A Filha do Rei do Pântano

A Filha do Rei do Pântano Karen Dionne




Resenhas - A Filha do Rei do Pântano


101 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Thaís Furlan 03/08/2020

Sobre ser forte e assumir seus sentimentos para si mesmo...
Helena é a filha do rei do pântano, um descendente de indígena norte americano que sequestrou sua mãe ainda jovem, a estuprou e manteve em cativeiro por mais de uma década.

Mas Helena cresceu e conta sua história enquanto tenta encontrar seu pai, que fugiu do presídio e está atrás dela...

Um livro forte, que fala sobre superação, achar seu lugar no mundo e, acima de tudo, aceitar seus sentimentos como eles são.
comentários(0)comente



mandi 02/08/2020

terminei esse livro na completa força do ódio, tipo MESMO
eu entendo tudo que aconteceu com a Helena na infância dela, entendo que pra ela desfazer a imagem que foi criada do pai dela ao longo dos 12 anos dela foi difícil. mas ainda é assim fica muuuito difícil, pelo menos pra mim, não ficar com raiva enquanto a Helena descreve o pai dela como uma pessoa que ela tanto adora e admira, porque a gente já sabe do que ele é capaz e consegue ir descobrindo cada vez mais enquanto ela descreve a vida dela no pântano.

essa leitura foi extremamente demorada porque eu simplesmente não suportava o pai dela, eu sentia uma raiva completamente desproporcional, já que era só um livro. sentia também uma raiva muito forte da forma como a Helena era indiferente e menosprezava a mãe e tudo o que ela fazia, mas eu sei sim que tudo isso foi manipulação do pai dela, ainda assim era muito difícil de engolir.

apesar da escrita da autora nos dar personagens bem tridimensionais, que é uma coisa bom, tendo em vista as reações físicas que esse livro me causou. essa mesma escrita é meio maçante e me deu super vontade de abandonar o livro, acho que 60% do livro são descrições do pântano, sobre como ela caçava, enfim, coisas que são sim importante pra construção de todo o cenário e tal, mas calma lá, né meu anjo??

enfim, como já diria Geek Freak "muito bom, três estrelas"

e eu queria saber também o que acontece com o Rambo no final :(((
comentários(0)comente



Hugo 22/07/2020

Conflitos emocionais criados pelos laços de sangue.
Karen Dionne foi cutucada no meio da noite por uma menina. Não era sua filha. Não era um fantasma. Muito menos invasão de propriedade. Era uma personagem com um relato de sobrevivência. De uma infância disfuncional a tentativa de viver uma vida considerada normal, Helena foi fruto de um crime bárbaro e agora precisa acertar as contas com o passado. O seu pai, tratado como uma figura mítica, fugiu da prisão e está em rota de colisão com a família dela.

‘A filha do rei do pântano’, lançado em 2017, é o quinto e mais recente livro de Karen Dionne. Uma senhora de 67 anos, cabelos grisalhos e óculos com armação de vovó, mas que faz parte de uma associação para escritores de romance policial, suspense e terror. A história trata de sensacionalismo, a insistente luta contra uma violência hereditária e os conflitos emocionais criados pelos laços de sangue.

Na entrevista de promoção do seu livro, Karen reflete: "No meu romance, Helena também é o produto de um inocente e um monstro. Geneticamente, ela é metade de sua mãe, metade de seu pai e, como a filha do Rei do Pântano no conto de fadas, ela luta com sua natureza dupla.". No final, esse conceito de dualidade faz pensar em quantas pessoas se torturam pelo passado dos seus antepassados.

O pior que a vida real não é um conto de fadas e o caminho para libertação pode ser marcada pela dor, mas também aprendizado. Isso que importa.

....

Você pode ler a resenha completa no 'literato', um blog que busca relacionar temas atuais à literatura, apresentar dicas de escrita criativa e compartilhar minhas histórias.

site: https://medium.com/literato/a-filha-do-rei-do-p%C3%A2ntano-de-karen-dionne-f1d68bd4edff
comentários(0)comente



Deise Cristina 22/07/2020

Grata surpresa
Comecei a leitura sem muita expectativa, mas fui envolvida pouco a pouco em uma história surpreendente.
comentários(0)comente



Deza 18/07/2020

Não sei como dizer o que estou sentindo. A leitura, é exatamente como livros de mistério e ficção histórica propõe: um equilíbrio entre partes que vc não consegue largar e partes que tudo é monótono. Mas, nesse livro, diferente de tudo que já vi, o que acontece no presente não chega nem perto do que acontece no passado. Uns 75% do livro Helena conta como sua vida era e os outros 25% ela persegue o pai, no fim, o passado dela é muito mais interessante de ser do que o presente, e, no presente, as coisa acabam de uma maneira que não consegui decidir ser boa ou ruim. No fim, o livro é bom, mas tem tanto trauma envolto que vc fica com mais choque do que aproveita a leitura.
comentários(0)comente



Jamily 15/07/2020

Bom?
Este livro me deixou dividida. Por um lado, acho a ideia da história muito boa. A temática é inovadora, a história é boa e tem uma estrutura excelente. No entanto, me vi tendo muita dificuldade em terminar o livro por conta da narratividade arrastada. A execução falhou um pouco, deixando a obra pesada até nos momentos eletrizantes. Mesmo assim, acho a leitura muito válida pelas questões levantadas de forma brilhante pela autora.
comentários(0)comente



Luís @l.pmiguel 30/06/2020

Tema pesado
Livro muito bem escrito, que trata de um tema pesado.
Tipo de texto que você foca quando está lendo e fica pensando nele quando está longe.
Muitos detalhes de culturas, geografia, fauna e flora.
Faço ressalvas, apenas, à adoração da personagem ao pai (mas falar sentido, sob o viés psicológico) e às caças (sou avesso ao tema, mas compreendo sua utilização no enredo).
Vale, muito, ler!
comentários(0)comente



Marcinha 26/06/2020

Assustador e incrivelmente rico em detalhes
Um dos thrillers sobre psicopatia mais intrigantes que já li. A narrativa da autora causa muitos sentimentos na gente. Impossível imaginar tudo o que foi relatado.

O que mais me surpreendeu foram as riquezas dos detalhes. A minha admiração pela personagem perdurará, a força dela é tão impactante como só uma filha do rei do pântano pode ser... Me surpreendeu e eu recomendo muito, mas se prepare pois em alguns momentos esse livro vai te fazer estremecer...

Parafraseando o The New York Times, de fato o livro é tão bom quanto um thriler deve ser.
comentários(0)comente



Luizaaa 25/06/2020

Que história incrivel
A filha do rei do pântano conta a história de uma menina que nasceu dois anos depois de seu pai ter rapitado a sua mãe e a levado pra viver no pântano, o pai sempre foi extremamente controlador mas mesmo assim ele ensinava ela tudo que ela sabia sobre caçar, coletar, e tudo que ela amava fazer no pântano e mesmo ela sabendo que ele era um cara mau ela mesmo assim amava ele, ela viveu nessa condição até seus 12 anos quando depois de escapar com sua mãe foi viver com os avós, hoje a sua vida no pântano foi tao escondida que nem o seu marido e suas filhas sabem que ela é a garota que foi criada no pântano que apareceu em tantos jornais da época, e ela vivia uma vida o tão normal quanto possível até o pai dela cknhecido como O Rei do Pântano escapar da prisão e a unica com tanto conhecimento sobre o pântano e que conhece ele tao bem a ponto de conseguir captura-lo é ela.
O livro contém pedaços da fabula A filha do rei do pântano de Hans Christian Andersen que tem tudo a ver com a história que se intercala entre a Helena( filha do rei do pântano)
Procurando o pai dela no momento atual e as lembranças da infância dela, eu não costumo ler thriller mas eu amei esse livro d mais, é incrível.
comentários(0)comente



Lú Aquino 07/06/2020

Livro de fácil leitura. História envolvente que faz o leitor não conseguir parar de ler.
comentários(0)comente



Luana 07/06/2020

Muito bom! A escrita é muito envolvente! Assustador as coisas que o rei do pântano faz
comentários(0)comente



Gio 02/06/2020

Assustador e instigante.
E se sua vida fosse uma mentira?
E se tudo que você amasse, fosse nascido do ódio?
E se tudo que você considerasse útil, fosse selvagem?
E se seu pai fosse um sequestrador?

A Filha do Rei do Pântano traz a história de Helena - a filha de um sequestro, e de uma série de estupros. Anos após descobrir a realidade sobre quem é e sobre sua família, Helena conseguiu construir a própria - com duas filhas, um marido, e um cachorro fiel, ela tem uma vida estruturada e feliz. Até que seu pai, que raptou e estuprou uma menina de 14 anos, sua mãe, foge da prisão.
A leitura é extremamente rápida ao passo em que o leitor se entrega para a história - a perseguição da filha atrás do pai, que não deixa rastros no pântano a menos que queira ser encontrado, é no mínimo instigante. Esse jogo de caça se torna extremamente intimidante e pavoroso, cada página tornando-se mais íntima e assustadora.
Com as passagens de lembranças de Helena, conhecemos um pai, que a criou da maneira que mais achava correta, e que lhe ensinou tudo o que sabia. Com as passagens do presente da protagonista, no entanto, conhecemos um assassino, que está se aproximando e pretende prejudicar sua família.
A Filha do Rei do Pântano é angustiante, e promete te roubar o ar nas partes finais da história.
comentários(0)comente



Isa 31/05/2020

Manual de como caçar (e afins) no pântano
Não costumo fazer resenha de quase nenhum livro, mas algumas pessoas precisam ver outras opiniões desse, diferentes das que tem aqui, isso teria me ajudado a não querer lê-lo.
Esse livro promete muita coisa, uma ?caçada de tirar o fôlego?, mas não tira fôlego hora nenhuma, pra mim foi só enrolação.
A história só fica no passado praticamente. Lógico que isso tem papel principal em mostrar como o psicológico e personalidade da personagem principal se desenvolveu com os anos. Mas a insensibilidade dela com a mãe em alguns momentos (e por incrível que pareça a sensibilidade com o pai) chegam a dar raiva.
E como eu disse no título, chega a ser quase um manual de como caçar, fazer armadilhas, tirar pele de animal.. de tipo viver no pântano. Fala disso além do que precisa. Muito além.
Não engoli a proposta do livro.
comentários(0)comente



Thay.Neves 24/05/2020

A filha do rei do pântano
A leitura é bem rápida, e gostosa. Tem vários flashbacks entre passado e futuro. Na minha concepção a história do passado é mais sólida, enquanto a do futuro é um pouco fraca. É um livro que surpreende e te deixa intrigada. Recomendo!!
comentários(0)comente



101 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7