A Poeta X

A Poeta X Elizabeth Acevedo




Resenhas - A Poeta X


75 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Luh (@luakelly_) 18/01/2021

O Poder da palavra!
Esse livro é SEN-SA-CIO-NAL!
A Elizabeth Acevedo tem uma escrita potente em A poeta X.
Esse é o meu primeiro livro da autora e só li por conta de uma leitura coletiva que aconteceu no canal da Thaís do Pronome Interrogativo, se não fosse isso não passaria pela minha cabeça iniciar essa leitura.
Pois bem... Sobre a leitura: Simplesmente FANTÁSTICA! Primeiro a forma como a autora escreve deixa a leitura dinâmica e muitas vezes rítmica. A sugestão na capa do livro onde diz que é PARA SER LIDO EM VOZ ALTA, faz total sentido quando você começa a ler. De forma poética a autora traz temas interessantes de uma forma nova e leve. Temas como conflitos familiares, a influência da religião e a utilização dessa como válvula de escape e a alienação advinda dessas instituições que deveriam prezar e pregar o amor ao próximo.
Pra mim o tema principal envolve o autoconhecimento e crescimento da Xiomara (personagem principal) enquanto mulher numa sociedade que sempre tenta diminuí-la e silenciá-la.
Com temáticas importantes , interessantes e instigantes, a autora nos faz refletir sobre as relações e como se desenvolve essas relações sobre o pretexto de "estou te machucando para te proteger" ou "Você tem que sofrer para alcançar o paraíso". Qual a relação que pode se desenvolver quando o que predomina nela é o sentimento de medo e raiva?

Super, ultra, mega recomendo! Uma leitura super fluída, em um dia você consegue acabar e ser acabada por esse livro.

comentários(0)comente



Beatriz 17/01/2021

Profundo
Favoritado. Foi uma viagem profunda ao sentimento de Xiomara que mexeu com meus sentimentos e tocou profundo em meu coração.
comentários(0)comente



Najara 17/01/2021

(...)
E deveria me acostumar.
Eu não deveria ficar tão puta
Quando os garotos – às vezes,
homens feitos –
falam comigo como querem,
acham que podem se tocar
ou me agarrar
ou fazer todo tipo de oferta.
Mas eu nunca me acostumo.
E sempre deixa minha garganta apertada.
(...)
comentários(0)comente



Mavi 17/01/2021

Muito bom
Muito rápido de ler, versos curtos que carregam muito sentimento, tocante...
comentários(0)comente



Mauad 17/01/2021

Tocante
"A Poeta X" é contado em "poemas", e só fiquei sabendo quando de fato comecei a ler ele... mas isso é tão importante e coerente com a história. Faz ela fluir mais, faz ser mais tocante, mais bonito, mais tudo.
É um livro importante, que toca em pontos importantes como sexualidade, amadurecimento, família, cor, e encontrar o seu lugar no mundo.
comentários(0)comente



Nina ll @entreaspaselinhas 17/01/2021

É doloroso desde o início, as questões abordadas podem trazer outras questões e outras depois, mesmo sem que essas sejam a sua realidade de vida, é impossível não se colocar no lugar de cada ser humano que vive isso, se colocar no lugar a Xiomara e desejar por mudanças, lágrimas necessárias e mais um favorito pra lista!
comentários(0)comente



laura 17/01/2021

Poesia necessaria
Eu particularmente nunca li muito poesia e não conseguia me conectar com os personagens porque muitas vezes não entendia. Mas esse livro é muito necessário para entender sobre como uma adolescente se sente em meio a descobertas da sua idade que são condenadas pela sociedade ao seu redor. A protagonista se sente culpada pelo o que é, o que sente e o que deseja, e esse livro é uma reflexão muito profunda sobre isso.
comentários(0)comente



Vasya - A Corsária 12/01/2021

Choque De Realidade É Uma Coisa Estranha

"O mundo é quase pacífico
quando você para
de tentar compreendê-lo”


#15 - Mesmo você conhecendo o costume e até ter vivido algo parecido a sensação de levar um soco no estômago ao ler é muito grande, realmente nas primeiras páginas eu já estava entendendo porque meu escritor favorito falou que esse livro era potente.
Eu passei raiva e amei na mesma intensidade e isso é incrível, todos os personagens foram bem construídos ao ponto de você se importar com eles e não perder a vontade de ler.
Esse livro tem muitos pontos interessantes para serem debatidos, nossa eu queria salvar a Xiomara em muitas partes - queria salvar todas as mulheres do mundo na verdade - muito agoniante as coisas que ela passa e na metade delas ela era só uma criança, homens são muito nojentos e a mentalidade de que é por causa da roupa ou porque tem o “corpo pro pecado” é muito pior, sério eu mesma queria descer a porrada em geral por ela. Ainda tinha a mãe da Xiomara, ela é um elemento que eu ainda não sei o que sentir, raiva? Ódio?? Pena??? Não sei, o que sei é que não consigo aceitar e nada no mundo vai me fazer perdoar ela ou as coisas que ela fez, acho incrivelmente desrespeitoso alguém achar que tem o direito de destruir ou queimar algo que não lhe pertence só porque você é o responsável ou porque tem mais poder. E ainda sobre esse ponto vou ser sincera, achei o final muito corrido, como a mãe dela não pede desculpa e fica tudo bem?? “ela se abraçaram” okay… mas só um abraço conserta tudo e vida que segue?

Enfim para um livro que quero ler a quatro anos a experiência foi muito boa, recomendo.
comentários(0)comente



Lorrany 09/01/2021

"E eu penso em todas as coisas / que poderíamos ser / se ninguém tivesse dito que nossos corpos não foram feitos para isso."
Não sei nem se estou preparada para escrever essa resenha. Nunca me senti tão abraçada por um livro de poesias quanto me senti lendo nesse. Talvez seja por que eu nunca consegui gostar da poesia que me era apresentada na escola e na faculdade, por não conseguir entender nem me relacionar com esse tipo de obra. Mas com esse livro, foi diferente. Eu já li "Daqui pra baixo", do Jason Reynolds e também gostei muito, mas com "A Poeta X" eu senti algo diferente que nem sei explicar muito bem o que é. Nas poucas horas que eu precisei para terminar a leitura, eu tive um mix de emoções sendo despertas dentro de mim, ria e chorava ao mesmo tempo e, o mais importante, eu entendia. Nunca tive problema com a minha mãe e sempre tive a liberdade de expressar como queria, mas alguma coisa na Xiomara me fez entender, entender quem ela era e os motivos de ela ser assim. Fico muito feliz de ter colocado esse livro na minha meta de leitura desse ano, queria conhecer a escrita da autora e sinto que comecei pelo caminho certo.
comentários(0)comente



Tábita | @resenhascomcafe 06/01/2021

Calma, respira.
O que foi esse livro pra mim? Gente não estava preparada viu. Tiveram partes dele que foram gatilho pra mim, então chorei, respirei e continuei. Xiomara tem uma relação bem conturbada com a mãe, pois elas são muito diferentes e muito iguais e foi isso que me pegou bem pegada. Elizabeth Acevedo sempre maravilhosa na sua escrita, espero ler mais livros dela esse ano e que tragam mais livros dela para o BR, amém. Só leiam.
comentários(0)comente



Ana.Beatriz.14 30/12/2020

Era um favorito
Me lembro de considerar um dos meus livros favoritos da vida, até que decidi reler ele, com outra cabeça e maturidade...
Simplesmente não consigo engolir ele mais, reli até a página 166 (tudo em uma noite kk) e infelizmente ele já não é um favorito...
Isso acontece, nós mudamos e nossos gostos também. O livro em si é bom, apenas não me identifico mais com ele.
comentários(0)comente



danisnilo 04/12/2020

Que forte! A história de Xiomara me rendeu vários arrepios. O livro é narrado de forma simples, em versos, mas muito poderosa.
comentários(0)comente



Ale 21/10/2020

Somos apenas histórias
Estava plena um dia navegando pela minha lista da Amazon e me deparei com esse livro por um preço camarada, história interessante contada por poemas, com uma protagonista que escreve poemas, fui obrigada a comprar a Poeta X, da poeta e escritora Elizabeth Acevedo. O livro acompanha a vida de Xiomara Batista, uma guria afro-latina, frustrada com a sua família, com seus relacionamentos, com o mundo sempre tentando a pôr em uma caixa fechada repleta de rótulos. Ela joga suas palavras em um caderno de couro preto dado por seu irmão gêmeo, o mantém escondido de sua mãe extremamente religiosa que a força a se reprimir constantemente. A seguir seus passos na Igreja, a ser pura e aprisionar seus pensamentos em sua própria mente. A narração é inteiramente em forma de poemas e haikus, o que me levou a procurar mais sobre essa forma poética milenar japonesa. Ao ler a história de Xio, eu me senti representada, senti que poderia atravessar a barreira do papel e abraçá-la. Posso não ser uma dominicana que imigrou para os EUA, com uma vida cheia de regras e deveres, que sofre com assédio na escola por ter curvas ?perfeitas?, mas isso tudo são características de uma vida e eu possuo uma com alguns traços diferentes como todo mundo que têm coisas em comum com alguém. O que me conectou foi a escrita reclusa que ela domina, um confidente que a acolhe nos momentos difíceis, seja para desabafar sobre um dia ruim na escola ou para expressar o que a incomoda no mundo. Eu faço o mesmo, poderia fazer parte do clube de poetas com ela, tudo que me impede de abraçá-la e trocar prosas é um pedaço de papel.
Logo esse livro me marcou por mostrar a luta de uma guria presa em seu próprio mundo, só com a escrita para lhe dar liberdade, só com o tempo ao seu lado para a ajudar a proclamar suas poesias às pessoas ao seu redor. Uma força maior me dominou, como a dominou, algo que só os que falam com as palavras verdadeiramente entendem. Aqueles que suam ao falar em público, mas fazem um show espetacular em algumas linhas. Aqueles que lutam contra um mundo machista e retrógrado, que tenta esmagar um poeta, que tudo que faz é aliviar o peso da realidade e da vida, que sopra um vento no rosto de cada pessoa que para para escutar um poema. Afinal, somos apenas histórias.
comentários(0)comente



Joanne 25/09/2020

Sabe aquele livro que te conquista sem esforço? É esse livro! A autora soube usar com mestria as palavras, e acho que esse é o maior dom de um bom escritor. Um enredo simples mas que foi tão tão tão bem contado que nos faz ficar apaixonados.

Ele também tem representatividade dos imigrantes, LGBT e protagonismo negro, se você ainda não leu, leia! Tenho certeza que assim como eu, você se sentirá motivada a sair escrevendo seus pensamentos por aí
Rafaela 20/03/2021minha estante
Moça faço pra ler????


Joanne 24/03/2021minha estante
Ele está à venda na Amazon, como são poemas é ótimo ter o livro físico :)




Júlia | @umgirassolliterario 14/09/2020

“E quanto mais eu escrevo, mais corajosa me sinto”
.
Xiomara vive no Harlem com a família e, conforme seu corpo vai se desenvolvendo, ela sente que não tem mais voz. Pelos olhares dos outros moradores do bairro e de sua própria mãe, ela se sente culpada por essas transformações físicas. É quando ganha um caderno de seu irmão gêmeo que começa a escrever seus sentimentos em forma de versos.
.
“Tarde da noite eu escrevo, e
as páginas do caderno incham
com todas as palavras que gravei nelas.
É quase como se
quanto mais machuco as páginas,
mais rápido algo se cura em mim”
.
Uma leitura rápida, mas muito forte e impactante. Aborda temas como religião, amizade, amor, respeito, autoestima, empoderamento e esperança.
.
“Esperança é uma coisa com asas
Embora eu duvide dela,
a espeança voa
para cada canto de mim.”

site: https://www.instagram.com/p/CBO3f1CjLrC/
comentários(0)comente



75 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5