Ingresia

Ingresia Franciel Cruz




Resenhas - Ingresia


3 encontrados | exibindo 1 a 3


WeltonLuis 14/04/2020

Deliciosas crônicas de uma Salvador lambuzada de dendê e exclusão.
comentários(0)comente



Mila 12/10/2018

Quem se finge de cachorro apreende mais
Estou lendo o seu livro não por rotina, pra dar um feedback e nem nada, leio pra matar a saudade da Bahia que conheci e me apaixonei de cara.
Depois do 1º conto, passei a ler por interesse na sua perspectiva de Bahia, as entrelinhas que fogem aos olhos corriqueiros, até de quem é daí (os trausentes da tão e somente "parte alta" gentrificada). Se fingir de cachorro deve fazer parte dessa singular apreensão.
Um dos contos que mais me chamou atenção foi o que fala da resposta de um senhor sobre tristeza ("ela não gosta de mim"). Reflito como a linha é tênue entre uma pseudo inteligência e a arrogância, e em como é sábio e corajoso alguém que declara ser feliz.
Espero que o boca a boca sobre seu livro continue dando frutos, pois é assim que ele veio até a mim, e agora tô passando adiante... É fluído, tá chegando em quem quer que chegue!
comentários(0)comente



Marcio Melo 07/04/2019

Todos os 600 Demonhos
O posfacio escrito por Setaro já é mais do que um resumo/resenha do que você pode esperar do Ingresia. Como bem o disse, o livro traz para toda a Bahia e uma banda de Sergipe o estilo Francieliano de escrita.

Ler esse livro é conhecer a cultura baiana em forma de versos. Pequenos capítulos trazendo histórias diversas envolvendo desde o futebol até a política local.

Imperdível para tanto para quem vive a Bahia como para aqueles que querem conhecer a cultura baiana em primeira, segunda e terceira mão (seja lá como isso possa acontecer).
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3