Ilha de Vidro

Ilha de Vidro Nora Roberts




Resenhas - Ilha De Vidro


32 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Larissa @laridallabrida 31/05/2020

O final da trilogia
Nada mais justo que após ler os dois livros eu já pegar o terceiro e último.

Tive sorte por ter os três em casa, pois não iria aguentar a ansiedade e expectativa para saber o final.

Achei que o terceiro livro seguiu o ritmo dos outros dois. Agora na visão do Imortal, tudo era um pouco mais triste, o luto era palpável.

Final foi o esperado, ação, aventura e muito romance.

Sem dúvidas foi uma trilogia super gostosa de ler e que valeu a pena.
comentários(0)comente



Anninha 30/04/2020

Gostei do livro, mas senti falta de mais acontecimentos. Achei um tanto corrida num geral.
Mas ainda sim vale a pena.
comentários(0)comente



Marina @outononoslivros 09/02/2020

null
Enfim chegamos ao fim da trilogia Os Guardiões. Após passarem pela Grécia e pela Itália em busca das duas primeiras estrelas, os seis Guardiões encontram-se agora na Irlanda afim de recuperar a última estrela, a Estrela de Gelo, devolver as três para a Ilha de Vidro e de quebra derrotar definitivamente Nerezza, a deusa da escuridão.                                          


Mas, mais do que isso, é na Irlanda que a vidente, o bruxo, a sereia, o viajante do tempo e do espaço, a licantropa e o imortal vão descobrir que o que os tornam uma família vai muito além de terem objetivos em comum.                                


Em meio a pesquisas, explorações e lutas, acompanhamos também o desenrolar do romance entre Riley e Doyle, ela uma pesquisadora decidida e empoderada e ele um exímio espadachim sisudo. Ambos não querem se envolver mas fica muito difícil resistir a atração existente entre os dois.                                                                                                       



Eu amo os livros da Nora, principalmente os que abordam temas sobrenaturais e estava bastante ansiosa para acompanhar o fim dessa trilogia. Entretanto, acabei me decepcionando um pouco. Achei que o desfecho da história foi apressado e acabou não focando tanto nas lutas em si, além disso, o romance entre Ryle e Doyle não me convenceu.               



Acabei dando 4 estrelas pelo conjunto dos livros. Amei poder conhecer um pouco mais sobre os países visitados pelos protagonistas. Se tem uma coisa que a Nora faz bem é nos transportar para dentro do cenário de seus livros.
comentários(0)comente



Ana Paula 25/04/2020

O desfecho de uma história de lealdade, amizade e amor
Esse último volume da série Os guardiões termina com gostinho de quero mais. Aquela vontade de ver a vida dos seis protagonistas após a vencerem o mal. E foi nesse volume que a autora criou meu casal favorito da série, com o amor vencendo as diferenças e dando esperanças novamente. Gostei muito dos três livros!
comentários(0)comente



Fabiana 07/05/2020

Eu disse que o segundo volume dessa trilogia não era tão assim porque as emoções fortes sempre ficam para o último livro, né? Pois bem. Foi o que aconteceu. Nem quero me estender muito, mas definitivamente é o melhor livro da série. E mesmo que a gente sempre saiba como os livros da Nora terminam, confesso que os "presentes" que a Annika e o Doyle recebem das deusas foi um bônus.
comentários(0)comente



Alessandra @leituraromancecafe 27/12/2018

Ilha de Vidro
Em comemoração aos nossos 2000 seguidores... Hoje venho trazer para vocês um livro que estava muito ansiosa para ler, e se você não é adebto a esse gênero de ficção e fantasia inclinado a romance, aqui está aquele que pode mudar sua opinião
.
.. Trilogia | #osguardiões | #ilhadevidro | #noraroberts | 288 Pág. | #editoraarqueiro .
.
Para quem acompanhou essa trilogia, sabe que o destino da humanidade estava em jogo, isso porque as estrelas místicas tinham caído do céu. Neste, as batalhas intensas vão do começo ao fim e o romance é deixado de lado. O início tem toda aquela apresentação da história, algo que é necessário. #estrelasdasorte ●
.
O segundo foi o que realmente me prendeu, o romance surge, deixando tudo mais leve (meu estilo). As batalhas não são tão constantes, porém continuam intensas. O sexteto (seres encantadores) ganha todo destaque. #baiadossuspiros
Resenha - Ilha de Vidro
.

Nesse último volume, a história continua. Após as batalhas de Corfu, eles conseguem viajar de volta para casa, graças a Sawyer e seus poderes.
As marcas do que viveram ainda causam calafrios; mas eles, sabendo do que Nerezza (delza da escuridão) é capaz, estão dispostos a perder a própria vida para conseguir encontrar a Estrela de Gelo. .

Sim, é muita imaginação e criatividade. Nos diálogos, você não se perde, apesar de todos quererem falar ao mesmo tempo (isso me marcou). As batalhas são empolgantes e literalmente te impedem de ir para cama mais cedo. .

Nora criou um mundo mágico e apaixonante, seres que te atraem como os guardiões das estrelas: Sasha, Bran, Annika e Sawyer - os outros dois tenho que dar destaque: - Riley e Doyle, aqueles que irão provar que o amor vence até mesmo a escuridão. .

A narrativa continua na terceira pessoa, e é indispensável ler os livros na sua ordem. (Se você gosta de aventura, romance, ficção, fantasia e lutas empolgantes, esse eu mais que recomendo).

site: https://www.instagram.com/leituraromancecafe/
comentários(0)comente



Jessica.Ferreira 29/05/2020

Final emocionante!
Gostei muito do final da jornada dos guardiões, a autora não decepciona. Mas meu preferido ainda é o segundo livro.
comentários(0)comente



NessaCoutinho 25/06/2020

Maravilhoso
Amei a trilogia! Me surpreendeu e me prendeu. Li ansiosa pra saber o final, mas triste por saber que não acompanharia mais os personagens.
comentários(0)comente



Lari 30/03/2020

Gran finale
Meu segundo casal favorito dessa trilogia e sem dúvida um dos casais mais ferozes e marcantes da Nora. Eles são eletrizantes , são independentes e fortes. Mas são unidos, completos. É fantástico acompanhar o desfecho desse grupo que queria ter na minha vida
comentários(0)comente



Rose 05/12/2018

Depois da última batalha, onde além de conseguirem a segunda estrela e ferirem gravemente Nerezza, nosso sexteto viaja para o que tudo indica, ser o começo de tudo.
Agora, todos estão no condado de Clare, na Irlanda, onde atualmente Brian mantém sua moradia oficial, uma mansão maravilhosa construída em uma encosta estrategicamente localizada.
Curiosamente é o mesmo local onde ha três séculos atrás Doyle e sua família moraram. E foi justamente uma tragédia que levou Doyle a deixar o local e nunca mais voltar.
Aproveitando o tempo para descobrirem onde está a última estrela e como encontrarão a Ilha de Vidro, eles treinam, pesquisam e se fortalecem.
É neste contexto que Doyle e a Dr Riley acabam se aproximando ainda mais.
Riley é inteligente e muito capaz. A arqueóloga é durona e não costuma baixar a cabeça, mas seu senso de lealdade é maior que qualquer coisa.
Enquanto o imortal fechou seu coração para as pessoas, a loba procura seu par, mesmo que sem perceber. Duas pessoas totalmente opostas, mas que se completam de uma forma única, e que lutarão para que nada afete a amizade existente no grupo, nem mesmo a relação física que não querem mais negar.
Uma relação que será usada contra eles, e que vai mudar a visão que ambos tem de si mesmo. Nesta luta contra o mal e contra Nerezza o amor é a arma mais poderosa que eles tem, resta saber se saberão usá-la.
A série terminou muito bem, com todas as perguntas respondidas. Foi muito bom ver o relacionamento de Doyle e Riley sendo construído, e neste volume compreendemos ainda mais a resistência de Doyle em criar laços afetivos.
Todos estão ligados desde o nascimento, e, se este foi o estopim que os uniu, a confiança e amizade que construíram é a força que fará diferença.
Uma série gostosa, que vale a pena ser lida.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Falando em livro... 28/12/2018

|| Resenha por Van Lopes ||

No terceiro e último livro da trilogia Os Guardiões, Narezza, a deusa da escuridão, está mais decidida do que nunca a encontrar as estrelas da sorte e com isso conseguir destruir todos os mundos. Porém, seu trabalho não será nada fácil. Já com as estrelas de fogo e de água recuperadas e bem guardadas, os guardiões irão fazer o impossível para recuperarem a estrela de gelo e assim salvarem o mundo das maldades imensuráveis de Narezza.

O romance fica por conta desse casal mara, Doyle e Riley.

Doyle McCleary, conhecido como o espadachim imortal, depois de uma promessa a si mesmo de nunca mais voltar para casa, o passado se faz presente e ele se vê “obrigado” a voltar para o condado de Clare, na Irlanda. E mesmo com o coração fechado para o amor há três séculos, uma tal loba é a única que poderá abrir esse cadeado.

Dra. Riley Gwin, a arqueóloga e licantropa, tinhosa como ela só, não se deixa se levar por nada e muito menos por ninguém. Focada a encontrar a última estrela, ela não quer nenhuma distração, no entanto, muito mais do que gostaria de admitir, um espadachim acaba despertando sensações e sentimentos que a dra. gostaria muito que não existissem, mas contra isso ela não pode lutar.

Nora Roberts, como sempre, construiu uma história de fazer arrepiar em vários sentidos. Toda a fantasia, a magia, os seres místicos, tudo aquilo que fica por conta da nossa imaginação, fez com que a história dos guardiões se tornasse ainda mais esplendorosa e contagiante. A mistura de momentos horripilantes e tensos com os momentos românticos e leves, deixou toda a trama ainda mais interessante.

O desfecho foi incrível, sério, mesmo esperando um final à altura de toda a trilogia, fui surpreendida com um final maravilhoso. Tudo devidamente explicado, amarradinho, não deixou um furo e nada a desejar.

E então, depois de lidar com o mal em sua pior versão, todos percebem que a maior arma para eliminar o mal sempre será o amor.

Sem palavras para essa série. Simplesmente MA-RA-VI-LHO-SA!

Leia a resenha completa no blog.

site: http://www.blogvirandoapagina.com.br/2018/12/resenha-ilha-de-vidro-os-guardioes-3.html
comentários(0)comente



Beta Oliveira 30/12/2018

Gostei da série, muito pelos personagens principais que são diversificados - tenho especial xodó por Sawyer e Annika como casal e por Riley, a protagonista do livro que encerra a trilogia - e encontram laços ao longo da jornada. Haverá momentos perigosos, tensos, frustrantes porque o complexo pode ser resolvido de forma simples. E o final que eles pensam alcançar pode não ser o necessário. Na hora do “tudo ou nada”, todos vão revelar o seu verdadeiro potencial para a coragem e o sacrifício para salvar este e outros mundos.
O texto completo está no Literatura de Mulherzinha.

site: http://livroaguacomacucar.blogspot.com/2018/12/cap-1539-ilha-de-vidro-nora-roberts-os.html
comentários(0)comente



Cheiro de Livro 27/01/2019

Ilha de Vidro
Terceiro livro da série os Guardiões foca em Riley e Doyle e conclui a busca pelas estrelas.


Vamos deixar algo bem claro: eu não gosto de livros da Nora Roberts que tenham elementos sobrenaturais. Dito isso vamos ao terceiro livro da série dos Guardiões, “A Ilha de Vidro” (tradução de Maria Clara de Biase), onde a saga da busca pelas estrelas termina e o ultimo casal entre os guardiões é formado.

Na busca pela terceira estrela a ação é deslocada de praias paradisíacas e dias de sol para a chuvosa Irlanda, um cenário que Roberts adora explorar. É em meio a muita chuva e frio que Riley e Doyle começam a se apaixonar e se envolver. O livro segue o roteiro de toda a obra de Roberts, ou seja, cada livro é dedicado a um casal.

Desde o primeiro livro estou dizendo que essa série é uma das piores que li de Roberts, toda a mistura de mitologias não funciona no todo. Dentro disso “Ilha de Vidro” é o romance menos interessante e elaborado da série. O imortal Doyle é um personagem mais interessante do que o envolvimento bobo dele com Riley, outra personagem que merecia uma história melhor.

Aguardo uma nova série de Roberts que seja mais consistente, essa não conseguiu nem descansar a minha cabeça de outras leituras. Foi complicado chegar até o fim.

site: https://cheirodelivro.com/ilha-de-vidro/
comentários(0)comente



Liachristo 03/02/2019

Mistério e Magia
Em Ilha de Vidro terceiro e último volume da Trilogia dos Guardiões - uma trilogia que mistura sobrenatural, fantasia, romance e mistério, vamos finalmente conhecer mais dos poderes e mistérios de Doyle McCleary e a Dra. Riley Gwin. Os livros devem ser lidos em ordem, pois são sequenciais. A história começa exatamente de onde terminou o anterior e se o leitor não ler na ordem ficará meio perdido. A estrutura desta série lembra bastante da Trilogia Sina dos Sete, com a formação de três casais que se unem para lutar contra o mal e onde o romance leva uma boa parte da história, mas não é o foco principal. Mas como eu disse só parece, pois o enredo e os desdobramentos são completamente diferentes e os temas usados também.

No primeiro romance, Estrelas da Sorte (resenha aqui), Sasha, Bran, Annika, Sawyer, Riley e Doyle encontram seu destino enquanto procuram pelas três estrelas lendárias que têm o potencial de destruir o mundo. Estranhos se tornam amigos, encontram a primeira estrela e descobrem que têm uma poderosa inimiga, Nerezza. Ao longo do caminho, eles descobrem que cada um tem um poder próprio que os ajudará a derrotar a deusa. E é claro que um livro de Nora Roberts não estaria completo sem alguns dos personagens se apaixonarem.

No segundo livro Baía dos Suspiros (resenha aqui), a história continua com a busca pela segunda estrela, depois que conseguem escapar de Nerezza. Vemos o crescimento do amor de Bran e Sasha e a forma como Sawyer e Annika estão estão trabalhando sua relação para fazer com que uma sereia e um viajante do tempo possam ficar juntos. O livro termina com eles encontrando a segunda estrela e com Sawyer os transportando para a casa de Bran na Irlanda.

Agora desta vez eles precisam encontrar a terceira estrela e retornar para a ilha de vidro, onde terão que enfrentar novamente Nerezza e a destruir de uma vez por todas. Será que eles conseguem?

Resenha completa no blog Doces Letras

site: https://www.docesletras.com.br
comentários(0)comente



Clara.Pamponet 31/12/2019

Livro com desfecho apaixonante
Em Ilha de Vidro, terceiro volume da trilogia Os Guardiões, Nora apresenta a conclusão da busca pelas estrelas, de fogo, água e gelo.

Nora também apresenta a história de Riley e Doyle como um casal. E não sei qual dos três casais é o meu favorito, cada um com sua maneira de ser especial.
Os seis guardiões vão ter que lutar contra Nerezza de forma definitiva, para que as estrelas fiquem a salvo por toda vida.
Diferentemente dos dois primeiros livros, nesse as lutas são mais espaçadas, por Nerezza está mais fraca e não enviar tropas eficientes, diferente do monstro que ela criou que está forte para poder derrotar os seis.
Eu gostei muito de toda a trilogia e dos romances contidos nela, mas a parte de ação que era muito presente nos outros dois livros nesse eu senti muita falta.
comentários(0)comente



32 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3