Nada Escapa a Lady Whistledown

Nada Escapa a Lady Whistledown Suzanne Enoch
Julia Quinn
Mia Ryan
Karen Hawkins


Compartilhe


Resenhas - Nada Escapa a Lady Whistledown


46 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Bárbara Alice 17/01/2019

Um amor verdadeiro (Suzanne Enoch) - Lady Anne está prometida a Lorde Halfurst desde seu nascimento. Mas ela não se preocupa com o casamento com ele pois em 19 anos, ele nunca entrou em contato com ela e não seria agora que ele apareceria. Até que em um passeio com outro rapaz, Anne se diverte bastante fazendo anjinhos de neve com ele. Mas o ocorrido não passa desapercebido por Lady Whistledown, que com suas colunas provocantes, questiona se finalmente Lorde Halfurst irá dar as caras depois de sua prometida estar na companhia de outro pretendente. Sabendo do comportamento de sua noiva, Halfurst irá finalmente a Londres a fim de ganhar o coração de Anne o mais rápido possível. Eu gostei muito dessa história, apesar de inicialmente o mocinho ser um pouco mandão, ele faz de tudo para repor os 19 anos perdidos, assim cortejando a mocinha e provando a ela seus sentimentos.
.
Dois corações (Karen Hawkins) - Sir Royce tem a amizade da srta. Liza em mais alta conta, são melhores amigos a mais de 20 anos. Quando Liza decide que vai se casar com um pretendente que conheceu a pouco tempo, Royce toma a responsabilidade de garantir que o tal não é um caça-dotes e que ele vai dar o devido valor que Liza merece. Mas o que ele não contava era que seu coração não desejava que Liza se case com outro. Enquanto a emoção quer que Royce tome Liza como sua esposa, a razão o tenta impedir, afinal ele arriscaria uma amizade tão grande envolvendo o amor entre eles? Esse foi outro que eu adorei! O enredo de "amigos que querem ser mais que isso" me agrada muito e ver como eles foram aceitando que queriam além da amizade um do outro foi bem legal.
.
Uma dúzia de beijos (Mia Ryan) - Terrance é o mais novo lorde Darington, com a morte de seu primo de 4° grau, o titulo passara a ser seu e com isso as propriedades do primo também. Lady Caroline é informada que tem apenas 2 dias para sair de sua atual residência pois a partir daquele momento, ela iria pertencer a seu primo Terrance.

Três anos se passam e em uma noite no teatro, Caroline se vê encantada por um homem meio grosseirão mas muito elegante.
Mal ela sabia que justamente esse homem é o tal primo que ela tanto guarda rancor. Mas o que ela não contava era que além do odio, ela também nutre outro sentimento mais forte por Terrance mas será que ela esta disposta a perdoar suas atitutes e enfim se tornarem um casal? Esse definitivamente foi o conto que eu menos gostei, achei horrivel pra ser sincera. A autora criou uma trama bem legal e que tinha tudo pra ser uma otima historia mas foi tudo muito corrido e vago demais.
.
Trinta e seis cartões de amor (Julia Quinn) - Suzannah é a debutante mais cobiçada da temporada, está praticamente noiva de Clive Mann-formsby, afinal ele esta cortejando-a a tempos, mas de uma hora pra outra, ele se casa com outra mulher e deixando a sociedade alvoroçada com a rejeiçao que fez a Suzannah. Depois de passar por alguns momentos humilhantes, Suzannah se vê cortejada novamente, mas agora seu pretendente é o irmão mais velho de Clive, o conde de Renminster, um homem sério e que Suzannah jamais imaginou que fosse ter um coração tão amoroso. Julia quinn nunca decepciona, lógico que tem seus altos e baixos mas eu gostei bastante do desenrolar da trama desse conto. Foi simples porém cativante.
.
Por fim, eu gostei do livro ao todo, é claro que não darei a nota máxima pois o 3° conto realmente não me agradou em nada mas como os outros três foram super fofinhos e gostosos de ler, o livro merece a nota que dei. E claro, para os fãs dos comentários astutos de Lady Whistledown, super vale a pena revê-la nessa obra.

site: https://www.instagram.com/p/BrJDrE5BKdg/
comentários(0)comente



Escuta Essa 30/12/2018

Resenha – Nada Escapa de Lady Whistledown, de Julia Quinn e Outras Autoras – Editora Arqueiro
A duologia de Lady Whistledown tem como primeiro livro Lady Whistledown Contra-Ataca, e como segundo Nada Escapa a Lady Whistledown, ambos lançados no Brasil pela Editora Arqueiro.
Nesse segundo livro teremos Julia Quinn e mais três autoras, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan, que retornam contando, cada uma, histórias de casais diferentes que se interligam, bem parecido com o primeiro livro da duologia, mas lembrando que os livros podem ser lidos separadamente.
Em Nada Escapa a Lady Whistledown, teremos como pano de fundo uma temporada com o inverno mais rigoroso de todos os tempos, onde os personagens vão se encontrar em vários eventos, sendo o último durante o baile de São Valentim (que aqui seria o baile do Dia dos Namorados) promissor isso, não é?

No primeiro conto, Um Amor Verdadeiro, de Suzanne Enock, temos o casal Lady Anne Bishop e Maximilian Trent, marquês de Halfurst. Anne estava prometida a Maximilian praticamente desde quando nasceu, ela agora está com dezenove anos, vive uma vida perfeita, sem nenhum problema, frequenta os bailes e passa a maior parte do ano em Londres com seu pai. Subitamente seu nome aparece na coluna de fofoca de Lady Whistledown, onde esta insinua que a jovem mocinha estava tendo um comportamento nada apropriado com um rapaz que não é o seu prometido. A fofoca se alastrou como fogo e chegou aos ouvidos de Maximilian Trent, que vem correndo para Londres descobrir o que está acontecendo e reivindicar seus direitos de noivo. O problema é que ele nunca se interessou por ela e agora ele terá que conquistá-la e convece-la a ir morar com ele em Yorkshire.
É minha gente, esse mocinho aí, só deu valor quando sentiu que poderia perder o que lhe foi prometido, pena que ele não ter dado atenção a ela antes, agora vai ter que correr atrás do prejuízo.
Em Dois Corações, segundo conto escrito por Karen Hawkins, temos a história de Elizabeth Pritchard e Royce Pemperley. Elizabeth já não é tão jovem para a comunidade feminina londrina (onde as moças devem se casar bem jovens), mas ela é bonita, tem um tutor que cuida da sua fortuna e ela não está muito preocupada por não ter se casado ainda, pois alguns dos seus pretendentes só estavam interessados no seu dote. Elizabeth possui amigos maravilhosos, Margaret Shelbourne e o irmão de Margaret, Royce Pemberly, eles possuem uma amizade forte e sólida de muitos anos, são praticamente a família de Elizabeth e estão sempre por perto quando ela precisa. Royce Pemberly é um solteirão, só quer saber de flertar e não tem interesse nenhum em casamento. Mas assim que Elizabeth arruma um pretendente, algo desperta no coração de Royce e ele se vê confuso em perder a melhor amiga e confidente… Ou ele já estava apaixonado e não sabia? As vezes o amor está tão próximo que não o enxergamos, mas assim que sentimos que ele pode ir para longe, ouvimos os sinos tocando em nossos ouvidos, acho que isso que aconteceu com Royce e acredito que agora não vai mais se importar em não ser solteiro, ele vai desejar mais do que nunca é estar casado com essa linda mulher.


Uma dúzia de beijos, é o terceiro conto, escrito pela autora Mia Ryan, que vai trazer a história de lady Caroline Starling e Terrance Greyson, Marquês de Darington. Caroline está em um momento muito delicado, porque após a morte do seu pai, ela e a mãe acabam tendo dois dias para sair da propriedade em que moraram praticamente a vida toda, tudo passou para o seu primo de quarto grau Terrance Greyson. Caroline está profundamente triste e seu pretendente, Lorde Pellegring, não é exatamente o que ela sonha como marido, na verdade ela tem é vontade de fugir dele, principamente durante o evento em que ele a está acompanhando. Em desespero e sem saber o que fazer, ela se refugia em um local isolado e irrompe em lágrimas e é quando surge um homem na sua frente e lhe oferece um lenço. Ela descobre que esse homem maravilhoso que mexeu com seu coração, nada mais é que seu primo Terrance! Já Terrance é um ex soldado, um homem fechado, que carrega seus problemas e traumas, ele também se vê interessado em Caroline, sente brotar um sentimento que nunca sentiu antes, mas como abrir seu coração? Como se aproximar de Caroline e lhe explicar seus problemas?
Torci para que esse casal desse super certo, quis ser a casamenteira desses dois e dar um empurrãozinho no Cupido para acelerar a flecha do amor no coração desses dois.
Trinta e seis cartões de amor, é o último conto do livro, escrito pela autora Julia Quinn, e confesso que é um dos mais lindinhos. Ele vai contar a história de amor de Susannah Ballister e David Mann-Formsby, conde de Renminster. Nesse conto vamos ter um enredo pra lá de interessante! Já pensou se o seu pretendente, que já está te cortejando e que você tem certeza que ele vai te pedir em casamento, acaba não pedindo? Já pensou? Nem eu!
Pois é, Susannah tinha certeza que Clive ia pedi-la em casamento no baile, mas para a sua surpresa ele pede a mão de outra moça em casamento! Isso mesmo minha gente, ele pede outra moça em casamento!! Claro que esse acontecimento deixa todos de queixo caído, principalmente Susannah que, depois desse vexame, passa um ano e meio na fazenda da família. Quando ela volta a debutar, ninguém está interessado nela e Susannah acaba ficando nas cadeiras junto com as solteironas. Até que surge David Mann-Formsby, nada mais, nada menos que o irmão de Clive!
Atenção, minha gente! David é irmão do Clive!!
Quando David conhece Susannah em um evento, se vê encantado e apaixonado por ela e agradece aos céus pelo irmão não ter se casado com ela, porque ele fará de tudo para conquistar a confiança e o coração dela.
David vai ter que ser corajoso, porque, convenhamos amigas, vocês confiariam seus corações a esses irmãos? Onde um a abandonou praticamente as portas do altar e agora o outro surge querendo conquistar o seu coração também. É minha gente, vai ter que ter muito amor envolvido nessa trama.

Terminamos os quatro contos e tenho que confessar que amei cada um deles, a forma como as autoras entrelaçaram os personagens com o ambiente e os eventos ficou perfeitinho! Queria que fossem lançados mais livros assim!
Super recomendo.

site: https://escutaessa.blogspot.com/2018/11/resenha-nada-escapa-de-lady-whistledown.html
comentários(0)comente



Pretenses 28/12/2018

Resenha ~ Nada escapa a Lady Whistledown
Bom, eu já havia gostado do primeiro livro e de sua proposta, então preciso começar declarando que para mim este segundo conseguiu ser ainda melhor. Como me divertir lendo e só lamento não ter tido condições de lê-lo mais rápido.

As histórias são todas bem curtas, do tipo que você lê de uma vez e ficaram tão boas que não dava vontade de largar, mas minha mordomia para ler acabou desde que voltei a trabalhar. Mas, voltando ao livro... rsrsrsrsrs... Ficou difícil para eu dizer de qual história gostei mais e vou tentar falar um pouco de cada uma.

Vale destacar que assim como no livro anterior, a um fator principal que permeia as quatro histórias e neste é o inverno intenso e que se abateu sobre Londres, levando o Tâmisa a congelar pela primeira vez e trazendo todos de volta a cidade para uma temporada fora de época.
.
.
.
Quer saber mais? Leia no blog Pretenses!

site: http://www.blogpretenses.com.br/2018/08/resenha-uma-noiva-para-winterborne.html
comentários(0)comente



Camis 27/12/2018

Todos os quatro romances são apaixonantes, os personagens então... AINDA MAIS! E o melhor: em todo capítulo temos os comentários da nossa querida Lady Whistledown (que, por sinal, eu já estava com saudades !).
comentários(0)comente



Gabes 09/12/2018

Nada Escapa a Lady Whistledown
Novamente grandes nomes atuais dos romances de época, tem como errar!? ? Histórias que se entrelaçam, mas sem esquecer suas características única, na mesma pegada do primeiro, leitura leve para quem gosta do gênero.
comentários(0)comente



Mary 02/12/2018

Ah... O inverno...
Olá caras leitoras, sei que ando meio ausente, mas digo a vocês que está que vos escreve não morreu, continua atenta ao universo literário, embora com muito menos tempo disponível.......
O que falar dessas quatro histórias encantadoras, com mulheres fortes e independentes, mas que são obrigadas a submeter-se as convenções da sociedade?!
Mais do que nunca, nossas heroínas mostram que não é necessário ser frivola, tola ou exatamente dentro do padrão exigido pela sociedade pra encontrar o amor verdadeiro e ter o seu viveram felizes e apaixonados...
comentários(0)comente



Talita 18/11/2018

Contos entrelaçados, são tão lindos
E vemos mais 4 histórias baseadas no universo de Lady Whistledown, e em como ela está em todos os lugares em todos os momentos, maravilhosa é ela.
A primeira história conta um pouco sobre como Anne Bishop foi prometida desde que nasceu ao marquês de Halfurst, e em como ela nunca o viu, e está feliz com isso, pois somente assim ela pode fazer tudo o que quer e não precisa ser a dama perfeita que deseja se casar. Mas acontece que depois de Lady Whistledown falar sobre como Anne estava fazendo pequenos anjinhos na neve ao lado do que não era seu prometido, Maximillian resolve ir buscar o que lhe pertence, só que ao chegar lá não encontra uma mulher frágil e fútil e sim uma mulher com personalidade forte, e ele é forçado a se esforçar para conquistar essa dama desconhecida.
A segunda história é sobre Liza, que aos olhos da sociedade já passou da idade de se casar, aos 31 anos ela tem casa própria, seu próprio dinheiro e sua vida independente, mas acontece que isso não é o suficiente, ela deseja alguém para compartilhar e falar sobre seu dia e sobre suas conquistas nos negócios, e é quando ela decide se casar com um cara 4 anos mais novo que ela, e que adora vacas. Mas Royce seu melhor amigo á doze anos não quer isso, até porque o cara pode ser um caça-dotes, então resolve se aproximar ainda mais dela, e o que era para ser apenas encontros amigáveis, acaba se tornando uma pequena torrente de emoções guardadas a sete chaves dentro do coração de cada um, e só resta eles abrirem bem os olhos.
A terceira história é de como Caroline Starling que está prestes a se casar, fica atraída por seu arqui-inimigo, deixe-me explicar esse aqui-inimigo é nada mais nada menos que Terrance ou Lorde Darington para ser mais formal, é que ele por ser o mais novo proprietário de tudo e sendo seu primo de quarto grau, acabou por despejar sua mãe a si mesma da casa em apenas dois dias, mas isso aconteceu a muito tempo, e agora ele está de volta a sociedade, e parece ser mais arrogante do que esperava. E não é que os dois são iguaizinhos ? Os dois falam o que vem a cabeça e são extremamente teimosos, o que acontece ? Os dois se apaixonam e nem percebe, tudo bem que ele percebe primeiro, mas como eu disse ele não é muito bom com as palavras e ela vai ter que ajuda-lo com isso.
A quarta e ultima história é de como Susannah e toda a sociedade estava esperando um anuncio de noivado por parte de Clive, irmão do conde, mas isso não acontece, e ele acaba pedindo a mão de Harriet, e o pesadelo começa, aliás a sociedade não é tão gentil com as dores de uma dama. Mas o mais estranho acontece porque o próprio conde, David, está sendo gentil e Susannah começa a pensar que talvez não amasse Clive como achava que amava, só que David vai ter que se empenhar para conquistar o coração da dama, já que ela sofreu muito nas mãos de seu irmão cabeça oca.
Muito amor e muitas gargalhadas acompanham esse livro, Lady Whistledown está de volta
comentários(0)comente



Lorrane Fortunato 01/11/2018

Resenha: Nada Escaoa a Lady Whistledown / Dreams & Books
"Era terrível, na verdade, a influência que um único homem podia exercer sobre a sociedade."

Eu amo Julia Quinn. Amo os seus livros, amo a sua forma de escrever, amo seus personagens tão encantadores e suas histórias tão marcantes e adoráveis!

Ler um livro novo da Julia Quinn sempre é uma experiência maravilhosa. Eu sempre tenho a certeza que vou rir, chorar e me apaixonar mais uma vez. Sempre que pego um livro novo dela já começo a leitura com aquela certeza que só vou largá-la quando terminar de ler a última página, é simplesmente impossível não devorar seus livros.

"Gostaria de beijá-lo pelo menos uma dúzia de vezes."

Sem dúvidas, a série dela que mais amo é a dos Bridgertons. Eu amo tanto esses irmãos! Poderia ficar listando todos os motivos para sempre! E uma das personagens desses livros que mais amo é a Lady Whistledown!

Eu amo sua impertinência, suas sacadas e seus comentários picantes acerca daquela sociedade e sem dúvidas, senti muita falta dessa personagem.

“Quem diria que alguém poderia se sentir tão aquecida quando o mundo ao redor congelava?”

Quando li "Lady Whistledown Contra-Ataca" fiquei extremamente apaixonada e não foi diferente fazendo a leitura de "Nada Escapa a Lady Whistledown"!

O livro tem 4 contos independentes, mas que acabam se ligando. Além de os protagonistas de um conto sempre aparecerem no outro. Incrível, né?

Foi maravilhoso também ter a oportunidade de ler mais contos das outras autoras que só tinha conhecido no livro anterior da duologia!

Nada Escapa a Lady Whistledown é um livro extremamente cativante, com personagens apaixonantes que mexem com o coração do leitor. Impossível não se apaixonar por eles e por suas histórias!
Leitura mais do que recomendada! :)

"Ele a beijou até ela achar que desmaiaria de desejo. Ele a beijou até ela achar que desmaiaria de falta de ar.
Ele a beijou até que ela não conseguisse pensar em nada além dele, não conseguisse ver nada além do rosto dele em sua mente e até que não quisesse mais nada além do sabor dele em seus lábios... para sempre."

site: www.dreamsandbooks.com
comentários(0)comente



Amanda Caldeira 13/10/2018

Que venha mais livros dos "ataques" de Lady Whistledown!!!!
Diferente do livro anterior, esse não se desdobra em um ambiente específico, apesar das histórias se entrelaçarem nos mesmos ambientes.
Na primeira história de Suzanne Enoch, temos Anne Bishop, uma jovem sincera, divertida, mas muito mimada. Ela foi prometida em casamento quando ainda era um bebê ao marquês de Halfurst - que é quase um ermitão na sua propriedade no campo. Ela então se aproveita da liberdade que esse compromisso traz, mas sem nunca pensar no que fará quando seu prometido aparecer. Maximilian Trent, marquês de Halfurst, é um homem do campo, odeia Londres e após ler no Whistledown que sua noiva estava fazendo anjinhos de neve com um pretendente que não era ele, vem a Londres para buscá-la. Qual sua surpresa ao encontrar uma mulher linda e com a língua afiada que não deseja se casar com ele. Mas para azar dela, Maximilian se encanta por ela e resolve investir em uma corte nada convencional que irá conquistar o coração de todos. Eu gostei da história, mas achei a Annie muito chatinha e mimada ao extremo, para que todo aquele ódio por Yorkshire?! Ela nunca saiu de Londres, quase perdeu um amor lindo de palhaçada... Mas fora a personagem chata, a história foi muito bem construída, com diálogos engraçados e bem fofos!
Na segunda história de Karen Hawkins, temos a Srta. Liza Pritchard e Sir Royce Pemberley. Liza é uma mulher muito rica, excêntrica e divertida, com suas roupas estranhas, atitude impensadas e seu macaco de estimação, ela está sempre chamando a atenção em Londres. Sir Royce sempre foi seu melhor amigo, jovem, bonito e mulherengo ele nunca se apaixonou. Até que Lorde Durham chega a cidade e com medo de perder sua melhor amiga, decide mostrar a ela o que é paixão, mal sabe ele que estaria descobrindo mais do que queria. Eles são muito divertidos e as excentricidades de Liza são hilárias. Amei a história, apesar de ter achado um pouco arrastada no começo, mas é impossível não cair de amores por Sir Royce e se encantar com Liza. PS.: O que foi o Lorde Durham indo embora com bolo nas calças?! Hahahahah
Na terceira história de Mia Ryan temos o infame Terrance Greyson, Lorde Darington e a discreta Caroline Starling. Terrance sofreu um ferimento durante a guerra que o deixou com sequelas na fala, ele não consegue desenvolver como queria os pensamentos que tem. Logo, quando chega do campo de batalha, seu melhor amigo temendo a língua ferina da sociedade, expulsa as herdeiras do antigo conde em nome de Darington. Isso faz com que Lady Darington e sua filha passem por algumas dificuldades, daí temos que Caroline tem certo "ranço" do mocinho. Ela sempre foi considerada uma "sem graça" na sociedade e atualmente estava sendo cortejada (para seu desespero) pelo conde de Pellering, ela está tão inconformada que cai no choro o tempo todo e em uma dessas ela dá de cara com um homem muito gentil que oferece um lenço, apesar de pouco falar. Sim amigos, era Lorde Darington. Eles então engatam um daqueles romances água com açúcar que nós amamos. Terrance tem que enfrentar a resistência da mocinha - que sem saber do seu problema, o acha um ogro - e ainda tem que disfarçar seu problema diante da sociedade. Eu amei a escrita da Mia, fluiu muito bem e dava pra sentir a química dos dois, entretanto, essa seria a típica história pra ter um desenvolvimento um pouquinho maior do que as poucas páginas que tivemos.
Na quarta e última história escrita por Julia Quinn (e a que eu mais esperava) temos a melhor de todas as histórias. Confesso que comprei esse ebook quando li a sinopse desse conto e não me decepcionei. De forma simples, romântica e fofa, Júlia traz a orgulhosa Susannah Ballister e o instrospectivo David Mann-Formsby, conde de Renminster. Na temporada anterior, Susannah foi alvo do interesse de Clive Mann-Formsby, irmão do conde, que apesar do interesse, noivou e casou com outra sem avisá-la, deixando Susannah em uma situação bem desconfortável perante a sociedade. Cansado de vê-la se esconder em um salão de baile, David resolve chamá-la para dançar e acaba se interessando realmente pela belíssima Srta. Ballister. Depois disso, eles engatam uma corte peculiar, da qual Susannah tenta fugir, pois não quer ser abandonada por outro Mann-Formsby. Achei a história muito bem desenvolvida, apesar de curta - esse daria um ótimo livro! Enfim, a Júlia arrasou como sempre e encerrou com chave de ouro esse livro de contos com Lady Whistledown. Tomara que elas pretendam escrever outros, rs.
comentários(0)comente



Cris 11/09/2018

Romance e patinação no gelo do Tâmisa
Achei mais fluido que Lady Whistledown contra-ataca.
Nesse livro todos os 4 contos das 4 autoras giram em torno da temporada inusitada de inverno. O Tâmisa congelou e a sociedade londrina resolveu aproveitar para patinar no gelo e fazer brincadeiras na neve. Além de procurar maridos para suas filhas solteiras, claro. Também há o tão movimentado Baile de São Valentim onde todos os casais estarão. E, claro, nossa queridíssima lady whistledown contando todas as fofocas mais quentes das temporada.
Os contos são fofos e românticos. O único que ficou na média pra mim foi o da Mia Ryan.
comentários(0)comente



Tami 08/09/2018

Inferior ao primeiro, mas ainda é uma boa leitura.
O conto que abre a antologia é o de Suzanne Enoch, intitulado Um Amor Verdadeiro. Nele vamos conhecer Anne Bishop, cuja mão fora prometida a Maximilian Trent, marquês de Halfurst, quando ela era um bebê. Nada anormal em um tempo em que noivados assim eram corriqueiros, só que pouco tempo depois, Maximilian e sua família deixam a cidade rumo à Yorkshire e desde então tudo o que se sabe sobre ele não passam de rumores, vários deles incluindo a possibilidade dele estar falido.

Dezenove anos se passam, e Anne, que está em sua melhor fase, também está inconformada com a falta de notícias de seu pretendente, que só se corresponde com o pai dela. Foram dezenove anos sem uma carta sequer, ela nem ao menos conhece sua aparência e agora ele está em sua casa para vê-la. Como se essa aparição repentina não bastasse, ele ainda pretende casar-se com ela e levá-la embora para Yorkshire o mais rápido possível, tudo porque ele não gostou de algo que leu em uma das colunas de lady Whistledown.

Anne, obviamente, fica revoltada. Como ele ousa dar as caras sem mais nem menos após dezenove anos de completo silêncio? A jovem obviamente recusa a proposta e não pretende facilitar a vida de lorde Halfurst, por mais que ele não seja o gordo, careca, descuidado, baixinho e malcheiroso criador de ovelhas que ela imaginava.

Agora, para conquistar sua futura marquesa, Maximilian terá que correr atrás do tempo perdido...

"— Espero que se renda — disse ele, com tranquilidade, estendendo a mão para pegar a dela.
...
Ela o observou endireitar o corpo.
— Se espera que eu me renda — disse ela, a voz ligeiramente trêmula —, caberá ao senhor convencer-me.
Maximilian sorriu.
— Que comece a batalha."

Um Amor Verdadeiro abre o livro com chave de ouro!

Anne é uma jovem muito decidida e o que mais a assusta nem é o fato de ter que se casar com um completo desconhecido, e sim a possibilidade de deixar Londres para trás. Ela gosta muito dos eventos e da cidade, por isso não se vê vivendo como uma eremita no interior da Inglaterra. Já Maximilian sabe que errou e por isso a gente não fica com raiva dele - pelo menos eu não fiquei. Ele é sete anos mais velho que Anne e não considerava apropriado corresponder-se romanticamente com ela enquanto ela ainda era uma criança, o que eu achei bem pertinente. Depois ele meio que fica "esperando o momento certo", que nunca chega... até que lady Whistledown, com sua língua ferina, entra em cena.

Sendo bem sincera, foi o único conto que eu gostei do início ao fim. Esse jogo de conquista foi muito bem trabalhado por Suzanne, e ainda que ela possuísse um curto espaço para trabalhá-lo, tudo foi conduzido de uma maneira muito gostosa, com ótimos diálogos e cenas muito envolventes.
Em seguida temos Karen Hawkins com o conto Dois Corações, onde vamos conhecer Elizabeth Pritchard e Royce Pemberley.

Liza, como Elizabeth é chamada, perdeu os pais com apenas três anos de idade. Seu tutor legal era o advogado da família, com quem aprendeu a gerir suas posses. Agora, aos trinta e um anos, Liza é uma mulher de grande fortuna, mas também é uma solteirona que é vista como excêntrica por toda a sociedade, que não vê com bons olhos suas escolhas de vestimentas pouco ortodoxas.

Liza pode até não ter família, mas possui amigos muito leais: Margaret Shelbourne e o irmão dela, Royce Pemberley, um homem adorável, mas um libertino incorrigível.

Quando Liza, repentinamente, resolve se casar com o recém-chegado lorde Durham, Margaret fica muito preocupada, já que não conhece o sujeito e teme que ele esteja interessado apenas na fortuna da amiga. Sendo assim, ela pede para que Royce tente descobrir mais a respeito de Durham, mas Royce acaba descobrindo outras coisas no meio do caminho...

"Royce ficou parado, encarando o nada. Era coisa demais para digerir. Há quanto tempo amava Liza? Dias? Meses? Ou quem sabe anos? Será que ele não comparava silenciosamente todas as mulheres que conhecia a ela? Era como se ela sempre estivesse presente em seu coração, escondida em um canto seguro, esperando o momento certo para revelar sua verdadeira beleza."

Esta é aquela típica história de amor disfarçado de amizade. Foi preciso existir a iminência da perda para que Royce acordasse e analisasse melhor seus sentimentos para com Liza. É a história mais madura da antologia, já que os personagens possuem mais de trinta anos (Royce possui quase quarenta), e por mais que eu aprecie essa pegada mais centrada, senti que faltou um pouco mais de paixão. Não é um conto ruim, ok? Apenas não me conquistou por completo.

Temos também alguns momentos divertidos envolvendo lorde Durham e George, o mico de estimação de Liza. Sim, ela possui um mico de estimação! E outra coisa bem bacana é a classe com a qual ela carrega sua personalidade, vista com maus olhos por todos. Ela sabe que seus gostos não são nada convencionais, mas não está nem aí. Essa parte eu adorei!

Continue lendo a resenha no blog! :)

site: https://www.meuepilogo.com/2018/09/resenha-nada-escapa-lady-whistledown.html
comentários(0)comente



Blog Virando a Página 06/09/2018

Impossível não se apaixonar...
|| Resenhado por Dai Quinelato ||

Que leitura gostosa, minha gente! Que leitura gostosa, minha gente! Essa coletânea encantadora reúne quatro contos escritos pelas divas do romance de época: Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan. Cada conto aborda um casal diferente, mas essas histórias acabam se entrelaçando naturalmente, seja através de um personagem, de uma situação, de um lugar, de um evento. Como plano de fundo temos a bela Londres, que vem enfrentando um inverno tão rigoroso, que até o Rio Tâmisa congelou, atraindo muitos curiosos e sendo palco de muitos encontros.

E quem dá ritmo ao enredo é a icônica lady Whistledown, que com sua língua afiada e seu olhar atento nos conduz por essas histórias através de seus comentários atrevidos e espirituosos a cada início de capítulo. E, para mim, ela é um show à parte, a melhor personagem; sua presença abrilhanta ainda mais a obra.

Todos os contos me encantaram imensamente, cada qual à sua maneira. Temos um casal que foi prometido na infância. Melhores amigos que se veem apaixonados. Uma lady que se apaixona justo pelo homem por quem guarda um rancor. E por fim, mas não menos importante, uma dama que é rejeitada por um cavalheiro, e é conquistada, não muito depois, por seu irmão mais velho.

Nada Escapa a Lady Whistledown é uma obra divertida e apaixonante, escrita por quatro autoras incríveis que mostraram estar em total sintonia. Amei do começo ao fim, suspirei apaixonadamente e desejei fortemente mais e mais páginas. Esse livro vai ficar guardadinho na minha estante e no meu coração. Leitura mais do que recomendada!

Leia a resenha completa no blog! Link abaixo:

site: http://www.blogvirandoapagina.com.br/2018/09/resenha-nada-escapa-lady-whistledown.html
comentários(0)comente



Coisas de Mineira 14/08/2018

Em “Nada Escapa a Lady Whistledown” a colunista mais famosa de Londres vem nos contar sobre os acontecimentos de mais uma temporada londrina. Não teve o misterioso desaparecimento de nenhuma joia dessa vez, mas Londres enfrenta um inverno rigoroso, até o imponente Rio Tâmisa congelou. Suzanne Enoch, Karen Hawkins, Mia Ryan e Julia Quinn, voltam neste segundo livro de Lady Whistledown nos encantando com as histórias mais apimentadas das debutantes e lordes que chegaram em Londres para a temporada de inverno.

Apesar de serem escritos por autoras diferentes, os personagens vão aparecendo nos diferentes contos, nos dando uma outra visão ou até um adiantamento da trama que virá em seguida. No início da publicação, Julia escreveu uma apresentação contando um dos motivos que decidiu escrever os livros de Lady W., ela diz também como teve que acompanhar o processo de produção de todos os contos, afinal, quem escreve as colunas de Lady Whistledown é ela. A capa de “Nada Escapa a Lady Whistledown” está bem bonita, bege e com desenhos que remetem a questões jornalísticas e escrita da época: lupa, folhas, óculos de leitura, pena, e etc. Adorei a capa do primeiro volume, mas essa ganhou ainda mais meu coração. Não achei nada falando sobre ter um terceiro livro de Lady W., mas gosto tanto da colunista, a proposta que o livro trouxe e da escrita das quatro autoras, que iria me alegrar de continuar lendo as histórias.

Escrevi um pouco sobre o que achei de cada conto lá no blog, vai lá dar uma conferida: http://www.coisasdemineira.com/2018/08/resenha-nada-escapa-lady-whistledown.html

Por: Ana Elisa Monteiro
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana @relendopaginas 28/07/2018

Ah, querida leitora...
Lady Whistledown está de volta para comentar sobre os assuntos mais badalados dos salões de Londres. Dessa vez, porém, não teremos um misterioso roubo. Os contos ficaram por conta apenas do romance, ainda que os diferentes protagonistas se cruzem aqui e acolá, como aconteceu no livro anterior.

🌿Um amor verdadeiro
— Suzanne Enoch
⠀para o primeiro conto livro, eu esperava bem mais. Aqui temos uma breve história de "amor" com uma protagonista extremamente preconceituosa e um romance pouco desenvolvido e cheio de obstáculos. Não me conquistou, nem me convenceu. | nota: 2,5

🌿Dois corações
— Karen Howkins
⠀nesse conto temos uma história de amor entre dois grandes amigos, que poderia até ter sido meu conto favorito se eu não tivesse demorado tanto a me conectar com os personagens. Foi uma história bem delicada e fofo. | nota: 3,5.

🌿Uma dúzia de beijos
— Mia Ryan
⠀esse conto foi um daqueles casos em que a gente queria que tivesse mais. É o mais curtinho do livro e por isso acontece tudo muito rapidamente. Ainda assim, foi um dos contos mais fofos e com personagens mais adoráveis do livro. Queria mais da história de Linney e Terrance. | nota: 4,0.

🌿Trinta e seis cartões de amor
— Julia Quinn
⠀esse foi o conto que mais me convenceu, embora tenha tido momentos em que eu seriamente duvidei do casal. No entanto, o romance foi bem desenvolvido e me deixou com um gostinho de quero mais. Foi o meu favorito dos quatro. | nota: 4,5.

Nada Escapa a Lady Whistledown foi um livro rápido de ler, com personagens irreverentes e vários momentos cômicos. Mas quanto ao romance, algum deles não me convenceram totalmente. Faltou algo para que me fizesse acreditar no felizes para sempre de alguns casais, por isso minha nota final foi 3,5.
comentários(0)comente



46 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4