Golden Boys - Ian Costa

Golden Boys - Ian Costa C. Nan Bianchi




Resenhas - Golden Boys


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Luciana Dryer 04/06/2018

É possível sonhar
Golden Boys – Ian Costa é o primeiro livro da série criada pela autora C Nan Bianchi e vou dizer, está um arraso!!!
A escrita da autora é leve, descontraída e gostosa de ler, a gente senta no sofá e se perde no tempo e na leitura, quando se dá conta já devorou o livro.
Os personagens são apaixonantes, profundos, muito bem construídos e rola logo de cara aquela intimidade, de se ver na pele deles, de se identificar!
Lia Espínola é aquele tipo de pessoa cheia de luz, que toca a vida das pessoas para ajudá-las a realizar seus sonhos. É uma mulher forte, decidida, que trabalha no que ama, que batalha por aquilo que quer, que adora ser desafiada.
Ela retorna ao trabalho com sua alma devastada, o coração em pedacinhos, mas determinada a virar o jogo. Lia trabalha na Midas, a maior agência de músicos do país e logo de cara é confrontada por seu chefe que lhe promoverá como agente, mas não lhe dará a chance de agenciar uma de suas maiores estrelas, Eros Lavigne. Isso arrasa ainda mais a iluminada Lia, mas não a derruba. Ela agenciará o novato Ian Costa, um mineirim que acabou de chegar a São Paulo para iniciar sua carreira de cantor.
Ian é um desafio, um diamante bruto a ser lapidado, um cara de coração enorme, um humor contagiante, também com algumas marcas da vida. Mas dono de uma voz diferenciada e marcada por uma força inigualável. E Lia já se decidiu vai fazer de tudo para torná-lo um Golden Boy.
A história mostra de forma delicada e realista os bastidores da Midas, as fofocas, as festas badaladas e principalmente seus agenciados, cada um com sua história e energia. Uma trama cheia de sentimentos e surpresas. E terei que confessar um Golden Boy, Eros Lavigne, lindo de bonito e gostoso, com fama de pegador, mas que no fundo é apenas um cara lutando pelos seus sonhos.
Embarque nessa viagem, você não vai se arrepender.
comentários(0)comente



Dani 12/01/2019

FRUSTANTE
FRUSTANTE. Pensa em uma idéia boa mas execução atrapalhada. Sério, até agora não consigo organizar meus pensamentos para esse livro. Fui tentar pegar um livro de autora nacional no Kindle Unlimited e esse tinha uma história interessante e boas notas e resenhas. Logo no início eu pensei em abandonar pq tudo era muito confuso, a escrita não era nada fluida e o livro nem dividido por capítulo era. A autora precisa urgente de um editor ou agente literário para ajudar com as idéias e colocar isso de forma mais coerente no livro, ela tem potencial mais precisa de um auxílio de profissional.
A protagonista é a Lia e quem tem voz no livro é ela e o Ian, que é recém chegado na produtora que ela trabalha de agente. Ela vai agenciar a carreira dele, sendo que ela namorou por 7 anos um cara a pouco tempo atras e o Ian namora faz 10 anos, nisso ela se envolve com o homem dos sonhos dela até mais que a metade do livro. Esse foi o pior triângulo amoroso que eu já li, pois tudo se resolveu em 1 página. Não consigo concordar e nem aceitar todas atitudes tomadas em relação ao desfecho dos personagens.
Até fiquei curiosa em saber sobre os outros personagens que ganharam vida em outros livros que serão lançados da série, mas não tenho condição de ler mais livro com essa estrutura.
Boa idéia mas execução ruim.
comentários(0)comente



Bru G. Correia 30/08/2018

Apaixonadaaaaaaaa Por Golden Boys....
Lia, tinha sua dor e lutava de todas as formas para seguir em frente...sempre priorizando o bem estar e o sonho do próximo.
Até que conhece uma nova versão de Eros, o Golden Boy mais falado da agência...
Mais não menos importante chega para agitar a vida de Lia, o mineiro mais humilde e Especial que ela poderia conhecer naquele momento.
Fiquei brava, chorei e por fim entendi que nem sempre o amor vem a frente...
Como diz o nosso lindo Eros, às vezes a paciência e a compreensão são mais importantes que tudo.
Simplesmente Ameiiiiii, e quero muito mais de Golden Boys.
Parabéns a Linda autora C Nan Bianchi, que mais uma vez nos surpreende e nos encanta com este livro maravilhoso ?
comentários(0)comente



Carol 12/07/2018

Muito amor <3
Então hoje vamos conhecer a determinada Lia Espínola, ela acaba de ser efetivada como agente na agencia Midas, após ter passado por um termino de um relacionamento de 7 anos, ela literalmente vai ter que aprender como é ser solteira novamente, e lidar com os conflitos da sua nova função.
“Um término de namoro de sete anos não se esquece em apenas trinta dias, ela sabe muito bem disso, ainda mais quando se ostentava uma aliança de noivado por meses em seu dedo direito.”
Ela recebe a missão de transformar o recém contratado Ian Costa em uma estrela.
“Se ele quer me dar esse artista, beleza, eu vou fazer o melhor para a carreira dele decolar às alturas.”
Tenho que admitir, minha paixão pelo nosso protagonista Ian entrou com mérito para minha lista de Crush literário, ele é simplesmente maravilhoso. Acho que nunca vi um personagem com tanto amor para distribuir as pessoas ao seu redor.
“Marca preferida: a de quando pulei a cerca do vizinho para roubar goiaba e levei três pontos no queixo.”
Lia vai ajudá-lo a se adaptar a essa nova vida e se encontrar nesse meio onde ele nem almejava estar.
“Aprendi com meu pai mais sobre música, ferramentas e sinceridade do que sobre etiqueta, moda e esse jogo de interação social que fazem aqui na cidade.”
O desenvolvimento da relação entre Lia e Ian é gostoso de acompanhar, o mais bonito é que eles constroem uma amizade linda e dá para sentir como um se preocupa com o outro.
“Lia parece já cuidar de todo mundo à sua volta, precisa de alguém que olhe por ela.”
“Mas se um dia quiser conversar, ou mesmo um abraço, não hesite em me procurar. Meus braços são curtidos o bastante para aguentar as consequências. Eu não temo seus espinhos.”
O que mais gostei nesse livro é como as relações se desenvolvem, não tem nada forçado, tudo acontece como deve ser. Impossível não se apegar aos personagens, mesmos os secundários, e o bom é que esse é só o primeiro livro dessa série, e com toda a certeza lerei os próximos.
A autora trouxe novamente uma história com escrita leve, fácil de se perder na leitura, mesmo mudando o estilo da história me prendeu e me fez amar cada página que li, qualquer livro que ela ainda venha a escrever já vai estar na minha lista.
Deixo vocês com a frase que tão sabiamente o Ian leva para a vida.

“Eu sou o que sou. Cada um oferece ao mundo aquilo que tem dentro de si.”

site: http://lereviversonhos.blogspot.com/2018/07/resenha-golden-boys-c-nan-bianchi.html
comentários(0)comente



Giordana 03/12/2018

Mais uma vez ela me surpreendeu com seu talento. O que senti lendo Golden Boys é bastante semelhante ao sentido com Aquilo que Realmente Importa: a escrita é leve e dinâmica, os personagens são muito cativantes (os "vilões" causam um belo ranço) e a historia da reviravoltas quando você menos espera. Essa tem sido a salvação das horas que fico presa no transito depois do trabalho, quase consigo ignorar a imobilidade urbana de Floripa!
Gostaria de destacar dois pontos que me agradam muito e me chamam a atenção nos livros da Carol:

1- Seu estilo "sexy sem ser vulgar" das cenas picantes e toda a aura sedutora que parece envolver alguns personagens. Não é forçado, é gostoso, parece que se encaixa super bem ao resto do livro.
2- Tratar de assuntos mais sérios e pesados, e, assim como o ponto anterior, faze-los se encaixarem bem a todo o resto, mas sem perder o efeito "quentinho no coração".

Gostei muito mesmo de Golden Boys e mal posso esperar pelo livro do Eros
comentários(0)comente



Mariah 09/06/2018

Perfeito demais!!!
Li o primeiro livro dessa autora, Aquilo que realmente importa, e me encantei totalmente. Só posso dizer que o segundo não fica nadinha para trás, é totalmente diferente do outro, mais divertido, mais leve, mas passa uma mensagem tão linda, mostra personagens tão cativantes, tão humanos que terminei sorrindo. Quem não quer uma amiga como a Carol? Conhecer um golden boy surpreendente como Eros Lavigne ( preciso do livro dele para ontem!)? Trabalhar num lugar como a Midas, cheio de músicos que nos lembram nossa juventude? E Lia e Ian? Que pessoas mais apaixonantes! C. Nan Bianchi não deve em nada para os autores internacionais que lemos, ela nos apresenta personagens daqui que são fantásticos, São Paulo, Minas, Rio...É fácil demais se identificar. Estou completamente ansiosa pelos próximos, recomendadíssimo!!!!!
comentários(0)comente



Luana Luzia 17/09/2018

Leitura mais que recomendada!!!
Golden Boys - O primeiro livro da série conta a estória de Ian Costa um caipira de Minas Gerais que ao chega na Midia a maior agência de música, em uma reunião ele conhece Lia Espínola que será sua agente, Eros Lavigne o Roqueiro Rebelde e os outros Golden Boys.
Lia, uma recém agente carinhosa e dedicada, ela faz de tudo para realizar os sonhos de seus agenciados e amigos.
Eros, o Golden Boy mas famoso da agência e encatador não tem como não se apaixonar por ele.
Ao passar dessa estória emocionante a dúvida cruel surge, com quem Lia deve ficar?
Tenho que confessar que esse livro me levou a vários sentimentos, eu chorei, sorrir, me irritei com atitude dos personagem, mas acima de tudo me fez refletir que uma amizade vale mais que muitas coisas de valores. E Que valores e o que entregamos de bom e verdadeiro ao nosso próximo.
Uma leitura leve, rápida, apaixonante e como sempre ao autora trás muitos ensinamentos e reflexões.
Simplesmente ameiii!!
comentários(0)comente



Fabi | @psamoleitura 29/06/2018

{resenha feita no blog PS Amo Leitura}
Bem-vindos à um mundo recheado de música, pessoas talentosas, carismáticas, bem-humoradas e sonhadoras. Neste lugar, todos têm o mesmo objetivo: serem famosos. Mas não é a diferença no nicho da música que impedem de serem grandes amigos e unidos. Ali tem espaço para todos que desejam realizar seus sonhos.

Nessa maior agência de música do mundo, nós conhecemos a Lia Espínola, uma das personagens principais . Sua carreira na Midas começou desde quando ela era estagiária. Dedicou-se bastante e fez tudo por amor até que a sua carreira decolou e agora ela é agente, ou seja, ela pode trabalhar com qualquer artista que desejar e fazer sua carreira decolar ainda mais! Isso não é o máximo?

Quando essa grande oportunidade surge, Lia descobre que tinha toda chance do mundo de agenciar Eros Lavigne, o cara que é considerado uma das estrelas do Golden Boys. Porém, como devemos crescer aos poucos, essa oportunidade não vem, mas ela fica feliz da mesma forma com a sua promoção. Com isso, Lia descobre que irá agenciar um novo rapaz da agência. Esse rapaz é Ian.

Ian Costa é um cara que foi descoberto por um olheiro lá em Minas Gerais e agora está em São Paulo para essa grande oportunidade. Completamente tímido, ele vai ter que deixar as suas inseguranças para trás se quiser viver esse grande sonho. Mas, assim como ele, Lia terá que enfrentar seu passado e batalhar para que tudo caminhe perfeitamente nessa nova fase de sua vida.

E é a partir dessa parceria entre Lia e Ian que o desenrolar da nossa história começa. Com uma boa dose de bom humor, risadas e amor, com uma pitadinha de drama, vamos conhecer melhor o que Golden Boys nos reserva. Estão preparados? Bem-vindos à Midas!

💭

No começo do ano quando li “aquilo que realmente importa” – livro de estreia da autora C. Nan Bianchi – eu me encantei com a sua escrita. Completamente fluída e bem detalhada, ela enche os corações com explicações e nos faz viver como se nós fossemos uma das personagens de sua história. E agora neste novo livro eu tive a mesma sensação e isso foi incrível! O livro é bem construído e apresenta uma narrativa leve e completamente viciante.

Golden Boys é um livro repleto de músicos e um universo que às vezes não conhecemos muito bem. Nele ficamos sabendo como as coisas acontecem dentro de uma agência, a amizade que surge com os músicos, a forma como todos criam um vínculo independente do estilo musical e como é difícil não se apaixonar por todo aquele mundo. Todos os personagens escritos pela Carol – exceto Flávio e Valentina – são completamente carismáticos e você sente aquela vontade de abraça-los todos os momentos. Aliás, que existam mais caras como Ian e menos babacas como Flávio. Que existam mais pessoas como Carol e menos pessoas como Valentina. A vida seria muito melhor assim!

Os capítulos são narrados no ponto de vista de Ian e Lia, sendo alguns no final apresentados por Eros e Carol, sua melhor amiga. Aliás, o que dizer de Carol?Acho que todos gostariam de ter a Carol como amiga. Uma personagem que vai além do que esperamos. Uma amizade completamente maravilhosa e desejável por todos que leem este livro. É impossível não se encantar com a forma carinhosa que ambas se tratam e como essa amizade é fortalecedora nos momentos difíceis que Lia enfrenta.

O que dizer de Ian que é outro personagem principal? A mudança que ele apresentou no decorrer dos capítulos é algo gigante! Como a mudança de cenário e de vida é capaz de mudar as pessoas, não é mesmo? Ele é tão fofo que eu senti que estava completamente encantada por ele. Mas não foi o único que cresceu, não. Lia também mostrou que ela era forte e capaz de enfrenta qualquer problema que aparecesse em sua vida pessoal, assim como ela lidava perfeitamente com qualquer circunstância em seu ambiente de trabalho. Lia é uma personagem forte e totalmente determinada. Uma girl power, sem dúvidas!

Com personagens cativantes, Golden Boys é um livro que conquistou um pedacinho do meu coração. Completamente cheio de mensagens importantes, cheio de bom humor e carisma, é impossível não se ver apaixonada por cada virar de página e vivendo dentro deste universo musical. Então leiam, se apaixonem pelos personagens e vivam todos os momentos da montanha-russa da vida de Lia.

site: https://psamoleitura.blogspot.com/2018/06/resenha-golden-boys.html
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8