Deuses Caídos

Deuses Caídos Gabriel Tennyson




Resenhas - Deuses Caídos


68 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Leo 01/10/2021

Muito bom!!!
Nossa, achei o livro muito bom, criativo, explora bastante vários mitos conhecidos mas de uma maneira bem diferente, mais sombria. Os personagens são bem legais e o livro tem passagens bem violentas. O final é surpreendente, de deixar de queixo no chão, vale muito a pena!
comentários(0)comente



Gustavo Rafhael 20/08/2021

Deuses americanos, só que brasileiro.
Que livro maneiro esse. O autor faz uma mistura doida de deuses, anjos, fada, lobisomem, vampiro, mitologia brasileira, e deu muito rock essa salada
Eu gosto muito de livros escritos por autores nacionais e que a história é ambientada no Brasil, esse foi um dos motivos de ter gostado de Deuses caídos.
Outra coisa que chamou atenção foram referências a algumas histórias do Neil Gaiman (não sei se o autor fez isso de forma proposital ou eu que vi coisa demais).
Única coisa que me deixou meio fuen foi o final. A história é muito grande para um final tão pequeno. A saga de Cipriano e Júlia merecia um final apoteótico mas foi tão mixuruca.
Enfim, o livro é bom. Leiam. Viva a literatura nacional.
comentários(0)comente



jhowhaiti 19/08/2021

Vale a leitura ?
E aí galera vocês gostam de autores brasileiros?

O livro "Deuses Caídos" é de um autor brasileiro, Gabriel Tennyson, que por sinal arrasou na escrita.

O livro nos leva a um mundo que temos seres descendentes de deuses e até mesmo deuses vivendo entre nós no anonimato, isso mesmo a história se passa no Brasil.

A história é baseada em um descendente de arcanjo psicopata, que resolveu sair matando todos os líderes religiosos pecadores.
E lógico que, a repercussão na mídia e redes sociais colocou o mundo paranormal em perigo de ser descoberto.

Enfim, o livro é muito envolvente e de fácil leitura, super indico a leitura ?
comentários(0)comente



Edilene 30/04/2021

Esse é um livro que merecia virar filme!!!
Se fosse fiel a obra faria uns dois filmes.
A história é surpreendente!!!!
comentários(0)comente



Literalmente Nic 14/04/2021

Circunstâncias extraordinárias exigem explicações extraordinárias
Facilmente um dos meus livros favoritos de todos os tempos. Deuses Caídos me conquistou desde as primeiras linhas e me deixou sem fôlego até seu final. Com uma escrita dinâmica e a mistura de gêneros pelos quais sou apaixonada (fantasia, thriller, investigação policial), o livro conseguiu atender todas minhas expectativas e ainda por cima me deixar ansiando por uma continuação.
Os personagens são extremamente cativantes e a narrativa é brutal, descrevendo cenas grotescas com riqueza de detalhes (não sendo recomendado para leitores mais sensíveis), sem deixar de nos agraciar com um humor seco. Além disso, a inclusão dos mitos e lendas brasileiros é realizada sem clichês e de forma extremamente satisfatória, tornando o universo crível e rico até seu último detalhe.
comentários(0)comente



Diego 12/04/2021

Uma mistura boa
A saga dos deuses antigos e monstros nós tempos modernos, desde vampiros, lobisomem até fadas, uma mistura até que boa, com muito sangue...
comentários(0)comente



heitor 21/02/2021

Versão BR da série Deuses Americanos
Explorando todo o limite do surrealismo, quase estourando todas as fronteiras do aceitável numa ficção, o livro consegue entregar um universo complexo, denso e sem a necessidade de ter páginas e páginas de introdução à essa realidade; as explicações vêm no decorrer da história de uma maneira despretensiosa, como se já estivéssemos acostumados com toda a fantasia apresentada.

Apesar de leves incômodos durante a leitura, como o excesso de referências à séries, filmes e livros e a constante utilização do ?manda um zap? em momentos aleatórios, a história tem seu mérito pela ousadia e pela (por mais contraditório que seja) coerência ao desvelar as camadas da fantasia urbana que estamos tão bem acostumados em ver nos livros estadunidenses, mas agora em solo Carioca, o que torna o livro muito mais interessante!

Com cenas gore ao extremo e piadas infames, o enredo te joga num vórtex de acontecimentos insanos, porém críveis na realidade proposta pelo autor, abordando lendas, folclore brasileiro, seres mitológicos, anjos e demônios, numa mistura caótica de tantas coisas que podem causar dois sentimentos: um completo tédio pela bagunça, ou um completo fascínio pela ousadia.

A construção dos personagens é interessante, embora tenha seus clichês que nada causam problemas no arco principal! O protagonista parece de todas as formas querer te retirar da zona de conforto com sua excentricidade, mas como disse, à mim não causou dificuldade na leitura, pelo contrário, tornou um contraponto com o caos da fantasia que rodeia cada canto do Rio de Janeiro do livro.

Sinto que minha maior resistência a esse livro se deve ao fato da fantasia, do surreal, da magia pertencer sempre a lugres estrangeiros nos livros e nunca aqui no Brasil, e como esse livro é abrasileirado de uma ponta a outra, imaginar esses fatores em nosso território, se tornou um desafio pra mim do qual eu gostei de ultrapassar!

Com gancho para possíveis novas histórias, esse livro é de longe uma excelente leitura, fazendo vista grossa para algumas coisas e desconsiderando outras, o livro te entrega um mistério e ação de dar gosto de ler; e a escrita do autor só faz isso ficar ainda melhor!
comentários(0)comente



Mat 11/02/2021

Obra prima
Deuses Caídos é quase um "Supernatural no Rio". Foi uma grande surpresa pra mim pois não li nada sobre ele antes.

A ambientação é incrível, principalmente pra nós brasileiros. O enredo é cativante e os personagens são a melhor parte, cada um, único e marcante.

Da pra chorar, rir, e principalmente fica muito tenso e curioso.

Este livro e "Nova Jaguaruara" foram minhas portas para literatura brasileira, me fez ver que a literatura brasileira pode não só ser boa como a gringa, mas MELHOR, muito melhor.
comentários(0)comente



C.F. 11/02/2021

Livro brasileiro, sempre interessante ver um livro neste estilo contado com uma linguagem mais comum ao nosso dia a dia, me lembrou a escrita de Sacramento que gostei muito quando li.
O livro mistura terror, fantasia e suspense, nele acompanhamos o padre exorcista Judas Cipriano que faz parte de uma sociedade que protege de forma escondida os seres humanos.
O livro também deve ter tido algum inspiração em Constantine, me lembrei dele em várias partes, visto que nosso protagonista também segue a linha do anti-herói.
O vilão tem uma metodologia interessante e bem atualizada lembrando um pouco a pegada de Black Mirror.
comentários(0)comente



Jenifer Tertuliano 07/02/2021

Sinistro
O início é bastante confuso, não da para se localizar bem na história e não da para saber o que está acontecendo. Mas depois, fica melhor.
Esse livro faz jus ao nome, pois traz toda mitologia sobre religião e sobre o sobrenatural possivel, nós temos anjos, demônios, vampiros, gárgulas, sucubus, dragões, ragnarok, orixás, sacis, fadas, e mais um monte de criaturas.
Mas não pense que o autor jogou tudo isso na páginas do livro não, tem um sentido para tudo isso, o que eles estão fazendo e como chegaram a essa realidade, como eles sobrevivem e o de se encontram.
Tem uma grande crítica a hipocrisia de alguns representantes religiosos, ao se utilizar da fé das pessoas para ter ganhos próprios.
É um livro muito interessante, algumas cenas são bem gore, com descrições bem nojentas, mas são legais e essenciais para entrar no clima tenebroso da obra.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Marina 16/01/2021

O livro que merecemos!
Deuses caídos é um livro peculiar brasileiro protagonizado pelo "próximo Messias", o exorcista Judas Cipriano e uma policial fodona chamada Júlia. Apesar de se apressar um pouco em seus capítulos finais apresentando poderes e fatos retirados do vácuo, a obra de Tennyson é extremamente bem escrita e seu progresso, na maioria do tempo, é dado em um tempo ideal. A história tem um estilo brutal de acontecimentos e um humor bem ácido, com a grande cereja do bolo: o jeitinho carioca. Juntar folclore e mitologia cristã de modo congruente não é fácil, e mesmo assim, Gabriel fez com maestria. O excesso de palavrões vêm sendo alvo de más críticas de leitores, porém, pessoalmente, é um toque mais que necessário na história, até porque, palavrão é o que o brasileiro mais fala. Não é um livro para qualquer um, pela descrição das cenas bem sangrentas e a quantidade significante de blasfêmia, uma atrás da outra. As reviravoltas também são apresentadas de modo cuidadoso e com muito sucesso. Não é a típica jornada do herói a qual estamos acostumados. Existem camadas e mais camadas de informações que a distanciam do comum épico. O autor infelizmente perdeu a grande chance de utilizar a mitologia brasileira, com seus poderosos deuses baseados nos elementos naturais e cultura indígena. Poderia ter dado uma história melhor com essa adição. Felizmente, apesar da falta, o livro me agradou e superou minhas expectativas.
comentários(0)comente



Fran 29/12/2020

?ménage à trois? de suspense, terror e fantasia
Deuses Caídos é um ?ménage à trois? de suspense, terror e fantasia que traz o peso do cenário urbano do Rio de Janeiro nas nuances mitológicas desenvolvidas por Gabriel Tennyson, uma homenagem clara ao cenário tão familiar desse autor carioca. Senti que as descrições que compõem as criaturas do submundo se moldam de uma forma tão natural e convincente que permitem ao leitor uma imersão profunda no cenário, sendo impossível separar o que, para nós, seria o real do fictício. A sensação é de que eles estavam lá o tempo todo, mas nós não tínhamos notado antes. Acredito, como leitora e escritora, que isso é o que faz uma boa fantasia urbana.
A narrativa em terceira pessoa segue tanto Judas e a inspetora quanto as próprias vítimas do serial killer, o que torna o cenário bem dinâmico e em constante movimento. Uma coisa importante de se pontuar é que o linguajar de baixo calão e também as descrições puxadas para o gore podem exigir bastante da consciência do leitor, pois essas são duas características que costumam impelir uma leitura mais ágil mesmo para quem já está acostumado. Eu tive que parar duas ou três vezes no começo para digerir o acontecimento, pois a náusea se tornou uma força maior.

Gabriel Tennyson trouxe três personagens emblemáticos na sua obra de estreia. Judas Cipriano não é um padre comum, como eu falei antes, mas sua história vai além dessa simples constatação. Ele usa a batina por profissão e não por vocação, isso é deixado às claras logo no começo, seja pelo seu comportamento e linguajar ou, principalmente, por sua história de vida, anexados ao texto através de lapsos de lembranças por parte do personagem. A segunda protagonista é a própria inspetora Júlia, cujo fato de ser mãe e esconder segredos envolvendo sua família fazem dela uma personagem intricada e bem explorada. E, por último, o mais importante no meu ponto de vista, o serial killer é uma figura que faz a roda girar. Sem ele, o enredo nem existiria! Mas o que se destacou nele é ver como seu conceito de justiça consegue transpor a transmissão de vídeo e passa a influenciar o telespectador a validar um assassinato. É assustador, não? Se considerarmos nossa realidade atual, quais seriam as chances desses julgamentos ocorrerem? Infelizmente, acredito que muitas.

Considerando todos os pontos acima e sendo uma admiradora do sobrenatural, só posso ressaltar que Deuses Caídos não é uma leitura para qualquer pessoa, mas se torna recomendadíssimo para os de estômago frio e mente aberta, aqueles amantes das chacinas descritas em um terror pesado. Os direitos de adaptação do livro para o audiovisual foram comprados pela produtora carioca A Fábrica, em acordo intermediado pela Increasy Consultoria Literária. Ainda sem data de lançamento, é uma adaptação a que estou ansiosa para assistir.
comentários(0)comente



Lukasaguiar 24/11/2020

Um otimo livro de estria
esse livro foi ótimo. o mundo junto com a magia foi muito interessante. os personagens super carismáticos e mais importante . esse livro te da medo que nem tudo pode dar certo. tem um ar bem pessimista que deixa o perigo das historia real.
comentários(0)comente



Aline 13/11/2020

A história se passa no Rj e conta a história de um padre bem diferente do convencional que entra em uma investigação sobrenatural junto com sua parceira policial.

Por ser um livro nacional faz com que tenha as gírias, as expressões e até mesmo o ambiente familiar. Tem também palavrões e cenas de violência bem descritivas.

O enredo é uma mistura de criaturas mitológicas, folclore, sobrenatural, religião.. Algumas partes do livro achei um pouco arrastado e alguns personagens ficaram perdidos dentro da história, não tendo um desenvolvimento marcante após a apresentação.

No geral achei um bom livro, com uma história bem diferente, personagens inusitados e que vale a leitura.
comentários(0)comente



68 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR