A Inútil Capacidade de Ser Normal

A Inútil Capacidade de Ser Normal Fabrício Fonseca




Resenhas - A Inútil Capacidade de Ser Normal


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Duda Mel @epifania_literaria 10/09/2020

O que seria "ser normal"?
"Ser normal é completamente inútil. E não que você seja completamente diferente de todo mundo. Você é parecido comigo, com o Pit e muitas outras pessoas. No fim, existem diferentes formas de ser diferente e de ser normal, e isso é ótimo! Você pode tentar ser normal o quanto quiser, mas o máximo que você vai conseguir é ser um novo você, um você melhor. Ou seguirá pelo outro caminho e será um completo idiota."

Resenha:

Uma leitura fluida e despretensiosa.
Personagens mais reais, ainda que não perfeitos. Tem também algumas dicas e referências a livros e músicas.
João Lourenço considera-se um tanto diferente. Gosta de ler, tem poucos amigos, não costuma sair... O que é atípico para um adolescente, segundo sua mãe. E é nessa missão de torná-lo normal que ele se inspira e tenta ver de maneira diferente o ano letivo que está para começar.
Junto a Pit, seu amigo que também sofre pressão do pai para ser normal e abandonar o videogame, João passará por momentos bons, ruins e constrangedores, contudo isso resultará também em firmar mais laços.
Este foi meu primeiro contato com a escrita do Fabrício. A história é narrada por João e se desenvolve de maneira tão tranquila.
O título me foi bem chamativo, mas confesso que estava procurando uma leitura rápida e animada, pois a anterior só me fazia revirar os olhos.
Me identifiquei bastante com João. Li pensando: "O que há de estranho nele? Para mim, ele é bem normal." E conforme eu avançava e o via tentar se "encaixar", me perguntei quantas foram as vezes que também tentei ser mais como os outros.
Essa ideia de "ser normal" estaria mais para ser o que querem que seja. Ninguém definiu como é a normalidade, afinal somos todos diferentes e normais da nossa maneira. Essa, sem dúvidas, é uma mensagem simples que parece óbvia, mas não tanto, e vale a pena ser passada. As redes sociais corroboram demais com a pressão de como devemos ser e agir, do que devemos comer e vestir.
O livro traz alguns episódios na vida de João, que ama contar as histórias de algo que aconteceu com ele (olha eu me identificando de novo) e tem como maior foco a amizade. Pit e Leo se mostram ótimas companhias e formam um trio que eu diria ser acolhedor. Cada um com sua peculiaridade.
Uma ideia de romance surge? Sim, mas isso está longe de ser o alicerce do livro. Temos também embustes, até porque estamos falando de um livro com personagens adolescentes. Eles sabem ser irritantes.
A obra traz ainda "Perdão, Leonard Peacock" como dica de leitura, sendo o favorito de João. Entrou na minha lista depois de tanto vê-lo panfletando. Há também algumas menções a cantores, como Legião Urbana e Demi Lovato.
Trabalha de maneira leve alguns assuntos, dando destaque, obviamente, ao autoconhecimento.
Houve algo que me deixou num paradoxo. Achei que o autor poderia ter aprofundado mais certo acontecimento o qual ocorre no início do livro. Pensei que teria talvez uma pegada de investigação, mas não. De certa forma, compreendo, pois João não tinha intimidade com tal personagem nem era nenhum herói ou detetive. É situação um tanto triste se analisar no ponto de vista real. Um caso semelhante aconteceu durante meu Ensino Médio, o que chocou muita gente, mas não procedeu de forma tão diferente da apresentada no livro.
Talvez minha ressalva vá mesmo para o desfecho. Há a inserção de um "epílogo" no qual não consegui bem algo que acrescentasse a história ou tivesse referência aos acontecimentos. Achei meio desconectado e desnecessário.
Apesar dos pesares, foi uma leitura proveitosa.
comentários(0)comente



Laura - @lendoplurais 01/01/2019

A história de João: desastrosa e apaixonante
Tudo começa quando a mãe de João coloca na cabeça dele que ele deveria ser um garoto mais "normal". Isso porquê João é um menino que passa madrugadas lendo, gosta de ir para a escola (na medida do possível) e adora assistir séries, escrever e ver filmes. Isso para a mãe dele, eram atitudes anormais para a idade. Por isso, ele decide que, com o início do novo ano, vai ser normal. Vai mudar suas atitudes e fazer "coisas que garotos normais fariam". Mas será que ser normal é legal? Até que ponto a normalidade pode fazer uma pessoa feliz? Digamos que, ao tentar viver uma vida padrão, João se mete em várias confusões ou desventuras e começa a se questionar se ser normal realmente é tudo aquilo que ele pensava. Entre primeiros beijos, porres e leituras incríveis João conhece a si mesmo ao embarcar nessa aventura da normalidade!
comentários(0)comente



Meire.Leite 12/02/2019

Simplesmente perfeito
Com o nosso dia a dia vendo de um mundo diferente o quanto é simples e complicado o ser "normal"
comentários(0)comente



Lary.Oliveira @literarychat 04/03/2019

Maravilhoso
O livro me conquistou logo de cara, me senti uma adolescente na escola de novo e bateu até aquela saudade daqueles amigos que viviam juntos nos corredores e até fora deles 😍
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
E olha já sou sem dúvida amiga de João ! Porque se estivesse lá eu com certeza seria umas das pessoas menos normal que ele já viu ou como o livro mesmo nos mostra talvez não seja bem assim ... ( Deixei vocês curiosos né?) 😂
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Aqui conheci João Lourenço um adolescente do segundo ano do ensino médio que é conhecido (até por sua mãe) como um menino nada comum. Marta, sua mãe insiste que ele precisa ser normal! Aposto que assim como eu você pensou, ele é anormal? Porque a mãe dele insiste tanto que ele seja "normal"? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀
É porque João é diferente dos outros adolescentes de sua idade, ele prefere livros e a tranquilidade da sua casa ao invés de festas, barulho e bagunça não é nada a praia dele. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Sei que ainda estão se perguntando, o que João tem de anormal? E a resposta pode te deixar de boca aberta e te fazer repensar sobre algumas questões.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
João tem empatia com as pessoas, ele se preocupa com como elas se sentem, ajuda quando vê o problema! É isso aí galera o que infelizmente todo mundo deveria ter e não tem e criou um padrão hoje de como todo mundo deve ser foi o que tornou João "diferente". 😱
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Vocês todos precisam dar uma chance a João e conhecer o seu mundo, ele tem dois amigos Pit ( que tem esse apelido por algo bem engraçado) e Leonardo esse livro te leva totalmente com ele, te faz fazer parte de casa acontecimento.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Ah vou aproveitar pra dizer que ele está a venda no site da editora Hope www.editorahope.com e comprando com o cupom LARY você me ajuda também além de ganhar 10% de desconto!!!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

site: https://www.instagram.com/p/BuhOvKdg_td
comentários(0)comente



Aline Cristina Moreira 10/04/2019

Adorei!
Simplesmente adorei! 😍
Li este livro de um dia para o outro e amei a história e a escrita do autor, além de amar a capa e o título.
Segundo a mãe de João ele tinha que tentar ser o mais normal possível e esse livro é uma grande lição de que muitas vezes ser normal não está com nada. E concordo plenamente. A normalidade é uma coisa superestimada!
Isso sem contar que o livro favorito do personagem principal é de um de meus autores favoritos!
Estou ansiosa para ler mais livros deste autor! 😍💜
comentários(0)comente



ash 18/11/2021

"? Ser normal é completamente inútil."
São muitas coisas pra se dizer sobre esse livro, e acima de tudo, queria deixar claro que em muitos aspectos o João e eu somos parecidos, e é ótimo ver mais sobre pessoas como eu, pessoas com dificuldades, pessoas que se sentem anormais perto de outras pessoas, pessoas que encontram conforto em coisad familiares, no meu caso e no de João, livros e séries, e elas têm me distraído e me feito bem, ainda mais com a volta as aulas, o que tem me causado uma certa ansiedade. E é bom, é reconfortante ter mais disso, mais de pessoas como eu.

E o livro, apesar de ao meu ver se perder em alguns pontos, ainda consegue ser incrível e valer muito a pena.
comentários(0)comente



nalu | @ilyreiner 12/11/2021

Intragável
Não deu gente, tentei ao máximo, cheguei na página 100 forçando MUITO mas não melhorou (pelo contrário, só piorou)
A história é ruim, a escrita é preguiçosa, tem muuuitos furos e, além disso os personagens são sem carisma. zero carisma. muita repetição de palavras.

Não recomendo.
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR