Disgrace

Disgrace Brittainy Cherry
Brittainy C Cherry




Resenhas - Disgrace


30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Thalita 26/05/2020

Um livro que merecida outra capa
Um livro cheio de emoção e com ensinamentos de amor próprio e não julgar, achei lindo e me prendeu do começo ao final!
comentários(0)comente



Malu.Oréfice 19/04/2020

De tirar o fôlego
Um livro cheio de amor, de aprendizado e segundas chances (para nós). Amei tanto a forma que a autora usa as palavras para demonstrar o amor entre eles e as sensações do dia a dia em casa descoberta... O que os protagonistas aprendem juntos e a força dentro deles é mágica! Amei amei amei!! ?
comentários(0)comente



Taia 28/03/2020

Muitos momentos de coração na mão :'(
Jackson cresce com o descaso do pai e a hipocrisia de uma pequena comunidade cristã que o forma no "monstro" da cidade.
Os dois têm questões com seus pais. Grace quer agradar todos, inclusive a mãe, mesmo a maltratando....
Com reviravoltas no final,surpreendente ;)
comentários(0)comente



Balbie 12/06/2019

Uma bela superação de vida!!
Grace definitivamente não esperava que seu ex marido, que também foi seu primeiro amor e namorado, fosse lhe trair e jogar fora o amor ao qual ela tanto se dedicou. Ela sabe que estavam passando por um momento delicado e difícil para ambos, depois de tantas tentativas para engravidar e com nenhuma dando certo, mas nada disso justificava uma traição. Ela só precisava de compreensão e um pouco de tempo para colocar sua cabeça no lugar.

Com tudo dando errado, ela ainda tem que voltar para sua cidade natal, saindo de Atlanta. Não seria nada fácil voltar para Chester, onde sua família toda ainda vive. Para piorar, como ela, filha de um pastor, explicaria que estava passando por um divórcio? Na pequena cidade, todo mundo já sabia da novidade.

Grace não poderia estar mais desesperada para esquecer tudo e acordar daquele pesadelo. Em tão pouco tempo perdeu tanto: seu casamento de 15 anos, os filhos que nunca vieram e a volta para sua cidade natal. Mas ela tira forças em uma amizade nada convencional.

Quando conheceu Jackson, Grace o detestou. Como gostar de um homem tão lindo, mas tão rude, tão mal educado e que a tratava tão mal? Sendo que ela não tinha feito nada a ele. Mesmo com todas as coisas erradas em suas vidas, os dois foram deixando que a amizade entre eles surgisse. Mesmo com a opinião contrária da cidade, onde ele era conhecido como a ovelha negra, com um pai bêbado e doente da cabeça.

Mas quando se dão conta, Grace e Jackson não conseguem mais manter a distância que ele tanto queria (pois mesmo sem admitir, ele precisa dela tanto quanto ela dele). Com mais nada a perder, ela se entrega à essa paixão, uma vez que passado o Verão, tem que voltar para Atlanta e pensar em como seria sua vida pós-divórcio.

Por mais que a capa dê a entender que seja um livro hot é, muito pelo contrário, uma história sobre dramas familiares, a dor do abandono e o que isso acarreta na vida de um adulto. É sobre traição, perdas e mostra como a sociedade pode ser preconceituosa, com o poder de destruir uma família que não acham digna de ajuda. O livro também traz segredos familiares que, seguidos de erros do passados, podem atrapalhar o presente.

Esse foi o segundo livro da autora que li e gosto bastante do jeito que ela escreve. O livro é narrado do ponto de vista de Grace, com alguns flashbacks, e pela visão de Jackson. Mesmo depois de tanto sofrimento de ambos os personagens, você torce para que eles encontrem a felicidade e o amor que merecem independente do caminho que seguirem.

site: https://www.facebook.com/memoriasdeumabiblioteca/
comentários(0)comente



Lud 24/04/2019

Não sei o que dizer, só sentir
Eu chorei boa parte dessa história. Aliás, essa é toda definição que consigo pensar: duas páginas, lágrimas, dois capítulos depois, soluços e na metade do livro eu literalmente sofria na mesma medida que a protagonista.

Se esse era o objetivo da autora, ela acertou em cheio. Algumas histórias me fazem distanciar até um papel de fria espectadora. Mas não aqui. Eu tive sinceras crises de identidade, eu me vi gritando como a personagem, eu me enxerguei torcendo junto com ela pra que ambas pudéssemos respirar!
Nenhum outro livro da Brittainy conseguiu me deixar sem fôlego assim.
E não é que ele seja perfeito. Vejo exageros, em até certo idealismo na reta final (o que eu adoraria que não houvesse e desse a história ainda mais realidade), mas tudo bem.
Ela me fez sentir na pele da Grace. E me deixou renovada com a trajetória pessoal que ela foi capaz de empreender, apesar de tudo.
Apesar de tudo...

Ah, outra coisa: esse livro merecia outra capa. A história aqui pode ser de romance, mas o motor propulsor da é Grace, não Jack!!!
comentários(0)comente



Xanda 20/03/2019

Meu coração doi
De tristeza, de emoção. Que livro destruidor!
Maravilhoso de todas as formas.
comentários(0)comente



Helomf 26/01/2019

5 estrelas! !
A cada página uma frase grifada, não tem como não ler esse livro e não se identificar com alguns sentimentos e situações, o livro fala muito de como a opinião alheia pode influenciar na vida das pessoas, e como o amor próprio é importante.As vezes temos que deixar os anseios que as pessoas tem em nós, e observamos o que realmente queremos.
Amei a leitura! ! vale muito a pena
comentários(0)comente



Pâm 07/01/2019

Méhh
Esperava bem mais, se você já leu os livros dessa autora, tb deve esperar mais, pq esse não chega nem nos pés de por exemplo o ar que ele respira, não mesmo. Nesse a história já começa chata, é enrolação, e explicação de por que cada um dos protagonistas é do jeito que é. E depois rola o romance e da um up na história, mas então é praticamente mais do mesmo, gosto de ser surpreendida e nesse livro Não ocorreu isso. É um romance bonzinho, com um pouco de hot, e drama.
Alguns personagens me tiraram do sério, como a personagem principal é a mãe dela, gente a mãe a tratava como se ela tivesse cinco anos, o pior é que até certo ponto ela obedece, bom mas isso a autora quis passar, ela foi crescendo até o fim do livro.
Resumindo, achei bem chatinho, estava com muita expectativa é não rolou. Me prendeu mas acho que se fosse de outra autora talvez eu nem tivesse terminado, fiquei naquela expectativa de a ela vai escrever algo supreendente até o fim! Mas não aconteceu, uma pena.
wal 08/02/2019minha estante
Tudo que eu senti lendo esse livro kkk igual


Pâm 10/02/2019minha estante
Ne




Danielle 12/11/2018

Amor Próprio
"Algum dia, em algum lugar, infalivelmente, você se encontrará, e isso, e somente isso, pode ser a hora mais feliz ou a mais amarga de sua vida"

Esse não é mais um livro sobre dois corações quebrados que se completam. É sobre dois corações quebrados que se curam para poderem, então, viver plenamente o que a vida lhes tem reservado.
O grande "x" da questão nessa trama, é quando Grace se vê sozinha após a traição de seu marido. Ela agora precisa descobrir quem realmente é e o que fazer com sua vida de agora em diante.
As perdas sofridas ao longo dos anos foram enormes e seu coração não pode ficar mais esmagado do que já está. Ao conhecer o sombrio Jackson, que também já teve sua cota de perdas, entre romances trocados na pequena biblioteca na cidade (o que eu adorei pois eles se encontram na leitura ) e as noites de paixão avassaladoras, eles encontram um no outro o autoconhecimento, juntos, eles conhecem suas sombras, lidam com suas dores e encontram a luz.
Grace é uma personagem que vai ficar entre as minhas preferidas. Mesmo diante de toda a dor que ela enfrenta, consegue enxergar o melhor em Jackson. Enquanto todos só apontam os defeitos, ela busca "aumentar o zoom" e ver sob a superfície. Jackson também é um personagem muito cativante e intenso. Atrás do homem frio e distante, existe uma alma sensível e perdida, que mesmo quebrado, consegue ser o melhor para ajudar a Grace a curar suas feridas.
Um romance onde nos mostra que devemos estar inteiros para que o outro nos transborde, cheio de descobertas pessoais e intensas emoções. É o tipo de livro que faz seu coração doer, sua garganta criar um nó enorme e as batidas em seu peito acelerarem.
" Mesmo quando o mundo estava escuro, existiam palavras em livros. Portanto, eu sabia que sempre haveria luz ao meu redor, mesmo no mais escuri dos dias. Eu sempre me perguntava se era por isso que Jackson lia também- por alguns momentos de luz."

Val 14/11/2018minha estante
Que resenha maravilhosa!!!
Passou exatamente o que o livro nos transmite. ???




L D 06/10/2018

Vim falar desse livro, que é tão carregado de emoções que chega a ser difícil falar sobre ele, não sei se consigo fazer uma resenha ou só expressar o que ele me fez sentir. Vou só escrever...

Sempre e sempre...

Essa frase é um destaque no livro, é com ela que é demostrado os verdadeiros sentimentos.
Temos Grace, que te da a impressão de ser tão fraca e tão forte ao mesmo tempo, ela nos trás um ensinando muito importante. Ter amor próprio, nunca viver em função de ninguém. Esses ensinamentos vieram para ela da maneira mais difícil, sentindo na própria pele o que é ser traída da maneira mais cruel e, a fez se sentir tão perdida pois ela não se conhecia, não sabia quem ela era, pois ela sempre foi o que os outros queriam que ela fosse.

E temos o Jackson, um homem quebrado, um homem que vive em solidão, mostra o tempo todo para os outros o monstro que ele não é, mas que precisou fingir ser, pois sempre foi tratado como merda, pois vivia no lugar onde existiam as pessoas mais hipocritas e mesquinhas, pessoas que iam a igreja e ao mesmo tempo fofocavam da vida alheia e julgavam o tempo todo, tudo e todos. Ele sentiu na pele a vida toda a dor da solidão, a dor humilhação.

E temos Jackson e Grace juntos, duas almas quebradas que se unem, um tentando iluminar a escuridão do outro. O que eu achei incrível em toda estória, foi o fato da amizade crescer primeiro que o amor de homem e mulher, a confiança vir junto para duas pessoas que não sabiam mais o que era lealdade, ambos ensinarem ao outro suas qualidades, um mostrando ao outro que a vida poderia ser diferente.

Tem tantos sentimento, e quando digo sentimentos eu digo de todos os tipos, raiva, amargura, tristeza, alegria, amizade e amor. Você aprende a não julgar o livro por sua capa, aprende a entender a dor do outro, mesmo que o outro esteja despejando a merda dele em cima de você, aprendemos como o perdão é importante.

E no final, a superação de tudo, e ver que todas as partes precisam estar inteiras, para que sejam fortes juntas e não uma como apoio da outra. O amor vence e lar cura.

A leitura é espetacular, e eu não poderia esperar menos da Brittainy, ela realmente sabe escrever sobre assuntos complicados, mas que se desenvolvem de maneira incrível.
Falei e falei sobre o livro, mas ainda parece que estou deixando partes de fora, mas acho que só lendo para que vocês possam entender e compreender os sentimentos que ele nos trás. Vale muito a pena.
comentários(0)comente



Rafaela.Teixeira 02/10/2018

Sempre e sempre!
Ai meu coração! Estou sem estoque de lágrimas
Que história Brittainy, que história. Arrasando meu coração como sempre.
A intensidade dessa história me marcou demais, fazia um tempo que eu não lia um livro tão impactante.

Apesar de Disgrace abordar muito a dor e o luto em diferentes aspectos, esse livro é muito mais sobre cura e esperança. Ele serve para mostrar que nem toda verdade é absoluta e que nem sempre o que é certo para alguém é o certo para você.

Assim como todos os outros livros de Cherry, este me marcou de verdade. A história de Jackson e Grace não é sobre uma clássica obra de amor entre duas pessoas, mas sim, sobre aprender a se amar, respeitar o outro na sua individualidade, e acima de tudo, é sobre nunca julgar o modo como a outra pessoa lida com a perda.

Eu recomendo100% ??
comentários(0)comente



Mari 30/09/2018

Gracelyn Mae é uma mulher quebrada. Seu coração está despedaçado e parece que não conseguirá mais voltar a ser o que era: seu casamento acabou e tudo por culpa de seu marido que foi trabalhar em outra cidade e a traiu com outra mulher. Para fugir das memórias e se reerguer, ela decide passar o verão na sua cidade natal.

Assim que chega, seu carro perde o freio e é salva por Jackson, o homem que é considerado o monstro da cidade. Enquanto ela tenta fugir da imagem perfeita que sua mãe quer que ela mostre e de todas as fofocas que correm sobre ela, Jackson só quer ficar em paz.

Duas almas quebradas e sofrendo vão se encontrar e fazer de tudo para se tornarem inteiras novamente. Ao longo dessa estrada de descoberta e perdão, segredos serão revelados e voltar a ser completo pode parecer muito mais difícil do que antes.

Essa não é a primeira resenha em que vou dar esse aviso, mas prestem muita atenção agora: ESQUEÇAM ESSA CAPA. Eu não entendo o motivo para escolherem capas que desvirtuam tanto o tema de um livro, tanto que eu mesma achei que se tratava de um livro erótico, mas não. Ele é muito mais do que isso!

Esse não é o meu preferido da autora, mas ele me trouxe tantos sentimentos que em alguns momentos eu não sabia nem o que pensar. Não sabia se eu torcia para um ou para o outro, se eu queria que a alegria ou a tristeza reinasse hahaha Senti como se as dores dos personagens fossem minhas e eu senti todas as dúvidas deles.

Esse não é um livro muito pequeno, mas li em pouquíssimo tempo. Pude encontrar nele temas como bullying, traições, acusações, perdão, recomeços, autoconhecimento, redenção e amor. Aliás, é um daqueles amores que vai crescendo conforme as páginas vão passando e nada parece forçado.

Grace foi a personagem que tinha uma bagagem que mais me deixou com raiva. Não raiva dela, mas de sua família. Ela é filha do pastor da cidade e nasceu acreditando que precisava ser perfeita, agradar a todos e não dar margem para que alguém falasse de sua família. Por isso, quando as interações com a sua mãe começaram, eu me senti injustiçada por ela. Eu queria gritar e bater o pé com aquela mulher, pois tudo o que saia de sua boca era um absurdo.

Porém, ao mesmo tempo em que quis dar um murro na sua mãe, Grace cresceu e evoluiu de uma maneira linda. Ver sua mente se transformar e se abrir, foi uma das maiores satisfações desse livro. E a melhor parte é que podemos acompanhar tudo sem pressa e em um ritmo muito bom.

Agora pensem numa pessoa injustiçada na vida. Esse alguém é Jackson. Vocês já ouviram falar que a pessoa é fruto de seu meio? Eu não conseguia pensar em outra coisa conforme fui conhecendo melhor esse homem. Depois de sua mãe ter morrido em um acidente de carro, seu pai perdeu o rumo da vida e se tornou alcoólatra. Os dois abandonaram a igreja e acabaram se tornando os párias da cidade. Com isso, Jackson se tornou o monstro carrancudo, o bad boy de poucos amigos que ninguém queria por perto. Ou seja, ele se tornou aquilo que esperavam que ele se tornasse. O falatório e as fofocas o tornaram aquele homem frio e sem coração que Grace conheceu.

O que ajudou para que meu coração quebrasse e depois se aquecesse tantas vezes, foi o fato da autora escrever tudo em primeira pessoa. Intercalando os capítulos entre Grace e Jackson, foi fácil de sentir empatia pelos dois. Eu não poderia nunca ter dado menos do que cinco estrelas e espero que todos vocês tenham a oportunidade de sofrer junto com esses dois.

Eu li o livro em inglês e em e-book, por isso vou deixar a diagramação de lado dessa vez. Mas vou usar esse espaço para repetir: ESQUEÇAM ESSA CAPA. Foquem nas lições e nos temas que a autora aborda nesse livro. O livro contem cenas eróticas? Algumas, sim. Porém, não é o foco e nem tira a atenção do restante do conteúdo.

Disgrace é um romance que trata de superação, perdão e recomeço de um jeito simples e lindo. Não existem a possibilidade de você ler esse livro e não sentir pelo menos algum sentimento crescendo dentro de você. Esse livro merece ser lido e aproveitado por todos os amantes do gênero e da autora

site: http://galaxiadosdesejos.blogspot.com/2018/09/disgrace-brittainy-c-cherry.html
Natalie e Vivian @avidezliteraria 04/10/2018minha estante
Muitos livros em inglês que leio ou tem um cara sem camisa na capa ou tem um casal se agarrando e algumas vezes não tem nada a ver com o clima ou contexto da história.Cehga a ser chato. Envy da Dylan Allen entra nesse caso do Disgrace, é um livro emocionante e de levar às lágrimas com um cara sem camisa na capa. E Hot for his girl que li recentemente tem um casal se agarrando na capa e é um chick-lit.




Taz 28/09/2018

Uma leitura para o coração que anseia romance
"Eles vão te sangrar até você nao ser nada, e entao eles vão perguntar como você morreu." (JACKSON)

Nao gosto muito de fazer resenhas mas depois de ler "Disgrace" era minha obrigação como ser humano compartilhar minha experiência positiva. Então é isso que será!
Jackson e Grace (sao os protagonistas aqui) sofreram as consequências de decisões que não foram tomadas por eles e não tiveram voz para parar, apenas as receberam e sofreram com elas. Até um salvar o outro de seu inferno pessoal!

Contém bullying contra Jackson, traições contra Grace, insultos contra Jackson, acusações contra Grace. Mas tb tem um amor tão lindo; construido com tempo, sem drama, quase em banho maria; tem redenção; tem sofrimento; tem aprendizado (a irmã de Grace, Judy é uma pregadora nata, uma pessoa que te mostra o lado bom do ser humano e te faz ter certeza que existem pessoas boas no mundo); tem fofurice; tem amizade; tem polêmicas situações; tem perdas; tem crescimento pessoal; tem problemas com drogas e bebidas; tem religiao; tem alegria e risadas; tem choro descontrolado da leitora (kkkk); e acaba com mais amor, pq é assim que um romance digno de nota 5 é feito, com tanto amor que o coração do leitor anseia por mais um pouquinho da história.

Este é um livro com uma capa linda sim, mas que vc nao imagina o que vai encontrar. Se fosse julgar o livro pela capa, acharia que estaria lendo mais um romance erótico e pronto. Não é o caso de "disgrace", pq são tantos assuntos polêmicos tratados aqui que a parte erotica nao foi tema nem secundario. Um amor lindo e tão profundo, a beleza da alma dos sentimentos puros de Grace me fez tao bem, me fez ficar em paz. Porque ela nao é tola, ela não aceitou a traição e assim fez questao de levantar a voz e dizer basta, de mudar sua crença e de não aceitar de cabeça baixa. Ela foi forte e foi atras de se redescobrir sem a influência de um marido que viveu por 15 anos, sem a mãe que a obrigavaa ser perfeita pq era uma filha de pastor. Ela se viu livre para se entender. E foi lindo!!!

Nao foi perfeito, como nada é, mesmo se eu tivesse imaginado tudo em minha cabeça não seria perfeito, pq o que é perfeito? #relativo!!! Mas mesmo assim vale muito a pena, pq é um livro que te faz ver o lado bom e o lado ruim das pessoas, mas no final o que fica é o lado bom, o lado amigo, a esperança!

NOTA 5
comentários(0)comente



Mariely 27/09/2018

Quer sentimentos? Pois leia.
Esse livro, pela capa, ja pensamos numa previa do que virá. E a história é ate meio clichê mesmo. Mocinha, filha de pastor que se relaciona com o bad boy da cidade. Mas geente, é muito mais que isso. Tudo que vc imaginar, amor, amizade, traição, raiva, inveja, ciumes, fé, perdão... você encontra aqui. Valeu leitura, torci muito pelo casal.
comentários(0)comente



Keila 01/09/2018

É fácil julgar os outros de longe...
Brittainy C. Cherry fez de novo. Eu amo essa mulher!

Uma vez que eu mergulhei na história...não consegui parar de ler.

Disgrace é de longe o melhor livro que eu já li até agora (desse ano kkk) eu não ouso dizer que esse livro é o meu favorito da Brittainy, porque ela escreveu muitos que estão na minha lista de favoritos (Sr. Daniels, O Silêncio das Águas e A Força Que Nos Atrai) mas posso dizer que esse livro é o que mais me tocou.

Disgrace é, sem sombra de dúvida, o melhor livro da Brittainy até agora!
Já tive ótimas experiências com a autora, mas este livro supera - e muito!

Esta história foi tudo...um turbilhão de sentimentos... tanto de amor, raiva, alegria, dor, prazer... saem das paginas...
Eu amo ter todos esses sentimentos enquanto leio é simplesmente perfeito - um livro nos tocar assim!

Eu não vou fazer uma revisão completa aqui, pelo menos vou tentar kkk - simplesmente porque você precisa experimentar este livro por inteiro, indo para ele completamente cego.

Toda a história é contada de forma fluída, com cada acontecimento encaixando-se perfeitamente no seu lugar. O romance entre Jackson e Grace progride aos poucos...não é aquele tipo de amor a primeira vista, muito pelo contrário, até porque quando eles se encontram pela primeira vez...eles se odeiam kkk

Os dois carregam mágoas do passado, que ainda os afetam no presente...amei ver a jornada deles.

Jackson e Grace eram um casal que eu não teria colocado juntos...eles são tão diferentes, mas exatamente o que o outro precisava. Quando dizem que os opostos se atraem, eles realmente querem dizer isso kkkk. Eu adorei assistir os dois crescerem....eles trouxeram o melhor de um para o outro. Eu amei tanto esses personagens...ah não posso esquecer dos personagens secundários...amei a irmã da Grace e o tio do Jackson, secundários mas fenomenais. E tem os pais de Grace (chatos demais) esses eu tive sentimentos mistos, (mais de raiva) assim como o pai de Jackson. Eles não eram pessoas más, apenas complicadas - e bota complicadas nisso!

Brittainy C. Cherry é fodaaa. As emoções que sentimos em cada um dos seus livros é de outro mundo e sua escrita é deslumbrante. Todos os livros que li dela...eu amei. Cada um. "Disgrace" é muito mais que um romance. É uma história de crescimento, de se encontrar e de se amar, até mesmo as suas partes quebradas. Essa história me consumiu. Foi comovente, lindo, mágico...perfeito!

Com toda a certeza... eu lerei novamente...a historia fluiu de uma maneira unica, não houve um momento de tédio.

Altamente recomendado!
comentários(0)comente



30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2