Como chegamos até aqui?

Como chegamos até aqui? Gih Cordeiro




Resenhas - Como chegamos até aqui?


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Rafaela Vieira 30/08/2020

Resenha do livro Como chegamos até aqui?- IG Literário @leiturasdarafa
A história nos trás Julia e Leandro, em comum, tragédias pessoais e recomeços de vida forçados.
Não falei muito nessa sinopse porque eu quero falar sobre algo sério... a violência contra a mulher. A Julia sofreu muito na mão do marido dela o Eduardo e passou anos calada, sofreu física e psicologicamente, isso infelizmente é uma realidade para muitas mulheres no mundo. Muitas deixam de denunciar por vergonha e acabam morrendo ou sofrendo ainda mais, e difícil aconselhar alguém que está passando por isso. As frases clichês se tornam inúteis, mas, o que posso falar é que não fiquem quietas, amor não tem haver com violência, com dominação, com humilhação. Se o seu companheiro está fazendo isso, não se iluda que e por amor, é loucura mesmo, é o prazer de ver alguém que ele "ama" sofrendo e então, não fique nessa situação, converse com alguém que você confie, peça ajuda, não só você irá sofrer como vai fazer seus amigos, sua família e as pessoas que você ama sofrerem também. Não e fácil ver quem amamos sofrer na mão de alguém que não vale nada. Não sinta vergonha, você não irá ser covarde se denunciar, você será forte e corajosa porque não é fácil falar desse assunto. E depois... recomece, não tenha medo de amar novamente, as pessoas não são iguais, assim como tem gente que machuca, tem gente que vai saber lhe amar mesmo com todas as suas marcas e traumas. O Leandro, ele perdeu alguém que ele amou muito e se largou no alcoolismo, infelizmente, vemos coisas ruins como válvula de escape para nossas magoas e tristezas, mas isso é uma falsa felicidade, depois no fim do dia percebemos que estamos sozinhos e ficamos mais infeliz. Eu realmente amei como o Leandro e a Julia foram o recomeço um do outro, como que mesmo com todas as marcas dessas tragédias eles se apoiaram e se completaram. O amor existe pra todo mundo e ele vem pra curar nossas feridas, mesmo as mais profundas.

Parabéns Rejane, eu me emocionei com esse livro e ele nos traz uma bela mensagem. Vou ler outros livros seus com certeza...
comentários(0)comente



Ana Rosa @leiturasdeumarosa 11/01/2019

Maravilhoso
Nota da Rosa: Quero gritar o quanto essa história foi incrível para mim. Cheguei a um Momento que as lágrimas não paravam, que não acreditava se iria dá tempo para um final condizente com a história. Sou suspeita para falar da escrita da RM CORDEIRO, mas há uma evolução na sua escrita que só lendo para vocês sentirem o que tento dizer para vocês. Uma coerência, uma realidade, são com personagens do nosso dia a dia, a Júlia por exemplo é professora. A história passa com algumas questões importantes do nosso cotidiano, mas a autora fez com que ficasse de uma forma clara e com soluções que deveriam ser mais eficazes. Ao término da história me sentir com o coração aquecido e com os olhos marejados.
comentários(0)comente



Miry 07/01/2019

História de amor de encher os olhos
A escrita da RM Cordeiro é uma das mais leves que eu já li na vida. É esse romance demonstra isso mais uma vez.

Quando ela nos apresenta a história de Júlia e Leandro. Duas pessoas que carregam fardos emocionais grandes demais para se deixar amar novamente. Mas aquele brilho nos olhos mostra que ainda existe lugar para o amor.

É uma história onde os personagens possuem cargas emocionais muito pesadas mas que a autora deixa muito leve de ser lida. Simplesmente amo a escrita dessa autora.

Senti falta de mais detalhes do noivado de Leandro antes de conhecer Júlia e saber mais sobre a relação de Lorena com Gustavo, ficou meio rápido no final kkkkk

Mas indico imensamente essa leitura para todos que possuem um coração romântico.
Gih Cordeiro 07/01/2019minha estante




Maníaca Literária 01/12/2018

Resenha Como chegamos até aqui
.
.
Júlia tem um passado sofrido onde deixou marcas pro resto da vida.
A jovem morava em Curitiba, mas depois de tudo que aconteceu ela vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus sem olhar o destino.
Cidade de Londrina, norte do Paraná, chegando na cidade Júlia se hospeda na pousada do casal de italianos, os campanelli que acolheram a jovem e assim surge uma grande amizade.
Júlia começa a trabalhar como babá e logo surge a vontade de ser professora de educação infantil e seguindo sua vontade sua vida se resume ao trabalho e estudos. Na faculdade a jovem fez algumas amizades mais uma delas se tornou sua melhor amiga, Lorena que mora na zona rural de Londrina.
Agora formada três meses depois nem sempre tudo continua como a gente quer, Júlia fica desempregada e não consegue achar uma oportunidade pois vaga de emprego está muito difícil, sua amiga vendo seu desespero liga para Ju dizendo que tinha um trabalho na fazenda como professora, Júlia sem pensar duas vezes aceita e no horário marcado Lorena chega para buscar Ju junto com seu irmão Leandro que também carrega um passado cheio de perdas e dores, porém sua aparência não revela a dor que Leandro sente e o tanto que se prejudica.
Aquele era um novo começo ? Mas será que tudo ficará bem ? O que o destino reserva pra Júlia e Leandro ?Só lendo para descobrir ...
.
Gente que história MARAVILHOSA terminei o livro com um sorriso gigantesco e uma vontade de chorar, mas de felicidade por causa da parte final do livro.
Gente que livro sensacional cheguei um momento a pensar que tudo ia ser lindo e etc ou que o segredo seria revelado da pior forma, mas aí a Rê surpreende e vem uma reviravolta de deixa você desnorteado.
Narrado em primeira pessoa na visão da Júlia e Leandro o que tornou a história mais agradável e gostosa de ler e vendo na visão de ambos podemos sentir a dor e a confusão dos traumas causados nos personagens e a luta para superar.
Simplesmente me desliguei de tudo lendo a história, finalizei 3 da madrugada e nem vi o tempo passar de tão bom que estava, não tenho o que falar da escrita da Rê simplesmente sensacional .
Uma história cheia de traumas, perdas, história csofrimento.Umaheia de traumas, perdas e sofrimento.
É aquele romance que surge naturalmente e nos arrebata de uma vez só de tão intenso.
Como chegamos até aqui é aquela história pra se ler numa sentada só e sentir tudo que a história nos proporciona.
Super recomendo !! Agora vou parar de falar porque não tem mais espaço e posso acabar dando spoiler e essa história tem que ser lida sabendo o mínimo.
comentários(0)comente



Grazielle 18/11/2018

Resenha
A autora conta uma história completamente diferente das que eu já tenha lido na vida – e olha que eu já li coisa pra caramba nesses meus anos de leitora, hein?

Júlia, nossa protagonista, tem uma história de superação: entre ter vivido na rua e sob os abusos do ex- marido, ela não deixou que tudo o que lhe aconteceu, a endurecesse para o mundo ou a definisse. Com muito afinco, após o falecimento de seu marido, conseguiu se mudar de cidade e recomeçar. Enquanto trabalhava de babá para uma família em Londrina, pagava seus estudos para ser professora.

Na faculdade, Júlia conhecera Lorena e ambas se tornaram melhores amigas quase que de imediato, pois compartilhavam a grande paixão pelos estudos. Após se formarem, Lorena voltou para a fazenda de sua família e Júlia acabou perdendo o emprego como babá, não conseguindo, também, nada com a sua formação.

Certo dia, desesperançosa com a vida, Júlia pedia aos céus para que lhe mostrasse alguma oportunidade. Foi quando sua melhor amiga ligou e disse que havia uma vaga de professora na fazenda vizinha de onde Lorena morava. Ela e seu irmão – Leandro – buscam Júlia na cidade, para que ela possa se preparar para a entrevista.

Leandro, além de trabalhar com afinco na fazenda da família e cuidar da parte administrativa, luta contra seu passado, a perda de um grande amor e problemas com alcoolismo. De início, encontra em Júlia um frescor que, havia muito, não se permitia sentir. A família de Lorena e Leandro é incrível e tomam Júlia por sua terceira filha.

O livro me remeteu à minha própria vida no sítio dos meus avós. Eu simplesmente conseguia visualizar tudo o que a autora narrava e, várias vezes, me peguei com os olhos cheios de lágrimas e relembrando as férias que eu passava no sítio, tentando me envolver um pouquinho com cada coisa.

Esta é uma história que levarei no meu coração para sempre, porque me trouxe luz, me mostrou mais do verdadeiro amor, da verdadeira amizade. Pessoalmente, travo lutas diárias contra o meu passado, mas Júlia me ensinou que não há uma obrigação em cultivar ódio, porque alguém me feriu e tornou minha vida tão difícil no agora.

Por mais ruim que a vida se mostre, sempre podemos olhar para ela e sorrir. Dar as boas-vindas. Agradecer por ter mais uma oportunidade, a cada manhã, ao despertar. A luz e o amor habitam em nós, só precisamos deixar que eles iluminem toda a escuridão que existe aqui – e aí – dentro.

Como chegamos até aqui? É uma história de amor, superação e compreensão de si mesmo e do outro. Não existe uma dor maior que a outra, existe a dor e o que escolhemos fazer com ela.

Não apenas leiam esta história, mas a sintam, a abracem e absorvam o melhor que puderem, de algo tão lindo!

site: www.vigorfragil.com.br
comentários(0)comente



Entrelivros_efilho 08/08/2018

Adorei!
📖❝[...] enquanto eu acariciava suas costas e fiquei olhando para o teto tentando entender como chegamos até aqui.❞
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Júlia é recém-formada em educação infantil, mas não encontra emprego na área. Teve um passado difícil, viveu nas ruas de Curitiba até os 9 anos, foi acolhida em um internato católico, e saiu de lá com 18 anos para se casar com Eduardo. Ela viveu um pesadelo no casamento, e só se viu livre quando Eduardo faleceu, lhe deixando marcas no corpo e na alma.
Quando Lorena, uma amiga da faculdade lhe oferece um emprego para dar aulas na zona rural, ela parte deixando o passado pra trás mais uma vez, sonhando em recomeçar.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Leandro segue a vida no automático, se dedica ao trabalho na fazenda dos pais desde que acorda até hora de dormir. Devido a algumas perdas do passado, ele viu na bebida uma válvula de escape, mas mesmo com o tratamento, algumas vezes recorre a Lorena, sua irmã, quando perde o controle e tem recaídas. Ele não encontrou ninguém que lhe despertasse algo mais que atração física passageira, até que começa a conviver com Julia e ver alguns sentimentos guardados há tempos florescer.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
--♡--
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Já disse aqui mil vezes que sou apaixonada pela escrita da @rmcordeiroautora e pelos personagens que ela cria, e essa é mais uma história linda, com personagens fortes e apaixonantes, de coração enorme e com uma força de vontade admirável.
Com a escrita leve, fluída e deliciosa que é a marca registrada da autora, é impossível não se encantar por Leandro e Julia, e a cada página viver um misto de sentimentos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Os personagens secundários são cativantes, inclusive adoraria um spin-off com a Lorena, e como emoção pouca é bobagem a @rmcordeiroautora vem e lacra no epílogo.
Uma história de amor, perdas, superação e recomeço, que nos mostra que independente do que acontecer, a vida não para, ela continua. Então escolha sempre seguir em frente.

site: https://www.instagram.com/entrelivros_e_filho/?hl=pt-br
Gih Cordeiro 22/08/2018minha estante
Coração fica tum tum tá tá com essa resenha




Andressa.Adarque @meuladoleitora 02/08/2018

Um encanto!
Júlia é uma jovem órfã que carrega dores do passado, sendo a pior de todas, os maus tratos que sofria do marido. Somente com a morte dele é que ela pôde pensar em si mesma, estudar e ir em busca da paz e felicidade.

Leandro é um rapaz da fazenda que sofreu muito com a morte da noiva, caindo em uma profunda depressão que o levou a bebedeira. O apoio da família e amigos fez com ele não desmoronasse por completo.

O caminho destes dois se cruzam, quando a irmã de Leandro, que estudou com Júlia e se tornou amiga, consegue um emprego para ela como professora em uma fazenda vizinha.

Com o convívio, eles aos poucos foram se aproximando até a paixão surgir e pegá-los de jeito.
Júlia mesmo com tantos receios e traumas acaba aceitando Leandro em sua vida.

"...Leandro enfiou o rosto em meu pescoço, enquanto eu acariciava suas costas e fiquei olhando para o teto tentando entender como chegamos até aqui."

E quando tudo estava indo tão bem acontece algo inesperado, abrindo um buraco entre eles ameaçando desmoronar o amor e tudo que haviam construído.

Adorei o cenário criado pela autora principalmente por ser em minha terrinha, no Paraná.
Júlia é uma personagem encantadora, muito batalhadora e admirável. Leandro mesmo carregando tanta dor no peito não deixa de ser uma boa pessoa.
Tanto Júlia quanto Leandro viveram momentos de muito sofrimento. E um acabou sendo de uma forma bem especial o que o outro precisava.
.
A RM com sua escrita leve e fluída mantém sua marca registrada com belas histórias e com personagens bem reais.
Esta obra aborda assuntos sobre agressão doméstica, depressão, recomeços, amor, além de nos mostrar que devemos sempre acreditar em dias melhores, porque aquela luz no fim do túnel tende sempre a aparecer.
Fiquei pensando depois de ler, que existem muitas "Júlias" por aí sofrendo e sem esperança! Deixo aqui uma mensagem a vocês: FORÇA MENINAS, EXISTE SIM UMA SAÍDA.TODAS MERECEM SEREM FELIZES E TODAS SÃO LINDAS E ESPECIAIS!
Gih Cordeiro 22/08/2018minha estante
Coisa lindaaaaa ver essas considerações! Obrigada




Thaís @thanoslivros 05/07/2018

Lindo Demais!
Olá, pessoal! Tudo bem?

Nesse último dia 29 de junho, teve o lançamento pela Amazon de um nacional maravilhoso da @rmcordeiroautora. Eu li Como Chegamos Até Aqui? quando estava no Wattpad e já tinha me apaixonado. Agora "repaginado" a história ganhou ainda mais força e conseguiu me encantar ainda mais.

Júlia teve sua infância nas ruas de Curitiba, aos 9 anos foi acolhida e passou a viver num internato católico. Quando completou 18 anos, acreditou que sua vida ia tomar um rumo de paz, tranquilidade, das responsabilidades comuns da vida adulta e viver um grande amor. Conheceu Eduardo durante o Ensino Médio e, após alguns meses de relacionamento, ele a pediu em casamento. Viveram felizes nos primeiros anos. Ele a mimava muito e era sempre carinhoso. Porém, as responsabilidades com trabalho e a faculdade, começaram a deixar Eduardo nervoso e seu jeito atencioso já não estava mais presente. Começava o tormento na vida de Júlia e, após alguns acontecimentos, ela viu que era hora de deixar tudo para trás e ir em busca de sua liberdade. Saiu da cidade, se reergueu como pôde e cursou faculdade de pedagogia. Agora, formada e desempregada, vê na proposta da amiga Lorena, o melhor caminho pra se tomar. Dar aulas na escola da zona rural vai dar um novo ânimo para sua vida e mais uma tentativa de manter seu passado para trás.

Ao conhecer Leandro, irmão de Lorena, Julia não imagina que sua vida vai mudar tanto. Leandro também não tem a noção do quanto seu destino está traçado ao de Júlia e muito menos que sua vida, relativamente tranquila, irá tomar um rumo em que sua luta contra um mal que o persegue pode estar chegando ao fim. Ele que tem o trabalho árduo na fazenda como um prazer, tem monstros que dificultam o seu bem-estar pleno e que o fazem acreditar que a felicidade não é sua amiga.

Porém, ao conhecer melhor Júlia, vai perceber que superar aquilo que o derruba pode ser combatido com persistência, força, vontade e amor. Juntos, Leandro e Júlia, lutarão para ultrapassar os traumas e, definitivamente, deixar para trás tudo o que os impede de acreditar que podem ser felizes.

Que história linda. Não é mais um romance. É 'O' Romance. É daquelas histórias que, por mais que a gente já tenha uma noção do que vem no final, a maneira como somos levados até ele é diferente. Somos despertados pelo bichinho da ansiedade, da angústia e fica impossível parar de ler. E é desse jeito que conhecemos esse casal de protagonistas tão apaixonante e que encanta desde o primeiro momento. Júlia teve um passado que, infelizmente, é comum a muitas mulheres. O medo é seu companheiro apesar de se mostrar uma pessoa forte. Voltar a viver aquele tormento? Não. Não quer. Nunca mais. Por isso, acredita que ficar só é a melhor saída. Leandro sofre de um mal que o faz se esconder em um mundo só seu. Tenta conviver com perdas e se joga em buraco que não o ajuda em nada. Ao se encontrarem, nossos protagonistas vão desejar viver algo mais. Algo bonito que os possibilitem reviver a esperança de que podem ser, finalmente, felizes.

Amo a escrita da autora e sempre me apaixono pelas suas histórias. Essa é mais uma que ganhou meu coração. Um enredo lindo com protagonistas fortes que convivem com grandes traumas do passado e que só desejam viver o melhor que a vida tem para dar. Esquecer tudo de ruim que já passaram é dolorido, mas se agarram à esperança de que o melhor ainda virá. Drama na dose certa e o romance é bem desenvolvido pela autora. Personagens secundários cativantes e divertidos. Já quero o Spin off... será? Rsrsrsr

Adorei e recomendo!

Bjo, Thaís



site: https://www.instagram.com/thathemi_leitoravoraz/
Gih Cordeiro 07/07/2018minha estante
Eu é que sempre me apaixono por suas impressões, amiga. Obrigada nunca será o suficiente


Gih Cordeiro 07/07/2018minha estante
Eu é que sempre me apaixono por suas impressões. Obrigada nunca será o suficiente




Thay Santos 05/07/2018

Maravilhoso
A historia desse livro é linda, mas também muito profunda. Você vai se apaixonar por esse casal lindo. Assim como diz a sinopse ambos possuem um passado de dor e devido a isso se sentem amedrontados em encarar o que a vida está lhes proporcionando. ??????????????
Esse livro nos faz refletir que talvez sozinhos não sejamos capaz de supera o nosso passado, mas que se encontramos pessoas que nos acolham e nos apõem ao poucos somos capazes de superar tudo e assim mudar o futuro que antes parecia certo.
Gih Cordeiro 07/07/2018minha estante
Sua linda, muito obrigada!!! Amei que você amou




Fabi | @acervoencalhado 02/07/2018

Um turbilhão de emoções!
Júlia é uma sobrevivente. Sem família, viveu nas ruas ruas boa parte da infância.

Casou-se com Eduardo que, após os primeiros anos, mostrou-se cruel. Trocou o amor pela dor, e fez da vida de Júlia um verdadeiro inferno.

Após um acidente, sem rumo e com poucas economias, Júlia consegue refazer sua vida com a ajuda da amiga Lorena.

Leandro é irmão de Lorena. Lutando contra seus próprios fantasmas, vive um dia de cada vez. Ainda não sabe lidar com a dor da perda.

Duas pesoas fechadas para o amor. Ele é a escuridão, ferido, ressentido, perdido; ela é a luz, grata pela vida, só quer ser feliz. Quando os caminhos se cruzam, eles tentam dar uma chance ao amor. Mas será que o amor supera a dor, a culpa e o medo?

°°°°°

Meus amigos, larguem tudo e corram para ler esse livro!!

Tentei ao máximo não dar spoilers aqui e já sei que não vou conseguir transmitir tudo que senti ao longo dessa leitura, por isso, já recomendo que leiam!!

Júlia é de uma força, de um amor, de uma luz! E sabem o quê mais? Leandro também é, só não se permite. Com uma história de amor, perda, violência doméstica, dor, esperança, superação e recomeço, Gih nos trás um livro lindo, envolto num turbilhão de sentimentos.

Com personagens bem construídos e uma história emocionante, de tirar o fôlego, foi impossível parar de ler! Espero que a força da Júlia toque seus corações e que sua luz transmita a coragem necessária para que vocês se permitam lutar pela sua felicidade, pelas suas vidas! Leiam esse livro lindo!
Gih Cordeiro 07/07/2018minha estante
Sinto os olhos úmidos toda vez que releio essa resenha! Muito obrigada




efinco 02/07/2018

Amei, amei e amei!
Julia dá aula de como lidar com o que a vida nos oferece como opções, ela escolheu continuar. Nada foi fácil, tranquilo ou mesmo feliz em sua vida, mesmo assim ela optou por tentar lutar e continuar tentado criar um futuro feliz pra si mesma. Ela também aprendeu a conviver com seus medos e a vergonha, que não deveria ter quando lhe faltou forças para lutar contra as dores que lhe eram impostas, não justificadas e sombrias. E a valorizar com todo o coração o amor ofertado, a amizade sincera e a beleza que a vida tem.

Assim ao conhecer o irmão de sua melhor amiga, ela consegue mostrar que é possível, viver o presente é possível, mesmo que a conta que chega com o passado seja grande demais, pesada demais. Leandro com a ajuda de Júlia deixa de se concentrar tanto em sua dor, em seu próprio mundo que percebe que existem outras pessoas com dores maiores que por não olharem apenas pra si não deixam a dor ser tudo que elas tem, a que elas se agarram.

A RM consegue nessa história, mostrar que o modo que lidamos com tudo é mais importante do que o com o que estamos lidando, que amor, perdão e carinho são o melhor remédio para curar, cicatrizar e devolver o sorriso apagado, do coração cansado. O único jeito dessa história ficar melhor é com mais história. ♥

site: www.clubedofarol.com
Gih Cordeiro 07/07/2018minha estante
Obrigada por captar a essência dessa história




Cecy 02/07/2018

Drama a la Shakespeare, ou seja, perfeito!
Júlia e Leandro se tornam bons amigos, e aos poucos vão se envolvendo cada vez mais, porém, um drama forte e pesado envolve o passado de ambos, e eles precisam descobrir primeiramente como se perdoarem para depois conseguirem se entregar ao mix de sentimentos que os envolve. E vou falar: só quem passa por traumas sabe realmente a dificuldade que é se envolver novamente com alguém sem que o passado - que já passou - atormente a todo momento.
.
Para mim, Como Chegamos Até Aqui? não é apenas um romance mela cueca. Na verdade, não é mela cueca em momento algum, nem achei clichê! Quer dizer, só na parte de ela se apaixonar pelo irmão da melhor amiga, mas, fazer o que, o cara é o Henry Cavill! Por mais que a Rê tenha usado o Scott Eastwood como avatar, nada tira da minha cabeça que Leandro é Henry Cavill, rs! Então, mas, não é mela cueca, rs, é um livro dramático com uma pegada de romance a la Shakespeare, cheio de tragédias (por isso amei, sou shakespeariana, rs) e com pequenos toques de humor, mas, nada impossível, tudo dentro do cotidiano com situações que podem acontecer, e com personagens que passam por momentos dramáticos. .
Eu super recomendo!

site: http://mundoliterariodacecy.blogspot.com/2018/07/resenha-80-como-chegamos-ate-aqui-rm.html?m=1
Gih Cordeiro 07/07/2018minha estante
Obrigada, minha querida! Fico muito feliz que tenha gostado


Cecy 28/07/2018minha estante
E eu tinha a opção de não gostar? Hahahah




12 encontrados | exibindo 1 a 12