Floresta dos Medos

Floresta dos Medos Emily Carroll




Resenhas - Floresta dos medos


49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Duda 02/11/2020

Floresta dos Medos
Li em mais ou menos uma hora! Uma HQ que apesar do lado sombrio, é muito leve, ótima para passar o tempo e sair de uma ressaca. Com certeza darei para os meus filhos lerem ?? Recomendo, fora que a darkside é espetacular como sempre!
comentários(0)comente



Ica 02/10/2020

Medos
Sabe aquelas histórias com final meio aberto, que deixam você pensando no que aconteceu? Agora imagina de terror... Amei o foco no medo subjetivo, da mais calafrios! Recomendo ler a noite e no escuro da luminária.
comentários(0)comente



Susan.Appilt 18/07/2020

Essa Graphic Novel possui cinco contos de terror com ilustrações incríveis! Eu não achei muito assustador, mas adorei a criatividade e a abordagem dos contos.
comentários(0)comente



Serena 02/10/2020

Muito bom, não entendi
É um ótimo livro para se passar o tempo.

Achei as ilustrações maravilhosas e gostei muito dos contos, mas não entendi direito qual a finalidade do livro, pensei que ficaria com medo de algumas histórias, mas não, apenas consegui admirar o belo traço da autora.

Se for ler, não leia o livro todo de uma vez!
comentários(0)comente



Beatriz 28/03/2019

Terrível e lindo
Eu achei que ia ser mais lúdico, mas não foi.

Personagens antigos e atuais em histórias criativas e aterrorizantes estrelam 5 contos nessa HQ, os desenhos são muito lindos e macabros e o texto é bem feito.

Gostei de como cada personagem é diferente um do outro, mesmo não tendo diversidade de etnias no elenco (tenh prestando muita atenção nisso ultimamente)

Eu apenas queria que em algum ponto as histórias se conectassem todas como foi no livro O Vilarejo do Montes, espero que a darkside publique mais dessa autora premiada que fez por merecer. Gostei do que li, acho que posso ter pesadelos inclusive.
comentários(0)comente



Ju Hirata 04/10/2020

Eu amei demais essa leitura.
Me apaixonei pelas histórias, pelas personagens, pelos traços e pela arte, pelas sensações que ele me trouxe.
Amei tudo e não consegui parar de ler.
comentários(0)comente



Amanda.Cristina 08/04/2020

Um terror muito competente com ilustrações lindas, maravilhoso!
comentários(0)comente



Rafael 18/02/2020

Excelente livro com ilustrações muito bem feitas. Poderia ser um pouco mais longo, mas muito bom mesmo assim.
comentários(0)comente



Dhiego Morais | @liemderry_ 13/07/2020

Motivos para ler
Emily Carrol é uma importante quadrinista canadense contemporânea, dona de uma série de quadrinhos curtos publicados em seu site e em diversas antologias. Graças ao seu trabalho de estreia, Floresta dos Medos debuta brilhantemente com prêmios de peso, tais como o desejado Eisner e o British Fantasy Award.
Pelas mãos da amada Caveirinha, Darkside Books, os leitores podem aguardar um lançamento primoroso, produzido com todo o carinho e, claro, no padrão de qualidade da editora, já amplamente conhecido pelo público.
Então, por que ler esse quadrinho? A seguir eu te apresento bons sustos, digo, bons tópicos para que você decida se deve se jogar nessa história.
SUSTO N° 1: QUANDO O MACABRO VESTE O GÓTICO E O VITORIANO
Uma das coisas mais interessantes nesse quadrinho é a habilidade de Carrol em tecer suas histórias com um mesmo fio na cor do gótico e vitoriano. Com temas diversos, a ambientação segue com ares próximos do macabro, ponto curioso que gera não os sustos gratuitos tão convencionais do cinema, mas promove a germinação de um medo que se enraíza e devora o emocional pouco a pouco.
SUSTO N° 2: CINCO HISTÓRIAS E UM POUCO MAIS
Em seu álbum de estreia, a autora entrega aos seus calorosos fãs uma coletânea de 5 histórias recheadas de suspense, que versam desde os perigos de ficar sozinho em casa, em noite de nevasca, até as estranhezas de se conhecer pela primeira vez a noiva de seu irmão mais velho, após um tempo solitário no internato. O sobrenatural conversa surpreendentemente bem com as mitologias cotidianas, os medos sorrateiros de ser, de fato, humano.
Ah, sim, além das cinco histórias assustadoras, Floresta dos Medos conta com uma historinha curta chamada Uma Introdução, que traduz sombriamente a posição de ser leitor. Por fim, há também uma Conclusão, que resgata o teor macabro das histórias de Era uma vez.
SUSTO N° 3: ARTE QUE HIPNOTIZA
Emily Carrol é uma quadrinista experiente e sabe bem como desenvolver sua arte para que aproveite da melhor maneira do que o roteiro deseja transparecer. Sendo assim, o leitor de Floresta dos Medos deverá encontrar ilustrações cartunescas bastante expressivas, que abusam dos tons mais escuros e dos sombreados para personificar o gótico e o macabro. O letreiramento invade quadrinhos e se distorce e se contorce com frequência, tal como um sussurro ou um murmúrio do além. Não é difícil mergulhar de cabeça na história com uma combinação tão agradável.
SUSTO N° 4: SENSAÇÕES ESTRANHAS
O medo nas histórias de Floresta dos Medos é bastante subjetivo e até mesmo imagético. O risco da dúvida, do “e se isso fosse verdade ou realmente acontecesse” alimenta os motores da mente que trabalham para desestabilizar o subconsciente. Carrol sabe bem como ilustrar seus contos de terror e entende que o susto e o medo não são resultado de cenas grotescas ou de um banho de sangue, mas sim da capacidade de promover, de estimular sensações estranhas naquele que lê, naquele visualiza. A incapacidade de explicar os motivos de tais medos, assim como a furtuidade desses acontecimentos somente agrega no resultado esperado: a germinação de uma verdadeira floresta de medos no coração e na mente do leitor.

Não são sustos para que você pule do sofá ou pare de balançar os pés na cama. Em Floresta dos Medos, cada cantinho pode acomodar uma série de pesadelos; cada olhar, um desejo de assassinato. Se estiver preparado, entre na floresta. No fim, talvez você volte ileso.


site: https://skullgeek.com.br/resenhas/4-sustos-para-te-encorajar-a-ler-a-floresta-dos-medos/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Suna 25/10/2020

Terror subjetivo
Finalmente achei algo de terror no estilo que eu gosto e não apenas tripas e sangue jogados por aí.
O livro tem 5 histórias distintas entre si mas a minha favorita foi a segunda (a mulher das mãos frias) e talvez a última mais pela conclusão que fiquei na cabeça.
Recomendo pra quem gosta mais de um horror piscicologico que algo realmente assustador em si.
O traço da autora é perfeito já junta o fofo com horror, as expressões dos personagens ajuda muito nessa construção toda e a cada história ela muda levemente o estilo para se encaixar mais com a história em si.
comentários(0)comente



Bruna 06/07/2020

Floresta dos Medos
5 contos medonhos que deixam a gente com vontade de saber mais em cada historinha contada. Trabalho primoroso da Emily Carroll, vale demais a leitura.
comentários(0)comente



Outono 23/08/2020

Passeio na Floresta
Floresta dos Medos é uma incrível Graphic Novel que brinca com os sentimentos, o medo do escondido e do que espreita. Emily Carroll nos conduz através de cinco contos independentes (além da introdução e conclusão) interligados pela presença de uma floresta, o cerne de todo o terror, explorando as relação dos personagens, os medos e anseios e em como ao mesmo tempo que nos repele somos atraidos para eles, para o meio da floresta.
comentários(0)comente



Clarissa 22/08/2020

Bom
O livro reúne 5 contos. São bem interessantes e deixam um gostinho de quero mais. Não são aterrorizantes, mas cumprem o seu papel no gênero. Vale ressaltar que os contos não possuem necessariamente um final redondo, explicado (como alguns podem querer) e não há correlação entre eles. As ilustrações são muito bonitas.
comentários(0)comente



MALU @amor_porleitura 19/06/2020

Em floresta dos medos , temos cinco histórias, cada uma delas , trazem um pitada de algo sombrio e sobrenatural, algumas são de dar medo, outras nem tanto.

As ilustrações são impecáveis.
comentários(0)comente



49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4