Corações Quebrados

Corações Quebrados Sofia Silva




Resenhas - Corações Quebrados


57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


LT 11/01/2019

"O maior prêmio é sempre aquele conquistado com maior esforço."

Com essa citação, chamo vocês para me acompanharem nessa resenha, clica aí e vem comigo!

Eu já falei para vocês que amo a Sofia Silva? Ah, não? Pois então, eu AMO a escrita da Sofia. E fiquei chateada por não ter podido ir conhecê-la pessoalmente em dezembro, quando ela veio ao RJ – era aniversário da minha mãe, não dava pra ir...

Eu e uma multidão de leitores a conhecemos desde a plataforma Wattpad, de onde ela despontou e hoje se tornou o que é. E assim como muitos, eu já tinha lido o romance e precisei reler para mais uma vez, me debulhar em lágrimas e assim lhes trazer essa resenha.

Diogo é português, de Porto/Portugal, é oficial do exército, sofreu um atentado junto com seus companheiros de batalhão, e foi o único sobrevivente dessa tragédia. Um homem lindo, educado e que escreve poesias como ninguém, mas traumatizado por terríveis pesadelos por causa do atentado. Encorajado por seu terapeuta, Leonardo, Diogo começa uma nova terapia, ele é conectado com Emília via bate-papo pela internet.

Emília é uma brasileira também quebrada, que está passando uma temporada internada na clinica de reabilitação já conhecida dos fãs da Série. Ela perdeu os pais e o irmão em um acidente, ela se culpa e deteriora lentamente em seu sofrimento.

Encorajada por Rafaela, sua terapeuta, Emília e Diogo estabelecem uma rotina e aos poucos se envolvem. É bem bacana observar a interação dos dois e as brincadeiras muito bem colocadas no jogo de palavras entre eles. De início, Emília já deixa claro que não tem motivos para sorrir e muito menos para falar sobre sua vida, já Diogo está buscando forças para retomar a vida, ele tem esperança, é um poeta e mesmo sabendo que está quebrado, ele tem ânsia em se recuperar.

[QUOTE] "Às vezes precisamos perder algo que pensávamos ser bom pra ganhar algo verdadeiramente excelente." [...]

Mas, Emília "some", deixa de responder as chamadas de Diogo e com isso, o português decide vir ao Brasil atrás dela. Na verdade, Emília teme revelar um segredo para Diogo, por isso ela decide se afastar, mas não imaginava que ele iria atrás dela no Brasil. Ela o rejeita a princípio, mas ao observar a interação dele com os outros pacientes da clinica e ver o quanto ele é especial, o muro que Emília levantou começa a se desfazer aos poucos.

Destaque mais do que especial para os terapeutas, Leonardo e Rafaela que tiveram um relacionamento no passado, mas que foi interrompido, e a história deles também é um dos livros da série, Destinos Quebrados – que é lindo! Eu estou doida para poder reler –. E também as crianças, Liedfe, portadora da Síndrome de Down e o irmão, Cauê que dão um toque infantil e único à história.

Corações Quebrados é um livro para sentir. Posso ficar aqui escrevendo a noite toda e não vou conseguir lhes passar o que é ler o livro e se debulhar em lágrimas, suspirar pelo romance, rir das brincadeiras e pegadinhas, se apaixonar pelo carisma do Cauê e desejar receber uma das poesias do Diogo. Vocês precisam ler!

[QUOTE] "Todos temos o direito a sermos egoístas, e o amor é o sentimento com mais egoísmo pois queremos que a pessoa seja só nossa e seus olhos vejam apenas o nosso rosto." [...]

Não é apenas um livro sobre perdas. Sofia faz o que melhor sabe fazer e QUEBRA o coração dos leitores mais uma vez. Os sentimentos ganham uma vivacidade que eu ainda não encontrei uma outra autora que consiga fazer isso.

Dor, saudades, culpa, raiva cada um dos personagens mergulha em seus sentimentos, tantos os bons quanto os ruins, que sair dessa roleta de emoções junto com eles é o que torna a leitura esplendorosa. E é claro, o maior de todos os sentimentos, o Amor, que quando nós nos permitimos sentir, enraíza e vai criando novas conexões e ensina o ser humano a buscar sua própria força para que ele se alimente e floresça. – Poético, não? – Mas é justamente isso o que embeleza a história.

[QUOTE] "O coração quando encontra na amada o mesmo ritmo, nunca mais muda as suas batidas." [...]

[Curiosidades]

1. Corações Quebrados originalmente, é o primeiro livro da série que sofreu uma reformulação quando Sofia foi contratada pela Editora Valentina.

2. A clínica é o único elo da Série Quebrados.

Resenhista: Aricia Aguiar.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
Yeda Souza 11/01/2019minha estante
Que resenha Linda!!


paula 14/01/2019minha estante
Finalizei e amei.


Tita 15/01/2019minha estante
Resenha linda


joana 15/01/2019minha estante
Amei a resenha Aricia




joana 19/12/2018

Delicadeza de escrita
Corações Quebrados é oposto do primeiro livro da série e isso pra mim é bom. Tem séries em que autor só muda nome e é tudo igual. Em Corações Quebrados Sofia Silva aborda a depressão da protagonista Emília e a sua luta de aceitação da deficiência com muito realismo.
Emília é descrita no livro como um pássaro ferido e é verdade. Ela é reflexo de nossos medos em avançar.
O que me fascinou em Corações Quebrados foi o fato de autora ter podido escrever dramalhão mexicano mas escolheu leveza e humor com Diogo, trazendo fluidez em acontecimentos.
Sofia Silva é portuguesa e Corações Quebrados tem o protagonista português escrito em português de Portugal e mocinha brasileira com nosso sotaque. Essa riqueza é nem interessante. Aprendi diferentes palavras, mas o que mais me fascina na escrita da autora, talvez por ser portuguesa, é jeito que ela escreve. Manipula palavras com diferentes significados e sua parte humana e romântica são diferencial.
Pra mim, que leio muito autor nacional escrevendo como gringo e livros com personagens gringos onde rara vez conseguem ambientar o enredo, fico feliz em ver um autor internacional valorizando o Brasil, língua e cultura.
Corações Quebrados é romance romântico com questões importantes e escrita que prende leitor.

Meu pedido : queria livro de Sol de Sorrisos Quebrados e Liefde de Corações Quebrados.
Janaina 15/01/2019minha estante
Também queria livro de Sol. Liefde achei maior amor, mas Sol me conquistou bem mais.


Janaina 15/01/2019minha estante
Sabe quando vai ser lançado o próximo livro?


joana 15/01/2019minha estante
Sol é perfeita


joana 15/01/2019minha estante
Moça da editora falou que vai ter lançamento na Bienal.


Janaina 15/01/2019minha estante
Ela vai vir no lançamento?


joana 15/01/2019minha estante
Não sei, mas acho que sim. Não tem logica lançamento de mais um sem autora, mas nem sei. Editoras anunciam muito depois e com a crise...




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 17/01/2019

Resenha: Corações Quebrados
Corações Quebrados foi cedido pela editora Valentina para resenha, escrito pela Sofia Silva. Faz parte da série Quebrados que tem como primeiro volume o título Sorrisos Quebrados, mas são tramas independentes. Ele conta a história de Emília e Diogo, duas pessoas que, por infelicidade da vida, perderam muitos ou todos que amavam.

Emília é uma jovem de 23 anos, com planos para se casar que são interrompidos por um acidente de carro com a família; somente ela sobrevive. Com a dor da perda de todos aqueles que ama, ela entra em uma depressão profunda e sua terapeuta, Rafaela, vê uma solução em outro paciente de um velho conhecido.

Este outro paciente é Diogo, um soldado português que perdeu os colegas na guerra. Seu terapeuta é o Leonardo e ele acredita que a ideia de Rafaela de colocar os dois em contato é uma boa solução.

Desta forma, os dois começam a trocar mensagens e conversar sobre eles mesmos e seus traumas. Emília é bem relutante no começo e muitas vezes deixa Diogo falando sozinho. Com o tempo, ela acaba cedendo e contando um pouco da sua vida para ele.

Uma coisa que Emília admira no Diogo é que ele trata ela como uma pessoa normal, conversam sobre coisas banais como música, filmes e a maior paixão de Diogo: poesia. Devo dizer: que poesias! É absurdo como as palavras saltam da página em forma de sentimentos. A autora tem essa capacidade incrível de fazer quem lê sentir as emoções das palavras.

"- O Diogo foi a única pessoa que me tratou como igual em muito tempo. Senti que podia ser a Emília que está internada e a Emília antes do pesadelo. Como se ele tivesse me aceitado da mesma forma que eu o aceito, com as feridas abertas, os pesadelos vivos e sonhos de algo melhor."

Além de Emília e Diogo, temos outros personagens que são importantes para a história. Rafaela e Leandro, claro, como terapeutas dos personagens principais, mas também porque existe um passado bem conturbado entre os dois. Eles já foram apaixonados, mas se separaram e, 10 anos depois, Leandro ainda tem sentimentos por Rafaela. O questionamento é se ela ainda sente alguma coisa e, se sente, se é o suficiente para perdoá-lo dos erros que ele cometeu.

Emília vive na clínica de Rafaela, um lugar tanto quanto inusitado para uma clínica de reabilitação. Ela fica em Campinas e é um lugar bem diferente, muito amplo, com várias instalações e atividades, incluindo equoterapia (se você não conhece sobre, vá dar uma olhadinha, é um trabalho lindo! Sou suspeita para falar, já que sou voluntária de equo).

Como se o livro já não tivesse me pegado no coração com a equoterapia, ele ainda conta com duas crianças adoráveis que são o Cauê e sua irmã, que tem síndrome de down, Liefde. Eles apareceram na clínica a um tempo, Cauê subnutrido e, aparentemente, órfãos. O padrasto dos dois abusava de Liefde e por isso Cauê fugiu com ela, se submetendo a coisas horríveis para sustentar os dois até chegar na clínica. Ela é uma menina doce e apaixonante, enquanto ele é muito desconfiado e não se abre nem mesmo na terapia.

"Vai doer. Ainda vamos sofrer. Mas vai valer a pena."

Eu senti tantas coisas com esse livro que é difícil até explicar. A história é cheia de altos e baixos e quando você pensa que está tudo bem, vem uma avalanche de emoções. Não li o Sorrisos Quebrados da autora, então esse foi meu primeiro contato com ela. Sua escrita é impactante, como já comentei ali em cima; as emoções saem das páginas.

A história te envolve de um jeito que eu estava muito relutante entre acabar o livro ou não. Queria saber como a história terminava, mas não queria deixar Emília, Diogo, Rafaela, Leandro, Liefde e Cauê. Agora quero um livro para cada um deles, a Sofia que se vire para escrever!

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2019/01/resenha-coracoes-quebrados.html
comentários(0)comente



Tati 08/01/2019

Corações quebrados
Eu comecei esse livro esperando ser bom , mas ele é maravilhoso ,uma escrita que te prende , que te faz sentir as emoções dos personagens . Chorei , sorri ,mas levo uma lição de que todos nós , temos que viver o agora , e sempre nos dar a chance de ser feliz !!!!
comentários(0)comente



Mi 18/12/2018

Voar na leitura
Corações Quebrados é o segundo volume da Série Quebrados e aborda depressão.
Não tem sequência direta com Sorrisos Quebrados, mas existe interligação de personagens e autora afirmou que todos os livros têm ligação. Em Corações Quebrados vamos conhecer todos os personagens da série e isso me fascinou.

Sobre a história:
Em Corações Quebrados vamos conhecer Diogo, militar português que vivem em uma clínica e que um dia o seu terapeuta sugere que a melhor maneira de ele conseguir ultrapassar seus traumas é conversando em um chat com outra paciente.
Gente, achei um máximo porque nunca pensei que existisse essa forma de tratamento, mas existe.
Diogo começa a se relacionar com Emília. Ele em Portugal e ela no Brasil. O que começou por ser duas pessoas conversando sobre seus medos passa a algo mais e eu amei essas conversas. Quem cresceu em chats e tempo de orkut sabe como era ficar conversando com alguém que ficamos criando maior sintonia.
Outro detalhe do livro é divisão da história em capítulos narrados por ele e por ela e como Diogo é português autora, também portuguesa, fez trabalho ótmo em escrever com português do Brasil e de Portugal. Esse detalhe leva leitor a sentir que está conversando com alguém do Portugal e ainda vai aprendendo palavras do país.


O livro vira quando a gente descobre o segredo de Emília. A garota, além de perder os pais, irmãos e sua égua, perde noivo e muito mais. É uma garota com depressão e amarga.
Vou falar que reciei não amar ela, mas autora trabalhou muito bem as personagens e tem uma cena em que Diogo conversa diretamente com leitor questionando como a gente ficaria se vivesse igual.

Corações Quebrados tem uma escrita fluída e muito boa. Sofia Silva mostra em seu segundo livro que escrever é natural, mas é na sua descrição de sentimentos que autor é atraido. Tem vezes que me fico perguntando se autora viveu algo tão sofrido porque o sentimento e emoção em seus livros são bem reais.

Amei muito Corações Quebrados e não vejo a hora de ler sobre Leonardo e Rafaela ( mas também amo Pedro) e conhecer mais Cauê pois pressinto que livro dele será arrebatador.

Citação:
"O maior prêmio é sempre aquele conquistado com maior esforço"
comentários(0)comente



paula 15/01/2019

Releitura em fisico
"Às vezes precisamos perder algo que pensávamos ser bom pra ganhar algo verdadeiramente excelente"

Acompanho autora desde seus tempos de autora dfe wattpad e pra mim e outras quebradas é maravilhoso poder ter em mãos um livro que marcou um gente de leitoras na plataforma.
Diogo é maior amor e caso de paixão literárias.

Quotes marcantes:

''É difícil conversar sobre pesadelos e morte com as pessoas, afinal não é o tema mais alegre que existe, por isso há a tendência de nos fecharmos dentro de um casulo, e, passado algum tempo, sentimos que é o lugar mais confortável. O problema é que só cabe uma pessoa, e, quando percebemos, estamos sozinhos naquele casulo apertado demais, mas o medo do exterior não nos permite sair.''

"Todos temos o direito a sermos egoístas, e o amor é o sentimento com mais egoísmo pois queremos que a pessoa seja só nossa e seus olhos vejam apenas o nosso rosto."

"Às vezes precisamos perder algo que pensávamos ser bom pra ganhar algo verdadeiramente excelente."

"Ele não é a metade que me faltava;é o tudo de que eu precisava."

"Pela sua tristeza eu me interessei.
Pela sua dor eu me preocupei.
Pela sua força eu me apaixonei.
Mas foi
nas suas respostas curtas,
secas
e sem desejo,
que eu percebi
o quanto queria
fazê-la sorrir."

"O maior prêmio é sempre aquele conquistado com maior esforço"
comentários(0)comente



Catiele 09/01/2019

Corações Quebrados
O que posso falar é que amei essa história por ser bem diferente da primeira. Amo Sorrisos Quebrados,
comentários(0)comente



Jaque | Maluca dos livros 18/01/2019

Como encontrar no amor uma forma de recomeçar?
Quem me acompanha por aqui já deve saber que eu não curto romances com mocinhos e mocinhas “quebrados”, mas dei uma chance para Sorrisos quebrados e acabei me apaixonando por esta série sobre amor e recomeço da autora Portuguesa Sofia Silva

Emília sofreu um grave acidente, que acabou matando seus pais e seus irmãos. E alguns anos após este trágico acidente Emília vive isolada na clínica de sua tia, que é psicóloga e busca de encontrar uma saída, para que Emília volte a ser uma jovem feliz e que consiga seguir em frente apesar de tudo que aconteceu. Essa tragédia marcou a vida de Emília para sempre e ela acredita que nunca mais alguém irá querer algo com ela.

“A nossa existência é uma sucessão de escolhas e consequências. Às vezes, as consequências, fazem-nos pensar que tudo poderia ser diferente se tivéssemos agido de outra forma.”

Em Portugal, Diogo também vive isolado do mundo. Ele trabalhava no exército e após um atentado foi o único sobrevivente. Isso também deixou marcas em sua alma. Marcas que o faz nunca esquecer tudo que passou e todos que perdeu. Quando seu psicólogo sugere que ele comece a conversar com uma mulher que passa por algo parecido no Brasil, Diogo fica relutante, mas acaba aceitando conversar com Emília, através da internet.

“ - Se eu conversar com essa Emília, o que ambos ganharemos com isso?
Ele fica uns segundos a olhar para mim, até caminhar na minha direção. Ficamos a observar os pássaros que continuam a voar.
- Asas e raízes.”

Assim o que poderia ser apenas uma amizade virtual, se torna algo importante para Diogo. Mesmo longe ele fica cada vez mais apaixonado por Emília, que insiste em esconder um segredo relacionado ao acidente e aos poucos tenta se afastar de Diogo. Ele tenta entender Emília de todas as maneiras, e mesmo quando ela tenta afasta-lo, ele sabe que para conseguir conquistar Emília ele precisa descobrir o porquê dela se esconder tanto da vida, e deve lutar para conseguir colocar novamente um sorriso no rosto de Emília.

Com uma narrativa fluida e envolvente, Corações quebrados é um daqueles livros que deixam o nosso coração quentinho, mas que tem uma boa dose de drama com o passado sofrido dos personagens. Dessa vez além de Emília e Diogo, a autora inseriu outros personagens também marcados e quebrados, entre ele algumas crianças da clínica que após vir para o Brasil atrás de Emília, Diogo passa a ajudar também.

Me emocionei com Emília e Diogo e torci por eles desde o início. E essa emoção não foi diferente com outros personagens da história, que foram tão marcantes quanto os protagonistas. Personagens que mostram o quanto o amor (de qualquer maneira, não só entre um casal) pode nos ajudar a superar, os traumas vividos.

Corações quebrados é um daqueles livros cheios de aprendizados e mensagens. Diogo e Emília são duas pessoas quebradas, que sofreram muito, tentando vencer a depressão e a dor que todo este sofrimento causou juntos. Duas pessoas marcadas pelo passado tentando seguir em frente e encontrar no amor, um recomeço.

site: https://www.malucadoslivros.com/2019/01/resenha-coracoes-quebrados-sofia-silva.html
comentários(0)comente



allitamartins 16/03/2019

Maravilhoso
Emília é uma brasileira que perdeu toda a família em um acidente de carro e de quebra, perdeu também o gosto pela vida. A perda de tudo a fez ficar estagnada na vida, principalmente por causa de uma deficiência decorrente do acidente. Agora, ela vive seus dias na clínica da tia, Rafaela.

Diogo é um português que também passou por um trauma. Ele perdeu todos os seus amigos na guerra e por muito tempo se fechou em seu casulo.
Quando o Dr. Leonardo sugere que ele participe de um novo método contra traumas que irá ajudá-lo, ele conhece Emília.

Os dois passam a trocar mensagens, com o propósito de conversarem sobre as suas dores e o que esperam da vida. Logo, uma amizade surge e depois um sentimento mais forte.
Mas Emília ainda não está pronta para voar sozinha, seus traumas e a sua deficiência são empecilhos para sua liberdade, ela está presa ao acidente.

Seria o amor suficiente para consertar corações quebrados?

✏ Esta é mais uma bela obra da Sofia, onde ela mostra todo o seu talento na escrita e nos presenteia com um enredo lindo, tocante e único.

Emília se fechou depois do acidente onde perdeu sua família. O acidente também a fez perder o namorado, que não aguentou o "fardo" dela.
É incrível perceber o amadurecimento da Emília durante a narrativa. A jovem vai aprender que precisa se libertar do acidente e voar para seu futuro. Muitas vezes ela pode soar insegura, mas são apenas as dores do que viveu. A depressão e o luto estão sempre à espreita.

Diogo, por sua vez, também sofreu com a perda dos seus amigos, mas o seu processo de cura foi totalmente diferente do de Emília.
Ele vai ser fundamental para mostrar a ela que ainda existe uma vida para se viver, mas ele sabe que esta mudança deve partir da própria. Diogo é engraçado, romântico e nos faz soltar longos suspiros.

Teremos um pouco de Rafaela e Leonardo. Os dois tiveram um relacionamento no passado que terminou, porém o sentimento continua forte.

O destaque fica mesmo por conta de dois irmãos: Liefde e Cauê. A pequena Liefde é portadora de Síndrome de Down e foi abusada sexualmente pelo próprio pai. Cauê fugiu com a pequena e fez coisas inimagináveis para salvá-la e não conversa com ninguém sobre o passado.
Os dois irmãos são sobreviventes de uma sociedade maldosa.

A Sofia tem o dom de tratar temas pesados com uma leveza impressionante. Somos capazes de sentir a dor da Emília e como a perda e a deficiência a afetam, mas também sentimos como lá no fundo ela deseja voar novamente, voltar a viver.

O mais bacana da história é que o Diogo não é visto como "o salvador" da Emília. Fica nítido que ele tem uma importância nesse processo, mas fica mais claro ainda que este desejo de sair dessa masmorra deve partir dela.

A narrativa gira em torno de Emília e Diogo se conhecendo, se curando, se amando e se permitindo. Nem tudo serão mil maravilhas, porque a vida não é assim, e este é um dos pontos que mais amo na escrita da Sofia.

Ter trazido a deficiência como uma das pautas foi sensacional, pois creio que permita identificação por parte de muitas mulheres que em algum momento se sentiram como a Emília.

Durante a leitura chorei em vários momentos e também soltei alguns suspiros acompanhados de "aaaaaaa" com o Diogo.

A escrita da Sofia apenas ficou mais primorosa. Ela consegue pontuar bem todos os temas que se propõe abordar, trazendo sutileza e não transformando a história em um masouléu de desgraças.

Corações Quebrados é um livro para se guardar na alma. Emília e Diogo carregam consigo traumas que reverberam por seus poros. Ela perdeu sua família. Ele perdeu seus amigos. Há quem diga que dois quebrados formem um inteiro, mas aqui você verá que dois quebrados formam dois inteiros. Emília e Diogo não vão se preencher, eles vão se transbordar. Emília vai precisar aprender a voar por conta própria e Diogo a estará esperando... O amor espera por eles!

site: http://www.gnomaleitora.com.br
comentários(0)comente



Carolina Durães 30/01/2019

“Corações Quebrados” é o segundo livro da série Quebrados da autora Sofia Silva. O livro é narrado em primeira pessoa, com as perspectivas alternando entre Emília e Diogo.

“A realidade é que muitas pessoas não evoluem por estarem presas ao passado, pois todos os “e se” são isso, linhas invisíveis que nos amarram a uma época, impedindo que caminhemos no presente em direção ao futuro.”

Emília é uma jovem de 23 anos de idade que sofreu um grave acidente que teve como consequência a perda de seus familiares e deixou a protagonista com marcas internas e externas. Ela está em uma clínica no Brasil sendo tratada pela Dra Rafaela Petra.

“ - Se eu conversar com essa Emília, o que ambos ganharemos com isso?
Ele fica uns segundos a olhar para mim, até caminhar na minha direção. Ficamos a observar os pássaros que continuam a voar.
- Asas e raízes.”

Diogo Valente é um homem que viu e sofreu muito como soldado durante a guerra. Após uma emboscada no Afeganistão, ele perdeu muitos irmãos de armas e a si mesmo, e agora faz um ano que se encontra internado na clínica. Como parte do seu tratamento, que ocorre em Portugal, o seu médico, o Dr. Leonardo Tavares, aborda um tipo novo de terapia: que Diogo converse com outro paciente com transtorno do estresse pós-traumático à distância: a Emília.

“A nossa existência é uma sucessão de escolhas e consequências. Às vezes, as consequências, fazem-nos pensar que tudo poderia ser diferente se tivéssemos agido de outra forma.”

Por conta desse bate-papo a longa distância, temos capítulos escritos em português de Portugal (os do Diogo) o que dá uma maior veracidade ao enredo. Emília e Diogo vão conversando, trocando confidências e lidando com novos sentimentos que vão surgindo entre os dois.

“Invejo os que, mesmo com ninho, voam todos os dias para o desconhecido. Apesar do risco da queda, caso as asas falhem, eles preferem viver a vida a estarem somente protegidos pelas árvores.”

O conceito do livro é muito interessante, pois aborda temas importantes como a depressão e as dificuldades de se recomeçar. Porém, é preciso ressaltar que a obra foca muito mais no romance do que nas dificuldades emocionais que ambos os personagens passam.

“As únicas certezas que tenho são dolorosas e reais. Às vezes, penso que o meu coração vai parar por não aguentar tanta dor. Não consigo ver além de hoje. Apenas sei que fui espancada pela vida. – Olho para mim. – Mesmo que eu quisesse me recuperar, o espelho me relembra dia após dia tudo o que aconteceu.”

site: http://viajenaleitura.com.br/
comentários(0)comente



Patty 01/02/2019

Recomendo muito!
Corações Quebrados apresenta a história de Emília e Diogo.
Ela sobreviveu a um acidente de trânsito onde perdeu sua família e uma perna, enquanto que ele era um soldado português que perdeu seus companheiros em um ataque no Afeganistão. Ambos quebrados física e emocionalmente, encontram um no outro a força para continuar vivendo.
Assim como no primeiro livro da série, aqui também temos a presença de um assunto sério, que no caso é a depressão.
A ligação com Sorrisos Quebrados é singela, podendo passar despercebida ao leitor mais desatento, mas ambos os livros trazem histórias que emocionam e de uma maneira que poderia acontecer com qualquer pessoa ao nosso redor, o que torna tudo muito real e palpável.
É impossível querer largar o livro porque Emília e Diogo, assim como os restantes dos personagens são encantadores, cada um ao seu modo, não tendo como não torcer por eles.
E se por acaso você ainda não conhece a série Quebrados, está perdendo tempo, recomendo-a e muito, pois falar de assuntos sérios, considerados muitas vezes um tabu, de forma tão leve e tocante não é para qualquer um e Sofia Silva tem um talento especial para isso!
comentários(0)comente



Ali 18/02/2019

Palavras não serão capazes de descrever esse livro
Tudo em Corações Quebrados é lindo, a diagramação, capa, orelha. Impecável. Já ganhou pontos comigo desde os primeiros segundos em minhas mãos. Quando o abri, enquanto vislumbrava toda a sua beleza estética, não estava preparada para o impacto da dedicatória para a avó de Sofia. Senti meus olhos se afogando e percebi que estava embarcando numa viagem que não voltaria a ser a mesma pessoa.
A sensibilidade como a autora conduz a sua história, é, sem dúvidas, algo que mais admiro. Sua escrita é uma verdadeira aula de empatia, é impossível não ter sua alma tocada. Novamente, Sofia Silva aborda temas delicados. Em Corações Quebrados, a depressão é o carro chefe da história.
O prólogo nos apresenta a família de Emília, a nossa protagonista. Conhecemos seus pais e casal de irmãos gêmeos: Eva e Rafael. Emília é a filha mais velha, tendo seis anos de diferença dos seus irmãos. Os gêmeos têm uma forte ligação, embora façam tudo que irmãos fazem: implicam demais um com o outro. Eva é uma enciclopédia ambulante, adora falar e distribuir informações que não muda a vida de ninguém, todavia é interessante de obter. Rafael também é extremamente inteligente, porém, mantém uma visão de mundo completamente oposta. Toda a família da protagonista está viajando de carro, até que, do nada, tudo muda. É doloroso e já deixo um alerta: chorei no prólogo.
Dividida em partes, a história traz citações de Oswaldo Montenegro a cada início. Corações Quebrados é narrado em primeira pessoa e nos pontos de vista de Emília, no Brasil, e Diogo, em Portugal.
O protagonista masculino está há meses em tratamento, depois de viver os horrores da guerra no Afeganistão. Praticamente havia aceitado sua morte após ver seus irmãos de armas perdendo a vida, mas acordou na cama de um hospital, recebendo um novo recomeço. O grande problema é que ele não consegue seguir em frente, pois permanece fazendo um trabalho de relembrar e contar tudo o que passou.
Para exprimir tudo que está dentro dele, Diogo transcreve para as linhas. A escrita se tornou parte essencial em sua vida, como forma de desabafar. Tudo o que ele fala ou escreve também será estudado e apresentado num simpósio de psicologia, com o objetivo de explicar as consequências da morte na mente de um soldado.
O Dr. Leonardo, psicólogo do Diogo, é dono de uma clínica famosa por testar métodos que não são utilizados por outros profissionais da área. Assim, juntamente com a Dra. Rafaela Petra, propõem uma nova abordagem: Diogo e Emília, que luta contra o transtorno do estresse pós-traumático, devem se comunicar por escrito uma vez por semana com o intuito de um ajudar ao outro.
Embora estejam em fases diferentes de recuperação, o desafio é lançado. Ambos perderam pessoas importantes em suas respectivas vidas. Se relacionar com novas pessoas, para chegar na fase da vida real, é um grande desafio que aterroriza os nossos protagonistas.
Contudo, devido à grande estímulo de seus psicólogos e um guia de comunicação - que logo é dispensado -, Diogo e Emília começam a se relacionar através de um chat criado pela clínica. Em pequenos passos, eles desenvolvem sua relação, compartilham suas histórias e traumas. Logo, consequentemente, de conhecidos se tornam amigos e, aos poucos, vão percebendo que a conexão entre eles é maior do que amizade.
Emails, ligações e chamadas de vídeos. É assim que os protagonistas se relacionam, até o dia em que, Emília, sem aviso prévio, decide sumir da vida de Diogo. Em razão disso, o português vai atrás de sua amada no Brasil. Surpreendida e escondendo um segredo, Emília rejeita sua presença, porém não demora muito para se render a seus encantos e perceber como Diogo é especial.
É uma história linda que traz, a todo o momento, a mensagem do quanto é importante se conhecer por inteiro, não apenas pela metade. E que é necessário sair da sua área de conforto para descobrir todas as possibilidades.
A forma como a autora traz o belo e o feio para suas obras sempre me engrandece e me inspira. Me faz aceitar e amar os meus dois lados. Na verdade, me faz acreditar que tudo é questão de perspectiva. Definitivamente, se tornou uma das minhas autoras mais queridas.

site: www.sistersbook.com.br
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4