Corações Quebrados

Corações Quebrados Sofia Silva




Resenhas - Corações Quebrados


57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


allitamartins 16/03/2019

Maravilhoso
Emília é uma brasileira que perdeu toda a família em um acidente de carro e de quebra, perdeu também o gosto pela vida. A perda de tudo a fez ficar estagnada na vida, principalmente por causa de uma deficiência decorrente do acidente. Agora, ela vive seus dias na clínica da tia, Rafaela.

Diogo é um português que também passou por um trauma. Ele perdeu todos os seus amigos na guerra e por muito tempo se fechou em seu casulo.
Quando o Dr. Leonardo sugere que ele participe de um novo método contra traumas que irá ajudá-lo, ele conhece Emília.

Os dois passam a trocar mensagens, com o propósito de conversarem sobre as suas dores e o que esperam da vida. Logo, uma amizade surge e depois um sentimento mais forte.
Mas Emília ainda não está pronta para voar sozinha, seus traumas e a sua deficiência são empecilhos para sua liberdade, ela está presa ao acidente.

Seria o amor suficiente para consertar corações quebrados?

✏ Esta é mais uma bela obra da Sofia, onde ela mostra todo o seu talento na escrita e nos presenteia com um enredo lindo, tocante e único.

Emília se fechou depois do acidente onde perdeu sua família. O acidente também a fez perder o namorado, que não aguentou o "fardo" dela.
É incrível perceber o amadurecimento da Emília durante a narrativa. A jovem vai aprender que precisa se libertar do acidente e voar para seu futuro. Muitas vezes ela pode soar insegura, mas são apenas as dores do que viveu. A depressão e o luto estão sempre à espreita.

Diogo, por sua vez, também sofreu com a perda dos seus amigos, mas o seu processo de cura foi totalmente diferente do de Emília.
Ele vai ser fundamental para mostrar a ela que ainda existe uma vida para se viver, mas ele sabe que esta mudança deve partir da própria. Diogo é engraçado, romântico e nos faz soltar longos suspiros.

Teremos um pouco de Rafaela e Leonardo. Os dois tiveram um relacionamento no passado que terminou, porém o sentimento continua forte.

O destaque fica mesmo por conta de dois irmãos: Liefde e Cauê. A pequena Liefde é portadora de Síndrome de Down e foi abusada sexualmente pelo próprio pai. Cauê fugiu com a pequena e fez coisas inimagináveis para salvá-la e não conversa com ninguém sobre o passado.
Os dois irmãos são sobreviventes de uma sociedade maldosa.

A Sofia tem o dom de tratar temas pesados com uma leveza impressionante. Somos capazes de sentir a dor da Emília e como a perda e a deficiência a afetam, mas também sentimos como lá no fundo ela deseja voar novamente, voltar a viver.

O mais bacana da história é que o Diogo não é visto como "o salvador" da Emília. Fica nítido que ele tem uma importância nesse processo, mas fica mais claro ainda que este desejo de sair dessa masmorra deve partir dela.

A narrativa gira em torno de Emília e Diogo se conhecendo, se curando, se amando e se permitindo. Nem tudo serão mil maravilhas, porque a vida não é assim, e este é um dos pontos que mais amo na escrita da Sofia.

Ter trazido a deficiência como uma das pautas foi sensacional, pois creio que permita identificação por parte de muitas mulheres que em algum momento se sentiram como a Emília.

Durante a leitura chorei em vários momentos e também soltei alguns suspiros acompanhados de "aaaaaaa" com o Diogo.

A escrita da Sofia apenas ficou mais primorosa. Ela consegue pontuar bem todos os temas que se propõe abordar, trazendo sutileza e não transformando a história em um masouléu de desgraças.

Corações Quebrados é um livro para se guardar na alma. Emília e Diogo carregam consigo traumas que reverberam por seus poros. Ela perdeu sua família. Ele perdeu seus amigos. Há quem diga que dois quebrados formem um inteiro, mas aqui você verá que dois quebrados formam dois inteiros. Emília e Diogo não vão se preencher, eles vão se transbordar. Emília vai precisar aprender a voar por conta própria e Diogo a estará esperando... O amor espera por eles!

site: http://www.gnomaleitora.com.br
comentários(0)comente



Entrelivros_efilho 14/03/2019

📖❝E se duas pessoas sem vontade de continuar a viver encontrarem-se na beira de um precipício e, em vez de saltar, derem as mãos e caminharem na direção oposta da dor?❞
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Paola é uma brasileira de 23 anos que após perder a família em um grave acidente entra em depressão e está em uma clinica para tentar se restabelecer psicologicamente.
Diogo um ex-militar Português de 27 anos, que durante uma emboscada no Afeganistão viu seus amigos perderem a vida para a guerra e desde então, faz tratamento para retomar sua vida.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Ambos em estágios diferentes de recuperação e que veem seus caminhos se cruzar quando seus terapeutas que se conhecem, criam um programa para os dois se falarem uma vez por semana no intuito de trocarem experiências para que assim, seus traumas possam ser amenizados, sem imaginar que a partir daí nasceria uma história de amor cheia de superação.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
--♡--
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Diferente do primeiro livro da série, neste eu demorei a conectar com Diogo e Emília, no início não senti a química entre eles, mas conforme seus sentimentos foram amadurecendo fui me envolvendo e foi impossível não torcer por eles.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Sofia tem o dom de nos fazer chorar com sua escrita de tom poético e leve apesar dos temas pesados que aborda, em algumas partes foi preciso pausar, porque era difícil ler e respirar ao mesmo tempo, a delicadeza que ela conduziu e abordou temas como depressão, abuso infantil e deficiência, nos faz sentir empatia e enxergar o outro (com deficiência ou não) com mais amor.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Diogo é o homem que toda mulher sonha, tem uma alma e um coração ímpar, Emília é forte, mas demora descobrir a fortaleza que tem dentro de si. Sob o ponto de vista dos dois e com capítulos curtos, acompanhamos também a história de seus terapeutas Rafaela e Leonardo que tem um passado mal resolvido, e pelo que vi vão ganhar um livro na série, estou ansiosa pra ver como vão se acertar.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O último diálogo dos personagens fala direto com o leitor e deixa um sorriso no rosto ao finalizar.
Recomendo!

site: https://www.instagram.com/p/Bu1FRWVg0TE/
comentários(0)comente



Três Leitoras 10/03/2019

Resenha: Corações Quebrados
Desde que li Sorrisos Quebrados fui conquistada pela escrita poética da Sofia Silva, acho que essa é uma das suas características mais marcante e com certeza um enorme diferencial no ambiente literário.

Cada livro da série Quebrados (que será toda lançada pela Editora Valentina) irá tratar de um tema específico e em Corações Quebrados ela irá trazer como tema principal a depressão. E acho de extrema importância debatermos esse tema, pois infelizmente temos conceitos equivocados sobre quem tem a doença.

Neste livro vamos conhecer Diogo, um ex militar português e Emília, uma brasileira. Cada um com suas perdas e dores, estão vivendo tempos sombrios, onde não acreditam que merecem viver e não entendem mais a razão de estarem aqui!

E os dois, mesmo tão distantes fisicamente, são colocados em contato, e no meio de toda a escuridão que eles vivem, aos poucos eles percebem que podem encontrar alguma luz. Mas nada é tão simples assim, os dois tem suas dores, seus segredos e não sabem até que ponto podem se entregar, eles não sabem mais como viver. E ao mesmo tempo, o que eles mais desejam é viver, é reencontrar razões e motivos para sorrir.

É justamente em um imenso conflito, que pessoas com depressão vivem. É uma existência dolorosa, mas que não é impossível de ser revertida. Todos são capazes de encontrar o seu caminho, pois todos são capazes de encontrar algo que seja maior que toda essa dor que sentem.

Diogo e Emília irão se ajudar mutuamente, mesmo em meio a dor, eles darão sorrisos, irão se apoiar, irão encontrar palavras de incentivo e esperança, vão construir uma grande amizade, mas o sentimento construído entre eles irá além, mas serão eles capazes de superar todos os obstáculos naturais e aqueles criados por eles mesmos e voltar a viver?

Acompanhar o encontro deles, a luta diária para aprender a lidar com as dores e perdas, compreender seus sentimentos é gratificante. Em determinados momentos fiquei extremamente emocionada e o capítulo 40 me fez derramar lágrimas. Mas em outros momentos, achei que a história podia ter um ritmo melhor, mas isso não prejudicou a minha leitura e não me fez desgostar da história.

Talvez o fato de ser estudante de Psicologia e entender de uma forma mais profunda o que eles vivem, tenha me ajudado a compreendê-los um pouco mais. Não é fácil, não é bonito e ninguém escolhe viver assim. A história deles, me fez recordar de quando entreguei um texto meu para que minha terapeuta o mostrasse para uma outra paciente, que passava por uma situação similar a minha e o sentimento de ajuda que encontrou meu coração foi incrível.

Algumas pessoas podem achar antiético o comportamento dos psicólogos da história, mas a autora deixou claro em diversos momentos, que eles realmente fazem escolhas fora do comum na prática profissional. Vamos também nos lembrar que estamos falando de uma ficção e não uma história real.

Apesar de escrito pela mesma autora, esse livro é diferente de Sorrisos Quebrados, e isso não é ruim, afinal podemos encontrar uma outra forma de contar uma história, uma outra faceta da Sofia Silva. A escrita poética permanece da mesma forma, tocando nosso coração, nos fazendo refletir e torcendo para que os personagens encontrem seus caminhos.

Mais uma vez recomendo que você conheça a Sofia Silva, caso ainda não tenha tido a oportunidade de ler algum livro dela, faça isso. Ela é uma autora diferenciada, que escreve de forma diferenciada e que vai mexer com as suas emoções.

site: http://www.tresleitoras.com.br/2019/02/resenha-coracoes-quebrados.html
comentários(0)comente



Lucinete.Matos 09/03/2019

Amor
Livro maravilhoso, que história de superação e amor fantástica, estou emocionadíssima com este livro...precisamos muito de Diogos no mundo...
Danielle.Soares 13/03/2019minha estante
Livro Maravilhoso Lu! Obrigada por compartilhar...


Lucinete.Matos 14/03/2019minha estante
Dani estamos sentindo sua falta...
Que bom que gostou do livro é muito lindo!!!
Me empresta o livro por lugares incríveis, eu comprei um, mais no fim do ano dei de presente...




Camila 08/03/2019

Resenha: Corações Quebrados (Por Livros Incríveis)
Outras resenhas da autora: Sorrisos Quebrados. Leia no blog ou em meu perfil.

Emília e Diogo são dois jovens separados por um continente, porém ligados por dores e traumas que sofreram em suas vidas. Com isso, podem conversar livremente e logo, uma ligação mais íntima surge. Entretanto, as cicatrizes parecem profundas e difíceis demais de serem curadas, mostrando ao casal que, para ficarem juntos, muito terá que ser deixado para trás.

Esta sou eu. Estou a mostrar quem fui e quem sou. Vou levar-te à minha vida. À minha dor. E vais compreender tudo que tive e perdi.


A história é narrada sob dois pontos de vistas principais: o de Diogo e Emília. Por isso, o leitor tem visão privilegiada da mente de ambos, podendo acompanhar e entender melhor os anseios e angústias retratados.
Primeiramente, a trama se passa basicamente de forma on-line, já que Emília é brasileira e Diogo, Português. Portanto, além dos pontos de vista, há também as marcas culturais, sobretudo na fala. Durante os capítulos de Diogo, a forma portuguesa fica bem clara de se ler, e a autora tomou cuidado para que ficasse também compreensível para os leitores brasileiros.
Em seguida, o modo da história muda, e apesar de continuar entre os capítulos alternados, a fluidez da história muda também, tornando-se um tanto lenta, ao contrário do primeiro livro da série, Sorrisos Quebrados. Porém - corrijam-me se eu estiver errada - li que Corações Quebrados, apesar de ser o segundo volume da série, foi o primeiro escrito por Sofia Silva. Portanto, pode-se perceber uma evolução da autora entre as histórias.

Em minha opinião, Corações Quebrados se perde a partir do momento em que os problemas e traumas enfrentados pelos personagens dão lugar a páginas e páginas melosas, cheias de declarações de amor repetidas. Veja bem, eu adoro romances e claro que há passagens belíssimas na história. Porém, creio que a autora errou a mão na medida de parágrafos dedicados a declarações que se repetem na essência, e são melodramáticas. Por isso, para mim, o livro estaria na medida certa se tal quantidade diminuísse - o que diminuiria o total de páginas também. Sendo assim, creio que o que faltou na história de Emília e Diogo foi um maior equilíbrio no geral.

Ainda assim, acho que o casal teve química, apesar de algumas situações contraditórias, e pude sentir o amor que sentiam e os sentimentos que eram passados. Há cenas de sexo na história, mas sempre românticas, não sendo totalmente explícitas.
Devo mencionar também que Corações Quebrados - assim como o resto da série - aborda questões importantíssimas! No caso desta obra, a depressão, a violência e a guerra são os temas mais abordados. Emília, principalmente, é uma personagem com um passado extremamente doloroso, e Sofia Silva conseguiu retratar seus problemas de forma muito real e honesta, fazendo com que a personagem percorresse um longo tempo tentando superar seus pesadelos.

Outro ponto positivo é o fato de a autora entrelaçar as histórias de toda a série em um ponto em comum, a clinica, o que permite ao leitor revisitar personagens já conhecidos.
A parte final volta a ter uma narrativa mais fluída, e me deixou mais empolgada com a leitura.

Portanto, apesar de não ter gostado tanto de Corações Quebrados quanto de Sorrisos Quebrados, fico animada em continuar a série, que promete abordar temas tão necessários e delicados quanto os abordados até agora, já que personagens que aparecem neste livro, serão abordados em próximos volumes.

Sobre a série:
Corações Quebrados é o segundo volume da série Quebrados, que já tem o livro Sorrisos Quebrados lançado no Brasil. Os próximos volumes não têm data para lançar aqui.

Leia mais resenhas em:

site: http://porlivrosincriveis.blogspot.com/2019/02/resenha-coracoes-quebrados-sofia-silva.html
comentários(0)comente



Daniela -@livroterapiamylife 05/03/2019

Maravilhoso
"Ele não é a metade que me faltava; é o tudo que eu precisava."
.
Emília, mora dentro da clinica da sua tia, desde o dia do fatídico acidente. Uma moça jovem e linda. Mas, completamente quebrada. Vem se torturando dia após dia, com o coração dilacerado. Sem forças para se levantar e continuar a viver. .
.

Diogo foi o único sobrevivente do seu batalhão, perdeu muitos amigos nessa guerra sangrenta. Ele é lindo, escritor de poesias, apesar de ser um homem forte ele também enfrenta seus demônios internos. . .
Os dois passando por tratamentos, começam a se corresponder por por emails, tudo isso porque os médicos sugeriram esse tipo de terapia. .
.

As conversas on-line começam a surgir efeito e um grande laço de amizade se forma. Quando ambos já estão envolvidos mais do que desejavam, cada um a sua maneira tentando colar os cacos, Emília Simplesmente some do mapa. .
.

É aí que começa essa intensa história de amor, Será que um dos dois, estará disposto a atravessar um oceano e ir em busca da sua parte que falta.
.

Impossível não amar a escrita poética da Autora, por mais uma vez, meu coração ficou totalmente destruído com tanto sofrimento dos personagens.
.
Ainda estou emocionada com essa história,
Você luta junta com os personagens. O livro tem uma carga emocional muito forte. Depressão é um assunto muito sério, e a autora com maestria relata lindamente.
Eu faço parte das quebradas.


Livro recebido em parceria com a autora.
comentários(0)comente



Ale 03/03/2019

"Corações Quebrados" no blog Estante da Ale
Esse livro faz parte da série Quebrados, porém sua história é totalmente independente então pode sim ser lido em separado. Aqui, conheceremos Emília, uma garota que precisa lidar com a dor da perda de sua linda e amável família e Diogo, um soldado que perdeu amigos e viu a guerra de perto. Em estágios diferentes da depressão, Diogo ajudará Emília a voltar a ter fé na vida.

Eu não quero entrar em muitos detalhes da história, porque cada descoberta desse casal é como se levássemos um tapa na cara para acordarmos, sabe? É uma obra intensa, forte e que tem uma construção bem interessante. O leitor já começa sabendo das perdas. Por mais que haja cenas específicas do acidente de Emília, no início de tudo já temos os problemas apresentados, agora o desenvolvimento será como os personagens se levantarão, vamos aprender junto com eles a dar a volta por cima e ver a beleza e esperança na vida novamente.

A escrita da Sofia é MUITO poética, em diversos momentos eu ficava arrepiada com os diálogos, com os pensamentos, com as mensagens que nos são passadas. E só lendo para você entender, porque é um romance, mas juro que parece uma poesia. Os sentimentos são tão reais! É como se estivéssemos naquela situação. Sofia não suaviza em momento algum. Ela traz cenas carregadas de dor e verdade, dá para perceber isso se você já conviveu com alguém que tem depressão.

Outra coisa que preciso destacar é que além da relação de amor, parceria e respeito que os protagonistas possuem, a obra possui um senso de conscientização muito relevante. Conseguimos sentir empatia pelos problemas dos outros e também aquela vontade de fazer a diferença na vida de alguém. Ainda mais pelo fato de que existem milhares de pessoas pelo mundo que se enxergam em situações de desespero e solidão. Um levantamento realizado no ano de 2018 pela OMS constatou que o Brasil é o país da América Latina com o maior índice de pessoas depressivas, com 9,3% da população sofrendo deste mal. E há um estudo dizendo que em 2020 este será o maior motivo de afastamento do trabalho, ou seja, ao invés de termos uma visão de futuro positiva, temos uma projeção extremamente negativa. Muito preocupante!

A edição da Editora Valentina está linda demais! Os detalhes dos pássaros na capa são belíssimos e a diagramação muito caprichosa. O ritmo de leitura é ótimo e não encontrei erros de digitação. A linguagem dos personagens possuem algumas divergências, pois a Emília é brasileira e Diogo é português, porém nada que atrapalhe, muito pelo contrário, algumas palavras usadas por Diogo trazem uma ambientação própria a história e entendemos tudo perfeitamente.

A sensibilidade de "Corações Quebrados" é única e isso faz o livro ser incrivelmente maravilhoso! Não tenho palavras para descrever o quanto me envolvi e o quanto fiquei emocionada com a história de amor e redescoberta. Recomendo ao mundo de olhos fechados! Sofia Silva, você tem um dom de Deus.

site: http://estante-da-ale.blogspot.com/2019/03/livro-coracoes-quebrados.html
comentários(0)comente



@viagementrelivros 24/02/2019

Resenha @viagementrelivros
Corações Quebrados conta a história da Emília e do Diogo. Emília é uma garota brasileira que, após sofrer um grave acidente, entra em depressão. O acidente de carro levou embora, além de sua família, tudo o que parecia importante na vida dela, levando-a a ficar internada na clínica de sua tia para se recuperar tanto física quanto psicologicamente.
Diogo, por sua vez, é um rapaz português que também está em processo de recuperação em seu país. Diogo era soldado e carrega dentro de si toda a dor e os transtornos de ter visto todos os seus amigos morrerem em um ataque.
Buscando a melhora de ambos, os psicólogos responsáveis por esses dois decidem tentar abrir a comunicação entre eles através de mensagens em um chat; para talvez permitir que essas duas pessoas tão diferentes encontrassem amizade e conforto um no outro. E é deste ponto tão difícil que começa uma história de amor.
?
Já lhes adianto que eu gostei muito dessa história. Primeiro porque eu já tinha me encantado pela escrita da Sofia Silva lá em Sorrisos Quebrados e a magia se repete em Corações: mantem-se o tom poético e bonito, além da leitura leve, apesar de tantos assuntos difíceis que são tratados.
Depressão é um tema super raro de se ver em livros, e aqui isso foi mostrado de uma maneira bem interessante, mostrando as oscilações de humor, a falta de confiança em si, a luta para enfrentar a doença e se superar. Gostei principalmente do fato de que a história não ilude o leitor e simplesmente cura a depressão da Emília com amor. É muito mais do que isso.
Não tenho palavras para descrever o Diogo, porque terminei o livro completamente apaixonada por esse português. Mas confesso que gostaria de ter visto mais da luta dele por seus traumas, tudo passa muito rápido com ele e o foco fica na Emília, entende?
Mas além disso, apesar do epílogo ter sido fofo, também joga uma série de spoilers da vida de outros personagens, o que me confundiu bastante. Espero que essa sensação de confusão passe depois que os próximos livros da série foram lançados.
Por fim, é mais um livro lindo, com uma história rica em bravura e delicadeza, tudo ao mesmo tempo, e que merece ser lida. Recomendo bastante, e se você já leu, me conta o que achou!
comentários(0)comente



Fábbio - @omeninoquele 19/02/2019

Um Romance Doce...
❝Os nossos corpos são reflexos de cicatrizes que nunca pudemos escolher e que assinalam a nossa aparência para o mundo exterior. E somos julgados por elas.❞

Emília e Diogo tem um passado dolorido, e tentam agora juntar os cacos quebrados do coração com a ajuda de seus terapeutas. Ela no Brasil e ele em Portugal, não se conhecem, mas por meio de seus terapeutas que se conhecem, e propõem que os dois participem de um programa que incentiva os pacientes a conversarem através de bate-papo, o que possibilita que o trauma dos pacientes amenize. Os dois aceitam e começam a conversar, de cara não dá muito certo, mas logo eles começariam a nutrir algo mais do que simples conversas.

E quanto mais se conhecem mais eles sabem que precisam um do outro e inevitavelmente eles se apaixonam, mesmo sem se conhecerem pessoalmente. E logo após Diogo parte ao Brasil para conhecer sua amada, e juntos irão dar forças um ao outro em nome desse sentimento que surgiu deles e que só os fortalecerá cada vez mais.

É um romance bem clichezão mesmo, com muito drama, e lágrimas mas que conversa muito com o leitor real. A autora discute temas como a depressão, a perda de um ente querido e o bullying.

Preciso dizer que o Diogo é aquele típico personagem bem estereotipado, o príncipe no cavalo branco, ex-soldado que tem dramas pesados por conta de uma guerra que participara, mas que "deixa" tudo isso em busca de ajudar sua amada e além de tudo é bom em tudo que faz. Isso me incomodou um pouquinho, mas dá de relevar pois é típico desse estilo de livro, a rápida superação/recuperação do galã.

O passado de Emília é mais dolorido e ela sofre muito no presente com tudo que ocorreu, mas em certos momentos eu achei muito, ela encontrar a felicidade e se curar de tudo o que aconteceu com um amor. Pois eu creio que as mulheres reais querem mais do que isso, mas ok, isso passou e eu segui normal a história porque sei que é um livro romântico e sei que muita gente gosta.

Preciso enfatizar que a escrita da Sofia Silva é maravilhosa e mesmo com tudo que disse eu gostei do livro e me conectei muito à história, tirando os momentos em que achava que era forçado demais as coisas rsrs

O livro deixa claro que é preciso procurar uma ajuda para se curar da depressão que é sim uma doença perigosa e que vitimiza tanta gente atualmente no mundo todo. Procure ajuda se você está passando por algo difícil e toda essa mensagem contida na história de Emília e Diogo valeu muito a pena ser tratada no livro. Recomendo muito!

#CoraçõesQuebrados #EditoraValentina

site: https://www.instagram.com/p/BuFAP28gQAA/
comentários(0)comente



Italo Bernardo | @wesleyliterario 18/02/2019

Delicado, Sensível, Brutal e Dilacerante
#WesResenha

"Infelizmente os monstros não são aqueles que estão debaixo da cama ou nas páginas dos contos de terror.
São pais, tios, padrastos, técnicos, professores, médicos ...
São pessoas 'normais'.
São os que deveriam amar."

De modo sensível e real, Sofia Silva nos apresenta uma narrativa de profundas dores e duros recomeços. Com uma escrita poética, tocante e que chega a nossa alma com uma força dilacerante, "Corações Quebrados" é uma história linda sobre amor, vida e levantar outra vez após grandes quedas.

Falar dos escritos de Sofia Silva é falar de profundidade, feridas abertas, de almas destroçadas que se unindo encontram uma mútua cura. Amo ler e me emocionar com as narrativas que ela cria, pois nos tocam, penetram nosso íntimo e nos faz sentir cada sentimento que os personagens sentem.

Nessa narrativa, além da depressão, a autora expõe o abuso infantil e nos mostra que essa violência pode acontecer mais próximo de nós do que imaginamos. É triste e revoltante pensar que existem monstros capazes de ferir com tanta crueldade a pura inocência de uma criança, mas é necessário falar cada vez mais sobre isso, e ver isso sendo trazido em obras literárias é muito importante.

Adorei como os personagens secundários ganham voz e apresentam seus próprios dramas cativam nossos corações. Leonardo e Rafaela tiveram um grande amor no passado que fora interrompido, eles são aquele tipo de personagem que queríamos que fossem protagonista e pelo que já sei, terão sua história contada em um dos próximos volumes da séries.

O romance entre Emília e Diogo não me convenceu de início, achei que não têm tiveram tanta química, mas quando o sentimento entre eles foi se desenvolvendo, percebi bom um amadurecimento e foi impossível não torcer pelos dois.

Uma leitura dolorosa e emocionante que nos traz inúmeras lições, mostrando que o amor é o único capaz de curar as grandes cicatrizes que a vida nos causa. Um enredo arrebatador cheio de magoa, saudade e acima de tudo, superação.

"Corações Quebrados" é um livro denso, real, com personagens que nos fazem acreditar que ainda pode existir algo de bom no ser humano. Com uma história forte e bela que nos cativa por sua seriedade e sensibilidade, esse livro é intenso e quebra completamente com as nossas almas.
comentários(0)comente



Blog Stalker Literária 18/02/2019

Maravilhoso!
5⭐️❤️

Acabei corações quebrados em poucas horas, e preciso fazer algumas considerações sobre a história antes de conseguir escrever uma resenha completa

A história de Diogo e Emília me ganhou imensamente, acho que até um pouco mais que em Sorrisos quebrados, pois esse livro trás temas tão verdadeiros, tão próximos a mim que foi impossível não sentir uma conexão com os personagens, principalmente a Emília e toda a sua luta com a perda, com a depressão e com sua insegurança é ato estima.

A história é repleta de romantismo, cheia de cenas que vão deixar as leitoras suspirando por um Diogo em suas vidas (principalmente as que têm uma queda por portugueses - e eu sou uma delas hahah), mas o que mais conquista mesmo é o fato que aqui não é o mocinho que salva a mocinha com seu amor, e sim Emília que salva a si mesma, que aprende que para amar outra pessoa ela precisa aprender a se mar primeiro (eu ouvi um amém RuPauls?). A depressão é uma doença que se cura com ajuda médica - e amor dos que estão ao seu redor, e amei o fato da Sofia ter colocado isso na história pois vemos muitos livros preparem que o amor cura tudo hoje em dia, o que está completamente errado.

Essa é uma história linda, emocionante, cheia de romantismo e com um sotaque português que no deixa suspirando. Não vejo a hora de ler os próximos livros
comentários(0)comente



Ali 18/02/2019

Palavras não serão capazes de descrever esse livro
Tudo em Corações Quebrados é lindo, a diagramação, capa, orelha. Impecável. Já ganhou pontos comigo desde os primeiros segundos em minhas mãos. Quando o abri, enquanto vislumbrava toda a sua beleza estética, não estava preparada para o impacto da dedicatória para a avó de Sofia. Senti meus olhos se afogando e percebi que estava embarcando numa viagem que não voltaria a ser a mesma pessoa.
A sensibilidade como a autora conduz a sua história, é, sem dúvidas, algo que mais admiro. Sua escrita é uma verdadeira aula de empatia, é impossível não ter sua alma tocada. Novamente, Sofia Silva aborda temas delicados. Em Corações Quebrados, a depressão é o carro chefe da história.
O prólogo nos apresenta a família de Emília, a nossa protagonista. Conhecemos seus pais e casal de irmãos gêmeos: Eva e Rafael. Emília é a filha mais velha, tendo seis anos de diferença dos seus irmãos. Os gêmeos têm uma forte ligação, embora façam tudo que irmãos fazem: implicam demais um com o outro. Eva é uma enciclopédia ambulante, adora falar e distribuir informações que não muda a vida de ninguém, todavia é interessante de obter. Rafael também é extremamente inteligente, porém, mantém uma visão de mundo completamente oposta. Toda a família da protagonista está viajando de carro, até que, do nada, tudo muda. É doloroso e já deixo um alerta: chorei no prólogo.
Dividida em partes, a história traz citações de Oswaldo Montenegro a cada início. Corações Quebrados é narrado em primeira pessoa e nos pontos de vista de Emília, no Brasil, e Diogo, em Portugal.
O protagonista masculino está há meses em tratamento, depois de viver os horrores da guerra no Afeganistão. Praticamente havia aceitado sua morte após ver seus irmãos de armas perdendo a vida, mas acordou na cama de um hospital, recebendo um novo recomeço. O grande problema é que ele não consegue seguir em frente, pois permanece fazendo um trabalho de relembrar e contar tudo o que passou.
Para exprimir tudo que está dentro dele, Diogo transcreve para as linhas. A escrita se tornou parte essencial em sua vida, como forma de desabafar. Tudo o que ele fala ou escreve também será estudado e apresentado num simpósio de psicologia, com o objetivo de explicar as consequências da morte na mente de um soldado.
O Dr. Leonardo, psicólogo do Diogo, é dono de uma clínica famosa por testar métodos que não são utilizados por outros profissionais da área. Assim, juntamente com a Dra. Rafaela Petra, propõem uma nova abordagem: Diogo e Emília, que luta contra o transtorno do estresse pós-traumático, devem se comunicar por escrito uma vez por semana com o intuito de um ajudar ao outro.
Embora estejam em fases diferentes de recuperação, o desafio é lançado. Ambos perderam pessoas importantes em suas respectivas vidas. Se relacionar com novas pessoas, para chegar na fase da vida real, é um grande desafio que aterroriza os nossos protagonistas.
Contudo, devido à grande estímulo de seus psicólogos e um guia de comunicação - que logo é dispensado -, Diogo e Emília começam a se relacionar através de um chat criado pela clínica. Em pequenos passos, eles desenvolvem sua relação, compartilham suas histórias e traumas. Logo, consequentemente, de conhecidos se tornam amigos e, aos poucos, vão percebendo que a conexão entre eles é maior do que amizade.
Emails, ligações e chamadas de vídeos. É assim que os protagonistas se relacionam, até o dia em que, Emília, sem aviso prévio, decide sumir da vida de Diogo. Em razão disso, o português vai atrás de sua amada no Brasil. Surpreendida e escondendo um segredo, Emília rejeita sua presença, porém não demora muito para se render a seus encantos e perceber como Diogo é especial.
É uma história linda que traz, a todo o momento, a mensagem do quanto é importante se conhecer por inteiro, não apenas pela metade. E que é necessário sair da sua área de conforto para descobrir todas as possibilidades.
A forma como a autora traz o belo e o feio para suas obras sempre me engrandece e me inspira. Me faz aceitar e amar os meus dois lados. Na verdade, me faz acreditar que tudo é questão de perspectiva. Definitivamente, se tornou uma das minhas autoras mais queridas.

site: www.sistersbook.com.br
comentários(0)comente



Fabi | @psamoleitura 17/02/2019

{resenha feita no blog PS Amo Leitura}
“Corações quebrados” é o segundo livro da série Quebrados – sendo o primeiro Sorrisos Quebrados – lançado em dezembro de 2018 pela Editora Valentina e escrito pela autora portuguesa Sofia Silva. Um livro que vai te fazer ter esperança de dias melhores e como podemos encontrar pessoas incríveis no caminho.

O ENREDO
Apesar do primeiro livro da série, Sorrisos Quebrados, ter partido meu coração em milhões de pedacinhos logo no prólogo, em Corações Quebrados eu tenho meu coração partido, sim, em muitas partes, mas ele traz muita esperança.

Vamos conhecer Emília onde teve sua vida mudada drasticamente após um acidente de carro, onde além de perder todas as pessoas que ela amava, ela teve uma parte de si mesma destruída.

Neste enredo também vamos conhecer Diogo. Sua vida muda completamente após um acidente na Guerra onde ele perdeu todos os companheiros de trabalho e não entende porque foi “poupado”.

Ambos não se conhecem, mas tem muito o que conversar. Ele mora em Portugal e ela no Brasil, como seria possível surgir essa ligação? E foi através de muitas conversas em chat que uma grande amizade surgiu e perceberam que poderiam superar a dor juntos.


OS PERSONAGENS
É impossível não se apaixonar pelos personagens principais! Ambos apresentam cicatrizes do passado e precisam lidar dia após dia com toda a dor e quando se conhecem, a conexão deles é um pouco complicada, mas depois torna-se algo maravilhoso.

É bem compreensível que eles tenham receio de se relacionar com outras pessoas, ainda mais deixar essas pessoas entrarem em sua vida após toda a dor causada, mas é aí que eu me apaixonei por Diogo: ele faz o possível para mostrar para Emília como é bom viver! Ele deixa a dor dele de lado para lidar com a dor dela.

Emília tem muitas cicatrizes, principalmente externas, e para lidar com todas é algo extremamente complicado. Quando ela deixa que o Diogo conheça todas suas feridas, é muito profundo todo o seu sofrimento e é aí que vem a carga emocional do livro.

Impossível você não se apegar aos personagens, viver todos os sentimentos que ali emana e até mesmo os sofrimentos. Você se apaixona na mesma medida, sofre com a mesma intensidade e vive todos os acontecimentos a cada instante. É incrível!


A NARRATIVA
Impossível não falar da narrativa viciante da Sofia Silva, pois quando falamos de sofrimento e acontecimentos arrebatadores, a autora sabe como conquistar o leitor, partir seu coração em muitos pedaços e até mesmo reconstruí-lo depois. É uma intensidade de acontecimentos e todos arrebatadores!

Uma coisa bem diferente do primeiro livro é que neste nós conhecemos um personagem Português e uma Brasileira, então para dar vida aos mesmos e deixar algo bem fluído, a autora intercalou os capítulos no ponto de vista de cada um, sendo os do Diogo com a narrativa de português de Portugal. Isso deu muita vida aos personagens!

Para quem não está acostumada com uma narrativa como essa (como é meu caso), pode demorar um pouco mais para se conectar com o personagem, mas isso não tira a beleza de forma alguma do enredo.


FINALIZANDO...
Em “sorrisos quebrados” nós conhecemos a Paola, personagem que sofreu abuso e violência doméstica. Já em “corações quebrados” nós conhecemos personagens que sofrem depressão e é algo delicado de narrar, porém é real. Algo que acontece com muitas pessoas.

Um livro que traz esperança de encontrar pessoas incríveis como Diogo e que mostre que é possível sorrir e se apaixonar, sem se sentir culpado, por toda a tragédia que aconteceu em sua vida.

As cicatrizes fazem parte de quem somos e apesar de algumas serem internas, nós precisamos acreditar em um amanhã melhor e lutar para que possamos sobreviver cada dia. Saudade é algo que sempre vai fazer parte, mas é preciso olhar para o futuro e se permitir viver.

Vocês precisam conhecer a série Quebrados e se apaixonar infinitamente! Um livro que vale a pena e que conquista o leitor do começo ao fim.

site: https://www.psamoleitura.com/2019/02/resenha-coracoes-quebrados.html
comentários(0)comente



Viajando em Livros 16/02/2019

Corações muito quebrados
CORAÇÕES QUEBRADOS me conquistou ao abordar temas muito relevantes na sociedade, como a depressão, luto e deficiência. A escrita da autora é flúida e apesar de falar em temas pesados, sua escrita não é carregada com dramatismo, pelo contrário, em várias passagens do livro consegui rir mas e mais importante, refleti no que realmente é importante na vida. A gente vive se queixando sem fazer nada para mudar.

A personagem que me conquistou foi Diogo pela sua personalidade e integridade. Alguém que perdeu tudo e mesmo assim tem sempre uma mão para ajudar os outros.
Ansiosa pelos próximos livros da série.

Quotes:
"- Se eu conversar com essa Emília, o que ambos ganharemos com isso? Ele fica uns segundos a olhar para mim, até caminhar na minha direção. Ficamos a observar os pássaros que continuam a voar. — Asas e raízes."

"As pessoas nem sempre entram na nossa vida quando estamos bem, mas a sua presença torna-a melhor. Foi assim com ela. Senti que tinha uma bela razão para ser mais do que alguma vez fui."

“A nossa existência é uma sucessão de escolhas e consequências. Às vezes, as consequências, fazem-nos pensar que tudo poderia ser diferente se tivéssemos agido de outra forma.”
comentários(0)comente



Lissa 12/02/2019

Voa Emília, eu espero por ti.
Em Corações Quebrados vamos conhecer a história de Emília uma jovem de 23 anos que apenas com está idade já perdeu tanto. Isso por causa de um grave acidente, que acabou matando a sua família e deixando ela com cicatrizes irreparáveis.

Também vamos conhecer Diogo, é um soldado que voltou da guerra com mais marcas do que ele mesmo pode contar (e não estou falando de cicatrizes físicas).
Além de perder amigos, ele sofreu com os traumas que a guerra deixou. Os dois protagonistas estão internadas em uma clinica, Emília está aqui no Brasil, enquanto, Diogo está em Portugal.
O método de tratamento que os dois estão fazendo é através de conversas e como estão tentando recomeçar as suas vidas após a tragedia.
" - Se eu conversar com essa Emília, o que ambos ganharemos com isso? Ele fica uns segundos a olhar para mim, até caminhar na minha direção. Ficamos a observar os pássaros que continuam a voar. — Asas e raízes."
Como todo bom romance, os dois protagonistas acabam se conhecendo mais, através de cada mensagem trocada. E vendo o quanto precisam um do outro para se completarem, e como é bom ter alguém te conhece, e te entende como ninguém.
"As pessoas nem sempre entram na nossa vida quando estamos bem, mas a sua presença torna-a melhor. Foi assim com ela. Senti que tinha uma bela razão para ser mais do que alguma vez fui."
Bom, não vou mentir dizendo que me surpreendi com o enredo que a autora criou, porque... não.
Eu já conheço a escrita e a forma que a autora envolve todos os personagens. Mas, o jeito que ela desenvolveu a história de cada um dos dois, foi o que me chamou a atenção.
Houve momentos em que eu chorei, tentando imaginar a dor que Emília passou. E como é difícil recomeçar a vida depois que todos os seus amigos morreram, como foi o caso do Diogo.

Então, foi uma leitura maravilhosa. A primeira coisa que me marcou no livro com toda certeza foi a escrita da autora. Desde a primeira página ela consegue nos prender com uma narrativa rápida e bem fluida.
Não tem como não se sentir totalmente conquistada, envolvida e viciada pela história. O enredo é original e muito bem escrito, a autora fez uma narrativa intensa por causa da história dos dois personagens. Então, também não posso esquecer de mencionar que o cenário do livro foi bem descrito e a autora não precisou detalhar muito o ambiente para sabermos o que estava acontecendo ao redor dos personagens.

Concluindo, recomendo esse livro para os leitores que já conhecem a forma de escrita da autora e também desejam um livro com palavras que lembrem Portugal. Esse livro é um maravilhoso romance, que deve ser lido por todos — sem exceção.

BEIJOSS, e acompanhem o blog (isso me ajuda muito).

site: https://www.blogenjoybooks.com/2019/02/book-review-coracoes-quebrados-da-sofia.html
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4