Os Delírios de Consumo de Becky Bloom

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom Sophie Kinsella




Resenhas - Os Delírios de Consumo de Becky Bloom


290 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Amanda @reading.jpg 19/08/2019

A Rebecca Bloom é, definitivamente, uma protagonista que incomoda o leitor. A mentira descontrolada, os gastos impulsivos, a irresponsabilidade, a falta do filtro de prioridades, os pensamentos fúteis e como trata suas opiniões em relação à outras pessoas, principalmente, em relacionamentos amorosos. O pouco caso que faz ao trabalho. E ainda se sente sempre a vítima de tudo. Eis a verdade: Becky é difícil de engolir, mas não é irreal. Ela incomoda exatamente por sabermos que existem pessoas assim e que estão por aí, desesperadas pela necessidade de gastar sem poder. Capaz de tudo para alimentar o vício desenfreado da sensação que comprar algo pode trazer.

Há muitos pontos da história que não me agradam, principalmente o desfecho. Tenho uma sensação de que tentam passar algo como "o fim não justifica os meios". Porém, eu ainda recomendaria o livro para algum amigo consumidor compulsivo. Um artigo técnico sobre finanças pessoais não conseguiria transmitir, nem de longe, o desespero e a angústia de compras sem sentido como as ações de Bloom transmitem - não consigo mais comprar uma bala sem pensar em Becky -.Você pode ver vídeos e mais vídeos sobre o quão errado tem cuidado do seu dinheiro, mas nenhum irá deixar tão claro como as aventuras angustiantes da mais famosa shopaholic.

Por fim, deixo a dica: não leia achando que vai ser a mesma história do filme. São histórias totalmente diferentes. Eu, particularmente, gosto muito mais do filme, acredito que eles pegam a essência do livro e transformam numa história e abordagem muito mais interessante e legal.
comentários(0)comente



Daiany.Cordeiro 05/08/2019

Acho que deviam incluir as compras como uma atividade cardiovascular. Meu coração nunca bate tão rápido quanto ao ver um aviso de "desconto 50%"
Li esse livro no final de semana, e não me arrependi de ler. Achei que seria igual ao filme, mas descobri que é bem diferente. É um livro muito engraçado, dei diversas gargalhadas, Becky faz coisas inacreditáveis, coisas acredito eu, que uma mulher de 25 anos não faria, exemplo dizer que tem fluência em finlandês em um currículo quando realmente não tem. Tirando essas futilidades eu achei o livro bom. Senti vergonha alheia em diversas situações em que Becky se encontrou. Torci para que ela desiste de fazer as compras nos últimos instantes, o que sempre não acontecia.

Concluíndo é um livro divertido, indicado para quem quer ser distrair um pouco e rápido de ler.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Natalia.Amarante 28/06/2019

Esperava bem mais
Até metade do livro é quase insuportável ler a Becky com as loucuras dela, desnecessário ela mentir tanto e na cara dura, o auge foi ela chegar para os pais e falar que tinha um "perseguidor" q não deixava ela em paz. O quanto ela é invejosa e interesseira é deprimente
Algumas partes foram bem corridas, dava pra ter desenvolvido mais, o final não foi como eu esperava, ela não teve que lidar com nenhuma consequência, ela falar que evoluiu/mudou é hilário(ridículo na verdade) pq páginas depois ela tá lá sendo a mesma imatura e mentirosa de sempre
Eu tinha grandes expectativas pra esse livro considerando que eu vi o filme e gostei, mas foi bem decepcionante.
comentários(0)comente



Dani de Casa 30/05/2019

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
Que delícia de livro. 430 páginas devoradas em uma semana. Livro leve, delicioso de ler, engraçado e encantador.
Conta a história de de Rebeca Bloom, uma consumista compulsiva, que é perseguida por todos os bancos e cartões de crédito por ter estourado todos os limites possíveis. O livro vai contar todas as suas loucuras e mentiras por causa da sua vontade incontrolável de comprar, comprar e comprar. Todas as desculpas esfarrapadas que ela conta para o gerente do banco e quando você acha que acabou a criatividade, ela consegue inventar uma desculpa ainda mais surreal que a outra. Fora todas as peripécias de tentar economizar ou ganhar mais dinheiro para sair do sufoco em que se meteu. Um livro divertidissimo, pra trazer um pouco de leveza as minhas leituras atuais. Só tenho a dizer que estou apaixonada pela Becky, essa personagem realmente me conquistou. @sophiekinsela #sophiekinsela #osdeliriosdeconsumodebeckybloom #livrosdanidecasa #resenhasdanidecasa #minhapaixao #books #livros#book#livro#lendo#amoler#bookinstagram#booklover#ilovebook#leitura #ler
comentários(0)comente



Vanessa 20/05/2019

Leitura para o #LGBookClub, organizado por Lauren Graham em seu twitter.

Há ANOS que eu escuto falar nessa série, mas por algum motivo sempre acabava deixando para depois. Quando a Lauren escolheu o primeiro livro para representar o mês de maio em seu clube, resolvi que seria uma boa oportunidade para finalmente começar!

Eu amo a Sophie Kinsella, mas... Não sei o que aconteceu. Dessa vez, achei a escrita muito corrida. Até mesmo as partes que deveriam ser as mais engraçadas da história, para mim soaram muito previsíveis.

A personagem principal mente MUITO e se presta a fazer coisas por dinheiro que me deixam meio 'meh'... Ela é uma jornalista no setor financeiro, mas não tem a menor noção de como administrar o próprio dinheiro. Sempre compra mais do que precisa, ignora as cartas de cobrança e encontra desculpas para continuar comprando mais.

Lembro de ter visto o filme uns anos atrás, mas muita coisa eu já tinha esquecido. Pretendo continuar lendo a série, mas sem tanta urgência. Não gostei tanto a ponto de sair lendo um livro atrás do outro. Acho que vou aos poucos, um por mês, quem sabe... Vou tentar dar mais uma chance pra Becky.
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 07/05/2019

Resenha: Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
Os Delírios de Consumo de Becky Bloom é o primeiro livro da série Becky Bloom, de Sophie Kinsella, publicado inicialmente no fim dos anos 90. Lançado no Brasil pela editora Record, o livro conta a história de Becky, uma jovem mulher extremamente consumista que está afundada em dívidas com o cartão de crédito. E ela vai inventar mil e uma formas diferentes para saldar essa dívida.

Quando começamos o livro, Becky está em uma enrascada com o cartão de crédito, trabalha em um emprego que odeia e não tem a mínima ideia de como vai sair dessa. Pelo menos até começar a inventar mil e uma formas diferentes, desde ganhar na loteria até aprender a "ser frugal", coisas que acabam levando-a ainda mais para o caminho do consumismo.

Li Os Delírios de Consumo de Becky Bloom duas ou três vezes, já que ele foi a base de estudo para o meu TCC. E confesso que dá primeira vez que li, fiquei extremamente frustrada. Mas conforme o tempo foi passando, me peguei cada vez mais gostando da história.

Becky é uma personagem que me irrita, mas ao mesmo tempo é cativante. Ela é completamente sem noção da realidade, e esse traço é bastante exagerado para trazer comédia para a história, claro. Mas também deixa brechas para as nossas interpretações sobre a relação da mulher moderna com dinheiro. Becky claramente consume para suprir suas necessidades emocionais, uma vez que odeia o emprego, não tem uma relação amorosa que a satisfaça e vê sua vida caminhando por um rumo completamente diferente do que ela tinha imaginado.

Ao mesmo tempo, dou um grande salva para a Sophie Kinsella por ter escrito um livro onde o foco primário não é o romance. De fato, a principal luta de Becky é contra seus impulsos consumistas e, também, para dar um jeito na sua vida profissional e se tornar uma pessoa mais responsável e confiável.

O livro também traz diversas situações cômicas. Algumas com as quais podemos nos identificar, e outras que são apenas muito distante da nossa realidade. Mas no geral, dosada de uma forma que não canse. Foi fácil ler o livro, apesar dele ser grandinho. As páginas passaram de forma rápida e não fiquei empacada na leitura.

Meu maior problema é que ele não funciona como um livro único, já que não tem fim. Os Delírios de Consumo de Becky Bloom nos apresenta situações absurdas e as maneiras ainda mais absurdas que Becky encontra de contorná-las. E tudo isso cria uma expectativa para um grande clímax, onde a personagem precisa encarar as consequências de seus atos. Porém, esse clímax só chega com o segundo livro da série.

Quando terminei o livro da primeira vez, me sentir extremamente frustrada. Tudo correu tão bem para Becky, as consequências nunca chegaram e parecia que tudo que ela tinha feito até ali, afinal, se justificava. Senti que eu tinha ganhado um começo e um meio, mas nada de um fim. E preciso dizer que, assim que comecei o livro 2 (que não cheguei a terminar) para mim, como leitora, ficou parecendo que eles deveriam ter sido fundidos em um único livro. Ao menos teria sido uma leitura mais satisfatória.

No mais, Os Delírios de Consumo de Becky Bloom conseguiu me arrancar algumas risadas e algumas roladas de olho, mas ainda foi um chick-lit bastante raiz, focando nos problemas de Becky além da vida amorosa e mostrando que ela tem muito mais a entregar do que um romance. Acredito que fãs do gênero vão se dar bem com ele, especialmente as dispostas a darem continuidade a série.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2019/05/resenha-os-delirios-de-consumo-de-becky.html
comentários(0)comente



Raquel 03/05/2019

Gostei mais do filme
Personagem não me cativou, muito enrolona.
comentários(0)comente



LarissaRChaves 03/05/2019

O melhor de Sophie Kinsella
Esse livro com certeza descreve o melhor da Sophie kinsella. Um livro bem construído que, definitivamente, sabe-se porque ela fez tanto sucesso. Ao ler esse livro, todos conseguimos imaginar o porque de ter uma série, simplesmente não se consegue parar de ler, é impressionamente clichê e mesmo assim, sabendo como vai ser o final, a leitura te prende tão gravemente que não se tem como colocar uma hora de parar. Simplesmente se deixar, a leitura se vai pro resto da vida. Maravilhosamente cativante!!
comentários(0)comente



Thai Zavadzki (@meowbooksblog) 02/05/2019

Viciante
Estou tão feliz por finalmente ter lido esse livro! A adaptação é um dos meus filmes favoritos desde a infância e há pouquíssimo tempo soube do livro, precisei comprá-lo na primeira oportunidade e não me arrependo nenhum pouco.
A obra acompanha Rebecca Bloom, uma jornalista financeira que tem um hábito terrível: é consumidora compulsiva. Tudo gira em torno de suas dívidas e desse transtorno que sofre.
Antes de tudo, preciso dizer que o livro e o filme tem muitas divergências e eu amei os dois, mesmo assim, cada um em sua forma. Isso sim que é um chick-lit de respeito. É meu primeiro contato com a Sophie Kinsella e já estou super animada para conhecer mais da autora, que tem uma escrita viciante, não me deixando largar até terminar.
Becky, mesmo sendo uma pessoa intragável que nós provavelmente odiaríamos ter de lidar com, tem um carisma inacreditável com suas trapalhadas e fugas desmedidas. Os outros personagens não têm tanto desenvolvimento, achei que o Luke podia ser melhor desenvolvido, já que acaba sendo o par dela, mas tem mais livros pela frente, onde espero que ele tenha mais destaque, sim.
Acredito que para algumas pessoas, certas situações podem parecer muito exageradas e caricatas, não discordo exatamente dessa percepção, acontece que conheço o gênero e não espero menos que isso, hahaha, consigo ignorar facilmente e não me incomodou.
A história mantém um ritmo gostoso do início ao fim, não é um livro profundo, mas leve e engraçado, perfeito para uma ressaca. É claro, tem alguns furinhos que percebi durante o enredo, como Becky precisando de mais dinheiro, recebendo uma joia e nem mesmo pensando em vendê-la para acabar com as dívidas, ou o emprego dela no final, que ficou em aberto quanto à o que aconteceria. Enfim... coisinhas assim que no final das contas, acabei por fechar os olhos, é o melhor a se fazer (assim como para as regras ortográficas antiquadas que a Record não atualizou)
Eu amei, trouxe-me certa nostalgia, fez-me rir, suspirar... Só as partes que falavam mais profundamente de finanças que dei umas reviradas de olhos por quê quem gosta disso, né nom? Enfim, vale muita a leitura!


Mais resenhas em: meowbookblog.wordpress.com
comentários(0)comente



Leonela_ 29/03/2019

Um dos livros mais divertidos que eu li
Esse é um daqueles livros pra ler em uma tarde de chuva, dia cinzento, pois ele simplesmente irá alegrar o seu dia! Em muitos momentos me identifiquei com os anseios de compra da personagem, mas tem muita aventura também. Livro divertido se prepare para ser cativado pelas loucuras da personagem principal: Becky
comentários(0)comente



Dudinha Costa 14/02/2019

Maravilhoso
Devorei o livro, não conseguia parar de ler mesmo já tendo visto o filme milhões de vezes (apesar de ser bem diferente). Amei amei amei!
comentários(0)comente



Adriane.Lima 31/01/2019

Infiel , cartão de crédito e suas mentiras. Loucas por consumo
O mundo talvez seja ilusório ou até mesmo nós que sejamos a real vitima de nossa própria imaginação mas não existe os verdadeiros culpados ou existe? Sonhar e desejar são duas palavras que tem uma união incrivel, para melhor descrever ,um casamento, tal união são duas meras palavrinhas que andam interligadas de forma absurda mas que devem ser controladas pois existe um inimigo fatal chamado cartão de crédito, como o mesmo livro descreve ele que nos apaixona e ilude.
De inicio finge ser nosso amigo e promete fidelidade assim como em um casamento mas depois ele não se divorcia mas te traia, SIM, ele se torna infiel de tamanha maneira que voce sente raiva, medo e pensa em até destrui-lo. Os delirios da senhorita Becky é apenas uma mostra grátis de que a maioria da população mundial se submetem, a sensação de conseguirmos obter algo que tanto desejamos nos faz forte e decidido ,mas tudo isso não passa de um cartão safado e infiel te enganando e cada oportunidade faz questao de te dar prazer mas que no fundo , bem la no fundo esta unido com as financeiras para te infernizar, sejam com anuidades , seguros e/ou aquelas infitnitas parcelas. Nada mais que um excelente livro para nos mostrar que ate mentimos para conseguirmos comprar ,sejam com cartão de terceiros ou os nossos e que devemos parar e nos observar , fazer anotações de consumos diários e ter auto controle.
Não é .mas afirmo que sim, este livro. é sim em fatos reias, pois descreve a mim , a você e a uma multidão de loucos por consumo.
comentários(0)comente



Elaine Rodrigues @leiodetudo 23/01/2019

Diferente do filme, porém muito bom.
As histórias do livro e do filme são muito diferentes. Não vou nem dizer que um é melhor que o outro pois não dá para comparar. Enquanto a Becky do filme é divertida e meio maluquinha, a do livro é bem sem noção. É difícil ter empatia por ela, mas também não odiei a personagem. A história do livro é muito divertida. Ótima leitura pra espairecer e intercalar com livros mais pesados.
comentários(0)comente



Dôda 22/01/2019

Trama romântica, divertida e suave, mas que aborda temas importantes como educação financeira e planejamento. Marcou minha adolescência pela maneira caricata que introduz esse assunto de extrema importância.
comentários(0)comente



290 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |