Frida e Trótski

Frida e Trótski Gérard de Cortanze




Resenhas - Frida E Trótski


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Queria Estar Lendo 16/10/2018

Resenha: Frida e Trótski
Frida e Tróstski - A história de uma paixão secreta é um romance histórico não biográfico escrito por Gérard de Cortanze, e publicado aqui no Brasil pela editora Planeta - que carinhosamente nos cedeu um exemplar para resenha. Com capítulos curtos e rápidos, a história provoca um mergulho na cultura mexicana e na vida de uma das mais reconhecidas pintoras desta era.

O livro tem início no ano de XX, quando Trótski e sua esposa XX desembarcam no porto de XX e começam uma nova vida na Cidade do México como foragidos políticos. É ainda no porto que o casal conhece Frida Kahlo, responsável junto a seu marido Diego Rivera pelo abrigo dos soviéticos. A história se desenvolve por dois pontos de vista, o de Frida e Trótski, alternando o olhar dos dois amantes e amigos.

Os dois casais são personagens principais da trama, ainda que XX se distancie e tenha sua voz na maioria das vezes apagada. Cortanze mistura uma intimidade e troca familiar com uma trama política inerente a seus protagonistas, sendo Trótski a figura que era e as questões ideológicas de Rivera e Frida. Sem esquecer o mais importante elemento dessa história: o México e sua cultura.

A alma mexicana está impregnada nas páginas do livro e em seus personagens, nas descrições da cidade, das paisagens e nas intermináveis receitas tão especiais à Frida e espalhadas pela história. O amor por seu país e sua cultura é ponto fundamental na trajetória da pintora, no seu modo de vestir e nas suas representações artísticas. Até mesmo Trótski, vindo da fria e implacável União Soviética, acabou se rendendo às paixões despertas pelo calor Mexicano.

Se o México é calor, cores e alegria, Frida é tudo isso e muito mais. Representada em toda sua energia e paixões, com uma sexualidade aflorada e entregue a seus sentimentos. Frida ainda que protagonista é enigmática, esconde dentro de si uma mistura de dor e alegria, de vida e morte e deixa o leitor sem ser capaz de entender completamente suas ações e sentimentos, ficando sempre relegado a posição de mero espectador, nunca nem perto de realmente desvendar os segredos de bastidores.

Em alguns pontos, principalmente no começo da leitura, Frida é quase uma mistura de Manic Pixie Dream Girl com elementos exóticos e um apelo sexual. E embora isso tenho incomodado, assimilei o fato e aceitei a Frida-personagem sendo vendida. O fato de não ter muito conhecimento prévio sobre a pintora ajudou a abraçar a figura criada por Cortanze.

Trazendo o contraponto da história Trótski apresenta um lado mais distante e restrito, apaixonado por sua ideologia e pelas mulheres, é verdade, mas de algum modo mais inacessível ao leitor. Não é possível compreender o personagem sem cair em idealizações ou quebrar todas elas, o que pode ser um ponto mais complicado para os leitores que melhor conhecem o grande líder político que ele foi. Diego, por sua vez, é tão repugnante que apenas reforça meu asco já existente por sua pessoa. Não consigo e não pretendo me ater a ele como personagem, artista ou ativista político, e muito menos como homem e marido.

Quanto aos aspectos gráficos o livro é de uma beleza ímpar, tendo a capa me conquistado logo de primeira. A qualidade do papel e a diagramação ajudam muito a leitura, assim como os capítulos curtos. Encontrei um ou dois errinhos de escrita, mas nada recorrente ou que possa atrapalhar. Um aspecto que pode dificultar, no entanto, são os inúmeros nomes citados sem maiores explicações. Aqueles que não conhecem a história que cerca estes personagens podem sentir-se um pouco perdidos quanto a isso, mas não chega de fato a prejudicar a leitura, apenas a torna um pouco menos proveitosa e esclarecedora do que poderia ser.

Ler Frida e Trótski é mergulhar por um tempo que não volta mais, é se afundar nos sentimentos de uma pintora que sempre viveu tudo com intensidade, e se apaixonar por um México que talvez nunca conheceremos.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2018/10/resenha-frida-e-trotski-historia-de-uma.html
comentários(0)comente



Tibúrcio 13/12/2018

Frida e Trótski
Quem me conhece sabe que Frida é uma fonte de inspiração para mim e que sou doidinho por ela. Como leitor, também adoro uma biografia e quando vi que ia sair esta, que trata especificamente da relação de Frida e Trotski, durante o tempo em que ele ficou asilado no México, eu fiquei louco para ler.
.
O livro fala da fuga de Trotski e sua esposa para o México, em busca de asilo. O governo mexicano oferece abrigo na condição de que Trotski não se envolvesse em política e realizasse pequenos trabalho. De acordo com a proposta mexicana, Leon e sua esposa Natalia partem para o México. Quem os recebe são Frida e Diego. Nesse encontro já fica evidente uma chama entre ambos.
.
O casal fica hospedado na Casa Azul sob um forte esquema de proteção. É lá onde Leon e Natalia vivem em relativa paz. São apresentados a diversos artistas e pensadores que eram do ciclo de Frida e Diego. Acabam sorvendo toda a exuberância da arte e cultura mexicana.
.
Era impossível não se apaixonar por Frida. Ela era o coração e alma das várias festas. É engraçado imaginar Frida com toda essa força e atenção aos olhares e mesmo assim, ser “deixada de lado” por Diego com suas traições. Por mais que fosse uma relação conturbada do casal, vê-se uma relação que um ama cuidar do outro, mesmo em meio a esse caos de traição. Embora Diego traísse Frida constantemente, ele não admitia traições partindo dela.
.
A obra mostra um romance entre Trotski e Frida bonito de se observar. Frida o deseja desde o primeiro momento, embora eu suspeite que seja uma forma de se vingar de Diego, mas como em Frida nada consegue soar falso e é sempre muito intenso, logo surge uma paixão avassaladora. Os diálogos condizem com os personagens e os desafios que estes enfrentam torna a narrativa mais interessante. Há uma maturidade na escrita que mostra um autor extremamente coerente e que consegue envolver o leitor.
.
Gerárd de Cortanze conseguiu transmitir maravilhosamente bem um romance entre duas figuras históricas e revolucionárias de forma linda e forte. A descrição do autor das cores e figuras dá um tom forte ao livro. Em se tratando de Frida não há como deixar passar suas obras e as várias passagens de sua vida. Já Leon Trotski, o autor mostra sua passagem pelo México, suas desavenças e complicações políticas, sem falar da presença marcante de Diego e suas contradições.
.
Para quem gosta de um livro forte e com personagens revolucionários, este é uma obra completa para deleite de quem o lê. Indico demais. Vale muito a pena sua leitura.
comentários(0)comente



douglaseralldo 15/04/2018

10 CONSIDERAÇÕES SOBRE FRIDA E TRÓTSKI, DE GÉRARD DE CORTANZE, OU SOBRE ARRISCAR TUDO
1 - Frida & Trotski penetra o arriscado campo de romantizar em narrativa personalidades célebres da história humana, ficcionalizando o universo real, construindo uma nova possibilidade a partir de indícios, construindo deste modo uma nova maneira de observar e olhar determinados fatos, no caso deste romance, determinadas relações como a aproximação entre o revolucionário Leon Trótski e a icônica pintora Frida Kahlo;

2 - Conforme o autor, para a construção deste romance foram importantes "escritos intelectuais, hipóteses, demonstrações, ensaios, romances, pistas sugeridas" de modo que é importante ao leitor levar isso em consideração, pois não trata-se de biografia, mas sim um romance elaborado a partir do conjunto de leituras do autor. Nossas avaliações e considerações neste post partem justamente do romance tão somente, ainda que leve-se em conta seu contexto de fundo;

3 - Por isso na abertura desta publicação apontamos a natureza arriscada deste tipo de construção ficcional, pois a concorrência em termos de informações através de ensaios e estudos é gigantesca, o que pode pesar ao autor no caso de leitores de conhecimento profundo sobre Trótski ou Frida (não é bem meu caso) pelas possibilidades de comparações que podem surgir. Além disso, a constituição de personagens por si só é uma ciência cheia de desafios e complexidade, e neste tipo de narrativa "a personalidade real" e a "personagem ficcional" estarão sempre sendo avaliadas em paralelo, o que demandará sempre grande domínio dos autores para não incorrerem em falhas ou mesmo gerar interpretações dúbias a partir de seus respectivos trabalhos;

Completa em: http://www.listasliterarias.com/2018/04/10-consideracoes-sobre-frida-e-trotski.html

site: http://www.listasliterarias.com/2018/04/10-consideracoes-sobre-frida-e-trotski.html
Moni 16/04/2018minha estante
Estou mais ansiosa para lê-lo!




Wal - Ig Amor pela Literatura 02/02/2019

Um furacão de força e paixão.
Que história! A gente sabe como foi intensa, passional e tumultada a vida da grande Frida Khalo, mas ao saber detalhes de tudo isso, você fica meio embasbacado com o que essa mulher viveu. Quanta força, quanta fragilidade... que alma sensível e triste se escondia naquela fúria colorida.

Termino essas leituras, sobre a Frida, sempre com raiva de Diego. Nesse livro, o que percebemos é que a história com Rivera foi um jogo de gato e rato, relação extremamente destrutiva que era alimentada por uma obsessão que vivia em ambos. Não te amo, mas preciso de sua perseguição, de seus ciúmes...preciso disso para viver, parece que pensavam dessa forma.

Nesse texto, enxerguei Trótski como o grande amor da vida de Frida; nenhum outra pessoa, homem ou mulher, mexeu tanto com sua alma; ninguém compreendeu tão bem suas dores como Leon. Ela sabia que ele jamais abandonaria Natalia, mas, ainda assim, devotava a ele um sentimento diferente, algo que ultrapassava a esfera sexual.

"O que ela queria era uma coisa impossível: que Leon voltasse, e que ela passeasse novamente com ele, que falassem do tempo juntos, que ele a tocasse como tão bem sabia fazer, que lhe escrevesse novos bilhetinhos em papéis escondidos nos livros."

Diego sempre foi incapaz de se apegar a essas pequenas minúcias que alimentam o encanto que não se acaba. Excelente livro!

site: https://www.instagram.com/amor.pela.literatura/
comentários(0)comente



Bia França 25/11/2018

A capa é o melhor desse livro
Entendo que o autor tenha ficcionalizado os personagens, usando elementos reais de história, mas esculhambar a memória de pessoas ilustres é uma falta de respeito. Esse livro é uma verdadeira pornochanchada mal escrita! Para mim o cúmulo foi dizer que uma mulher (com a coluna que sabemos ser arrebentada) deu cambalhotas, de saia e sem calcinha para ficar mostrando a genitália em uma festa?! Ah me faça o favor Gerard....
17/12/2018minha estante
Olá, teria interesse em trocar esse livro por outro? Se sim, por favor, me mande sua lista de desejados por mensagem! :)


Bia França 18/12/2018minha estante
Troco sim, olha lá minha wish list. ( tem alguns que eu tenho mas ainda não li, mas qq coisa me fale o que vc tem, derepente me interesso por algum). ;)




Grace 26/06/2018

?Muito bom ler sobre Frida Kahlo, adoro a pintora, é a primeira vez que leio mas detalhadamente sobre seu romance com Trótski, eles tinhas convicções políticas em comum, mas eram bem diferentes, foram atraídos pela suas personalidades fortes e únicas. Sua história começou com uma paixão e se transformou em um amor de amigos. O livro nos mostra um pouco do México, começando com a chegada de Trótski em 1937, até a morte de Frida em 1954 acompanhando suas vidas, estando próximos ou separados. Um livro gostoso de ler, dividido em capítulos curtos.
?Em uma entrevista o escritor denominou a obra de "romance", que a arte romanceada serviu para corrigir dúvidas que os documentos deixaram vagos.
?"Vocês não entenderam nada pessoal, não é do meu sofrimento que eu gosto é de sua originalidade." (Frida)
?"Você precisa entender uma coisa, Leon... O México, na superfície, é muito agradável. O sol brilha todos os dias, lindas flores decoram as árvores, já uma festa em cada esquina, mas na realidade esse lugar exala uma atmosfera cruel, penosa, destruidora. Os que moram na Cidade do México sabem disso há várias gerações: "O grito mexicano é sempre um grito de ódio." Nunca se esqueça disso." (Frida)
?"Com seu olhar profundo, seu batom e seu esmalte escandalosos, suas duas longas tranças entremeadas por fitas e fios de lã, seus imensos brincos de ouro e suas correntes de casamento guatemaltecas usadas como colares, seu colete Tehuana com peitilho rendado e sua saia bordada de seda colorida, ela irradiava uma luz estranha e irresistível, contra a qual era impossível lutar." (Leon).
?"Eu caminho no pequeno jardim desta casa cercada de fantasmas com um buraco na testa e, no entanto, veja só, não conheço tragédia pessoal. Só conheço uma, a da revolução, a da humanidade, e que começa a pesar demais nos meus ombros de homem."(Leon).
comentários(0)comente



Gisele @abducaoliteraria 12/06/2018

"Por que preciso de pés para andar se tenho asas para voar?"
Frida e Trótski é um dos lançamentos recentes da editora Planeta. O romance histórico traz um pouco do relacionamento tórrido entre Frida Kahlo e León Trótski, um líder soviético e perseguido político. Depois de anos sendo perseguidos por fascistas e forças stalinistas, León Trótski e sua esposa Natalia Sedova conseguem exílio no México e são acolhidos por Frida Kahlo e seu marido Diego Rivera, oferecendo uma de suas casas como moradia e incluindo os dois entre seu círculo de amigos.

Desde o primeiro contato, Frida e León se atraem um pelo outro e uma amizade sincera surge entre os dois. Mas não é só isso. Com o tempo, Leon se sente cada vez mais atraído pelos encantos e a inteligência de Frida, até que o relacionamento entre eles começa a se intensificar.

Como cenário para este romance, temos a vivacidade e a magia do México. Vivenciamos toda sua cor, cultura e culinária, inseridos em um contexto histórico e político agitado, com o México num período pós-revolucionário e a Europa prestes a entrar na Segunda Guerra Mundial.

"O México, na sua superfície, é muito agradável. O sol brilha todos os dias, lindas flores decoram as árvores, há uma festa em cada esquina, mas na realidade esse lugar exala uma atmosfera cruel, penosa, destruidora".

Este é o primeiro livro que leio sobre Frida, e admito que me sentir próxima dela foi o que mais gostei durante a leitura. Descobri um pouco sobre o espírito livre e revolucionário de uma mulher à frente do seu tempo, e também seus anseios e motivações. Senti suas angústias através de uma vida cheia de dores físicas, e mesmo sempre rodeada por várias pessoas, sua solidão. Quando era criança, Frida contraiu poliomielite que deixou como sequela uma lesão no seu pé esquerdo. Na adolescência, sofreu um acidente grave e teve inúmeras fraturas, precisando passar por mais de 35 cirurgias, o que também a impediu de ter filhos.

Mesmo em meio a todos esses problemas, Frida sempre se mostrou alegre, apaixonada pela arte e pela vida. Com a ajuda de tintas a óleo, transportou muitos dos seus sentimentos mais intensos para as telas, por isso podemos identificar diversos momentos de sua vida em suas obras. Elas carregavam um estilo próprio, e apesar de ser considerada uma artista surrealista, a própria afirmava que pintava a sua realidade.

Frida também levava uma relação cheia de altos e baixos com Diego, resultando em um casamento conturbado. Entre brigas, traições e separações, Frida encontrou em Trótski a oportunidade perfeita para retaliar todo o sofrimento causado por Diego. Trótski, apesar de estar fascinado por Frida, amava sua esposa, ao mesmo tempo que também era um mulherengo. Aliás, o livro dá bastante foco aos inúmeros relacionamentos e amantes do quadrado amoroso.

Frida e Trótski: a história de uma paixão secreta é um livro rápido, com capítulos curtos que facilitam a leitura e passagens um tanto poéticas. Não se trata de uma biografia, Gérard de Cortanze apresenta um romance balanceado entre ficção e realidade, elaborado a partir de pesquisas, cartas, diários e hipóteses no qual o autor admite ter tomado a liberdade para preencher alguns espaços. Para quem tem curiosidade sobre o relacionamento entre Frida e Trótski, ou até mesmo sobre a vida de Frida Kahlo, é uma ótima leitura.

site: http://abducaoliteraria.com.br/
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7