Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos 2018 #4

Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos 2018 #4 Ana Ferreira
Roberto de Andrade Martins




Resenhas - Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos 2018 #4


1 encontrados | exibindo 1 a 1


Thiarlley 24/11/2018

Um prazer ter participado da Antologia!
Participar da Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos da Porto de Lenha Editora era um desejo forte desde 2016. Escolhia sempre o mesmo texto e sempre sofria com a quantidade de laudas e o valor da inscrição que ficava um pouco salgado. Mas esse ano, após uns momentos de bad (e a crônica foi, inclusive, postada aqui) resolvi tentar, com o texto de sempre, e não é que passei?

O texto publicado foi o “Três Anos” (aqui no blog com o nome em inglês, Three Years) e a maioria dos contos e poesias publicadas na Antologia seguem o estilo de drama, seja pessoal, romântico, familiar ou na amizade. Engraçado pensar que nós autores(as) costumamos escrever muito mais sobre dores (nossas ou não) do que alegrias. Talvez, a dor seja mais fácil de ser colocada em palavras – e, mais fácil ainda, de tocar as pessoas. O texto vencedor foi “O movimento leve” de Wlange Keindé e, sendo bem sincera, foi mais do merecido. O exemplar da Antologia contém contos e poesias incríveis, não gostaria de estar na pele dos juízes no momento da escolha. HAHA

O teor dos contos e poesias ser semelhante trouxe uma sensação agradável na leitura, apesar de a grande maioria tratar sobre dor. A dor é sentimento necessário na vida, mesmo que a gente não goste de admitir – e nem de sofrê-la. Porém, quanto mais falamos, escrevemos, gritamos a nossa dor, mais fácil se torna passar por ela. Para mim, essa foi a sensação durante a leitura: o livro é um grande compartilhar de dores. E isso foi bom.

Sou feliz por ter participado desta edição e espero participar de várias outras. O livro está disponível para venda no site da editora e também já está presente no skoob. Quem já leu ou tem interesse em ler, dá uma passadinha por lá e ajuda a fazer conhecida a arte de autores por todo esse país. Somos muitos(as) e, quanto mais nos apoiarmos, mais conhecidos seremos.
comentários(0)comente



1 encontrados | exibindo 1 a 1