A Barraca do Beijo

A Barraca do Beijo Beth Reekles




Resenhas - A Barraca do Beijo


139 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


@sentiroslivros 27/08/2018

Ruim
Como diria Noah, não chame esse livro de Fofo.
Vários erros.
O maior deles é o cara ser um "idiota viciado em violência, um bad boy" e ser o que o chama atenção na garota (tanto nas personagens femininas do livro, quanto pra um monte de meninas que lê a obra).
Tudo bem ele se curar ou seja lá o que aconteceu, mas sem ajuda, sem tratamento nenhum? Tudo errado.
A primeira vez deles acontece com ele tirando ela de uma festa pelo fato de que alguém tentou beijá-la (e depois de bater no cara), ainda bravo, bate no teto do carro gritando que ela entre para tirá-la dali.
Mais erros na abordagem quando Lee descobre que o irmão está com a melhor amiga, pelo medo de Elle, podia ter uma consequência no mínimo mais longa a ser explorada.

O filme foi uma adaptação incrível.
O livro deveria ser ministrado com mais cuidado.
Camila Soares 29/08/2018minha estante
Pois é, vi o filme e vim ler o livro, que decepção :/


@sentiroslivros 30/08/2018minha estante
Pois é, fiquei assutada, Camila.


Rafá 15/09/2018minha estante
Achei que quiseram "romantizar o machismos".. sendo livro para adolescentes é pior ainda, pois onde já se viu, ficar com um cara violento? Que bate nos garotos que tentam se aproximar dela? E quando ela tentar acabar esse namoro? Odiei muito o livro por isso.. a gente briga tanto pra tentar sair, e ajudar outras
mulheres a saírem, de relacionamentos abusivas, de caras violentos, daí lê uma obra dessa =\
nãNo filmeo tive essa sensação...


Thai (@thaisiilveira) 16/09/2018minha estante
Quer ler um romance adolescente bem leve e divertido? Venha conhecer o livro Meu Medo De Amar! Só clicar nesse link ? https://www.amazon.com.br/dp/B07H43T1BW?keywords=meu+medo+de+amar&qid=1536188015&sr=8-1-fkmrnull&ref=mp_s_a_1_fkmrnull_1


Amanda.Teixeira 02/09/2019minha estante
Entao! Eu vi o filme e fiquei espantada com tanto comentarios falando mal do livro, o filme e maravilhoso e quero muito ler o livro.


Dani 10/09/2019minha estante
eu li e assisti e achei muito legal pra quem nao achou nao e problema meu


Gabrielly.Cacchero 02/03/2020minha estante
Estranho que quando eu li o livro, no começo parecia uma fanfic de uma adolescente de 14 anos, achei clichê demais, porém até aí era bom, mas conforme fui lendo não gostei tanto, pensando em abandonar o livro pela metade.


Marcella 21/04/2020minha estante
Eu vi o filme e achei horrível, agora depois de ler sua resenha nem me darei o trabalho de ler.


@sentiroslivros 21/04/2020minha estante
E olha que eu até gostei do filme... Então imagina o livro, Marcella.


@sentiroslivros 21/04/2020minha estante
Sim Gabrielly, a escritora realmente tinha 15 anos quando o livro foi publicado, você está certa. Mas ainda tenho minha opinião que o livro é COMPLETAMENTE irresponsável. Porque teve que passar por editores e tudo o mais. E outra, quando a Netflix comprou e mudou a trama, não pensou em nenhum momento que o livro ia voltar a ter forças? Ahhhhh.


@sentiroslivros 21/04/2020minha estante
Sim Rafá, além do machismo, a violência é romantizada nessa obra. Fiquei muito impressionada vendo na Bienal de 2018 muitas pre adolescentes na fila para pegar autógrafo da autora. Os pais claramente não leram a obra antes.


Leti 29/05/2020minha estante
E eu fiquei mais indignada ainda por ver que não tem NADA HAVER com o filme! Os fatos são totalmente diferentes e até a fisionomia deles


@sentiroslivros 29/05/2020minha estante
Sim @Leti. Muito diferente.


Oto 15/06/2020minha estante
Mas o filme é mais close errado que o livro. As cenas que você citou do cara tentando tirar ela da festa tem também no filme. É cherno e byl


Luana.Braga 17/06/2020minha estante
Vcs podem me ajudar?!! Como se faz para ler aqui ??


Leti 17/06/2020minha estante
Como assim ler aq?


Luana.Braga 18/06/2020minha estante
Eu baixei esse aplicativo agora e n seu como ler


Marcella 18/06/2020minha estante
Mas Luana, esse app não é para ler livros. Você está falando sério?


@sentiroslivros 18/06/2020minha estante
Luana, bom dia. Esse é aplicativo para organizar os livros. Fazer resenhas/observações e também trocas de livros.




Vibunos 03/07/2020

Ble
Romance onde o personagem principal homem, Noah Flynn é extremamente abusivo e tóxico. As pessoas romantizaram demais esse livro!! A própria Elle diz que ele eh um ?louco viciado em violência? não romantizem isso aaaaa
Grazy.AraAjo 03/07/2020minha estante
Eu assisti o filme e assim... sem condições, é ridículo demais a forma como a sexualizam e ainda forçam esse relacionamento super problemático, até porque o público são jovens que acabam achando certo aceitar esse tipo de coisa e normalizam totalmente o cara ser abusivo.




Maria 01/04/2020

Horrível.
Que livro ruim! Jesus amado, coisa chata, sem graça, totalmente fora da realidade... O livro consegue ser pior do que o filme. Até aquelas fanfics do wattpad com mocinhas de coque frouxo e All Star que encontram seus ídolos na Starbucks são melhores que esse livro, que além de totalmente entediante é tóxico. Noah era abusivo e problemático, algo que todo mundo que já leu sabe disso, mas lendo esse livro eu percebi que nenhum personagem desse livro vale a pena, além de que a história de Noah e Elle era sem desenvolvimento, sem química, e era nítido que eles não se gostavam de verdade. Eu fiz um esforço enorme para terminar de ler esse livro porque a história não me cativou em nenhum ponto e eu não gosto de abandonar leituras, mas minha vontade era abandonar o livro o tempo todo. Eu vou ler o próximo só porque eu já comprei o exemplar antes e porque está na minha lista de leituras, mas não estou nem um pouco entusiasmada e totalmente sem expectativas.
comentários(0)comente



natmoreira 24/06/2020

Um milagre aconteceu aqui: o filme consegue ser menos pior que o livro. Eu assisti ao filme antes de ler o livro, então eu meio que já esperava um romance bem clichêzinho com badboys e, sinceramente, não tenho nem um problema com isso. O que me incomoda nesse livro e na adaptação ▬ embora esta carregue um teor menor ▬ é o romance abusivo.

Noah é um cara totalmente conturbado e o motivo para isso é muito vago, pelo o que entendi ele tem surtos de violência e não consegue se controlar, porém a maneira com que esse assunto SÉRIO é tratada é totalmente romantizada e embelezada.

Vários momentos o comportamento dele é machista, beirando ao opressor, mas pasmem: a Elle aceita isso só porque ele é bonito e o cara mais popular da escola. A relação com o Lee também me pareceu muito, usando os termos mais atuais, tóxica. Ele julga ela pelo cara que ela gosta e até o modo como ela se veste. Ou seja, a Elle está cercada de machos chatos e babacas.

Eu não vi tanta química entre os principais, não consegui sentir o que a autora tentou passar. O livro consegue ser mais pesado do que o filme, acredito que a Netflix pensou bem nisso antes de adaptar, contudo os dois findam por serem um ornamento de comportamentos e falas nocivas.

site: instagram.com/resenhaneios
comentários(0)comente



Karinne Vilar 02/06/2020

Livro fácil e tranquilo
Adorei a história, é um romance bem água com açúcar e clichê (duas coisas que eu particularmente adoro). Indico para leituras rápidas, shippo muito Elle e Noah ??
comentários(0)comente



Carolina.Oliveira 08/07/2020

Nojento
O livro é muito mal escrito, e além disso, a nossa protagonista é um objeto para os homens ( sério, isso é narrado de uma forma nojenta). Sem contar que o Noah, namorado da Elle, é totalmente abusivo em suas falas e o jeito que trata ela, você pode ate notar isso no filme mesmo

Esse livro é o tipo de história que não deveria existir, porque algumas jovens não conseguem enxergar o quão nocivo isso é, e acabam desejando pessoas como o Noah só por conta do seu abdômen definido e cabelinho de mauricinho.

Sem contar no Lee, que parece mandar na amizade que tem com a Elle, ela não pode fazer nada que ele fica irritado por conta das "regras" de amizade, eca
comentários(0)comente



nataliasillva 05/10/2018

Ruim demais
Acho que é a primeira vez que o filme consegue ser melhor que o livro. Assisti primeiro e tive curiosidade de ler, porém foi a leitura mais torturosa dos últimos tempos!
Vários pontos do filme me deixaram incomodada, como por exemplo a objetificação e hiperssexualização da personagem (que é uma adolescente de 16 anos), e o livro exalta isso demais! Alguns trechos eu até pulava de tão forçados que eram.
Ainda que seja um clichê, achei a história muito rasa.
Parabéns pra Netflix que fez uma ÓTIMA adaptação, porque o livro é uó.
Gio 16/10/2018minha estante
talvez seja porque o livro é nada mais, nada menos, do que uma FANFIC!
pois é, eu também odiei, tanto o livro quanto o filme.
Mas é compreensível quando você para pra pensar que essa história literalmente saiu do Wattpad.




Jenni 04/12/2018

.
Esse livro foi o livro mais arrastado da minha vida, meu deus do céu! Ficar só com o filme parece compensar mais do que ler o livro realmente.
Espero não me assanhar pra ler o próximo Q casa da praia.
comentários(0)comente



Gabi 17/05/2020

A adaptação é ótima. O livro é decepcionante!
Horrível!! Um dos piores livros que já li e o primeiro que odiei em minha vida toda!!
Aconselho a assistirem ao filme, mas nunca leia o livro depois... É decepcionante!
comentários(0)comente



Babi Ananda 09/06/2020

Li por causa do filme e é claro que o livro é sempre melhor que o filme, gostei bastante.
comentários(0)comente



Ellen and book's 20/05/2020

A barraca do beijo??
Uma comédia romântica clichê ? Sim, porém, A comédia romântica.
Elle não é como as outras, é uma pessoa normal, q única diferença dela pra outras de sua idade (16 anos), é que ela nunca havia tido um namorado. Elle tem um melhor amigo Lee Flyn, que nasceram no mesmo dia, pata Lee, relacionamentos com parentes estão FORA DE COGITAÇÃO ! E um crush no irmão mais velho de Lee, Noah Flyn, conhecido como rei dos joguinhos
A pergunta que devemos fazer é, quem escolher ? A melhor amigo e confidente , ou seu crush ? Colocaria uma amizade em risco por um amor ?
Não tem como não se apaixonar por esse livro !
comentários(0)comente



Super Ci 28/07/2018

Resenha do Elefante Voador
Para quem não conhece a história de A Barraca do Beijo, vamos fazer um pequeno resumo: Elle e Lee são amigos desde sempre. Nasceram no mesmo dia e as famílias são muito próximas, o que fez com que os dois crescessem juntos.

Elle, assim como todas as garotas do segundo ano, tem uma quedinha por Noah Flynn, o irmão mais velho de Lee e veterano no colégio. O garoto faz o tipo bonitão/badboy que causa confusão por onde passa, mas que as pessoas são incapazes de odiar.

No festival de primavera da escola, Elle e Lee decidem montar uma Barraca do Beijo como atração. É claro, que a Barraca faz o maior sucesso e tem uma repercussão enorme. O que Elle não imaginava, é que a Barraca seria o primeiro passo (ou primeiro beijo) para um romance com Noah.

Após este evento, os dois começam a se encontrar às escondidas pois Elle tem medo de que essa “aventura” possa estragar sua amizade com Lee. Essa mentira pode resultar em alguma coisa boa? É aí que a gente para de contar a história e deixa você decidir se vai ler o livro e/ou assistir ao filme para saber o final!

No geral, acho que criei muita expectativa em cima do livro pois eu já tinha assistindo o filme e tinha achado bem bonitinho! Acontece que a narrativa não me agradou, creio que funcione melhor com um público mais jovem, afinal Elle é exatamente como uma jovem de 16 anos de idade deveria ser: romântica, sonhadora, insegura (provavelmente eu teria adorado se tivesse lido há uns 10 anos atrás, rs). Dei nota 3 de 5 para o livro.

E me desculpem, não há quem me faça gostar do Noah (postei e saí correndo). Acho ele chato, controlador e possessivo. E por mais que ele tente fazer umas coisas românticas e fofas, ao meu ver fica claro que ele faz isso somente porque sabe que é o tipo de coisa que Elle iria gostar, e não porque ele realmente pensa com esse romantismo todo. E ele ser o cara mais gostoso da face da Terra justifica isso? Na minha opinião, não.

Agora, um ponto lindíssimo de se ver é a amizade entre Lee e Elle, inclusive quando ela é colocada a prova. Uma amizade verdadeira, sem interesses e que fica ainda mais evidente do que no filme. De uma maneira que chega a ser inspiradora! ♥ E por falar em Lee, esse sim é um crush a ser levado a sério, haha!

Mas uma coisa que achei bem fofa, tanto no filme como no livro, é aquela euforia do primeiro beijo, do primeiro namorado… Isso é tão próximo da nossa realidade que faz com que a gente fique envolvido logo de cara. Deu vontade de me apaixonar de novo (pronto… já passou, rsrs)!

Eu acho que A Barraca do Beijo é uma ótima opção pra ser lido em uma tarde. O texto é leve, divertido e vai agradar quem curte romance mais clichê. E é uma boa para quem assistiu o filme e quer ter uma nova experiência com os personagens. Mas não espere mais do que isso!

Resenha completa no Elefante Voador.

site: www.elefantevoador.com
Thai (@thaisiilveira) 16/09/2018minha estante
Quer ler um romance adolescente bem leve e divertido? Venha conhecer o livro Meu Medo De Amar! Só clicar nesse link ? https://www.amazon.com.br/dp/B07H43T1BW?keywords=meu+medo+de+amar&qid=1536188015&sr=8-1-fkmrnull&ref=mp_s_a_1_fkmrnull_1




Reh 18/06/2020

Meninas que adoram um Bad boy
Acho estranho essa mania de meninas se apaixonarem por garotos violentos.
Cara, o Noah é muito sem noção. Um viciado em brigas...
Como se não bastasse a Elle ( garota de 16 anos ) ser apaixonada por ele , mesmo que logo no início ela não assumia pra si msm, quase todas meninas da escola tbm são doidas por Noah.
Isso só mostra o quanto muitas mulheres preferem uma boa aparência ao invés de alguém com bom caráter...
Beleza, é só um livro, mas essas coisas acontecem na vida real.
Bom, eu sei que o foco do livro é na amizade de Elle e de Lee, mas, apesar disso, não curti o romance de Elle e de Noah. Muito nada a ver...
comentários(0)comente



Lua Alves 19/03/2020

Se contentem apenas com o filme, por favor
Esse é um daqueles raros casos em que o filme é melhor que o livro, e que ter optado por ler o livro foi um erro que acabou me deixando com dores de cabeça.
O fato é que a Netflix fez uma escolha completamente acertada quando, ao optar por transformar a história em filme, contratou um roteirista para adaptar tudo, consertar erros e transformar os problemas – que são muitos – do livro em algo mais digerível.
Quanto ao livro, não tenho palavras para descrever tamanha decepção. São tantos erros ao decorrer da história, que me deixaram sem palavras, começando, é claro, pela protagonista Elle. Além de ser insuportável e bastante infantil, Elle é hiperssexualizada o tempo todo – detalhe que ela só tem 16 anos. Ela nutre uma paixão secreta pelo irmão de seu melhor amigo Lee, e como uma das regras que mantém essa amizade, Elle não pode ficar com ele, em hipótese alguma.
Aí exploramos mais um aspecto bem errado do livro. Embora a amizade de Elle e Lee se apresente de uma forma bem legal e genuína, é cercada de regras que, ao meu ver, não fazem muito sentido, afinal, que tipo de amizade precisa ser baseada em regras para sobreviver? Ainda, apesar de o próprio Lee dar a entender várias vezes que Elle e Noah ficarão juntos devido às brigas cotidianas, quando ele descobre que isso de fato ocorreu, sua reação é totalmente desconexa do contexto da história. Acredito que a autora não soube trabalhar bem as emoções dos personagens para que transmitissem tudo que o impacto dessa “notícia” deveria transmitir.
Para melhorar ainda mais temos Noah, que meu Deus… Eu nem sei o que dizer.
A cada página eu ficava mais surpresa do quão abusivo ele poderia ser, e o quanto a situação piorava a medida que o “romance” dos dois avançava. Nosso “mocinho” é o típico bad boy da escola, mas quinhentas vezes mais agressivo, grosso, possessivo que o aceitável. Noah cruza todas as faixas do que poderia ser um clichê adolescente ok e legal, para um cara abusivo, manipulador e chato DEMAIS.
Por diversas vezes fiquei me perguntando se as atitudes de Elle para com Noah eram realmente aquilo mesmo que eu estava lendo, ou ela estava dopada ou presa no relacionamento e eu não vi, até, por fim perceber que o livro romantiza o tempo todo o comportamento abusivo e violento de Noah. A primeira vez dos dois ocorre depois dele arrancar ela à força de uma festa após um garoto ter tentado beijá-la, brigar com o cara, socar o carro em acessos de raiva, e sair com ela às pressas. Isso não é romântico, parem de tratar como se fosse.
Este não é um livro que eu recomendaria nem para eu de 15 anos atrás, nem para ninguém. Parabéns Netflix pelo ótimo trabalhado adaptando essa história, porque o livro é um desserviço.
comentários(0)comente



Queila.Noemi 03/06/2020

Bem divertido
Um livro bem divertido, bem estilo sessão da tarde. Aquele romance que lemos sem nem ver o tempo passar.
comentários(0)comente



139 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |