Em Pedaços

Em Pedaços Lauren Layne




Resenhas - Em Pedaços


175 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Geisa Kauana 27/05/2020

Que delicia de leitura!
Eu AMEI esse livro!
E eu ja soube na primeira página que estava amando. A escrita da Lauren é maravilhosa, fácil de ler, rápida, envolvente e viciante.
Eu devorei esse livro!!!!

A estória é LINDA e me prendeu muito. Li o livro em um dia, porque não conseguia parar...

Ah, essa autora tem o dom de criar personagens bem construídos né?!
Nesse livro os personagens são diferentes, humanos, reais. Com histórias de vida, bagagem emocional, traumas do passado...
E eu amei conhecê-los - apesar de os dois serem teimosos e orgulhosos.

O que leva a outro ponto: eu me diverti muito nessa leitura.
Sabe aquele livro que você lê com um sorriso no rosto? Foi assim pra mim.

O final deixou meu coração explodindo de tanto amor, e queria que tivesse mais.
Ai, perfeito!
comentários(0)comente



Livros e Citações 08/07/2020

Eu não sei como Em Pedaços acabou sendo classificado como um romance leve ou até mesmo uma história irresistível -- o que foi quase irresistível foi tacar esse livro longe algumas vezes, confesso.
Em Pedaços é uma recontagem moderna de A Bela e a Fera e escrito como "uma história irresistível de perdão, cura e, acima de tudo, amor." Para mim, foi só romantização de abusos e a um certo ponto da história me questionei se a mocinha era um ser humano ou somente um saco de pancadas.

A trama gira em torno de Olivia Middleton. Com 22 anos, ela vive em Nova York e parece ter uma vida dos sonhos: ela é  linda e rica, cheia de oportunidades. Mas por dentro ela guarda um segredo terrível: um erro que a afastou das duas únicas pessoas que realmente importavam na sua vida. Determinada a esquecer o passado, ela deixa Manhattan e vai trabalhar como cuidadora de um soldado recém-chegado da guerra. Mas o que ela não esperava era que seu paciente fosse Paul Landon, um jovem enigmático de 24 anos tão amargurado quanto cativante.

"Não importa pra onde eu olhe, as paredes estão caindo. E essa garota continua despertando em mim a coisa mais perigosa do mundo. Esperança."

Se você lê romances com frequência, você com toda certeza já encontrou romances como este antes: mocinho machucado, mocinha que deseja ajudá-lo enquanto lida com seus próprios problemas. E sinceramente? Não tenho problemas com clichês. O clichê vende, e se tramas como essa se repetem é porque algumas vezes simplesmente queremos ler algo fácil e leve. Só que eu não sei como Em Pedaços acabou sendo classificado como um romance leve ou até mesmo uma história irresistível -- o que foi quase irresistível foi tacar esse livro longe algumas vezes, confesso.

Veja bem, eu adoro recontagens de Bela e a Fera. Nosso mocinho, Paul Landon, é um veterano ferido, que perdeu pessoas queridas na guerra, me lembrando muito outro protagonista que eu adoro do livro Beleza Perdida, mas é só até aí mesmo porque ele está longe de chegar aos pés do protagonista do livro de Amy Harmon.

Paul Landon é tóxico. Repetidas vezes ele ataca Olivia, menospreza, humilha e a deixa pra baixo. E cada uma dessas vezes ela facilmente perdoa Paul e levanta a questão de que por amor vale tudo, até o perdão. Mas até que ponto? Onde fica o limite? E sinceramente, passou do ponto e mais de uma vez e esse papo de “ok, você me fez sofrer, mas tudo deu certo no final porque o amor venceu” soa muito como romantização da trouxice alheia.

Eu realmente entendo porque muitos gostam desse livro. Há muita atração entre Paul e Olivia, eles pegam fogo. Mas, honestamente? Não valeu meu tempo e eu queria nunca ter lido este livro porque infelizmente eu terminei essa história com uma sensação ruim e chateada com toda a situação. Só aprendi duas lições desta história: nunca mais vou ler algo da Lauren Layne e nenhum amor é maior do que o amor próprio.

"Você fez com que eu me sentisse completo de novo. Pegou uma alma infeliz e em pedaços e mostrou como voltar a viver."
Jéssica 08/07/2020minha estante
Nossa :( Em pleno 2020 e têm gente que escreve histórias assim e dizem ser romance :/


Lila 11/07/2020minha estante
Misericórdia, que ogiva nuclear!




Greh 05/06/2020

Muito bom
A história de Paul é muito linda...
Esse livro conta a história de uma garota que vive a sombra de um erro no passado e um rapaz que se afasta do mundo devido o que viveu no Afeganistão.
Em pedaços nos faz ver que pra você ajudar alguém, você não precisa estar 100% bem emocionalmente, mas que duas pessoas quebradas e marcadas podem se ajudar.
Emocionante e inspirador..
Fofo, objetivo, cativante e emocionante..
Como eu já havia dito, esse livro eu gostei mais do que mais que amigos ...
Gente eu recomendo a leitura
comentários(0)comente



Tami 22/06/2018

"Quero Olivia. Só que, mais do que isso, quero que ela me queira."
Depois de ter lido e amado Mais Que Amigos, fui sedenta fazer a leitura de Em Pedaços. Infelizmente a experiência com este livro foi muito diferente, pois se em Mais Que Amigos me encantei com Parker e Ben, neste primeiro volume da série Recomeços a simpatia para com os protagonistas não deu as caras.

Para começar temos a motivação fraquíssima de Olivia para deixar tudo para trás. A reação foi muito desproporcional à ação e deixou tudo inverossímil demais. Para completar, logo que ela chega em seu novo local de trabalho, é só colocar os olhos em Paul para ficar com água na boca (o termo usado é literalmente esse). Autoras, não! Apenas parem com isso, por favor! A impressão que fica é que, no momento em que coloca os olhos em Paul, ela esquece o que a fez se mudar para o Maine.

Outra coisa que eu não engoli foi o fato de Olivia tentar justificar todas as atitudes estúpidas de Paul. Ele era uma pessoa marcada pela guerra? Sim, era, mas isso não justifica sua canalhice e o fato dela ser condescendente com tudo que ele fazia!

Ainda sobre Paul, compreendo o efeito de seus traumas, afinal, o cara veio da guerra, sofreu perdas e presenciou coisas muito difíceis, mas a impressão que eu tive é que a maior parte da sua revolta era por ter ficado "feio" e "manco", assim, entre aspas mesmo. Pelas descrições eu não consegui imaginar um estrago tão grande. Seu grande segredo, aquilo que fazia com que ele dependesse do dinheiro do pai, é algo praticamente esquecido dentro da trama, não há propósito algum...

Leia a resenha completa no blog! :)

site: https://www.meuepilogo.com/2018/06/resenha-em-pedacos-lauren-layne.html
comentários(0)comente



Madu 07/06/2020

Envolvente, rápido e fácil de ler. Acabei me apaixonando pelos dois personagens e pela problemática e como eles lidam com elas
comentários(0)comente



Sthéfani.Lamoglia 26/02/2020

Lindo
#ResenhaDaSthe || Em pedaços || Lauren Layne || @editoraparalela || 5??
.
. ? Só sei que essa versão moderna de A bela e a Fera me deixou encantada!! ??
.
? Olívia sempre foi uma menina rica e minada, mas após cometer uma grande besteira, se vê afastada de duas pessoas muito importantes na sua vida.
Disposta a recomeçar se punindo pelo erro que cometeu, se compromete a ajudar na recuperação de um ex-fuzileiro e fugir de Nova York o quanto antes. .
? Paul mesmo tão jovem com apenas 24 anos, não consegue se curar de seu estresse pós traumático em uma guerra no Afeganistão.
Mesmo tendo a sorte de ter sobrevivido, o jovem vive recluso pois não aceita o fato de ter perdido seus amigos e ainda ter seu rosto e corpo com marcas visíveis da guerra. .
? Diante de td vida atual de Paul, seu pai decide que o melhor é a companhia de cuidadoras para evitar que seu filho se entregue de vez... e a última tentativa é Olívia. Como Paul precisa do dinheiro do pai resolve aceitar esse pequeno período. .
? O combinado eram só 3 meses... Esse era o tempo necessário para a cura de ambos. Mas como sempre o destino surpreende, as mudanças dos dois são bem maiores do que qualquer um imaginava. .
? Com uma escrita leve e envolvente, a autora nos faz torcer a cada minuto por Paul e Olívia.
Ameei o livro e devorei cada capítulo, torcendo ainda mais pelo casal!! ???
.
#PalavraseParágrafos #Leitura #Livros #InstaBooks #Instaliterário #Romance #Clichê #Literaturaestrangeira #Amoler #Amolivros #LaurenLayneBooks #Lendo #lobosnoritmoderagatanga
comentários(0)comente



Tamires.Carlos 12/07/2020

Um clichê gostosinho de ler, te faz torcer pelos personagens. Muito bom
comentários(0)comente



Camille.Freitas 09/02/2020

null
Quando eu digo que eu não tenho base pra essa autora ... Só posso dizer Perfeita!
comentários(0)comente



Karol 18/06/2020

Em pedaços
Estou no chão com essa história. Lauren Layne simplesmente arrasa nos enredos e nos personagens. É tudo tão leve, que quando vai perceber, já tá completamente imerso na história.
Olivia e Paul são tão diferentes que ficam perfeitos juntos. É um clichêzão tão fofo. Geral devia dar uma chance.
comentários(0)comente



Le 24/09/2020

Perfeito!
Eu li esse livro muito rápido e nossa ele me surpreendeu bastante é um dos meus livros favoritos da Lauren se não o favorito! A forma como ela descreve tudo que a Olívia passou e passa como ela se sente me prenderam muito, eu amei como ela supera os seus medos e inseguranças é uma personagem muito incrível! Eu fiquei um pouco estressada no começo com o Paul Eu odiava o jeito dele e queria entrar no livro pra dar um soco nele porém no desenvolvimento da história ele se mostra um personagem maravilhoso com uma história de de vida incrível que me fez chorar. São personagens com histórias que me tocaram muito. Sou cadelinha demais desse livro
comentários(0)comente



Diane 08/04/2020

O casal não me agradou
Olivia Middleton é a típica garota perfeita. Linda, inteligente e caridosa, ela tem um grande segredo que a envergonha a ponto dela querer mudar totalmente de vida. Disposta a esquecer o passado, ela se voluntaria a cuidar de um ex-soldado de guerra. Olivia só não contava que ele seria jovem como ela, e muito atraente, apesar de ser bem amargurado.

Com raiva de tudo e de todos, Paul Langdon não quer nem saber de ninguém cuidando dele, ainda mais uma bela jovem que o deixa extremamente confuso quanto aos seus sentimentos. Por mais que ele tente afastá-la, não consegue ficar um momento que seja distante dela. Ambos logo se descobrem atraídos um pelo outro, mas será que um romance entre duas pessoas tão diferentes e machucadas poderia dar certo?

"Não importa pra onde eu olhe, as paredes estão caindo. E essa garota continua despertando em mim a coisa mais perigosa do mundo. Esperança."

Confesso que esperava bem mais desse livro. A escrita da Lauren Layne segue impecável, prende e envolve, mas tive sérios problemas com esse casal. Entendo que o Paul passou por um grande trauma, mas isso não justifica sua babaquice durante toda a narrativa, um personagem extremamente grosso e abusivo! Tanto que ele sempre se sentia culpado pela forma como tratava Olivia, mas a jovem sempre tentava amenizar o lado dele nos capítulos narrados por ela, e isso me deixava indignada.

E o segredo corrosivo dela? Não era pra tanto, ela fez tempestade em copo d'água. É um romance que dá pra acompanhar numa boa, mas é um casal bem difícil de engolir, com certeza! Espero não me decepcionar com o segundo livro da série.
andradesamanthaa 08/04/2020minha estante
Nossa, pela sua resenha parece o mesmo modelo de história de ?After?


Diane 08/04/2020minha estante
Não li After, mas vi o filme, e sim, é bem parecido. Romantizam o que não deve ser romantizado.


andradesamanthaa 09/04/2020minha estante
No filme os atos do Hardin foram bem mais brandos. Se você ler o livro vai ficar horrorizada.


Diane 11/04/2020minha estante
Sério? Sabe-se que o filme adapta e até ameniza muita coisa dos livros, e ainda assim fiquei incomodada, a ponto de não querer ler o livro. Imagino que deva ser bem pior mesmo.




Valéria 05/06/2020

Não gostei, Paul é abusivo, arrogante e bruto, e mesmo que tenha seus demônios não justifica a forma como trata a coitada durante a maior parte do livro, sim coitada, sofrível a personalidade da principal
comentários(0)comente



Lay 01/08/2020

Um ótimo livro!
Comecei a ler esse livro após uma resenha e realmente valeu a pena. Essa história de recomeço foi linda. Indico para quem gosta de um romance para deixar o coração quentinho.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Mikele | @respiropalavras 14/07/2018

Tentando escapar dos problemas que criou, Olivia abandona a faculdade e como medida de punição autoimposta, ela aceita trabalhar como cuidadora de um ex-soldado.

Paul Langdon nunca mais foi o mesmo depois da guerra. Essa experiência deixou marcas em seu corpo e na sua alma. Recluso, ele não permite que ninguém se aproxime.

Apesar de serem pessoas distintas em muitos pontos, há algo semelhante entre eles: ambos procuram por uma redenção.

Romantização da violência, abuso psicológico e emocional, agressão física e um relacionamento tóxico e abusivo. Essas são as características que baseiam a história. Tais elementos já são suficientes para que eu classifique um livro como ruim. Mas, surpresa! Não para por aí.

A autora tentou criar um instalove, porém, não funcionou. Ninguém sente uma "atração animalesca" por alguém que conheceu faz 2 minutos. E, mesmo no decorrer da trama, o romance não foi bem desenvolvido, tornando- se fraco e inconstante.

Lauren quis contar uma bela história sobre o poder transformador do amor. Mas errou feio ao decidir que para o bem de alguém, outra pessoa sofreria. A típica e equivocada ideia de que ?o amor cura tudo".

Eu poderia dizer que a única coisa """positiva""" nesse livro é a narrativa fluida, no entanto, mesmo esse ponto se perde no meio de tantos problemas. Parece que a autora quis embarcar na onda dos New Adults que romantizam situações inaceitáveis. E conseguiu. Mas eu não apoio esse tipo de livro.

Abaixo, alguns trechos que reforçam minha opinião:


"Ele agarra meu pulso antes de me puxar com força. Minhas omoplatas batem na porta e sua boca cola na minha, com força."

"Solto a mão e a empurro. Sem muita força, mas o bastante para Olivia cambalear."

"Mas é hora de lembrar a razão pela qual estou aqui. Antes de tudo, vim para curar Paul."
Mile Rodrigues 21/07/2018minha estante
comprei o livro ontem e não fazia ideia disso, estou chocada, sem menos, escrevo livros que rebatem essas coisas, ler algo sobre me faz querer chorar.


Sah 04/09/2018minha estante
Concordo plenamente com você, a atração que a autora tentou passar logo que eles se conhecem não convence. E sim, a romantização de todo esse relacionamento tóxico é péssimo, e quanto mais a autora tenta, pior vai ficando.


Mikele | @respiropalavras 05/09/2018minha estante
Exatamente! A autora errou feio com essa história. Estava esperando algo como Mais que amigos, uma história adorável. Mas não aconteceu.




175 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |