Uma Dama Fora dos Padrões

Uma Dama Fora dos Padrões Julia Quinn


Compartilhe


Resenhas - Uma Dama fora dos Padrões


53 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


@mamaetalendo 23/09/2018

Nunca pensei que fosse gostar tanto desse estilo literário. Minha primeira experiência, há um ano, foi com o livro ?O duque e eu?. Também não tinha lido nada ainda da Julia Quinn. ????????????????????????????????????? Que paixão! Já devo ter dito várias vezes que sou muito fã da Julia Quinn. A cada leitura me apaixono mais por seus personagens e por sua narrativa bem-humorada e romântica. ????????????????????????????????????? Terminei o primeiro livro da série ? Os Rokesbys ? ?Uma dama fora dos padrões?. E reafirmo: Amo Julia Quinn! ??????????????????????????????????????Como sempre tenho a sensação de flutuar! Hehe! O livro é clichê, e quem não ama um bom clichê? A mocinha - Billie Bridgerton (simmmm), é bem humorada, bocuda, à frente de sua época, ler romances? De jeito nenhum, nada como um bom livro sobre agricultura!
????????????????????????????????????? ?- Está lendo uma eciclopédia sobre agricultura e reclamando que é muito árida??
??????????????????????????????????????????????????????
Espera-se que Billie se case com um dos irmãos Rokesbys: Edward ou Andrew, mas não George, o herdeiro do condado ao qual Billie não suporta e vive em pé de guerra, quase como gato e rato... falando em gato, a aproximação divertida dos dois é causada por um gato. ????????????????????????????????????? ?Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados...?
????????????????????????????????????? E por quem Billie se apaixona? Pois é! Pelo ?arrogante? George. E é adorável! O desenvolvimento é leve, agradável e cheio de cenas divertidas!
?????????????????????????????????????????????????????? E vou reclamar... vou sim, acho que deveria ter mais umas 20 páginas! Só sobre o romance deles.
?????????????????????????????????????????????????????? Recomendadíssimo
??????????????????????????? #euleioaequeiro #aproveitaquetemsorteio #tem #mais #no #blog ?? link na bio?? @juliaquinnauthor @editoraarqueiro #bookstagram #instalivro #igliterario
comentários(0)comente



Najara.Lena 23/09/2018

Uma dama fora dos padrões com receita
O livro escolhido de hoje é um dos mais recentes romances da Julia Quinn, e devo confessar que foi um deleite ler este livro. Sabe aqueles livros que a gente pega e não tem vontade de parar de ler e quando se dá conta, já esta no final dele inconformada que acabou. Pois bem, este é um deles.
Apesar de ser o primeiro da série ?os Rokesbys?, ele tem começo, meio e fim, então não ficamos com aquela sensação de frustração quando acaba o livro. Julia Quinn foi considerada a Jane Austen moderna e devo dizer que ela realmente não deixa a desejar. Uma dama fora dos padrões é um livro leve e delicioso com um humor peculiar muito bem vindo.
A protagonista principal deste livro é a Billie , uma garota um tanto quanto moderna para o padrão de 1779, época em que se passa a estória. Uma personagem encantadora e divertida com uma língua pra lá de afiada mas que você se apaixona logo no início. Confesso que dei boas risadas durante o desenvolver desta aventura literária e adianto a você que está lendo esta resenha, que a partida de croquet que acontece do meio para o fim do livro é uma verdadeira delicia de acompanhar. O mocinho do livro, George, é um espetáculo a parte, sua maneira séria vai dando lugar a um humor sutil e bem vindo, que vai aparecendo cada vez mais durante o decorrer da estória.
Este é um destes romances que começa com olhares e galanteios, borboletas no estômago, gestos sutis e quando você se dá conta está completamente envolvida com o enredo e apaixonada pela narrativa e entre risadas e pequenos suspiros a gente se pega ansiosa para espiar o fim do livro.
Como não poderia ser diferente, existe sim comida envolvida em várias passagens do livro, no entanto este foi fácil de escolher o que fazer e compartilhar com vocês, creio que o peixe defumado fedorento que o George compartilha com Lorde Arbuthnot não era uma opção (risos), então resolvi fazer os biscoitos amanteigados que Andrew, o irmão de George, tanto apreciou e comeu durante a semana toda enquanto visitava Billie .

Julia Quinn
( uma dama fora dos padrões)
Dialogo entre Andrew e Billie enquanto ele a visitava após a torção no tornozelo (relaxa que não é spoiler, ela torce o tornozelo no início do livro logo no primeiro capítulo)

_ Você está aqui para me animar.
_Deus do céu, é claro que não. Estou aqui pelos biscoitos amanteigados.
_Andrew estendeu a mão e pegou algumas cartas da mão dela. _E talvez para construir um castelo.
_ Enfim alguma sinceridade.
Andrew riu e se jogou no sofá.
_nunca escondi minhas motivações.
Billie piscou diante do comentário. Andrew comera uma quantidade surpreendente de biscoitos amanteigados nos últimos dias.

Então vamos a receita destas delicinhas amanteigadas que vão perfeitamente com um chá da tarde sozinha ou acompanhada, fácil de fazer e perfeita para agradas qualquer visita mesmo que esta visita seja um lorde.....

Biscoitos amanteigados
Dicas e truques

Se você quer fazer os biscoitos bem bonitinhos cheios de rococós, sugiro que compre um bico de confeitar pitanga, assim seus biscoitos vão ficar todos cheios de detalhes e muito fofos.
Você pode acrescentar aromas no seu biscoito, limão, baunilha, licor de laranja e aqui o céu é o limite, basta substituir pela água quente, ex. ao invés de 1/4 de xícara só de água quente você coloca primeiro a essência e completa com a água até atingir a medida de 1/4.
Asse os biscoitos em forno médio 180o. Eles assam bem rápido em cerca de 8 minutos, então fique de olho.

Utensílios necessários
Saco de confeitar
Espátula ou colher
Bowl (tigela)
Batedeira (opcional, e caso você queira bater na mão, dá um pouquinho mais de trabalho, mas pode ser feito sem problemas)
Balança (infelizmente tudo na confeitaria envolve pesos e medidas).

Ingredientes
150g de açúcar de confeiteiro
375g de manteiga
450g de farinha de trigo
50 g de amido de milho
¼ de xicara de água quente

O processo é bem simples. Primeiro você vai colocar a manteiga na tigela junto com o açúcar e bater até virar um creme Logo em seguida junte a água quente com ou sem essência e por último manualmente junte a farinha e o amido de milho mexendo com a espátula. Prontinho só colocar no saco de confeitar e fazer seus arabescos no assadeira. Com o mesmo bico vocês pode fazer vários formatos, círculos, flores, corações, ferraduras, qualquer coisa. Dá uma olhadinha na foto que postei dos biscoitos, é a mesma massa em vários formatos, e você pode como eu fiz, acrescentar guloseimas nos biscoitos, como nozes e cerejas. Use e abuse da criatividade estes biscoitos são uma delicia.

A gente se encontra no nosso próximo romance
Kisses, NL
comentários(0)comente



Diane 21/09/2018

Muito lindo e divertido!
Acho que sou daquelas que vai amar qualquer coisa que a Julia Quinn escrever, e não foi diferente com o primeiro livro da nova série, Os Rokesbys. Tem tantas situações divertidas entre Billie e George, impossível não se encantar e torcer por eles. Amei!
comentários(0)comente



Pâm 20/09/2018

Quase bom de mais
Como diria Júlia quinn esse livro é um sopro de ar fresco.
Sério não da pra largar, sem falar que tem o que mais gosto aquele casal gato e rato.
A escrita da autora é impecável e não deixa nada a desejar, te envolve e te faz querer mais.
Os personagens são cativantes, sem falar na mocinha que é a mocinha, rs. Ela é tipo aquela mulher forte e decidida que faz o que da na telha e não pensa nas consequências, me conectei com os personagens.
Então se você curti romance com aquele hot bom, super indico, escrita boa, história contagiante e irreverente. Cheio de momentos engraçados e romance fofo. Com aquela pitada de hot.
comentários(0)comente



Lisse 18/09/2018

Que livro divertido!
Sempre fico procrastinando as leituras da Julia Quinn e quando começo sempre penso: "Por que não fiz antes? Que burra!". É aquela coisa básica de se sabotar nas leituras. Minha vida!

O primeiro volume da série Os Rokesby traz a história que mais gostei da autora até agora. Billie Bridgerton é o que toda mocinha deveria ser: louca. Apesar de viver na sociedade restrita do século 18, em momento nenhum deixa de ser quem é. Como filha mais velha, Billie está a frente da administração da propriedade da família, ajudando o pai através da leitura de livros a melhorar a renda da família e dos arrendatários.

Quote: "Ela era dona de um sorriso largo e uma risada contagiante, e Deus do céu, como era possível que ele fosse a única pessoa na Inglaterra que parecia perceber o perigo que ela representava para a humanidade?"

Sente muito orgulho do que fez atá agora para ajudar a família, mesmo que isso ás vezes escandalize a mãe que é contra que a filha mais velha ande por aí de calças cavalgando pela propriedade, quando deveria estar participando da sociedade ou casando. E esse sentimento de não desistir das próprias convicções é o que torna Billie uma personagem tão carismática e interessante. 

Quote: "E, de alguma forma, todos sempre a perdoavam. Billie tinha essa coisa - não era exatamente charme, mas uma confiança louca e imprudente - que fazia as pessoas ficarem ao seu lado."

E o mocinho também não fica atrás. George é o dono do sobrenome que leva a série, Robesky e é muito fácil fazer uma conexão com ele logo de começo. Apesar do tom sério que emprega a maior parte do tempo, ele não é um homem fútil que só pensa nas convenialidades da época, é preocupado com as responsabilidades que estão aguardando por ele como o mais velho da família e o único que está em casa. 

Quote: "George Rokesby era exatamente o tipo conservador e retrógrado que se esperaria do herdeiro de um condado. Seria justo dizer que George Rokesby, o filho mais velho do conde de Manston e atualmente conhecido pelo mundo civilizado como o visconde de Kennard, era um cavalheiro sereno."

E são essas similaridades que tornam Billie e George perfeitos um para o outro, mas infelizmente o preconceito um com o outro e as brigas constantes que os cercam é como uma viseira que os impede de se aproximar. E sem contar que se conhecem desde a infância já que são vizinhos. Ele mora em Crake House e Billie na Aubrey Hall, na cidade de Kent.

Mas é numa brincadeira boba que Billie se vê em apuros e precisa da ajuda do George. E isso é logo no começo do livro e eu não conseguia parar de rir um só instante. E é a partir daí que algumas coisas mudam para os dois: a forma como se veem e o que pensam um do outro.

Quote: "Ela estava em apuros, portanto ele não tinha escolha. Precisava ajudá-la, por mais irritante que a achasse. E ele achava. Ah, ela sabia que achava. George nunca fizera qualquer esforço para disfarçar isso. Embora, para ser sincera, nem ela."

Vocês, algumas vez, já encontraram aquele livro que te fisga logo no começo? "Uma dama fora dos padrões" é assim, e eu amei cada segundo dessa leitura. Esses personagens são uns brigões de carteirinha e está para nascer pior. Era engraçado o jeito como se espetavam, mas também tinha um fundo de verdade que os permitiu ir se conhecendo a cada vez que se encontravam.

Quote: "Tudo o que ele queria era... Não sabia. Esse era o problema. Ele não sabia o que queria, apenas que não era exatamente aquilo. Sua vida, percebera, havia alcançado um novo patamar de banalidade."

Toda a família Rokesby é muito interessante. A mãe deles principalmente! Ela aparece muito pouco, mas quando chega em com tudo, sabe. Senti falta de um pai mais participativo, mas foi só a minha impressão, de repente nos próximos ele apareça mais. Andrew virou meu Rokesby preferido   É o filho que está na Marinha, só que no momento está de volta a Kent devido um braço machucado, nos proporciona momentos maravilhosos e divertidos conhecendo mais do seu jeito espirituoso, assim como a Billie. E o próximo livro é do Edward, o filho que está na frente de batalha e durante a leitura dá para entender mais um pouco sobre ele. 

Quote: "E aquilo doeu. Ah, como doeu... Que ironia. Billie não se importava que George Rokesby não quisesse se casar com ela. Na maior parte do tempo ela nem sequer gostava dele. E sabia que, quando ele se dignasse a escolher uma noiva, a dama tão agraciada não seria nada parecida com ela."

O afeto que vai crescendo gradativamente entre George e Billie é o ponto alto para nós amantes de romances, mas acredito que a parte em que cada um deles vão se auto conhecendo também é importante. Eles tem questões que precisam ser resolvidas internamente e é muito bom vê-los se encontrando, e é após isso que o romance de fato acontece. Ambos são tão anti-romance que vê-los se apaixonando é tão fofo e muito divertido.

Quote: " - É uma cor bonita. Ela hã... realça seus olhos.
- Meus olhos são castanhos.
- Ainda assim.
- Santo Deus, George. Alguma vez você já fez um elogio a uma dama?
- Alguma vez você já recebeu um?"

Para mim, "Uma dama fora dos padrões" foi uma leitura cinco estrelas e favoritado. Até a vibe campestre, já que a ambientação não é na Londres festiva que os leitores de romance de época estão acostumados, me agradou muito. Não é uma leitura com muita interação, bailes ou acontecimentos arrebatadores, devido á vida pacata no campo, mas é tão cheio de vivacidade por causa dos personagens que em nenhum momento isso foi um incômodo. Eu vibrei, me encantei e torci muito pelo que ia acontecendo conforme a história progredia. Se eu pudesse definir esse livro com uma palavra seria: divertido. 
Débora 18/09/2018minha estante
Amei sua resenha!!! Eles foram feitos um para o outro. Amei a forma como os personagens foram apresentados, as ações condiziam com as características citadas. Mas isso não é bem comum da Júlia, os personagens são apaixonantes. Amei George ser um cavalheiro de verdade e amei a Billie ser verdadeiramente livre, sincera e forte!




Fabi 17/09/2018

QUEREM LER ALGO DIVERTIDO? LEIAM ESTE LIVRO!
''Ele tocou o rosto dela, e olhou em seus olhos.
E viu seu mundo todo lá.''

Devido minhas últimas leituras da Julia Quinn, terem sido nada apaixonantes, mas sim decepcionantes, adiei um tempinho ler este livro. Medo de quebrar a cara, sabem como é...
E como foi bom de ver que eu estava gostando do livro! Sem falar que este casal lembra e MUITO Anthony e Kate (Um visconde que me amava). Eles têm aquelas brigas que nos divertem, e que não nos deixam impacientes, pois elas são carregadas de bom humor.
Os Bridgertons e os Rokesbys sempre foram muitos próximos uns dos outros. Billie Bridgerton sempre foi amiga de Edward e Andrew e se for preciso se casar com um deles, ela aceita tranquilamente. O único Rokesby que ela nunca se deu bem é George. Por ser o mais velho dos irmãos, ele não participava das brincadeiras e assim sempre foi considerado frio e distante.
George e Billie não se suportam e definitivamente eles nunca poderiam se dar bem juntos. Mas tudo isso irá mudar, quando Billie fica presa no telhado e seu único salvador, adivinhem quem será? George, claaaaro!
A mocinha fica irritada ao ver que a pessoa que ela mais detesta, é a que aparece para salvá-la. E em uma artimanha de um gato pra lá de danado, os dois se veem presos juntos.
E para não ficar aquele climão chato, Billie começa a puxar assunto com ele. Gente, o ponto alto deste livro são os diálogos entre esses dois. Não tem como não dar risada!
O desenvolvimento do romance é lento. O casal nunca foram amigos e após o episódio do telhado é que eles começam a se aproximar e iniciar uma amizade. Billie é aquela mocinha a frente do seu tempo que anda de calças, não gosta de bailes e nem de vestidos. O que ela ama fazer é andar de cavalo, verificar os negócios da propriedade.
Uma cena hilariante, é a cena que os dois mais outros personagens, vão jogar croquet e chamam um dos tacos de o Taco da Morte. Ahhhhhhhhh sacaram a referência? O Taco da Morte de Anthony Bridgerton. S2 S2 Dei risadas pacas!
Recomendo a quem quer uma leitura divertida. Romance não é o destaque desta vez, porém vale muito a pena ler este livro!
Diane 17/09/2018minha estante
Comecei a ler e já estou me divertindo muito, ótima leitura


Débora 18/09/2018minha estante
Gostei bastante, mas achei mais leve que os Bridgestons. Eu achei o George um fofo, tão cavalheiro, tão responsável, achei a Billie decidida e de personalidade forte. Achei que demoraram demais a se acertarem, mas gostei de ver o romance acontecer pra os dois. Amei todas as referências em relação a família Bridgertons. Ainda não tive nenhuma experiência ruim com a Júlia.




Cami @leiturizar 17/09/2018

Doce!
Os Bridgertons e os Rokesbys são vizinhos há anos e sempre fizeram questão de se daren muito bem. Seus filhos foram criados juntos e eles dispensam o tratamento formal, se tratando como se fossem da família.

Billie Bridgerton sempre acreditou que um dia se casaria com Edward ou Andrew Rokesby, não fazia diferença, contanto que as famílias se tornassem uma só. Afinal ela cresceu brincando com eles, como se todos fossem irmãos mas se tem um Rokesby que Billie não gosta é George, o primogênito.


Entretanto a situação muda quando ela se vê em um momento arriscado e George é o único que pode salvá-la mas se você pensa que foi um amor miojo, caro leitor, lamento dizer que está redondamente enganado.

Júlia Quinn continua sendo a rainha das leituras leves e divertidas, assim como diálogos espirituosos. O que eu mais gosto em suas histórias é a devida atenção que ela dá para diálogos, tornando a leitura mais leve e proveitosa.

Além disso descobrimos o que acontece antes de Os Bridgertons e sim, toda aquela personalidade forte e o fato de não serem influenciados é claramente algo passado pela genética.

O título não poderia ser mais claro para definir o comportamento de Billie. A garota é totalmente independente e gosta de viver livremente! Já George é um cara bem presunçoso e um pouco mesquinho. Enfim o casal não poderia ser mais perfeito.

Outro fator que me faz amar os livros da Julia é que suas cenas hot são bem leves e em alguns momentos quase nulas. O que é ideal para quem não curte livros com cenas picantes.

Foi maravilhoso conhecer a família de Edmund e me diverti horrores com Billie e George, além disso a autora desenvolve um mistério no ar, tão sutil que o leitor só percebe ao final da obra.⠀

E por falar em final, que final sensacional! Ela conseguiu me deixar a noite acordada relembrando a história, desesperada para ler o segundo que promete fortes emoções! O livro ideal para dar boas gargalhadas, se divertir bastante e dar uma de 007.

site: https://www.instagram.com/leiturizar/
comentários(0)comente



Erika.Santos @literandofotos 12/09/2018

Billie Bridgerton era a moça do sorriso mais lindo que todo o vilarejo adorava. Largou os bordados e bons modos por calças e trabalhos nas terras da família, era a mulher menos feminina que George Rokesb conhecia. Por isso Billie é considerada uma dama fora dos padrões. Ela sabia que um dia casaria com um dos irmãos Rokesby, sendo eles Andrew ou Edward, Porque nunca se viu passar uma hora sequer perto do irmão mais velho, George, que herdou o título do condado. Mas tudo muda quando Billie sobre em um telhado para salvar um gatinho e machuca o pé, quando grita por socorro é George que escuta.
A história gira em torno do comportamento da Billie, deixando de lado o relacionamento amoroso, e a aproximação do casal é lenta, coisa que vem acontecer nas últimas páginas.
.
Me sentei no escritório e li um livro inteiro do início ao fim. Foi o dia mais agradável dos últimos tempos.
.
Ainda bem que não comecei por esse livro a ler Julia Quinn, pois achei bem arrastado, diferente dos livros das irmãs Lyndon que eu ameiii. Bom gente, é isso! Beijos beijos.
comentários(0)comente



Mile 11/09/2018

Maravilhoso
O livro fez eu pensa que se eu vivesse naquela época ia ser igual ela ?.
História maravilhosa o romance perfeito de época, divertido e gostoso como todos os livros da julia quinn.
comentários(0)comente



Lisandra.Vieira 10/09/2018

Uma dama fora dos padrões, mas perfeita para George Rokesby
Que delícia esse livro!
Estou apaixonada por George e Billie.
Esse livro é descomplicado, leve, divertido... Eu gostei muito dos protagonistas e não teve nenhum momento em que eu tenha ficado indignada ou exausta com as lamúrias de qualquer um deles, pois simplesmente não teve isso!!! Eles não ficaram andando em círculos. No momento em que se deram conta de que estavam atraídos um pelo outro, deram espaço para as coisas acontecerem.
Billie e George se conhecem desde sempre, mas ele era o mais velho dos Rokesbys, futuro herdeiro do título, e sendo assim não foi uma criança tão livre quanto os irmãos mais novos e seus vizinhos Bridgertons, e ele sempre viu o espírito livre de Billie como um defeito, até que um fato os aproxima e as consequências disso o leva a perceber que tem muito mais coisas sobre ela que ele não fazia ideia, e quanto mais descobre, mais quer saber e ela sente o mesmo.
A química é maravilhosa. Os diálogos são ótimos. Os beijos são incríveis!
Eu amei real!!
comentários(0)comente



Ana @thelastfewpages 09/09/2018

Muitos diálogos aleatórios...
Todo mundo esperava que em algum momento, Billie Bridgerton se tornasse uma Rokesby. Seja casando com Andrew ou com Edward, não importava. Qualquer um deles seria o par perfeito para ela. Um dia.

Mas o destino gosta de brincar com as pessoas...

Quando Billie se vê precisando ser resgatada de uma situação pouco comum, ela e George, o único dos irmãos Rokesby que Billie não suportava, são obrigados a passar um tempo juntos. O que ela não esperava é que desse momento viriam vários outros. E que a pessoa mais improvável para ela, parceria ser a única capaz de lhe despertar sentimentos.
?
É difícil começar falando de um livro que você não gostou muito, principalmente de uma autora que você sempre curtiu. Mas Uma Dama Fora dos Padrões não funcionou para mim.

Com uma narrativa bem linear, a história de Billie e George não teve muitos acontecimentos, nem reviravoltas. O livro, na verdade, nem teve um plot interessante, focando-se apenas na aproximação que o casal teve durante a história.

Billie não me conquistou, era teimosa sem razão e por vezes foi bastante infantil. Para quem esperava que a "dama fora dos padrões" fosse uma garota mais madura e com perspectivas de um mundo diferente, se decepcionou bastante.

Os diálogos no livro foi outra coisa que me incomodou. Alguns não faziam muito sentindo, parecendo estar ali apenas para preencher os buracos na falta de enredo. Sendo sincera, o livro só veio ficar bom para mim nos 65% de leitura.
Daí então foi só amor! O romance convenceu e foi super fofinho. Também houve vários momentos engraçados, que é bem típico da autora. Mas nada disso compensou mais da metade do livro sem que nada acontecesse.

Uma Dama Fora dos Padrões teve um enredo fraco e muitos diálogos aleatórios. O final fofo e os momentos mais engraçados foram o que salvaram o livro pra mim. Não dá pra negar que foi decepcionante.

"Ele tocou o rosto dela, e olhou em seus olhos. E viu seu mundo todo lá."
comentários(0)comente



Kel 09/09/2018

Uma dama fora dos padrões
A Diva mais uma vez arrasou.

Esse livro tem uma pitada de tudo encantador, engraçado e romantismo.
comentários(0)comente



Deborah Strougo 09/09/2018

De fato, é Julia Quinn em sua melhor forma!
Ao mesmo tempo em que eu estava ansiosa para ler esse livro, estava também com um pouco de receio, porque eu amei a série Os Bridgertons e tinha as expectativas bem altas com Uma Dama Fora dos Padrões e esperava muito não me decepcionar.
E, bom, não decepcionou nem um pouco!
Pelo contrário, eu me encontro completamente apaixonada por Billie e George e pela história dos dois.
Gente, de verdade, que surpresa boa que foi ler esse livro! É divertido, fofo, sensual, romântico e tantas outras coisas boas que eu perderia a vida aqui listando.
Obs: uma coisa que atingiu meu coração em cheio foi a cena deles jogando críquete. Quem também ama O Visconde Que Me Amava, vai rir horrores e sentir uma mega nostalgia!
Agora, não vejo a hora de sair o segundo da série :)
Julia Quinn é muito rainha mesmo!


site: https://www.facebook.com/deborahstrougo/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Kamilla 08/09/2018minha estante
Louca para ler esse livro ?




Letícia 06/09/2018

Julia Quinn é a rainha dos romances de época, pegar um de seus livros é ter como certeza que você irá rir muito, torcer por uma mocinha a frente de seu tempo e por um romance improvável. O primeiro livro dos Rokesbys, que trás certa família já conhecida pelos leitores da Julia, faz com ao terminar a leitura já fiquemos contando os dias para o próximo lançamento.

Em primeiro lugar vamos dar uma salva de palmas para a lindeza que é essa capa da Editora Arqueiro, ficou incrível!

Billie Bridgerton nunca ligou muito para os padrões sociais, sempre foi uma alma livre, desde criança se aventurava pelos campos ao lado de seus dois melhores amigos Edward e Andrew Rokesby, ser uma menina nunca a impediu de fazer nada, ao crescer começou a ter uma responsabilidade quanto ao cultivo das plantações da propriedade da família, mas nunca criou juízo suficiente para não entrar em enrascadas, como ficar presa em um telhado.

George Rokesby sempre foi o certinho da família, o mais velho, o herdeiro, ele não tinha tempo de correr por ai, tinha que aprender, estudar, pois em breve teria que administrar tudo, sendo assim ele era visto pelos irmãos mais novos e por Billie, como chato e sério, até mesmo como irritante, e ele será o salvador de certa mocinha presa em um telhado.

Billie já havia avaliado todas as opções, e finalmente percebeu que subir numa árvore para salvar um gatinho e acabar torcendo o pé e ficar presa num telhado não havia sido uma de suas melhores ideias e quando ela avista um homem andando não hesita em gritar por ajuda, ela não imaginava que o tal sujeito, era George, a última pessoa que ela queria encontrar estando naquela situação.

Depois de uma confusão, acabam Billie e George presos no telhado, e o medo que ambos têm é que dependendo do tempo em que tivessem que ficar ali e de quem os encontrasse, não restaria outra opção a não ser o casamento.

Eles conseguem sair dessa enrascada, depois de nos fazerem rir bastante, mas esse momento em que ficam sozinhos no telhado faz com que eles comecem a olhar um para o outro de maneira diferente, ambos ficam confusos, já que Billie sempre achou que se casaria com um dos irmãos do George, seria o mais lógico, enquanto George nunca viu Billie como uma mulher, ela era simplesmente Billie.

Quando um dos irmãos de George desaparece nas colônias da América, ambas as famílias ficam desesperadas, George se sente impotente, nunca poderia ir arriscar sua vida pelo país, já que deveria se manter vivo para cuidar do legado da família. Billie também se sente impotente e sabe que a vida que leva não poderá durar para sempre, ela não herdaria a propriedade da família, um dia ela vai ter que largar todo o seu trabalho na propriedade para seu irmão, o herdeiro de tudo.

Conhecem certa música da banda Melim, que tem o seguinte trecho: ‘Só ouvi dizer que quando arrepia já era’, então, as coisas ficam muito arrepiadas para os dois, mas será que eles irão abrir mão do orgulho e se entregar ao arrepio? Será que vão perceber que tem mais em comum do que poderiam imaginar e que se sentem impotentes quanto ao que o futuro lhes reserva?

Julia foi a primeira escritora de romances de época que li e depois de já ter lido várias outras, ela continua sendo minha favorita, seus livros têm uma leveza incrível, são gostosinhos de ler e fazem a gente suspirar e voltar a acreditar no amor verdadeiro.

Ah, tem uma bela surpresa para os leitores da família Bridgerton, envolvendo a origem de certo taco da morte.


site: http://myronbolitarloversbr.blogspot.com/2018/09/resenha-uma-dama-fora-dos-padroes-julia.html
comentários(0)comente



53 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4