Um conto de Natal

Um conto de Natal China Miéville




Resenhas - Um conto de Natal


52 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Karin.pgomes 05/07/2021

Péssimo
Confesso que é difícil eu falar que um livro é péssimo ou muito ruim. Esse conseguiu ser assim. O começo parecia ser bom, imaginei ser uma crítica ao consumismo e à propriedade intelectual. Infelizmente não foi nem uma coisa nem outra. Não quero dar spoiler e o conto é bem curto para cada um apresentar seu próprio julgamento, mas algumas consideracoes:
- não se trata da questão real do Natal, apenas da superficialidade.
- as personagens são jogadas, sem construção
- a própria trama não tem construção e desenvolvimento
comentários(0)comente



Filipe.Mello 11/05/2021

1984 Natalino
Se George Orwell fosse escrever um conto de natal, seria esse. Eu amei a ideia e como fui apresentado a ela. Uma pena ser tão curtinho.
comentários(0)comente



va 06/05/2021

Visão marxista do natal
"Com as decorações feitas de hera você ainda pode se safar; o visgo é proibido, mas eu tinha guardado um monte de tomates-cereja [...] Não ia arriscar guirlandas, mas eu tinha uns dois cintos coloridos que ia pendurar na minha aspidistra."
O natal foi privatizado. As decorações, os costumes tradicionais relacionados a ele e as festividades relacionados a ele também. Monopolizado por grandes empresas e inacessível à maior parte da população, o natal "tradicional" é só pra quem pode pagar por ele, pra quem não pode, não há presentes ou decorações natalinas. O narrador é um pai que ganha uma licença para participar do natal de uma empresa e planeja levar a filha; no entanto, no caminho para lá, encontram uma manifestação com os mais diferentes grupos reivindicando o direito de celebrar o natal. China Miéville pensa o natal de forma política e por um viés marxista.
comentários(0)comente



diogo 06/05/2021

distopia natalina®
China Miéville consegue como poucos fazer a inserção de aspectos políticos e sociais atuais, com suas histórias calcadas na ficção científica, no fantástico, etc. "um conto de natal" pode parecer no início como uma grande distopia, como algo impensável - mas se repararmos, talvez até já "vivenciamos" esse Natal® ao lado de Annie e seu pai.
comentários(0)comente



Marcelle.Evelyn 18/04/2021

Premissa é interessante, mas achei curto demais. Queria um pouco mais de desenvolvimento. Mas não é de todo ruim!
comentários(0)comente



Tajeribeiro 09/04/2021

Amei
Fiquei imaginando o Natal sendo exatamente assim e senti um aperto no coração. Apesar de alguns fatos fazerem parte da nossa realidade. Vamos aprender a dar mais valor as coisas.
Tendo em vista que este livro é um conto, está muito presente em nosso cotidiano, infelizmente!
comentários(0)comente



Maria.Laura 01/04/2021

Natal
O conto de China Miéville publicado pela Boitempo é uma distopia que traz como ponto central a privatização do Natal e de todos os seus elementos. O enredo principal tem um pai tentando comemorar o Natal com sua filha em meio às dificuldades devido ao Natal privatizado e pouco acessível.
comentários(0)comente



ingrid.vasconcelos.184 27/03/2021

Engraçado
Estava em uma maratona de leitura quando um colega comentou sobre esse conto e fiquei curiosa pra ele. É super engraçado e cheio de críticas que nos fazem refletir sobre como o capitalismo compra nossa vida e sobre como, cada dia mais, ele tá mais perto de comprar sentimentos.
comentários(0)comente



Ana Roque 27/03/2021

Natal®
Um conto super rapidinho e muito interessante onde as pessoas precisam pagar para poder celebrar o Natal.
Achei muito boa a abordagem e como fez uma crítica a privatização de uma forma bem inteligente.
comentários(0)comente



Ludmila Lamara 11/02/2021

Natal sendo apenas um produto!
Imagine o Natal ser comercial? Tudo ser proibido?
E só aquilo que é previamente registrados e direitos comprados podem comemorar a data?
Tenho certeza que até aqueles que menos gostam da data não iriam curtir a ideia.
comentários(0)comente



Mônica B. Lopes 30/01/2021

Gostei
Achei bem legal. Você viver em um mundo onde o natal e tudo o que ele representa virou marca. Não deixa de corresponder um pouco com a realidade.
Não conhecia o autor e gostei bastante da idéia do conto e me deixou curiosa para ler outras coisas dele.
comentários(0)comente



Livinha 29/01/2021

Interessante, caótico e divertido, tudo ao mesmo tempo!
Adorei as ilustrações também!
comentários(0)comente



Gustavo Rafhael 29/01/2021

E se o natal fosse privatizado? Sim, se todos os símbolos natalinos fossem agora marcas registradas e só os mais abastados tivessem o luxo de ter uma árvore de natal, pudessem utilizar guirlandas, papel de presente colorido, etc... Se para ter uma festa de natal a pessoa precisasse pagar uma nota preta...Se até para desejar "feliz natal" você tivesse que comprar uma licença...
Essa é a premissa do conto distópico de China Miéville (autor até então desconhecido pra mim e que amei conhecer). O conto é bem curto, porém bem instigante e fugaz, recheado de críticas sociais. Vale muito a pena a leitura. Dá pra começar e terminar enquanto você toma um café.
comentários(0)comente



Felipe 13/01/2021

3,5

Eu fico aqui se pensando se ocorresse a privatização das tradições as pessoas se atentariam ao poderio do capitalismo e as inúmeras privações que passamos por causa dela. Se algum dia privatizarem o Natal no Brasil teremos uma revolução dos mais pobres, os ricos não vão reclamar porque eles vão poder comprar.

As camadas desse texto são incríveis.
comentários(0)comente



52 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4