Um Crime da Solidão

Um Crime da Solidão Andrew Solomon




Resenhas - Um crime da solidão: Reflexões sobre o suicídio


27 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Klelber 17/01/2021

Abrindo o ano
Comecei 2021 com uma perda significativa, dentre os livros que busquei pra ajudar a lidar com o luto, esse foi o primeiro. Vários artigos que têm como tema o suicidio, que ainda é tabu na sociedade e precisa ser tratado mais abertamente. Um bom livro pra esclarecer o tema.
comentários(0)comente



Cinara... 15/02/2020

"O fato de alguém ser extremamente feliz não significa que não seja extremamente triste; a extrema felicidade é em geral uma janela para tristeza, se soubermos olhar por ela."


Maravilhoso e angustiante.
Pessoas com depressão tomem cuidado, pois existem vários gatilhos!
comentários(0)comente



Josiane.Castro 19/09/2021

Luto
Um livro sobre perdas e luto . O suicido acontece muito frequentemente e precisa ser falado sobre isso
comentários(0)comente



Bruno Cordeiro 10/07/2021

Isso também é coisa séria
Mais uma vez um tema tabu, mais uma vez um assunto delicado e mais uma vez a ótica por trás do véu cinza.
Solomon que já havia falado sobre depressão agora fala sobre suicídio, e embora os temas sejam relacionados, a atenção dada a um não isenta a necessidade de abordar o outro, muito pelo contrário; se olharmos para a depressão como causa, o estudo do suicídio é extremamente necessário como efeito - um efeito que se mede na perda de vidas, mesmo que não haja a morte em seu sentido literal.
Em diferentes abordagens o suicídio é tratado com a seriedade que o assunto pede, sem julgamento ou condenação por parte do autor, apenas o olhar analítico e imparcial de quem já teve a motivação de tirar a própria vida, de quem já quase renunciou a seu bem maior por não ver razão na persistência em algo que só causa dor e sofrimento. Sem dúvida a experiência de Solomon com a depressão severa confere autoridade pra falar sobre o assunto e principalmente a empatia necessária para compreender que um atentado contra a vida vai muito além de covardia, muitas vezes é apenas um grito de socorro que é ouvido tarde demais. Aí percebemos a importância do livro, pois a necessidade de falar sobre o assunto não é algo novo, mas olhar para o suicida e buscar compreender a situação (até mesmo quando ele matou várias crianças antes de se matar) é o que pode fazer a diferença e evitar tragédias maiores e em vários sentidos.
Novamente a escrita de Solomon nos mostra a visão de diferentes ângulos,  como a visão do filho e do amigo de um suicida, mas a escrita jornalística também chama a atenção quando nos deparamos com o relato de uma cidade desolada com uma chacina em uma escola, e a imparcialidade dele enquanto autor, o que mostra maturidade no assunto para que não seja dominado por emoções extremas.
Sobretudo um livro sobre a vida, ele nos faz pensar sobre esse crime que põe um ponto final em toda e qualquer dor ou angústia, crime que põe um ponto final em todos os amanhãs e todas as incertezas; pois na constante alegria que parece ser o extremo da dor que causa o suicídio, ou na tristeza que parece ser algo onipresente até na obra de quem segue por esse caminho, tudo que se sabe é o tamanho da perda que esse crime causa, se é que se pode dimensionar o que é a perda de uma vida.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



João | @bookctor 18/09/2020

Nada é mais presente que a ausência
Um Crime da Solidão é uma coleção de textos publicados pelo Solomon ao longo de sua carreira, nos mais diversos veículos (revistas acadêmicas, livros, imprensa...), que têm como fio condutor o tema do suicídio. Seguindo o sucesso de O Demônio do Meio-Dia, esse livro é uma forma de ?matar a saudade? da delicadeza e sensibilidade do Solomon ao tratar de temas difíceis e pessoais. Pra quem tem medo de ler O demônio do meio dia e Longe da Árvore, talvez esse livro seja uma boa introdução ao mundo desse grande autor de não-ficção.

Fica aqui a minha recomendação, mas se você se interessou pelo livro para buscar ajuda com pensamentos suicidas, ligue gratuitamente para 188; o Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional sob sigilo a todos que precisarem conversar.
comentários(0)comente



Corvus 04/04/2021

Um soco no estômago...
E na mente, e no coração. Ainda não consegui desapegar desse livro. ?? Uma coisa que é difícil acontecer.
comentários(0)comente



Gabriel Zupiroli 10/05/2021

Um compilado de diversos ensaios do autor, é curioso que possui uma veia fortemente pessoal, com constantes relatos muito íntimos de si mesmo e das pessoas ao redor. Apesar de se centrar na temática do suicídio, permea alguns outros assuntos correlacionados como depressão e sexualidade. Tirando uns dois ou três textos que são bem bons, o resto do livro soa como uma simples oportunidade de compilar alguns escritos dispersos em revistas do autor para ter algo para publicar. No fim, vale mais por alguns ensaios do que pelo conjunto todo.
comentários(0)comente



Davi 02/07/2020

Um resumo sobre as observações de Solomon sobre o tema
Conciso, direto, o livro aborda talvez um dos grandes tabus modernos. O suicídio, como crime do desespero, da solidão. Sua presença em culturas, países e classes sociais distintas. Relatos de amigos, discussões sobre a depressão e sua terrível angústia multifacetada. É a partir de artigos já publicados em jornais e excertos de livros, que Solomon parte esse construir esse compilado, escrito de uma forma tão desnudada e direta, que incomoda, que desconcerta. Falar de forma tão pessoal sobre a dor - e sobre sua dor pessoal - é de uma coragem imensa. Um livro importante, mas dolorido de ler. Quem interessar-se sobre o tema, pode debruçar-se sobre o livro mais completo e profundo sobre a depressão, do mesmo autor: o premiado "Demônio do meio-dia". Um livro contundente, completo e denso, ainda mais dolorido de ler. Eu ainda estou lendo-o, em partes, porque é um livro que mexe, que incomoda e que é extremamente relevante. Ambos os livros: para ler e ter na estante.
comentários(0)comente



Rach 17/09/2020

É um livro interessante, mas parece um resumo de Demônio do Meio-Dia. De todo modo, suicídio é um assunto que toda a sociedade deve tratar sem tabus e com muita delicadeza, e Solomon o faz muito bem.
comentários(0)comente



marcioenrique 29/11/2019

fala mais da depressão do que propriamente de suicidio...
...além de repetir vários trechos do demónio do meio dia, livro sobre depressão do mesmo autor.
comentários(0)comente



Natália 10/02/2020

Curto, mas objetivo.
comentários(0)comente



antonio.mms 09/07/2020

Leitura obrigatória pra quem deseja conhecer o lado mais angustiado da natureza humana!
Solomon aborda, com uma linguagem objetiva e poeticamente empática, temas que são tão onipresentes quanto demonizados nas sociedades: a depressão e o suicídio. A partir de relatos sensíveis próprios e de outras pessoas que vivenciaram esses males, o autor destrincha algumas relações íntimas que existem entre a humanidade e as sensações de desespero e desamparo. O livro instiga a esperança de que pode restar algo de bom após a queda: a vontade de buscar aprender com o ciclo [infindável] de recaídas. É também notável o modo como a obra mostra que a angústia não discrimina: perpassa as barreiras socioeconômicas, orientações sexuais, sucessos pessoais etc., trazendo exemplos que marcaram o imaginário popular dos últimos tempos.
comentários(0)comente



SucoDeFruta 25/10/2020

bem interessante
para um primeiro contato com as obras desse autor, achei bem interessante o jeito q ele trata do assunto e das histórias q conta, gostei bastante e estou interessado em ler "o demônio do meio-dia" q é um livro mais completo sobre esse tema.
comentários(0)comente



Eloisa Goronci 11/06/2019

Lindíssimo e importante
O livro me deixou mal em alguns pontos, admito, mas o final tem uma visão positiva da depressão, não de que ela possa ser "curada", mas é possível levar uma vida normal, tendo momentos bons e se preparando para os ruins. Fiquei apaixonada na visão do autor.
comentários(0)comente



27 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR