A História do Cinema Para Quem Tem Pressa

A História do Cinema Para Quem Tem Pressa Celso Sabadin




Resenhas - A História do Cinema Para Quem Tem Pressa


35 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Gramatura Alta 03/06/2020

http://gramaturaalta.com.br/2020/06/03/a-historia-do-cinema-para-quem-tem-pressa/
O cinema é uma das artes mais amadas e populares que o mundo já viu. O cinema é relativamente novo e tem aproximadamente 130 anos de idade. E na trajetória, essa arte já viu diversos movimentos, dificuldades, avanços e sucessos. O livro A HISTÓRIA DO CINEMA PARA QUEM TEM PRESSA traz uma excelente narrativa que vai detalhar com perfeição o nascimento, queda e ápice dessa arte que nunca vai acabar.

Os fatos são apresentados no livro de maneira cronológica e logo no início o leitor é apresentado aos grandes inventores que possibilitaram o nascimento do cinema. Diversos inventores, humildes e famosos, carregam esse legado que começou em máquinas rudimentares que só mostravam uma seleção de fotos que, apresentadas em sequência, simulavam uma imagem real em movimento. Mas isso é apenas um conceito, um pontapé inicial, pois essas máquinas não eram viáveis comercialmente e alguma delas só podiam ser usadas por uma pessoa de cada vez.

E durante essa época de descobrimentos, o leitor se depara com uma autêntica guerra de patentes, com um inventor querendo mais dinheiro que o outro. O próprio Thomas Eddison, o inventor da lâmpada incandescente, foi um dos protagonistas dessa disputa. Esse arco do livro é recheado de avanços e informações interessantes para qualquer um que se interesse em descobrir as origens das coisas.

Mas isso não é relativamente cinema, cinema é uma sala, com uma tela grande e várias pessoas juntas. Isso começou com a população mais humilde, os cinemas conhecidos como poeira eram lugares sujos e baratos, onde a população encontrava uma diversão barata. No começo, os filmes eram apenas curtas, geralmente de comédia ou outros que só mostravam a vida cotidiana, como um bebê sendo alimentado. Parece simples, mas para a época, era incrível ver na telona imagens em movimento.

No começo todos os filmes eram mudos e a chegada do cinema falado mudou completamente a indústria, transformando grandes atores do cinema mudo em estrelas em queda. A adaptação não era fácil e para alguns era impossível. O livro traz uma visão muito interessante dessa época, algo que a gente não vê em outras mídias. Até para o amante do cinema, que conhece essa arte, as informações aqui são como ouro. A seleção de tópicos é muito bem organizada e sempre traz uma linguagem clara e objetiva. Não temos tempo para enrolação e é tudo muito acessível, para quem tem bagagem, a leitura enriquece bastante e para quem não tem, é um mar de descobertas.

Claro que o livro vai mais além e não fala só da criação do cinema como arte, ele fala também dos filmes e de como eles avançaram com o tempo. Começando com narrativas simples, para logo se tornarem algo mais complexo e refinado. Tivemos movimentos artísticos como expressionismo, surrealismo, novelle vague e vários outros. A prosa explica cada um deles e outros mais, dando para o leitor uma visão incrível de artes maravilhosas feitas em todos os lugares do mundo e com suas particularidades próprias. Em seguida a indústria amadureceu e cresceu, chegando nos dias de hoje, na era dos blockbusters, as grandes produções para grandes plateias que na maioria das vezes, arrecadam dezena de milhares de dólares, alguns até bilhões. O caminho até aqui não foi fácil e é muito legal ver os conceitos do que era um grande filme antigamente e o que é um grande filme hoje.

A leitura também caminha pelos grandes estúdios de cinema, nos contando como grandes empresas como Fox, Warner e MGM marcaram seu nome na história. Outra visão bem interessante do cinema, a parte dele mais voltada para os negócios. O livro ainda encontra tempo para falar de mais dois tópicos que não podem faltar: o primeiro se refere aos festivais e às premiações. Quem não gosta de acompanhar o seu filme favorito e seu ator predileto ganhando todos os prêmios? O gênesis desses prêmios também fazem parte da narrativa, junto com excelentes explicações sobre a importância, bem como de festivais para filmes pequenos que acabam sendo descobertos e apresentados para o mundo.

O livro se foca no cinema americano e europeu, mas no final a leitura nos apresenta o cinema mundial, passando pelos principais mercados e por um pouco do seu legado para com essa arte tão amada. Passamos pela China, Irã, Índia, Nigéria e claro, Brasil. O nosso cinema nacional é extremamente rico em diversidade e tem várias obras que fizeram história no nosso país. Mas é triste ver que toda essa riqueza não está totalmente firmada, já que o governo não investe em cultura como deveria e também o povo, às vezes sequer dá uma chance para os nossos artistas.

O livro tem mais qualidade que defeitos, porém senti falta de a leitura mencionar Ingmar Bergman, que foi um dos maiores diretores de todos os tempos. Ele fez história ao realizar mais de cinquenta filmes, grande parte deles memoráveis até hoje, como Persona e O Sétimo Selo. Seu trabalho lhe rendeu diversos prêmios, inclusive quatro Oscars, dentre doze indicações, e suas criações inspiram vários filmes amados e aclamados de outros diretores. Ingmar foi o maior diretor sueco, então faltou no livro a menção a toda importância do cinema da Suécia, na parte onde o livro apresenta o cinema de diversos países.

Outro pequeno deslize está no vício da leitura a generalizar as coisas, na parte onde é nos contada a crise do cinema com a chegada da TV, o texto acaba falando que vários filmes foram feitos com produções milionárias para atrair o povo para o cinema, pois lá eles iam encontrar um nível de qualidade que não existia na TV. Mas ao falar que todo esse novo movimento não deu certo, o livro dá a entender que o filme BEN-HUR, de 1959, foi um fracasso, quando isso não é verdade. BEN-HUR é um dos maiores clássicos do cinema e venceu onze Oscar, incluindo melhor filme, além de ser um sucesso de bilheteria sem precedentes.

A série A HISTÓRIA PARA QUEM TEM PRESSA tem diversos temas e dentre várias opções eu tive a oportunidade de ler sobre futebol e agora sobre cinema. Ambos com uma ótima curadoria de histórias que entretém e enriquecem nosso conhecimento sobre determinado tema. Cinema é muito importante para mim e mesmo com um já conhecedor dessa arte, a experiência foi muito válida. Aquele tipo de leitura maravilhosa que pede um bloquinho de notas do lado, para você anotar todos os filmes incríveis que o texto indica, a gente acaba ficando com vontade de assistir todos. E acredite se quiser, é tudo isso em menos de duzentas páginas, uma leitura muito gostosa que faz valer todo o nosso tempo investido.

Resenha escrita pelo Rafael para o blog.

site: http://gramaturaalta.com.br/2020/06/03/a-historia-do-cinema-para-quem-tem-pressa/
comentários(0)comente



Amanda Vaz 20/07/2020

O livro aborda momentos e movimentos da história do cinema de forma bem concisa, o que é o esperado para o que se propõe. A forma rápida como os movimentos são abordados deixam um gostinho de quero mais, uma necessidade de conhecer mais sobre a história do cinema e a constatação de que no mundo da sétima arte há muito a ser visto, há muito a ser explorado, há muito a ser sentido.

Se a minha lista de quero ver antes de ler História do Cinema Para Quem Tem Pressa já era grande, após a sua leitura tornou-se ainda maior. Outro aspecto positivo foi a (ainda mais rápida) abordagem referente ao cinema de outros países como Irã, Japão e Coreia do Sul, no final do livro que até o momento enfocava o cinema europeu e norte-americano.

A partir de um olhar totalmente leigo sobre o assunto, de uma pessoa que apenas admira grandemente o cinema, a leitura é bem proveitosa.
comentários(0)comente



Gláucia 08/06/2020

A História do Cinema Para Quem Tem Pressa - Celso Sabadin
O livro pretende abarcar toda a história do cinema em apenas 200 páginas. Como eu nada sabia do assunto, a leitura foi muito proveitosa. Muitas curiosidades sobre o mundo da sétima arte, divididas entre as várias escolas do cinema e o porque de cada uma ter acontecido. A gente apenas assiste aos filmes mas nunca paramos pra pensar a história que tem por trás de cada um.
comentários(0)comente



Breh Lee 04/04/2020

O livro traz um apanhado dos principais momentos marcantes da história do cinema pelo mundo. Relembrando suas origens e principais nomes presentes durante esses períodos, o livro aborda o cinema de uma forma rápida e fácil.
Entretanto, tenho algumas ressalvas com ele, pois houve a citação de muitos nomes que deixaram a leitura menos fluida, além de ser pinceladas muito rápidas sobre a história. A primeira parte do livro é muito mais lenta do que a segunda, por isso, acabei não me envolvendo tanto com a história.
comentários(0)comente



Dominik 09/09/2020

Um excelente primeiro contato
Para um livro que se descreve como um resumo bem básico da História do Cinema, achei-o bastante informativo e funcional até demais. De modo sucinto, porém não "apressado", o autor opta por apresentar o surgimento do cinema, bem como sua trajetória no passar dos anos, passando pelos grandes estúdios, movimentos importantes (e mencionando o contexto político e social de cada um), Cinema Brasileiro e dedicando ainda uma parte para falar sobre a importância da sétima arte de países como Índia, Irã, Nigéria etc. O livro ainda consegue abordar sobre os festivais e premiações, além de explicar as diferenças entre franquia, remake e continuações, típicos de Hollywood.

A leitura é fluida, fácil e agradável. O autor parece entender exatamente o que queremos saber e não perde tempo em rodeios nem estagna em um assunto. A linguagem usada é outro ponto que facilita a compreensão do leitor, uma vez que o livro não se utiliza de palavras difíceis ou técnicas demais (nesse último caso, quando o faz, não se demora para explicar do que se trata).

A História do Cinema Para Quem Tem Pressa é uma excelente introdução para quem não tem familiaridade com a história da sétima arte. Preciso e claro, o livro apresenta ainda diversas informações sobre os festivais e premiações mais importantes do mundo, bem como a definição de blockbuster, franquia e remake. Um ótimo e proveitoso primeiro contato com a evolução do cinema.
comentários(0)comente



Camila Schiavo 19/05/2020

Interessante!
O livro é bem direto e faz um resumo interessante sobre a história do cinema. Acho uma boa leitura para quem quer saber um pouco por cima sobre a sétima arte.
comentários(0)comente



Sâmara 12/06/2020

Esse livro incrível trata-se da história do cinema, desde o seu surgimento até os dias atuais. Acompanhamos sua evolução através das décadas, e como passou de um mero instrumento científico para o poder do entretenimento.
.
.
? A história do cinema tem diversas faces, em que muitos atribuem aos irmãos Lumiére a grande descoberta. Mas descobrimos que diferente pessoas, em diferentes lugares do mundo, inventaram um ponto de partida para o que viria a ser o cinema.
.
.
? O livro abrange outros assuntos, e um deles é a respeito da ascensão das grandes produtoras que conhecemos tão bem: Warner Bros, Fox, MGM, Paramount, entre outras. Mas nem só de coisas boas viveu o mundo cinematográfico. Com a Grande Depressão de 1929 houve uma grande mudança na forma de se fazer filme, e o livro nos mostra isso de forma bastante objetiva.
.
.
? Foi um livro que me surpreendeu do início ao fim, contendo uma escrita bem sintetizada nos foi apresentada uma história completa e, que pôde ser sintetizada de forma especular. A obra não deixa espaço para dúvida, nos fazendo aprender e conhecer melhor sobre a história do cinema de forma rápida e descontraída.
.
.
? Encontramos também como os grandes acontecimentos influenciaram diretamente na produção dos filmes: como a Primeira Guerra Mundial, que na Alemanha provocou o surgimento do terror como gênero cinematográfico. Também foi apresentado as Nickelodeons, que eram as casas de exibição, também conhecidos como poeiras.
.
.
? Eu amo o cinema e tem uma enorme admiração pelos filmes clássicos, que criaram personagens e artistas tão icônicos, e fiquei muito feliz em ver a trajetória e o sucesso que eles tiveram, como próprio Charles Chaplin. Ademais, o lado geek que mora em mim deu saltos de alegria quando viu referências a Star Wars, De volta para o futuro, entre outros.
comentários(0)comente



Revolux 13/05/2020

Não se deixe levar pelo título...
Se você assim como tem aversão a títulos forçados do tipo "para quem tem pressa", eu garanto: você vai se surpreender. O autor te guia de uma forma muito bem pensada sobre cada seção histórica da sétima arte. Casa capítulo te nutre bem. Você se sente saciado ao final desse livro. Destaque para o autor que, além de conhecer muito bem sua área, consegue lincar muito bem a história do cinema com outros eventos históricos marcantes, como as guerras mundiais e as mudanças de governos. Isso gera a sensação no leitor de que está em mãos de um profundo conhecedor do tema.
comentários(0)comente



Rafa 01/08/2020

Introdutório
A história do cinema conversa com o próprio desenvolvimento mundial no século 20, sendo propaganda de guerra, modelo escapista e crítica social.
comentários(0)comente



Nicole Gonsales 22/02/2020

Para quem ama cinema!
É um livro rápido e de fácil leitura, para quem ama cinema é uma ótima introdução para ler mais livros sobre o assunto.
comentários(0)comente



Carol 24/07/2020

Viagem no mundo do Cinema
Ler esse livro foi como fazer uma viagem na história do cinema. Me senti vivenciando cada momento, desde a criação do cinema até a sua evolução. Foi uma grande descoberta, detalhes que nem imaginava. É um livro curto, mas que transmite muito conhecimento.
comentários(0)comente



Giulia 03/07/2020

Como o nome diz, é uma breve história do cinema. Desde a invenção das primeiras câmeras até os dias de hoje. É ótimo pra quem não conhece nada da história do cinema. Já pra quem conhece, talvez não vá encontrar tantas novidades, talvez uma curiosidade ou outra que ainda não conheça mas em geral... é a história do cinema pra iniciantes.
comentários(0)comente



Anny Campos 18/02/2020

Otimo para estudos!
Super recomendo para estudantes e professores, principalmente pois foi tema de enem de 2019!
Aquele livro que trata da origem do cinema, das câmeras, do cinema mundial, e está bem atualizado, com varias informações extras. Bem escrito e facil de ler rapidamente. Amei.
comentários(0)comente



Vinicius 03/07/2018

Das telonas para as letrinhas
Mudo, falado, colorido... O cinema é incrível, concorda? Ainda mais ler sobre ele. Antes de lê-lo, publiquei uma foto no Instagram e uma leitora nossa disse que o livro é meio que um "buzzfeed" impresso. Claro que não poderíamos ter nada profundo até porque não é uma enciclopédia, então acho que ela estava certa sim mas que isso não desvaloriza o objetivo do livro. Ele funciona como um apanhado geral que te deixa ainda mais curioso quanto à Sétima Arte, te abrindo possibilidades de estudos, reacendendo o valor dos clássicos e te situando sobre o porquê de todos os movimentos cinematográficos e sua importância.

Celso nos brinda com a criação da primeira máquina cinematográfica e vai até abril de 2018, o que é muito recente e incrível, já que você vai estar super atualizado sobre tudo o que acontece nessa arte com um livro em mãos! Não perde tempo nem deixa pra depois, a hora para ler A História do Cinema para Quem tem Pressa é agora!

Nós passamos pelos primeiros passos americanos até Hollywood, explorando as guerras de monopólio das empresas pioneiras. É nesse início que Celso mostra como o cinema conquistou pessoas de todos os tipos, que enfrentaram diversos problemas, mas que prosperaram em suas empreitadas.

O livro também traz as consequências da Primeira Guerra Mundial, da crise de 29 e da Segunda Grande Guerra. Esses grandes modificadores mundiais serviram como censura ou inspiração para grandes momentos do cinema, como
o Expressionismo Alemão, o Impressionismo Francês e o Realismo Soviético.

Ficamos por dentro de movimentos incríveis como o Filme Noir e a Nouvelle Vague, que tanto ouvimos falar e apreciar. Passeamos pelos filmes de animação da Disney e por todos os prêmios famosos como Oscar, Cannes e Grande Otelo.

A TV não ficou de fora, é claro. A chegada das telinhas teve um impacto profundo no mercado cinematográfico e isso também foi abordado nas páginas da obra. Chegando nos dias atuais, vemos os blockbusters tomarem conta de tudo com seus remakes, franquias e continuações. (isso não só no cinema, mas livros também. E músicas. E séries. E...)

Enfim, só lendo pra conhecer um pouco de tudo isso que foi citado! É muita coisa! Você vai ver como o livro vai te despertar para um cinema mais artístico da melhor forma possível. Você vai querer saber mais, pesquisar mais, prestar mais atenção ao que está sendo visto. Eu não consegui nem mesmo chegar ao fim do livro sem anotar e acompanhar alguns filmes citados. (O Gabinete do Doutor Caligari sendo o meu favorito).

Como ele é muito resumido, senti falta de alguns assuntos serem melhor abordados, como Marilyn Monroe e Audrey Hepburn que nem foram citadas, além de uma síntese dos diretores atuais e da chegada da Netflix. Por ser um livro publicado tão recentemente, esse último tópico seria um bom ponto a ser explorado. Mas nada disso tira o brilho da obra, então não deixem de ir pro cinema e de comprar esse livro, ok?

http://www.quatrosentidos.com.br/2018/06/resenha-historia-do-cinema-para-quem.html

site: http://www.quatrosentidos.com.br/2018/06/resenha-historia-do-cinema-para-quem.html
comentários(0)comente



Sarah Pureza 16/05/2020

Muito bom!
Gostei do livro, ele aborda partes importantes da consolidação do cinema e instiga a curiosidade para quem deseja ir além. Em alguns momentos você sente a necessidade de mais aprofundamento no entanto não se pode cobrar tanto pelo título, o qual específica que será uma breve ?pincelada?.
Um livro bom, para quem deseja começar a aprofundar curiosidade sobre a sétima arte.
comentários(0)comente



35 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3