Curupira - A Árvore da Vida

Curupira - A Árvore da Vida JUNIOR SALVADOR




Resenhas - Curupira - A Árvore da Vida


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Merikh 23/01/2022

Que livro meus amigos...
Por mais que ainda tenha a continuação, nesse desenvolvimento tanto quanto da história quanto dos personagens, ele nos prende de uma forma encantadora, a escrita e muito boa, por mais que tenha palavras um bom tanto de palavras desconhecidas para mim isso nao me fez largar o livro, os acontecimentos derem momentos de confusão mas não por muito tempo, para que eu largasse dele, então so leiam, mas não piratem por favor, ele é nacional.
comentários(0)comente



Lorenza 23/01/2022

É incrível ver a criatividade + cultura brasileira
O livro conta a história de Curupira e Taiguara, amigos improváveis que enfrentarão muitos desafios.

Curupira (não no formato que conhecemos) branco, mirrado, parecendo mais jovem do que é e sem muita coragem nata.

Já Taiguara é forte, alto, corajoso, guerreiro prometido e futuro cacique.

Os melhores amigos se aventuram e se desafiam. Eles desbravam florestas, cachoeiras e animais.

Assim o farão com espíritos da floresta. Tendo consciência da necessidade de proteger seus lares e a vida, os dois encaram o que for necessário para conseguir seu objetivo, protegendo também um ao outro.

Apesar dos dois protagonistas cativantes, quem ganhou todo o meu coração foi Iara. Jovem, mulher, guerreira e determinada, apesar de tantos estímulos para que se calasse e seguisse à sombra dos homens.

Eu acho muito incrível novas abordagens do nosso folclore. Acredito também que nossa "Síndrome de vira-lata" faça com que procuremos fora de casa magia, fantasia e mitologia (às vezes até enjoados de ler sobre o mesmo, como os deuses gregos), perdendo a diversidade que temos no nosso quintal.

Livros como "Curupira - A árvore da vida" permite que tenhamos uma visão prazerosa do nosso folclore que muitas vezes nos é apresentado como obrigação escolar.

Para mim, o único ponto negativo é a forma de escrita. Apesar do plot do livro ser legal, podemos observar fortes vícios de linguagem do autor. Várias vezes a sensação é de ter lido aquela informação mais de uma vez e voltando um parágrafo ou uma página, percebemos que a sensação se dá por ter lido realmente algo muito similar. Isso, na minha opinião, deixou uma parte significativa da leitura muito previsível, o que desanima um pouco o leitor.

Tem também alguns poucos erros de digitação e aí percebemos a falta que faz ter um corretor do livro. Um revisor. Contudo, entendo que a maioria dos escritores brasileiros não possuem estrutura (muitas vezes financeira) para arcar com esse custo.

Acredito muito na capacidade do autor de se melhorar com a prática.

Por fim, recomendo a leitura. Vamos apoiar a cultura e os escritores brasileiros ??
Wellen 23/01/2022minha estante
A sua resenha me cativou muito! Coloquei na minha lista de leituraa futuras ?


Lorenza 23/01/2022minha estante
Que fofa! Fico muito feliz. Espero que goste ?




Rod Zandonadi 29/08/2021

Uma releitura do nosso folclore mágica e cativante
Uma história incrível. Uma releitura do nosso folclore que me prendeu do começo ao fim. Tem a vibe Percy Jackson que com certeza conquistará os adolescentes amantes de mitologia.

Uma trama bem desenvolvida. Personagens cativantes. Um gancho para mais histórias, sem trazer aqueles finais dependentes de uma continuação.

Para quem curte fantasia, esse livro é excelente. Para quem gosta de livros que se passam no Brasil, aqui tem todo o gostinho da Floresta Amazônica. E para quem gosta de aventuras no estilo Percy Jackson então... isso mesmo, é esse livro.

Acompanhamos em Curupira - A Árvore da Vida, as aventuras de Curupira e Taiguara. Mas esse não é o curupira da mata não... É um garoto que foi achado na floresta por uma tribo indígena quando bebê, e desde então, criado por ela.

Ele é chamado de Curupira pelo significado da palavra na língua Tupi Guarani - corpo de menino. Ele é magrelo e pequeno, mesmo estando com quase 18 anos.

Taiguara era o oposto: forte, musculoso e atlético, apesar de ser mais novo um pouco que Curupira. Ele quem sucederá seu pai como pajé da aldeia. E se casará com a bela Iara, uma das meninas mais belas, e a melhor guerreira da tribo (mesmo contra o gosto de seu pai, o xamã da tribo).

Curupira e Taiguara desbravarão locais sagrados, grandes cachoeiras; enfrentarão criaturas da mata como a suçuarana; se verão face a face com antigas lendas como o Taîasu; e enfrentarão um dos maiores males que já pisou na Terra. Algo saído dos antigos pesadelos.

Essa é uma leitura que gostei muito. Esse livro do Júnior Salvador é tão gostoso de ler quando as histórias de Percy Jackson. Mas se passando aqui, no nosso Brasil. E baseados na nossa história. No nosso folclore
comentários(0)comente



Mikki 01/04/2020

Resenha || Curupira - A Árvore da Vida
Fazia um tempo que não via uma historia inspirada na cultura Tupi. E o quanto eu queria ler uma história envolvente que fosse ambientada no nosso folclore. E esse livro pode me dá esse gosto na leitura.

Ele é curtinho, tem menos de 200 páginas e foca na história do Curupira, um menino branco que foi criado no meio de uma aldeia indígena. Mas o livro é bem mais que apenas isso, trás uma lição de amizade e também nos apresenta um pouco ao mito do Eldorado, que ainda não é muito explorado em mídias, mas é bem conhecido pelos indígenas da América Latina. O livro, apesar de fazer parte de uma série, eles podem funcionar para uma leitura solo, sem precisar ter lido 1 para ler o outro. Apesar, claro que a minha próxima leitura será o livro dois, que conta sobre o Saci.

O livro é daqueles que você consegue ler em uma sentada, tanto por ser escrito como um conto rápido e versátil, sem muita enrolação até chegar no clímax; mas também ele tem uma narrativa envolvente que te prende até o final. E deixa aquela vontade de quero mais.

Eu realmente gosto de livros que dão valor a cultura nossa, sem se apropriar de outros mitos e lendas de outras regiões. A América do Sul em si é muito rica de histórias e mitos próprios, que na mão de um bom autor, se transforma em narrativas maravilhosas e surpreendentes. Eu gostaria de mais detalhes de histórias indígenas sendo escritas pelas mãos do Junior Salvador.

site: https://umsofaalareira.blogspot.com/
Junior Salvador 18/05/2021minha estante
Ahh, como é bom ler uma resenha como essa. Muito obrigado, Mikki. A continuação desse livro já saiu, Saci - O menino e a Lenda. O terceiro livro da saga, Iara - A guerreira das águas, chega em breve.




Douglas Tavares 12/03/2020

Curupira: A Árvore da Vida (A maldição do Eldorado Livro 1)
Este livro consegue, em uma trama maravilhosa, evolver deuses e figuras importantes da Mitologia Tupi-guarani.

Ele recria de forma surpreendente a origem de Curupira. Envolvendo o mesmo com Caipora, Tupã e Boitatá de uma forma fascinante. Além disso, a trama discorre sobre: amor, traição, política e ética.

E com um lindo desfecho, consegue deixar o leitor ansioso para o próximo livro da série.
Junior Salvador 18/05/2021minha estante
Valeu pela força, Douglas. Não sei se você já viu, mas o segundo livro da saga já está disponível há algum tempo. Confira "Saci - O menino e a lenda" e me diga o que achou. :)




Um Livro para Amar 16/01/2020

Só vem amor!
Sinopse: Curupira e Taiguara cresceram juntos no seio da aldeia Arapuã. Agora, no entanto, um acidente colocou a vida de um deles em perigo e a única esperança é a Árvore da Vida. A situação se complica ainda mais quando a natureza selvagem mostra seus perigos e um espírito antigo, tomado pelo desejo de vingança, surge em meio à floresta. Lutando pela vida, os amigos iniciarão uma jornada que os transformará para sempre, buscando proteger a floresta e desvendar os segredos do lugar místico conhecido como Eldorado.
E quem disse que literatura nacional não pode ser divertida? Eu estou até agora fascinada com essa releitura das lendas brasileiras. E por que é bom? Primeiro porque é baseado em uma história que ouvimos desde crianças, porém contada de uma nova forma, ou seja, traz todo um frescor para algo que já amamos e no meu caso, tinha medo real de ver por aí.
Segundo, que é escrito de forma simples, acessível a todos que estejam dispostos a ler, acredito que os que não tem o costume da leitura, poderiam facilmente se interessar e terminar um livro como este.
Terceiro, nada melhor que ter magia antiga na história, não é mesmo? Eu super curto!
Agora, vamos lá aos fatos.
O famoso Curupira aqui é uma criança que foi encontrada na mata e criada pela tribo Arapuã. Pele branca, cabelos ruivos, Curupira cresce deslocado na tribo, fazendo amizade apenas com Taiguara, filho do Cacique, futuro Cacique e protetor da floresta e Iara, a garota feroz que luta com meninos.
Em um dia, os meninos têm a brilhante ideia de caçar além dos domínios na tribo, entrado no local sagrado, conhecido como Jardim da Solidão. Tudo ia bem, até serem atacados por uma Suçuarana (entendi ser uma onça-parda). Taiguara não hesita em se defender e proteger Curupira, mas sendo protetor da floresta, é seu dever preservar a vida dos animais e das matas, matar uma Suçuarana iria contra a sua missão. Porém devido ao ataque impiedoso dela, ele resolve atacar com a sua lança e parte para um golpe fatal. Ele não sabe, mas Curupira também curte a ideia de não matar animais apenas por matar, então, Curupira se joga na frente da Suçuarana levando a estocada da lança de seu amigo.
Por que esse detalhe é tão importante? A ação do Curupira em salvar a Suçuarana repercute até os momentos finais do livro e acredito que por toda as histórias seguintes. Tudo começa com a decisão dele de proteger os animais e a floresta.
Curupira cai ferido, a Suçuarana percebendo que não há mais inimigos ao seu redor, permite que Taiguara saia com Curupira. Na verdade, a floresta inteira permite que Taiguara leve Curupira até a aldeia sem problemas.
Na aldeia, o Pajé não consegue curar Curupira, para total desespero de Taiguara. O Cacique e o Pajé conversam sobre a morte do Curupira e o que isso significaria para a aldeia, visto que a chegada do garoto anos antes, tinha trazido sorte para eles.
Ubirajara indaga a seu pai se não pode mesmo curar o Curupira e o Pajé supõe que a única coisa capaz de salvar o Curupira seria a seiva da Árvore da Vida, porém é uma cura impossível, visto que ficava no Jardim da Solidão, abaixo do Gargalo do Infinito e nenhum guerreiro jamais se arriscaria indo lá.
Ele não sabe, mas Taiguara ouviu a conversa e resolve partir para trazer a seiva a seu amigo. Antes de partir, ele retira um amuleto dado pelo Pajé de seu pescoço e coloca no pescoço de Curupira. O jovem guerreiro acredita que Curupira precisa mais do poder do amuleto que ele agora.
Taiguara chega a Árvore da Vida, colhe um pouco de seiva da arvore, porém é atacado por Taiasu, um monstro lendário que protege a árvore. Eles lutam, porém em algum momento Taiasu "enlouquece" e começa a atacar brutalmente a Árvore da Vida. Como pessoa, Taiguara sente que deve aproveitar e fugir dali, mas como futuro Cacique e protetor da floresta, ele decide ficar e salvar a árvore. Mal sabe ele que Taiasu não atacava a árvore em si, mas um animalzinho da peste que estava escondido lá. Ele só percebe o bicho peçonhento quando é picado por ele. Nem preciso dizer que é uma cobra né? Enfim, o garoto morreria pelo veneno da serpente do mal, mas Taiasu resolve salvar o garoto com a seiva da árvore e espera que isso baste. Mas não basta, um mal antigo e traiçoeiro se aproveita da situação e possui o corpo de Taiguara.
Note que até agora os meninos se deram muito mal por tentar proteger a floresta e os animais. Acham mesmo que isso passa despercebido? Claro que não.
Fiz toda uma contextualização, mas sem SPOLIER dessa vez, apenas digo que o final não foi nem de longe o que eu esperava, o que me surpreendeu e me agradou muito. Para quem curte a ideia de seres antigos e protetores, já vale a leitura e para quem curte a ideia de deuses (gregos, romanos, nórdicos, isso lembra alguma coisa para vocês?) é o supra sumo.
Claro, já uma história conhecida e tals, mas o final não entrega aquilo que você quer ver não benzinho.
Vale muito a pena conferir, acredito que essa escrita simples não agrade aos leitores mais exigentes e refinados, já a mim, agradou principalmente por ter essa escrita acessível, de modo que posso sugerir para quem tá começando a pegar gosto por leituras.
Aguardando a fila para ler a sequência e conferir se um cara sarado com cicatriz vai aparecer por lá.



site: https://umlivropamar.blogspot.com/2020/01/curupira-arvore-da-vida.html
Junior Salvador 18/05/2021minha estante
Quase você me mata do coração, srsrsr achei que vinha spoiler dos grandes. Muito obrigado pela força.




Diego.Chronos 11/05/2019

Ótimo livro!!!
Gostei bastante do livro com o folclore como força motriz para o desenvolvimento do enredo e flui muito bem na trama, cuja a leitura é tranquila e veloz. A história, bem criativa por sinal, nos mostra a história de Curupira antes de ser o ser das lendas como conhecemos. As personagens são bastante interessantes, se destacando o próprio Curupira, Taiguara e Iara. Iara é uma ótima personagem pena que aparece pouco, mas quem rouba a cena é Aruana que tem momentos marcantes. Os seres folclóricos são muito bem apresentados com umas viradas bem sacadas na trama. Com muitas cenas de ação e aventura na história conquista o leitor rapidamente. Valeu a pena conferir mais esta obra nacional mostrando que nossos autores não devem nada aos escritores estrangeiros.
Ficou aguardando a continuação.
Junior Salvador 18/05/2021minha estante
Valeu pela força, Chronos. Saci - O menino e a Lenda já está disponível e o terceiro livro da obra vem em breve.




Diego Araujo 02/02/2019

Homens e mulheres, vocês são os esteios de vossas casas
Órfão de pais biológicos desde cedo, Curupira é adotado pelos indígenas que o encontraram, crentes do garoto trazer sinais de esperança à tribo carente de proteção espiritual e de alimento. O garoto ruivo tem dificuldades de fazer as tarefas indígenas. Apesar de criado por eles na maior parte da vida, a constituição de seu corpo o atrapalha em realizar atividades comuns da tribo.

Tem amizade com Taiguara, futuro cacique da tribo que provoca Curupira a agir como eles, mas pelo bem do garoto ruivo. Os dois ultrapassam as fronteiras da tribo e tentam trazer caças cada vez mais raras. Curupira ajuda pouco nesta caçada, e escapa com ferimentos de com riscos fatais.

Taiguara quer salvar o amigo, escuta o pajé dizer que só a Árvore da Vida é capaz de curá-lo, e então vai atrás de sua seiva. Essa busca chamará a atenção de criaturas sombrias e as libertará, ameaçando a vida da tribo.

*

O livro traz a ambientação característica do povo indígena brasileiro e apresenta alguns costumes tribais. Simples de entender, o livro é interessante a quem tem pouco conhecimento sobre os índios e busca uma introdução acessível ao assunto. Demonstra a hierarquia da tribo, a cultura do pajé e o respeito à existência espiritual, bem como a afeição pela vida selvagem mesmo nas caçadas. Vale ressaltar que a história traz exemplos de uma tribo, outros povos indígenas podem ter características e até crenças diferentes das representadas neste livro.

Além do Curupira, o livro envolve outras criaturas nesta adaptação das lendas folclóricas. Aproveita as capacidades extraordinárias desses seres nas cenas de ação sem entregar resultados previsíveis.

Enquanto o enredo é bem desenvolvido, a escrita carece de refinamento. Há abusos de advérbios em todo o texto, muitos terminados em “mente” (ex: lentamente) que quebram ritmo da leitura por tornar esse tipo de palavra longa. Palavras repetidas três vezes na mesma linha também prejudica caso o leitor perceba esse vício. Além dos problemas de escrita, tem a menção de uma criatura com três metros de altura, e em outro capítulo cita o mesmo monstro tendo três vezes a altura de Taiguara, quase dobrando de tamanho com esse equívoco na descrição.

Curupira: A Árvore da Vida é uma história breve sobre o personagem conhecido no folclore nacional, embora nem sempre valorizado pelos brasileiros. Traz enredo interessante, porém a qualidade do texto deixa a desejar, e entregaria o resultado melhor caso aprimorasse a escrita.

site: https://xpliterario.com.br/xp-leitura/curupira-junior-salvador/
Junior Salvador 18/05/2021minha estante
Elogios anotados e críticas tatuadas na tela do computador. Muito obrigado pela força.




Za 30/11/2018

Ótimo livro
Curupira a árvore da vida
Por @juniorsalvador85
Folclore,Culturabrasileira,Aventura,e Emoção .
É uma nova versão de um dos contos folclóricos mais conhecidos do nosso país...
A história que vai trazer um novo olhar sobre o conto do tão conhecido curupira .
Terá um ótimo realse da cultura
Misturado com a mente criativa do autor e uma bela mudança da forma como contamos nossas histórias .Teremos personagens como tupã , iara , caipora, boi tata , entre outros seres folclóricos que conhecemos no nosso país ..Mas não da forma como vemos em historinhas pra crianças ! Não nessa história faz entender como curupira viro curupira , vamos ver iara mas não como sereia e sim como guerreira, Vms ver boi tata não como o protetor mas como o demônio de fogo azul que quer a destruição ...Essa história e total contrário dos contos de criança ,ela traz uma escrita madura sobre os mitos
Com uma pegada de aventura E ação ... Vc vai ter luta,formação de caráter, um pouco de informação E vai ter uma visão bem diferente dos contos brasileiros do folclore Brasileiro que geralmente são bem infantis (Confesso que a princípio pensei que o livro seria infantil como todos que tratam do tema ,Mas nas primeiras páginas ao desenvolver da narrativa vi que não era bem assim ) Não é um livro muito grande é bem curto com cento e poucas paginas, mas com uma narrativa bem fluida e uma história muito bem construída em relação a um tema, que geralmente não é bem um tema que a maioria espera encontrar em livros mais maduros ,
O tema foi bem trabalhado
A pesar de saber que não é bem o tema que muitos vão gostar,
Mas é um livro que sim recomendo , Me surpreendi com o final e com o fato de o livro ser totalmente o contrário do que eu esperava .
Em quanto eu esperava um livro infantil com um tema meio borococho , encontrei um livro muito maduro bem escrito bem desenvolvido e que pegou um tema meio "infantilizado" e transformou em algo que da vontade de ler e chegar ao final ...Por isso meus parabéns ao autor @juniorsalvador85 por fazer essa maravilha de livro que da pra ler rápido e que da aproveitar uma boa história de aventura . #livroseleitura #papelaria #folclore

site: https://www.instagram.com/p/BqyNYbzgMh1/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=r3iovyb1le0x
Junior Salvador 18/05/2021minha estante
Fico muito feliz que a obra tenha sido empolgante. Resenhas como esta nos fazem ter ainda mais vontade de continuar escrevendo. Valeu!




9 encontrados | exibindo 1 a 9


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR