O Segredo de Helena

O Segredo de Helena Lucinda Riley


Compartilhe


Resenhas - O Segredo de Helena


43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Ludy 25/09/2018

Abrindo a caixa de Pandora
O segredo de Helena - Lucinda Riley
464 páginas/Editora Arqueiro


"Dizem que toda pessoa que vem se hospedar em Pandora pela primeira vez se apaixona enquanto está sob seu teto."

Aos 15 anos, Helena esteve pela primeira vez em Pandora; conheceu lugares paradisíacos do Chipre e vivenciou o primeiro amor.
Agora, passados 24 anos, Helena retorna com a família.
Será inevitável não relembrar momentos do passado - ainda mais com a presença de Alexis, seu primeiro amor - mas estas lembranças podem ser um risco para o seu casamento.
Além disso, Alex, seu filho mais velho, está determinado a descobrir quem é seu pai biológico.
Sem falar nos hóspedes que Helena recebe em Pandora, todos irão colaborar para que as férias sejam um grande desastre.
Helena terá que decidir se irá abrir ou não a caixa de pandora e revelar seus segredos mais profundos.

Lucinda é uma das minhas autoras preferidas, ela tem o dom de intercalar passado e presente de uma maneira fascinante.
Mas esse livro fugiu do padrão; a história começa em 2016 com Alex chegando à Pandora, e através do seu diário vamos relembrar as férias de 2006.
90% da história acontece nessas férias, temos apenas fragmentos de 1992, a época em que aconteceu o grande segredo.

Lucinda me conduziu por um caminho - ou será que eu quis ser conduzida por ele? - para então mostrar que eu estava indo para o lugar errado.
As personagens são tão bem construídas que foi difícil adivinhar quem era realmente bom ou não, algo que é bem característico da escrita dela.

Amei esse livro!
O Alex é um menino cativante; a história é intercalada entre a narrativa em terceira pessoa e o diário de Alex. Isso me mostrou o quanto ele é um menino maduro para idade, tem um senso de humor ácido, mas sua visão de mundo é admirável.

O segredo de Helena é um dos melhores livros da Lucinda! Ele mostra as consequências de guardar um segredo, mesmo que esteja tentando proteger alguém. A verdade é sempre a melhor opção.
O passado se repete, mas agora há lições e exemplos a serem ou não seguidos.

"Dizem que podemos descartar o passado, mas não podemos, porque ele faz parte de quem somos e de quem vamos ser."

#resenhaemalgumlugar

site: @emalgumlugarnoslivros
comentários(0)comente



Vivereler 18/09/2018

Apaixonante
Mais um livro apaixonante da Lucinda.
Ela escreve com maestria sobre família, perdão e recomeços, e esse livro ainda tem um toque cômico do filho mais velho da personagem principal Helena.
Recomendo que vocês leiam e se divirtam muito. As paisagens descritas pela autora são de tirar o fôlego, ela como sempre sabe nos fazer viajar destro das sua histórias.
comentários(0)comente



Vivi 14/09/2018

Fim...

O segredo de Helena - Lucinda Riley

Para quem conhece os livros dessa maravilhosa escritora a certeza é... vou me emocionar.
E grande foi a minha expectativa com esse livro com esaa capa maravilhosa.
O livro começa com Alex com seus 23 começa a se recordar de coisas importantes da sua vida na infância.Ele encontra seu diário dá época e toda a estória pasaa ser contada. Intercalando entre seu diário e fatos ocorridos.
Alguns dramas familiares aconteceram na época , um amor inesquecível da adolescência de sua mãe aparece mas não se prende ai. Quase lá para o final do livro descobre-se a verdadeira paternidade de Alex e outros segredos de sua mãe são revelados.
Helena é uma mulher incrível. Mãe, madrasta, amiga cuidadora de todos mas , carrega os seus temerosos segredos e claro um dia a verdade bate a porta e temos que responder por elas.
O enredo é bacana, tem uns techos bonitos , alguns engraçados e fofos. Mas dessa vez, Lucinda ficou devendo ( ao menos pra mim). É um livro bom, mas deixa de ser otimo como outros que li dela.
comentários(0)comente



Marcela @ler_sim_ler_sempre 07/09/2018

Lucinda tem uma maneira incrível de escrever e nos fazer apaixonar por seus personagens, que nunca são certinhos e sim recheados de defeitos. Mas totalmente humanos. E com vontade de amar.

Em O segredo de Helena não poderia ser diferente. Apesar de está longe de ser o melhor livro dela. Mas que é ótimo pra quem nunca leu nada de sua autoria. E se tornar um fã de sua escrita.


Nossa história se passa em uma casa chamada Pandora, onde a família de Helena vai passar as férias. Mas ela já havia frequentado aquele lugar anos antes e bem ali anos depois iria descobrir que sua "caixa de pandora" estava prestes a se abrir e revelar todos os seus segredos e medos.


Um dos personagens centrais é Alex, o filho mais velho de Helena, que não sabe quem é seu pai biológico. Mas que sua curiosidade e inteligência lhe levará a essa verdade e todas as outras que envolvem essa família. Onde sua parte da narrativa é feita através de um diário (melhores partes do livro)


Aqui toda a história vai se amarrando devagar e os personagens vão se encaixando na trama de forma coesa.
Em que Lucinda nos mostra por vários exemplos que onde existe amor também existe medo. Medo da perda e muitas vezes medo do confronto com a verdade. Mas que se esse amor for forte Ele então superará qualquer barreira. E que a verdade por mais dolorosa que seja, ela deve ser primordial pra uma vida feliz e leve.


Me emocionei com o amor maternal de Helena e de sua força Mas me emocionei mais ainda com a maturidade de Alex e de seu amor pela família.Tirando como lição que não vale nada julgar o outro, pois somos passíveis dos mesmos erros no futuro.


Enfim, um livro considerado até mesmo leve, com uma história de amor, família e perdão. Que te faz suspirar e acreditar que a felicidade é possível mesmo depois de uma tempestade de verdades dolorosas e lágrimas derramadas. Basta perdoar com o coração e amar de verdade.



📝E vc, se sua "caixa de pandora" for aberta, dela sairá algum segredo obscuro ?! Já leu alguma obra de Lucinda ?!

site: https://www.instagram.com/p/BjXl_ConzIH/
comentários(0)comente



Atitude Literária 04/09/2018

Lucinda e seu poder de me deixar sem fala.
“O tempo presente contém o passado. O que acontece hoje tem uma relação profunda com a nossa história, pontuada de tragédias e desmandos.” - Milton Hatoum

Ainda me surpreendo com a capacidade que a Lucinda possui de criar uma narrativa tão particular e envolvente. A maneira como ela conduz seus enredos e nos apresenta seus personagens cria um lanço, uma empatia e nos faz sentir próximos, quase que mantendo uma relação de intimidade. Talvez seja a forma como ela apresenta o passado e o une ao presente, mostrando o efeito que um tem sobre o outro, seja pelas escolhas, decisões e então, as consequências. E isso com certeza torna a experiencia de leitura muito gratificante e especial.

Helena é uma mulher querida por todos que a conhecem, linda, forte e gentil. Uma mãe dedicada, vista por muitos como “perfeita”, mas nem tudo que se vê realmente é. Helena possui um segredo, um capaz de perdurar por anos, sempre queimando em sua alma e atormentando o seu coração. Segredo esse que pode ser capaz de destruir tudo o que ela conquistou. E a ameaça se torna ainda maior quando ela herda a casa de seu padrinho, onde toda sua história de fato começou, no Chipre, a mágica – PANDORA -, sim, esse é o nome com o qual a casa foi batizada. E voltar até lá, ainda que anos depois, reunindo familiares e amigos, pode significar dar voz a famosa caixinha de pandora da mitologia grega.

“— Bem, aquele verão que passei aqui certamente moldou meu futuro. Não é incrível ver como cada decisão que tomamos afeta a decisão seguinte? — refletiu ela. — A vida é um conjunto de dominós em queda; está tudo conectado. Dizem que podemos descartar o passado, mas não podemos, porque ele faz parte de quem somos e de quem vamos ser.”

UAU... Lucinda tem esse poder de me roubar as palavras. Nunca sei como resenhar uma obra sua, e este livro em especial é como um emaranhado, uma teia muito bem elaborada e cheia de nós, implorando desesperadamente para ser desvendada.

Helena é o alicerce desta história, ela herda a casa, insiste em levar toda família de férias para lá e acaba por abrigar uma família muito próxima a seu marido, sua melhor amiga e enteada. E em função disto somos apresentados as muitas facetas desta mulher, a mãe, a madrasta, a amiga, a anfitriã, a esposa... Só que retornar a esta casa após tantos anos é como reabrir velhas feridas, Alex seu primogênito está obcecado em descobrir quem é seu verdadeiro pai, o que a tem deixado desconfortável, mas como impedir a impetuosidade de um jovem curioso?

“Dizem que a gente deve ter cuidado com o que deseja, porque talvez não goste quando o pedido se realizar. E eu não gosto.”

Alex tem apenas treze anos e uma inteligência fora do normal. Seu humor é ácido e sua doçura inegável, existe uma sensibilidade no jovem, algo que nos atrai em direção ao que tem a falar. Vivenciar as circunstâncias através de seus olhos torna a leitura ainda mais especial, porque ele sempre tem algo muito dele a acrescentar. Para mim se tornou o grande destaque da narrativa, roubando a cena com a leitura de seu diário, por diversas vezes se posicionando como o alívio cômico.

Falando assim parece que estou retratando uma história superficial, mas não estou. O SEGREDO DE HELENA, vai muito além de apenas o segredo de uma mulher. É um livro que em sua essência traz diversas relações familiares, abordando temas importantes e relevantes. A autora usa como cenário a maravilhosa Chipre na Grécia, mais precisamente uma casa de estruturas lindas e carregada de segredos, quase que mágica – PANDORA -, e ali desenrola sua trama. Primeiro nos apresentando um jovem inquietante, sem seguida sua mãe e todos os demais que vão se inserindo em sua casa. Conhecendo o passado, os caminhos que levarão cada uma até ali e um desenrolar de arrepiar.

“Então, era isso: passei a vida inteira procurando uma coisa que achava que queria... e, agora que a tenho, não a quero de jeito nenhum. Nem um pouquinho.”

Uma jovem que no passada era uma bailaria cheia de sonhos, com uma carreira brilhante pela frente, que viveu um verão inesquecível, que a marcou para sempre e um segredo que durante anos pairou sobre sua cabeça, colocando em risco tudo que ela conquistou. Será possível encontrar uma saída? Ser perdoada e voltar a ser feliz? Qual o preço da omissão, da negação, da verdade?

Fui surpreendida, sugada para dentro da trama e envolvida em seus mistérios. AMEI essa história, a maneira como a autora conduziu cada núcleo familiar, como construiu seus personagens, todos desde os protagonistas até os que estão apenas fazendo uma pequena aparição encontram sua voz e marcam presença e esse é um diferencial que torna a leitura rica.

Fica aqui minha sugestão de leitura cheia de AMOR e expectativas altas. Torço para que você dê uma chance a esse livro e que se sinta tão envolvido quanto eu.

site: http://www.atitudeliteraria.com.br/2018/09/resenha-o-segredo-de-helena-lucinda.html
comentários(0)comente



mariaagodoi 01/09/2018

Enfadonho
Lucinda não estava inspirada quando escreveu esse livro. Parado, sem emoção, personagens confusos , nada comparado às outras obras da autora. O final, depois de muita enrolação, dá um "up" na história.
comentários(0)comente



Nath Correia @bibliotecadanath 01/09/2018

O segredo de Helena l @lucindarileyofficial l @editoraarqueiro l 461 páginas l 4’
Aos 15 anos, Helena passou um verão mágico e inesquecível em Pandora, a casa do seu padrinho no Chipre. Mais de duas décadas se passaram e Helena está de volta para mais um verão na companhia do marido, filhos e amigos na antiga casa que acabou de herdar. Ela sabe que regressar à Pandora pode fazer ressurgir segredos do seu passado que ela tanto lutou para esconder. Seu filho mais velho, Alex, filho de um relacionamento anterior e dono de uma inteligência aguçada, está mais do que determinado a descobrir quem é seu verdadeiro pai. A medida que o verão passa, Helena sabe que será difícil manter alguns segredos e, quando eles forem revelados, a vida de sua família será alterada para sempre.

Lucinda Riley é uma das minhas autoras preferidas e, só por isso, minha ansiedade para ler esse livro estava nas alturas. E, qual não foi minha surpresa, ao notar que “O segredo de Helena” é muito diferente de tudo que ela já escreveu. Dessa vez, não há um grande contexto histórico na trama e, sim, a jornada de uma mulher tida como “perfeita” por aqueles que a conhecem, mas que, cometeu muitos erros e acertos durante sua vida e com eles aprendeu, muitas vezes da forma mais difícil, a ser mãe, madrasta, amiga e esposa. Um dos temas centrais do livro são as relações familiares com toda a complexidade que as envolvem, todos os laços que unem as pessoas inseridas em um núcleo familiar e mostrando como as famílias contemporâneas são diversificadas e certas a sua maneira peculiar.

Helena é uma personagem complexa e extremamente intrigante, mostrada como uma mulher que cometeu erros importantes em seu passado e que, para proteger aqueles que mais ama, resolveu escondê-los de todos por achar ser a atitude mais certa. O peso desses segredos a consome e a atormenta a cada dia e, quando eles vêm à tona, tudo que ela mais ama corre o risco de desaparecer. Alex está em busca de suas origens pois acha que conhecer a sua genética ajudará a se entender melhor como pessoa e essa jornada o fará compreender que família envolve muito mais do que laços sanguíneos e que, muitas vezes, o que mais procuramos está bem na nossa frente e teimamos em não ver.

As mensagens que ficaram para mim no final é que devemos procurar conhecer e entender os nossos pais e passar a vê-los como seres humanos que são passíveis de errar, acertar, mentir e falhar; que família não é só formada pelos laços de sangue mas também por amor, aceitação, união e companheirismo e que nossos segredos podem nos destruir aos poucos e cabe a cada um de nós confiar nas pessoas que nos amam para nos ajudar a carregar esse peso.

Instagram: @biblioteca
Link da resenha: https://www.instagram.com/p/BnMXmIVHeMX/?taken-by=bibliotecadanath
comentários(0)comente



Acordei Com Vontade de Ler 31/08/2018

"O Segredo de Helena" é uma obra da talentosa Lucinda Riley que terá como pano de fundo a belíssima Chipre. Com uma paisagem apaixonante, mergulhada em uma cultura rica e colorida, o leitor é apresentado a Helena, uma mulher com um passado misterioso e as pessoas ao seu redor.
O livro é narrado em alguns momentos em primeira pessoa e em outros em terceira. Tudo começa no ano de 2016, com Alex, o filho mais velho de Helena encontrando o seu diário e relembrando o verão que mudou tudo...
Somos levados para o ano de 2006, onde Helena e Alex estão chegando em Pandora, a casa do padrinho de Helena, o Angus. Como ele faleceu, Helena herdou a casa e resolveu trazer a família para passar férias. Seu marido e padrasto de Alex, William é um arquiteto de 45 anos de idade que irá chegar alguns dias depois com a filha de cinco anos do casal, Immy. Para Helena, Pandora tem um lugar especial no seu coração, pois foi lá que ela conheceu um grande amor e foi o local onde sua jornada pessoal começou.
"A casa... Pandora... O instinto que ela tivera a respeito de voltar ali fora acertado. A caixa tinha sido aberta; seu conteúdo empoeirado fora vomitado pelos cantos escuros e saía voando livremente, provocando caos e sofrimento. No entanto, assim como no mito, ainda restava uma coisa: a esperança."
Em 2006, Helena é uma ex-bailarina de 39 anos de idade, belíssima, mas muitas vezes fria. Até mesmo William tem a impressão de que a esposa coloca uma barreira entre ela e o mundo, mas tal fachada começa a ruir quando o passado bate na sua porta.
Como ela dissera, com justa razão, o que quer que houvesse acontecido quase um quarto de século antes não tinha a menor relevância agora. Só que o jeito como Alexis olhara para ela na taberna, mais cedo...Willian soube instintivamente que aquele era o olhar de um homem ainda apaixonado.
Alex é um adolescente de 13 anos de idade, quieto, meio desengonçado, inteligente e observador. Sua inteligência o mantêm afastado dos amigos e o seu relacionamento com o padrasto não é dos melhores. William quer enviá-lo para uma escola distante e Alex tem certeza de que tudo o que o padrasto deseja é se livrar dele para ter a "família perfeita". Alex está na idade em que começa a questionar a mãe em relação ao seu pai biológico ao mesmo tempo que vai descobrindo o amor.
O que deveria ser um verão em família se torna uma grande confusão quando eles acabam hospedando amigos e quando Alexis, um morador local, começa a frequentar assiduamente Pandora.
E Helena começa a perceber que nem todos os segredos podem ser mantidos para sempre...
Alex é um personagem interessante. Ele é jovem, mas tem uma personalidade madura com a idade, o que é meio contraditório com algumas de suas ações.
O livro foca principalmente nas relações familiares e a sua dinâmica. Confesso que o grande segredo de Helena não foi exatamente impactante e que se Helena tivesse tido uma boa conversa antes, toda a confusão teria sido evitada. Apesar de ser fã dos livros da autora, "O segredo de Helena" não é o livro mais marcante dela.
"Helena ansiava em se livrar desse fardo, [... ] e assim eliminar a pressão que lhe pesava sobre o peito, dia após dia... mas sabia que era impossível. Destruiria tudo."
A escrita da autora Lucinda Riley é fluida e encantadora e as descrições do local são simplesmente arrebatadoras. O leitor se sente nesse pequeno paraíso particular, onde o tempo demora a passar....
"Então, reflito, o que aprendi nestas férias?Que existem todos os tipos de amor, e que ele vem em toda sorte de moldes e formas.Pode ser conquistado, mas não comprado.Pode ser dado, mas jamais vendido.E, quando está presente de verdade, ele gruda para valer.Esse tal de amor."

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/2018/08/resenha-o-segredo-de-helena-lucinda.html
comentários(0)comente



Acordei Com Vontade de Ler 31/08/2018

"O Segredo de Helena" é uma obra da talentosa Lucinda Riley que terá como pano de fundo a belíssima Chipre. Com uma paisagem apaixonante, mergulhada em uma cultura rica e colorida, o leitor é apresentado a Helena, uma mulher com um passado misterioso e as pessoas ao seu redor.
O livro é narrado em alguns momentos em primeira pessoa e em outros em terceira. Tudo começa no ano de 2016, com Alex, o filho mais velho de Helena encontrando o seu diário e relembrando o verão que mudou tudo...
Somos levados para o ano de 2006, onde Helena e Alex estão chegando em Pandora, a casa do padrinho de Helena, o Angus. Como ele faleceu, Helena herdou a casa e resolveu trazer a família para passar férias. Seu marido e padrasto de Alex, William é um arquiteto de 45 anos de idade que irá chegar alguns dias depois com a filha de cinco anos do casal, Immy. Para Helena, Pandora tem um lugar especial no seu coração, pois foi lá que ela conheceu um grande amor e foi o local onde sua jornada pessoal começou.
"A casa... Pandora... O instinto que ela tivera a respeito de voltar ali fora acertado. A caixa tinha sido aberta; seu conteúdo empoeirado fora vomitado pelos cantos escuros e saía voando livremente, provocando caos e sofrimento. No entanto, assim como no mito, ainda restava uma coisa: a esperança."
Em 2006, Helena é uma ex-bailarina de 39 anos de idade, belíssima, mas muitas vezes fria. Até mesmo William tem a impressão de que a esposa coloca uma barreira entre ela e o mundo, mas tal fachada começa a ruir quando o passado bate na sua porta.
Como ela dissera, com justa razão, o que quer que houvesse acontecido quase um quarto de século antes não tinha a menor relevância agora. Só que o jeito como Alexis olhara para ela na taberna, mais cedo...Willian soube instintivamente que aquele era o olhar de um homem ainda apaixonado.
Alex é um adolescente de 13 anos de idade, quieto, meio desengonçado, inteligente e observador. Sua inteligência o mantêm afastado dos amigos e o seu relacionamento com o padrasto não é dos melhores. William quer enviá-lo para uma escola distante e Alex tem certeza de que tudo o que o padrasto deseja é se livrar dele para ter a "família perfeita". Alex está na idade em que começa a questionar a mãe em relação ao seu pai biológico ao mesmo tempo que vai descobrindo o amor.
O que deveria ser um verão em família se torna uma grande confusão quando eles acabam hospedando amigos e quando Alexis, um morador local, começa a frequentar assiduamente Pandora.
E Helena começa a perceber que nem todos os segredos podem ser mantidos para sempre...
Alex é um personagem interessante. Ele é jovem, mas tem uma personalidade madura com a idade, o que é meio contraditório com algumas de suas ações.
O livro foca principalmente nas relações familiares e a sua dinâmica. Confesso que o grande segredo de Helena não foi exatamente impactante e que se Helena tivesse tido uma boa conversa antes, toda a confusão teria sido evitada. Apesar de ser fã dos livros da autora, "O segredo de Helena" não é o livro mais marcante dela.
"Helena ansiava em se livrar desse fardo, [... ] e assim eliminar a pressão que lhe pesava sobre o peito, dia após dia... mas sabia que era impossível. Destruiria tudo."
A escrita da autora Lucinda Riley é fluida e encantadora e as descrições do local são simplesmente arrebatadoras. O leitor se sente nesse pequeno paraíso particular, onde o tempo demora a passar....
"Então, reflito, o que aprendi nestas férias?Que existem todos os tipos de amor, e que ele vem em toda sorte de moldes e formas.Pode ser conquistado, mas não comprado.Pode ser dado, mas jamais vendido.E, quando está presente de verdade, ele gruda para valer.Esse tal de amor."

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/2018/08/resenha-o-segredo-de-helena-lucinda.html
comentários(0)comente



Blog Virando a Página 28/08/2018

|| Resenhado por Van Lopes ||

Por quanto tempo você é capaz de guardar um segredo? Segredo esse que poderia mudar totalmente sua vida... Helena guardou por mais de vinte anos, e conviveu com as consequências dessa escolha.

Em O Segredo de Helena vamos viver passado e presente de uma história de vida, amor, família, escolhas.

Um verão na mágica Pandora fez com que Helena, aos quinze anos, se apaixonasse pela primeira vez. Uma paixão adolescente, mas intensa, forte, que deixou marcas para toda sua vida.

Um verão inesquecível, em um lugar inesquecível que, mesmo depois de vinte e quatro anos, permanece com sua beleza e magia intactas. E é justamente quando volta a tão belo lugar, que foi cenário de suas mais belas lembranças, que o segredo de Helena passa a “perturbá-la”.

Alex, filho mais velho de Helena, fruto de uma relação anterior ao seu atual casamento, está decidido a descobrir quem é seu pai biológico, e é no Chipre, na casa que sua mãe herdou, que ele começará essa busca.

A história gira principalmente na busca de Alex, mas também mostra a história de sua mãe e seus segredos. Segredos tão bem guardados que nem mesmo a melhor amiga de Helena, e nem seu esposo, conhecem.

Alexis é um grande conhecido de Helena. Na verdade, ele foi seu primeiro amor, e ela o dele. Viveram momentos de descoberta, paixão, aprendizado, nas férias de verão quando ainda eram adolescentes. Momentos esses que transformaram a vida dos dois, e que mais de duas décadas depois, eles percebem que ainda existe algo daquela época que vive dentro deles.

Pensem numa história que revela algumas coisas, menos aquilo que você quer tanto saber. Pois é, dona Lucinda judiou da gente nesse quesito. A autora nos revela o principal segredo depois da metade do livro, o que quase me matou de ansiedade (risos).

E quando o grande segredo é revelado, o amor de William, o atual marido de Helena, será colocado em prova, assim como o do filho Alex.

Uma história leve, cheia de suspense, mas que flui tão fácil, que quando percebe já está com o coração na mão com a grande revelação. Que mostra que a vida é feita de escolhas e que, independentemente do tempo, as consequências de uma escolha sempre estarão presentes em nossas vidas.

Leia a resenha completa no blog.

site: http://www.blogvirandoapagina.com.br/2018/06/resenha-o-segredo-de-helena-lucinda.html
comentários(0)comente



ritita 23/08/2018

Que decepção!
Gosto muito da autora, mas que livrinho chato sô! Que lenga lenga dusinfernu para contar segredos que todo mundo entende e aceita.
Pandora 23/08/2018minha estante
Háháháhá...




Carolina Durães 16/08/2018

"O Segredo de Helena" é uma obra da talentosa Lucinda Riley que terá como pano de fundo a belíssima Chipre. Com uma paisagem apaixonante, mergulhada em uma cultura rica e colorida, o leitor é apresentado a Helena, uma mulher com um passado misterioso e as pessoas ao seu redor.
O livro é narrado em alguns momentos em primeira pessoa e em outros em terceira. Tudo começa no ano de 2016, com Alex, o filho mais velho de Helena encontrando o seu diário e relembrando o verão que mudou tudo...
Somos levados para o ano de 2006, onde Helena e Alex estão chegando em Pandora, a casa do padrinho de Helena, o Angus. Como ele faleceu, Helena herdou a casa e resolveu trazer a família para passar férias. Seu marido e padrasto de Alex, William é um arquiteto de 45 anos de idade que irá chegar alguns dias depois com a filha de cinco anos do casal, Immy. Para Helena, Pandora tem um lugar especial no seu coração, pois foi lá que ela conheceu um grande amor e foi o local onde sua jornada pessoal começou.

"A casa... Pandora... O instinto que ela tivera a respeito de voltar ali fora acertado. A caixa tinha sido aberta; seu conteúdo empoeirado fora vomitado pelos cantos escuros e saía voando livremente, provocando caos e sofrimento. No entanto, assim como no mito, ainda restava uma coisa: a esperança."

Em 2006, Helena é uma ex-bailarina de 39 anos de idade, belíssima, mas muitas vezes fria. Até mesmo William tem a impressão de que a esposa coloca uma barreira entre ela e o mundo, mas tal fachada começa a ruir quando o passado bate na sua porta.
Como ela dissera, com justa razão, o que quer que houvesse acontecido quase um quarto de século antes não tinha a menor relevância agora. Só que o jeito como Alexis olhara para ela na taberna, mais cedo...Willian soube instintivamente que aquele era o olhar de um homem ainda apaixonado.
Alex é um adolescente de 13 anos de idade, quieto, meio desengonçado, inteligente e observador. Sua inteligência o mantêm afastado dos amigos e o seu relacionamento com o padrasto não é dos melhores. William quer enviá-lo para uma escola distante e Alex tem certeza de que tudo o que o padrasto deseja é se livrar dele para ter a "família perfeita". Alex está na idade em que começa a questionar a mãe em relação ao seu pai biológico ao mesmo tempo que vai descobrindo o amor.
O que deveria ser um verão em família se torna uma grande confusão quando eles acabam hospedando amigos e quando Alexis, um morador local, começa a frequentar assiduamente Pandora.
E Helena começa a perceber que nem todos os segredos podem ser mantidos para sempre...
Alex é um personagem interessante. Ele é jovem, mas tem uma personalidade madura com a idade, o que é meio contraditório com algumas de suas ações.
O livro foca principalmente nas relações familiares e a sua dinâmica. Confesso que o grande segredo de Helena não foi exatamente impactante e que se Helena tivesse tido uma boa conversa antes, toda a confusão teria sido evitada. Apesar de ser fã dos livros da autora, "O segredo de Helena" não é o livro mais marcante dela.

"Helena ansiava em se livrar desse fardo, [... ] e assim eliminar a pressão que lhe pesava sobre o peito, dia após dia... mas sabia que era impossível. Destruiria tudo."

A escrita da autora Lucinda Riley é fluida e encantadora e as descrições do local são simplesmente arrebatadoras. O leitor se sente nesse pequeno paraíso particular, onde o tempo demora a passar....

"Então, reflito, o que aprendi nestas férias?
Que existem todos os tipos de amor, e que ele vem em toda sorte de moldes e formas.
Pode ser conquistado, mas não comprado.
Pode ser dado, mas jamais vendido.
E, quando está presente de verdade, ele gruda para valer.
Esse tal de amor."

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/
comentários(0)comente



Mikaela 15/08/2018

Estilo novelesco e narrativa envolvente
O Segredo de Helena é o primeiro livro da Lucinda Riley que eu li. Primeiras impressões? Drama familiar com reviravoltas novelescas e passagens de aquecer o coração. É um livro para ler com tranquilidade, de preferência para quem procura enredos descomplicados e uma narrativa envolvente.

A linda e equilibrada Helena decide passar as férias com a família na casa que herdou do padrinho, no Chipre. Com a promessa de férias divertidas, Alex, o seu filho mais velho (cuja identidade do pai é um mistério para o garoto), William, o marido, e os filhos pequenos do casal embarcam nessa viagem. Quem se junta ao grupo é Chloë, a filha do outro casamento de William, um casal de amigos com dois filhos, além de uma amiga de Helena.

Se juntar um grupo numeroso de pessoas em uma casa isolada é indício de confusão, agora imagine com a aparição do bonitão Alexis, o primeiro amor de Helena. É que Pandora, a bela casa com descrições de encher os olhos, foi o palco de sua primeira paixão na adolescência e guarda segredos da família desde então. Com os novos visitantes, temos drama tanto da parte dos adultos quanto dos (pré) adolescentes que estão dividindo o mesmo teto, o que adiciona mais divertimento à trama.

A narrativa se divide em duas épocas (e em certo capítulo, em três). O começo se passa em 2016, com Alex adulto visitando Pandora e redescobrindo o diário que mantinha há 10 anos, na época em que passou férias no lugar. É a partir dessa leitura que voltamos ao passado e contamos ainda com capítulos do ponto de vista de Helena e de William. Pode parecer confuso, mas o vai-e-volta de pontos de vista é equilibrado e as passagens de tempo acontecem poucas vezes na história.

Sabe as novelas do Manoel Carlos? Com aqueles personagens complexos, levemente endinheirados e cheios de segredos? É bem nesse estilo. Helena é aquela personagem de beleza mítica e segredos complicados que a levam a inventar uma teia de mentiras para assegurar o bem-estar da família. O jeito distante dela não me cativou logo de início, embora dê para compreender muito bem as suas motivações no final do livro.

O personagem mais bem trabalhado é Alex. Vemos os seus desabafos juvenis (e por vezes até machistas, como costumam ser os meninos inseguros dessa idade) evoluindo para percepções mais adultas e um amadurecimento ao longo da história. A diferença para o Alex do presente é notável, o que mostrou que ele foi o personagem que foi construído mais cuidadosamente pela autora.

Alguns personagens, no entanto, só existem para orbitar em torno de Helena e proporcionar as reviravoltas de enredo, como Alexis. Além disso, devido à grande quantidade de pessoas presentes na história, o enredo principal pode demorar a se desenvolver enquanto as tramas paralelas acontecem.

O grande atrativo de O Segredo de Helena não é tanto o segredo em si (que dá para descobrir facilmente no meio do livro), mas as camadas de segredos e histórias que foram construídas em Pandora. O drama familiar, o amor que mantém os familiares unidos e a compreensão mútua entre gerações são o toque especial que a obra tem.

Na minha opinião, o maior defeito do livro é a quebra do ritmo entre um segredo e outro que faz a história perder um pouquinho de velocidade. As descrições do Chipre e das conversas dos personagens podem cansar os leitores que desejam uma história mais imediata, mas podem agradar os que gostam de saborear uma narrativa e se sentir no local.

A capa é linda, do tipo que realmente chamaria a minha atenção na livraria. Na revisão do livro, no entanto, encontrei alguns errinhos que poderiam ser facilmente evitados, mas nada que atrapalhe a leitura.

Quem não é muito chegado em um drama familiar, não espere outra coisa desse romance. Mas quem gostou de Provence, dos livros de Debbie Macomber e das outras obras de Lucinda Riley, certamente vai embarcar na história. E quem procura uma história bonita sobre família, tem grandes chances de se deleitar.

site: http://www.leituranossa.com.br/2018/07/resenha-o-segredo-de-helena-lucinda.html#.W3TV6uhKjIU
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Coisas de Mineira 02/08/2018

“Desceu do carro, parou e aspirou o cheiro potente de azeitonas, uvas e terra do qual ela se lembrava vagamente - a um mundo de distância das rodovias asfaltadas e das palmeiras de neon. O olfato era mesmo o mais poderoso dos sentidos, pensou. Evocava um momento específico, uma atmosfera, com minuciosa precisão.”

Pandora guarda muitos segredos, Helena pelo menos nunca esqueceu quando visitou a casa de seu padrinho no Chipre em um verão há mais de duas décadas atrás, quando tinha apenas quinze anos. Após herdar a casa, ela resolve voltar com seu marido, seus filhos e alguns amigos para passar mais um verão em Pandora. Porém, Helena sabe que voltar até lá novamente pode trazer a tona segredos que ela guarda a sete chaves. Pessoas que ela não imaginou ver reaparecem e, passado e presente de Helena acabam se chocando, fazendo com que a vida dela e de sua família mude para sempre. O livro resenhado hoje é “O Segredo de Helena” escrito por Lucinda Riley, lançado pela editora Arqueiro.

A primeira coisa que preciso falar é que as pessoas que moram comigo ficaram esperando para saber qual era o tal segredo da Helena, tudo isso porque toda hora que me viam eu estava lendo e acabei terminando o livro em dois dias. Sou curiosa e se começam a cutucar minha curiosidade já era. Nunca tinha lido nada da autora, então não posso opinar se esse foi o melhor livro que ela escreveu, mas já sei que ela é bem avaliada por muitas pessoas, e pelo menos, para mim “O Segredo de Helena” entrou na lista de favoritos. O livro não só atiça sua curiosidade, fala de amor, segredos, redenção e principalmente família.

Achei a proposta como ela escreveu bem intrigante e instigante, não é Helena quem começa o livro e sim seu filho Alex, e isso já me deixou com a pulga atrás da orelha pensando, “onde está a Helena?”. Quando Alex pega seu diário que fez durante aquele verão com a família, vamos descobrindo o que aconteceu. A ordem acaba sendo, diário de Alex e depois o que aconteceu no dia em que ele escreveu a página, mesclado às vezes com o Alex adulto lendo seu diário. E cada capítulo foi cutucando a minha curiosidade para saber o que tinha acontecido com Helena e qual era seu segredo, até porque, todas as minhas teorias foram caindo por terra enquanto a história avançava.

Quando estava terminando o livro e finalmente descobri o segredo, vem outra incógnita, o que aconteceu com a Helena depois que tudo foi revelado e onde ela está agora que Alex já é adulto? O que aconteceu com as outras pessoas? O legal é que Lucinda me prendeu até a última página, pela a minha curiosidade e ansiedade de saber logo o que estava acontecendo, e foi literalmente na última página que todas as coisas foram resolvidas e soubemos o que realmente se passou na vida deles. Enfim, foi uma delícia ler ele do inicio ao fim, e agora quero muito ver outras coisas que sejam escritas pela autora.

Agora vamos falar dessa capa? Que coisa linda e delicada foi essa Arqueiro? O livro não é só um amorzinho pela história instigante, mas também por essa capa linda dele mostrando a porta e a varanda de uma casa, com flores descendo pelas paredes. Fui pesquisando um pouco sobre o livro, e acabei descobrindo que o título original é “The Olive Tree” o que combina com a história, mas acho que “O Segredo de Helena” ficou bem melhor (alguns outros países também publicaram o livro com esse nome). Lucinda Riley nasceu na Irlanda, e já trabalhou como atriz. Seu primeiro livro foi escrito aos 24 anos e suas obras já foram traduzidas para mais de 30 idiomas e venderam mais de 12 milhões de exemplares em todo o mundo. Lucinda está na lista de autores mais vendidos do The Sunday Times e The New York Times.

“Então, reflito, o que aprendi nestas férias? Que existem todos os tipos de amor, e que ele vem em toda sorte de moldes e formas. Pode ser conquistado, mas não comprado. Pode ser dado, mas jamais vendido. E, quando está presente de verdade, ele gruda para valer. Esse tal de amor.”

Por: Ana Elisa Monteiro
Site: http://www.coisasdemineira.com/2018/07/resenha-o-segredo-de-helena-lucinda.html
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3