A Filha do Rei do Pântano

A Filha do Rei do Pântano Karen Dionne




Resenhas - A Filha do Rei do Pântano


101 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Patricia Lima 04/03/2020

A Filha do Rei do Pântano
Esse livro me deixou muito em dúvida sobre o que eu achei dele, porque por um lado a leitura foi bem cansativa por apresentar muito mais relatos sobre o passado da personagem do que momentos de tensão sobre o que estava acontecendo no presente.

Mas por outro lado era interessante saber mais sobre o passado dela mostrando a conexão que ela tem com o seu pai.

Pois ele amava ela, ele criou e ensinou muitas coisas pra ela, e quando ela era criança ela não sabia a real situação que eles se encontravam, ela tinha uma visão totalmente distorcida da vida deles.

Principalmente também porque o pai dela era descendente de indígenas, então ela foi criada e estudou muito a cultura indígena.

A história dessa personagem é muito intrigante, mas eu esperava mais momentos de tensão com a situação do presente. Então acabou sendo uma leitura bem dividida entre pontos altos e baixos.
comentários(0)comente



Karidia Azevedo 21/04/2020

Dionne, Karen. A Filha do Rei do Pântano. TAG, 2018.
"(...) é preciso aceitar a responsabilidade por suas decisões, mesmo quando elas não têm o resultado que se esperava. Coisas ruins acontecem." (p. 270)
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bruno 11/10/2018

Sen-sa-ci-o-nal!!!!
Não conheci essa autora através de nenhum outro livro. Graças à TAG pude ter a chance de ler esse livro maravilhoso! Um excelente thriller psicológico reflexivo e profundo, que além de tudo é emocionante, angustiante que me fez devorá-lo em 2 dias tamanha era minha curiosidade. Eu precisava chegar no final. Nunca li nada que me intrigasse tanto. Amei o livro. Um dos favoritos do ano.
Jess 12/10/2018minha estante
Interessante como as opiniões diferem. Eu achei o livro um pouco raso. Se você gosta de thrillers, te recomendo Tess Gerritsen e Karin Slaughter, que são autoras que eu gosto muito.


Jess 12/10/2018minha estante
Eu achei o tema do livro pouco explorado, poderia ter mais fatores psicológicos envolvidos. Eu leio duas autoras de thriller que gosto muito e te recomendo: Tess Gerritsen e Karin Slaughter. Se ler algum livro delas me conta depois o que achou :)




Luana.Rosario 09/05/2020

Angustiante
História muito triste mas achei bem interessante a perspectiva de uma menina que foi criada por um psicopata. A escrita detalhista as vezes deixa a leitura cansativa mas também ajuda na construção dessa personagem tão complexa. A dinâmica do passado se encontrando com o presente é muito legal. Só achei que a autora pecou um pouco no final.
comentários(0)comente



Luís @l.pmiguel 30/06/2020

Tema pesado
Livro muito bem escrito, que trata de um tema pesado.
Tipo de texto que você foca quando está lendo e fica pensando nele quando está longe.
Muitos detalhes de culturas, geografia, fauna e flora.
Faço ressalvas, apenas, à adoração da personagem ao pai (mas falar sentido, sob o viés psicológico) e às caças (sou avesso ao tema, mas compreendo sua utilização no enredo).
Vale, muito, ler!
comentários(0)comente



Isabel 07/05/2020

A premissa do livro é interessante e a escrita é fluida mas achei um pouco cansativo do meio para o final. Mesmo assim, recomendo a leitura, pois, no geral, o livro é bem escrito, não deixa ponta solta e o enredo nos prende ao livro até o final.
comentários(0)comente



Kfuri 08/05/2020

Legal
Gostei de como aborda o psicológico da menina
Interessante
comentários(0)comente



Gio 02/06/2020

Assustador e instigante.
E se sua vida fosse uma mentira?
E se tudo que você amasse, fosse nascido do ódio?
E se tudo que você considerasse útil, fosse selvagem?
E se seu pai fosse um sequestrador?

A Filha do Rei do Pântano traz a história de Helena - a filha de um sequestro, e de uma série de estupros. Anos após descobrir a realidade sobre quem é e sobre sua família, Helena conseguiu construir a própria - com duas filhas, um marido, e um cachorro fiel, ela tem uma vida estruturada e feliz. Até que seu pai, que raptou e estuprou uma menina de 14 anos, sua mãe, foge da prisão.
A leitura é extremamente rápida ao passo em que o leitor se entrega para a história - a perseguição da filha atrás do pai, que não deixa rastros no pântano a menos que queira ser encontrado, é no mínimo instigante. Esse jogo de caça se torna extremamente intimidante e pavoroso, cada página tornando-se mais íntima e assustadora.
Com as passagens de lembranças de Helena, conhecemos um pai, que a criou da maneira que mais achava correta, e que lhe ensinou tudo o que sabia. Com as passagens do presente da protagonista, no entanto, conhecemos um assassino, que está se aproximando e pretende prejudicar sua família.
A Filha do Rei do Pântano é angustiante, e promete te roubar o ar nas partes finais da história.
comentários(0)comente



Deza 18/07/2020

Não sei como dizer o que estou sentindo. A leitura, é exatamente como livros de mistério e ficção histórica propõe: um equilíbrio entre partes que vc não consegue largar e partes que tudo é monótono. Mas, nesse livro, diferente de tudo que já vi, o que acontece no presente não chega nem perto do que acontece no passado. Uns 75% do livro Helena conta como sua vida era e os outros 25% ela persegue o pai, no fim, o passado dela é muito mais interessante de ser do que o presente, e, no presente, as coisa acabam de uma maneira que não consegui decidir ser boa ou ruim. No fim, o livro é bom, mas tem tanto trauma envolto que vc fica com mais choque do que aproveita a leitura.
comentários(0)comente



Maisa @porqueleio 15/05/2020

Estória forte, sobre um tema doloroso
Resenha – A filha do Rei do Pântano | Autor: Karen Dionne | Tradução: Cecília Camargo Bartalotti ǀ Ano: 2018 | Páginas: 281 | Editora: TAG Inéditos/Verus Editora | Gênero: Suspense e mistério

Helena teve uma infância diferente. Até os doze anos, ela viveu em uma cabana no pântano no Michigan, convivendo apenas com seu pai e sua mãe. Idolatra o pai, que a ensina as histórias do povo Ojibwa, a caçar, a atirar. Já a relação com a mãe é diferente, já que ela é apática, submissa, e não sai da cabana. O que Helena não sabe é que sua mãe foi sequestrada ainda muito jovem pelo seu pai.
Mas sua vida muda completamente. Fora do cativeiro, vivendo com sua mãe e seus avós maternos, ela tem de se adaptar a vida na cidade. É vista como uma garota selvagem, que tem dificuldades de convivência, mas ela está longe da natureza que aprendeu a amar. Quando chega a maioridade, resolve se afastar das pessoas que não a entendem, e tenta enterrar seu passado. Conhece Stephen, com quem se casa e tem duas filhas – sem contar ao marido seu passado.

Seu pai consegue fugir da prisão depois de quase vinte anos enjaulado. E Helena sabe que é a única capaz de encontra-lo e devolvê-lo à prisão. Assim, pensando na segurança da sua família, Helena decide ir atrás de seu pai. No que depender dela, pela última vez.

O livro mescla presente e passado, talvez por conta disso tenha ficado um pouco perdida no início, já que os fatos que levaram a formação da personalidade da Helena, bem como os acontecimentos após sua libertação, vêm devagar. A Helena criança é difícil de ser entendida, mas consegui ver toda a situação pela perspectiva dela, afinal essa é uma estória do resultado de um sequestro, de alguém que não faz ideia do que acontece ao seu redor. Senti falta de mais detalhes sobre a mãe dela, Mas não era essa a estória a ser contada. Brutal, mas incrível!

site: https://www.instagram.com/p/B_8dBBjDzlc/
comentários(0)comente



Lys 24/03/2020

Arrebatador
Comecei a ler esse livro despretensiosamente sem nem saber do que a história se trata. Sou grata por isso.

Normalmente em thrillers psicológicos nós temos a narração da vítima ou do sequestrador e afins. Aqui, a filha do homem mal conta a história deles.

Uma ótima leitura pra sair da ressaca!
comentários(0)comente



Uris 15/04/2020

Esse livro meche muito com os sentimentos do leitor. Uma história que vc se surpreende a cada capítulo e que ganha um final "justo". Recomendo aos leitores que gosta de livros de suspense.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Marcinha 26/06/2020

Assustador e incrivelmente rico em detalhes
Um dos thrillers sobre psicopatia mais intrigantes que já li. A narrativa da autora causa muitos sentimentos na gente. Impossível imaginar tudo o que foi relatado.

O que mais me surpreendeu foram as riquezas dos detalhes. A minha admiração pela personagem perdurará, a força dela é tão impactante como só uma filha do rei do pântano pode ser... Me surpreendeu e eu recomendo muito, mas se prepare pois em alguns momentos esse livro vai te fazer estremecer...

Parafraseando o The New York Times, de fato o livro é tão bom quanto um thriler deve ser.
comentários(0)comente



101 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7