Todas as cores do céu

Todas as cores do céu Amita Trasi




Resenhas - Todas as cores do céu


67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Nêssa 17/10/2019

indescritível!
Uma história emocionante, com muito a ensinar sobre a vida, sobre como enxergar o próximo e também, sobre como todos têm direitos independente da "casta" que nasceu. De fato, um enredo espetacular que trás à tona uma realidade comovente, porém com a pureza da infância.
comentários(0)comente



Dhi Ferreira 30/09/2019

Chocante
Quando decidi assinar a TAG Inéditos, meu foco era ler livros como esse. Que me tirassem da zona de conforto. Estou muito acostumada a ler livros americanos e ingleses, mas conhecer e aprofundar em outras culturas é incrível.

Para mim, "Todas as cores do céu" foi o melhor livro do ano. Cheguei a chorar em algumas partes, e olha que me fazer chorar lendo um livro é algo bem difícil.
A prostituição é retratada no livro como algo normal/ordinário na Índia, e enxergar isso como normal, chega a ser absurdo. O jeito como o ser humano é tratado, como uma mercadoria, é chocante. Fiquei com o livro na cabeça por várias semanas, e só de relembrar agora para escrever a resenha, chega e me dar um aperto no peito.

Compensa cada linha e cada suspiro essa leitura
Tatiana Patrícia 30/09/2019minha estante
Me senti exatamente assim... melhor livro da Tag




Dimitrya 20/09/2019

Ótimo
Dos livros que recebi da TAG, até agora, esse foi o melhor. História envolvente, fácil leitura e uma abrangência de mundo que, para mim, era pouco conhecido. Ao final faz refletir sobre a fortaleza que um ser humano pode ser.
comentários(0)comente



Sakoroll 11/09/2019

É meu livro do coração!
Com certeza o livro que levarei para minha vida!
comentários(0)comente



Silmieko 10/09/2019

Estamos longe de conhecer a maldade humana.
Quando nos damos conta de que o preconceito não é apenas racial ou de gênero, mais que culturas que separam as pessoas por castas que se é herdado no nascimento e selando seu destino, percebemos o quando somos hipocrita em achar que estamos desamparados pela lei, esse livro é um relato de dores reais sobre a cultura indiana, uma dor que machuca mesmo e chorei lendo ele...É uma história que apesar de tudo, é sobre amor e o link invisível que une certas almas.
Giovanna 10/09/2019minha estante
Achei linda a capa




Natalia Dias 31/08/2019

Emocionante
Duas meninas indianas, de castas diferentes, cujas vidas ficam ligadas por um ponto em comum. A história passa pelos diversos sofrimentos e dilemas que acontecem na vida dessas meninas de forma emocionante!
Uma história sem dúvidas linda e muito forte, que faz o leitor refletir sobre o quanto os costumes, tradições e as diferenças sociais são determinantes para o futuro de uma pessoa e o quanto isso é injusto... Será que todos não deveríamos ter as mesmas oportunidades, indiferente de onde nascemos, da nossa cor, sexo ou religião?
comentários(0)comente



Luciana Storino 31/08/2019

Impossível não se emocionar do começo ao fim. Prepare os lencinhos e boa leitura.
Cativante, surpreendente, forte, triste, lindo!
comentários(0)comente



Ana Paula 29/08/2019

Uma história carregada de culpa.
O livro conta a história de Mukta e Tara, uma delas filha de uma prostituta e a outra de uma casta superior indiana. Li em algumas resenhas que é uma história de esperança, mas para mim, foi sobretudo uma história carregada de culpa e de coisas não ditas. Isso teve um impacto profundo no porvir das duas meninas e mudou suas vidas completamente. Achei bonito, mas dado a complexidade da história, poderia ter sido mais explorada.
comentários(0)comente



Gui_Margutti 26/08/2019

Para todas as mulheres e homens que não se conformam com as crueldades desse mundo.
Recomendo #TodosAsCoresDoCeu a todas as mulheres e homens que não se conformam com as crueldades desse mundo.



Existem pessoas que são tão cruéis, mas somos incapazes de identificar, com certeza, onde nasceu essa maldade.
No entanto existem pessoas cruéis por pura ignorância.
Algumas pessoas parecem ter perdido a capacidade de discernimento entre o bem e o mal por conta do lugar em que vivem e pelo que lhes foi ensinado.

Aquilo que é ensinado e passado às pessoas durante gerações tem a capacidade de fazer com que boa parte das vítimas (nesse livro, as mulheres indianas mais pobres, aquelas que vivem em castas consideradas de criaturas inferiores) desistam de lutar, porque lhes foi ensinado que devem aceitar o seu destino.

De tanto sofrerem, essas mulheres acabam perdendo a capacidade de confiar nas outras pessoas, mesmo em quem tem a intenção de ajudar, e cedem à resignação de viver sob a mais monstruosa crueldade humana, por pura ignorância. E uso essa palavra, não no sentido pejorativo. Uso -a no sentido de tudo que as foi negado sobre humanidade.
.
Esse é um livro que fala de prostituição, tráfico humano, violência , criminalidade e um submundo bem à vista das pessoas, como acontece em muitos lugares. Onde algumas das autoridades e pessoas fecham os olhos para não perder seus interesses financeiros ou apenas para evitar o desgaste.
Um lugar tão grande como a Índia, que mesmo vivendo em transição , ainda preserva e permite costumes violentos e ritos desumanos .
.
Uma tradição capaz de tornar meninas pobres, com pouco mais de 8 anos de idade, em prostitutas, com a "desculpa" de uma tradição religiosa de que elas se casarão com a Deusa, assim nunca poderão casar com homem nenhum.

Dessa forma, elas estarão disponíveis para todos os homens que as procurarem. Devem aceitar qualquer coisa desses homens, inclusive a fome, sujeira e violência.

Uma reflexão sobre a humanidade , a injustiça com as mulheres, sobre os choques culturais , erros, arrependimentos, mas acima de tudo uma reflexão sobre a amizade.
Uma história sobre os laços indestrutíveis que podem ser mais fortes que tempo, distância e sangue.

A autora Amita Trasi, apesar de romancista estreante, consegue levar o livro de uma forma fluida, gostosa e delicada. Mesmo com um tema tão forte e muitas cenas comoventes , há uma delicadeza na forma como ela conduz a história.

Super recomendo essa leitura e desejo de todo o coração que todas as mulheres nessa situação encontrem uma amiga, irmã, que as salvem desse mundo ! .


site: http://www.cafedaalice.com.br/
comentários(0)comente



Pretto 15/08/2019

Todas as cores do céu
Achei o livro interessante. Gostei da estrutura escolhida pela autora para a narrativa e, principalmente, pela ambientação da cultura indiana, um país que conheço muito pouco. Em alguns momentos, entretanto, achei que os diálogos foram rasos e pouco verossímeis. Também penso que os personagens se comportam de maneira muito simplista em pontos importantes da história. Em suma, acredito que vale a pena a leitura, principalmente para quem quer conhecer um pouco mais da realidade da Índia atual.
comentários(0)comente



Gabriel 24/07/2019

Cores
O cinza da terra nos clamando para a esperança de todas as cores do céu.
comentários(0)comente



day 20/07/2019

um dos mais lindos que li esse ano.
" Meninas de castas inferiores de até oito são casadas com deusa em uma cerimônia de consagração.Nesta minúscula aldeia do sul da índia ,também somos chamadas de devadasis- servas da Deusa.

Mukta é uma criança que nem imagina o destino que tem reservado para ela... filha de uma devadasi ( uma prostituta que seguem uma tradição de castas ,das mais cruéis )

Não sabe o que a vida a reserva.

A mãe de Mukta não concorda com esse destino para a filha e sempre pensa como ela fará para a sua filha não ser forçada assim como ela foi a entrar nessa vida.

Infelizmente na índia as coisas são muito duras e a vida de Mukta muda totalmente...

Esse livro me fez chorar em muitos capítulos ,sentia cada dor da pequena Mukta.

Me fez pensar que mesmo as personagens serem obra de ficção ,quantas Muktas não existem na Índia ainda hoje?

Desde a primeira página esse livro ganhou meu coração e meu amor.

Um livro sobre a dureza da vida sobre o olhar das castas,sobre sofrimento,sobre rejeição...

Mas,também sobre esperança e novos começos ...



" Acho que nossa vida é como o céu-Amma suspirou ainda olhando para cim.- As vezes ,mukta ,quando você olhar para o céu,ele vai estar escuro. Você não vai saber em quem confiar.Vai se perguntar se alguma pessoa conseguirá tirar você da escuridão.Mas,acredite em mim,algum dia o nosso céu vai brilhar de novo.E vai a aparência e o cheiro de esperança.Não quero que se esqueça disso.Quero que tenha esperança e,não desista."



Um livro que fala a sua a alma... que nos mostra que podemos ser bons de novo.

site: http://escreverdayse.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Conça 05/07/2019

Impressões, opniões e sentimentos:
Não queria fazer essa nota enquanto estava emocionada com a leitura, esperei a ressaca passar e mesmo assim nada mudou, o tempo parou despertando-me vários tipos de sentimentos e emoções que não consigo descrever.
Chorava em cada capítulo, um livro de uma história comovente que me deixava aflita, sem esperança e me segurava presa no trecho do livro: ?A esperança é como um pássaro. Quer se manter em movimento, por mais que se tente aprisioná-la.?
Costumo dizer, que cada livro deixa um aprendizado, que viajamos até o destino da história, mais não imaginei que eu fosse transportada para Índia, sofrer e passar por tudo que Mukta viveu.
De fato, os livros são importantes para expandir nosso conhecimento, tive a oportunidade de perceber quanta angústia para encontrar um ente desaparecido, quanto desequilíbrio um ser humano é capaz de trazer consigo após um trauma, quanto desigualdade social, quanta corrupção, quanto descaso das autoridades...
A narrativa de uma linguagem simples, dividido os capítulos entra Tara e Mukta facilitou para percebemos o abissal sofrido por ambas. O livro é tão forte e marcante que não queria terminar de ler, e simplesmente ficar triste e estremecida por vidas existentes assim, precisava encarar e entender que isso era uma anormalidade, e não uma notícia corriqueira dos jornais televisivos ou uma ficção.
O meu maior desejo é que através dessa história desumana ela venha reverberar para que isso não se perpetue.
Era uma história real!
comentários(0)comente



Harry.Kitzinger 04/07/2019

Um dos melhores livros que já li. Fiquei muito envolvido na história da Mukta, chorei horrores com o final de tudo. A história lembra um pouco também o livro A Cidade do Sol, de Khaled Hosseini.
comentários(0)comente



louiseatthie 03/07/2019

Incrível
Estou completamente impactada com esse livro. Terminei há 2 dias e não consigo parar de pensar na história. Até tentei começar um novo livro, mas continuo pensando nessa história.
Primeiramente é incrível ver a realidade de outro país e uma cultura completamente diferente da nossa. A autora vai criando todo o ambiente de uma forma que quando você vai ver já está completamente envolvido. Os personagens são completamente reais e você consegue sentir raiva deles, compaixão por eles...
Um outro ponto crucial é a forma como um assunto tão difícil é abordado. A autora traz o tema do tráfico de mulheres e prostituição infantil de uma forma muito verdadeira e responsável. É um tema pesado e que, por conta disso, tive que parar a leitura algumas vezes pra conseguir absorver bem aquilo.
A autora conseguiu me fazer refletir muito sobre família, sobre amizades e sobre nunca desistir de quem amamos. A história me prendeu demais e toda vez que pegava o livro achando que leria 2 capítulos, eu lia o triplo. Conseguiu me cativar demais, tornando-se um dos meus favoritos da vida!
comentários(0)comente



67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5