O Grande Conflito (From Here to Forever)

O Grande Conflito (From Here to Forever)
3.88788 553




Resenhas - O Grande Conflito


31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


adaobraga 02/09/2010

Se fores ler, que leia a versão completa!
Este livro muito me ensinou. A autora é contestada por muitos grupos evangélicos. É alvo de várias acusações sobre, o que o grupo a que ela pertenceu crê sobre ela: que é uma profetisa. Fora isto, a autora escreveu bem este livro, e outros livros que também li da mesma.

Este livro, O Grande Conflito, tem como objetivo delinear a história do bem contra o mal, de Deus versos o Diabo. A igreja e a grande perseguição.

A autora começa escrevendo sobre a inspiração divina sobre os homens. Que há uma processo. Em seguida escreve sobre o papel dos judeus na história de muitas religiões, em especial do cristianismo. Escreve como foi que, os mesmos perderam a oportunidade de juntamente com Jesus, estabelecer uma igreja cristã judaica. Neste ponto, ela começa com o povo judeu. Passa para igreja cristã primitiva, chega até a igreja católica, e vem avançando na história.

Ela vai emendando os eventos histórico desde então. Passa pela grande perseguição da igreja cristã pelo império romano. Conta com a igreja resistiu. Como se popularizou. Como surgiu a igreja católica e veio então uma grande degeneração espiritual, moral e ética sobre o cristianismo.

Em seguida, faz duras revelações sobre a igreja católica Romana. Como perseguiu, como matou, e como destruiu homens, mulheres, crianças, vilas e cidades.

O surgimento da reforma protestante. Os grande lideres cristãos em alguma épocas tais como: João Wiclef, João Huss, Calvino, Martinho Lutero. Evidente que não trata de pontos mais polêmicos quanto a Calvino por exemplo, mas, apresenta uma boa linha de informações da vida destes homens.

Aborda também o surgimento da Igreja Adventista do Sétimo dia. Conta como foi que surgiu. Explica pelo menos duas ou três bases doutrinárias da Igreja Adventistas. O livro, ao menos o que li, traz alguns capitulos enfáticos do ponto doutrinário adventistas. Aponta o pontificie católico como uma representação do poder final da Besta 666 apresentada no apocalipse.

Outras versões reduzidas e editadas para agradar alguns acordos feitos, mutilaram a obra. Se fores ler, que leia a versão completa. Não se deixa enganar com uma versão deformada. A versão completa é muito melhor do que a versão editada.

O final do livro é surpreendente. Eu costumo dizer que o livro começa com o povo judeu, passa pela igreja cristã, passa pela reforma, chega na igreja adventista, batista, presbiteriana, testemunhas de Jeová, igrejas pentecostais, e termina com apenas dois lados, é este o grande conflito: O mundo versos o povo de Deus neste mundo.

O capitulo final ela começa dizendo: É a meia-noite que Deus escolheu para resgatar o seu povo... já não existem igrejas. Já não existem denominações. Não existem tantas divisões doutrinárias, existe apenas, os que estão do lado do bem, e os que estão do lado do mal. Eis ai o final do Grande Conflito.

É instrutivo em vários aspectos. Faz tempo que o li, mas, ainda me lembro de várias partes do livro. Esta resenha é prova de que li bem lido, e que o livro de fato faz sua parte como literatura: informa!
leao 05/09/2011minha estante
rodrigo,cada dia que passa sinto o conflito ceus esta mudando de cor,episodios do livro esta acontecendo pergunto a vcs estao preparados


Kethully.Sabrine 12/04/2016minha estante
Menina já li e várias vezes, a versão editada. Agora com o seu comentário, decidi que vou ler a versão completa! Obrigada por escrever. Deus abençoe sua vida! Um abraço. :)




Silvio 01/03/2010

Quando li a sinopse, pensei que fosse ficção ou algo científico que tentasse explicar as confusões e desentendimentos do mundo atual.
Comecei a ler o livro e fiquei decepcionado. Puro fanatismo religioso com pouco conhecimento de religião e zero de conhecimento histórico-científico! O livro vê os fenômenos naturais e constantes, tais como eclipses solares e lunares, terremotos como prenúncio do fim dos tempos e a volta de Jesus. Critica violentamente várias religiões com base somente em outros textos também escritos por fanáticos sem conhecimento de causa. As religiões que ele critica e desaprova são de Satanás.
Thiago 04/09/2012minha estante
Concordo com você!


Matheus 20/10/2013minha estante
Não estou aqui para defender a autora nem o livro, mas a pontos incoerentes no seu comentário.
"Quando li a sinopse, pensei que fosse ficção ou algo científico que tentasse explicar as confusões e desentendimentos do mundo atual."
Qualquer um que ler a sinopse sabe muito bem que não são ssauntos científicos ou ficção. Bastava procurarsr na Intenet ou ler as informações que se encontram na catalogalização do livro; Lá diz: Escatologia, Adventisras do Sétimo Dia, doutrinas, etc... Então foi muito descuido seu.
"Comecei a ler o livro e fiquei decepcionado. Puro fanatismo religioso com pouco conhecimento de religião e zero de conhecimento histórico-científico! O livro vê os fenômenos naturais e constantes, tais como eclipses solares e lunares, terremotos como prenúncio do fim dos tempos e a volta de Jesus."
Você deve ser ateu, pois estes fenômenos estão na Bíblia. Você averiguou fonte por fonte para ver se o nível cultural e histórico é baixo?
Você quer que um livro religioso mostre fatos científicos? Este livro tem o fim de explicar a Bíblia e é escrito para pessoas religiosas. Livros religiosos científicos são aqueles que desejam explicar a existência de Deus para quem não acredita.
"Critica violentamente várias religiões com base somente em outros textos também escritos por fanáticos sem conhecimento de causa. As religiões que ele critica e desaprova são de Satanás."
O livro critica violentamente apenas o Catolicismo e o Espiritismo. (EGW critica outras religiões, mas bem pouco)
A finalidade do livro é converter as pessoas, então obviamente você não queria que ela falasse bem das outras religiões, que a dela.
Para concluir, não existe nenhum fanatismo no livro, pois EGW condena o fanatismo religioso no livro, então seria um pouco incoerente ela mesma fazer o que condena.




wrodrigues 02/11/2009

Um dos pilares da filosofia adventista
A autora Ellen G White - considerada "profetisa" pelos Adventistas do 7º dia - tem, dentre os diversos título de sua autoria, o Grande Conflito como o seu principal "best seller". Um livro que tem como propósito desvendar a história do mundo à luz da Bíblia, mas que se confunde em declarações controversas - opiniões pessoais veiculadas como "inspiração divina" - da própria autora, além de esbarrar em dificuldades na questão de textos copiados de outros autores, o que vai de encontro com a honestidade e a credibilidade de Ellen White, que escreveu o livro em época de grande "efervescência religiosa" nos Estados Unidos, onde novas religiões como os mórmons (Smith) e os Testemunhas de Jeová (Russel) travavam uma guerra teológica e disputavam com unhas e dentes a detenção da "verdade bíblica" na busca por neófitos.

A principais dificuldades teológicas deste livro estão na profecia do "decreto dominical", na validação da falsa pregação de Guilherme Miller referente ao fim dos tempos em 1844 - e o desapontamento subseqüente - como um "sinal de Deus para o seu povo (Adventistas)", e o início do "julgamento" ou a "doutrina do santuário" onde Cristo passa a julgar os povos a partir desta data, dando um destino um tanto curioso e anti-bíblico para o texto de Daniel referente às 2.300 tardes e manhãs.

Baseado neste livro, a IASD (Igreja Adventista do 7º dia) se julga a última igreja remanescente do apocalipse e se diz a detentora da missão do "3º Anjo" de pregar a "última verdade" ao mundo. Mas parece que esse fato não corresponde a realidade e hoje a IASD tem tratado de amizade com a Igreja Católica que é duramente combatida nesse livro (http://adventistas.ws/papa.htm) inclusive adotando em 1980 oficialmente a doutrina da Trindade que era combatida pelos pioneiros desta igreja (http://adventistas.ws/pioneiros25.htm).

A Igreja Adventista apesar de pregar a breve volta de Cristo no livro Grande Conflito (inclusive Ellen White acreditava que seria em seus dias - Século 19), a IASD se tornou uma multinacional religiosa dona de diversas marcas como (para citar apenas algumas) fábrica de alimentos (www.superbom.com.br/), corretora de seguros (http://www.adventistrisk.com/languages/portuguese/portuguese.html / http://www.unibrasseguros.com.br) que são empresas com fins lucrativos.

Uma outra prova cabal da total falta de confiança na "volta de Cristo" pregada em "Grande Conflito" também pode ser configurada na aplicação dos dízimos e ofertas da IASD na bolsa valores americana (http://news.adventist.org/pt/2009/04/relatorio-de-financas-da.html).

Para concluir, este livro está protegido por direitos autorais e está sujeito às penas legais que ousar copiá-lo para livre distribuição, ou seja, até a venda do próprio livro que foi "inspirado por Deus em visão" segundo Ellen G White, está disponível somente para aqueles que possam pagar por ele ou ser presenteados por alguém, o que desconfigura a urgência da pregação desta mensagem e coloca um viés totalmente comercial numa "obra divina", que tem só nos Brasil mais de 1 milhão de consumidores fiéis (membros da IASD) que compram este e outros títulos para o enriquecimento desta organização religiosa.

Em suma, o Grande Conflito, Ellen White e IASD são uma colcha de retalhos, onde fica difícil achar uma coerência, um suporte, um parâmetro reto que possa endireitar os galhos tortos dessa religião cristã, que como a maioria dessas entidades é baseada na superstição, na perspicácia da sua liderança e na simplicidade de seus adeptos.
Silvio 01/03/2010minha estante
De pleno acordo!


Michael.Oliveira 08/06/2016minha estante
Prezado boa noite,

Este livro como todos os outros livros desta escritora cristã, são de domínio público, por tanto você pode ter acesso livre a todos ele, ou seja, grátis é isso mesmo que você esta lendo. Respeito sua liberdade de expressão porém não é verdade quando você afirma que este livro não grátis. pode baixar o aplicativo no seu celular, só é pesquisar que tem o aplicativo com o nome Ellen G. White.

boa noite e fique na santa paz de Deus.




Beatriz 21/04/2014

O Grande Conflito
No pouco que li, o livro fala sobre todas as religiões e coloca os pontos negativos de cada uma. Uma leitura que para mim, foi cansativa, penso também principalmente pelo tamanho das letras...gostaria que as letras fossem maior, mesmo possuindo maior número de páginas. Quem sabe assim não teria lido tudo. :(
Carol 07/05/2014minha estante
Na verdade, ele é realmente difícil de ler, pois o inimigo faz de tudo para que você não leia. É preciso orar e ter bastante perseverança. Eu não consegui ainda, mas estou tentando...




Victor 22/02/2013

Começa bem, mas...
A autora começa dando um apanhado geral sobre parte da história do cristianismo passado por homens como Lutero. Até esse ponto a leitura é boa, mas de uma maneira sútil, ela vai nos levando até as doutrinas do Adventismo.

Coisas que creio não serem bíblicas como dizer que: "não guardar o sábado é o sinal da besta", me fizeram não continuar a leitura!
LeAnidas.FranAa 28/01/2016minha estante
O livro é muito bom. Dei o livro de presente a três professores, os quais após lê-lo, fizeram muitos elogios ao seu conteúdo. Um disse que a escritora estava ungida, os outros dois disseram que o livro é muito bom e excelente. E dei a outros de outra fé, que também elogiaram o livro, e passaram a ler outros livros da mesma autora.




spoiler visualizar
Ange 12/01/2012minha estante
Os verdadeiros heróis da fé estão nesse livro onde a luta deles era de anunciar o evangélio de Jesus Cristo,para todos os pecadores.




.:*Mandy*:. 20/01/2010

Para quem não é Adventista, sugiro Isaac Asimov. Por experiência própria.
comentários(0)comente



Máàh 05/09/2010

Impressionante, emocionante e comovente.
Esse livro me impressionou muito pela forma como é exposto o assunto do tema O GRANDE CONFLITO, que fala da luta incessante entre o BEM e o MAL.

Ellen White fala das primeiras igrejas e principalmente sobre a Igreja Romana e porque iniciou os movimentos protestantes e porque houve tantas batalhas, tantas lutas, tantos crimes e abominações.

Fala dos milhões de cristãos genuínos que foram assassinados por não aceitarem ser marionetes de um mundo comandado pela corrupção, pela mentira, pelo pecado e pelo desprezo á palavra de Deus.

Conta toda a história dos reformadores e nele contém passagens sobre a vida de João Wiclef, João Huss, Calvino, Martinho Lutero. Conta a história de nobre e pobres que foram mortos por não aceitarem negar a Cristo.

Um livro comovente e não tem como não se emocionar com ele. É uma leitura obrigatória para todo cristão e para aqueles que querem conhecer mais sobre a história das Igrejas e da eterna batalha contra o mal.


comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Matheus 12/09/2009

Divino!
Ótimo reavivamento espiritual!
comentários(0)comente



Ronaldo 27/03/2016

Resenha O Grande Conflito
Na segunda-feira passada (21/03/2016), atendi uma senhora muita simpática no trabalho, provavelmente ela gostou do meu atendimento, pois me presenteou com dois livros, e ela me fez prometer que eu leria o principal deles, como para mim, promessa é dívida, e missão dada é missão cumprida, interrompi meu cronograma normal de leituras e fui ler o meu presente!
Terminei hoje a leitura de um dos principais clássicos da literatura adventista do 7º dia, O Grande Conflito, escrito em 1858, por um dos grandes ídolos dessa religião, Ellen G. White. Pelo que li no prefácio, a função do livro é contar a história do cristianismo através dos séculos e também do fim do mundo (afinal, a sra. White tinha fama de prever o futuro, entre os adventistas da época), mas o que li foram sucessivos e sistemáticos ataques as mais diversas religiões, os alvos favoritos da sra. White foram o catolicismo e a doutrina espírita, encontrei no decorrer da leitura algumas inverdades históricas, como por exemplo: o livro informa que Lutero contou com alguns poucos amigos em sua difícil jornada na Reforma Protestante, ao contrário dos mais diversos livros de história que informa que ele teve apoio maciço da burguesia, interessada em assumir os bens da igreja católica em seus países.
Outro exemplo (não sei se por falta de conhecimento, ou pura manipulação), a escritora informa que a doutrina espírita (espiritualismo nas palavras dela), não menciona Deus e nem Jesus Cristo em sua doutrina. Nada seria mais falso, o principal pilar, a viga mestra da doutrina espírita e a crença em Deus e que o único caminho para alcançá-lo é através de Jesus Cristo.
A maioria das religiões ou doutrinas, pregam a paz, a tolerância, a solidariedade, o amor ao próximo e o respeito pelas diferenças existentes na raça humana. Peço perdão aos irmãos adventistas, mas me pareceu que Ellen G. White, realmente tem Cristo na cabeça, mas infelizmente, não no coração.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



rodrigoribasf 24/08/2016

Revelador
Este livro revela inúmeras coisas sobre o início do cristianismo e também como entender muitas das facetas do inimigo de Deus
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Leyslie 03/02/2012

Histórico
O Grande Conflito é um ótimo livro histórico-religioso!.
Ficção com a perseguição dos cristãos !
Houve no nosso mundo pessoas de muita credibilidade e fé!
Simplismente é um livro ótimo!
A história da redenção é contada de uma maneira que te faz pensar em como está a sua vida. Será que você já esta salvo?
comentários(0)comente



31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3