Sol Em Júpiter

Sol Em Júpiter Lola Salgado


Compartilhe


Resenhas - Sol Em Júpiter


57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Queria Estar Lendo 08/09/2018

Resenha: Sol em Júpiter
Sol em Júpiter é o primeiro romance da autora Lola Salgado publicado pela editora Harlequin, que nos cedeu um exemplar para resenha. Lola já é um nome conhecido da literatura nacional, principalmente no Wattpad, e nos presenteia com um romance jovem e cheio de referências e conexões, exatamente como os millenials.

Sol Leão é uma youtuber famosa por seus cabelos cacheados e volumosos semelhantes a uma juba, apelido que ela adota como marca artística, e que faz um conteúdo relacionado a moda e beleza. Por ser fora do padrão, ao menos quanto aos seus cabelos, ela é vista como uma pessoa empoderada e que ajuda outras meninas a aceitar seus cachos.

A história tem início com um dia totalmente desastroso na vida da protagonista, que culmina com um encontro com Júpiter em circunstâncias nada comuns. Ele, por sua vez, é muito diferente do que Juba está acostumada e totalmente fora do círculo em que ela vive com as redes sociais e sua vida agitada de digital influencer.

"Na internet, todo mundo quer ver a vida perfeita que adorariam ter para si."

O garoto com seu jeito sério, mas com um ideal carpe diam, conquista e intriga Sol tanto quanto o seu nome de planeta. Fazendo com que seja cada vez mais difícil se manter afastada, mesmo quando existem sinais – desde o começo – que a sua reação a ele vá muito além da amizade. Principalmente porque Sol está noiva de outro youtuber, alguém que vive a mesma realidade que a sua, a quem ela acredita amar.

Sol em Júpiter é um livro leve e sem grandes dramas, que se propõe a discutir alguns assuntos importantes principalmente para as novas gerações tão conectadas, mas que tem seu foco de fato no romance principal. Uma leitura extremamente rápida e engraçada, com suas doses de romance picante e cenas que você poderia encontrar em qualquer bom filme de comédia romântica.

Dito isso, preciso apontar algumas ressalvas que tive com a história, principalmente conforme foi passando o tempo depois de ter finalizado a leitura. Os primeiros desencantos que tive foram de caráter extremamente particular e pessoal e, portanto, não devem de forma alguma afetar a leitura das demais pessoas.

"O sacrifício valia a pena. Tudo em nome de ter mais seguidores. Era sempre em nome de ter mais seguidores."

Para começar, com toda a sugestão do título, a arte gráfica e os nomes dos protagonistas acabei esperando por uma história que fosse envolver muito mais os astros e os signos. Mas tirando o apelo e marketing trazido por esses elementos, na história eles não possuem um real papel no desenvolvimento da trama, fazendo com que eu já tenha lido livros que dessem muito mais importância para essa temática sem que eles tenham sido vendidos dessa forma.

Outro ponto que me desagradou um pouco foi o mal aproveitamento de Floripa, que eu acredito poderia ter sido o cenário perfeito para um livro como este se melhor utilizada. Principalmente se Júpiter fosse o que eu esperava ao ter lido a sinopse: alguém muito mais de boa com a vida, curtindo o momento e talvez até mesmo naquela vibe mais de surfista. Sério, como a Lola perdeu de fazer esse menino ser um surfista em Floripa eu jamais entenderei! Mas, de novo, essas reclamações são baseadas em expectativas que eu criei e não foram atendidas, e não devem atrapalhar a leitura. Embora eu realmente teria amado um surfista!

Agora, quanto aos fatores que realmente me incomodaram e que dizem respeito ao desenvolvimento da história, eles foram três no total: a escrita, que em alguns momentos soa muito amadora; a relação de Sol com o noivo e Júpiter; e o suposto empoderamento da personagem.

"Um sentimento de urgência trazido pela ideia de que tudo era efêmero. Até mesmo nós. Principalmente nós."

Quanto a escrita tive alguns problemas, principalmente no início do livro, para conseguir me desapegar da sensação de um certo amadorismo. Quem leu muita fanfic como eu – mais de 13 anos no ramo - sabe que existe um determinado perfil de escrita que remete muito a esse estilo, e isso não é necessariamente ruim. Mas é confuso, e eu não gosto, ler um livro com uma escrita que me remeta a uma fanfic.

E aqui não é “culpa” da autora, e sim da editora em não chamar a atenção para essas cenas. Um exemplo claro do “estilo fanfic” são as cenas desnecessariamente longas e explicativas que acontecem para apresentar certos personagens, como no caso de Clarice (melhor amiga de Sol). Ou, simplesmente, cenas que não acrescentam e nada a história e poderiam ser cortadas sem interferir em nada no livro (de novo, a apresentação inicial de Clarice).

No que diz respeito ao relacionamento da Sol com o noivo e com Júpiter, o que me incomoda é a hipocrisia da personagem (e da autora, e de quem lê e torce pelo romance dos dois, mas critica o noivo). Sim, o noivo da Sol não é a melhor pessoa do mundo e realmente merece o espaço dele na estante dos embustes. Mas isso não anula o fato de ela ter desejado o Júpiter desde o primeiro momento, e mesmo que ela não tenha de fato feito algo em relação a isso, ela nunca fez nada para se afastar dele e sempre pensou nele de forma sexual.

"Você é linda. Sua risada é linda. Sua boca é linda. Você é inteira linda."

Apaixonar-se por outro estando noiva, não é também uma forma de traição? Iniciar um relacionamento em menos de 12 horas após terminar um noivado, não é uma certa hipocrisia? Será mesmo que quando falamos de amor e traição, são apenas os nossos atos que contam? Isso só me faz pensar que nunca foi o amor ou respeito ao noivo que a impediu de ficar com Júpiter antes, e sim o anel em seu dedo. Tão logo ele saiu, Sol e Júpiter já eram um casal pra lá de firme.

Por fim, chego ao ponto principal do livro e que mais me incomodou, principalmente ao ler outras resenhas e não perceber comentários quanto a isso. Sol nos é apresentada como uma personagem “empoderada”, pois fez do bullying sofrido por conta do seu cabelo a sua própria marca, mas não é isso o que vi. Sim, Juba pode realmente amar seu cabelo e sentir-se bem com ele, e isso de fato pode ajudar outras garotas a pensar o mesmo, mas não podemos esquecer que ela é uma youtuber branca, loira, magra e classe média.

A única coisa fora do padrão é o seu cabelo, e isso pode ser problemático sim, mas não podemos negar que a imagem pintada por ela é muito mais ligada a beleza exótica do que a algo não aceito. Sol é a personificação da Vitória, de Ana & Vitória, e não consigo ver ninguém dizendo que ela é qualquer coisa que não bonita. O assunto poderia ser bem diferente, porém, se Sol fosse negra. Como bem sabemos, o cabelo natural negro sim é visto com maus olhos, taxado de “cabelo ruim”, e o empoderamento criado a partir da aceitação de seus cachos por uma personagem negra seria muito mais importante e cabível.

Para além disso, pois não quero que pensem que é apenas implicância pela cor da personagem, Sol é uma youtuber de moda e beleza que afora seu cabelo não tem nada de “empoderada”. Ainda que odeie saltos e maquiagem, não cogita não os usar pois uma blogueira como ela não poderia negar tais elementos; ainda que odeie alimentação saudável e controlada, fica apavorada com a ideia de engordar, o que significa que chega a ficar sem comer em nome de perder peso (já que fazer exercícios é algo que ela detesta).

Ou seja, Sol é uma personagem extremamente problemática. E não estou apenas falando “finjo viver uma vida que não é a minha”. Estou falando de novamente se apelar para o velho discurso de “o que não é saudável é mais gostoso” e “prefiro ficar sem comer a ter de fazer exercício”, e atrelar isso a uma personagem que tem medo de ficar gorda. Por que ser gorda é ruim, certo? Não temos todas medo de sermos gordas? Mas não amamos ler sobre como as protagonistas, para provar que são “gente como a gente”, sempre vão preferir comer um hambúrguer com fritas no lugar de um lanche saudável?

Talvez não seja a função de Lola Salgado ter de nos ajudar como sociedade a quebrar certos vícios, não creio que de fato seja obrigação dela ou de qualquer outra autora fazer isso. Ao mesmo tempo, não posso negar que ao escrever personagens como Sol ela acaba por reforçar esses estereótipos e vícios. Pode ser que não seja lugar dos livros nos ensinar e discutir questões sociais, mas é inegável que eles exercem o papel do meio pelo qual aprendemos e reforçamos nossas crenças e pensamentos.

"- Esqueci de viver porque fiquei muito ocupada atuando. Fingindo ser alguém de quem nem ao menos consigo gostar."

Termino essa resenha imensa dizendo que sim, eu gostei do livro. Não, Sol não é uma boa personagem quando você a enxerga. Mas para isso, é preciso enxerga-la. Para discutir sobre Sol, é preciso conhecer Sol, e se ver nela, e ver sua amiga nela, e entender que existem tantas outras Sol por aí na cultura pop, e na nossa vida.

Sol em Júpiter é um livro que quanto mais tempo faz que eu li mais eu penso nele. E não pelos motivos que a autora queria, provavelmente, mas por outros que ela talvez nem tenha pensado sobre.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2018/09/resenha-sol-em-jupiter.html
comentários(0)comente



Ciça 13/05/2018

Sol em Júpiter | Resenha do Cores
Sol Leão teve uma infância e adolescência muito complicada. Sofreu bullying por muito tempo, não teve a presença da mãe como gostaria, teve algumas crises e acabou desenvolvendo a síndrome do pânico. Entretanto, quando acabou o ensino médio e se encontrou sozinha, achou um novo mundo: O Youtube. Lá, mesmo que ninguém entendesse como funcionava, embarcou em uma nova jornada e começou a falar sobre seus sentimentos, sobre se conhecer, sobre se aceitar e no fim, terminou com 6 milhões de inscritos. As coisas foram acontecendo e Sol não percebeu que já estava no seu auge.

Várias marcas a contratam para propagandas, então sua vida acaba agitada por sempre possuir algum evento. E é assim que a história se inicia.

É mais uma sexta-feira e Sol precisa chegar a um shopping para participar de um evento em uma loja famosa, lá encontrará alguns inscritos e falará um pouquinho com eles. Só que Sol não estava preparada para receber uma ligação de sua mãe a pedindo uma visita, mesmo que seja rápida. Juba, como também é conhecida, coloca qualquer roupa e vai de chinelos até a casa de sua mãe e quando percebe... A hora já passou.

Correndo contra o tempo ela vai com aquela roupa para o shopping. Lá tenta passar alguma maquiagem e pede para que uma mulher compre um salto para ela, só não esperava que fosse receber um salto preto com faixas douradas e oncinhas por todos os lados. Era o fim! Para piorar, ela ainda tinha entrado em um banheiro masculino e acabara de ver um pênis bem na sua frente.

Dias depois da repercussão do sapato e das roupas de Sol se espalharam de forma negativa aos quatro ventos, ela fora xingada por haters e leu vários comentários maldosos mas, nem mesmo André, seu noivo, conseguiu tirar o sentimento de tristeza de Juba.

E é quando volta ao shopping que Sol encontra o "cara do banheiro", também conhecido como Júpiter. Em pouco tempo ele a conquista com os olhos azuis e a conversa fluí tão naturalmente que assusta Sol, mas é ali que ela começa a questionar sua própria vida, a vida falsa que ela vivia para ter mais seguidores, para ter mais gente a admirando.

Tudo parecia falso, sem sentido e nenhum pouco real, até aquele momento. O momento em que Sol encontrou Júpiter.

"Todas as fotos que vinha postando ultimamente eram apenas simulações de dias que nunca vivi."

Leia o resto no meu blog | 365 Cores do Universo

site: http://www.as365coresdouniverso.com.br/2018/05/sol-em-jupiter-resenha.html
comentários(0)comente



Emily 18/05/2018

Expectativas alcançadas com sucesso total!
? Sol em Júpiter | Nota: 4,5/5??

Sol Leão é uma grande youtuber que ganhou fama com seus conselhos ?sincerões? sobre aceitação e auto estima. Ela é mais conhecida pela enorme Juba, sua cabeleira que inspira mais de 6 milhões de pessoas ao redor do Brasil. Mas a vida real não é tão perfeita como ela faz questão de demonstrar em seus vídeos e no feed perfeito do Instagram.

Por trás de tudo isso, seus conflitos internos são gritantes e nada fica mais fácil quando conhece o fofo Júpiter num desses esbarrões da vida. Mesmo estando noiva, ela sente suas estruturas serem abaladas no momento que firmam uma amizade, e assim, começa a ser questionada pelas escolhas involuntárias de seu coração cada vez mais abalado com a presença desse menino incrível.
?
Acho que alguns de vocês bem sabem o quanto sou suspeita para falar dos livros da Lola, já que amo praticamente todos, então sabia que com Sol em Júpiter não seria diferente e felizmente fui novamente agraciada com uma deliciosa história de amor e muita fofura.

O livro todo tem um tom muito divertido e leve, onde me peguei gargalhando muitas vezes com as mais inusitadas situações que Juba se colocava e suspirando com todo o clima de romance entre os protagonistas! E já falando deles, que personagens incríveis, totalmente reais, cada um com seus defeitos e qualidades ressaltados na história, o que os faz tão palpáveis e verdadeiros. Quase aquele casal de amigos que você torce até o fim para ficarem juntos, sabe? É mesmo como se eles estivessem aqui!

Foi interessante também como os dilemas retratados no livro, que mesmo de forma descontraída, têm importância levada em conta para o amadurecimento e crescimento de Sol, que aos poucos se transforma em alguém que realmente condiz com as coisas que prega e ensina e essa evolução é uma das coisas mais legais do livro. A verdadeira aceitação pessoal, de sua independência e amor próprio, tudo que realmente cria uma conexão com o leitor, inclusive comigo! E o Júpiter, ain gente, o personagem mais fofo, apenas. Queria guardá-lo num potinho e dizer para a Dona Lola que ela criou um monstro e agora não aceito nada menos do que um Júpiter na minha vida.

E se tudo isso não foi capaz de convencer a dar uma chance à essa história tão deliciosa de se ler, saiba que a realidade do livro é tão verdadeira que é quase impossível não se identificar com várias das coisas citadas ali e, não sei vocês, mas essa é uma das sensações que mais gosto de ter com uma leitura: a proximidade que sinto com o cotidiano do livro, sem aqueles grandes esteriótipos e conflito irreais demais para serem trazidos para nossa vida. Além de terminá-lo com um bom quentinho no coração, senti que tudo que li pode ser mais possível do que se pode imaginar e amei isso.

Só tem um pontinho meio chato que me fez não dar total 5 estrelas, que foi o fato de achar que no fim, mais dois ou três capítulos de mais amor não faria nada mal, além de ter sentido que uma coisa ou outra ficaram meio vagas demais, na minha opinião. Não é nada que comprometa a qualidade da escrita ou da história em si, mas confesso que gostaria sim de um fechamento mais completinho, mesmo que coisa boba, ficaria ainda mais feliz.

Mas enfim, isso não muda o fato de que é um ótimo livro, correspondeu além das minhas expectativas e recomendo eternamente que você que ama um clichezinho gostoso se jogue de cabeça nessa história e se encante como eu!
comentários(0)comente



LT 22/05/2018

Vale a pena viver uma fantasia?
No livro temos Sol Leão, youtuber famosa com milhares de seguidores, que tal como os youtubers que vemos por ai na vida real, se sustenta com os lucros de seu canal, que fala sobre assuntos de moda, maquiagem e afins.

Basicamente, vemos a vida "perfeita" de uma jovem de 20 e poucos anos virar de cabeça para baixo em um único dia. Neste dia, tudo o que deveria dar certo, pois ela cumpriria sua agenda normal, participaria de um evento no shopping, mas justamente neste dia, tudo sai errado, a única coisa que podemos chamar de bom que aconteceu com ela neste dia foi ter conhecido "sem querer" um rapaz no banheiro masculino. Esse encontro inusitado se deu em meio ao caótico dia que ela estava vivendo. Este rapaz é Júpiter, sua conexão é forte e bem gostosa de ler quando os dois estão juntos.

O livro tem um tom leve e que mesmo tendo um nome puxado para coisas astrológicas, em nada tem a ver com o assunto. Júpiter é um típico cara normal e é justamente isso o que o atrai para Sol. Ele leva a vida que ela quer levar, mas devido ao seu sucesso e seu canal a impede de viver.

[QUOTE] Todas as fotos que vinha postando ultimamente eram apenas simulações de dias que nunca vivi. [...]

Ela tem um noivo, o André, mas convenhamos, que cara chato! depois da primeira cena em que ela aparece, já peguei ranço dele, e digo que ele foi muito bem superado pelo Júpter.

Vale também citar o carisma e a união dos irmão de Júpiter, Vênus e Saturno. O livro tem sim suas tiradas engraçadas e que remetem aos astros.

[QUOTE] "É sério, as pessoas precisavam ter um pouco de amor à vida! Mexer justamente com alguém cujo signo tem fama de vingativo? Ainda mais quando o ascendente é Satanáries? Quero dizer, dois signos regidos por Marte, o senhor da guerra, da violência e do trabalho! Por favor né, era quase implorar para arrumar dor de cabeça." [...]

Mas não é o foco do livro, que trás como o plano de fundo, a vida de aparências que muitas vezes nos impomos em viver, quando na verdade preferiríamos estar deitados de pernas para o ar e fazendo nada. É gostoso ler como Sol ou Juba, apelido que nomeia seu canal de sucesso no Youtube, se desenvolve ao decorrer da leitura.

Quase chegando ao final do livro temos uma cena, queridos leitores, que com o perdão da palavra, pqp! É muito erótica. É isso que destoa no livro, durante todo o caminho ele vem se mostrando juvenil e no final, o erótico, não que eu não goste, longe disso, quem me conhece sabe, mas achei que foi desnecessário incluir a cena, enfim...

Se recomendo? Sim! Com certeza! Para os amantes do bom livro romântico, com uma pegada jovem e leve.

Resenhista: Aricia Aguiar.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Manu - @LivrosUai 10/05/2018

❝Não vale a pena tentar ser uma pessoa que você não é, ainda mais por pressão dos outros. É impossível ser feliz assim.❞

Onde aperto para voltar e reviver todas as emoções que senti ao ler “Sol em Júpiter”? Só posso dizer que estou maravilhada com a escrita de Lola, a forma como ela criou essa história não poderia ser diferente da palavra: Amor! Sabe aquele livro que te prende do início ao fim e que faz você ao mesmo tempo querer que o finalmente acontece e não desejar o final? Com esse livro foi assim. A leitura fluiu tão bem que eu queria e não queria acabar essa história, e quando dei por mim, já tinha devorado capítulo por capítulo até chegar no desfecho, e como se diz o ditado “Tudo o que é bom dura pouco. ”

Construindo um relacionamento cheio de diálogos divertidos e gostoso de se ler, Sol em Júpiter nos apresenta nada mais do que as aventuras de Sol Leão, para os mais íntimos Juba, e que desde os dezessete anos possui um canal no YouTube, que hoje em dia conta com seis milhões de inscritos. O canal é praticamente sua vida. E Júpiter, filho de uma família, cujo os nomes são todos de planetas e que trazia consigo incríveis olhos azuis e um charme irresistível – eu quero trazer Júpiter para um mundo real, será que tem como?

Esse livro verdadeiramente é para aqueles que querem sair da ressaca, que querem presentear a filha ou a namorada e que querem guardar na memória um romance lindo e clichê. A maneira como Lola nos apresenta não só os personagens principais, mas também os secundários, me fez deseja um livro de Vênus, irmã de Júpiter. E me fez dá boas gargalhadas com a relação entre Sol e sua mãe. Contagiante, divertido e gostoso, indico para todos os amantes de um bom romance, leia, leia e se puder releia
comentários(0)comente



Pequena Resenha 04/06/2018

Adoreiiii
Primeiro livro de Lola Salgado lançado pela Harlequin e a capa já me chamou a atenção, linda né! Sol em Júpiter é um daqueles livros fofinhos, românticos e lindos que você fica apaixonada logo de cara.

Como já conhecia a escrita da Lola através do e-book A Linguagem do Amor(Resenha Aqui), fiquei com uma expectativa grande e achei um tanto inocente e até adolescente demais. Mas quando menos eu esperava eis que surge uma bela cena de sexo, que por sinal foi muito bem escrita.

Um livro bem gostoso e adorável. Você vai acompanhar a história da Youtuber Juba que em seu canal estimula as pessoas a superar o bullying que sofrem ou sofreram por causa dos cabelos por exemplo, ela mesma sofreu com isso na adolescência e hoje ostenta uma cabeleira enorme, cacheada e bem cuidada, por isso o seu canal se chama Delírios de Juba, onde o amor-próprio é sempre o tema principal.

"Não vale a pena tentar ser uma pessoa que você não é, ainda mais por pressão dos outros. É impossível ser feliz assim."

A princípio Juba/Sol está passando por uma ótima fase da vida, até foi pedida em casamento por André que também é Youtuber. Então num dia em que tudo parece estar dando errado, ela conhece Júpiter, sim esse é mesmo o nome do personagem e seus irmãos se chamam Vênus e Saturno, diferente né!? E depois desse encontro , ela vê sua vida "perfeita" mudar.

Uma história que vai te fazer pensar em como você anda levando a vida. Será que você pensa demais nas opiniões das pessoas? Será que você finge ser quem não é só para agradar?

Recomendo

Leia, leia, leia!!!!!!
comentários(0)comente



Thamires.Oliveira 30/04/2018

Um amor
Super linda a história de Sol e Júpiter, um casal fofo e super apaixonante, com uma história de superação, amo a escrita tem uma leveza e humorada mais um livro da Lola que vai pra lista dos meus preferidos. :D
comentários(0)comente



Mari 04/06/2018

Já faz um tempo que eu estava com vontade de conhecer algum trabalho da Lola Salgado. Eu tinha visto algumas coisas dela na Amazon, mas não tinha tido a oportunidade de ler ainda, mas eu estava recebendo tantas indicações, que não poderia deixar passar esse novo livro.

Comecei a ler sem nem olhar a sinopse, por isso, tinha certeza absoluta de que se tratava de mais um livro com o tema de horóscopo. Porém, me enganei completamente...

Sol Leão é uma youtuber famosa e que é conhecida como Juba. Seu apelido vem pelo fato de seus cabelos serem cacheados e volumosos, coisa da qual ela se orgulha hoje, mas que já deu muitos problemas quando ela era mais nova. Em seus vídeos, ela fala sobre sua vida e traz alguns temas motivacionais e falando sobre bullying e o quanto ela já sofreu com isso.

Em suas redes sociais, Juba mostra uma vida ótima e ser uma pessoa feliz o tempo inteiro. Porém, as coisas são bem diferentes do que ela quer que os outros vejam. Ela não faz exercícios, odeia salto alto e, apesar de morar na frente da praia, faz muito tempo que não pisa por lá.

Como se tudo isso não bastasse, Juba está noiva de André, um youtuber famoso que passa a maior parte de seu tempo gravando vídeos com os amigos. A relação entre os dois parece estar balançada e a garota não sabe muito bem o que pensar quando está com ele. E é nesse momento que ela conhece Júpiter.

Em um evento importante no shopping, Juba, que está toda atrapalhada e atrasada, acaba entrando no banheiro masculino por engano e dando de cara com um homem maravilhoso dos olhos azuis e bom... Com suas partes masculinas de fora. Quando percebe a burrada que fez, sai correndo do banheiro sem falar uma palavra e tentando esconder a encarada que ela deu nele. O que ela não esperava é que dias depois, ela ficaria presa no elevador do shopping com ninguém menos que o homem do banheiro: Júpiter.

A presença desse homem em sua vida pode fazer uma grande diferença e fazer com que ela comece a se questionar se está fazendo as escolhas certas para a sua vida... Mas não sem antes virar a cabeça dela e deixar seus pensamentos ainda mais bagunçados.

Pensei que encontraria um livro baseado no horóscopo, mas encontrei um romance, meio chick-lit que me envolveu desde o começo. Gostei muito de como a autora usou o tema dos vídeos, pois ela descreveu alguns roteiros para os leitores, contando como era a vinheta e até os efeitos usados. Isso foi bem legal para nos aproximar da personagem e entender como ela ignora tudo o que acontece na sua vida em pró do canal e da sua imagem.

A autora tem uma pegada leve e gostosa. Sua escrita é cativante e te envolve bastante, principalmente depois da forma como ela escolheu começar o livro. Ao invés de apresentar os personagens logo de cara, tema um capítulo em que Juba está se vingando de alguém, que não sabemos quem é, e por um motivo mais desconhecido ainda. Só isso já é o suficiente para prender a atenção.

O livro é em primeira pessoa, o que é ótimo para conhecermos melhor Juba. Ela é uma personagem que passou muitos problemas na infância e que não tem uma família muito "normal". Sua mãe é distante, mas quer fingir que as duas são melhores amigas que se importam umas com as outras.

Júpiter é um personagem que destoa dos demais. Ele e sua família são o ponto alto, pela forma como se tratam e pelo seu jeito de ver a vida. Tive a sensação de que só queria ler mais e mais para conhecê-lo melhor e passar mais tempo com ele. Pode ser por um ser o oposto do outro, mas foi fácil me apaixonar por Júpiter assim que o livro começou e ter raiva do André assim que ele apareceu.

Juba foi um problema para mim. Eu gostei da forma como ela narra sua vida e os acontecimentos, achei que os momentos engraçados foram ótimos, mas eu não vi um crescimento, um amadurecimento na personagem. Talvez eu esteja querendo demais, mas queria ter visto um pouco mais desse momento da nova Juba.

Não posso opinar na diagramação do livro, mas vi muitas pessoas elogiando a editora. Então, acho que vale a pena conhecer o livro de pertinho. A capa me chamou bastante a atenção e gostei muito!

Sol em Júpiter é um romance com toques de humor e drama, mas tudo muito bem dosado. Apesar de ter uma trama leve e fácil, a autora soube fazer uma crítica ao uso das redes sociais e de como ela pode controlar nossa vida. Sem falar que amei o nome dos personagens!

site: http://galaxiadosdesejos.blogspot.com/2018/06/sol-em-jupiter-lola-salgado.html
comentários(0)comente



Mile Rodrigues 12/05/2018

Maravilhoso ainda é bem pouco...
Peguei o livro, que tem a capa mais linda da minha estante, chegou ontem e eu terminei faz uns 30 minutos. Impactada com esse amor de história!
Apaixonada pelo Ju e pela Juba, torci tantoooo desde o início que nem sei.
Estou apaixonada pela escrita e é isso.
comentários(0)comente



Dani Guimarães 04/05/2018

O sistema solar em forma de amor
Como todos sabem, escorpianas são vingativas e insaciáveis. Isso com certeza descrevia perfeitamente Sol, ou mais conhecida como Juba, a que culpa seu signo por todas as suas atitudes. Juba é uma Youtuber que vê as coisas começarem a dar errado quando os astros errados entram em composição no mapa astral e gera uma série de consequências para a ela, algumas foram de bom grado, mas constrangedoras, como conhecer Júpiter, o rapaz que tinha um belo falo e incríveis olhos azuis. Sol jamais foi a mesma desse dia, assim como Júpiter. Ambos com nomes do sistema solar, Sol e Júpiter começam uma amizade incrível é que irá arrancar várias gargalhadas e ensinamentos. Lembram sobre as escorpianas? Então, cuidado com o que fazem com elas, pode ser fatal. .
.
Sol é uma linda escorpiana emponderada que tem 6 milhões de seguidores. Júpiter é o filho de uma família, cujo os nomes são todos de planetas. Juba sofreu muito na infância e sua carreira se deu por conta dos desabafos os 16 anos, enquanto Júpiter teve a família destruída aos 17 anos quando um fato ocorre em sua família. Além de Júpiter e Juba, temos inúmeros outros personagens maravilhosos como a Vênus, Clarice, a louca mãe da Juba e o embuste do André. Qual a probabilidade de Júpiter girar em torno do Sol? Ou o Sol girar em torno de Júpiter? A partir disso começamos a ver uma amizade crescer e não caber mais em um abraço. .
.
Salgado consegue criar um livro incrivelmente atual, divertido e para as loucas dos signos. Além disso, mostra a importância de como a internet pode ser incrível e destruidora e que suas atitudes podem afetar milhões de pessoas, mesmo que você não saiba. .

Hilário, contagiante e sem pudores. Se você nunca leu livros onde há uma linguagem informal, esse livro pode te "assustar" um pouco, há conversar de gente como a gente, palavrões, sexo e muita verdade por trás dos feeds do Instagram.

site: https://www.instagram.com/cactusliterarios/
comentários(0)comente



Silvana - Blog Prefácio 30/04/2018

Sol Leão, ou Juba como é mais conhecida, tem vinte e três anos e desde os dezessete ela tem um canal no YouTube, que hoje em dia conta com seis milhões de inscritos. O canal é praticamente sua vida. Ela tem patrocinadores que vão desde fabricantes de sapatos, roupas e até maquiagem. Está sempre viajando e participando de eventos, e o melhor, ganhando para isso. No começo ela não queria colocar os vídeos no ar, mas foi incentivada pela sua melhor amiga Clarice e agora Sol não consegue imaginar viver de outra maneira. Ela ama a correria e estar sempre perfeita para receber os elogios dos seus seguidores. Sol sabe como foi dificil superar o bullying, e ela usa seu canal principalmente para ajudar as garotas que passam pelo mesmo problema que ela passou. Tanto que sua marca registrada são seus cabelos cheios e volumosos que até inspiraram o nome do canal, Delírios de Juba.

E para coroar essa maré de coisas boas em sua vida, Sol acaba de ser pedida em casamento por André, que também é youtuber e entende sua vida corrida. Nada poderia ser mais perfeito. Mas infelizmente essa perfeição é só na frente das câmeras, porque com elas desligadas Sol é igualzinha a todo mundo. Tem dias que ela queria ficar de pijama o dia todo e inclusive ela odeia os sapatos de salto que tanto elogia em seus vídeos. Mas Sol ama o que faz mesmo que existam dias que ela não deveria ter levantado da cama. Um dia como hoje por exemplo. Ela acorda atrasada, não consegue gravar nenhum vídeo para o canal porque seu vizinho resolveu furar as paredes, sua mãe liga querendo atenção, seu carro para de funcionar e André esquece do evento que eles iriam juntos. Mas Sol sempre tem um plano B. O problema é quando o plano B também dá errado.

Sem ter tempo de ir até em casa se trocar para o evento, Sol resolve ir do jeito que está, afinal o evento é no shopping e lá ela pode conseguir um par de sapatos para usar no lugar dos chinelos que ela está usando. Mas ela acaba entrando no banheiro masculino, dá de cara com um belo exemplar do gênero fazendo xixi, sai correndo para o banheiro certo e pede a ajuda de uma funcionária, que acaba comprando o sapato mais esquisito que Sol já viu na vida. Ela tem certeza de que a marca do evento nunca mais vai querer sua presença em nenhum evento deles, mas o pior é a cara de suas seguidoras quando veem o sapato. E esse incidente foi o primeiro dominó que caiu. Depois disso as coisas começam a desandar. Mas acontece algo de bom, que é ela reencontrar o garoto do banheiro do shopping. Seu nome é Júpiter e quando está com ele Sol pode ser ela mesma. É assim que Sol começa a repensar a vida que está vivendo.

Todas as fotos que vinha postando ultimamente eram apenas simulações de dias que nunca vivi.

Quando recebi o e-mail da editora falando sobre os lançamentos, bati o olho nessa capa e achei que o livro era de astrologia, o que não me atrai muito. Dai fui ler a sinopse e vi youtuber e já meio que bateu aquele preconceitozinho. Mas comecei a pesquisar sobre o livro e vi que não era nada do que eu estava pensando e solicitei o livro para a editora. Foi uma escolha muito acertada, porque eu amei o livro. Sabe aquelas histórias fofas que sempre deixam o coração da gente quentinho e que dá vontade de se apaixonar por alguém igualzinho o personagem do livro? Esse livro foi assim. Me vi suspirando igual uma adolescente encontrando o amor pela primeira vez.

Só tenho uma ressalva para falar sobre a história, que é particularmente pessoal nada que influencie na bela história criada pela autora. Eu não sei porque, mesmo eles estando na casa dos 20 e poucos anos, eu enfiei na cabeça que estava lendo algo mais adolescente e fiquei meio chocada quando vi uma cena de sexo, muito bem escrita por sinal, quase no fim do livro. Mas como disse, é quase uma bobagem, porque estou acostumada com cenas do tipo, é só que estava meio que vendo a história de uma maneira mais inocente. Mas isso é só para ter algo "negativo" para apontar, porque de resto o livro é maravilhoso. A começar pela capa e pelo acabamento feito pela Harlequin que está de encher os olhos. A editora está de parabéns com o capricho que está tendo com seus lançamentos.

E a história como já citei é fofa, romântica e muito divertida. Os capítulos narrados por Sol, e alguns por Júpiter, são curtos e as páginas passam voando. E agrada a leitores de todas as idades. Eu já estou perto dos quarenta e fiquei apaixonada pela história e personagens. A Sol é a tipica menina que sofreu bullying, mas que deu a volta por cima, ou não? Ela vive uma vida aparentemente perfeita, mas é refém de seus próprios vídeos e seguidores. Até o dia que ela encontra alguém que vive em mundo completamente diferente do seu e vê que a vida pode ser sim o que ela sempre quis. Júpiter é o cara perfeito. Não que ele não tenha defeitos, mas ele é perfeito exatamente por isso, por ser um cara normal. E seus irmãos, Vênus e Saturno, também são uns fofos. Já o André, gente, que cara mala e oportunista. Enfim, para terminar essa resenha que já está ficando enorme, é um livro que eu indico com certeza para todos.

site: https://blogprefacio.blogspot.com.br/2018/04/resenha-sol-em-jupiter-lola-salgado.html
comentários(0)comente



Rafaela Regis 16/07/2018

Sol Em Júpiter - Lola Salgado
Sol em Júpiter da autora Lola Salgado, é um romance nacional lançado pela editora Harlequin voltado para o o público YA, com temas super moderninhos, e é claro tudo que um bom romance deve ter!

Sol Leão, ou "Juba" como é conhecida na blogsfera é uma Youtuber de moda e maquiagem com mais de 6 milhões de inscritos em seu canal e de de acordo com suas redes sociais sua vida é um sonho de consumo, onde tudo é perfeito, desde os looks que ela veste até seu namorado/noivo lindo de viver. Porém a realidade não é bem assim como ela demonstra ser!

Nos já começamos a ver a história num "futuro" onde a Sol está fazendo uma coisa que não deveria estar fazendo e então vamos descobrir tudo o que aconteceu para chegar naquele momento.

O que eu mais gostei no livro foi a forma em que a autora fez seus personagens serem "gente como a gente", mesmo com todos os dramas e exageros em algumas partes, você pode imaginá-los fazendo tudo o que eles fazem ou até mesmo imaginá-los sentados ao seu lado na praça de alimentação do shopping. Sem falar no costume da Sol de apelidar o carro dela de "Cinderella", sim quem nunca colocou nome no seu carro que levante a mão,rsrs.

Juba é uma mulher do signo de escorpião que veste a camisa de todas as características do seu signo, e é uma Youtuber que na maioria das vezes fala umas coisas e faz outras, por ter que manter uma imagem, as vezes ela se sacrifica um pouquinho como por exemplo usar saltos altíssimos de algum patrocinador (e ela odeia usar saltos), comida fitness então nem se fala! E tem o André que é seu Namorado/Noivo que também é Youtuber com quem ela tenta se ''encaixar'' já que os dois são diferentes um do outro, porém a química é boa então ela vai levando o relacionamento.

Um belo dia, um daqueles que nós sentimos que não devemos nem levantar da cama porque vai dar tudo errado, ela conhece Júpiter num momento pra lá de constrangedor, e a partir disso as coisas só pioram.

Júpiter é um cara que apesar do nome (culpa dos pais) é bem centrado e sabe o que quer dar vida, mas teve que adiar seus sonhos para cuidar da família, e por isso não tem muito tempo para se envolver com alguém, a não ser que esse alguém seja muito especial!

Sol em Júpiter é um romance cheio de altos e baixos, que eu devo confessar que li e parei várias vezes, por causa de algumas atitudes da Juba, e tem certos momentos que a autora começa a acertar o passo e perde, o que me deixou um pouco frustrada, mas tem um lado bom que foi a forma em que a autora trouxe temas atuais como o bullying e as maras que ele deixa numa pessoa, poderia ter sido tratado de forma melhor, mas valeu a intenção.

Um romance moderninho e divertido, com protagonistas realistas que vai fazer o leitor se identificar com as coisas que acontecem na história e ver que nem sempre a realidade é diferente da ficção!

site: https://dlivros.blogspot.com/2018/07/sol-em-jupiter-lola-salgado.html
Drica 17/07/2018minha estante
Adorei sua resenha! Também tenho um carro com nome "Tatusco" rsrsrsrsrsrs


Drica 17/07/2018minha estante
Que legal, li a primeira resenha, e quando fui adicionar você na minha lista de amigos, descobri que você mora na mesma cidade que eu! Muito prazer!


Rafaela Regis 23/07/2018minha estante
Alohaaa Drica!!! Menina que coicidencia!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muito legal isso!

VocÊ tem algum blog?? Se tiver me passa que eu sigo!

:*




Kris Monneska - Conversas de Alcova 18/05/2018

Um chick lit nacional que não deixa nada a desejar em relação aos gringos
Oieee, hoje eu trago para vocês a resenha de Sol em Júpiter, livro lindo da Lola Salgado publicado recentemente pela editora Harper Colins Brasil.
Sabe aquelas leituras divertidas e leves ideal pra se fazer depois de um dia/semana/mês difícil?
Com certeza é esse livro!

Sol em Júpiter nos apresenta a Youtuber Sol Leão, mais conhecida como Juba, apelido que recebeu como bullying na época da escola e que acabou abraçando como prova de superação. Dona de uma legião de seguidores nas redes sociais onde além de moda, fala com seu público sobre experiências de vida e os inspira a lidar da melhor forma com o bullying, algo de que foi alvo durante toda a infância e adolescência.

Porém grande parte da vida de Sol na internet, não passa de atuação, ela precisa manter-se sempre arrumada, manter um estilo de vida saudável, a aparência de felicidade na sua vida e no seu relacionamento, pois isso é o que deixa seus seguidores felizes. Na verdade, ela não sente tão feliz assim, seu relacionamento anda resumindo-se a brigas e falta de atenção, ela gosta mesmo é de comer besteira e daria tudo para poder sair de casa sem precisar parecer que saiu de um salão de beleza.

E é justamente por causa da necessidade de precisar manter sua aparência impecável que ela acaba conhecendo Júpiter numa situação beeeeeem inusitada, quando se atrasa para um evento em que havia sido contratada. A partir de então eles se tornam amigos e Sol percebe que talvez, não estivesse levando a vida que deveria, pois quando está com júpiter, ainda que amigavelmente, as coisas enfim parece que são como deveriam ser.

Eu adorei o Chick Lit da Lola Salgado, a narrativa é suave, cativante e extremamente divertida. O livro é narrado em primeira pessoa, na maior parte do tempo pelo ponto de vista da Sol e em alguns momentos pelo ponto de vista do Júpiter e é muito legal pois parece que estamos tendo uma conversa com amigos.

A trama é leve e nos conta sobre uma parte da vida da Juba, que está noiva de um outro Youtuber, O André, mas que apesar de gostar dele, tem duvidas se está o suficiente para se casar e que acaba se apaixonando de verdade por outra pessoa, mas enfrenta um dos maiores problemas da exposição social, que é o de ter sua vida exposta e receber palpites de todos os seguidores. De modo que as vezes um deslise é motivo para um linchamento social e como ela foi vitima de bullying e linchamentos sociais durante boa parte da vida, isso é algo que a faz temer muito. A Sol também é dona de uma personalidade ímpar, super expansiva, tem um temperamento forte e quase nenhum freio entre o cérebro e a língua, coisas que nos faz nos divertir muito com ela ao longo da história.

E sendo assim, nós vamos acompanhando o desenvolvimento dessa trama, que vai nos mostrando inúmeras coisas no seu decorrer, como as consequências do bullying na vida das pessoas, como a fama pode ser algo prejudicial, fala sobre empoderamento feminino e auto aceitação, mostrando que quando precisamos nos fingir de algo que não somos para agradarmos aos outros estamos colocando a nossa felicidade em cheque. E que isso não vale a pena.

A Escrita da Lola é clara e direta. A Narrativa é bem limpa, a linguagem usada é coloquial e no seu decorrer rola alguns palavrões, algo que eu curto e me identifico bastante, mas que pode incomodar leitores mais melindrosos. A Edição da Harper colins está maravilhosa, a capa do livro é linda demais, assim como a diagramação, acho que só notei um errinho de digitação enquanto lia, no mais tudo maravilhoso.

Eu gargalhei inúmeras vezes ao longo da leitura, troquei inclusive ideias com a autora pelo Instagram em alguns pontos, ela é muito simpática e acessível e por fim terminei a leitura apaixonada, querendo ser amiga da sol e querendo um Júpiter pra chamar de meu.

Sol em Júpiter é uma leitura encantadora, indicada para os dias que você precisa de algo leve e envolvente, pra fugir do mundo real e colocar um sorriso no rosto. Eu super recomendo, principalmente para as leitoras apaixonadas e que amam um bom chick lit, temos aqui uma obra nacional que não fica atrás em nada das estrangeiras.

Espero que tenham gostado da minha resenha, um monte de beijos e me deem as suas opiniões nos comentários. ♥

site: http://www.conversasdealcova.tk/2018/05/resenha-sol-em-jupiter-lola-salgado.html
comentários(0)comente



Ranni Tenório 02/05/2018

Onde a gente compra um Júpiter?
Esse livro é maravilhoso. Uma leitura leve e agradável, apesar de mostrar temas complicados como bullying e traumas, temos muitas passagens engraçadas, tipo, muitas mesmo!
A Sol ou Juba é uma Youtuber famosa, muito famosa mesmo, 6milhões de inscritos!!! Então ela esta sempre preocupada com a imagem que irá causar na internet ,come pizza mas posta brócolis no insta!
E tem o Júpiter, ele é ele mesmo, uma pessoa aluada, sem facebook, sem insta... E o que aconteceria se a vida deles se cruzassem de um modo bem constrangedor? Só pra ter noção da coisa, ele não faz a mínima ideia de quem seria aquela maluca que invade o banheiro do shopping...

Este é um livro com vocabulário bem atual e depois dele minhas definições de Casalsão e Embuste foram atualizadas!!!

Recomendo este livro e todos os outros da Lola!!! Amo a escrita dela!!!

Sem falar nessa edição maravilhosa!!! Parabéns aos envolvidos porque está é umas das diagramações mais lindas que já vi!

COMPREM A EDIÇÂO FÍSICA!!!!!
Carol 02/06/2018minha estante
Eu ganhei a edição física
Tava achando meio parado até a parte do banheiro haha,aí a leitura fluiu!


Ranni Tenório 03/06/2018minha estante
Mas ali é bem o começo!!!! Achei a cena bem engraçada!! Adorei!!!!




C. Aguiar 03/06/2018

Sol mais conhecida no youtube como Juba, é uma famosa youtuber do mundo da moda e seu canal possuí mais de seis milhões de seguidores. Sol vive a vida dos sonhos, mas sabe aquele dia que tudo dá errado e depois disso a tendência é sempre piorar?
O livro começa em uma cena onde a garota está executando uma vingança, mas primeiro iremos conhecer a história que a levou até aquele ponto.

Ela precisa comparecer em um evento importante, mas com um acontecimento ruim atrás do outro, a garota acaba entrando no banheiro masculino e dá de cara com um rapaz.
A partir desse momento a vida dela de pernas para o ar, o que era para ser apenas mais um dia de trabalho acaba virando um verdadeiro inferno.

Juba é cobrada a cada momento para estar perfeita (magra, bem vestida e sem qualquer problema), ela não pode estar com nada fora do padrão que logo surgem comentários maldosos. Por causa de um sapato "errado" a vida da garota fica insuportável por diversos dias.
Ela tentar mostrar uma vida cheia de glamour para os seus seguidores, mas a verdade é que as coisas não são como ela costuma mostrar.

Enquanto a garota vive seu inferno astral ela acaba aproximando-se de Júpiter, um garoto que não é apenas diferente das pessoas que ela está acostumada, ele também não a reconhece/sabe que ela é famosa. Algo que a grande maioria das pessoas da idade deles saberia.
É uma verdadeira benção não ser reconhecida, você pode ser quem sempre foi sem ser julgada por isso, afinal a fama tem seu preço.

Os dois começam a conversar e percebem que tem uma grande atração um pelo outro, porém Juba é uma moça comprometida.
Vamos acompanhando a vida tentando juntar esses dois nas situações mais hilariantes ao mesmo tempo que diversos temas importantes são debatidos.
Somos apresentados a temas como: auto-aceitação, bullying, falsidade e representatividade. O livro não é apenas divertido, mas como também inspirador em diversos momentos.

Gostei muito da escrita da autora, é leve e quando você menos espera está completamente envolvido com os personagens.
A autora tenta manter tudo muito bem explicado. Em raros momentos eu achei que as explicações poderiam ser resumidas, mas isso trata-se apenas de gosto pessoal. Pois a leitura não foi nenhum pouco desgastante ou coisa do tipo.

A editora fez um trabalho maravilhoso com a diagramação desse livro, não tem como o leitor não se sentir apaixonado com o trabalho gráfico.
Não encontrei erros durante a leitura e gostei muito do meu primeiro contato com a escrita da autora, espero ler outros livros dela.

site: http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4