Você acredita mesmo em amor à primeira vista?

Você acredita mesmo em amor à primeira vista? Fabi Santina




Resenhas -


67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Kel 16/01/2019

De amor a primeira vista não tem nada
Então... acho que o livro ficou na categoria de ruim pra regular. Ao decorrer das linhas desse livro eu não conseguia ter empatia pela protagonista nem pelo seu amado. Ela o transformou num embuste aproveitador e se transformou numa trouxa ingenua. E eu vivi a adolescência na mesma época que ela então eu tentei usar a empatia e tentar pensar como eu agiria no lugar dela e seria completamente diferente. Alem disso, o titulo não tem nada a ver com o livro, de vdd, o livro parece mais uma especie de diário, com detalhes de coisas que saciam a curiosidade de leitoras avidas por informações de pessoas famosas, mas pra mim foi só um desconforto desnecessário saber de coisas extremamente particulares, td bem que não tinha tanto detalhes, mas foi desconfortável saber da relação dela com sua sogra, que também foi transformada na megera, quase a bruxa má da branca de neve. Eu sei que isso tudo é importante porque foram motivos pra narrativa continuar, porém talvez essa narrativa não devesse mesmo ter continuado, ou lançado. Com um terço do livro não sabia se o abandonava, mas queria saber o que tinha acontecido e pensei que ela realmente falaria sobre como ela descobriu o amor próprio, mas foram linhas bem supérfluas, e deveria ser um livro ou sobre o amor a primeira vista ou sobre como ela construiu seu amor próprio, e não vi nenhum dos dois no livro, me senti meio enganada. E definitivamente depois desse livro não acredito em amor a primeira vista, isso não existe, o que existe é interesse, pra se ter amor você tem que comer 1 kg de sal com a pessoa, o resto é obsessão, que foi outra coisa frustrante pra mim, pois em muitos momentos ela invadia a privacidade do Leandro, olha se você tem que fazer isso no seu relacionamento: termine, se não tem confiança não tem relacionamento. E a única coisa que eu aprendi nesse livro é que a vidente dela é incrivel, passa o contato.
Cindy 28/03/2019minha estante
Querendo o contato dessa vidente também kkkkkkkk


vickfarina 08/06/2020minha estante
O livro tem continuação. Provavelmente ela fala sobre amor próprio pois o livro é baseado em fatos reais


lélinhaa 10/06/2020minha estante
Concordo com cada palavra. A julgar pelo nome do livro esperava algo mais significativo, infelizmente me decepcionei.


Mozinho 05/07/2020minha estante
Eu simplesmente amei o livro, sofri junto com ela (gosto de livros que faz sofrer um pouco) e depois de superar a alto estima tudo pode acontecer. A espera da continuação...




Lua 03/05/2020

Comecei a ler por acompanhar a Fabi mas confesso que não gostei do livro. Tem uma escrita fraca e muitos detalhes que na minha opinião não agregam a história, só fui até o final por "obrigação" de terminar de ler.
Percebemos a falta do amor próprio e sentir raiva do Leandro é inevitável.
Mas já sabemos como essa história termina.
comentários(0)comente



Alaine.Soledade 10/06/2020

Livro baseado em uma história real que mostra o início do relacionamento entre Fabi e Leandro.
comentários(0)comente



Admeire 07/04/2020

Você acredita mesmo que sofrimento é sinônimo de amor?
Escolhi falar sobre o livro da seguinte forma: primeiro fiz um breve resumo e depois abordei as MINHAS impressões, que dividi entre pontos positivos e negativos.
Breve resumo: O livro conta a história da Fabi, pelo que entendi é também a autora do livro. Nesse livro, ela conta uma história de um relacionamento supostamente amoroso que teve início em sua adolescência e perdurou até o início da juventude. O foco do livro é o relacionamento em questão, mas também aborda aspectos familiares e o desenvolvimento profissional da personagem.
Minhas impressões: como ponto positivo destaco a forma de escrita, pois a autora consegue ser bem cativante. Além disso, como fui adolescente quase na mesma época, pude sentir muita nostalgia durante a leitura, e consegui me transportar para aquela realidade, mesmo sendo geograficamente e financeiramente bem diferente da minha. A leitura é fluída e passa a sensação de que estamos tendo uma conversa entre amigas.
Pontos negativos: No que se refere a narrativa, confesso que fiquei perdida quando ela apresenta alguns personagens do nada, como por exemplo: o pai, o irmão e a avó. No decorrer da leitura, fica claro que essas pessoas são extremamente importantes para ela, no entanto, foram apresentados quase de surpresa durante a leitura. Outros personagens também muito importantes, a meu ver, eram os doguinhos. No final do livro, eles têm um papel primordial na vida dela, mas antes disso, eles não são mencionados em nenhum momento. Acredito que se cachorrinhos tivessem sidos introduzidos na história antes, teríamos uma dimensão maior das características da personagem central e da dinâmica familiar.
Outro ponto negativo, o livro retrata um relacionamento extremamente abusivo que está sendo vendido como "construção do amor próprio". É fato que ela fala sobre a importância de se amar, de se valorizar e da importância do autoconhecimento, todavia, a personagem trilha um caminho de insegurança constante. A descrição dos fatos nos deixa visível que ela está sofrendo. E, mesmo ela dizendo que mudou, que não atendeu a uma ligação do Leandro e que passou o dia todo com a irmã e amiga sem se lembrar dele: ela só apresenta as características de relacionamento abusivo.
Não é tipo de literatura que normalmente leio, mas não me arrependi de ter lido, inclusive, penso na importância desse tipo de livro ser ponto de debates em rodas de leitura, com pessoas de formações distintas para apresentar uma visão crítica sobre esse tipo de relação. A quantidade de pessoas que leu e se identificou com a história, demonstra o quanto a nossa sociedade está legitimando o sofrimento como forma de amor e/ou a quantidade de relacionamentos doentes que existem por aí.
Se conselho fosso bom não se dava, se vendia: mas aí vai o meu. Meninas (os), não aceitem o sofrimento como etapa normal em um relacionamento. Não somos obrigadas (os) a aturar uma Fera para encontramos lá dentro dele um príncipe encantado. Acredito na mudança das pessoas, sim, claro que sim. Mas a terapia com profissionais capacitados está aí para isso, não é mesmo!? Não existe romantismo em relacionamento abusivo.
Obs: Não tenho a intenção de ofender a autora, compartilho aqui a minha OPINIÃO enquanto leitora.
comentários(0)comente



Gabriele 11/05/2020

Uma reflexão sobre as faces que um amor pode assumir
Em uma das minhas passeadas pelo youtube, descobri que a Fabi Santina, tinha escrito um livro, na verdade, o que me motivou a ler essa história foi a minha grande curiosidade para saber porque todo mundo tava com um pé atrás com o Leandro, um dos personagens principais do livro, que hoje é casado com a Fabi.
Bom levada pela minha curiosidade, comecei a ler o livro do final haahah, mas confesso que a história me instigou a lê-la desde seu início, até porque pra entender tudo, tem que ler do início mesmo ahahhaah.
Gostei bastante da história, e da maneira leve da escrita, como se estivesse falando com uma amiga conhecida, me identifiquei em alguns momentos, com as reflexões trazidas pela autora. Me lembro de mandar prints para amigas, pensando, como alguns acontecimentos e conclusões acerca de relacionamentos e do amor trazidas por ela, fora algo que eu, conhecidas, e outras pessoas já passamos e ou ainda irão passar. No meu caso, não deixei as coisas se arrastarem tanto tempo como as que ocorreram no livro, porém, ler alguns pensamentos, ajudam a reconfortar e repensar muitas coisas que já aconteceram, e o porque delas serem assim.
Em resumo, Fabi conta a história de um amor que ela conheceu quando tinha 15 anos, e desde então foram muitos, mass muitos, altos e baixos. Quando você acha que tá tudo andando, a maré tá a favor, vem uma onda enorme e volta todo mundo pra praia, e começa a remar tudo de novo hahahahahha. A autora, que narra tudo o que passou com o Leandro, na época seu namorado, que também não era tão namorado. Conta ainda os momentos que passaram juntos, pasmem foram muitos, mais de 5 anos, até a vida desses dois entrar em sintonia.
Apesar de estar ansiosa para o próximo livro, após aquele epílogo das flores, para saber o desfecho de toda a história, creio que o livro se mostrou um reconforto e uma auto análise, até que ponto chegamos, e suportamos coisas em nome do tal do "verdadeiro amor"?
Recomendo a leitura, é uma história de amor, e desamor, do crescimento de alguém que se permitiu viver um amor, e da vontade de que desse certo. Ainda temos momentos memoráveis dessa casal, e tretas daquelas que você já imagina, a personagem tascando a mão no telefone e descendo a lenha hhahahah. Momentos os quais, você quer aplaudir a autora pela atitude, e alguns você quer pegar ela na mão e falar "Amiga, deixa de ser trouxa viu?" ahhahaha
Com relação ao grande ódio que alguns sentem do Leandro e de sua mãe no livro, creio que após ler o prólogo do livro e ver como é o relacionamento da Fabi hoje, consegui compreender que são coisas que acontecem na vida real, e que o perdão, o diálogo e a compreensão por muitas vezes podem nos fazer ver as coisas por outros ângulos. Bom temos aqui uma visão de uma mulher e de seus sentimentos desde os 15 anos ao dia de hoje, ainda com um toque do pensamento atual e amadurecido da autora nos dias atuais, que nos fazem entender que por muitas vezes a vida nos surpreende.
Por fim, creio que o livro é como um desabafo, uma vontade de compartilhar a vida como ela é, e talvez tentar compreender melhor as coisas, em uma visão mais adulta do que já foi, e de que não devemos nos anular por um amor, ainda que ela tenha sido a primeira vista!
comentários(0)comente



Janinha 03/07/2020

Amor e ódio em uma história só!
Um resumo desse livro... Ranço do Leandro kkkk, gente do céu, não sei como a Fabi teve tanta paciência e persistência, pois vou falar eih? Que cara mais sem noção! Mas, enfim... É um livro bem gostosinho de ler, daqueles que você fica ansioso pelo que vai acontecer nos próximos capítulos! Acompanho a Fabi há muito tempo e me lembro bem dessa fase do término do seu relacionamento, achei bacana ela contar a sua própria história! É um livro bem menininha (eu amo), recomendo pra quem (assim como eu) gosta! ??
comentários(0)comente



Aninha 30/03/2019

Decepção
De tanto falarem e acabar indo parar na lista de best sellers nacionais, acabei dando uma chance. Mas foi pura perda de tempo. Como fanservice o livro atende, agrada os fãs que querem saber mais de sua ídola, e ponto.
A leitura é rasa, parece o tempo todo que uma pré adolescente está narrando, a história é super estimada e sem nada de novo. Não consegui ter empatia por ninguém a não ser a Nina por aturar o cunhado traste e apoiar a irmã que insiste no embuste.
Esperei até o final por alum plot twist onde ela se descobre forte e passa a se amar e respeitar mais. Mas não, o fim é ela chorando ainda mais. Não recomendo para ninguém.
comentários(0)comente



Lúúh_Andrade 15/03/2020

Você acredita mesmo? Tenho minhas dúvidas?
Gente o Leandro é um idiota, queria muito saber o quê ele fez pra eles voltarem. Mais eu realmente amei o livro, a personagem, é como ela aborda o assunto, como o livro conversar com agente. Super recomendo.
Drys 04/04/2020minha estante
Também achei o mesmo sobre o Leandro KKKkk se fosse comigo já teria terminado com ele a muito tempo kk


Drys 04/04/2020minha estante
Tô doida pela continuação




lélinhaa 10/06/2020

Não acredito em amor à primeira vista!
Achei que o livro teria um conteúdo mais significativo devido ao título bem feito e curioso, mas infelizmente não. É apenas um livro bobo de um romance juvenil brasileiro. Fiquei um pouco pásmen em saber que é um best seller brasileiro, é um livro muito informal e se baseia basicamente no relato da vida amorosa de uma jovem paulistana de vida boa. O livro contém tanto clichê que é difícil pensar que se trata mesmo de uma história real. Mas enfim, deixando de lado as críticas, até que a história como um todo é envolvente e divertida, a autora escreve com clareza cada momento e é difícil não imaginar as cenas. Quase abandonei o livro por ter me decepcionado com o conteúdo, mas lendo até o fim pode ser interessante, como por exemplo, concluí que amor à primeira vista é besteira e que se você quer ter um amor para a vida você precisa lutar por ele e saber fazer boas escolhas no seu relacionamento.
Obs:: Não tem como não se irritar com a garota, ela só chora e é mimada demais.
comentários(0)comente



Victoria Guará 16/02/2020

Curioso
comentários(0)comente



Fernanda 16/06/2020

Ohhh sofrência
Mano, q livro! Chorei horrores, me coloquei no lugar da Fabi mts vezes e meu deus acho q n aguentaria passar por td q ela passou, mas admiro ela ter conseguido enfrentar a vdd (apesar da demora?).
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Aninha 06/06/2019minha estante
vc resumiu bem minha opinião. Exatamente isso.




Dandha 02/07/2020

É bom!
Diferente de muitos livros de blogueira, traz uma história interessante e que nos prende.
É notório pela construção que não é o livro mais bem escrito do mundo, mas também vemos toda a emoção da Fabi em cada palavra. E como é o primeiro livro dela, que não tinha experiência com isso, superou as expectativas!
Além de que, apesar de ?já sabermos? a continuação na vida real, deixa um gostinho pro segundo livro!
comentários(0)comente



ladybird 13/02/2020

Bom.
Peguei um ódio imenso do Leandro. Nem acreditei quando eles se casaram no final do ano passado. Cara chato.
Marie 13/02/2020minha estante
Eu tbm, quando terminei de ler fui buscar ela no Instagram e fiquei de cara que ainda estavam juntos




67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5