma das coisas que mais tenho gostado ao acompanhá-la nas redes sociais hoje é o lado "além moda" que ela traz ao falar de negócios, marketing, entre outros assuntos que ela tem focado em estudar/conhecer e que, ao repassar aos seguidores, leva seu conteúdo para outros nichos.
O livro traz sua história em início de carreira e como ela foi crescendo e sendo reconhecida; decidindo quais passos tomar e correndo atrás de seus sonhos.
Gostei bastante da leitura, foi rápida e interessante; o livro contém imagens pessoais para retratar seus passos como blogueira e empresária ajudando à exemplificar momentos importantes que são relatados.
Um coisa que me incomodou é o tipo de escrita e diagramação, parecendo bastante com um blog, o que deve ter sido intencional, mas que achei um pouco cansativo, informal demais além de possuir alguns erros gramaticais.
comentários(0)comente



Ana Cláudia Barcelos Petry 01/05/2020

Uma história de sucesso
Camila Coutinho foi pioneira no mundo dos blogs, blogueiras e influenciadoras digitais.
Neste livro ela conta sua trajetória e dá dicas valiosas de como alcançou esse tremendo sucesso.
comentários(0)comente



Thamara Welle 29/03/2020

Um livro que toda girlboss deveria ler.
Nesse livro Camila Coutinho relata toda sua trajetória com o Garotas Estupidas e como consegue se reinventar a cada mudança nessa profissão.
comentários(0)comente



Camila 26/02/2020

Já era fã da Camila, e depois desta leitura, a admiro ainda mais. Ela conseguiu exprimir de forma interessante e bem humorada, toda a garra que precisou ter para construir sua carreira, todos os perrengues que ficam por ?trás das câmeras? e como devemos usar tudo o que temos disponível a nosso favor para alcançar nossos objetivos.
comentários(0)comente



Maíra @mairacoelhof 24/02/2020

Empreendedorismo
📚 Estúpida, eu? | 🖊️ Camila Coutinho | @intrinseca | Nota 8 ⭐
Admito que não seguia a @camilacoutinho vi esse livro e pesquisei a respeito e fiquei curiosa... É um livro inspirador sobre empreendedorismo digital, sobre gestão de carreira... eu simplesmente amei!! Linguagem clara e objetiva! Acredito que quem ama empreendedorismo vai adorar esse livro!!
comentários(0)comente



Kathrein 09/02/2020

Inspirador
Um livro diferente dos mesmos do gênero, com uma vibe mais biográfica dá a sensação de estarmos conversando com uma amiga. Achei uma delícia de leitura com lições muito importantes.
comentários(0)comente



@caixa.postal 27/08/2019

Estúpida, ela? NUNCA!
Poxa, como me deixa feliz ver que o mercado literário brasileiro está crescendo.
Duplamente feliz em ver mulheres se tornando escritoras.
Mais feliz ainda em ver mulheres se tornando empreendedoras - e de muito sucesso.

Camila Coutinho narrou, brilhantemente, os degraus que vem subindo na escada de sua vida profissional. E, sabem o que mais gostei nesse livro? Ver que o caminho que ela percorreu até aqui foi tão natural que QUALQUER PESSOA pode ser autora de sua própria história.

Numa linguagem fácil, contando suas passagens como se fosse um grande post (como a própria autora descreve seu livro), fui me envolvendo e me encantando com os bastidores da vida profissional (e pessoal) de uma grande mulher que lutou pelo que quis e chegou lá.

Vida longa, Camila!

site: https://www.instagram.com/caixa.postal/
comentários(0)comente



Guilherme Sobral 21/07/2019

Estúpida?
Camila Coutinho mostrou que como boa recifense que é possuí garra, e contou com uma leveza como transformou um blog criado no meio da madrugada por uma garota de 19 anos na metade da década passada em um dos maiores blogs de moda do mundo.
Uma mistura de autobiografia com manual de instruções para digitais influencers, "Estúpida, eu?" prova que é mais do um livro de blogueira e mostra como Camila pode ser a influência perfeita para milhões de jovens do Brasil que dariam tudo para sentir o gostinho do mundo da moda.
Determinada, Coutinho conta diversas passagens da sua vida desde que entrou para esse mundo em 2006, e como com o passar do tempo foi se adaptando as mudanças da internet, fazendo com que o Garotas Estúpidas continuasse entre os maiores blogs do Brasil e do mundo por mais de dez anos.
comentários(0)comente



@NoTrabalho 06/03/2019

Sensacional
A leitura é super fácil, Camila sempre escreveu muito bem e isso fica claro nas páginas. É uma leitura corporativa sem ser maçante, onde ela fala de um tudo: networking, vida fora da internet, gestão de pessoas...

Mostra muito da ?ralação? (como ela mesma diz) de trabalhar com a própria imagem.
comentários(0)comente



@LeitorAlbino 12/01/2019

A blogueira visionária
Eu fui convertido e amém por isso (obrigado @umpoucotrivial).

Numa linguagem descontraída e bem humorada, a fundadora do blog @garotasestupidas fala sobre moda, planejamento, desenvolvimento pessoal, marketing e conta um pouco sobre a sua trajetória onde transformou o seu hobbie em profissão e desmistifica todo o glamour que as pessoas acham que é a vida dos influenciadores digitais.

A recifense criou em 2006 o primeiro blog de moda do país, enquanto era estudante de moda e (naquela época) o seu objetivo era trocar informações com as amigas de uma maneira mais rápida e prática do que ficar compartilhando vários links via e-mail.

Ganhando a audiência do público e atingindo números antes não esperados, Camila logo percebeu o rumo e a grandiosidade que seu veículo estava tomando - e viria a tomar -, e descobriu uma forma de vê-lo como um negócio e não apenas como a coisa que ela mais adorava fazer naqueles tempos onde a blogosfera ainda era um espaço pouco explorado.

Realizando sonhos, aparecendo em capa de revista, palestrando e cobrindo eventos nacionais e internacionais, a pessoa de Coutinho também passou a ser vista como marca, o que teve tamanho impacto pessoal e profissional na vida da blogueira e que renderam grandes investimentos e aprendizados. Divulgando o blog no finado orkut, nos eventos e aonde que que fosse, Camila cresceu e foi ganhando espaço e prestígio, recebendo prêmios e aparecendo em listas de destaque.

É com um tom jocoso que a autora narra parte de sua história com o blog, e é tão íntimo que mais parece uma conversa com a própria Camila do que um livro. Você passa a entender como ela cativou tantas pessoas ao longo de sua carreira na mesma medida em que também é cativado. Mesmo entendendo nada sobre moda e tendo conhecimento nulo sobre a área, fui pego de surpresa pelo brilho de Coutinho e agora ela possui mais um admirador.

site: https://www.instagram.com/p/BsjAbDNAleO/
comentários(0)comente



taiskamozaki 20/09/2018

MULHERES, LEIAM ESSE LIVRO!
Poxa, como me deixa feliz ver que o mercado literário brasileiro está crescendo. Duplamente feliz em ver mulheres se tornando escritoras. Mais feliz ainda em ver mulheres se tornando empreendedoras - e de muito sucesso.

Camila Coutinho narrou, brilhantemente, os degraus que vem subindo na escada de sua vida profissional. E, sabem o que mais gostei nesse livro? Ver que o caminho que ela percorreu até aqui foi tão natural que QUALQUER PESSOA pode ser autora de sua própria história.

Numa linguagem fácil, contando suas passagens como se fosse um grande post (como a própria autora descreve seu livro), fui me envolvendo e me encantando com os bastidores da vida profissional (e pessoal) de uma grande mulher que lutou pelo que quis e chegou lá.

Vida longa, Camila!
comentários(0)comente



Marina 17/06/2018

Camila Coutinho para além da moda
Obra: Estúpida, eu? : a blogueira que conquistou o seu lugar no mundo da moda
Autor: Camila Coutinho
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 176
Preço: até r$ 49,90
Nota: 4 de 5

Se você espera um livro sobre moda, ou biografia, ou histórias de blogue, ou mais uma historinha enche prateleira de livraria, sinto te informar, mas você está bem errado. Conheci a Camila Coutinho através de um programa de TV e passei a acompanhar seu Instagram, descobrindo que trata-se de alguém que tem know-how para estar onde está, e é isso que o livro vem apenas nos comprovar, como diria Thaís Farage. Camila sempre parece diferente em se tratando de seu mercado e agora traz sua linguagem fácil, sendo provocadora e inovadora, para as “antigas” páginas dos livros.

Confesso que fiquei meio em dúvida na compra, por não saber o que esperar. Após dar uma olhada ao vivo, me identifiquei com o capítulo sobre network. Li as primeiras páginas e quase não deu para acreditar que falava sobre as experiências da Camis no começo da carreira, sobre como abordar pessoas, que tratá-las bem pode fazer uma grande diferença na hora de divulgar-se, exatamente o que o meu professor de Gestão de Negócios havia dito na mesma semana. Então, percebi que a Camila não estava para brincadeiras.

Ao se deparar com “Estúpida, eu?” em qualquer lugar, ele chama a atenção. Talvez nem a própria Camila tenha ideia de quanto a Intrínseca se empenhou e arrasou nesse projeto (é bom lembrar que sou tendenciosa devido a minha fascinação pela editora), capa dura com jacket, o que faz os olhos de admiradores dos livros pularem e quererem levar para casa para complementar a estante. A primeira euforia passou? Abra o livro e verás como a obra de arte continua por dentro: papel couché e fotos em preto e branco, claro, para abrilhantar o primeiro trabalho de Coutinho para as livrarias. O estilo provocador é logo confirmado no início da leitura, pois para perfeccionistas como eu... Bem, é doloroso. Camila traz seu texto alinhado à esquerda, sem o famoso justificar, mas logo a importância desta ferramenta é esquecida.

Camis começa resumindo de forma bastante carinhosa como é sua relação com seu trabalho, que diga-se de passagem: é inspirador e reflexivo. Faz nos questionarmos se estamos fazendo o que amamos e, lembra o quanto devemos agradecer por estar onde estamos.

O livro começa com uma introdução da Costanza Pascolato, alguém que, pelo que li, Camila admira bastante, e dá para ver que é recíproco. Com a benção da Pascolato, ela começa trazendo um pouco de biografia, contando como o Garotas Estúpidas (GE) nasceu, de onde veio a ideia e como ela começou no ramo, conciliando faculdade, estágio e o blog, mostrando que se você quer chegar em um lugar especial, precisa sair da zona de conforto, dar a cara a tapa e se esforçar para se destacar. Sim, terá alguns conselhos de empreendedorismo, coisa que quem é da área sabe, mas que para quem estuda ou está entrando nessa maratona, podem ser pontos fortes a serem lembrados. Dá para perceber que Camis consegue equilibrar tudo desde seu tempo de universitária, pois aqui ela se debruça pouco sobre sua vida pessoal, mas traz os pontos que a fizeram crescer, ensinando e divertindo o leitor.

Como mencionado o livro trás alguns pontos fortes e importantes sobre empreendedorismo, o que traz uma caraterística meia que atemporal. Porém, com as mudanças sociais sendo cada vez mais rápidas e radicais, as histórias abordadas ou algumas palavras utilizadas podem ficar desconhecidas, como as dicas sobre o Instagram. Camila vem reforçar apontamentos já bastante batidos, mas que por estar registrada em livro torna-se mais duradoura como: a dificuldade que é manter uma vida ralando muito; os problemas que se pode ter na internet, devido as regras desta ainda estarem em construção, como quando foi multada pelo Conar; os ataques da imprensa em querer que pessoas da mesma área se ataquem e sejam rivais; ou mesmo no jogo de cintura que ela e muitos do ramo têm que ter para que o trabalho com a imagem não dê direitos a todo mundo em meter a colher onde não é chamado. Assim, vem reforçar que a carreira de viajar ou ganhar produtos, que é o que mais vemos, tem também um ônus bastante doloroso.

Partindo para o lado profissional, como já disse, Camila fala sobre relações e como elas podem fazer a diferença. É sobre como mudar a chavinha do faço porque gosto, apesar de não ganhar e a fase do gosto aliado a rentabilidade. Trazendo sempre experiência, sendo de sucesso ou não, mas valorizando cada uma com sua devida importância para a construção do seu caminho. Assim, Camis mostra as possibilidades (não regras, que fique claro) de fazer o seu projeto dar certo, mesmo que esteja fazendo o que muitos fazem, mostrando que isso não é pecado e que é plenamente possível quando você tem um diferencial. Ou seja, procure saber quem você é.

Camila se mostra bem reflexiva e certeira em seu último capítulo, onde vem falar de seu meio de trabalho e de suas possibilidades, sendo visionária e bastante inteligente ao não definir o que veio para abalar com as estruturas de tudo que era bem definido graças à internet. É justo ressaltar que as vezes a escrita dela torna-se um tanto confusa pela não linearidade cronológica, incomoda, mas não é algo que pode atrapalhar no que acredito ser o tema principal.

Vale lembrar que Camis fala sobre a dissociação da pessoa Camila Coutinho e do blogue Garotas Estúpidas, dando assim explicação ao seu público de que a figura dela não se limita ao blog e que o blog não se limita a ela, por isso a separação das imagens. Camila mudou sim, mas para alçar novos voos em direção a onde ela planeja estar e sempre estando um passo na frente de onde as pessoas acham que ela está.

“Estúpida, eu?” é isso, Camila se mostrando como equilibrista desde sua época de universitária, jogando com conhecimento do que faz, empreendedorismo, esperteza, clareza ao se posicionar, contando sua trajetória com características que a fizeram ser Camila Coutinho, a primeira blogueira de moda do Brasil.
comentários(0)comente



PRiX 11/06/2018

Ah, Camila... Eu esperava mais!
Um livro com uma narrativa super fácil (li em menos de 1 dia). Camila é esperta e, de fato, entende do seu trabalho. Neste livro ela fala sobre o que faz para se manter em voga com seu trabalho nas redes sociais e fora dele: estuda, lê, participa de cursos e põe a cara no mundo. De maneira desorganizada (não é um livro contado por ordem dos fatos) ela conta sobre como começou, de casos engraçados e curiosos pelos quais passou e dá dicas, mas as vezes você se perde na cronologia dos fatos. Conhecendo o perfil dela, que admiro, eu esperava algo mais profundo para este livro. Achei que ficou no superficial e no papo de amiga. Não descarto a leitura, pois é uma pessoa que inspira. Leitura leve e fácil pro final de semana.
comentários(0)comente



Isnnar Rainnon 30/05/2018

Um livro sobre inteligência
Camila vai muito além da noção que se tem de um blogueira, como alguém que vive em uma bolha, cercada de futilidade e egocêntrica. Nesse livro, ela conta um pouco sobre a trajetória dela e quais estratégias utilizou para se adaptar com as recorrentes mudanças sua área. Nesse livro, Camila se mostra como uma profissional com muita bagagem e com um expertise em se reinventar com as demandas de mercado de maneira impecável. É um livro sobre inteligência porque Com tantos feitos descritos em seu livro, é impossível não considerá-la uma grande empreendedora de si mesmo, e além de tudo alguém que corre atrás do quer. Pode parecer mais um livro bobo de blogueira, mas se você pensar bem, inspira qualquer um a construir estratégias e planejar a forma como correremos atrás dos nossos sonhos.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2