Letargia. O Amanhã Pode Ser Melhor

Letargia. O Amanhã Pode Ser Melhor Valéria Magalhães




Resenhas -


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Um Rascunho a Mais 23/02/2019

Uma grata surpresa
Kaila é uma moça muito ingênua que mora com os seus tios desde que perdeu os seus pais quando criança. Sua tia Rebeca sempre a tratou muito mal, não permitindo que ela se relacionasse com outras pessoas, nem estudasse e a colocava para cumprir todos os afazeres da casa. Porém, a vida de Kaila começa a mudar quando eles mudam para a Encosta da Serra em que agora há uma empregada na casa e seu tio iniciou o negócio em um bar em que Kaila vai ajudá-lo diariamente. Em uma noite, a jovem conhece Felipe Calado, o irmão mais novo de Humberto e ambos se sentirão atraídos por Kaila. Apesar de não acreditar no amor e não querer proximidade com Humberto por achá-lo arrogante, ambos aos poucos vão se aproximando, mas a vida de Kaila está prestes a mudar completamente de uma forma inesperada.

Letargia foi uma grata surpresa, com uma escrita maravilhosa, que trouxe muitas surpresas e reviravoltas durante a leitura. Há na trama uma mescla de clichês, que ao mesmo tempo torna o livro ainda mais interessante e a cada página lida, a autora trazia novas emoções e vida a esses personagens tão reais.

Apesar de a leitura ser surpreendente, tive dificuldade de sentir empatia por Kaila em alguns momentos. Muitas vezes a personagem busca seguir sua intuição e não pensa na consequência dos seus erros, agindo por impulsividade, além do excesso de ingenuidade acerca de algumas questões. Porém, em meio a esses acontecimentos, surge também uma nova personagem que vai amadurecendo e carregando seus aprendizados ao longo do tempo.

Letargia é um livro para ser lido com calma, para apreciar o cenário de Encosta da Serra, da alegria do seu povo, dos amores a serem descobertos, dos sonhos a serem criados e desfeitos. É um livro que se encaixa não só no gênero romance, mas também novela pela diversidade dos seus personagens. Com um final inesperado, a autora deixa o aviso de que haverá continuação. Portanto, para quem procura um romance de época diferente, sem dúvidas esse é o livro que recomendo!

site: https://umrascunhoamais.blogspot.com/2019/02/letargia-o-amanha-pode-ser-melhor.html
Alessandra @leituraromancecafe 25/02/2019minha estante
Tive as mesmas impressões que você, e as vezes queria matar ela. Mas até que depois acabei aceitando. Me apeguei ao fato dela ter sido criada isolada, isso fez dela uma presa muito fácil.




Morgana Brunner 31/01/2019

Letargia - Valéria Magalhães
Oii, gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha do livro que li este ano de 2019, fiquei apaixonada pela capa e confesso para vocês que não via a hora de concluir.





Nesta obra, iremos conhecer a história de Kaila, uma menina tão doce e única naquela época. Com todos os acontecimentos desde nova, sua tia colocava a culpa nela, obrigando-a e tratando-a até mesmo como escrava, isso desmotivava sempre Kaila e ela se sentia cada dia pior.

Mas, ao passar dos tempos, aprende a se acostumar e deseja por si mesma que não irá mais se incomodar ou mesmo se importar com os fatos e é mandada para a Encosta da Serra, onde lá conhecendo novas pessoas e homens, descobre novos sentimentos e se torna uma mulher forte, sempre indo contra as mulheres dizendo que não precisa de nenhum homem no momento para seguir e conseguir estudar ser e inteligente.

E ao decorrer da história, momentos únicos e até mesmo decisões mal feitas por parte de Kaila, dificultam a sua própria vida e de quem está ao seu redor.



Letargia foi uma leitura bem gostosa de se fazer, foi rápida e prestativa. Kaila em certos momentos se mostrou ser uma personagem forte e em alguns momentos inocente por ter escolhas sem pensar direto. A edição está linda, principalmente o capricho da editora com a obra.

Senti-me motivada a cada dia para ler mais e conhecer fielmente a vida de Kaila, recomendo este livro para quem gosta de um bom romance de época.

site: https://segredosliterarios-oficial.blogspot.com/2019/01/letargia-valeria-magalhaes.html
Alessandra @leituraromancecafe 13/02/2019minha estante
Li este livro e fiquei fascinada, louca para ver a continuidade, você leu o segundo volume? Menina kkkkk. Se esse primeiro eu pontuei com 4/5 o segundo dei 5 de olhos fechados. Não sei você mas não dá uma vontade de ter alguém para contar a história rsrsrsr. Amei linda.




Alessandra @leituraromancecafe 22/01/2019

LETARGIA O AMANHÃ PODE SER MELHOR
Resenhando | Letargia O amanhã pode ser melhor

Esse é aquele livro super amorzinho que desperta em nós o prazer de resenhar. Confesso que estou presa a uma história com tantos fatos que se torna difícil descrever parte dessa leitura sem dar algum spoiler. Mas calma, são só migalhas de um grande silo.


Ele é uma romance nacional e de época, quer dizer... Sabe aquela época em que você se encaixa? Tudo é bem presente, e sem perceber mergulha na história cheia de reviravoltas inesperadas. A autora espertamente usou um cenário bastante comum e existente em qualquer época, confesso que para mim muito atraente... As casas são simples (interioranas) e há muito, muito verde. Juro que desejei conversar com alguém abertamente a respeito dos muitos acontecimentos, e por isso, estou indicando tanto esse livro, que sai do convencional e certamente surpreenderá vocês leitores.
Letargia conta a história da impetuosa Kaila, uma jovem de vinte e um anos que mora com os tios. Afastada do convívio social, criada sob as rígidas regras de sua tia Rebeca, Kaila vê o mundo passar diante de seus olhos, até que seu tio Filemom, cansado de fugir, compra um pequeno comércio na pacata região de “Encosta da Serra” (gente, eu amei o nome desse pequeno povoado e até procurei na internet para ver se ele existia, mas não, ele não existe ).


É aí que a engrenagem da história gira e mil coisas acontecem, vou falar aqui apenas a ponta da corda que se desenrola na trama, então reafirmo: não se preocupem.

No dia seguinte a sua chegada, ela sai para conhecer a região com sua amiga Duda (aquela que está por dentro de todos os acontecimentos, uma jovem alegre, que irá ajudar Kaila a aprontar das suas), e sem querer, Kaila se distrai e perde o horário. Na volta para casa, ela meio que conhece Humberto,um homem retraído, filho de um grande fazendeiro da região... é a família Calado.

Nessa mesma noite, ela conhece Felipe (tirando a Kaila, ele foi um dos meus personagens favoritos, o cara é o tipo “vamos viver o hoje como se não houvesse amanhã e pegar todas sem se prender a ninguém”.

Devido a região ser pequena, aos poucos, a tia dela começa a soltar as rédeas e a nossa jovenzinha, que não tem nada de santa, aproveita todas as oportunidades para desbravar o mundo. É como se ela desejasse abraçar tudo de uma vez, e eu entendo (afinal ela vivia trancada),mas também lamento. A pessoa quando se afasta do meio social, perde a noção do quanto pode ser manipulável, e essa sua ingenuidade será o propulsor que a conduzirá a tomar as piores decisões possíveis. Deixo aqui um comentário pessoal. Nos tempos atuais, não existe mais personalidades tão ingênuas, talvez seja por isso que a inocência exagerada da Kaila causou em mim tanta gastura.


Mas as coisas acontecem de um jeito tão fluido... Sem você se dar conta, as circunstâncias aproximam ela de Humberto e Felipe. Mais rápido ainda, ela vai para São Paulo e não sendo o bastante termina em Belo Horizonte. E nem tentem imaginar o que irá acontecer. Você vai sorrir, ficar indignado e com certeza se surpreender, esse gênero de suspense prende a gente com muita facilidade. Um ponto que também quero ressaltar é a respeito da narração. Narrado na primeira pessoa, Kaila mostra seus pensamentos de forma bem clara, é como se fosse você vivendo a história.


A autora lança muitos pontos que nos leva a refletir, afinal, é certo você tomar uma decisão levado pelo momento? E até que ponto você deve odiar e amar?

A jovem Kaila, por ter sido criada isolada, vê o mundo como se tudo fosse perfeito, aquela ingenuidade de acreditar que tudo vai dar certo, com o tempo e os fatos ela percebe que não é bem assim que a vida acontece. E toda sua precipitação e insubmissão a levarão a seguir por caminhos bem complicados, acreditem!

O livro tem muitos personagens (e todos foram muito bem montados) cada um tem o seu papel importantíssimo na trama, então fiquem de olho.

Uma coisa que também percebi é que em alguns momentos a autora deixa meio que certas pontas, sabe aquela pulga atrás da orelha? Estou com várias e isso é terrível (no bom sentido). No meio da história, você tem a certeza de que o final é bem inesperado.

O livro é uma trilogia e termina da pior forma possível, confesso, fiquei hiper irritada com o final e, ao mesmo tempo, louca para dar continuidade.


site: https://www.leituraromancecafe.com/
comentários(0)comente



Dayana @leitorareal 28/06/2018

Livro maravilhoso!
"Letargia" conta a história de Kaila, uma linda jovem que, aos 22 anos, mudou para uma cidadezinha com seu tio e sua tia rancorosa. Kaila nunca teve amigos, nunca foi à escola, e por isso nunca aprendeu ler. Sua tia Rebeca sempre fez de tudo para que ela não tivesse amigos e muito menos saísse de casa.
.
"Ouvir palavras duras e ter cobranças exarcebadas era a minha rotina."       pag 13
.
Mas a vida de Kaila não será para sempre assim, com esperanças no destino ela encontra o seu pai, o qual pensava ela estar morto. Seu pai é um médico renomado em São Paulo e muito rico. O sonho da jovem era se tornar uma pessoa importante e ser independente sem precisar se casar, porém ainda em 1912 as mulheres não recebiam bom olhares se quisessem seguir esse caminho. Ao ir para São Paulo com o pai, ela aprende a ler e falar muito bem, tomando gosto refinado pelos livros de grandes escritores brasileiros. Como se isso fosse pouco, a ambição então fala mais alto e ela toma uma decisão que mudará completamente a sua vida; sem pensar nas consequências, Kaila escolhe um caminho que veria como melhor opção para alcançar sua meta.
Inocente e ainda uma doce menina, ela é vista com outros olhos pela sociedade, mas há alguém que ainda acredita que Kayla seja a menina que sempre foi quando a conheceu.
Quem será essa pessoa? Qual foi a decisão que Kaila tomou por ambição?
Com um jeitinho gostoso que me fez lembrar da minha infância na Fazenda do Ouro, Letargia conta a história de Kaila, sendo bem fiel à época de 1912. Aquele romance de época mais perto dos nossos dias, sabe? Não se trata de duques ou condes, mas traz tradições e descrições de acordo com o século XIX no Brasil.
Mais resenhas de livros de romance no instagram literário @leitorareal

site: https://www.instagram.com/leitorareal/?hl=pt-br
Alessandra @leituraromancecafe 27/12/2018minha estante
Que fofo! Amei!




4 encontrados | exibindo 1 a 4